Scielo RSS <![CDATA[Psicologia: Teoria e Pesquisa]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0102-377220160002&lang=pt vol. 32 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[O Procedimento Selective Reminding na Avaliação da Memória e Aprendizagem: Um Levantamento de Estudos Brasileiros]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722016000200201&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Os pesquisadores têm à sua disposição uma variedade de métodos que auxiliam a compreensão dos processos de memória e aprendizagem. O presente artigo tem como objetivo revisitar o procedimento de recordação seletiva, apresentando suas características e variações, e realizar um levantamento de estudos brasileiros que fizeram uso do mesmo. São apresentadas as diferenças entre a recordação seletiva e o procedimento padrão em tarefas de aprendizagem por recordação livre. Constatou-se que, no Brasil, além de diferentes tarefas, são utilizadas formas de aplicações distintas do procedimento. A utilização da recordação seletiva apresenta relevância no estudo da memória e da aprendizagem, em especial na busca pela diferenciação entre as dificuldades normais de memórias e os déficits patológicos dessa função cognitiva.<hr/>ABSTRACT Researchers have a wide variety of methods that help to understand the processes of memory and learning. This paper aims to revisit the selective reminding procedure by presenting its characteristics and variations, and carry out a survey of Brazilian studies that made use of it. Differences are presented between the selective reminding procedure and the standard procedure in the use of free recall learning tests. The study showed that, in Brazil, the selective reminding procedure uses, not only different tasks, but also different application methods. The use of selective reminding is relevant to the study of memory and learning, especially to differentiate normal memory difficulties from pathological deficits in this cognitive function. <![CDATA[Contribuições das Neurociências para o Estudo do Comportamento Discriminativo<sup>1</sup>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722016000200202&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Este artigo buscou examinar algumas das contribuições das neurociências para o estudo da discriminação de estímulos. Foram discutidos experimentos relacionados a processos discriminativos envolvendo (a) estimulação cerebral como estímulo antecedente e consequente, (b) atividade neural como resposta, (c) lesão cerebral, (d) drogas e (e) mudanças no cérebro em função do treino discriminativo. Argumenta-se que a integração entre dados comportamentais e (neuro) fisiológicos tem se mostrado uma estratégia promissora para um entendimento mais completo sobre o comportamento dos organismos.<hr/>ABSTRACT This paper aims to examine some contributions of neuroscience to the study of stimulus discrimination. Experiments are discussed concerning the discriminative processes involving (1) brain stimulation as antecedent and consequent stimulus, (2) neural activity as response, (3) brain lesions, (4) drugs, and (5) brain changes after exposure to discriminative training. We argue that the integration of behavioral and (neuro) physiological data has proved to be a promising strategy for a more complete understanding of the behavior of organisms. <![CDATA[Avaliação do Conhecimento sobre Trauma Craniano Violento por Pais Brasileiros]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722016000200203&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO A ocorrência do trauma craniano violento (TCV) pode estar associada à falta de conhecimento de pais e cuidadores sobre o desenvolvimento infantil. Neste sentido, o presente estudo pretendeu investigar o conhecimento de pais sobre o choro do bebê, as estratégias para lidar com o choro e as consequências de sacudi-lo. Participaram da pesquisa 83 mães e 7 pais de recém-nascidos, que responderam ao instrumento Questionário sobre o Choro do Bebê. Os resultados do estudo sugerem um desconhecimento por parte dos pais sobre o TCV, principalmente no que se refere à sua gravidade. Além disso, 34,4% dos participantes relataram que sacudiriam seus bebês para fazê-los parar de chorar. Tais resultados parecem indicar a necessidade de desenvolver intervenções de educação parental sobre o TCV, especialmente durante o pré-natal, de modo a contribuir para o aumento do conhecimento dos pais, prevenindo assim tal forma de maus-tratos.<hr/>ABSTRACT Abusive head trauma (AHT) may be associated to a lack of knowledge of parents and caregivers concerning child development. This study intended to investigate parental knowledge regarding the crying of babies, how parents deal with a crying baby and the consequences of shaking a baby to make it stop crying. Participants were 83 mothers and 7 fathers of newborns who responded to the Crying Baby Questionnaire. Results suggest a lack of knowledge of AHT, especially regarding its severity. Furthermore, 34.4% of participants reported that they would shake their babies to make them stop crying. These results highlight the need to develop interventions for parent training on AHT, particularly during the prenatal period in order to increase parental knowledge and to contribute to the prevention of this form of child maltreatment. <![CDATA[A Relação entre as Representações acerca das Figuras Parentais e as Competências Sociais em Crianças Maltratadas e não Maltratadas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722016000200204&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Assumindo a centralidade das representações acerca das figuras parentais na trajetória desenvolvimental, este estudo teve como objetivo analisar a relação destas representações com as competências sociais de crianças maltratadas e não maltratadas. Participaram, nesta investigação, 62 crianças em idade escolar (22 maltratadas e 40 não maltratadas). As representações acerca das figuras parentais foram avaliadas com a Entrevista de Avaliação das Representações acerca das Figuras Parentais e as competências sociais com a adaptação portuguesa da Social Skills Rating System - Form for Teachers. Nas crianças maltratadas, não se verifica a associação entre as representações das figuras parentais e as competências sociais, observada em amostras normativas. Os resultados sugerem que os dois grupos atribuem significados distintos aos comportamentos parentais.<hr/>ABSTRACT Considering the importance of mental representations of parental figures in the developmental trajectory of children, this study aimed to analyze the relationship of these representations with the social competence of abused and nonabused children. A total of 62 school-aged children participated in this study (22 maltreated and 40 nonmaltreated). The mental representations of the children were assessed with the Children Representations about Parental Figures Interview, while social competence was assessed with means of the Portuguese version of the Social Skills Rating System - form for teachers. The association between representations of parental figures and social competence observed in normative samples does not exist in abused children. These results suggest that abused and nonabused children attribute different meanings to their parents' behavior. <![CDATA[Índice de Massa Corpórea, Competência Social e Problemas de Comportamento de Crianças e Cuidadores]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722016000200205&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO O objetivo deste estudo foi avaliar a relação entre competências sociais, problemas de comportamento e Índice de Massa Corpórea (IMC) das crianças participantes de um programa de intervenção multidisciplinar para excesso de peso da família. Participaram do estudo 22 cuidadores e 26 crianças. O CBCL e o ASR foram aplicados antes da intervenção. Resultados mostraram relações significativas entre problemas de comportamento internalizantes das crianças e seu IMC, e relações entre problemas de comportamento de cuidadores e de crianças. Sugere-se que o problema de comportamento das crianças seja uma variável mediacional entre o problema de comportamento dos cuidadores e o IMC das crianças, sendo assim necessário o desenvolvimento de intervenções para o excesso de peso que intervenham nos problemas de comportamento de ambos.<hr/>ABSTRACT This study aimed to investigate the relationship between social competences, behavioral problems, competences, and Body Mass Index (BMI) of children who participated in a multidisciplinary intervention program developed to deal with overweight of families. 22 caregivers and 25 children participated. Before the start of the intervention program the CBCL and ASR were administrated. The results show a significant relationship between the child's internalization of behavioral problems and the BMI as well as a relationship between the child's and the caregivers behavioral problems. The results suggest that the child's behavioral problem is a mediating variable between the caregiver's behavioral problem and the child's BMI. Therefore, the development of intervention programs of the overweight problem dealing with the behavioral problems of both is necessary. <![CDATA[Desempenho Ortográfico e Habilidades de Produção Textual em Diferentes Condições de Solicitação]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722016000200206&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Este estudo teve como objetivos investigar as relações entre conhecimento ortográfico e produção escrita de textos, além de analisar em que medida diferentes condições de produção afetam a qualidade dos textos narrativos. Participaram do estudo 72 alunos do 5º. ano do Ensino Fundamental de uma escola pública. Os dados foram coletados pela aplicação de um ditado e por três produções de texto: livre, a partir de sequência de figuras e reconto. Os resultados mostraram que os alunos possuem conhecimento precário da ortografia, sendo os erros mais frequentes aqueles envolvendo regularidades contextuais e morfossintáticas, além dos casos irregulares. Os textos mais elaborados foram aqueles produzidos a partir do reconto. Obteve-se correlação positiva moderada, mas estatisticamente significativa entre escrever ortograficamente correto e produzir textos mais elaborados.<hr/>ABSTRACT This study aimed to investigate the relationship between orthographic knowledge and writing texts, and analyze whether different production conditions affect the quality of narrative texts. Study participants were 72 students in the 5th year of Public Elementary Education. Data were collected by applying a dictation and by the writing of texts in three production situations: free theme, from a sequence of figures and retelling. The results showed that students have a poor knowledge of spelling, being the most frequent errors those involving contextual and morphosyntactic rules, besides the irregular cases. The more elaborated texts were those produced from the retelling condition. A moderate but statistically significant positive correlation was obtained between spelling correctly and writing more elaborated texts. <![CDATA[Escala de Motivação para a Leitura para Adolescentes e Jovens: Propriedades Psicométricas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722016000200207&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO A motivação para ler, assim como a motivação para aprender, é uma variável chave para a aprendizagem. Este estudo tem como objetivo descrever os passos relativos à construção de uma Escala de Motivação em Leitura (EML) para adolescentes e jovens, apresentar dados preliminares de suas propriedades psicométricas e validade de constructo. Participaram 329 estudantes do 6° ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. Da análise fatorial exploratória dos 83 itens da escala, emergiram seis fatores coerentes com o continuum motivacional descrito pela Teoria da Autodeterminação, com consistência interna entre 0,97 e 0,76. Esses resultados iniciais revelam propriedades psicométricas promissoras da escala para uso no contexto educativo.<hr/>ABSTRACT Motivation to read as well as to learn are important variables for learning. This study is aimed at describing the steps for constructing a reading motivation scale for teenagers and youngsters, as well as at presenting its psychometric properties and construct validity. The sample was composed of 329 students from the 6th year of elementary school to the 3rd year of high school. Exploratory factor analysis of the 83 items revealed six factors coherent with the continuum of Self Determination Theory with internal consistencies ranging from 0.97 to 0.76. These initial results evince the promising psychometric properties of the scale for its use in the educational context. <![CDATA[Projeto Defesa à Vida: A Psicologia na Escola de Ensino Fundamental]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722016000200208&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Esse relato de experiência baseia-se na intervenção realizada em uma escola pública do ensino fundamental. Através da descrição das atividades desenvolvidas foi possível compreender aspectos individuais e sociais, os quais afetam o indivíduo, em um ambiente considerado promotor de desenvolvimento. Os resultados apontam a eficácia das intervenções, atribuindo à escola um espaço protetivo. Com este estudo, espera-se contribuir para a reflexão sobre os métodos de intervenção em contextos escolares visando à promoção da saúde e ao favorecimento da busca por autonomia e a vida social.<hr/>ABSTRACT This experience's report is based on an intervention conducted at an elementary public school. Through the description of the activities, it is possible to understand individual and social aspects that affect the individual in an environment considered as a development promoter. The results show the effectiveness of the intervention and the school as a protective space. With this study we hope to contribute to reflections about the methods of intervention in school contexts that aim at health promotion and the search for autonomy and social life. <![CDATA[Qualidade do Relacionamento Treinador-Atleta e Orientação às Metas como Preditores de Desempenho Esportivo]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722016000200209&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Este estudo investigou a qualidade do relacionamento treinador-atleta (RTA) e da orientação às metas (OM) como preditoras para o desempenho de atletas de voleibol. Os participantes (n=185) responderam o Questionário de Relacionamento Treinador-Atleta e o Questionário de Orientação às Metas. Os atletas medalhistas perceberam maior proximidade e comprometimento com o treinador e maior orientação para a tarefa (OT) em comparação aos não medalhistas. O RTA apresentou impacto moderado na OT tanto dos atletas medalhistas (proximidade e complementaridade) quanto das atletas não-medalhistas (compromisso). O compromisso apresentou efeito moderado sobre a orientação para o ego dos não-medalhistas e das mulheres (não significativo). Conclui-se que quanto mais alto o nível de desempenho das equipes, maior a influência do RTA (complementariedade e proximidade) sobre a OT.<hr/>ABSTRACT This study investigated the quality of the coach-athlete relationship (CAR) and goal orientation (GO) as predictors of sport performance in volleyball players. Participants (n=185) completed the Coach-Athlete Relationship Questionnaire and the Task and Ego Orientation in Sport Questionnaire. The medalists perceived greater closeness and commitment to the coach and greater task orientation (TO) compared to non medalists. The CAR showed moderate impact on TO among medalists and male athletes (proximity and complementarity) as well as among non-medalists and female athletes (commitment). Commitment showed moderate effect on the ego orientation of non-medalists and women (not significant). It is concluded that the higher the performance level of the teams, the higher the influence of CAR (complementarity and proximity) on TO. <![CDATA[Atitudes perante os Trabalhadores mais Velhos: A Perspetiva dos Estudantes Universitários]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722016000200210&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Procuramos compreender (a) se a estrutura pentadimensional (dimensões: adaptabilidade; valia dos mais velhos para a organização; conscienciosidade e lealdade; capital social e generosidade; desempenho) do instrumento de medida das atitudes dos gestores perante os trabalhadores mais velhos anteriormente desenvolvido é replicada em uma amostra de estudantes universitários e (b) se essas atitudes ajudam a explicar as decisões dos estudantes. A amostra envolveu 278 estudantes universitários portugueses. Os principais resultados são os seguintes: (a) a estrutura pentadimensional obtida com gestores portugueses e brasileiros replica-se na amostra de estudantes; (b) apesar de os estudantes reconhecerem qualidades nos trabalhadores mais velhos, revelam inclinação para práticas discriminatórias relativamente a esses trabalhadores, e essa inclinação parece ser mais acentuada do que a identificada em gestores.<hr/>ABSTRACT We seek to understand (a) if the penta-dimensional structure (dimensions: adaptability, value of older people to the organization, conscientiousness and loyalty; capital and generosity; performance) of the measuring instrument of managers' attitudes towards older workers previously developed is replicated in a sample of university students and (b) whether these attitudes help to explain the decisions of students. The sample involved 278 university students. The main results are the following: (a) the penta-dimensional structure obtained with Portuguese and Brazilian managers is replicated in the sample of students; (b) although students recognize qualities in older workers, they tend to reveal discriminatory practices with respect to such employees, and those practices appear to be more pronounced than those observed with managers. <![CDATA[Validação do Questionário de Avaliação de Habilidades Sociais, Comportamentos, Contextos para Universitários]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722016000200211&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO Verifica-se uma carência de instrumentos que avaliem habilidades sociais na interface com a saúde mental de universitários. Objetiva-se testar as propriedades psicométricas de validade e fidedignidade do Questionário de Avaliação de Habilidades Sociais, Comportamentos e Contextos para Universitários - QHC-Universitários. Procedeu-se à avaliação, em situação coletiva, de 609 estudantes universitários de diferentes cursos por meio dos seguintes instrumentos: QHC-Universitários, IHS-Del Prette, BDI, Mini-SPIN e SCID-IV. As propriedades psicométricas foram aferidas por meio de procedimentos estatísticos, com resultados satisfatórios quanto à consistência interna e às validades de construto e concorrente. A análise fatorial isolou três fatores para a Parte 1 (Comunicação e Afeto, Enfrentamento, Falar em Público) e dois fatores para a Parte 2 (Potencialidades, Dificuldades), fornecendo escores de problemas e de habilidades.<hr/>ABSTRACT There is a lack of instruments to assess social skills in the interface with mental health of college students. This study intended to test the psychometric properties of validity and reliability of the Social Skills, Behaviors and Context Assessment Questionnaire for University Students (QHC - University Students). In a collective situation 609 university students from different courses were evaluated with the following instruments: QHC - College students, IHS-Del Prette, BDI, Mini-SPIN and SCID-IV. The psychometric properties were measured by statistical procedures, with satisfactory results concerning the internal consistency and construct validity and concurrent. Factor analysis isolated three factors for Part 1 (Communication and Affect, Coping, Public Speaking) and two factors for Part 2 (Potentialities and Difficulties), providing scores of problems and skills. <![CDATA[Habilidades Sociais em Alcoolistas: Um Estudo Comparativo]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722016000200212&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO O presente estudo objetivou comparar o repertório de habilidades sociais (HS) de dependentes e não dependentes de álcool a fim de verificar se um menor repertório de HS constitui uma característica dessa população. Foram entrevistados 123 alcoolistas e 114 usuários de serviços de saúde com baixo ou nenhum consumo de álcool, utilizando questionário sociodemográfico, Mini International Neuropsychiatric Interview e o Inventário de Habilidades Sociais. Os dados foram analisados quantitativamente e indicaram uma diferença significativa no repertório de HS, especificamente no fator de autocontrole da agressividade, indicando um pior desempenho dessa habilidade em alcoolistas. Os resultados sugerem que a avaliação dessa característica deva ser considerada no tratamento do alcoolismo e associada ao plano terapêutico.<hr/>ABSTRACT The present study aimed to compare the repertoire of social skills of alcoholics and non-alcoholics in order to verify if a minor repertoire of social skills constitute a feature of this population. Interviews were carried out with 123 alcoholics and 114 users of health service patients with low or no consumption of alcohol. It were used a socio-demographic questionnaire, the Mini International Neuropsychiatric Interview and the Social Skill Inventory. The data were analyzed quantitatively and the results indicated a significant difference in repertoire of social skills, specifically with respect to the factor of self-control of aggressiveness, on which was demonstrated the worst performance. The results suggest that the evaluation of this feature should be considered in the treatment of alcoholism and associated with a therapeutic plan. <![CDATA[Correspondência Prototípica dos Transtornos da Personalidade com o Inventário Dimensional Clínico da Personalidade]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722016000200213&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT This study aimed to investigate validity evidence of the Dimensional Clinical Personality Inventory (IDCP) through the expected associations with the five-factor model (FFM), especially in regard to the prototype matching of personality disorders. A non-clinical sample (N=94), aged between 19 and 55 years (M=25.5; SD=7.35), and 59.6% male, answered the IDCP and the NEO-PI-R for the assessment of 12 dimensions related to personality disorders and evaluation of five personality dimensions, respectively. The results pointed to consistent empirical relations between the dimensions of the IDCP and the NEO-PI-R, as well as between the diagnostic categories of DSM-IV-TR based on the FFM and the IDCP dimensions.<hr/>RESUMO O objetivo deste estudo foi investigar evidências de validade para o Inventário Dimensional Clínico da Personalidade (IDCP) por meio de associações esperadas com o modelo dos cinco grandes fatores (FFM), especialmente no que se refere à correspondência de protótipos dos transtornos da personalidade. A amostra, não clínica (N=94), com idade variando entre 19 e 55 anos (M=25,5; DP=7,35), sendo 59,6% do sexo masculino, respondeu o IDCP e o NEO-PI-R para avaliação de doze dimensões relacionadas aos transtornos da personalidade e de cinco dimensões da personalidade, respectivamente. Os resultados apontaram para relações empíricas coerentes entre as dimensões do IDCP e as dimensões do NEO-PI-R, bem como entre as categorias diagnósticas do DSM-IV-TR com base no FFM e as dimensões do IDCP. <![CDATA[Meditação breve e a interação entre interferência emocional e ansiedade]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722016000200214&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT This pilot study assessed the effects of a five day focused meditation training on the interplay between emotional interference and anxiety in a non clinical sample randomized into two groups (experimental=13; control=18). Emotional interference was indexed comparing the reaction times in an attention span task with negative or neutral distracting images. Anxiety experienced during the task was also assessed through self-report. Only in the control group higher anxiety levels interacted with greater emotional interference and a worse evaluation of valence and arousal of emotional images. These preliminary findings suggest that meditation may help modulating anxiety effects on bias to negative stimuli, and that even a short training may facilitate self-regulatory processes.<hr/>RESUMO Este estudo piloto avaliou os efeitos de cinco dias de meditação focada na relação entre interferência emocional e ansiedade em amostra não clínica randomizada em dois grupos (experimental=13; controle=18). A interferência emocional foi indexada comparando os tempos de reação em uma tarefa de atenção com imagens distratoras negativas ou neutras. Também foi avaliado o autorrelato da ansiedade durante a tarefa. Apenas no grupo controle uma maior ansiedade interagiu com uma maior interferência emocional e uma pior avaliação de valência e alerta (arousal) das imagens emocionais. Esses achados preliminares sugerem que a meditação pode ajudar a modular o efeito da ansiedade no viés para estímulos negativos, e que mesmo um treino breve pode facilitar processos autorregulatórios. <![CDATA[Social identification and / or perception of similarity: An approach to differential effects on ingroup and outgroup essentialism]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722016000200215&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMEN La presente investigación trata de la relación causal de dos procesos asociados al esencialismo (creer en la existencia de una esencia común a todos los miembros de un grupo): la identificación social y la similitud. Su objetivo fue determinar el rol de ambos procesos sobre el esencialismo psicológico. Mediante un estudio transversal correlacional, 200 personas (muestreo no aleatorio) fueron medidas en ambas variables y en esencialismo (endo y exogrupal). Los resultados indican efectos diferenciales según el tipo de esencialismo (endo o exogrupal). El endogrupal es explicado por la identificación grupal (autocategorización y compromiso grupal). El exogrupal, depende de la identificación (autocategorización) y la similitud (homogeneidad). Se discuten estos resultados en torno a sus consecuencias para las relaciones intergrupales.<hr/>ABSTRACT The present study deals with the causal relation among two processes associated to essentialism (believing in the existence of a common essence for the members of a group): social identification and similarity. By means of a cross-correlational study, 200 participants (non-random sampling) were measured on both variables and on essentialism (ingroup/outgroup). The results indicate that the effects of both variables are not similar according to whether they belong to ingroup or outgroup essentialism. Ingroup essentialism is mainly explained by identification with the ingroup, and, especially for self-categorization and group commitment. The outgroup essentialism, meanwhile, is explained by self-categorization (identification) and the perception of intragroup homogeneity (similarity). These results are discussed in relation to their implications for intergroup relations.