Scielo RSS <![CDATA[Psicologia: Teoria e Pesquisa]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0102-377220060001&lang=pt vol. 22 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>Nos bastidores da editoração</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722006000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Triagem em saúde mental infantil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722006000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo foi conduzido para comparar os resultados de um procedimento grupal aberto e um procedimento individual estruturado para avaliação do comportamento da criança conforme o relato materno. Participaram deste estudo 29 mães que buscavam atendimento para seus filhos em uma unidade de saúde mental infanto-juvenil. As primeiras 15 mães que procuraram o serviço foram entrevistadas individualmente conforme um roteiro estruturado desenvolvido a partir do CBCL e depois foram entrevistadas em grupo, em formato aberto. As outras 14 mães participaram da entrevista grupal aberta e em seguida participaram da entrevista individual estruturada. Os resultados das entrevistas foram comparados tomando como referência as 67 categorias comportamentais identificadas a partir do roteiro individual e quatro variáveis contextuais relatadas nos dois procedimentos. Os resultados mostram que um número substancialmente maior de comportamentos-problema foi identificado através de entrevista individual estruturada do que através de entrevista grupal aberta realizada com os mesmos informantes. É possível que o uso de um roteiro estruturado em entrevistas grupais possa oferecer mais informações com otimização do tempo de avaliação.<hr/>This study was aimed at comparing the results of a group open procedure and a structured individual procedure to evaluate child behavior according to the mother's report. Participants were 29 mothers who searched attendance for their children at a mental health unit for children and youngsters. The first 15 mothers to enroll in the study underwent an individual, structured interview, developed from the CBCL items, and then they underwent a group open interview. The next 14 mother to enroll underwent the open group interview and then the individual structured interview. The results obtained were compared taking into consideration the 67 behavioral categories identified from the individual report and four contextual variables from the two procedures. The results show that a substantially higher number of problematic behaviors was identified through the structured individual interview than through the open group interview held with the same informants. It is possible that the use of a structured report in group interviews may offer more information with the optimization of the evaluation time. <![CDATA[<B>Expectativas e sentimentos em relação à paternidade entre adolescentes e adultos</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722006000100003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo deste estudo foi examinar eventuais semelhanças e particularidades nas expectativas e sentimentos em relação à paternidade entre adolescentes e adultos que esperavam seu primeiro filho. Participaram da pesquisa 23 futuros pais (12 adolescentes e 11 adultos), que foram entrevistados em suas residências no terceiro trimestre da gestação da companheira. As respostas foram examinadas através de análise de conteúdo qualitativa, com base em quatro categorias temáticas (relacionamento com o bebê e desempenho do papel paterno, criação do filho, cuidados do bebê e mudanças pessoais). Os resultados revelaram mais semelhanças do que particularidades entre os dois grupos. Adolescentes e adultos indicaram expectativas positivas quanto ao relacionamento com o bebê e à paternidade, apesar de certa dúvida quanto a sua capacidade para exercer o papel paterno. Estes resultados sugerem que a idade não é necessariamente um fator determinante nas expectativas e sentimentos associados à transição para a paternidade.<hr/>The purpose of this study was to examine eventual similarities and particularities of expectations and feelings concerning fatherhood among adolescents and adults who expected their first child. Twenty-three future fathers (12 adolescents and 11 adults), participated in the research and they were interviewed at their homes in the third quarter of their partners' pregnancy. The answers were examined through qualitative content analysis, based on four thematic categories (relationship with the baby and performance of the father's role, child rasing, baby care and personal changes). The results revealed more similarities than particularities between the two groups. Adolescents and adults indicated positive expectations concerning relationship with the baby and fatherhood, despite some doubt as to their capacity in their role as fathers. These results suggest that age is not necessarily a determinant factor in expectations and feelings associated with the transition to fatherhood. <![CDATA[<B>O tornar-se avó no processo de individuação</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722006000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O tornar-se avó assinala um período de transição no ciclo de vida familiar, marcado por transformações psíquicas significativas para os avós, caracterizando a quarta individuação. Este trabalho teve como objetivo investigar a experiência de tornar-se avó e sua importância no processo de individuação. Foi utilizado delineamento de estudo de caso coletivo. Onze avós maternas, com idades entre 49 e 66 anos, cujas filhas tiveram seu primeiro filho, responderam a uma entrevista semi-estruturada. Todas as avós tinham tido seus primeiros netos e a entrevista referia-se a sua experiência como avós desses netos. Os dados mostraram que o ser avó é uma fonte de renovação e renascimento. O estudo propiciou que as participantes refletissem sobre seus diferentes papéis familiares: avó, mãe, neta e filha. Os dados sugerem que tornar-se avó possibilita que antigos conflitos sejam repensados, renovando antigos vínculos e desejos, o que permite que a avó dê mais um passo rumo à sua individuação.<hr/>Becoming a grandmother points out a transition period in the family life cycle, marked by significant psych transformations for the grandmothers, characterizing the fourth individuation. This study aimed at investigating the experience of becoming a grandmother and its importance in the individuation process. A collective case study design was used. Eleven grandmothers, aged 49 to 66, whose daughters had their first child, answered a semi-structured interview. All grandmothers had had their first grandchildren and the interview referred to their experience as grandmothers of these grandchildren. The results showed that being a grandmother is a source of renewal and rebirth. The study enabled the participants to reflect on their different family roles: grandmother, mother, grandchild and child. The data suggest that becoming a grandmother enables old conflicts to be re-thought, renewing old ties and desires, and as a result, enabling the grandmother to give one more step towards her individuation. <![CDATA[<B>Por uma pedagogia do compromisso</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722006000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Uma das questões centrais no campo da educação é: como fazer com que alunos ou filhos se comportem como seus professores ou pais desejam? É objetivo deste artigo responder a esta questão, propondo uma abordagem educativa que se apóia na psicologia do compromisso. O interesse desta abordagem, chamada pedagogia do compromisso, é duplo: (1) ela aumenta as chances de se obter sem impor e, sobretudo, (2) ela favorece a interiorização de valores educativos, familiares e de cidadania. Esta pedagogia tem, além disso, o mérito de estar em consonância com a psicologia social experimental. Algumas técnicas que permitem aumentar a probabilidade de ver alguém fazer livremente o que se espera dele são evocadas: a técnica do "dar-o-primeiro-passo" (dar-o-primeiro-passo com demanda explicita; dar-o-primeiro-passo com etiquetagem), a técnica do "tocar" e a técnica do "você é livre para...". O artigo termina com quatro princípios de ação suscetíveis de otimizar as práticas educativas: o princípio da liberdade, o princípio do primado da ação, o princípio da naturalização e o princípio da desnaturalização.<hr/>One of the main questions in the field of education is: how to get students or children to behave the way their parents or teachers wish. The aim of the present article is to try to answer this question, proposing an educative approach based on the psychology of commitment. The interests of this approach, called Pedagogy of Commitment are: (1) it increases the chances of obtaining without imposing, and, specially, (2) it favors the internalization of educative, family and citizenship values. Besides that, this pedagogy has the merit of being in line with the experimental social psychology. Some techniques which allow to raise the probability of seeing someone freely do what is expected from them are evoked: the "foot-in-the-door technique" (foot-in-the-door with explicit demand; foot-in-the-door with label); the technique of "touch" and the technique of "you are free to…". The article ends with four principles of action, susceptible to optimize the educative practices: the principle of freedom, the principle of primacy of action, the principle of naturalization and the principle of denaturalization. <![CDATA[<B>Representação social e estereótipo</B>: <B>a zona muda das representações sociais</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722006000100006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste artigo, a partir da definição do conceito de zona muda das representações sociais, descrevemos as técnicas de substituição e de descontextualização normativa desenvolvidas pela Escola de Aix-en-Provence para revelar as representações escondidas ou mascaradas em função de sua inadequação às normas sociais vigentes no grupo de referência dos respondentes de questionários. A seguir, relatamos os primeiros estudos realizados com a intenção de revelar elementos representacionais da zona muda de representações e os estudos atuais sobre esse conceito e descrevemos e discutimos três possíveis explicações para a mudança de representações em situações de substituição ou de descontextualização normativa: a projeção de representações condenáveis pelas normas sociais a outros grupos de representação quando os sujeitos falam por outros grupos e não por si mesmo; o efeito da transparência de representações quando são descritas as representações de grupos conhecidos; o efeito da influência social de normas ou de representações proeminentes no grupo de pertença.<hr/>In this paper, departing from the definition of the concept of Mute Zone of the social representations, we describe the techniques of substitution and normative descontextualization developed by the school of Aix-en-Provence to disclose the hidden or masked representations due to its inadequacy to the social norms in force in the reference group of the people that answered the questionnaires. Next, we report the first studies carried out with the intention to reveal representative elements of the Mute Zone of representations and the current studies about this concept and we describe and discuss three possible explanations for the change of representations in situations of substitution or normative descontextualization: the projection of the representations that are condemnable by the social norms to other groups of representation when the subject persons speak on behalf of other groups and not by themselves; the effect of the transparency of representations when the representations of known groups are described; the effect of the social influence of norms or proeminent representations in the group where they belong. <![CDATA[<B>Razão, emoção e ação em cena</B>: <B>a mente humana sob um olhar evolucionista</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722006000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O conhecimento científico da mente humana tem avançado desde a fundação da Psicologia. Aspectos biológicos e culturais, psicológicos e neurológicos, emocionais e racionais foram privilegiados separadamente em diferentes épocas e perspectivas - a visão de mente foi por vezes focalizada e por vezes relegada à caixa preta da ciência psicológica. Contemporaneamente, assiste-se a buscas de integração entre mente e comportamento humanos. A mente é vista como objeto da ciência e produto da seleção natural na evolução da espécie do Homo sapiens sapiens. Este trabalho visa apresentar uma breve história das principais transformações na concepção da mente, e de modelos evolucionistas de mente que contemplem a razão, a emoção e as ações humanas. Busca-se integrar e discutir as evidências das pesquisas de diversas disciplinas (Antropologia, Etologia, Primatologia, Psicologia, etc) oferecendo uma compreensão evolucionista da mente humana, de sua filogênese e ontogênese. Comportamentos cooperativos e competitivos serão discutidos a partir dessas perspectivas.<hr/>Biological and cultural aspects, psychological and neurological aspects, emotional and rational aspects were privileged separately in different times and perspectives - the vision of mind was sometimes focused and sometimes relegated to the black box of the psychological science. Presently, integration between mind and human behavior is sought. Mind is seen as an object of science and a product of the natural selection in the evolution of Homo sapiens. Our essay presents a brief history of the main transformations in the conception of mind and of evolutionary models of mind which contemplate reason, emotion and human actions. An effort is made to integrate and discuss the research evidence from various disciplines (anthropology, ethology, primatology, and psychology), offering an evolutionary comprehension of the human mind, of its phylogeny and ontogeny. Cooperative and competitive behavior are discussed within such framework. <![CDATA[<B>O Estado e a educação religiosa</B>: <B>observações a partir da psicologia</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722006000100008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O tema da educação religiosa oferecida pelo Estado é tratado do ponto de vista das condições psicológicas adequadas a sua eficiente ministração, a saber, estabelecimento de relações interpessoais no pequeno grupo, nitidez na apresentação das informações e inserção num grupo de referência mais abrangente. Como base filosófica, necessária ao ponto de vista psicológico, é apresentada a visão de Habermas e Ratzinger do Estado democrático, cuja função é não só tolerar mas promover a diversidade cultural dos grupos que o compõem, sobre o pressuposto da ação comunicativa ou do diálogo.<hr/>Religious education offered by the State is dealt with from the point of view of the adequate psychological conditions to its efficient offering: interpersonal relations in the small group, distinctiveness of stimuli, and insertion into a broader reference group. As a philosophical basis, necessary to the psychological point of view, is presented Habermas'and Ratzinger's conception of a democratic State, whose function is not only to tolerate but to promote the cultural diversity of its component groups, following the presupposition of communicative action or dialog. <![CDATA[<B>Criatividade e dificuldade de aprendizagem</B>: <B>avaliação com procedimentos tradicional e assistido</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722006000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Avaliaram-se os efeitos de um programa de criatividade em alunos da 2ª e 3ª séries de escola pública, com dificuldade de aprendizagem, por combinação de procedimentos tradicional e assistido, nas áreas acadêmica (Teste de Desempenho Escolar- TDE), cognitiva (WISC, Raven e Jogo de Perguntas de Busca com Figuras Diversas- PBFD) e da criatividade (Torrance Verbal e Figurativo). Pelo desempenho no TDE (inferior) e WISC (QI: 92), foi composta a amostra de 34 alunos (8-12 anos), dividida aleatoriamente em dois grupos, sendo G1 submetido a programa de criatividade por 3 meses. No pré-teste, não havia diferenças intergrupos significativas, exceto no Raven, com melhor desempenho de G2; diferença que desapareceu no pós-teste. Neste, houve diferença significativa para G1 no TDE. No PBFD, G1 manteve o desempenho após ajuda, com transferência de aprendizagem e aumentou o perfil alto-escore e transferidor; também melhorou em criatividade verbal (fluência e flexibilidade), enquanto G2 melhorou em flexibilidade.<hr/>The effects of a creativity program in 2nd and 3rd grade students from the public school with learning difficulties were evaluated by the combination of assisted and traditional procedures, in the academic area (School Performance Test - SPT), in the cognitive area (WISC, Raven and Constraint - Seeking Questions of Several Questions - C-SQ) and in creativity (Verbal and Figurative Torrance). Considering the performance in the SPT (below average) and WISC (Q.I.: 92), a sample of 34 students (8-12 years old) was formed, divided, at random, into two groups, being the G1 submitted to a creativity program for 3 months. In the pre-test, there were no significant differences among the inter-groups, except in Raven, in which G2 had a better performance; this difference disappeared in the post-test. In this one, there was a significant difference for G1 in the SPT. In the C-SQ, G1 kept the performance after help, with learning transference, and increased the high score and transferable profile; it also improved verbal creativity (fluency and flexibility) whereas G2 improved in flexibility. <![CDATA[<B>Inclusão escolar de crianças com deficiência múltipla</B>: <B>concepções de pais e professores</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722006000100010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente trabalho teve como objetivo identificar as concepções dos pais e dos professores de crianças com deficiência múltipla sobre a inclusão escolar e social dessas crianças. Participaram deste estudo 10 famílias (sete casais e três mães) e 10 professoras de crianças deficientes múltiplas, atendidas pelo Programa de Atendimento a Deficientes Múltiplos da Secretaria do Estado de Educação do Distrito Federal. Utilizaram-se entrevistas semi-estruturadas com os pais e os professores e observações no ambiente escolar. Os resultados indicaram que os pais percebem a deficiência do filho como algo que acarreta grande sofrimento e que traz comprometimentos sociais, principalmente relacionados ao trabalho. Os pais e os professores acreditam não ser possível a inclusão escolar dessas crianças, por conceberem o desenvolvimento delas como inexistente e por considerarem a escola de ensino regular despreparada para recebê-las.<hr/>This research aimed at identifying the conceptions of parents and teachers of children with multiple deficiencies, regarding their scholar and social inclusion. Ten families (seven couples and three mothers) as well as 10 teachers of multiple deficiency children participated in this research; these children are attended by the Program of Attendance to Multiple Deficient of the State Secretary of Education of the Federal District - SEDF. Half-structured interviews were made with parents and teachers and also observation of the scholar environment. The results indicated that parents are aware of their children's deficiency as something that brings great suffering and social limitations, specially related to work. Parents and teachers believe that the scholar inclusion of these children is not possible, for conceiving their development as inexistent and for considering the regular teaching school unprepared to receive them. <![CDATA[<B>Pontos de convergência entre o inferir e o argumentar</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722006000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Inferir e argumentar são processos cognitivos e lingüísticos da maior relevância. Apesar de distintos, o inferir e o argumentar apresentam pontos de convergência que indicam haver uma relação entre essas instâncias. Sem incorrer em aproximações conceitualmente desautorizadas e preservando as especificidades de cada um desses processos, o presente artigo procurou indicar alguns pontos de contato entre o inferir e o argumentar. Esses pontos, mais do que elementos discretos e independentes, se caracterizam por um conjunto de elementos contínuos e interdependentes que se complementam mutuamente, sendo eles: o envolvimento de premissas e conclusões, a natureza situacional, a natureza dialógica, e a previsão. O principal objetivo do artigo foi conduzir uma reflexão que interessa a estudiosos do campo da argumentação e da compreensão de textos, em particular, e a estudiosos da cognição humana, de maneira geral.<hr/>To infer and to argue are two very important cognitive and linguistic processes. Although distinct, these processes present convergent points, which indicate the existence of a relationship between them. Without going into conceptually non-authorized approximations, and preserving the particularities of the two processes, the present paper attempted to indicate some of the convergent points between inferring and arguing. These points, rather than being discrete and independent elements, are characterised by a set of continuous and interdependent elements which complement each other, namely: the involvement of premises and conclusions, the situational nature, the dialogical nature and (iv) the prediction. The main aim of the paper was to reflect upon aspects which will be of interest to academics of the field of argumentation and to those dealing with text comprehension, and especially to those concerned with human cognition in general. <![CDATA[<B>Conhecimento morfossintático e ortografia em crianças do ensino fundamental</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722006000100012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo investigou a relação entre consciência morfossintática e desempenho ortográfico de crianças de 2ª e 4ª séries do ensino fundamental das redes pública e particular de ensino da cidade do Recife - PE. Foram aplicadas tarefas de ditado de palavras e pseudopalavras para avaliar a ortografia, e tarefa de analogia de palavras, com justificativa, para avaliar o conhecimento morfossintático. Os resultados mostraram uma evolução entre as séries na escrita de palavras e pseudopalavras e na explicitação do conhecimento morfossintático. Uma comparação entre as médias de acertos revelou desempenho inferior dos alunos da rede pública. Encontrou-se um efeito preditor do conhecimento morfossintático sobre o desempenho ortográfico na escrita de palavras e pseudopalavras (controlando-se a variável idade). Como conclusão verificou-se que o conhecimento morfossintático favorece o domínio ortográfico, na medida em que possibilita às crianças uma maior compreensão dos processos de formação de palavras.<hr/>This study investigated the relationship between morphosyntatic awareness and orthographic performance of children of the 2nd and 4th grades of the primary education of the public and private schools of the city of Recife- PE. Tasks of dictated words and pseudowords were applied to evaluate the orthography, and task of analogy of words, with justification, to evaluate the morphosyntatic knowledge. The results showed an evolution between the grades in the writing of words and pseudowords, and in the morphosyntatic awareness. A comparison between the averages of correctness disclosed a lowed performance of the pupils of the public school. A preditor effect of the morphosyntatic knowledge about the orthographic performance in the writing of words and pseudowords (controlling the age variable) could be noted. In conclusion it was verified that the morphosyntatic knowledge favors the orthographic domain, in as much as it enables children a better comprehension of the processes of formation of words. <![CDATA[<B>Efeitos da exposição a mudanças nas contingências sobre o seguir regras</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722006000100013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Investigando os efeitos de histórias experimentais sobre o seguimento de regras discrepantes das contingências, nove universitários foram expostos a um procedimento de escolha de acordo com o modelo; a tarefa era apontar cada um dos três estímulos de comparação, em seqüência. Cada condição era constituída de quatro sessões. As contingências na Sessão 1 eram alteradas na Sessão 2, restabelecidas na Sessão 3 e mantidas inalteradas na Sessão 4, iniciada com a regra discrepante. As três condições diferiam quanto à forma de estabelecimento do comportamento alternativo ao especificado pela regra discrepante. Independentemente de como o comportamento foi estabelecido na Sessão 1, se por contingências (Condição 1) ou por regras (Condições 2 e 3), somente os participantes que responderam corretamente nas Sessões 2 e 3 (n = 7) deixaram de seguir a regra discrepante na Sessão 4. Discutem-se algumas das características que uma história experimental deve apresentar para interferir no seguimento de regras discrepantes.<hr/>By investigating the effects of experimental histories on discrepant rule following contingencies, nine university students were exposed to a matching-to-sample procedure; the task was to point out, in a set order, it one of three comparison stimuli. Each condition comprised four sessions. The contingencies in Session 1 were altered in Session 2, reestablished in Session 3 and remained unchanged in Session 4, which began with the discrepant rule. The three conditions differed as to the form of establishment of the alternative behavior to that specified by the discrepant rule. Independent of how the behavior was established in Session 1, whether by contingencies (Condition 1) or by rules (Conditions 2 and 3), only those participants who responded correctly in Sessions 2 and 3 (n = 7) did not follow the discrepant rule in Session 4. It is also discussed some of the characteristics that an experimental history should have to interfere with discrepant rule following. <![CDATA[<B>Armazenamento de curto prazo e velocidade de processamento explicam a relação entre memória de trabalho e o fator <I>g</I> de inteligência</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722006000100014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente artigo constitui a apresentação e discussão das evidências empíricas derivadas da análise das relações entre dois construtos-chaves do processamento humano de informação e da psicologia das diferenças individuais, a saber: a memória de trabalho e o fator geral de inteligência (g). Os resultados publicados avaliam a presença de um isomorfismo entre ambos construtos, embora ainda se desconheça a resposta à pergunta sobre o porquê desse isomorfismo. Enquanto algumas propostas favorecem uma explicação baseada em construtos tais como o controle da atenção, outras se inclinam pelo papel da capacidade para armazenar transitoriamente a informação e, em menor grau, da velocidade de processamento. Descrevem-se as principais discussões acadêmicas e se apresentam os resultados obtidos em recentes investigações conduzidas pelos autores. Conclui-se que os componentes de armazenamento e velocidade de processamento podem constituir a fonte de explicação da relação entre o construto de memória de trabalho e o fator g.<hr/>The present article presents and discusses the empirical evidences derived from the analysis of the relationship between two key constructs of both human information processing and psychology of individual differences, namely: working memory and general factor of intelligence (g). Empirical evidences supports the isomorphism between both constructs although the reason why such isomorphism is kept remains unknown. In some studies results support the important role of controlled attention, while others recognize the favour short-term storage (and short-term recognition speed) as nuclear components underlying such relationship. The core academic discussions around this topic, as well as data collected in recent investigations conducted by the authors are described. The main findings of our group are consistent with the perspective that the capacity for short-term storage, as well as for short-term recognition speed, account for the strong relationship between the working memory and the g factor. <![CDATA[<B>Resenha</B>: <B>atuação do psicólogo no campo jurídico</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722006000100015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente artigo constitui a apresentação e discussão das evidências empíricas derivadas da análise das relações entre dois construtos-chaves do processamento humano de informação e da psicologia das diferenças individuais, a saber: a memória de trabalho e o fator geral de inteligência (g). Os resultados publicados avaliam a presença de um isomorfismo entre ambos construtos, embora ainda se desconheça a resposta à pergunta sobre o porquê desse isomorfismo. Enquanto algumas propostas favorecem uma explicação baseada em construtos tais como o controle da atenção, outras se inclinam pelo papel da capacidade para armazenar transitoriamente a informação e, em menor grau, da velocidade de processamento. Descrevem-se as principais discussões acadêmicas e se apresentam os resultados obtidos em recentes investigações conduzidas pelos autores. Conclui-se que os componentes de armazenamento e velocidade de processamento podem constituir a fonte de explicação da relação entre o construto de memória de trabalho e o fator g.<hr/>The present article presents and discusses the empirical evidences derived from the analysis of the relationship between two key constructs of both human information processing and psychology of individual differences, namely: working memory and general factor of intelligence (g). Empirical evidences supports the isomorphism between both constructs although the reason why such isomorphism is kept remains unknown. In some studies results support the important role of controlled attention, while others recognize the favour short-term storage (and short-term recognition speed) as nuclear components underlying such relationship. The core academic discussions around this topic, as well as data collected in recent investigations conducted by the authors are described. The main findings of our group are consistent with the perspective that the capacity for short-term storage, as well as for short-term recognition speed, account for the strong relationship between the working memory and the g factor. <![CDATA[<B>Notícia</B>: <B>professora Silvia Lane</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722006000100016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente artigo constitui a apresentação e discussão das evidências empíricas derivadas da análise das relações entre dois construtos-chaves do processamento humano de informação e da psicologia das diferenças individuais, a saber: a memória de trabalho e o fator geral de inteligência (g). Os resultados publicados avaliam a presença de um isomorfismo entre ambos construtos, embora ainda se desconheça a resposta à pergunta sobre o porquê desse isomorfismo. Enquanto algumas propostas favorecem uma explicação baseada em construtos tais como o controle da atenção, outras se inclinam pelo papel da capacidade para armazenar transitoriamente a informação e, em menor grau, da velocidade de processamento. Descrevem-se as principais discussões acadêmicas e se apresentam os resultados obtidos em recentes investigações conduzidas pelos autores. Conclui-se que os componentes de armazenamento e velocidade de processamento podem constituir a fonte de explicação da relação entre o construto de memória de trabalho e o fator g.<hr/>The present article presents and discusses the empirical evidences derived from the analysis of the relationship between two key constructs of both human information processing and psychology of individual differences, namely: working memory and general factor of intelligence (g). Empirical evidences supports the isomorphism between both constructs although the reason why such isomorphism is kept remains unknown. In some studies results support the important role of controlled attention, while others recognize the favour short-term storage (and short-term recognition speed) as nuclear components underlying such relationship. The core academic discussions around this topic, as well as data collected in recent investigations conducted by the authors are described. The main findings of our group are consistent with the perspective that the capacity for short-term storage, as well as for short-term recognition speed, account for the strong relationship between the working memory and the g factor.