Scielo RSS <![CDATA[Educação em Revista]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0102-469820070001&lang=pt vol. num. 45 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>Editorial</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>A discussão como ferramenta para o processo de socialização e para a construção do pensamento</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A discussão consiste numa interação social em que diferentes sujeitos trocam e confrontam, no interior de um grupo, suas respectivas posições sobre um problema, para propor uma solução. Do ponto de vista do desenvolvimento, a discussão foi considerada por Piaget como um dos elementos que permitem ao sujeito evoluir do egocentrismo para a descentração. Assim, a discussão permite ao mesmo tempo o desenvolvimento da socialização e do pensamento.<hr/>Discussion consists in a social interaction in which different individuals exchange and confront, within a group, their own positions about a problem, aiming at the proposition of a solution. From the standpoint of development, discussion was considered by Piaget as one of the elements that trigger the evolution of the individual from egocentrism to descentration. As such, discussion allows at the same time the development of socialization and of thought. <![CDATA[<b>Efeito-escola e estratificação escolar</b>: <b>o impacto da composição de turmas por nível de habilidade dos alunos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo mediu o efeito-escola no desempenho acadêmico dos alunos de sete escolas públicas que atendem a comunidades vizinhas relativamente homogêneas do ponto de vista socioeconômico. O efeito-escola foi mensurado através da identificação da parte do progresso dos alunos que pode ser atribuída às escolas. A pesquisa coletou dados longitudinais junto a todas as turmas de 5ª série do Ensino Fundamental no início e no final do ano letivo. Os alunos responderam a testes de Português (leitura) e Matemática e preencheram um questionário sobre suas características demográficas, socioeconômicas e culturais, itens sobre o percurso escolar e hábitos de estudo. Também foram realizadas entrevistas com profissionais das escolas e com familiares dos alunos com o objetivo de contextualizar os resultados obtidos com os instrumentos quantitativos. Os resultados revelam que o efeito-escola se estrutura pela forma como as escolas organizam os alunos em turmas. A formação das turmas por nível de habilidade impacta não apenas o nível de desempenho dos alunos, mas também as diferenças nas taxas de progresso observadas durante o estudo. Os critérios de formação de turmas contribuem para que pequenas diferenças entre os alunos se transformem em grandes diferenças entre os grupos e acirrem a estratificação escolar de uma forma mais ampla.<hr/>This study measures the school effects on the achievement for fifth grade students of seven public schools, which serve homogeneous, in terms of their socioeconomic status, communities. The school effect is measured through a hierarchical linear model, which allows the separation of the learning of fifth grade students due to their schools practices from other sources of influence. The students included in this study were tested at the beginning and at the end of the school year. They answered a Portuguese language and a Mathematics test and filled a questionnaire with items on their demographic, socioeconomic and cultural characteristics. Additional items in the questionnaire captured the students' studying habits and their academic trajectory. Some parents and school staff were also interviewed in order to help the contextualization of the results, obtained with the achievement tests and questionnaires. The results show that the way the schools allocate students to classes has a large impact on student achievement. Using academic ability to allocate students to different classes impact not only the individual student achievement level, but also their corresponding learning rates. This class composition criterion contributes to transform small initial differences among students in large differences on their academic achievement, increasing therefore the school stratification. <![CDATA[<B>A mudança no modelo de ensino e de formação na engenharia</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O desenvolvimento acelerado das indústrias não só faz com que o mercado de trabalho cada vez mais exija dos profissionais qualificação e eficiência, mas requer uma retomada das relações entre esse cenário e o que está posto como modelo de ensino e de formação dos engenheiros. Trata-se, então, de discutir como as mudanças apresentadas pela sociedade têm se refletido no processo de formação do profissional de engenharia, e vice-versa. O propósito deste artigo é apresentar uma breve análise de como a mudança do mercado de trabalho está influenciando a formação de engenheiros. O ensino nas engenharias ainda está distante de um modelo adequado. Para que haja uma melhoria, é necessária uma mudança no modelo de ensino tradicional, embasado nas experiências de profissionais que atuam no mercado de trabalho. Não é possível supor de imediato que essas medidas e a absorção da noção de competência pelas instituições educacionais sejam simplesmente um reflexo do mundo do trabalho. A incorporação das mudanças é lenta e depende de fatores que extrapolam o âmbito da escola. Elas estão na dependência das políticas públicas que orientam a formação dos docentes e dos recursos relacionados às instituições que vão operacionalizá-las.<hr/>The accelerated development of the industry not only make that the professional market demands more and more from the workers qualification and efficiency, but it requests a retaking of the relationships among that scenery and the one that it is put as teaching model and of the engineers' formation. It is, then, the discussion on how the changings presented by the society have been contemplating in the process of the engineering professional's formation, and vice versa. The purpose of this article is to present an abbreviation analysis of as the change of the professional market it is influencing the engineers' formation. The teaching in the engineerings is still distant of an appropriate model. In order to an improvement, it is necessary a changing in the model of traditional teaching, based in the professionals' experiences. It is not possible to suppose immediately that those measured and the absorption of the competence notion for the education institutions is simply a reflex of the world of working. The incorporation of the changes is slow and it depends on factors that goes beyond the extent of the school. They are in the dependence of the public politics that guide the teachers' formation and of the resources related to the institutions that will to turn operating. <![CDATA[<b>Escola Normal Rural e seu impresso estudantil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este texto discute o conteúdo do impresso estudantil A Voz da Serra, periódico dos alunos da Escola Normal Rural La Salle, de Cerro Largo, Rio Grande do Sul, que foi publicado no período de 1946 a 1950. Conclusões indicam que, embora os variados títulos que o jornal recebeu, ao longo do tempo, acenassem para a especificidade rural da formação ministrada no curso, os temas nele tratados não davam prioridade ao mundo rural. Poucas eram as matérias que tematizavam essa realidade e formas de nela intervir. Assim, podemos levantar como hipótese de trabalho que, embora o objetivo da escola fosse a formação do professor para a zona rural, o veículo mantido pelo grêmio de alunos exprimia mais a socialização e a formação religiosa impressa na escola do que a formação para o campo e para a vida rural declarada no curso.<hr/>This text argues the content of the student journal A Voz da Serra, a students' journal of the La Salle Rural Normal School, Cerro Largo, Rio Grande do Sul, which has been published in the period from 1946 through 1950. Results indicate that, though the different headings the journal received along the times, it did not signal the rural specificity of education offered at the course; the issues treated by it did not give priority to the rural world. On the contrary, the themes that thematized this reality and the ways of intevention in them were very rare. Thus, we can raise the working hypothesis, that, although the objective of the school was the education of teachers for the rural zone, the vehicle maintained by the student gremium expressed rather socialization and religious formation, stressed in the school, than formation for the rural world and rural life declared in the course. <![CDATA[<B>Apresentação</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este texto discute o conteúdo do impresso estudantil A Voz da Serra, periódico dos alunos da Escola Normal Rural La Salle, de Cerro Largo, Rio Grande do Sul, que foi publicado no período de 1946 a 1950. Conclusões indicam que, embora os variados títulos que o jornal recebeu, ao longo do tempo, acenassem para a especificidade rural da formação ministrada no curso, os temas nele tratados não davam prioridade ao mundo rural. Poucas eram as matérias que tematizavam essa realidade e formas de nela intervir. Assim, podemos levantar como hipótese de trabalho que, embora o objetivo da escola fosse a formação do professor para a zona rural, o veículo mantido pelo grêmio de alunos exprimia mais a socialização e a formação religiosa impressa na escola do que a formação para o campo e para a vida rural declarada no curso.<hr/>This text argues the content of the student journal A Voz da Serra, a students' journal of the La Salle Rural Normal School, Cerro Largo, Rio Grande do Sul, which has been published in the period from 1946 through 1950. Results indicate that, though the different headings the journal received along the times, it did not signal the rural specificity of education offered at the course; the issues treated by it did not give priority to the rural world. On the contrary, the themes that thematized this reality and the ways of intevention in them were very rare. Thus, we can raise the working hypothesis, that, although the objective of the school was the education of teachers for the rural zone, the vehicle maintained by the student gremium expressed rather socialization and religious formation, stressed in the school, than formation for the rural world and rural life declared in the course. <![CDATA[<B>Da história das disciplinas ao mundo do ensino</B>: <B>entrevista com Ivor Goodson</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este texto discute o conteúdo do impresso estudantil A Voz da Serra, periódico dos alunos da Escola Normal Rural La Salle, de Cerro Largo, Rio Grande do Sul, que foi publicado no período de 1946 a 1950. Conclusões indicam que, embora os variados títulos que o jornal recebeu, ao longo do tempo, acenassem para a especificidade rural da formação ministrada no curso, os temas nele tratados não davam prioridade ao mundo rural. Poucas eram as matérias que tematizavam essa realidade e formas de nela intervir. Assim, podemos levantar como hipótese de trabalho que, embora o objetivo da escola fosse a formação do professor para a zona rural, o veículo mantido pelo grêmio de alunos exprimia mais a socialização e a formação religiosa impressa na escola do que a formação para o campo e para a vida rural declarada no curso.<hr/>This text argues the content of the student journal A Voz da Serra, a students' journal of the La Salle Rural Normal School, Cerro Largo, Rio Grande do Sul, which has been published in the period from 1946 through 1950. Results indicate that, though the different headings the journal received along the times, it did not signal the rural specificity of education offered at the course; the issues treated by it did not give priority to the rural world. On the contrary, the themes that thematized this reality and the ways of intevention in them were very rare. Thus, we can raise the working hypothesis, that, although the objective of the school was the education of teachers for the rural zone, the vehicle maintained by the student gremium expressed rather socialization and religious formation, stressed in the school, than formation for the rural world and rural life declared in the course. <![CDATA[<b>Investigando os rumos da disciplina escolar Ciências no Colégio Pedro II</b>: <b>1960-1970</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo analisa mecanismos de estabilidade e mudança curriculares produzidos no Colégio Pedro II que influenciaram os rumos da disciplina escolar Ciências no 2º segmento do Ensino Fundamental, durante os anos 1960-1970. Investigando fontes orais e escritas, afirmo que aspectos institucionais puderam contribuir para que esta sofresse influências do movimento de renovação do ensino de Ciências ocorrido no período. Tais aspectos dizem respeito ao baixo status da disciplina escolar, que possuía um caráter mais generalista, era preterida pelo catedrático e não possuía espaço físico próprio. Essas características viabilizaram mudanças em uma instituição com arraigadas tradições e com as decisões centralizadas nos catedráticos. Tais mudanças, no entanto, articularam as inovações com conteúdos e práticas do passado, inventando uma tradição que pôde agregar o tradicional/antigo com o moderno/renovado e manter o prestígio da disciplina escolar tanto internamente quanto no nível externo.<hr/>This paper analyses both the stability and the curriculum changing mechanisms produced in the Colégio Pedro II, which have influenced the course of Science as a school subject in upper elementary school during the 1960-1970'. Based on written and oral sources, the researcher states that institutional aspects had contributed to the fact that the influences from the Science Education innovation movement could be processed in the school subject. The institutional aspects were related to the school subject low status due to the fact that it had a general characteristic, it was less preferred by the head of department and it had not a specific physical space for the lessons. Those characteristics allowed room for changes in a long-term traditional institution in which curriculum decisions used to be centralized on the heads of departments themselves. Such curriculum changes had articulated innovations to teaching contents and practices from the past, and have invented a new tradition that could join the traditional/old to the modern/new. Through this process it was possible to maintain the school subject prestige both internally and in a broader external level. <![CDATA[<b>Currículo e formação de professores de História</b>: <b>uma alegoria</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo refere-se às contribuições dos estudos curriculares para o ensino de história, considerando que as pesquisas sobre esse ensino, quando perpassadas por questões curriculares, necessitam de aproximações com teorias e abordagens educacionais. Nele reflito sobre disputas acadêmicas para definição dos conteúdos de ensino, sobre a especificidade da disciplina histórica escolar e sobre a possibilidade de modificarmos a formação de professores de história, visando abordagens sobre cultura e educação planejadas pelos estudos curriculares. O texto foi construído como uma alegoria, partindo do quadro do pintor Terniers, o moço, intitulado O arquiduque Leopoldo Guilherme em sua galeria de pinturas em Bruxelas, pertencente ao Museu do Prado, em Madri.<hr/>This paper refers to the contributions of the curricular studies for the teaching of history, considering that researches on this teaching, when passed by curricular questions, need approaches with educational theories and boardings. In this article I present a reflection over the academic disputes for the definition of contents of education, over the specificity of historical discipline in school and over the possibility of modifying the formation of history teachers, aiming at boardings about culture and education designed by curricular studies. The text was constructed as an allegory, parting from the picture of the painter Terniers, the Younger, entitled The archduke Leopold Wilhelm in his painting gallery at Brussels, belonging to the museum of Prado, in Madrid. <![CDATA[<b>Verdade e veracidade na sociologia do conhecimento educacional</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Reflete-se, neste artigo, sobre questões de verdade e objetividade na sociologia do conhecimento educacional, explorando-as. Inicia-se revendo os problemas levantados pelos enfoques socioconstrucionistas do conhecimento, associados com a Nova Sociologia da Educação da década de 1970. Sugere-se que tais problemas apresentam paralelos significativos com as idéias pragmatistas de James e Dewey, analisadas por Durkheim, de modo tão acurado, em suas palestras sobre o pragmatismo. Enfoca-se, então, o desenvolvimento das idéias de Durkheim, formulado por Basil Bernstein. Argumenta-se que, a despeito de seus avanços conceituais originais, Bernstein permanece preso à crença de que as ciências naturais constituem o único modelo para o conhecimento objetivo. Discute-se, então, a idéia de formas simbólicas, de Ernst Cassirer, como uma base mais adequada para a sociologia do conhecimento. Concluindo, argumenta-se que um enfoque do conhecimento, nos estudos educacionais, que se fundamenta na idéia de objetividade simbólica, de Cassirer, pode enfrentar a tensão entre o conceito de verdade e o compromisso com "ser verdadeiro", que não foi resolvido, talvez mesmo nem enfrentado, pela Nova Sociologia da Educação da década de 1970.<hr/>The aim of this paper is to reflect on and explore questions of truth and objectivity in the sociology of educational knowledge. It begins by reviewing the problems raised by the social constructivist approaches to knowledge associated with the "new sociology of education" of the 1970s. It suggests that they have significant parallels with the pragmatist ideas of James and Dewey that Durkheim analysed so perceptively in his lectures on pragmatism. The paper then considers Basil Bernstein's development of Durkheim's ideas. The paper argues that despite his highly original conceptual advances Bernstein remains trapped in the belief that the natural sciences remain the only model for objective knowledge. This leads us to a discussion of Ernest Cassirer's idea of symbolic forms as a more adequate basis for the sociology of knowledge. In conclusion, the paper suggests how an approach to knowledge in educational studies that draws on Cassirer's idea of "symbolic objectivity" can come to terms with the tension between the concept of truth and a commitment to "being truthful" that was left unresolved, even unaddressed, by the "new" sociology of education of the 1970s. <![CDATA[<b>Estudos Curriculares</b>: <b>das teorias aos projectos de escola</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Desde a sua génese até à actualidade, o campo de Estudos Curriculares tem sido marcado pela divergência de argumentos, situados tanto no plano dos discursos académicos quanto no terreno das práticas escolares. Se a desordem conceptual, sobretudo entre tradicionalistas e reconceptualistas, tem originado uma pluralidade de escritos, redigidos em diferentes contextos (social, económico, cultural, político e ideológico), as práticas curriculares têm seguido um percurso quase único, ditado por normas e regras nem sempre fáceis de alterar. Com este texto pretendemos retomar a discussão sobre as teorias do currículo, confrontando, de um lado, a teoria de instrução e a teoria crítica, num debate que ainda se trava entre neotylerianos e neoreconceptualistas, ou entre tradicionalistas e reconceptualistas, e, de outro, a dissonância entre discursos e práticas de construção do currículo ao nível da realidade portuguesa. Sobre este último aspecto, argumentaremos que os projectos de escola estão mais próximos da teoria de instrução do que da teoria crítica, na medida em que resultados de investigação permitem concluir que são projectos essencialmente administrativos e burocráticos, obedecendo a uma lógica de normatividade, construtora de uma identidade de legitimação.<hr/>From their appearance to the actuality, Curricular Study field has been marked by the divergence of arguments, placed so much in the plan of the academic speeches, as in the field of the school practices. If the conceptual disorder, above all between traditionalists and reconceptualists, is originating a plurality of writings, written in different contexts (social, economical, cultural, political and ideological), the curricular practices has been following an almost only course, dictated by norms and rules not always easy to alter. We intended to retake the discussion on the theories of the curriculum, confronting, on one side, the instruction theory and the critical theory in a debate that it is still locked between neotylerians and neoreconceptualists, or between traditionalists and reconceptualists, and, for other, the dissonance between speeches and construction practices of the curriculum at the level of the portuguese reality. On this last aspect, we will argue that the school projects are closer of the instruction theory than of the critical theory, in the measure that the results of investigation allow to conclude that these are projects essentially administrative and bureaucratic, obeying to a normative logic, builder of a legitimating identity. <![CDATA[<b>Críticas e possibilidades da educação e da escola na contemporaneidade</b>: <b>lições de Theodor Adorno para o currículo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O texto apresenta a dimensão sociológica do pensamento de Theodor Adorno e a sua análise crítica dirigida à escola e ao sistema de ensino, destacando sua atualidade. Retoma-se, também, a discussão sobre a educação para a "emancipação", segundo o teórico, procurando demonstrar que o desafio apontado por ele, para que a Educação possa ser capaz de criar a base para a construção de uma sociedade livre da barbárie, continua atual. Transportada para os desafios que se colocam para a Educação, no atual cenário do neoliberalismo globalizado e de suas contradições, a apropriação do potencial da epistemologia de Adorno torna-se fundamental ao debate da relação entre a escola e a sociedade no mundo contemporâneo, evidenciando como o seu pensamento reforça posturas que, na contemporaneidade, tributam à escola um papel importante na construção de novas relações pedagógicas, orientadas para a produção de novas formas de cidadania, visando construir um mundo no qual se possa viver com justiça e dignidade.<hr/>The text presents the sociological dimension of the thought of Theodor Adorno and his critical analyses pointed to the school and to the educational system, highlighting how it is up-to-date. It also comes back to the discussion of Adorno about education for the emancipation and it shows that the challenge pointed by him for the education to be capable of creating the foundations for the construction of a society free from barbarism continues to be present. Transferred to the challenges that lay ahead for education, in the present scenery of the global new liberalism and its contradictions, the appropriation of the potential of the epistemology of Adorno becomes fundamental in the debate about the relation between the school and the society in the contemporary world, showing how his knowledge reinforces postures that, in the present, demand from the school an important role in the construction of new pedagogical relations for the production of new forms of citizenship looking to construct a world in which it is possible to live with justice and dignity. <![CDATA[<B>As duas faces da moeda</B>: <B>heterotopias e <I>emplazamientos</I> curriculares</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A partir dos conceitos foucaultianos de heterotopia e episteme, e do conceito de emplazamiento, proposto por Jorge Larrosa, este artigo discute algumas questões acerca das relações entre o espaço e o currículo. O currículo é aqui compreendido como um artefato que contribuiu para um tipo muito particular de representação do espaço, na episteme clássica. O currículo funcionou para que a espacialidade medieval sensorial, finita e fechada fosse substituída por uma nova espacialidade abstrata, infinita e aberta. Mais tarde, na Modernidade, tal espacialidade extensional deu lugar a uma espacialidade posicional e reticular, a favor da qual o currículo continuou trabalhando. Agora, na Pós-Modernidade, o espaço está assumindo novas configurações. Para descrever uma dessas novas configurações, é muito útil o conceito foucaultiano de heterotopia. As heterotopias são lugares reais, mas elas parecem estar em oposição em relação aos lugares comuns em que vivemos. Desse modo, as heterotopias confundem a linguagem e perturbam nosso entendimento, mas, ao mesmo tempo, abrem a possibilidade de novos pensamentos, novas representações e novos insights acerca do mundo que nos rodeia. Este artigo sugere que é possível conceber o emplazamiento de Larrosa como uma heterotopia. Nesse caso, dá-se a própria profanação da Pedagogia, de modo que novas possibilidades abrem-se para as nossas teorizações e práticas educacionais.<hr/>From the foucaultian concepts of heterotopy and episteme, and from the concept of emplazamiento developed by Jorge Larrosa, this paper discusses some questions about the relations between the space and the curriculum. Here, the curriculum is assumed as an school artifact implicated with a very particular kind of representation of the space, in the classic episteme. It is argued that the curriculum contributed to the substitution of the medieval spaciality sensorial, finite and closed for a new one abstract, infinite and open. Later, in Modernity, such extensional spaciality was replaced by a positional and reticular or gridded spaciality, for which the curriculum still proceeded. And now, in Postmodernity, the space is assuming new configurations. To describe one of these configurations, is very useful the foucaultian concept of heterotopy. The heterotopies are real places; but they seem to be in opposition with relation to the common places where we live. So, the heterotopies confuse the language and disturb our understanding; but, at the same time, they open the possibility of new thoughts, new representations and new insights about our world. This paper suggests that it is possible conceive the larrosian emplazamiento as an heterotopy. In this case, it happens a very profanation of the Pedagogy, so that new possibilities are open to our educational theories and practices. <![CDATA[<B>A importância do conhecimento escolar em propostas curriculares alternativas</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo focaliza um processo de construção curricular em uma escola da rede municipal de Belo Horizonte, no qual vigora a proposta oficial da ESCOLA PLURAL. Destaca as dificuldades vividas pelo corpo docente da escola e desenvolve o argumento de que propostas curriculares inovadoras podem criar um espaço discursivo no qual se segregam as crianças das camadas populares, reduzindo suas possibilidades de autonomia na sociedade. Com base nas concepções de política de Stephen Ball e Jenny Ozga, analisam-se os textos políticos da Escola Plural e de uma escola da rede municipal. Verificou-se a complexa relação entre documentos oficiais e experiências locais, bem como a necessidade de se afirmar a importância do conhecimento escolar no currículo. Argumenta-se que a supervalorização do aluno e de suas experiências culturais, em associação com a secundarização do conhecimento escolar, pode criar um espaço em que a criança seja confinada e jamais vista como normal.<hr/>The paper focuses on a process of curriculum construction which was developed in a school from the Belo Horizonte educational system. The school is organized according to the official curricular proposal entitled PLURAL SCHOOL. It emphasizes the difficulties which were faced by the academic staff of the school and argues that innovative curricular proposals may create a space in which children from working class are segregated and have their possibilities of autonomy in society reduced. Drawing on the conceptions of politics by Stephen Ball and Jenny Ozga, the political texts, written on the level of the Plural School proposal and on the level of the school, are analyzed. The complex relations among official documents and local experiences are emphasized. The importance of school knowledge is stressed. It is argued that the overvaluation of the students and their cultural experiences and the undervaluation of school knowledge can create a space in which children are confined and never considered as normal. <![CDATA[<B>Currículo em tempos difíceis</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo deste artigo é mostrar como o campo do currículo, principalmente a partir dos anos 1990, influenciou propostas de mudança na educação brasileira, e como foi perdendo gradativamente essa influência. Argumenta-se que, hoje, a parcela da produção que sofre a influência de algumas vertentes dos estudos culturais não mais oferece contribuições efetivas para a prática pedagógica das escolas. O artigo está dividido em duas partes. A primeira mostra como, sob a influência das teorias críticas, a produção no campo do currículo teve grande repercussão nas propostas das reformas educacionais, durante a década de 1990. Na segunda parte, com base em Terry Eagleton, é feita uma crítica à vertente dos estudos culturais que trabalha dentro de um referencial pós-modernista. Nesse contexto, é discutida a razão de os estudos curriculares, que se introduzem dentro dessa orientação, estarem oferecendo poucas contribuições para o currículo escolar.<hr/>The aim of this paper is to show how the curriculum field, mainly since the 1990s, influenced proposals of change within Brazilian education and why later this influence gradually decreases. It is argued that nowadays a significant part of the production in the curriculum field is influenced by postmodernist cultural studies. It is also argued that this orientation is not able to offer effective contributions to the pedagogical practice. The article is divided in two parts. The first one shows how, under the influence of critical theories, the production in the curriculum field had a wide repercussion in the educational reforms during the 1990s. In the second part, based on Terry Eagleaton' ideas, it is criticized the postmodernist cultural studies approaches. In this context, it is discussed why postmodernist curriculum studies have given a small contribution to school curriculum. <![CDATA[<B>Políptico</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo deste artigo é mostrar como o campo do currículo, principalmente a partir dos anos 1990, influenciou propostas de mudança na educação brasileira, e como foi perdendo gradativamente essa influência. Argumenta-se que, hoje, a parcela da produção que sofre a influência de algumas vertentes dos estudos culturais não mais oferece contribuições efetivas para a prática pedagógica das escolas. O artigo está dividido em duas partes. A primeira mostra como, sob a influência das teorias críticas, a produção no campo do currículo teve grande repercussão nas propostas das reformas educacionais, durante a década de 1990. Na segunda parte, com base em Terry Eagleton, é feita uma crítica à vertente dos estudos culturais que trabalha dentro de um referencial pós-modernista. Nesse contexto, é discutida a razão de os estudos curriculares, que se introduzem dentro dessa orientação, estarem oferecendo poucas contribuições para o currículo escolar.<hr/>The aim of this paper is to show how the curriculum field, mainly since the 1990s, influenced proposals of change within Brazilian education and why later this influence gradually decreases. It is argued that nowadays a significant part of the production in the curriculum field is influenced by postmodernist cultural studies. It is also argued that this orientation is not able to offer effective contributions to the pedagogical practice. The article is divided in two parts. The first one shows how, under the influence of critical theories, the production in the curriculum field had a wide repercussion in the educational reforms during the 1990s. In the second part, based on Terry Eagleaton' ideas, it is criticized the postmodernist cultural studies approaches. In this context, it is discussed why postmodernist curriculum studies have given a small contribution to school curriculum. <![CDATA[<B>Considerações sobre uma <I>Esquerda em processo</i></B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo deste artigo é mostrar como o campo do currículo, principalmente a partir dos anos 1990, influenciou propostas de mudança na educação brasileira, e como foi perdendo gradativamente essa influência. Argumenta-se que, hoje, a parcela da produção que sofre a influência de algumas vertentes dos estudos culturais não mais oferece contribuições efetivas para a prática pedagógica das escolas. O artigo está dividido em duas partes. A primeira mostra como, sob a influência das teorias críticas, a produção no campo do currículo teve grande repercussão nas propostas das reformas educacionais, durante a década de 1990. Na segunda parte, com base em Terry Eagleton, é feita uma crítica à vertente dos estudos culturais que trabalha dentro de um referencial pós-modernista. Nesse contexto, é discutida a razão de os estudos curriculares, que se introduzem dentro dessa orientação, estarem oferecendo poucas contribuições para o currículo escolar.<hr/>The aim of this paper is to show how the curriculum field, mainly since the 1990s, influenced proposals of change within Brazilian education and why later this influence gradually decreases. It is argued that nowadays a significant part of the production in the curriculum field is influenced by postmodernist cultural studies. It is also argued that this orientation is not able to offer effective contributions to the pedagogical practice. The article is divided in two parts. The first one shows how, under the influence of critical theories, the production in the curriculum field had a wide repercussion in the educational reforms during the 1990s. In the second part, based on Terry Eagleaton' ideas, it is criticized the postmodernist cultural studies approaches. In this context, it is discussed why postmodernist curriculum studies have given a small contribution to school curriculum. <![CDATA[<B>O desafio de construir novos significados para a pesquisa educacional</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982007000100018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo deste artigo é mostrar como o campo do currículo, principalmente a partir dos anos 1990, influenciou propostas de mudança na educação brasileira, e como foi perdendo gradativamente essa influência. Argumenta-se que, hoje, a parcela da produção que sofre a influência de algumas vertentes dos estudos culturais não mais oferece contribuições efetivas para a prática pedagógica das escolas. O artigo está dividido em duas partes. A primeira mostra como, sob a influência das teorias críticas, a produção no campo do currículo teve grande repercussão nas propostas das reformas educacionais, durante a década de 1990. Na segunda parte, com base em Terry Eagleton, é feita uma crítica à vertente dos estudos culturais que trabalha dentro de um referencial pós-modernista. Nesse contexto, é discutida a razão de os estudos curriculares, que se introduzem dentro dessa orientação, estarem oferecendo poucas contribuições para o currículo escolar.<hr/>The aim of this paper is to show how the curriculum field, mainly since the 1990s, influenced proposals of change within Brazilian education and why later this influence gradually decreases. It is argued that nowadays a significant part of the production in the curriculum field is influenced by postmodernist cultural studies. It is also argued that this orientation is not able to offer effective contributions to the pedagogical practice. The article is divided in two parts. The first one shows how, under the influence of critical theories, the production in the curriculum field had a wide repercussion in the educational reforms during the 1990s. In the second part, based on Terry Eagleaton' ideas, it is criticized the postmodernist cultural studies approaches. In this context, it is discussed why postmodernist curriculum studies have given a small contribution to school curriculum.