Scielo RSS <![CDATA[Lua Nova: Revista de Cultura e Política]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0102-644520070002&lang=en vol. num. 71 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>Apresentação</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-64452007000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<B>On the origins and development of the western modern state</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-64452007000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en O texto discute o problema da formação do Estado moderno no Ocidente e está organizado em quatro partes. Primeiramente, aborda-se o Estado em termos teóricos e gerais e de um ponto de vista que concerne mais às Ciências Sociais do que à História. A segunda parte, de caráter essencialmente historiográfico, mostra como o Estado absolutista foi interpretado pelos historiadores. Na terceira e quarta partes, examina-se a origem do Estado moderno na Itália, particularmente em Veneza e Florença, e seu desenvolvimento na França e Inglaterra. O texto estabelece também paralelos entre os Estados mencionados.<hr/>This paper is organized in four parts. In the first, the State is focused in theoretical and general levels, treated mainly from a sociological and not historical point of view. The second part is essentially historiographical and presents the several explanations proposed by the historians about the absolutist State. The third and fourth parts discuss the origins of Modern State in Italy - specially Venice and Florence - and its development in France and England. The paper points out to parallels between those four States. <![CDATA[<B>Some notes on the social formation of the Brazilian Northeast region</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-64452007000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho examina o processo de formação da região Nordeste do Brasil, situando-o em uma longa temporalidade, desde o período colonial até os dias atuais. No entanto, está em desacordo com duas principais visões sobre aquele processo. A primeira percebe a região como um ente histórico existente desde as origens coloniais do Brasil e a segunda reduz a região a uma criação de suas oligarquias para assegurar seus privilégios, domínio e perpetuação no poder. Situado entre essas visões, este trabalho propõe uma outra via de interpretação da formação regional do Nordeste, colocando-a no plano da história. Assim, a formação da região somente alcança pleno sentido quando inserida em uma cronologia política que é, também, a cronologia política da formação da Nação brasileira.<hr/>This article examines the formation of the Brazilian Northeast region, set in a long temporality, from the colonial era to the current days. It is in disagreement with two main views of that process. The first one considers the Northeast region as an historical entity existing since the colonial times. The second reduces the region to a criation of its oligarchies in order to ensure their privileges, their domination and the presevation of their power. Located in between such views, this article offers another way of interpreting the Northeast regional formation, laying it on the historical plan. In that way, the formation of the region issues its entire meaning when we link it up with the political chronology, which is also the political chronology of the formation of the Brazilian nation. <![CDATA[<B>The Eighteenth Brumaire and the contemporary class analysis</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-64452007000200004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo considera O 18 Brumário de Louis Bonaparte uma espécie de súmula que condensa todas as dificuldades inerentes à análise de classe da política. O artigo está dividido em cinco partes. Na primeira, são analisadas as passagens de O 18 Brumário que enunciam algumas proposições fundamentais acerca da análise política de classe; na segunda, mostra-se que a literatura marxista contemporânea não solucionou os problemas identificados em relação às proposições marxianas; as terceira e quarta partes discutem algumas perspectivas alternativas (classistas e não - classistas) ao marxismo; por fim, à guisa de conclusão, faz-se algumas reflexões sobre modos possíveis de operacionalizar a análise de classe da política e sobre os problemas a serem enfrentados nesses casos.<hr/>This article considers The Eighteenth Brumaire of Louis Napoleon a kind of summary which condenses all the inherent difficulties to the class analysis of Politics. The article is divided in four parts. In the first part, it analyses some passages of The Eighteenth Brumaire that enunciate some fundamental propositions on class analysis of Politics; secondly, it asserts that contemporary Marxist literature on class has not solved the problems here pointed out; in the third and forth parts it discusses some class and non-class perspectives alternative to Marxism; at last, it essays some reflections on possible ways of elaborating with the class analysis of Politics and the problems to be overcome in those cases. <![CDATA[<B>Globalization, integration and the state</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-64452007000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Neste artigo se faz uma reflexão sobre o papel da integração, na era da globalização, para os países latino-americanos, ressaltando quais as características específicas desses processos integracionistas, centrando a atenção nos casos do Mercosul e da Alca. Seu intuito é entender como a integração, para além de seu papel como possível promotora do desenvolvimento sustentável ou de inserção internacional, faz parte de um processo de mudança no próprio Estado.<hr/>This article is a reflection on the importance of the integration for the Latin American countries in the globalized age, standing out those specific characteristics of the integrational processes, calling the attention to the cases of the Mercosul and the FTAA. Its intention is to understand the integration beyond its function as a possible promoter of a sustainable development or the international insertion, being part of a process of change in the State itself. <![CDATA[<B>Political thought and the Brazilian return to democracy</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-64452007000200006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Marilena Chauí e Marco Aurélio Nogueira, os expositores deste primeiro seminário em comemoração dos trinta anos do Cedec, discutem a origem da instituição à luz dos debates acadêmicos, políticos e culturais, ocorridos no Brasil e no exterior naquele período, sobre os futuros da democracia e do socialismo.<hr/>Marilena Chauí and Marco Aurélio Nogueira, the speakers of the first seminar on behalf of Cedec’s Thirty Years, discuss the origins of Cedec in the light of the academic, political and cultural debates, which took place in Brazil and abroad at that time, on the future of democracy and socialism. <![CDATA[<B>The independent research institutes and the democratic question</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-64452007000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Marilena Chauí e Marco Aurélio Nogueira, os expositores deste primeiro seminário em comemoração dos trinta anos do Cedec, discutem a origem da instituição à luz dos debates acadêmicos, políticos e culturais, ocorridos no Brasil e no exterior naquele período, sobre os futuros da democracia e do socialismo.<hr/>Marilena Chauí and Marco Aurélio Nogueira, the speakers of the first seminar on behalf of Cedec’s Thirty Years, discuss the origins of Cedec in the light of the academic, political and cultural debates, which took place in Brazil and abroad at that time, on the future of democracy and socialism.