Scielo RSS <![CDATA[ABCD. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva (São Paulo)]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0102-672020150001&lang=en vol. 28 num. 1 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[CBCD: 25 years later!]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[Prognostic factors of surgically-treated patients with cancer of the right colon: a ten years' experience of a single universitary institution]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100003&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND: Colorectal cancer is one of the most common malignancies in the world. There are many controversies in the literature about the prognostic value of primary tumor location. Many studies have shown higher survival rates for tumors in the right colon, and worse prognosis for lesions located more distally in the colon. AIM: To analyze the results of surgical treatment of right-sided colon cancers patients operated in one decade period and identify the prognostic factors that were associated with lower overall survival in stages I-IV patients. METHODS: A retrospective review from the prospectively collected database identified 178 patients with right-sided colon cancer surgically treated with curative intent. Demographic factors (gender and age), tumor factors (site, T stage, N stage, M stage, histological type and tumor differentiation), and lymph node yield were extracted to identify those associated with lower overall survival. RESULTS: Mean age was 65 (±12) years old, and 105 (56.1%) patients were female. Most common affected site was ascending colon (48.1%), followed by cecum (41.7%) and hepatic flexure (10.2%). Mean length of hospital stay was 14 (±2.8) days. T stage distribution was T1 (4.8%), T2 (7.5%), T3 (74.9%), and T4 (12.8%). Nodal involvement was present in 46.0%, and metastatic disease in 3.7%. Twelve or more lymph nodes were obtained in 87.2% of surgical specimens and 84.5% were non-mucinous tumors. Mean survival time was 38.3 (±30.8) months. Overall survival was affected by T stage, N stage, M stage, and final stage. Lymph node involvement (OR=2.06) and stage III/IV (OR=2.81) were independent negative prognostic factors. CONCLUSION: Right-sided colon cancer presented commonly at advanced stage. Advanced stage and lymph node involvement were factors associated with poor long term survival. <hr/> RACIONAL: Câncer colorretal é o tipo mais comum das neoplasias gastrointestinais. Há muitas controvérsias na literatura acerca do valor prognóstico do sítio da neoplasia. Muitos estudos revelam maiores taxas de sobrevida para tumores em cólon direito, com piora do prognóstico à medida que as lesões se situam mais distalmente. OBJETIVO: Analisar os resultados do tratamento cirúrgico de pacientes com câncer de cólon direito estádios I-IV operados em um período de dez anos e identificar os fatores prognósticos que foram associados com menor sobrevida global. MÉTODOS: Em 10 anos, 187 pacientes foram submetidos à colectomia direita com intenção curativa. Foram estudados os seguintes fatores: gênero, idade, localização do tumor, o número de linfonodos obtidos no espécime, comprometimento linfonodal, estádio T e presença de metástases à distância. Estes fatores foram avaliados quanto à possibilidade de serem indicadores prognósticos na sobrevida em cinco anos. RESULTADOS: A idade média foi de 65 (±12) anos e 105 (56,1%) eram mulheres. A localização, mas comum foi o cólon ascendente (48,1%), seguido do ceco (41,7%) e o ângulo hepático (10,2%). A média de tempo de internação hospitalar foi 14 (±2.8) dias. A distribuição do estádio T foi T1 (4,8%), T2 (7,5%), T3 (74,9%) e T4 (12,8%). Acometimento linfonodal ocorreu em 46,0% e metástases à distância em 3,7%. Um mínimo de 12 linfonodos ressecados foram obtidos em 87,2% dos espécimes cirúrgicos. Em 84.5% os tumores eram não-mucinosos. A média de sobrevida foi de 38,3 (±30.8) meses. A sobrevida geral foi afetada pelo estádio T, N, M e pelo estádio final. O acometimento linfonodal (RR=2,06) e os estádios III/IV (RR=2,81) foram fatores prognósticos negativos independentes. CONCLUSÕES: Estádio avançado e envolvimento linfonodal foram os fatores associados com a pior sobrevida em longo prazo. <![CDATA[In-hospital weight loss, prescribed diet and food acceptance]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100008&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND: Weight loss and malnutrition may be caused by many factors, including type of disease and treatment. AIM: The present study investigated the occurrence of in-hospital weight loss and related factors. METHOD: This cross-sectional study investigated the following variables of 456 hospitalized patients: gender, age, disease, weight variation during hospital stay, and type and acceptance of the prescribed diet. Repeated measures analysis of variance (ANOVA) was used for comparing patients' weight in the first three days in hospital stay and determining which factors affect weight. The generalized estimating equation was used for comparing the food acceptance rates. The significance level was set at 5%. RESULTS: The most prescribed diet was the regular (28.8%) and 45.5% of the patients lost weight during their stay. Acceptance of hospital food increased from the first to the third days of stay (p=0.0022) but weight loss was still significant (p&lt;0.0001). Age and type of prescribed diet did not affect weight loss during the study period but type of disease and gender did. Patients with neoplasms (p=0.0052) and males (p=0.0002) lost more weight. CONCLUSION: Weight loss during hospital stay was associated only with gender and type of disease. <hr/> RACIONAL: A perda de peso e a desnutrição podem ser desencadeadas por vários fatores, além de estar relacionada com o tipo de doença e com a terapia empregada. OBJETIVO: Investigar a ocorrência de perda de peso e fatores relacionados, durante a internação. MÉTODO: Estudo transversal com 456 pacientes hospitalizados, sendo estudadas as seguintes variáveis: sexo, idade, doença, evolução de peso, tipo e aceitação da dieta prescrita. Para comparar o peso entre os três primeiros dias de internação e para o estudo dos fatores que interferiram na alteração do peso, foi utilizada a Análise de Variância (ANOVA) para medidas repetidas. Para comparar a proporção de respostas na aceitação da dieta, foi utilizado o método das Equações de Estimação Generalizadas (EEG), com nível de significância de 5%. RESULTADOS: A dieta mais prescrita foi a geral (28.8%) e 45.5% dos pacientes perderam peso durante a internação. A aceitação da dieta hospitalar melhorou do 1º para o 3º dia de internação (p=0.0022), mas mesmo assim, a perda foi significativa (p&lt;0.0001). Verificou-se que a idade e o tipo de dieta prescrita não influenciaram na perda de peso no período; mas, o tipo de doença e o sexo, apresentaram influência nos pacientes portadores de neoplasias (p=0.0052) e o sexo masculino (p=0.0002) apresentou mais perda de peso. CONCLUSÃO: A perda de peso no decorrer da internação foi relacionada apenas ao sexo e ao tipo de doença. <![CDATA[Influence of surgical technique in the peritoneal carcinomatosis surgical wound implant: experimental model in mice]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100013&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND: The number of malignancies increased alarmingly. Surgery constitutes one of the most efficient therapeutic modalities for the treatment of solid tumors. The neoplastic implant in surgical wound is a complication whose percentage of occurrence reported in the literature is variable, but sets with high morbidity and therapeutic difficulties. Protecting the wound is one of the recommended principles of oncologic surgery. AIM: To evaluate the influence of wound protection in the development of tumor implantation. METHODS: Sarcoma 180 tumor cells were used, with intraperitoneal inoculation in Swiss mice. After the establishment of neoplastic ascites, animals were randomized into two groups of 10, each group consisting of five males and five females. In both groups, laparotomy and manipulation of intra-abdominal organs was performed. In a group laparotomy was performed using the protection of the abdominal wound and the other group without it. On the 9th postoperative day macroscopic evaluation of the operative scar was performed, which was later removed for microscopic evaluation. RESULTS: There was microscopic infiltration of tumor cells in the wound of all animals. However, the group that held the protection, infiltration was less intense when compared to the group without it. The infiltration was also more severe in females than in males of the same group. CONCLUSION: Tumor infiltration into the wound was more intense in the group in which the protection of the surgical site was not performed, and in females when compared to males of the same group. <hr/> RACIONAL: O número de neoplasias vem aumentando de maneira preocupante. O tratamento cirúrgico constitui-se em uma das modalidades terapêuticas mais eficientes para os tumores sólidos. O implante neoplásico em ferida operatória é complicação cujo percentual de ocorrência relatado na literatura é variável, porém configura alta morbidade e grande dificuldade terapêutica. A proteção da ferida operatória é um dos princípios de cirurgia oncológica recomendados, entretanto pouco estudado. OBJETIVO: Avaliar a influência da proteção de ferida operatória no desenvolvimento de implante tumoral na ferida operatória. MÉTODOS: Foram utilizadas linhagens de células tumorais do Sarcoma 180, com inoculação intraperitoneal em camundongos Swiss. Após o estabelecimento da ascite neoplásica, os animais foram randomizados em dois grupos de 10, cada grupo composto por cinco machos e cinco fêmeas. Nos dois grupos foi realizada laparotomia e manipulação de órgãos intra-abdominais. Em um grupo a laparotomia foi realizada utilizando a proteção da ferida abdominal e no outro grupo sem proteção. No 9º dia pós-operatório foi realizada avaliação macroscópica da cicatriz operatória, sendo esta removida posteriormente para avaliação microscópica. RESULTADOS: Houve infiltração microscópica de células tumorais na ferida operatória em todos animais. Porém, no grupo em que se realizou a proteção da ferida a infiltração foi menos intensa quando comparado ao grupo sem proteção. A infiltração também foi mais intensa nas fêmeas do que nos machos do mesmo grupo. CONCLUSÃO: A infiltração tumoral na ferida operatória foi mais intensa no grupo em que não foi realizada a proteção da ferida operatória e nas fêmeas quando comparadas aos machos do mesmo grupo. <![CDATA[Surgical management of cystic dilatation bile ducts in adults]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100017&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND: The cystic dilatation of the biliary tract is a rare disease and uncertain origin. It is recognized more frequently in children; however, its incidence comes increasing in adults, representing 20% of the cases. AIM: To evaluate morbimortality rates, evolution and handing of patients with cystic dilatation bile ducts in adults. METHODS: Were evaluated, retrospectively, five adults who had the diagnosis of choledochal cyst and that had been submitted to some surgical procedure. RESULTS: Abdominal pain was the commonest complain to all patients. Jaundice was present in 80%. Ultrasound scanning was done in all the cases as initial examination. CT scan, magnetic resonance imaging and endoscopic retrograde cholangiopancreatography were also done in some patients; however, the diagnosis was established intra-operatively in all cases. The cyst resection with reconstruction of the biliary tract was done in 60%; the cystojejunostomy in 20%; and in 20% biliary tract drainage. CONCLUSIONS: Biliary tract cystic dilatation is a rare disease. However, its incidence is increasing in the adult population, so, it must be thought as differential diagnosis when facing obstructive jaundice. <hr/> RACIONAL: A dilatação cística da via biliar é uma patologia rara e de origem incerta. É diagnosticada mais frequentemente em crianças, porém sua incidência vem aumentando em adultos, representando 20% dos casos. OBJETIVO: Demonstrar a experiência dos autores no tratamento cirúrgico, e no manejo da evolução, dos pacientes com dilatação cística das vias biliares. MÉTODO: Foram avaliados, retrospectivamente, cinco adultos que tiveram o diagnóstico de cisto de colédoco e que foram submetidos a algum procedimento cirúrgico no Hospital da Restauração, PE, entre março de 2003 e junho de 2004. RESULTADOS: Dor abdominal foi a queixa comum a todos os pacientes. Icterícia esteve presente em 80% dos casos. A ultrassonografia foi realizada em todos os casos como exame inicial. Tomografia computadorizada, ressonância magnética e colangiopancreatografia retrógada endoscópica também foram realizadas em alguns pacientes, porém o diagnóstico foi estabelecido no intra-operatório em todos os casos. O tratamento cirúrgico variou de acordo com a experiência do cirurgião e o quadro clínico do paciente. A ressecção do cisto com reconstrução da via biliar foi realizada em 60%, a cistoduodenostomia em 20% e a drenagem da via biliar em 20% dos casos. CONCLUSÃO: A dilatação cística da via biliar é doença rara, principalmente em nosso meio. Porém, sua incidência vem aumentando na população adulta, devendo estar sempre presente no diagnóstico diferencial das icterícias obstrutivas. <![CDATA[Minimal endoscopic changes in non-erosive reflux disease]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100020&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND: Gastroesophageal reflux disease is an increasingly common condition worldwide causing a considerable economic impact. More than half the patients with clinical symptoms of reflux disease display no mucosal erosions on esophagogastroduodenoscopy, making it impossible to confirm the diagnosis without further investigations. AIM: To evaluate the correlation between minimal endoscopic changes on white-light esophagogastroduodenoscopy (carditis, mucosal thickening and invisibility of vessels) and histologic changes observed in distal esophageal biopsies in a sample of patients with symptoms suggestive of reflux disease, and to verify the specificity of these symptoms for non-erosive reflux disease. METHODS: Retrospective, cross-sectional study based on information retrieved from a digital database at a Brazilian hospital for the period March-October, 2012. The sample consisted of previously untreated, non-smoking subjects aged &gt;18 years with symptoms suggestive of reflux disease but no esophageal erosions, submitted to esophagogastroduodenoscopy and distal esophageal biopsy. RESULTS: The final sample included 23 subjects. The most frequently observed change was invisibility of vessels (n=21; 91.3%), followed by mucosal thickening (n=15; 65.2%) and carditis (n=5; 21.7%). The correlation coefficient between each variable and the anatomopathological diagnosis was 0.386 for body mass index, 0.479 for mucosal thickening, -0.116 for invisibility of vessels, 0.306 for carditis and 0.462 for hiatal hernia. CONCLUSION: All patients displayed minimal endoscopic changes on esophagogastroduodenoscopy, but only mucosal thickening revealed a moderately significant correlation with severity of esophagitis, although increased body mass index values and the presence of hiatal hernia were also associated. <hr/> RACIONAL: Doença do refluxo gastroesofágico é condição cada vez mais comum em todo o mundo causando impacto econômico considerável. Mais da metade dos pacientes com sintomas clínicos da doença não apresentam erosões endoscópicas da mucosa, o que torna impossível confirmar o diagnóstico sem outras investigações. OBJETIVO: Avaliar a correlação entre mudanças mínimas endoscópicas em endoscopia digestiva alta de luz branca (cardite, espessamento da mucosa e invisibilidade de vasos) e as alterações histológicas observadas em biópsias distais de uma amostra de pacientes com sintomas sugestivos de doença do refluxo, e para verificar a especificidade desses sintomas para a doença não-erosiva. MÉTODOS: Estudo retrospectivo, transversal, com base em informações obtidas a partir de uma base de dados digital em um hospital brasileiro no período de março/outubro de 2012. A amostra foi composta por indivíduos não tratados previamente, não fumantes, &gt;18 anos, com sintomas sugestivos de doença do refluxo, mas sem erosões esofágicas submetidos à endoscopia digestiva alta e biópsia de esôfago distal. RESULTADOS: A amostra final incluiu 23 indivíduos. A alteração mais frequente foi invisibilidade dos vasos (n=21; 91,3%), seguido por espessamento de mucosa (n=15; 65,2%) e cardite (n=5; 21,7%). O coeficiente de correlação entre cada variável e o diagnóstico anatomopatológico foi 0,386 para o índice de massa corporal, 0,479 para espessamento de mucosa, -0,116 para a invisibilidade de vasos, 0,306 para carditis e 0,462 para hérnia hiatal. CONCLUSÃO: Todos os pacientes apresentaram alterações endoscópicas mínimas, mas apenas espessamento da mucosa revelou correlação moderadamente significativa com a gravidade da esofagite, apesar do aumento dos valores no índice de massa corporal e da presença de hérnia hiatal também estarem associados. <![CDATA[Clinical and therapeutic correlations in patients with slight acute pancreatitis]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100024&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND: Acute pancreatitis is an inflammatory disease of the pancreas due to enzymatic autodigestion which can cause necrosis or multiple organ failure; its pathophysiology is not fully known yet. AIM: To evaluate the correlation between clinical and therapeutic data in patients with mild acute pancreatitis. METHODS: A retrospective study in 55 medical records of patients admitted with acute mild pancreatitis was realized to analyze the association between age, leukocytosis, serum glutamic-oxaloacetic transaminase and lactate dehydrogenase, glucose, antibiotics, time admission and Ranson´s scores. RESULTS: There was a positive association between less intensive care (strict hydration, analgesia and monitoring of vital signs), early antibiotic therapy (monotherapy), early return to diet after 48 hours and laboratory control of the serum amylase and lipase (high in the first week and decreasing after 10 days, without any prognostic value). CONCLUSIONS: Changes in the management of patients with mild acute pancreatitis, such as enteral nutrition, rational use of lower spectrum antibiotics and intensive care, have contributed significantly to the reduction of hospitalization time and mortality. <hr/> RACIONAL: Pancreatite aguda consiste de doença inflamatória do pâncreas por autodigestão enzimática que pode ocasionar necrose ou mesmo falência múltipla de órgãos e de fisiopatologia ainda não totalmente conhecida. OBJETIVO: Avaliar as correlações existentes entre dados clínicos e terapêuticos em pacientes com pancreatite aguda leve. MÉTODOS: Foi realizado estudo retrospectivo em 55 prontuários de pacientes internados por pancreatite aguda leve para análise de associação entre idade, leucocitose, dosagem sérica de transaminase glutâmico-oxalacética e de desidrogenase lática, glicemia, antibioticoterapia, tempo de internação e escores de Ranson. RESULTADOS: Houve associação positiva entre cuidados intensivos menores (hidratação rigorosa, analgesia e monitorização de sinais vitais), antibioticoterapia precoce (monoterapia), retorno precoce da dieta após 48 horas e controle laboratorial dos níveis séricos de amilase e lipase (elevados na primeira semana e decrescentes após 10 dias, porém sem valor prognóstico). CONCLUSÕES: Mudanças no manejo de pacientes com pancreatite aguda leve, tais como nutrição enteral, uso racional de antibióticos de menor espectro e cuidados intensivos têm contribuído significativamente para a redução do tempo de internação e mortalidade. <![CDATA[Esophageal mucosal resection versus esophagectomy: a comparative study of surgical results in patients with advanced megaesophagus]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100028&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND: The surgical treatment of advanced megaesophagus has no consensus, being esophagectomy the more commonly used method. Since it has high morbimortality - inconvenient for benign disease -, in recent years an alternative has been introduced: the esophageal mucosal resection. AIM: To compare early and late results of the two techniques evaluating the operative time, length of ICU stay; postoperative hospitalization; total hospitalization; intra- and postoperative complication rates; mortality; and long-term results. METHODS: Were evaluated retrospectively 40 charts, 23 esophagectomies and 17 mucosectomies. In assessing postoperative results, interviews were conducted by using a specific questionnaire. RESULTS: Comparing the means of esophagectomy and mucosal resection, respectively, the data were: 1) surgical time - 310.2 min and 279.7 min (p&gt; 0.05); 2) length of stay in ICU - 5 days and 2.53 days (p &lt;0.05); 3) total time of hospitalization - 24.25 days and 20.76 days (p&gt; 0.05); 4) length of hospital stay after surgery - 19.05 days and 14.94 days (p&gt; 0.05); 5) presence of intraoperative complications - 65% and 18% (p &lt;0.05); 6) the presence of postoperative complications - 65% and 35% (p&gt; 0.05). In the assessment of late postoperative score (range 0-10) esophagectomy (n = 5) obtained 8.8 points and 8.8 points also got mucosal resection (n = 5). CONCLUSIONS: Esophageal mucosal resection proved to be good alternative for surgical treatment of megaesophagus. It was advantageous in the immediate postoperative period by presenting a lower average time in operation, the total hospitalization, ICU staying and complications rate. In the late postoperative period, the result was excellent and good in both operations. <hr/> RACIONAL: O tratamento cirúrgico do megaesôfago avançado não é consensual sendo mais comumente usada a esofagectomia. Por tratar-se de técnica que apresenta maior morbimortalidade e empregada em doença benigna, foi introduzida nos últimos anos, como alternativa, a mucosectomia esofágica. OBJETIVO: Comparar os resultados imediatos e tardios das duas técnicas avaliando-se os tempos operatório, de internação em UTI, de internação do pós-operatório, de internação total; taxas de complicações intra-operatórias e pós-operatórias; taxa de mortalidade; e resultados a longo prazo. MÉTODOS: Foram avaliados 40 prontuários, retrospectivamente, sendo 23 esofagectomias e 17 mucosectomias. Na avaliação dos resultados pós-operatórios, foram realizadas entrevistas, mediante uso de questionário específico. RESULTADOS: Comparando-se as médias da esofagectomia e mucosectomia, respectivamente, os dados foram: 1) tempo cirúrgico - 310,2 min e 279,7 min (p&gt;0,05); 2) tempo de internação em UTI - 5 dias e 2,53 dias (p&lt;0,05); 3) tempo de internação total - 24,25 dias e 20,76 dias (p&gt;0,05); 4) tempo de internação após a operação - 19,05 dias e 14,94 dias (p&gt;0,05); 5) presença de complicações intra-operatórias - 65% e 18% (p&lt;0,05); 6) presença de complicações pós-operatórias imediatas - 65% e 35% (p&gt;0,05). Na avaliação do escore pós-operatório tardio (escala 0-10) a esofagectomia (n=5) obteve 8,8 pontos e também 8,8 pontos obteve a mucosectomia (n=5). CONCLUSÕES: A mucosectomia esofágica mostrou-se boa alternativa no tratamento cirúrgico do megaesôfago avançado. Foi vantajosa no pós-operatório imediato por apresentar menor média de tempo na operação, na internação total, na UTI e no índice de complicações. No pós-operatório tardio, o resultado foi excelente e bom nas duas operações. <![CDATA[Clinical, endoscopic and manometric features of the primary motor disorders of the esophagus]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100032&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND: Significant incidence, diagnostic difficulties, clinical relevance and therapeutic efficacy associated with the small number of publications on the primary esophageal motor disorders, motivated the present study. AIM: To determine the manometric prevalence of these disorders and correlate them to the endoscopic and clinical findings. METHODS: A retrospective study of 2614 patients, being 1529 (58.49%) women and 1085 (41.51%) men. From 299 manometric examinations diagnosed with primary esophageal motor disorder, were sought-clinical data (heartburn, regurgitation, dysphagia, odynophagia, non-cardiac chest pain, pharyngeal globe and extra-esophageal symptoms) and/or endoscopic (hiatal hernia, erosive esophagitis, food waste) that motivated the performance of manometry. RESULTS: Were found 49 cases of achalasia, 73 diffuse spasm, 89 nutcracker esophagus, 82 ineffective esophageal motility, and six lower esophageal sphincter hypertension. In relation to the correlations, it was observed that in 119 patients clinical conditions were associated with dysphagia, found in achalasia more than in other conditions; in relationship between endoscopic findings and clinical conditions there was no statistical significance between data. CONCLUSION: The clinical and endoscopic findings have little value in the characterization of the primary motor disorders of the esophagus, showing even more the need for manometry, particularly in the preoperative period of gastroesophageal reflux disease. <hr/> RACIONAL: A incidência significante, a dificuldade diagnóstica, a relevância clínica e a eficácia terapêutica associada ao pequeno número de publicações sobre os distúrbios motores primários do esôfago, motivou a realização do presente estudo. OBJETIVO: Verificar a prevalência desses distúrbios em manometrias e relacioná-las aos achados endoscópicos e clínicos. MÉTODOS: Estudo retrospectivo de 2614 pacientes sendo 1529 (58,49%) do gênero feminino e 1085 (41,51%) do masculino. A partir de 299 exames manométricos com diagnóstico de distúrbio motor esofagiano primário, procuraram-se os dados clínicos (pirose, regurgitação, disfagia, odinofagia, dor torácica não cardíaca, globo faríngeo e sintomas extra-esofageanos) e/ou endoscópicos (hérnia de hiato, esofagite erosiva, resíduos alimentares) que motivaram a realização da manometria. RESULTADOS: Foram encontrados 49 casos de acalásia, 73 de espasmo difuso, 89 de esôfago em quebra-nozes, 82 de motilidade esofagiana ineficaz, e seis de esfíncter esofagiano inferior hipertensivo. Em relação às correlações, observou-se em 119 pacientes analisados que, na clínica associada às afecções, a disfagia foi mais encontrada na acalásia do que nas outras afecções; na relação entre os achados endoscópicos e as afecções não houve relevância estatística entre os dados. CONCLUSÃO: Os achados clínicos e endoscópicos têm pequeno valor na caracterização das doenças motoras primárias do esôfago, evidenciando ainda mais a necessidade da manometria, particularmente no pré-operatório da doença do refluxo gastroesofágico. <![CDATA[Food intolerances and associated symptoms in patients undergoing Fobi-Capella technique without gastric ring]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100036&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND: Bariatric surgery is considered the only effective method to treat refractory obesity, and especially for those in which clinical treatment was not successful. However, the appearance of food intolerances and clinical manifestations are quite common. AIM: To identify food intolerances and associated them to symptoms in patients undergoing Fobi-Capella technique without gastric ring. METHODS: This was a cross-sectional study of adult patients who had more than one year after surgery. Demographic, anthropometric, weight and preoperative height data were investigated. Nutritional status was classified according to the criteria established by the World Health Organization. It was considered food intolerance the presence of nausea, vomiting, diarrhea or bloating after eating a particular food. RESULTS: The sample consisted of 61 patients who attended the nutritional consultation of which 26 (42.6%) had food intolerance, mostly related to red meat (n=12; 34.3%) during the first six months of operation; there was a significant difference between the periods between 0 and 6 months, and 7 to 12 (p=0.02). Among the symptoms reported by patients, nausea was the most recurrent until the 6th month, but without significant differences between the two periods (p=0.06). CONCLUSION: The Fobi-Capella procedure without gastric ring promoted high frequency of intolerance to meat in general, especially for the red, chicken and fish, on this sequence; nausea was the most frequent symptom. These data suggest the need for adequate nutritional monitoring throughout the postoperative period. <hr/> RACIONAL: A cirurgia bariátrica é considerada o único método efetivo para tratamento da obesidade refratária e, principalmente, para aqueles em que o tratamento clínico não obteve sucesso. No entanto, o surgimento de intolerâncias alimentares e manifestações clínicas após são bastante comuns. OBJETIVO: Identificar intolerâncias alimentares e sintomas associados em pacientes submetidos à técnica de Fobi-Capella sem anel gástrico. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal com pacientes adultos que possuíam no máximo um ano de pós-operatório. Foram investigados dados demográficos, antropométricos, peso e estatura pré-cirúrgicos. O estado nutricional foi classificado de acordo com os critérios estabelecidos pela World Health Organization. Considerou-se intolerância alimentar a presença de náuseas, vômitos, diarreia ou distensão abdominal após ingestão de um alimento específico. RESULTADOS: A amostra foi composta por 61 pacientes que compareceram a consulta nutricional dos quais 26 (42,6%) apresentaram intolerância alimentar, sendo a maioria relacionada à carne vermelha (n=12; 34,3%) durante os primeiros seis meses da operação, havendo redução significativa entre os períodos de 0 a 6 meses e 7 a 12 meses (p=0,02). Dentre os sintomas relatados pelos pacientes, a náusea foi o mais recorrente até o 6º mês, porém sem diferença estatística entre os dois períodos (p=0,06). CONCLUSÃO: O procedimento de Fobi-Capella sem anel gástrico promoveu elevada frequência de intolerância às carnes em geral, principalmente para a vermelha, frango e peixe, nesta sequência; a náusea foi o sintoma mais frequente. Estes dados sugerem necessidade de acompanhamento nutricional adequado durante todo o período pós-operatório. <![CDATA[Post-bariatric surgery weight regain: evaluation of nutritional profile of candidate patients for endoscopic argon plasma coagulation]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100040&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND: Bariatric surgery is effective treatment for weight loss, but demand continuous nutritional care and physical activity. They regain weight happens with inadequate diets, physical inactivity and high alcohol consumption. AIM: To investigate in patients undergoing Roux-Y-of gastroplasty weight regain, nutritional deficiencies, candidates for the treatment with endoscopic argon plasma, the diameter of the gastrojejunostomy and the size of the gastric pouch at the time of treatment with plasma. METHODS: A prospective 59 patients non-randomized study with no control group undergoing gastroplasty with recurrence of weight and candidates for the endoscopic procedure of argon plasma was realized. The surgical evaluation consisted of investigation of complications in the digestive system and verification of the increased diameter of the gastrojejunostomy. Nutritional evaluation was based on body mass index at the time of operation, in the minimum BMI achieved after and in which BMI was when making the procedure with plasma. The laboratory tests included hemoglobin, erythrocyte volume, ferritin, vitamin D, B12, iron, calcium, zinc and serum albumin. Clinical analysis was based on scheduled follow-up. RESULTS: Of the 59 selected, five were men and 51 women; were included 49 people (four men and 44 women) with all the complete data. The exclusion was due to the lack of some of the laboratory tests. Of this total 19 patients (38.7%) had a restrictive ring, while 30 (61.2%) did not. Iron deficiency anemia was common; 30 patients (61.2%) were below 30 with ferritin (unit); 35 (71.4%) with vitamin B12 were below 300 pg/ml; vitamin D3 deficiency occurred in more than 90%; there were no cases of deficiency of protein, calcium and zinc; glucose levels were above 99 mg/dl in three patients (6.12%). Clinically all had complaints of labile memory, irritability and poor concentration. All reported that they stopped treatment with the multidisciplinary team in the first year after the operation. CONCLUSION: The profile of patients submitted to argon plasma procedure was: anastomosis in average with 27 mm; multiple nutritional deficiencies with predominance of iron deficiency anemia; ferritin below 30; vitamin B12 levels below 300 pg/ml; labile memory complaints, irritability and poor concentration. <hr/> RACIONAL: A cirurgia bariátrica é tratamento efetivo para a perda ponderal, mas demanda cuidados contínuos com a nutrição e a atividade física. A recidiva de peso é verificada quando há retorno aos hábitos alimentares errôneos, sedentarismo e alto consumo alcoólico. OBJETIVO: Investigar nos pacientes submetidos à gastroplastia em Y-de- Roux a recidiva de peso, as deficiências nutricionais, os candidatos ao tratamento de plasma endoscópico de argônio e o diâmetro da anastomose gastrojejunal no momento da realização do tratamento com plasma. MÉTODOS: Estudo prospectivo não randomizado e sem grupo controle com 59 pacientes submetidos à gastroplastia, com recidiva de peso e candidatos ao procedimento endoscópico de plasma de argônio. A avaliação cirúrgica constou de investigação de complicações no aparelho digestório e verificação do aumento do diâmetro da anastomose gastrojejunal. A nutricional foi baseada no índice de massa corporal no momento da operação, o IMC mínimo que o paciente chegou após ela e o IMC em que se encontrava no momento de realizar procedimento com plasma. A análise laboratorial incluiu hemoglobina, volume globular, ferritina, vitaminas D, B12, ferro, cálcio, albumina sérica e zinco. A análise de seguimento baseou-se nos retornos programados. RESULTADOS: Dos 59 selecionados, cinco eram homens e 51 mulheres. Foram incluídos 49 pessoas (quatro homens e 44 mulheres) de ambos os sexos com todos os dados completos. A exclusão ocorreu pela falta de alguns dos exames laboratoriais. Deste total ao fazer o procedimento, 19 pacientes (38,7%) possuíam o anel restritivo, enquanto 30 (61,2%) não. Anemia ferropriva foi quadro comum; 30 pacientes (61,2%) encontravam-se com ferritina abaixo de 30 (unidade); 35 (71,4%) estavam com vitamina B12 abaixo de 300 pg/ml; deficiência de vitamina D3 ocorreu em mais de 90%; não houve casos de deficiência de proteínas, cálcio e zinco; glicemia estava acima de 99 mg/dl em três pacientes (6,12%). Clinicamente todos tinham queixas de memória lábil, irritabilidade e falta de concentração. Todos relataram abandono do tratamento com a equipe multiprofissional já no primeiro ano após a operação. CONCLUSÃO: Ao submeterem-se ao procedimento endoscópico com plasma de argônio por reganho de peso após gastroplastia as condições encontradas foram: anastomose com média de 27 mm; múltiplas deficiências nutricionais com predomínio para anemia ferropriva; ferritina abaixo de 30; vitamina B12 abaixo de 300 pg/ml; queixas de memória lábil, irritabilidade e falta de concentração. <![CDATA[Weight loss and nutritional anemia in patients submitted to Roux-en-Y gastric bypass on use of vitamin and mineral supplementation]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100044&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND: Obesity is a chronic disease with high growth in population and bariatric surgery is currently considered the most effective treatment for weight reduction; on the other hand, nutritional deficiencies are observed after this procedure. AIM: To analyze weight loss progression and nutritional anemia in patients submitted to Roux-en-Y gastric bypass on use of vitamin and mineral supplementation. METHODS: Retrospective analysis of 137 patients of both sexes, aged between 18-60 years, using supplemental multivitamins and minerals, were included; personal information, anthropometric and laboratory data in the preoperative, 12, 24, 36 and 48 months postoperatively were collected. RESULTS: Postoperatively, in both sexes, occurred weight loss compared to the pre-operative weight gain at 48 months and maintenance of body mass index. There was a decrease in the percentage of excess weight loss at 48 months postoperatively compared to the time of 12, 24 and 36 months in men and decreased at 48 postoperative months compared to the time of 24 months in females. There was a decreased in serum ferritin in both sexes and increased serum iron at 48 months postoperatively in males. There was a decreased in vitamin B12 and folic acid increased serum at 48 postoperative months in females. CONCLUSIONS: Surgical treatment was effective for reducing weight, body mass index reduction and achievement of success in the late postoperative period along with multivitamin and mineral supplementation on prevention of serious nutritional deficiencies and anemia. <hr/> RACIONAL: A obesidade é doença crônica com elevado crescimento na população. A cirurgia bariátrica é considerada o tratamento mais efetivo para redução de peso; por outro lado, deficiências nutricionais são observadas após esse procedimento. OBJETIVO: Avaliar a evolução da perda ponderal e a presença de anemias carenciais em pacientes submetidos ao bypass gástrico em Y-de-Roux em uso de suplementação de vitaminas e minerais. MÉTODOS: Análise retrospectiva de 137 pacientes de ambos os sexos, com idade entre 18-60 anos, em uso de suplementação de polivitaminas e minerais incluindo informações pessoais, dados antropométricos e laboratoriais nos períodos pré-operatório, 12, 24, 36 e 48 meses de pós-operatório. RESULTADOS: No pós-operatório, em ambos os sexos, ocorreu perda de peso em relação ao pré-operatório, ganho de peso aos 48 meses e manutenção do índice de massa corporal. Houve diminuição do percentual de perda de excesso de peso aos 48 meses pós-operatórios comparado com os tempos 12, 24 e 36 meses em homens e diminuição aos 48 meses pós-operatórios em relação aos 24 meses no sexo feminino. Houve diminuição da ferritina sérica em ambos os sexos e aumento do ferro sérico aos 48 meses pós-operatório no sexo masculino. Houve diminuição da vitamina B12 e aumento do ácido fólico séricos aos 48 meses do pós-operatório no sexo feminino. CONCLUSÕES: O tratamento cirúrgico mostrou-se eficaz para redução de peso, redução do índice de massa corporal e alcance do sucesso no pós-operatório tardio juntamente com a suplementação de polivitamínico e minerais na prevenção de deficiências nutricionais importantes e anemias. <![CDATA[Nutritional repercussions in patients submitted to bariatric surgery]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100048&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND: Few studies evaluated the association between nutritional disorders, quality of life and weight loss in patients undergoing bariatric surgery. AIM: To identify nutritional changes in patients undergoing bariatric surgery and correlate them with weight loss, control of comorbidities and quality of life. METHOD: A prospective cohort, analytical and descriptive study involving 59 patients undergoing bariatric surgery was done. Data were collected preoperatively at three and six months postoperatively, evaluating nutritional aspects and outcomes using BAROS questionnaire. The data had a confidence interval of 95%. RESULTS: The majority of patients was composed of women, 47 (79.7%), with 55.9% of the series with BMI between 40 to 49.9 kg/m². In the sixth month after surgery scores of quality of life were significantly higher than preoperatively (p&lt;0.05) and 27 (67.5 %) patients had comorbidities resolved, 48 (81.3 %) presented BAROS scores of very good or excellent. After three and six months of surgery 16 and 23 presented some nutritional disorder, respectively. There was no relationship between the loss of excess weight and quality of life among patients with or without nutritional disorders. CONCLUSION: Nutritional disorders are uncommon in the early postoperative period and, when present, have little or no influence on quality of life and loss of excess weight. <hr/> RACIONAL: Poucos estudos avaliam a associação entre distúrbios nutricionais, qualidade de vida e perda de peso em pacientes submetidos à cirurgia bariátrica. OBJETIVO: Identificar alterações nutricionais em pacientes submetidos à cirurgia bariátrica e correlacioná-las com perda de peso, controle de comorbidades e qualidade de vida. MÉTODO: Estudo de coorte, prospectivo, analítico e descritivo envolvendo 59 pacientes submetidos à cirurgia bariátrica. Os dados foram coletados no pré-operatório e aos três e seis meses pós- operatórios, quantificando aspectos nutricionais e utilizando o Bariatric Analysis and Reporting Outcomes System (BAROS) como ferramenta de sucesso. Os dados usaram intervalo de confiança de 95%. RESULTADOS: O total de mulheres foi 47 (79,7%), sendo 55,9% com IMC entre 40-49,9 kg/m². No sexto mês depois da operação os escores de qualidade de vida foram significativamente maiores do que no pré-operatório (p&lt;0,05) e 27 (67,5%) pacientes tinham todas comorbidades resolvidas, 48 (81,3%) apresentaram conceito BAROS muito bom ou excelente. Após três e seis meses 16 e 23 pacientes apresentaram algum distúrbio nutricional, respectivamente. Não houve relação entre a perda do excesso de peso e qualidade de vida entre pacientes com ou sem distúrbio nutricional. CONCLUSÃO: os distúrbios nutricionais são pouco frequentes no pós-operatório precoce e, quando presentes, têm pouca ou nenhuma influência na qualidade de vida e na perda do excesso de peso. <![CDATA[Total clipless cholecystectomy by means of harmonic sealing]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100053&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND: In traditional laparoscopic cholecistectomy, the cystic duct and artery are commonly closed by metallic clips just before their division. Although the placement of these clips for occluding cystic artery and duct can be considered safe, biliary leaks and bleeding may occur especially by its dislodgement. AIM: To report a prospective case-series in total clipless cholecystectomy by means of harmonic shears for closure and division of the artery and cystic duct as well removal of the gallbladder from the liver. METHODS: Was evaluate a series of 125 patients who underwent laparoscopic cholecystectomy where the sealing and division of cystic artery and duct was carried out only by harmonic shears. The intact extracted gallbladder was submitted to a reverse pressure test for assessment of the technique safety by means of CO2 insuflation. RESULTS: The most common indication for surgery was gallstones. The mean operative time was 26 min and all gallbladders were dissected intact from the liver bed. There was no mortality and the overall morbidity rate was 0.8% with no hemorrhage or leaks. The reverse pressure test showed that all specimens support at least 36-mmHg of pressure without leaking. CONCLUSION: The harmonic shears is effective and safe in laparoscopic cholecystectomy as a sole instrument for sealing and division of the artery and cystic duct. The main advantages could be related to the safety and decreased operative time. <hr/> RACIONAL: A colecistectomia laparoscópica na técnica tradicional oclui o ducto cístico e a artéria cística por clipes cirúrgicos, que podem se deslocar ou desprender no pós-operatório, possibilitando a ocorrência de fístula biliar ou hemorragia. OBJETIVO: Relato prospectivo de série de casos de colecistectomias laparoscópicas sem uso de clipe cirúrgico, sendo que a ligadura e secção da artéria cística e do ducto cístico foram realizadas por meio de bisturi ultrassônico. MÉTODO: Foram incluídos 125 pacientes submetidos à colecistectomia laparoscópica sem utilização de clipe cirúrgico metálico, onde a ligadura da artéria e do ducto cístico e também a remoção da vesícula biliar de seu leito hepático foram realizadas por meio de tesoura ultrassônica. Realizou-se teste de pressão reversa na vesícula biliar removida intacta do leito hepático para verificar a segurança da técnica. RESULTADOS: A principal indicação cirúrgica foi a colelitíase. O tempo cirúrgico médio foi de 26 min e todas as vesículas biliares foram retiradas intactas do leito hepático. Não houve mortalidade e a taxa global de morbidade foi de 0,8%, sem hemorragias ou fístulas. O teste de pressão reversa mostrou que o ducto cístico ocluído pelo bisturi harmônico suportou ao pelo menos 36 mmHg de pressão sem que ocorresse nenhum vazamento. CONCLUSÃO: O bisturi harmônico é eficaz e seguro em colecistectomias laparoscópicas eletivas como um instrumento único para ocluir e seccionar tanto a artéria cística quanto o ducto cístico. Vantagens podem ser apontadas ao método com relação a sua segurança e diminuição do tempo cirúrgico. <![CDATA[Two port video-assisted gastrostomy and jejunostomy: technical simplification and clinical results]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100057&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND: Patients presenting upper gastrointestinal obstruction, difficulty or inability in swallowing, may need nutritional support which can be obtained through gastrostomy and jejunostomy. AIM: To describe the methods of gastrostomy and jejunostomy video-assisted, and to compare surgical approaches for video-assisted laparoscopy and laparotomy in patients with advanced cancer of the esophagus and stomach, to establish enteral nutritional access. METHODS: Were used the video-assisted laparoscopic techniques for jejunostomy and gastrostomy and the same procedures performed by laparotomies. Comparatively, were analyzed the distribution of patients according to demographics, diagnosis and type of procedure. RESULTS: There were 36 jejunostomies (18 by laparotomy and 17 laparoscopy) and 42 gastrostomies (21 on each side). In jejunostomy, relevant data were operating time of 132 min vs. 106 min (p=0.021); reintroduction of diet: 3.3 days vs 2.1 days (p=0.009); discharge: 5.8 days vs 4.3 days (p= 0.044). In gastrostomy, relevant data were operative time of 122.6 min vs 86.2 min (p= 0.012 and hospital discharge: 5.1 days vs 3.7 days (p=0.016). CONCLUSION: The comparative analysis of laparotomy and video-assisted access to jejunostomies and gastrostomies concluded that video-assisted approach is feasible method, safe, fast, simple and easy, requires shorter operative time compared to laparotomy, enables diet start soon in compared to laparotomy, and also enables lower length of stay compared to laparotomy. <hr/> RACIONAL: Enfermos que apresentam obstrução digestiva alta, com dificuldade ou impossibilidade de deglutição, podem necessitar suporte nutricional provisório ou permanente16, que pode ser obtido através de gastrostomias e jejunostomias. OBJETIVO: descrever os métodos de gastrostomia e jejunostomia videoassistidas, bem como comparar os acessos cirúrgicos por laparotomia e por laparoscopia videoassistida, em pacientes portadores de neoplasias avançadas de esôfago e estômago, para estabelecimento de acesso nutricional enteral. MÉTODOS: Foram utilizadas as técnicas laparoscópics video-assistidas para a jejunostomia e gastrostomia e os mesmo procedimentos realizados por laparotomia. Foram analisados comparativamente a distribuição dos pacientes quanto à demografia, diagnóstico e tipo de procedimento. RESULTADOS: Foram 36 jejunostomias (18 por laparotomia e 17 por laparoscopia) e 42 gastrostomias (21 de cada lado). Na jejunostomia os dados relevantes foram: tempo operatório de 132 min vs 106 min (p=0,021); reintrodução da dieta: 3,3 dias vs 2,1 dias (p=0,009); alta hospitalar: 5,8 dias vs 4,3 dias (p=0,044). Na gastrostomia os dados relevantes foram: tempo operatório de 122,6 min vs 86,2 min (p=0,012 e alta hospitalar: 5,1 dias vs 3,7 dias (p=0,016). CONCLUSÃO: A análise comparativa das vias de acesso laparotômica e videoassistida para jejunostomias e gastrostomias conclui que a via videoassistida é método factível, segura, rápida, simples e fácil, necessita menor tempo operatório em relação à laparotomia, possibilita início de dieta mais rapidamente na jejunostomia em relação à laparotomia, e possibilita menor tempo de internação em relação à laparotomia. <![CDATA[New alternative for wound protection in laparoscopic colectomy]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100061&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND: Large number of surgical services use laparoscopy to approach the colon. One of the concerns on the resection using this way is the high rate of cancer relapse at in- and outlet site of the surgical instruments. AIM: To describe a protective device for surgical isolation in laparoscopic colectomy. METHODS: The device is made of sterile polyethylene plastic cover used to protect the fiber optic cable in laparoscopic surgery and one 20 Fr. urethral catheter working as a conduit. RESULTS: The device was used in six laparoscopic colectomies, three for adenocarcinoma of the colon and three for intestinal endometriosis. It was effective to avoid contact of the specimen with the abdominal wall, in order to reduce the risk of implantation of cancer or endometriotic cells and surgical site infection. The device was made intraoperative at all surgeries and allowed good visualization in laparoscopy and maintenance of the pneumoperitoneum. It cost R$ 22,00 (approximately US$ 10), R$14.50 related to the plastic cover and R$7.50, the urethral tube. The production time of the device and its installation in the abdominal cavity was measured in each procedure and was, on average, respectively, of 66 s and 25 s. CONCLUSION: The device proved to be feasible, not requiring any special training and can be performed by the surgical team itself, even at institutions with limited resources. <hr/> RACIONAL: Grande número de serviços de cirurgia têm abordado laparoscopicamente do cólon. Uma das preocupações na ressecção dessa forma é o alto índice de recidivas de neoplasia nos orifícios de entrada dos instrumentais cirúrgicos. OBJETIVO: Descrever um dispositivo protetor para isolamento de peça cirúrgica em colectomia laparoscópica. MÉTODOS: O dispositivo é produzido por meio de plástico de polietileno estéril que usualmente é utilizado no envolvimento do cabo de fibra ótica em videocirurgia, como proteção, e por uma sonda uretral de 20 Fr, funcionando como um pertuito ou conduto. RESULTADOS: O dispositivo foi utilizado em seis colectomias laparoscópicas, três por adenocarcinoma de cólon e três por endometriose intestinal. Nestas operações, foi facilmente confeccionado no transoperatório. Mostrou-se efetivo para evitar o contato da peça cirúrgica com a parede abdominal, com o objetivo de reduzir o risco de implantação de células cancerosas ou endometrióticas e de infecção de sítio cirúrgico. Permitiu boa visualização na laparoscopia e manutenção do pneumoperitônio. Seu custo foi de R$ 22,00, sendo R$ 14,50 referentes à capa plástica e R$ 7,50, à sonda uretral. O tempo médio de confecção do dispositivo e de sua instalação na cavidade abdominal foi, respectivamente, de 66 s para confecção e de 25 s para instalação. CONCLUSÃO: A confecção do dispositivo ora apresentado mostrou-se viável, não requerendo qualquer treinamento especial e podendo ser executada pela própria equipe cirúrgica com custos reduzidos. <![CDATA[Comparison of laparoscopic total gastrectomy and laparotomic total gastrectomy for gastric cancer]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100065&lng=en&nrm=iso&tlng=en BACKGROUND: The use of laparoscopy for the treatment of gastric cancer suffered some resistance among surgeons around the world, gaining strength in the past decade. However, its oncological safety and technical feasibility remain controversial. AIM: To describe the results from the clinical and anatomopathological point of view in the comparative evaluation between the surgical videolaparoscopic and laparotomic treatments of total gastrectomy with linphadenectomy at D2, resection R0. METHOD: Retrospective analyses and comparison data from patients submitted to total gastrectomy with D2 linphadenectomy at a sole institution. The data of 111 patients showed that 64 (57,7%) have been submitted to laparotomic gastrectomy and 47 (42,3%) to gastrectomy entirely performed through videolaparoscopy. All variables related to the surgery, post-operative follow-up and anatomopathologic findings have been evaluated. RESULTS: Among the studied variables, videolaparoscopy has shown a shorter surgical time and a more premature period for the introduction of oral and enteral nourishment than the open surgery. As to the amount of dissected limph nodes, there has been a significant difference towards laparotomy with p=0,014, but the average dissected limph nodes in both groups exceed 25 nodes as recommended by the JAGC. Was not found a significant difference between the studied groups as to age, ASA, type of surgery, need for blood transfusion, stage of the disease, Bormann classification, degree of differentiation, damage of the margins, further complications and death. CONCLUSION: The total gastrectomy with D2 lymphadenectomy performed by laparoscopy presented the same benefits known of laparotomy and with the advantages already established of minimally invasive surgery. It was done with less surgical time, less time for re-introduction of the oral and enteral diets and lower hospitalization time compared to laparotomy, without increasing postoperative complications. <hr/> RACIONAL: A utilização da videolaparoscopia para o tratamento das neoplasia gástricas sofreu certa resistência entre os cirurgiões ao redor do mundo, ganhando força na década passada. Porém, sua segurança oncológica e viabilidade técnica continuam controversas. OBJETIVO: Demonstrar os resultados do ponto de vista clínico e anatomopatológico na avaliação comparativa entre o tratamento cirúrgico videolaparoscópico e laparotômico da gastrectomia total com linfadenectomia a D2, ressecção R0. MÉTODOS: Estudo retrospectivo dos dados dos prontuários dos pacientes submetidos à gastrectomia total com lindadenectomia a D2, em uma única instituição. Dos 111 prontuários, 64 (57,7%) foram submetidos à gastrectomia laparotômica e 47 (42,3%) à gastrectomia totalmente vídeolaparoscópica. Foram avaliadas variáveis relacionadas ao ato cirúrgico, a evolução pós-operatória e a achados anatomopatológicos. RESULTADOS: A técnica videolaparoscópica demonstrou tempo cirúrgico menor e período para re-introdução alimentar oral e enteral mais precoce que a operação laparotômica. Quanto ao número de linfonodos dissecados, houve diferença significante a favor da laparotômica (p=0,014); porém, a média de linfonodos dissecados em ambos os grupos ultrapassou os 25 preconizados pela JAGC. Não foi encontrada diferença significante entre os grupos estudados no que diz respeito à idade, gênero, ASA, tipo de operação, necessidade de hemotransfusão, estadiamento, classificação de Bormann, grau de diferenciação, comprometimento de margens, complicações e óbito. CONCLUSÕES: A gastrectomia total com linfadenectomia a D2 realizada por videolaparoscopia apresenta os mesmos benefícios conhecidos da cirurgia laparotômica e com as vantagens já estabelecidas da cirurgia minimamente invasiva. Ela apresentou menor tempo cirúrgico, menor tempo para a re-introdução das dietas oral e enteral e tempo de alta menor em relação à laparotômica, sem aumentar as complicações pós-operatórias. <![CDATA[Fasting abbreviation among patients submitted to oncologic surgery: systematic review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100070&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUCTION: The abbreviation of perioperative fasting among candidates to elective surgery have been associated with shorter hospital stay and decreased postoperative complications. OBJECTIVE: To conduct a systematic review from randomized controlled trials to detect whether the abbreviation of fasting is beneficial to patients undergoing cancer surgery compared to traditional fasting protocols. METHOD: A literature search was performed in electronic databases: MEDLINE (PubMed), SciELO, EMBASE and Cochrane, without time restriction. Were used the descriptors: "preoperative fasting", "cancer", "diet restriction" and "perioperative period". Randomized trials were included in adults of both sexes, with diagnosis of cancer. Exclusion criteria were: use of parenteral nutrition and publications in duplicate. All analyzes, selections and data extraction were done blinded manner by independent evaluators. RESULTS: Four studies were included, with a total of 150 patients, 128 with colorectal cancer and 22 gastric cancer. The articles were published from 2006 to 2013. The main outcome measures were heterogeneous, which impaired the unification of the results by means of meta-analysis. Compared to traditional protocols, patients undergoing fasting abbreviation with the administration of fluids containing carbohydrates had improvements in glycemic parameters (fasting glucose and insulin resistance), inflammatory markers (interleukin 6 and 10) and indicators of malnutrition (grip strength hand and CRP/albumin ratio), and shorter hospital stay. The methodological quality of the reviewed articles, however, suggests that the results should be interpreted with caution. CONCLUSION: The abbreviation of perioperative fasting in patients with neoplasm appears to be beneficial. <hr/> INTRODUÇÃO: A abreviação do jejum perioperatório em pacientes candidatos à operações eletivas associa-se com menor tempo de internação hospitalar e diminuição de complicações pós-operatórias. OBJETIVO: Conduzir uma revisão sistemática a partir de ensaios clínicos randomizados controlados para detectar se a abreviação do jejum traz benefícios para indivíduos submetidos à cirurgia oncológica comparativamente aos protocolos de jejum tradicionais. MÉTODO: A busca na literatura foi realizada nas bases de dados eletrônicas: MEDLINE (Pubmed), Scielo, EMBASE e Cochrane, sem restrição de período. Utilizaram-se os descritores: "preoperative fasting", "cancer", "diet restriction" e "perioperative period". Foram incluídos ensaios clínicos randomizados, em indivíduos adultos, de ambos os sexos, com diagnóstico de câncer. Consideraram-se critérios de exclusão: uso de nutrição parenteral e publicações em duplicata. Todas as análises, seleções e extração dos dados foram feitas de maneira cega por avaliadores de forma independente. RESULTADOS: Foram incluídos quatro artigos, com total de 150 pacientes, sendo 128 com câncer colorretal e 22 câncer gástrico. Os artigos foram publicados no período de 2006 a 2013. Os desfechos principais foram heterogênios, o que impediu a unificação dos resultados por meio de metanálise. Comparativamente aos protocolos tradicionais, os indivíduos submetidos à abreviação do jejum com a administração de líquidos contendo carboidratos tiveram melhora nos parâmetros glicêmicos (glicemia de jejum e resistência a insulina), inflamatórios (interleucina 6 e 10) e nos marcadores de desnutrição (força do aperto de mão e razão PCR/albumina), assim como menor tempo de internação. A qualidade metodológica dos artigos avaliados, porém, sugere que os resultados sejam interpretados com cautela. CONCLUSÃO: A abreviação do jejum perioperatório em pacientes com neoplasias parece ser benéfica. <![CDATA[Early surgical complications after gastric by-pass: a literature review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100074&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUCTION: Gastric bypass is today the most frequently performed bariatric procedure,but, despite of it, several complications can occur with varied morbimortality. Probably all bariatric surgeons know these complications, but, as bariatric surgery continues to spread, general surgeon must be familiarized to it and its management. Gastric bypass complications can be divided into two groups: early and late complications, taking into account the two weeks period after the surgery. This paper will focus the early ones. METHOD: Literature review was carried out using Medline/PubMed, Cochrane Library, SciELO, and additional information on institutional sites of interest crossing the headings: gastric bypass AND complications; follow-up studies AND complications; postoperative complications AND anastomosis, Roux-en-Y; obesity AND postoperative complications. Search language was English. RESULTS: There were selected 26 studies that matched the headings. Early complications included: anastomotic or staple line leaks, gastrointestinal bleeding, intestinal obstruction and incorrect Roux limb reconstruction. CONCLUSION: Knowledge on strategies on how to reduce the risk and incidence of complications must be acquired, and every surgeon must be familiar with these complications in order to achieve an earlier recognition and perform the best intervention. <hr/> INTRODUÇÃO: O bypass gástrico é hoje o procedimento bariátrico mais realizado, mas, apesar disso, várias complicações podem ocorrer com variada morbimortalidade. Provavelmente todos os cirurgiões bariátricos conhecem essas complicações, mas como a cirurgia bariátrica continua a se espalhar, o cirurgião geral deve estar familiarizado com essas complicações e seu manuseio. As complicações do bypass gástrico podem ser divididas em dois grupos: as precoces e tardias, tendo em conta o período de duas semanas após a operação. Este artigo irá focar as precoces. MÉTODO: Foi realizada revisão da literatura utilizando as bases Medline/PubMed, Cochrane Library, SciELO, e informações adicionais sobre sites institucionais de interesse cruzando os descritores: bypass gástrico AND complicações; seguimento AND complicações; complicações pós-operatórias AND anastomose, Roux-en-Y; obesidade AND complicações pós-operatórias. A língua usada para a busca foi o inglês. RESULTADOS: Foram selecionados 26 artigos que combinavam com os descritores. As complicações imediatas foram: fístula na linha de grampeamento, sangramento gastrointestinal, obstrução intestinal e reconstrução incorreta da alça em Roux. CONCLUSÃO: O conhecimento sobre as estratégias de como reduzir o risco e incidência das complicações deve ser adquirido ao longo do tempo, e cada cirurgião deve estar familiarizado com essas complicações, a fim de reconhecê-las precocemente e realizar a melhor intervenção. <![CDATA[Current status of residency training in laparoscopic surgery in Brazil: a critical review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100081&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUCTION: The surgeon's formation process has changed in recent decades. The increase in medical schools, new specialties and modern technologies induce an overhaul of medical education. Medical residency in surgery has established itself as a key step in the formation of the surgeon, and represents the ideal and natural way for teaching laparoscopy. However, the introduction of laparoscopic surgery in the medical residency programs in surgical specialties is insufficient, creating the need for additional training after its termination. OBJECTIVE: To review the surgical teaching ways used in services that published their results. METHODS: Survey of relevant publications in books, internet and databases in PubMed, Lilacs and Scielo through july 2014 using the headings: laparoscopy; simulation; education, medical; learning; internship and residency. RESULTS: The training method for medical residency in surgery focused on surgical procedures in patients under supervision, has proven successful in the era of open surgery. However, conceptually turns as a process of experimentation in humans. Psychomotor learning must not be developed directly to the patient. Training in laparoscopic surgery requires the acquisition of psychomotor skills through training conducted initially with surgical simulation. Platforms based teaching problem solving as the Fundamentals of Laparoscopic Surgery, developed by the American Society of Gastrointestinal Endoscopic Surgery and the Laparoscopic Surgical Skills proposed by the European Society of Endoscopic Surgery has been widely used both for education and for the accreditation of surgeons worldwide. CONCLUSION: The establishment of a more appropriate pedagogical process for teaching laparoscopic surgery in the medical residency programs is mandatory in order to give a solid surgical education and to determine a structured and safe professional activity. <hr/> INTRODUÇÃO: A formação do cirurgião geral vem se modificando nas últimas décadas. O aumento das escolas médicas, as novas especialidades e as modernas tecnologias induzem à reformulação do ensino médico. A residência médica em cirurgia estabeleceu-se como etapa fundamental na formação do cirurgião e surge como a forma ideal e natural para o ensino da videocirurgia. No entanto, a introdução da videocirurgia nos programas de residência médica nas diversas especialidades cirúrgicas é insuficiente, gerando a necessidade de treinamento complementar após o seu término. OBJETIVO: Rever a situação de ensino da videocirurgia em serviços que publicaram seus métodos. MÉTODO: Revisão de conteúdo publicado em livros e na internet considerados relevantes, além de pesquisa nas bases de dados PubMed, Lilacs e Scielo até julho 2014 com os descritores: videocirurgia; simulação; educação médica; aprendizagem; treinamento em cirurgia. RESULTADO: O método de treinamento em programas de residência médica em cirurgia, focado na realização de procedimentos cirúrgicos sob supervisão em pacientes, comprovou sua eficiência na era da cirurgia aberta. No entanto, configura conceitualmente um processo de experimentação em seres humanos. O aprendizado psicomotor não deve e não pode ser desenvolvido diretamente no paciente. A formação em videocirurgia requer a aquisição de habilidades psicomotoras únicas, através de treinamento realizado inicialmente por simulação cirúrgica. Plataformas de ensino baseadas na solução de problemas como o Fundamentals of Laparoscopic Surgery, desenvolvido pela Sociedade Americana de Cirurgia Endoscópica Gastrointestinal e o Laparoscopic Surgical Skills proposto pela Sociedade Europeia de Cirurgia Endoscópica são exemplos que têm sido amplamente utilizados tanto para o ensino como para a acreditação de cirurgiões em todo o mundo. CONCLUSÃO: É necessário o estabelecimento de um processo pedagógico mais adequado para o ensino da videocirurgia nas residências médicas no sentido de conferir base educacional sólida, determinando atividade profissional bem estruturada e segura. <![CDATA[Splenic inferior pole]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100086&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUCTION: The surgeon's formation process has changed in recent decades. The increase in medical schools, new specialties and modern technologies induce an overhaul of medical education. Medical residency in surgery has established itself as a key step in the formation of the surgeon, and represents the ideal and natural way for teaching laparoscopy. However, the introduction of laparoscopic surgery in the medical residency programs in surgical specialties is insufficient, creating the need for additional training after its termination. OBJECTIVE: To review the surgical teaching ways used in services that published their results. METHODS: Survey of relevant publications in books, internet and databases in PubMed, Lilacs and Scielo through july 2014 using the headings: laparoscopy; simulation; education, medical; learning; internship and residency. RESULTS: The training method for medical residency in surgery focused on surgical procedures in patients under supervision, has proven successful in the era of open surgery. However, conceptually turns as a process of experimentation in humans. Psychomotor learning must not be developed directly to the patient. Training in laparoscopic surgery requires the acquisition of psychomotor skills through training conducted initially with surgical simulation. Platforms based teaching problem solving as the Fundamentals of Laparoscopic Surgery, developed by the American Society of Gastrointestinal Endoscopic Surgery and the Laparoscopic Surgical Skills proposed by the European Society of Endoscopic Surgery has been widely used both for education and for the accreditation of surgeons worldwide. CONCLUSION: The establishment of a more appropriate pedagogical process for teaching laparoscopic surgery in the medical residency programs is mandatory in order to give a solid surgical education and to determine a structured and safe professional activity. <hr/> INTRODUÇÃO: A formação do cirurgião geral vem se modificando nas últimas décadas. O aumento das escolas médicas, as novas especialidades e as modernas tecnologias induzem à reformulação do ensino médico. A residência médica em cirurgia estabeleceu-se como etapa fundamental na formação do cirurgião e surge como a forma ideal e natural para o ensino da videocirurgia. No entanto, a introdução da videocirurgia nos programas de residência médica nas diversas especialidades cirúrgicas é insuficiente, gerando a necessidade de treinamento complementar após o seu término. OBJETIVO: Rever a situação de ensino da videocirurgia em serviços que publicaram seus métodos. MÉTODO: Revisão de conteúdo publicado em livros e na internet considerados relevantes, além de pesquisa nas bases de dados PubMed, Lilacs e Scielo até julho 2014 com os descritores: videocirurgia; simulação; educação médica; aprendizagem; treinamento em cirurgia. RESULTADO: O método de treinamento em programas de residência médica em cirurgia, focado na realização de procedimentos cirúrgicos sob supervisão em pacientes, comprovou sua eficiência na era da cirurgia aberta. No entanto, configura conceitualmente um processo de experimentação em seres humanos. O aprendizado psicomotor não deve e não pode ser desenvolvido diretamente no paciente. A formação em videocirurgia requer a aquisição de habilidades psicomotoras únicas, através de treinamento realizado inicialmente por simulação cirúrgica. Plataformas de ensino baseadas na solução de problemas como o Fundamentals of Laparoscopic Surgery, desenvolvido pela Sociedade Americana de Cirurgia Endoscópica Gastrointestinal e o Laparoscopic Surgical Skills proposto pela Sociedade Europeia de Cirurgia Endoscópica são exemplos que têm sido amplamente utilizados tanto para o ensino como para a acreditação de cirurgiões em todo o mundo. CONCLUSÃO: É necessário o estabelecimento de um processo pedagógico mais adequado para o ensino da videocirurgia nas residências médicas no sentido de conferir base educacional sólida, determinando atividade profissional bem estruturada e segura. <![CDATA[Gastrointestinal stromal tumor of the rectum treated with neoadjuvant Imatinib followed by transanal endoscopic microsurgery]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100087&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUCTION: The surgeon's formation process has changed in recent decades. The increase in medical schools, new specialties and modern technologies induce an overhaul of medical education. Medical residency in surgery has established itself as a key step in the formation of the surgeon, and represents the ideal and natural way for teaching laparoscopy. However, the introduction of laparoscopic surgery in the medical residency programs in surgical specialties is insufficient, creating the need for additional training after its termination. OBJECTIVE: To review the surgical teaching ways used in services that published their results. METHODS: Survey of relevant publications in books, internet and databases in PubMed, Lilacs and Scielo through july 2014 using the headings: laparoscopy; simulation; education, medical; learning; internship and residency. RESULTS: The training method for medical residency in surgery focused on surgical procedures in patients under supervision, has proven successful in the era of open surgery. However, conceptually turns as a process of experimentation in humans. Psychomotor learning must not be developed directly to the patient. Training in laparoscopic surgery requires the acquisition of psychomotor skills through training conducted initially with surgical simulation. Platforms based teaching problem solving as the Fundamentals of Laparoscopic Surgery, developed by the American Society of Gastrointestinal Endoscopic Surgery and the Laparoscopic Surgical Skills proposed by the European Society of Endoscopic Surgery has been widely used both for education and for the accreditation of surgeons worldwide. CONCLUSION: The establishment of a more appropriate pedagogical process for teaching laparoscopic surgery in the medical residency programs is mandatory in order to give a solid surgical education and to determine a structured and safe professional activity. <hr/> INTRODUÇÃO: A formação do cirurgião geral vem se modificando nas últimas décadas. O aumento das escolas médicas, as novas especialidades e as modernas tecnologias induzem à reformulação do ensino médico. A residência médica em cirurgia estabeleceu-se como etapa fundamental na formação do cirurgião e surge como a forma ideal e natural para o ensino da videocirurgia. No entanto, a introdução da videocirurgia nos programas de residência médica nas diversas especialidades cirúrgicas é insuficiente, gerando a necessidade de treinamento complementar após o seu término. OBJETIVO: Rever a situação de ensino da videocirurgia em serviços que publicaram seus métodos. MÉTODO: Revisão de conteúdo publicado em livros e na internet considerados relevantes, além de pesquisa nas bases de dados PubMed, Lilacs e Scielo até julho 2014 com os descritores: videocirurgia; simulação; educação médica; aprendizagem; treinamento em cirurgia. RESULTADO: O método de treinamento em programas de residência médica em cirurgia, focado na realização de procedimentos cirúrgicos sob supervisão em pacientes, comprovou sua eficiência na era da cirurgia aberta. No entanto, configura conceitualmente um processo de experimentação em seres humanos. O aprendizado psicomotor não deve e não pode ser desenvolvido diretamente no paciente. A formação em videocirurgia requer a aquisição de habilidades psicomotoras únicas, através de treinamento realizado inicialmente por simulação cirúrgica. Plataformas de ensino baseadas na solução de problemas como o Fundamentals of Laparoscopic Surgery, desenvolvido pela Sociedade Americana de Cirurgia Endoscópica Gastrointestinal e o Laparoscopic Surgical Skills proposto pela Sociedade Europeia de Cirurgia Endoscópica são exemplos que têm sido amplamente utilizados tanto para o ensino como para a acreditação de cirurgiões em todo o mundo. CONCLUSÃO: É necessário o estabelecimento de um processo pedagógico mais adequado para o ensino da videocirurgia nas residências médicas no sentido de conferir base educacional sólida, determinando atividade profissional bem estruturada e segura. <![CDATA[Endoscopic hemostasis of a bleeding gastric gastrointestinal stromal tumor (GIST) with endoloop placement]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100089&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUCTION: The surgeon's formation process has changed in recent decades. The increase in medical schools, new specialties and modern technologies induce an overhaul of medical education. Medical residency in surgery has established itself as a key step in the formation of the surgeon, and represents the ideal and natural way for teaching laparoscopy. However, the introduction of laparoscopic surgery in the medical residency programs in surgical specialties is insufficient, creating the need for additional training after its termination. OBJECTIVE: To review the surgical teaching ways used in services that published their results. METHODS: Survey of relevant publications in books, internet and databases in PubMed, Lilacs and Scielo through july 2014 using the headings: laparoscopy; simulation; education, medical; learning; internship and residency. RESULTS: The training method for medical residency in surgery focused on surgical procedures in patients under supervision, has proven successful in the era of open surgery. However, conceptually turns as a process of experimentation in humans. Psychomotor learning must not be developed directly to the patient. Training in laparoscopic surgery requires the acquisition of psychomotor skills through training conducted initially with surgical simulation. Platforms based teaching problem solving as the Fundamentals of Laparoscopic Surgery, developed by the American Society of Gastrointestinal Endoscopic Surgery and the Laparoscopic Surgical Skills proposed by the European Society of Endoscopic Surgery has been widely used both for education and for the accreditation of surgeons worldwide. CONCLUSION: The establishment of a more appropriate pedagogical process for teaching laparoscopic surgery in the medical residency programs is mandatory in order to give a solid surgical education and to determine a structured and safe professional activity. <hr/> INTRODUÇÃO: A formação do cirurgião geral vem se modificando nas últimas décadas. O aumento das escolas médicas, as novas especialidades e as modernas tecnologias induzem à reformulação do ensino médico. A residência médica em cirurgia estabeleceu-se como etapa fundamental na formação do cirurgião e surge como a forma ideal e natural para o ensino da videocirurgia. No entanto, a introdução da videocirurgia nos programas de residência médica nas diversas especialidades cirúrgicas é insuficiente, gerando a necessidade de treinamento complementar após o seu término. OBJETIVO: Rever a situação de ensino da videocirurgia em serviços que publicaram seus métodos. MÉTODO: Revisão de conteúdo publicado em livros e na internet considerados relevantes, além de pesquisa nas bases de dados PubMed, Lilacs e Scielo até julho 2014 com os descritores: videocirurgia; simulação; educação médica; aprendizagem; treinamento em cirurgia. RESULTADO: O método de treinamento em programas de residência médica em cirurgia, focado na realização de procedimentos cirúrgicos sob supervisão em pacientes, comprovou sua eficiência na era da cirurgia aberta. No entanto, configura conceitualmente um processo de experimentação em seres humanos. O aprendizado psicomotor não deve e não pode ser desenvolvido diretamente no paciente. A formação em videocirurgia requer a aquisição de habilidades psicomotoras únicas, através de treinamento realizado inicialmente por simulação cirúrgica. Plataformas de ensino baseadas na solução de problemas como o Fundamentals of Laparoscopic Surgery, desenvolvido pela Sociedade Americana de Cirurgia Endoscópica Gastrointestinal e o Laparoscopic Surgical Skills proposto pela Sociedade Europeia de Cirurgia Endoscópica são exemplos que têm sido amplamente utilizados tanto para o ensino como para a acreditação de cirurgiões em todo o mundo. CONCLUSÃO: É necessário o estabelecimento de um processo pedagógico mais adequado para o ensino da videocirurgia nas residências médicas no sentido de conferir base educacional sólida, determinando atividade profissional bem estruturada e segura. <![CDATA[Laparoscopic repair in simultaneous occurrence of recurrent chronic traumatic diaphragmatic hernia and transdiaphragmatic intercostal hernia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-67202015000100090&lng=en&nrm=iso&tlng=en INTRODUCTION: The surgeon's formation process has changed in recent decades. The increase in medical schools, new specialties and modern technologies induce an overhaul of medical education. Medical residency in surgery has established itself as a key step in the formation of the surgeon, and represents the ideal and natural way for teaching laparoscopy. However, the introduction of laparoscopic surgery in the medical residency programs in surgical specialties is insufficient, creating the need for additional training after its termination. OBJECTIVE: To review the surgical teaching ways used in services that published their results. METHODS: Survey of relevant publications in books, internet and databases in PubMed, Lilacs and Scielo through july 2014 using the headings: laparoscopy; simulation; education, medical; learning; internship and residency. RESULTS: The training method for medical residency in surgery focused on surgical procedures in patients under supervision, has proven successful in the era of open surgery. However, conceptually turns as a process of experimentation in humans. Psychomotor learning must not be developed directly to the patient. Training in laparoscopic surgery requires the acquisition of psychomotor skills through training conducted initially with surgical simulation. Platforms based teaching problem solving as the Fundamentals of Laparoscopic Surgery, developed by the American Society of Gastrointestinal Endoscopic Surgery and the Laparoscopic Surgical Skills proposed by the European Society of Endoscopic Surgery has been widely used both for education and for the accreditation of surgeons worldwide. CONCLUSION: The establishment of a more appropriate pedagogical process for teaching laparoscopic surgery in the medical residency programs is mandatory in order to give a solid surgical education and to determine a structured and safe professional activity. <hr/> INTRODUÇÃO: A formação do cirurgião geral vem se modificando nas últimas décadas. O aumento das escolas médicas, as novas especialidades e as modernas tecnologias induzem à reformulação do ensino médico. A residência médica em cirurgia estabeleceu-se como etapa fundamental na formação do cirurgião e surge como a forma ideal e natural para o ensino da videocirurgia. No entanto, a introdução da videocirurgia nos programas de residência médica nas diversas especialidades cirúrgicas é insuficiente, gerando a necessidade de treinamento complementar após o seu término. OBJETIVO: Rever a situação de ensino da videocirurgia em serviços que publicaram seus métodos. MÉTODO: Revisão de conteúdo publicado em livros e na internet considerados relevantes, além de pesquisa nas bases de dados PubMed, Lilacs e Scielo até julho 2014 com os descritores: videocirurgia; simulação; educação médica; aprendizagem; treinamento em cirurgia. RESULTADO: O método de treinamento em programas de residência médica em cirurgia, focado na realização de procedimentos cirúrgicos sob supervisão em pacientes, comprovou sua eficiência na era da cirurgia aberta. No entanto, configura conceitualmente um processo de experimentação em seres humanos. O aprendizado psicomotor não deve e não pode ser desenvolvido diretamente no paciente. A formação em videocirurgia requer a aquisição de habilidades psicomotoras únicas, através de treinamento realizado inicialmente por simulação cirúrgica. Plataformas de ensino baseadas na solução de problemas como o Fundamentals of Laparoscopic Surgery, desenvolvido pela Sociedade Americana de Cirurgia Endoscópica Gastrointestinal e o Laparoscopic Surgical Skills proposto pela Sociedade Europeia de Cirurgia Endoscópica são exemplos que têm sido amplamente utilizados tanto para o ensino como para a acreditação de cirurgiões em todo o mundo. CONCLUSÃO: É necessário o estabelecimento de um processo pedagógico mais adequado para o ensino da videocirurgia nas residências médicas no sentido de conferir base educacional sólida, determinando atividade profissional bem estruturada e segura.