Scielo RSS <![CDATA[Sociedade e Estado]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0102-699220130003&lang=es vol. 28 num. 3 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922013000300001&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[<b>Apresentação</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922013000300002&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[<b>O tempo de trabalho</b>: <b>uma chave analítica</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922013000300003&lng=es&nrm=iso&tlng=es O tempo de trabalho é uma noção central para a análise marxista da sociedade capitalista. De Karl Marx aos nossos dias, a discussão sobre a redução do tempo de trabalho ganhou várias interpretações. Entre elas está aquela que aponta para a progressiva redução do tempo de trabalho. Progressiva, nesse caso, não é entendida com base em sua própria contradição, isto é, como uma necessidade do capital para sua valorização, mas sim como um processo de redução crescente do tempo do trabalho que no limite colocaria a relação de capital em xeque. A partir dessa interpretação, a tendência de redução do tempo de trabalho anunciaria à extinção das relações de produção capitalistas. Estaríamos, com isso, diante de uma perspectiva que se fundamenta em um automatismo social e, portanto, que pressupõe o fim do capitalismo de maneira determinista. Retomando as implicações mais centrais que a reestruturação produtiva, chamada de toyotista, proporcionou, sobretudo aquelas relativas à substituição massiva de trabalhadores por tecnologia informacionais e microeletrônicas, temos como objetivo desse artigo revisitar a noção de tempo de trabalho, tentando, com isso, demonstrar a fragilidade das teses que pressupõe um esgotamento estrutural da sociedade capitalista como fruto de um automatismo do movimento interno de reprodução do capital. Concluímos que estas teses, na prática, mistificam o papel central da luta de classes, primeiro, como elemento determinante do processo de constituição das forças produtivas capitalistas e, segundo, para a superação da subalternidade do trabalho em relação ao capital.<hr/>The working time is a central concept to the Marxist analysis of capitalist society. From Karl Marx to the present day, the discussion on the reduction of working time has been developed by several interpretations. Among them is one that points to the gradual reduction of working time. Progressive, this case is not understood on the basis of its own contradiction, in other words, as a need of capital for their valorization, but as a process of progressive reduction of working time that, ultimately, put the capital relation in check. Based on this interpretation, the trend of reduction of working time would announce the extinction of capitalist relations of production. We would, therefore, faced with a perspective that is grounded in a social automatism and therefore assumes the end of capitalism in a deterministic way. Returning to the more central implications that the restructuring process, called toyotist, has provided, especially those relating to the massive replacement of workers by informational technology and microelectronic, this article aims to revisit the notion of working time, trying thereby to demonstrate the fragility of the thesis that assumes a structural breakdown of capitalist society as the result of an automatic internal movement of capital reproduction. We conclude that these theories in practice mystify the centrality of class struggle, first as a determinant element of the constitution of capitalist productive forces, and second, as an overcoming element for the subordination of labor to capital. <![CDATA[<b>Idéologies et pratiques managériales</b>: <b>du taylorisme à la précarisation subjective des salariés</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922013000300004&lng=es&nrm=iso&tlng=es Cet article développe l'idée que tout nouveau modèle capitaliste d'organisation du travail produit une rhétorique idéologique et morale destinée à légitimer une forme de mise au travail qui s'avère contradictoire à l'essence des démocraties politiques, à savoir que chaque individu s'appartient à lui-même. Taylor et Ford ont fait de grands efforts pour convaincre l'opinion publique qu'il n'y avait pas de conflits d'intérêts entre les ouvriers et leurs patrons, tout en attaquant systématiquement leurs ressources dans le cadre d'un rapport de forces bien réel. Le management moderne français suit la même voie et cherche à séduire et convaincre les salariés tout en développant une stratégie de précarisation subjective fondée sur une politique de changement perpétuel pour les déstabiliser.<hr/>This article aims at developing the idea that each new capitalistic labour process produces an ideological and ethical rhetoric so as to legitimate a form that appears to be contradictory to the essence of political democracies, which is characterized by the fact that no one belongs to another. Taylor and Ford produced an important ideological effort to promote the allegation that no conflict of interests exists between workers and employers while they attacked systematically the workers resources within the forces struggle. The French modern managerial system follows the same path, leading an attempt to seduce and convince the wage earners on the one hand, though developing a strategy of subjective precarization on the other hand by a policy of perpetual changes in order to destabilize them. <![CDATA[<b>As centrais sindicais e o fenômeno do transformismo no governo Lula</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922013000300005&lng=es&nrm=iso&tlng=es O presente trabalho tem como objetivo analisar as cinco principais centrais sindicais brasileiras, no contexto do fenômeno do transformismo e das políticas de reestruturação produtiva e de precarização do trabalho levadas a cabo no governo Lula. Além disso, pretende-se analisar as propostas de ação sindical defendidas pelas centrais no sentido de fazer frente ao quadro de mudanças em curso, mudanças essas que têm incidido diretamente tanto no plano da materialidade como na subjetividade das classes trabalhadoras. Assim, algumas indagações nos parecem pertinentes: o que tem levado as centrais sindicais a optarem por uma política de parceria e aproximação com o governo, em detrimento de uma linha mais conflitiva? O fenômeno da aproximação das centrais sindicais seria responsável pela acomodação política diante da ofensiva das empresas no tocante à reestruturação produtiva, à flexibilização e à precarização do trabalho? Dito de outra maneira, as centrais sindicais não estariam operantes frente à ofensividade do capital sobre o trabalho?<hr/>This paper aims to analyze the top five Brazilian Labor Union Federations in the context of both the phenomenon of transformism and the policies of productive restructuring and labor precarization undertaken under Lula´s presidency. In addition, we intend to analyze the proposed union action advocated by the Federations in order to cope with the frame changes underway. Changes which have focused directly on both the materiality and the subjectivity of the working classes. Thus, some questions seem relevant: what has led the Labor Unions Federations to opt for a policy of partnership and approximation with the government at the expense of a more confrontational line? The phenomenon of co-optation of Labor Union Federations would be responsible for the political accommodation in front of the employer's offensive regarding corporate restructuring process, flexibility and precariousness of labor? In other terms, would not the Labor Union Federations neglecting in front of the offensiveness of capital over labor? <![CDATA[<b>Da precarização do trabalhador portuário avulso a uma teoria da precariedade do trabalho</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922013000300006&lng=es&nrm=iso&tlng=es A reestruturação organizacional dos portos, a dinâmica tecnológica e um quadro de privatização crescente, desde os anos 1990, criaram um novo referencial para o trabalho, mudando relações técnicas e sociais de categorias históricas, como os estivadores e arrumadores (capatazia). A desregulamentação "oficial" do trabalho portuário, no Brasil, data da implantação do sistema de escala eletrônica. Com sua atividade laboral intermitente e condições contratuais inconsistentes, a situação de precarização dos trabalhadores portuários avulsos antecede as reformulações políticas neoliberais e instiga a proposição de uma teoria da precariedade do trabalho.<hr/>The organizational restructuring of the ports, the technological dynamics and a framework of increasing privatization, since the 1990s, created a new benchmark for work, changing technical and social relations of historical categories, such as stevedores and ushers (wharfage). The 'official' deregulation port work in Brazil set to the implantation of the electronic scale system. With intermittent work activity and inconsistent contractual conditions, the situation of precarization of detached port workers precedes neoliberal political reformulations and instigates the proposition of a precariousness job theory. <![CDATA[<b>Entre o prescrito e o real</b>: <b>o papel da subjetividade na efetivalção dos direitos das empregadas domésticas no Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922013000300007&lng=es&nrm=iso&tlng=es Nos últimos anos, têm ocorrido transformações significativas no âmbito do trabalho no Brasil: mais formalizações de contratos de emprego, aumento real da renda dos trabalhadores e a ampliação de direitos até agora não reconhecidos, como os das trabalhadoras domésticas. O suporte que torna possível - não, evidentemente, o único - a ampliação dos direitos é o reconhecimento de valores que até agora não eram contemplados, dentro de um contexto favorável e de muitas lutas e pressões. Este artigo analisa alguns aspectos do paradoxo entre o estabelecimento de novos direitos e a real apropriação dos mesmos no mercado de trabalho de serviços domésticos. Essa defasagem entre o que a lei prescreve e o real do trabalho exige atenção às diversas racionalidades presentes neste mercado de trabalho e que frequentemente colocam em xeque os avanços da sociedade na luta por maior equidade. A análise mostra que há avanços e obstáculos na efetivação dos direitos das empregadas domésticas e que, para que a opção do desenvolvimento atual possa gerar os resultados esperados, é mister que as trabalhadoras domésticas se tornem sujeito de direito e não somente objeto das políticas.<hr/>In recent years, significant changes are being processed in the scope of work in Brazil: more formalization of employees, real increase of worker's income and the expansion of rights through new sectors, like those of domestic workers. The supporter that makes possible - not the only one - the expansion of rights is the recognition of values which were not contemplated until now, in a social context partially favorable and with many struggles and pressures. This article analyzes some aspects of the paradox between the establishment of new rights and the actual appropriation of them. This gap between what de law prescribes and the reality of the work requires attention to the several rationalities that exist in this labor market and often call into question the progress of society in the struggle for equity. The analysis shows that there is progress and obstacles in the implementation of domestic workers' rights. Furthermore, it is necessary that domestic workers are able to become Subject of right, and not only an object of policies, for the current development choice may generates the expected results. <![CDATA[<b>Imagens do Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922013000300008&lng=es&nrm=iso&tlng=es "Retratos do Brasil", "interpretação do Brasil", "pensamento brasileiro", "teoria do Brasil", todos esses termos remetem a uma unidade fundamental: um determinado país. Existe uma longa tradição que se dedica à sua compreensão, à sua decodificação; de fato, há inclusive um plêiade de autores que fazem parte deste panteão (Rocha Pita, Varnhagen, Sílvio Romero, Nina Rodrigues, Euclydes da Cunha, Sérgio Buarque de Holanda, Gilberto Freyre, Cai Prado Jr., Darcy Ribeiro, apenas para citar alguns deles). Todo debate sobre identidade nacional pressupõe algumas categorias de análise, sendo nação e cultura duas dentre as mais importantes. O presente artigo pretende abordar qual o sentido deste debate no mundo contemporâneo. Em que medida as transformações ocorridas nas últimas décadas incidem sobre a imagem que temos de nós mesmos, isto é, as representações simbólicas construídas em torno da tradição brasiliana são impactadas por tais eventos? Qual o seu legado intelectual?<hr/>"Portraits of Brazil", "interpretation of Brazil"; "Brazilian social thought", "theories about Brazil" are all terms that refer to a fundamental unit, namely, the existence of a certain country. Indeed, there is a long intellectual tradition devoted to coming to terms with such a country, which include a myriad of authors who are considered to partake of this partheon of notorious interpreters (Rocha Pita, Varnhagen, Sílvio Romero, Nina Rodrigues, Euclydes da Cunha, Sérgio Buarque de Holanda, Gilberto Freyre, Cai Prado Jr., Darcy Ribeiro, just to name some of them). This scholarly debate about national identity rests on certain analytical categories, among which nation and culture stand out. The present article intends to inquire into the meaning of such a debate in the contemporary scene.To what extent the global transformations that occurred in recent times have an impact on the images that Brazilians project on themselves, that is, do the symbolic representations built around the Brazilian tradition are impacted by such events? What is their intellectual legacy? <![CDATA[<b>Entre identidad y diferencia</b>: <b>apuntes para una economía política del cuerpo y la ciudad</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922013000300009&lng=es&nrm=iso&tlng=es El texto que se presenta hace una reflexión que coloca la cuestión de la identidad y la diferencia en el ámbito de un posible análisis del cuerpo y la ciudad bajo la perspectiva de cierta concepción de la economía política. En especial se reflexiona desde la noción de totalidad. La idea principal es que el cuerpo y la ciudad no son cosas distintas, que la ciudad no es simple creación de urbanistas, ingenieros y arquitectos así como el cuerpo no es obra de médicos y pedagogos.<hr/>The text presents a reflection that places the question of identity and difference in the scope of a possible analysis of the body and the city from the perspective of a certain conception of political economy. In particular, it reflects from the notion of totality. The main idea is that the body and the city are not different things, that the city is not simply creating planners, engineers and architects as well as the body is not the work of doctors and teachers. <![CDATA[<b>Sacrificio y ciudad</b>: <b>notas sobre la formación humana en las urbes</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922013000300010&lng=es&nrm=iso&tlng=es El escrito tiene como principal propósito reflexionar en torno a las relaciones que pudiese haber entre sacrificio y ciudad. Para ello nos centramos en lo más elemental de lo que uno y otra pueden significar. La principal pregunta que guía esta reflexión es ¿qué elementos del sacrificio pueden encontrarse en lo que llamamos ciudad? No se pretende hacer un análisis exhaustivo de estas nociones tan profundas y complejas, sino que partiremos de los significados más primarios, desde Durkheim, Mauss y Simmel, para centrar nuestra atención en sus vínculos. Al final nos preguntamos ¿es posible el espíritu del Don en el espacio urbano donde impera la economía monetaria? Asumimos que la profanación del vínculo y del espíritu del Don de nada es inevitable en las urbes, sin embargo, en el dar, recibir y devolver habita la nada como el espíritu del Don, y esta es la sangre que no se está dispuesto a pagar aunque simulemos que se otorga en las cosas que intercambiamos.<hr/>The main purpose is to reflect on the relationships that could exist between sacrifice and city. To do this, we focus on the fundamental issue of what one and another may mean. The main question guiding this discussion is what elements of sacrifice can be found in that we call city? Not intended to provide a comprehensive analysis of these notions as deep and complex, but we will leave the primary meanings, from Durkheim, Mauss and Simmel, to focus our attention on the links. In the end we question is it possible the spirit of Gift in urban space ruled by money economy? We assume that the profanation of the link and the spirit of the Gift of nothing is inevitable in the cities, however, in giving, receiving and returning nothing, living the spirit of Gift, and this blood is not willing to pay, but let's pretend that the things given in exchange. <![CDATA[<b>Parlamentares × jornalistas</b>: <b>a dinâmica política das mídias legislativas da Câmara dos Deputados</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922013000300011&lng=es&nrm=iso&tlng=es A compreensão das relações entre parlamentares e jornalistas e das consequências desse relacionamento na produção de informações sobre o Parlamento e no funcionamento dos veículos legislativos da Câmara dos Deputados é o objeto desta reflexão. O percurso teórico inclui as formulações de Pierre Bourdieu sobre a dinâmica dos campos sociais e das disputas simbólicas. As tensões e sobreposições de diferentes visões sobre a atuação da mídia nos processos de representação e participação políticas são aspectos essenciais da análise. Um dos pontos chave é o conflito entre duas diferentes lógicas de ação social implementadas pelos atores envolvidos no processo: a lógica política e a lógica jornalística. A partir de entrevistas e da técnica da observação-participante, o artigo analisa como essa tensão interfere no trabalho e no discurso dos jornalistas sobre a própria atividade. <![CDATA[<b>Duas formas de fazer justiça</b>: <b>a atuação em uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) como mediadora de um acordo do paz no sertão pernambucano</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922013000300012&lng=es&nrm=iso&tlng=es O tema deste trabalho delimita-se na figura do mediador como parte das brigas de famílias no meio rural brasileiro. Especificamente analisa-se uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que se prestou ao papel de mediadora na construção de um acordo de paz no sertão pernambucano. Busca-se aqui, a partir de análise documental e pesquisa de campo, evidenciar que o episódio, que se arrastou por meses em complexas negociações e composições provisórias, permite duas formas de fazer justiça: a aplicação da lei e a desmoralização do oponente.<hr/>The subject of this work is focused in the figure of the mediator as part of the conflicts among families in rural areas. Precisely we analyze a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), which worked as a mediator in the construction of a peace agreement in the hinterland of Pernambuco. Based on document analysis and field research, we sought to show that the episode, which lasted for months in complex negotiations and provisory statements, permits two ways to justice: law application and the demoralization of the opponent. <![CDATA[<b>A teoria dos sistemas sociais em Niklas Luhmann</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922013000300013&lng=es&nrm=iso&tlng=es O tema deste trabalho delimita-se na figura do mediador como parte das brigas de famílias no meio rural brasileiro. Especificamente analisa-se uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que se prestou ao papel de mediadora na construção de um acordo de paz no sertão pernambucano. Busca-se aqui, a partir de análise documental e pesquisa de campo, evidenciar que o episódio, que se arrastou por meses em complexas negociações e composições provisórias, permite duas formas de fazer justiça: a aplicação da lei e a desmoralização do oponente.<hr/>The subject of this work is focused in the figure of the mediator as part of the conflicts among families in rural areas. Precisely we analyze a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), which worked as a mediator in the construction of a peace agreement in the hinterland of Pernambuco. Based on document analysis and field research, we sought to show that the episode, which lasted for months in complex negotiations and provisory statements, permits two ways to justice: law application and the demoralization of the opponent. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922013000300014&lng=es&nrm=iso&tlng=es O tema deste trabalho delimita-se na figura do mediador como parte das brigas de famílias no meio rural brasileiro. Especificamente analisa-se uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que se prestou ao papel de mediadora na construção de um acordo de paz no sertão pernambucano. Busca-se aqui, a partir de análise documental e pesquisa de campo, evidenciar que o episódio, que se arrastou por meses em complexas negociações e composições provisórias, permite duas formas de fazer justiça: a aplicação da lei e a desmoralização do oponente.<hr/>The subject of this work is focused in the figure of the mediator as part of the conflicts among families in rural areas. Precisely we analyze a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), which worked as a mediator in the construction of a peace agreement in the hinterland of Pernambuco. Based on document analysis and field research, we sought to show that the episode, which lasted for months in complex negotiations and provisory statements, permits two ways to justice: law application and the demoralization of the opponent.