Scielo RSS <![CDATA[Psicologia & Sociedade]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0102-718220090001&lang=pt vol. 21 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822009000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Experiência, memória e sofrimento em narrativas autobiográficas de mulheres</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822009000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Esta pesquisa analisa as narrativas autobiográficas de três mulheres de uma comunidade pobre próxima a Fortaleza que se formou a partir de mutirão. O objetivo é compreender o modo como produzem sentido sobre si mediante a construção de enredos. As autobiografias são estudadas em seus elementos referenciais ("o que" elas contam), textuais ("como" elas contam) e performativos (o que as narradoras "fazem" ao contar para outra pessoa sua história). No aspecto referencial, as histórias comunicam a trajetória de sofrimento precoce e contínuo associada às condições de classe social (pobreza e trabalho precarizado), de gênero (vulnerabilidade da mulher, especialmente na relação conjugal) e questões geracionais (a difícil educação dos filhos). Em termos textuais, as histórias tendem a explorar os momentos regressivos (Gergen & Gergen, 1986). No aspecto performativo, as narradoras fazem uso terapêutico da entrevista, solicitando apoio e reivindicando retoricamente uma imagem positiva de si a partir da polaridade "frágil-forte".<hr/>This paper discusses the autobiographical narratives of three women of a poor community in the outskirts of Fortaleza (Ceará, Brazil). The main purpose is to understand the way the informants create meaning about themselves by connecting the episodes of their lives into a plot. The stories are analyzed in their referential ("what" they tell), textual ("how" they tell) and performative (what they "do" when they tell stories to a listener) elements. As to the referential dimension, they convey a trajectory of continuous and precocious suffering associated to social class (poverty and unstable jobs), gender (female vulnerability especially in marital relationship) and generational issues (the hardship of educating children in their milieu). Textually the stories particularly explore regressive form (Gergen & Gergen, 1986). In terms of performance the informants make a therapeutic use of the interview, asking for help and rhetorically claiming a positive image of themselves derived from a "frail-strong" polarity. <![CDATA[<b>Histórias de vida de mulheres e saúde da família</b>: <b>algumas reflexões sobre gênero</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822009000100003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Frente às imbricações de gênero na saúde, este artigo traz a discussão desse conceito no âmbito da Estratégia Saúde da Família, a partir das histórias de vida de duas mulheres usuárias de uma Unidade de Saúde PSF. A construção sócio-histórica de gênero, seu caráter relacional e hierarquizante possibilitaram perceber, ao se olhar para as trajetórias dessas mulheres, que as permanências e transformações de gênero significadas no cotidiano também se reproduzem na esfera da saúde. Assim, ao não abarcar as subjetividades femininas e colocar a mulher num lugar maternal, a saúde a oprime enquanto Sujeito histórico; de modo que na práxis em Saúde da Família, o enfoque de gênero se coloca como indispensável na busca da integralidade.<hr/>Ahead the gender imbrications in health, this article intends to discuss the concept of gender inside the Family Health Strategics Program (PSF) considering the trajectory of life of two women followed up in a PSF Health Unit. Considering the social and historical construction of gender and its hierarchical and relational aspects, we could verify, looking at the life trajectory of those women, that permanencies patterns and gender transformations in their daily lives also appear in the health field. In this manner, when the female subjectivities are not included and only the motherhood is considered, the health field can be an oppressor of the female historical subject. Thus, the Family Health praxis must consider the gender meanings as an essential aspect to understand the whole human subject. <![CDATA[<b>Homens, violência de gênero e atenção integral em saúde</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822009000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este trabalho se insere no campo de discussões sobre violência de gênero, tendo como objeto de estudo o jogo discursivo de profissionais que atuam na rede de enfrentamento à violência contra as mulheres. Nosso objetivo é identificar como esses profissionais se posicionam acerca das possibilidades de atendimento a homens autores de violência, no Sistema Único de Saúde (SUS). Foram identificadas 38 instituições, nas quais realizamos observações e entrevistas semi-estruturadas com 55 profissionais que atuam diretamente na rede de prevenção, assistência e enfrentamento da violência doméstica e familiar contra a mulher no Recife, constituindo-se assim em nossos informantes-chave. A análise envolveu tanto a identificação dos repertórios como mapeamento das matrizes discursivas. A análise apresenta reflexões sobre alternativas de atendimento a esses homens, considerando eventos, condições de possibilidades, problematizando o lugar desse atendimento entre as estratégias transformadoras das práticas que dão sustentação à violência de gênero.<hr/>This paper concerns gendered violence in relation to healthcare. Its focus is to examine the discourse of healthcare professionals who work to prevent, confront and assist in cases of violence against women, about the possibility of attending to male perpetrators of violence in the public health system (Sistema Único de Saúde - SUS). Our methodological resources consisted of observations and semi-structured interviews with 55 health professionals from 38 services and entities concerned with the prevention, treatment and management of intra-familial and domestic violence in the city of Recife (NE, Brazil). We analysed discursive repertories and discursive matrix, based on the constructionism approach. From the analysis of these interviews, we sought to reflect on the alternatives of attending to male perpetrators of violence, considering events, conditions and the issue of the place of this attendance within the strategies for transformation of practices which sustain gendered violence. <![CDATA[<b>Desigualdade social e pobreza</b>: <b>contexto de vida e de sobrevivência</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822009000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo desta pesquisa foi compreender como um jovem de 22 anos retrata sua condição de vida, as razões que explicam a desigualdade social e quais perspectivas para melhorias futuras. Os resultados mostram que a desigualdade social foi refletida a partir das suas próprias experiências, principalmente, pelas diferenças econômicas observadas em seu cotidiano. Sobre o futuro, limita-se aos aspectos imediatos da sua realidade. Para o participante, a conquista de uma vida melhor é uma tarefa complexa, devido às dificuldades econômicas que se impõem no dia a dia, e cabe ao sujeito superá-las por meio da ação individual, não necessariamente coletiva.<hr/>The main goal of this research was to understand how a young man, 22 years old, describes his life condition, the reasons that explain the social inequality and what are the perspectives to improve his life. The results show that social inequality is referenced by his own experience, specially, by economic differences observed. About the future, he limits the reflection to immediate aspects of his reality. The conquest of a better life is a complex task, essentially an individual task. <![CDATA[<b>Adolescentes em situação de rua</b>: <b>prostituição, drogas e HIV/AIDS em Santo André, Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822009000100006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo do estudo foi investigar as condições de vida de adolescentes do sexo feminino em situação de rua, envolvidas com o abuso de drogas e com a prostituição, visando orientar estratégias de prevenção às Doenças Sexualmente Transmissíveis - DST/AIDS. Foram entrevistadas sete adolescentes entre 14 e 19 anos, por meio de roteiro semi-estruturado com questões sobre escolaridade; desligamento da família; violência; histórico de uso de drogas, sexualidade e existência de DST/AIDS; vida na rua e futuro. Observou-se que os principais motivos que levaram essas adolescentes à rua foram violência doméstica; baixo nível sócio-econômico familiar e abuso de múltiplas drogas. As entrevistadas afirmaram conhecer medidas preventivas para as DST/AIDS, porém não as aplicaram aos clientes fixos e namorados. A análise dos resultados obtidos nesta pesquisa confirma a importância da criação de estratégias específicas para as DST/AIDS, além da adequação da rede educacional e de atenção psicossocial às necessidades das adolescentes para a garantia de seus direitos e conquista da emancipação.<hr/>The aim of this study was to investigate living conditions of female street adolescents, who are involved with illicit and licit drugs, and with prostitution, in the city of Santo André, as well as to tailor strategies for STD/AIDS prevention. We have interviewed seven adolescents, aged from 14 to 19 years old, using a semi-structured questionnaire with questions about education, family disaffection, violence, living on the streets, history of drug use, sexuality, level of information about STD/AIDS, and hopes for the future. We observed that among the reasons for these adolescents to live on the streets were domestic violence, low socioeconomic level, and drug abuse. They stated that they are aware of STD/AIDS preventive measures, but they do not bring them into effect with steady partners and boyfriends. The analysis of our results confirms the importance of creating well-defined strategies to STD/AIDS prevention, additionally to suitable educational system and psychosocial attention service. This will assure adolescents' rights and emancipation. <![CDATA[<b>Centros de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental</b>: <b>proposta de um modelo global de organização</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822009000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os Centros de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental constituem, no panorama dos serviços sociais portugueses, uma tipologia relativamente recente de serviços de apoio familiar dirigidos a crianças e jovens em situação de risco e suas famílias. No entanto, tendem a operar de formas muito distintas, carecendo ainda de enquadramento técnico e legal adequado. No presente artigo, revêem-se os objetivos dos CAFAP e apresenta-se uma proposta de um Modelo Global de Organização destes serviços, para que se apresentem como recursos eficazes de apoio ao trabalho solicitado pelos Tribunais e pelas Comissões de Protecção de Crianças e Jovens, bem como de suporte à própria comunidade, na protecção e promoção do bem-estar das famílias, crianças e jovens. O modelo apresentado pretende oferecer um enquadramento de base que permita uniformizar práticas e metodologias e facilitar o desenvolvimento de esforços futuros de investigação e avaliação da eficácia dos serviços prestados.<hr/>The Centros de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental (CAFAP, Center for Family Support and Parental Counseling) correspond, in the Portuguese reality of Portuguese services, to a category of services designed to support families with at-risk children and youth. However, these services tend to operate in many different ways, still without legal and technical framing. In the present article, one aims to review the CAFAP's objectives and present a Global Organization Model for these services, so they can operate as effective support resources for the activities of the courts, the child protection services and the community in the protection and promotion of families', children's and youth's well-being. With the purpose of creating common practices and methodologies, the proposed model offers a basic framework for the development of future research and evaluation efforts in regard to the efficacy of the services provided. <![CDATA[<b>Competência social, inclusão escolar e autismo</b>: <b>revisão crítica da literatura</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822009000100008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O autismo se caracteriza pela presença de um desenvolvimento acentuadamente atípico na interação social e comunicação, assim como pelo repertório marcadamente restrito de atividades e interesses. Estas características podem levar a um isolamento contínuo da criança e sua família. Entretanto, acredita-se que a inclusão escolar pode proporcionar a essas crianças oportunidades de convivência com outras da mesma faixa etária, constituindo-se num espaço de aprendizagem e de desenvolvimento da competência social. O objetivo deste estudo foi revisar criticamente a literatura a respeito do conceito de competência social e dos estudos atualmente existentes na área de autismo e inclusão escolar. Identificaram-se poucos estudos sobre este tema, os quais apresentam limitações metodológicas. Este panorama aponta para a necessidade de investigações que demonstrem as potencialidades interativas de crianças com autismo e a possibilidade de sua inclusão no ensino comum, desde a educação infantil.<hr/>Autism is a condition characterized by an atypical development in the social interaction and communication, and by a remarkably restricted repertoire of activities and interests. These characteristics can lead the child and her family to a continuous isolation. However, it is believed that the school inclusion can provide these children opportunities to be with others of the same age group, allowing the development of the social competence and learning. The aim of this study was to critically review the literature on the concept of social competence and school inclusion in the area of autism. Few studies were identified about this topic, but with methodological limitations. This situation points to the need of studies that demonstrate the autistic children's interactive potentialities and the possibility of their inclusion in the mainstream school, since early education. <![CDATA[<b>Desafios da Sociologia da Infância</b>: <b>uma área emergente</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822009000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este ensaio teórico discute os desafios da Sociologia da Infância na contemporaneidade como uma área emergente para se pensar a prática docente com crianças. Para tanto, aborda as mudanças que ocorreram ao longo do tempo. Em cada momento histórico e social há influências contextuais das produções sobre a temática, portanto, tais mudanças são absorvidas de modos diversos, dependendo de cada um desses períodos. Neste sentido, é necessário um olhar atento para a heterogeneidade das experiências sociais e das expressões culturais que introduzem novas lógicas de ação no cerne das transformações em curso nas sociedades contemporâneas, especialmente em relação à infância. A partir de dados recentes de duas pesquisas sobre formação de professoras da educação infantil, refletimos sobre um novo olhar que aborde as crianças também como atores sociais e as especificidades da docência de zero a seis anos.<hr/>This essay discusses the theoretical challenges of the contemporary sociology of childhood as an emerging field to think about the practice of teaching children. To do so, it addresses the changes that have occurred over time. In each historical and social moment there are contextual influences of production on the subject, so these changes are absorbed in different ways, depending on each of these periods. In this sense, we need a watchful eye to the heterogeneity of social experiences and cultural expressions that introduce new logic of action at the heart of the ongoing transformations in contemporary societies, especially in relation to childhood. From recent data from two surveys on the training of kindergarten teachers, we reflect on a new look to raise children also as social actors, and the specificities of teaching children from zero to six years old. <![CDATA[<b>Clínica da atividade e cartografia</b>: <b>construindo metodologias de análise do trabalho</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822009000100010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As questões formuladas no artigo foram disparadas por experiências vividas ao longo dos últimos anos em pesquisas que partem do princípio de que a temática saúde e trabalho, como objeto de investigação científica, tem uma especificidade que não pode ser tomada com posturas de exterritorialidade no que diz respeito à relação do pesquisador e do objeto a ser investigado. As questões dos mundos do trabalho não podem estar baseadas apenas em quadros analíticos construídos a partir de um distanciamento da complexidade engendrada onde o trabalho acontece. Propõe-se uma direção metodológica de pesquisa que articula investigação e intervenção na direção do diálogo, da interlocução entre os diferentes saberes - disciplinares ou não - com o objetivo de potencializar estratégias utilizadas pelos trabalhadores para lidar com a variabilidade das situações de trabalho. Com esse objetivo, traz a contribuição da Clínica da Atividade como importante ferramenta metodológica.<hr/>The issues raised in this article were incited by experiences lived in the last years in studies that take as principle that Health and Work, as scientific research objects, have specificities that can not be considered from exterritoriality positions, regarding the relationship between the researcher and the object being investigated. Issues about work can not be based only on analytical views in a distant way of the complexity engendered where work happens. This article proposes a methodological direction of research that articulates research and intervention in a direction to dialogue, to the interchange between different knowledges - disciplinary or not - in order to strengthen strategies used by workers to deal with the variability of work situations. With that purpose, it brings the contribution of the Clinic of Activity as an important methodological tool. <![CDATA[<b>Intervenções psicossociais em comunidades</b>: <b>contribuições da psicanálise</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822009000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo propõe uma reflexão de cunho teórico-metodológico sobre as formas de intervenção psicossocial em comunidades e as contribuições que a psicanálise freudo-lacaniana pode oferecer a esse campo. Para tanto, nosso ponto de partida será, além de uma revisão bibliográfica sobre o tema na psicologia social comunitária, a nossa experiência profissional e acadêmica. Nosso objetivo é fundamentar uma proposta praxiológica de intervenção com comunidades e para isso utilizaremos alguns conceitos e ideias relevantes pautadas na psicanálise que nos possibilitam refletir sobre a prática interventiva dos psicólogos e também de outros profissionais que atuam na área social. Neste texto dialogamos com autores como Jacques Lacan, Slavoj Zizek e Chantal Mouffe.<hr/>This article proposes a theoretical-methodological reflection on the forms of psychosocial intervention in communities and the contributions that Freud-Lacanian psychoanalyzes can offer to this field. Therefore we will have a bibliographic revision on the topic according to the Community Social Psychology and our professional and academic experience. However our objective is to found a praxiological proposal of intervention in communities and, to do so, we will use some concepts and relevant ideas based in Psychoanalyses, which enable the reflection on the intervention practices of the psychologist, and also of other professionals who work in the social area. In this text, we dialogue with authors like: Jacques Lacan, Slavoj Zizek e Chantal Mouffe. <![CDATA[<b>Social psychology and the concept of culture</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822009000100012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt El objetivo de este artículo es realizar una revisión de las teorías contemporáneas de la psicología social, observando en sus métodos experimentales y los datos de investigación, las diferentes maneras de medir, evaluar y teorizar sobre el uso del concepto de cultura. Se estudian las teorías de individualismo-colectivismo, capital social, identidad social y étnica, sistemas concéntricos y adaptativos. El análisis se lleva a cabo desde la perspectiva teórica que supone al constructo sociológico y antropológico de cultura como una categoría no psicológica que integra los aspectos sociales vinculados a la formación de valores y representaciones que cortan transversalmente el comportamiento social.<hr/>The objective of this critic review related to the cultural concept is to review the contemporary theories of social psychology; taking in count its experimental designs and data, and its way to assume, to measure and to evaluate the cultural concept. There were analyzed the theories: individualism-collectivism, social capital, social and ethnic identity as well as the concentric and adaptive systems. Both of them were analyzed from the theoretical perspective of culture (sociological-anthropological construct) as a non-psychological category that integrates the social aspects linked to the formation of values and to the representations which transversally cut the social behavior.<hr/>O objetivo deste artigo é realizar uma revisão das teorias contemporâneas da psicologia social, observando em seus métodos experimentais e apresentação de dados de pesquisa, as diferentes maneiras de medir, avaliar e teorizar sobre o uso que fazem do conceito de cultura. Analisam-se as teorias de individualismo - coletivismo, capital social, identidade étnica, sistemas concêntricos e adaptativos. A análise é feita desde a perspectiva teórica que pressupõe o constructo sociológico e antropológico da cultura como uma categoria não psicológica que integra os aspectos sociais vinculados à formação de valores e representações que cortam transversalmente o comportamento social. <![CDATA[<b>Musicoterapia institucional na saúde do trabalhador</b>: <b>conexões, interfaces e produções</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822009000100013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este trabalho propõe e analisa a Musicoterapia como estratégia de produção de saúde do trabalhador, em estudo desenvolvido junto a profissionais técnicas de enfermagem de uma Unidade de Terapia Intensiva infantil de um hospital público da cidade de Porto Alegre. A atenção à saúde dos trabalhadores produz novas questões teórico-conceituais, práticas, éticas e políticas no campo da Musicoterapia, ligadas ao território do trabalho e suas configurações contemporâneas, ao "ser" trabalhador e à saúde, e que têm implicações sobre a Musicoterapia e o musicoterapeuta na contemporaneidade. À luz das contribuições de Foucault, este trabalho centraliza-se na discussão do hospital como território de produção de subjetividades, a partir do desenvolvimento do conceito de 'Panáudio', mapeando e analisando efeitos deste dispositivo, que se efetivam pelos contextos sonoros. Aponta controles e resistências possíveis e propõe a produção de novas subjetividades pelo uso das práticas musicais em Musicoterapia em uma proposta de abordagem institucional.<hr/>This paper proposes and analyzes Music Therapy as a production strategy towards workers' health in a study developed with nurse technicians from a Children's Intensive Care Center of a public hospital in Porto Alegre. The concern with workers' health brings about new theoretical, conceptual, ethical and political queries in the field of Music Therapy, such queries are related with the working field and its contemporary features, with the working being and with health; these queries produce consequences on Music Therapy and Music therapists contemporarily. Based on Foucault's contributions, this paper focuses on the discussion about hospitals being a field for subjectivities production, from the development of the 'Panaudio' concept, mapping and analyzing its effects, which are effective by sound contexts. This paper also points out possible controls and resistances and proposes the production of new subjectivities by using musical practices in Music Therapy, in a proposal of institutional approach. <![CDATA[<b>A identidade em discursos de taxistas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822009000100014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo é resultado de uma pesquisa mais ampla, cujo objetivo principal foi o de analisar a construção da identidade em discursos de taxistas que fazem em seus veículos o transporte alternativo entre os municípios de João Pessoa e Campina Grande - PB. Optou-se por uma pesquisa qualitativa, por meio da qual foram obtidos treze relatos orais de vida - sete em Campina Grande e seis em João Pessoa -, os quais foram submetidos à análise de discurso. Nos relatos, predominam descrições em que os taxistas se posicionam como membros desencantados de uma profissão decadente, que mal lhes garante a sobrevivência. A situação atual, difícil e instável, é contrastada insistentemente com um passado financeiramente mais estável. Em seus discursos, os entrevistados retratam si mesmos e o grupo ao qual pertencem como trabalhadores que lutam pela sobrevivência, legitimando, assim, a necessidade de optar pelo transporte alternativo.<hr/>This article is the result of a research of much broader scope and its main purpose is to analyze the construction of identity in the discourse of taxi drivers who travel between the cities of João Pessoa and Campina Grande - PB offering an alternative means of transportation to passengers. The option was made for a qualitative type of research, and thirteen oral reports were heard - seven of which in Campina Grande and six in João Pessoa - all of which underwent a discourse analysis. The prevailing note in the descriptions of the taxi drivers is one of disappointment with a profession they find decaying and unable to assure their means of survival. The situation nowadays is difficult and unstable for them and is constantly contrasted to the past when it was more stable. In their discourse, the subjects interviewed portray themselves and the group they are part of as workers who fight for their survival. Doing so, they claim for the need to render alternative transportation legal. <![CDATA[<b>Autonomia, imperativo à atividade e "máscara da idade"</b>: <b>prerrogativas do envelhecimento contemporâneo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822009000100015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo tem como objetivo analisar o entrelaçamento entre a identidade da terceira idade e os padrões normativos de construção das identidades contemporâneas. Para tanto, analisaremos algumas características específicas da identidade da terceira idade à luz de critérios que compõem as concepções identitárias vigentes na contemporaneidade: autonomia, autorresponsabilização, atividade, flexibilidade e aprendizagem, e "ausência de idade". Concluímos identificando uma duplicidade como característica da terceira idade: de um lado, esta identidade representa uma inovação e, como tal, diversifica as possibilidades de filiação dos sujeitos; de outro, a mesma corrobora modelos e ideais que vêm se tornando hegemônicos na contemporaneidade.<hr/>This article aims to analyze the relationship between the third age identity and the normative standards for the construction of contemporary identities. To do so, we review some characteristics of the third age identity according to criteria that take part in the conceptions of identities in contemporary society: independence, self-responsibility, activity, flexibility and learning, and "absence of age." We finish identifying a double feature of the third age: on one hand, this identity represents an innovation and, as such, increases the possibilities of belonging for the subjects; on the other hand, it contributes to the promotion of models and ideals that are becoming dominant in contemporary society. <![CDATA[<b>A constituição sócio-médica do "fato TDAH"</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822009000100016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo analisa como a interpretação neurobiológica recente do Transtorno do Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) revela o nível mais aparente e superficial da constituição do "fato TDAH". Investigamos a fase mais superficial e harmônica da construção do TDAH e o olhar psiquiátrico que ela perpetua, inspirado na filosofia do risco e na aparente autoevidência das imagens cerebrais. Nosso objetivo é destacar certas contingências morais, sociais e científicas que participam e participaram da construção do diagnóstico do TDAH e dos modelos identitários que ele fortalece. Conclui-se que o TDAH deve ser analisado como um objeto empírico e social, no espaço social e epistêmico no qual ele foi constituído.<hr/>This article analyzes how the recent neurobiological explanation of Attention Deficit Hyperactivity Disorder ADHD reveals only the most superficial level of the constitution of the "ADHD fact". The "harmonic phase" of the constitution of ADHD diagnosis is investigated, and the psychiatric gaze which it reinforces - one that is grounded on the risk philosophy and on the apparent self-evidence of cerebral imaging technologies. The objective is to investigate moral, social, and scientific contingencies that took and take part in the constitution of ADHD and the identity models that this diagnosis strengthens and supports. ADHD must be analysed as an empiric and social object, in the specific epistemic and social spaces in which it arose. <![CDATA[<b></b>Resenha: <b></b>representação, dialogicidade e a linguagem como questões centrais da psicologia social<b>: </b><b>uma teoria psicossocial da mente</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822009000100017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo analisa como a interpretação neurobiológica recente do Transtorno do Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) revela o nível mais aparente e superficial da constituição do "fato TDAH". Investigamos a fase mais superficial e harmônica da construção do TDAH e o olhar psiquiátrico que ela perpetua, inspirado na filosofia do risco e na aparente autoevidência das imagens cerebrais. Nosso objetivo é destacar certas contingências morais, sociais e científicas que participam e participaram da construção do diagnóstico do TDAH e dos modelos identitários que ele fortalece. Conclui-se que o TDAH deve ser analisado como um objeto empírico e social, no espaço social e epistêmico no qual ele foi constituído.<hr/>This article analyzes how the recent neurobiological explanation of Attention Deficit Hyperactivity Disorder ADHD reveals only the most superficial level of the constitution of the "ADHD fact". The "harmonic phase" of the constitution of ADHD diagnosis is investigated, and the psychiatric gaze which it reinforces - one that is grounded on the risk philosophy and on the apparent self-evidence of cerebral imaging technologies. The objective is to investigate moral, social, and scientific contingencies that took and take part in the constitution of ADHD and the identity models that this diagnosis strengthens and supports. ADHD must be analysed as an empiric and social object, in the specific epistemic and social spaces in which it arose.