Scielo RSS <![CDATA[Psicologia: Reflexão e Crítica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0102-797220140003&lang=pt vol. 27 num. 3 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Adaptation of the Coping Strategies Inventory (CSI) for the Mexican prison population]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300415&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt El objetivo del estudio es adaptar el CSI - Inventario de Estrategias de Afrontamiento - al contexto penitenciario. La muestra - 261 penados, 97% varones (n=253) - del Sistema Postpenitenciario y Atención a Liberados (DSPAL) del Estado Jalisco, México. Los instrumentos utilizados: Ficha Penitenciaria de Historia de Vida y el Inventario CSI. Los resultados refieren una estructura de primer orden casi idéntica a la obtenida para la población general, con niveles de consistencia interna satisfactorios, al mismo tiempo que la interpretación de segundo orden no confirma la estructura de segundo y tercer orden. Se discuten las implicaciones de los resultados para intervención penitenciaria.<hr/>The aim of the present study is to adapt the Coping Strategies Inventory (CSI) to the prison context. The sample consisted of 261 prisoners, 97% were male (n = 253) from Sistema Postpenitenciario y Atención a Liberados (DSPAL) of Jalisco, Mexico. The instruments used were Record of Prison Life History and the CSI. The results reported a first-order structure almost identical to that obtained for the general population with satisfactory levels of internal consistency whereas the results of second-order interpretation do not confirm the original structure of second and third order. The implications of the results for prison intervention are discussed. <![CDATA[Adaptação e avaliação de uma intervenção cognitivo-comportamental para meninos vítimas de violência sexual]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300424&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objetivou-se adaptar, aplicar e avaliar um modelo de intervenção cognitivo-comportamental para meninos vítimas de Violência Sexual (VS). Participaram três meninos com idades entre oito e 16 anos, vítimas de VS, que foram avaliados antes e após a intervenção com instrumentos psicológicos acerca de transtornos disruptivos, de humor e de ansiedade. A aplicação do modelo foi avaliada por juízes que analisaram os relatos das sessões terapêuticas por meio de seis indicadores. Os resultados indicaram variabilidade no número de sintomas de cada participante. A avaliação da aplicação revelou a adequação do modelo quanto a dois indicadores (Aliança Terapêutica e Autorrevelação), bem como reajustes necessários no modelo adaptado. Esses resultados se constituem como evidências iniciais sobre a ação psicoterapêutica do modelo adaptado.<hr/>This work aimed to adapt, apply and assess a cognitive-behavioral intervention model for boys who have been victims of sexual violence (SV). Three boys between eight and 16 years old who had been victims of SV were evaluated through psychological instruments before and after the intervention in terms of humor, anxiety and disruptive symptoms. Three independent judges analyzed reports of therapeutic sessions in order to evaluate the application of the adapted model through six indicators. Results showed variability in the number of symptoms for each boy. The evaluation indicated adequacy of two indicators (Therapeutic Alliance and Self-Disclosure), but the need of some readjustments in the adapted model. These findings provide initial proof about the effectiveness of the adapted therapeutic model. <![CDATA[Construção e validação de uma prova de Matemática para alunos do 1º ao 4º ano de escolaridade]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300434&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo tem como objetivo apresentar um instrumento de 46 itens para avaliação de conhecimentos matemáticos para os primeiros quatro anos de escolaridade. Participaram no estudo 505 crianças portuguesas do 1º ao 4º ano do primeiro ciclo, com idades compreendidas entre os seis e os 12 anos. Uma análise fatorial de primeira e de segunda ordem revelou a existência de cinco fatores primários que se agrupam num único fator de segunda ordem relacionado com o conhecimento geral em matemática. Uma análise psicométrica com base no modelo de Rasch da Teoria de Resposta ao Item (TRI) permitiu depurar as propriedades psicométricas dos itens. A validade desenvolvimental do instrumento para os quatro anos de escolaridade abrangidos foi igualmente investigada e discutida.<hr/>This study presents a forty-six item instrument for the assessment of mathematical knowledge for first to fourth graders. Participants are 505 primary school Portuguese students from 1st to 4th grade, between six and 12 years old. A first and second order factor analysis of the items shows that there are five primary factors that are grouped in a single factor of second order related to general mathematical knowledge. A psychometric analysis based on Rasch's model of the Item Response Theory (IRT) was conducted in order to clear up the psychometric properties of the items. The developmental validity of the instrument for primary grades is also reported and discussed. <![CDATA[Psychometric study and the prediction of the importance of physical education from goal guidance ("Perception of Success Questionnaire - POSQ")]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300443&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt El objetivo de esta investigación fue doble: (a) analizar las propiedades psicométricas del Perception of Success Questionnaire (POSQ) adaptado a la Educación Física (EF); y (b) analizar la predicción de la importancia y utilidad concedida a la EF a partir de las orientaciones de meta, percepción de competencia y satisfacción del alumnado. El cuestionario estuvo compuesto por los siguientes instrumentos: POSQ, Escala de Necesidades Psicológicas Básicas en el Ejercicio, Satisfacción con la EF e Importancia de la EF. Se administró a 846 estudiantes españoles de secundaria de 12 a 19 años. La estructura del POSQ se analizó mediante procedimientos confirmatorios y mostró una consistencia interna fiable y una estructura factorial estable (apoyando el modelo teórico hipotetizado: orientación al ego y a la tarea). Así, se considera un instrumento válido para medir la orientación de meta disposicional en EF. Para la predicción de la importancia de la EF a partir de las orientaciones de meta, competencia y satisfacción, se halló un modelo de ecuaciones estructurales que confirmó que la orientación a la tarea es la que más influye en la percepción de competencia y ésta en la satisfacción/diversión, lo que predice que el alumnado considere más importante y útil la asignatura.<hr/>The present research has two main goals: (a) to analyze psychometric properties of the Perception of Success Questionnaire (POSQ) adapted to Physical Education (PE), and (b) to analyze the prediction of importance and usefulness granted to PE from goal orientations, perceived competence and student satisfaction. The questionnaire consisted of the following instruments: POSQ, Basic Psychological Needs in Exercise Scale, Satisfaction with PE and the Importance of PE. They were administered to 846 Spanish high school students aged 12 to 19 years. POSQ structure was analyzed by confirmatory procedures and it showed reliable internal consistency and a stable factor structure which supports the hypothesized theoretical model: ego and task orientation. Thus, it is considered a valid instrument to measure dispositional goal orientation in PE. For predicting the importance of PE from goal orientations, competence and satisfaction, it was used a structural equation model which confirmed that task orientation is the most influential on perceived competence, and the latter in satisfaction/fun. Fact that predicts the students consider the subject more important and useful. <![CDATA[Validação da versão reduzida da escala de comportamento interpessoal para adolescentes Portugueses]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300452&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este trabalho apresenta a adaptação linguística para português da Escala de Comportamento Interpessoal - versão reduzida, e a avaliação das suas características psicométricas, em uma amostra de adolescentes tardios (dos 16 aos 21 anos; N = 872). Foi encontrada uma organização interna em quatro dimensões e uma medida geral para os dois componentes avaliados: desconforto ao ser assertivo e frequência de prática de comportamento assertivo. Todas as medidas obtiveram valores aceitáveis de consistência interna e níveis moderados de validade por relação com outras variáveis, face à versão reduzida da Escala de Assertividade de Rathus. Algumas diferenças por sexo foram observadas. Este instrumento mostrou-se útil para ser empregado na avaliação e investigação em psicologia.<hr/>This work presents the Portuguese linguistic adaptation of the short version of the Scale for Interpersonal Behavior and the evaluation of its psychometric characteristics using a sample of late adolescents (aged 16 to 21 years; N = 872). An internal organization of four dimensions was found along with a general measure for the two components under evaluation: discomfort while being assertive and frequency of practicing assertive behavior. All measures obtained acceptable internal consistency values and moderate levels of validity based on the relation to other variables, namely the short version of Rathus Assertiveness Scale. Some sex differences were observed. The instrument showed to be useful to be employed for evaluation and research in psychology. <![CDATA[Análise fatorial confirmatória do Extended Class Play numa amostra portuguesa de jovens adolescentes]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300462&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O Extended Class Play (ECP; Burgess, Rubin, Wojslawowicz, Rose-Krasnor, &amp; Booth, 2003) procura avaliar, através dos relatos dos pares, a reputação social dos sujeitos. O objetivo deste trabalho é testar a estrutura hexafatorial recentemente proposta, averiguando igualmente a sua adequação para género e idade, numa amostra portuguesa de 465 adolescentes (230 raparigas). Uma Análise Fatorial Confirmatória revelou que o modelo de seis fatores apresenta bons índices de ajustamento, de fiabilidade e validade e ainda boa adequação para gênero e idade. Estes resultados são consistentes com outros trabalhos, ao sugerir que o modelo hexafatorial do ECP apresenta capacidades psicométricas aceitáveis, constituindo-se como uma medida válida a utilizar na investigação sobre a reputação e o funcionamento sociais de adolescentes.<hr/>The Extended Class Play (ECP) assesses individuals' social reputation through peer reports. In this study, the recently presented six-factor structure was tested on a Portuguese sample of 465 adolescents (230 girls). A Confirmatory Factor Analysis demonstrated good fit of the data to this six-factor structure, good composite reliability and validity. Results also showed good fit to both genders and age groups. Therefore, results are consistent with previous research and suggest that this six-factor structure has good psychometric characteristics and that the ECP seems to be a valid measure for investigation on adolescents' social functioning and reputation. <![CDATA[Autorrelatos de estudantes sobre seus processos de aprendizagem são conhecimento metacognitivo acadêmico]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300472&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The current study postulates that students' self-reported perceptions on their academic processes are a type of metacognition: academic metacognitive knowledge (AMcK). We investigated, using Structural Equation Modeling (SEM), three hypotheses: (a) AMcK explains the variance of factor scores of students' learning approaches (SLA) and academic motivation (AM); (b) AMcK is distinct from working metacognition (WMC); and (c) AMcK has incremental validity, beyond WMC, on the explanation of general academic achievement (GAA) variance. Two tests (indicators of WMC) and two scales (indicators of AMcK) were administered to 684 ten-to-eighteen-year-old Brazilian children and adolescents. Annual grades in Math, Portuguese, Geography and History were used as indicators of GAA. The results show that none of the three hypotheses can be refuted.<hr/>Este trabalho postula que percepções autorrelatadas de estudantes sobre seus processos acadêmicos são um tipo de metacognição: conhecimento metacognitivo acadêmico (AMcK). Usando o Modelo de Equações Estruturais, investigamos três hipóteses: (a) AMcK explica a variância dos escores fatoriais das abordagens de aprendizagem (SAL) e da motivação à aprendizagem (MAL) dos estudantes; (b) AMcK é distinto da hipercognição de trabalho (WMC); e (c) AMcK possui validadeincremental, além de WMC, na explicação do desempenho acadêmico geral (GAA). Dois testes (indicadores de WMC) e duas escalas (indicadoras de AMcK) foram aplicadas em 684 crianças e adolescentes de 10 à 18 anos. Notas anuais em Matemática, Português, Geografia e História foram usadas como indicadores de GAA. Os resultados apontam que nenhuma das três hipóteses pode ser refutada. <![CDATA[Avaliação dos subtestes de leitura e escrita do teste de desempenho escolar através da Teoria de Resposta ao Item]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300481&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O Teste de Desempenho Escolar (TDE) avalia a aprendizagem escolar através de três subtestes: leitura, escrita e aritmética. O objetivo deste estudo foi conhecer quais partes do continuum de habilidades são medidas pelos subtestes de leitura e escrita e a quantidade de informação fornecida, utilizando a Teoria de Resposta ao Item (TRI). A amostra foi composta de 1850 crianças. Os resultados indicaram que o subteste escrita mensura precisamente níveis médios de habilidade e menos satisfatoriamente níveis baixos e altos. O subteste leitura revelou ter discriminação apropriada para níveis baixos e médios de habilidade. As partes do continuum de habilidade que estão sendo medidas adequadamente estão fornecendo alta quantidade de informação, demonstrando que os subtestes leitura e escrita estão funcionando bem.<hr/>The School Achievement Test (SAT) assesses learning through three subtests: reading, writing and arithmetic. The goal of this study was to know which parts of the ability continuum are measured by the subtests as well as the amount of information provided in the reading and writing subtests using the Item Response Theory (IRT). The sample consisted of 1850 children. Results indicated that the writing subtest precisely measures average levels of ability and less satisfactorily low and high levels. The reading subtest revealed to have adequate discrimination for low and average levels of ability. The parts of the ability continuum which are adequately measured provide high amounts of information, indicating that reading and writing subtests are doing well. <![CDATA[Procedimentos para uma recolha de dados bem-sucedida junto de idosos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300491&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Drawing on the experience of sampling and assessing thousands of elders, who dwell both in rural and urban areas, from all socio-economic strata, we present data collection procedures recommended to assess elderly populations. Based on International Test Commission's Guidelines (2010) for test translation and adaptation, we propose the administration of psychological tests to older adults in an interview format arguing that it is better suited for such population. We provide and discuss practical examples and common problems of data collection regarding: the need of adapting the translation to make cultural and psychological sense; the lack of familiarity of most elders with the psychological assessment setting and process; and, ethical concerns for this specific population. <hr/>Baseados na experiência de seleção e avaliação de milhares de idosos residentes em meio rural e urbano, pertencentes aos diversos estratos socioeconómicos, apresentamos procedimentos de recolha de dados recomendáveis para esta população. Considerando as diretrizes de tradução e adaptação de testes da International Test Commission (2010), propomos a administração de testes psicológicos a idosos sob a forma de entrevista, argumentando que esta é a forma mais adequada. Apresentamos e discutimos exemplos práticos e problemas comuns relativos à recolha de dados, considerando: a necessidade de nas traduções ser atendido o significado cultural e psicológico; a falta de familiaridade da maioria dos idosos com o cenário e o processo de avaliação psicológica; e, aspetos éticos vis-à-vis esta população. <![CDATA[Avaliação psicológica como fator protetor à interrupção de tratamento na psicoterapia psicanalítica de crianças: dados empíricos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300498&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A avaliação psicológica pode fornecer informações importantes sobre sintomas, personalidade, diagnóstico e prognóstico do paciente, auxiliando no desenvolvimento de estratégias terapêuticas. Esta coorte retrospectiva objetivou determinar se há associação entre a realização de avaliação psicológica antes da psicoterapia e a permanência dos pacientes em tratamento. Foram analisados prontuários de 2.106 crianças atendidas em dois ambulatórios de saúde mental em Porto Alegre. Crianças que haviam realizado avaliação psicológica antes de iniciar a psicoterapia apresentavam 65% mais chance de aderir ao tratamento e 44% menos chance de abandoná-lo do que crianças que não haviam realizado avaliação psicológica. A avaliação psicológica auxilia os pais a se engajarem no tratamento de suas crianças, tornando-o menos coercitivo, além de fornecer uma fundamentação mais concreta para o subjetivo processo psicoterapêutico. <hr/>Psychological assessment can provide important information on patient's symptoms, personality, diagnosis and prognosis assisting in the development of therapeutic strategies. This retrospective cohort study aimed to determine whether there is association between performing a psychological assessment prior to psychotherapy and keeping the treatment. Medical records of 2,106 children seen in two outpatient mental health clinics in Porto Alegre were analyzed. Children who had undergone psychological assessment before starting psychotherapy were 65% more likely to adhere to the treatment and 44% less likely to drop it out than were children who had not been assessed. Psychological assessment helps parents understand their children's treatment, making it a less coercive process and provides a more concrete foundation for the otherwise subjective psychotherapeutic process. <![CDATA[Análise das propriedades psicométricas do teste dos cubos: para a avaliação do raciocínio visuoespacial]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300504&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The objective of the present research was to contribute with new information regarding the validity evidence of the Cube Test. More specifically, psychometric properties of the items were analyzed through the Item Response Theory (IRT) and the test structure was analyzed using Confirmatory Factor Analysis (CFA). The sample was composed of 684 subjects, with a mean age of 21.3 years (SD = 5.94) and 50.3% were female. Results showed that IRT analyses confirm the adjustment of the items to the model, whereas the CFA suggested that a two-factor model was the most adequate. The findings, besides offering favorable results about the instrument, supported the validity evidence present in the Cube Test manual.<hr/>O objetivo da pesquisa foi contribuir com novas informações acerca das evidências de validade do Teste dos Cubos. Mais especificamente, analisaram-se as propriedades psicométricas dos itens por meio da Teoria de Resposta ao Item, e a estrutura do teste utilizando a Análise Fatorial Confirmatória. A amostra foi composta por 684 sujeitos, com idade média de 21,3 anos (DP=5,94), sendo 50,3% feminino. Nos resultados, as análises realizadas pela Teoria de Resposta ao Item corroboraram o ajuste dos itens ao modelo, enquanto a Análise Fatorial Confirmatória apontou o modelo com dois fatores como sendo o mais adequado. Os dados encontrados, além de oferecerem resultados favoráveis sobre o instrumento, sustentam as evidências de validade contidas no manual do Teste dos Cubos. <![CDATA[Concepções de aptidão e motivação autodeterminada em atletas espanhóis jovens]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300515&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt This investigation examined the relationship between implicit ability beliefs and self-determined motivation. The sample was comprised of 775 young athletes between the ages of 12 and 17 competing at national level in Spain. The participants completed the Spanish version of the Conceptions of the Nature of Athletic Ability Questionnaire (CNAAQ-2) and the Sport Motivation Scale (SMS). The results revealed a positive and significant correlation between stable ability beliefs and learning ability, and between self-determined motivation and perceived sports ability. To the contrary, stable entity beliefs were negatively correlated with self-determined motivation. Competitiveness in sports was significantly predicted by self-determined motivation, and the latter, in its turn, was positively predicted by learning belief and negatively by stable entity beliefs.<hr/>Esta pesquisa teve por objetivo analisar a relação entre as crenças implícitas de habilidade e a motivação autodeterminada. A amostra foi composta por 775 atletas competidores espanhóis nacionais de 12 a 17 anos de idade. Os participantes preencheram, em versão espanhola, o Questionário Crenças Implícitas de Habilidades (CNAAQ-2) e a Escala de Motivação Esportiva (SMS). Os resultados do modelo de equações estruturais revelaram uma correlação positiva e significativa entre as crenças de habilidade estável e as crenças de aprendizagem, e entre a motivação autodeterminada e a competência no esporte. Do contrário, a crença incremental estável correlacionou-se negativamente com a motivação autodeterminada. A competitividade no esporte é predita de forma positiva pela motivação autodeterminada, e essa, por sua vez, é predita significativamente pela crença de aprendizagem e negativamente pela crença de entidade estável. <![CDATA[O papel da função reforçadora das relações verbais de tato e textual, em contexto de equivalência de estímulos, em universitários]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300522&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A aprendizagem das relações verbais de tato podem apresentar características de emergência e manutenção diferentes das relações textuais. Essas diferenças despertam particular interesse quando os estímulos que controlam tais operantes verbais pertencem à mesma classe de equivalência e a topografia da resposta é semelhante. O objetivo deste trabalho foi investigar o papel da função reforçadora de cada uma dessas relações na emergência de novas relações. Inicialmente, seis universitários participaram do estudo. Primeiro, foram ensinadas, através de tarefas de matching-to-sample, relações de ouvinte entre palavras ditadas e figuras, e entre palavras ditadas e palavras impressas. Após ensino, foram testadas as relações de equivalência, e a emergência de relações de tato e textual - consideradas relações de falante. Em seguida, os participantes foram submetidos a esquemas concorrentes com encadeamento para verificar a preferência por tarefas. Os resultados indicaram indiferença na preferência por tarefas, o que é consistente com o estabelecimento das relações de equivalência e com o fato dos participantes demonstrarem desempenho similar nos testes de tato e leitura. A ausência de preferência pode ter sido observada em função da indiferença da função reforçadora desses operantes, mas também pelo fato dos participantes terem um vasto e sofisticado repertório verbal.<hr/>Learning tact verbal relations may present characteristics of emergence and maintenance different from learning textual relations. These differences arouse particular interest when the stimuli that control such verbal operant belong to the same equivalent class and the response topography is similar. The objective of this study was to investigate the role of reinforcing function of each of these relationships in the emergence of new relations. Initially, six students participated in the study. First, we taught, through matching-to-sample tasks, listener relations between dictated words and pictures, and between dictated words and printed words. After training, we tested equivalence relations, and the emergence of tact and textual relations which are considered speaker relations. Then, the participants were submitted to concurrent schedules of reinforcement to evaluate preference for tasks. The results showed indifference in preference for tasks, which is consistent with the establishment of equivalence relations and with the fact that participants show similar performance on tact and textual tests. The absence of preference can be observed because of the indifference in those operant reinforcing functions, but also, because of the vast and sophisticated verbal repertoire of the participants. <![CDATA[Diferenças individuais em mulheres na avaliação da atratividade facial: uma revisão]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300531&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo apresenta uma revisão teórica sobre três fatores que podem influenciar no julgamento da atratividade facial: cuidado parental, fatores psicológicos e percepção da dominância, todos relacionados às diferenças individuais. Discute-se se eles afetam os resultados de estudos que envolvam percepção facial, de modo a refutar a hipótese dos hormônios como os maiores influenciadores no julgamento da atratividade. Encontrar as possíveis variáveis que influenciam a atratividade facial pode ajudar a explicar os resultados controversos, além de ampliar o conhecimento sobre a escolha do parceiro.<hr/>This paper is about a review on three factors that may affect the judgment of facial attractiveness: parenting care, psychological factors and dominance. They are all related to individual differences. It is discussed whether they may affect the results of studies involving face perception, refuting the hypothesis that hormones have major influence in attractiveness judgments. Finding possible variables that influence facial attractiveness may help to explain the controversial results in this area broadening our understanding about mate choice. <![CDATA[Características neuropsicológicas de crianças com dislexia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300539&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The aim of this study was to identify the neuropsychological characteristics of dyslexic children. Seventy-three children underwent neuropsychological assessment and were divided into two groups: a group with dyslexia (DG; n=39) and a control group (CG; n= 34). A general linear model showed a significant difference between the groups regarding the following abilities: reading, writing and mathematics; forward and backward digit span tasks; semantic and phonological fluency; number of completed categories and total number of cards in the Wisconsin Cards Sorting Test; as well as right and left discrimination on self and on other. These results suggest impairment in executive functions, phonological working memory and semantic memory among dyslexic children, rather than impairment of just phonological abilities, as suggested in previous studies.<hr/>O objetivo deste trabalho foi identificar as características neuropsicológicas de crianças com dislexia. Foram incluídas 73 crianças divididas em dois grupos: um grupo composto por crianças disléxicas (GD; n=39), e um grupo controle (GC; n= 34). A análise de modelo linear geral mostrou diferença significativa entre os grupos nas habilidades de leitura, escrita, matemática, dígitos ordem direta, dígitos ordem inversa, fluência semântica e fonológica, número de categorias e total de cartas do Teste de Classificação de Cartas de Wisconsin, discriminação direita e esquerda em si e no outro. Esses resultados demonstram que podem existir déficits nas funções executivas, memória operacional fonológica e memória semântica e não apenas nas habilidades fonológicas. <![CDATA[Efeitos do treinamento auditivo em idosos com Comprometimento Cognitivo Leve]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300547&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt INTRODUÇÃO: Pesquisas demonstram a existência do Transtorno do Processamento Auditivo em indivíduos com Comprometimento Cognitivo Leve. OBJETIVO: Verificar os efeitos de um treinamento auditivo, em indivíduos com comprometimento cognitivo leve. MÉTODOS: Participaram 25 indivíduos, com idades entre 69 e 91 anos e diagnóstico de Comprometimento Cognitivo Leve, sendo que, 10 receberam treinamento auditivo (grupo estudo), 10 receberam treinamento visual (grupo alternativo) e cinco não receberam intervenção (grupo controle). Testes cognitivos e de processamento auditivo foram aplicados antes e após os treinamentos. RESULTADOS: Apenas o grupo estudo apresentou melhora significante para todas as habilidades auditivas testadas, mas com piora do desempenho para as habilidades cognitivas. CONCLUSÃO: O treinamento auditivo foi efetivo em relação às habilidades auditivas, mas não em relação às habilidades cognitivas. <hr/> INTRODUCTION: Studies have shown the presence of an Auditory Processing Disorder in individuals with mild cognitive impairment. OBJECTIVE: To investigate the effect of an auditory training in individuals with mild cognitive impairment. METHODS: Twenty-five individuals with mild cognitive impairment and ages between 69 and 91 participated in the study. They were divided into three groups: a study group (10 subjects) who underwent an auditory training; an alternative group (10 subjects) who underwent to visual training and a control group (5 subjects) who did not receive any intervention. RESULTS: After training, only the study group demonstrated better performance regarding all auditory abilities, but worse performance regarding cognitive abilities. CONCLUSION: Auditory training was effective regarding auditory abilities but not for cognitive abilities. <![CDATA[Estabilidade e transformação na construção de rotinas compartilhadas no grupo de brinquedo]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300556&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O trabalho investiga a construção de rotinas compartilhadas num grupo de brinquedo de crianças de dois anos. Apóia-se no referencial psicoetológico, que reconhece a espécie humana como biologicamente sociocultural, e a cultura como seu nicho ontogenético. A criança é concebida como agente de criação e transmissão de cultura. Dois episódios lúdicos são analisados. Eles evidenciam a construção de uma rotina em que se arrastam grandes objetos ao longo de um pátio coberto. Há momentos de estabilidade e transformação em seu desenrolar. As crianças reconhecem a estrutura de participação na rotina e lhe adicionam inovações. A produção coletiva parece orientar o grupo no desdobramento de suas atividades. Os dados são interpretados como evidências de processos culturais na primeira infância.<hr/>This paper investigates the construction of shared routines in a playgroup of two-year-old children. It rests on a psychoethological approach, which recognizes the human being as a biologically social-cultural species, and culture as their ontogenetic niche. The child is conceived as an agent of creation and transmission of culture. Two ludic episodes are analyzed and they show the construction of a playful routine in which large objects are dragged along in a sheltered patio. There are moments of stability and transformation in the development of the task. Children recognize the structure of participation in the routine and add innovations to it. Collective production seems to guide the group in the development of the activities. The data are interpreted as evidence of cultural processes in early childhood. <![CDATA[Brincadeiras coordenadas cooperativas e o compartilhamento de intenções em crianças]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300564&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Com o objetivo de identificar as estratégias mais utilizadas por crianças de 19 a 31 meses de idade ao iniciarem e manterem uma ação coordenada cooperativa, bem como refletir sobre a capacidade de compartilhar intenções com os parceiros de idade, foram videogravadas em duas situações distintas (grande grupo e em trio) crianças de uma creche da região metropolitana do Recife. Por meio de uma análise qualitativa de episódios de brincadeiras, concluiu-se que, embora as crianças fizessem uso de ações complementares e de linguagem verbal, a imitação foi a principal estratégia para o engajamento em uma brincadeira coordenada cooperativa. Evidenciou-se a habilidade de a criança compreender o outro como agente intencional ao negociar e coordenar com ele um tópico comum de brincadeira. A interação criança-criança revelou-se instigadora do uso constante dessas habilidades.<hr/>Children between 19 and 31 months of age from a daycare center in the Metropolitan region of Recife were video recorded in order to identify their most frequent strategy to initiate and maintain a cooperative coordinated action as well as to reflect about their ability of sharing intentions with peers. Through a qualitative analysis of play episodes in two different conditions (big group and triplet group), one may conclude imitation is the main strategy to engage in a cooperative coordinated action. Yet the children have also used complementary actions and verbal language to build up this type of play. The data highlighted children's skills of understanding others as an intentional agent while negotiating and coordinating a common topic of play. Child-child interactions appear as an instigator of the constant use of such abilities. <![CDATA[Ocorrência de classes gramaticais na fala espontânea de crianças de 18 a 41 meses com pares]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300573&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo teve como objetivo investigar a ocorrência de diferentes categorias gramaticais em 21 crianças (18 a 41 meses), interagindo espontaneamente com pares; e comparar esses dados com estudos que empregam a observação da interação adulto/criança em contexto de fala elicitada. Cada participante foi filmado durante 15 minutos, por cinco vezes (em intervalos de um mês) interagindo com colegas de classe. Os registros foram distribuídos em quatro grupos etários. As categorias gramaticais mais frequentes em todos os grupos foram verbos e substantivos. A frequência de tipos de verbos e substantivos foi equivalente entre os grupos mais jovens, mas verbos foram mais frequentes nos grupos mais velhos. Discute-se o papel do contexto de observação e do método de coleta de dados.<hr/>This study aimed to investigate the occurrences of different grammatical categories in 21 children (18 to 41 months) in situations of spontaneous speech with their peers and compare these data with studies that employ the observation of adult/child interaction in the context of elicited speech. Each child was videotaped during 15 minutes interacting with classmates. It happened for five times with intervals of one month between them. Records were joined into four groups. The most frequent grammatical categories in all age groups were verbs and nouns. The frequency of different types of verbs and nouns were equivalent among younger groups, but verbs were more frequently used in older groups. We discuss the role of observation context and the method of data sampling. <![CDATA[Cyberbullying: percepções acerca do fenômeno e das estratégias de enfrentamento]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300582&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O cyberbullying, caracterizado como um dos tipos de violência em contexto educativo, apresenta-se como uma das principais causas do mal-estar vivido por seus protagonistas. O estudo inserido no Projeto Cyberbullying - o diagnóstico da situação em Portugal pretendeu compreender o fenômeno a partir das vivências de 118 estudantes do primeiro ano do Ensino Superior público português, que responderam a um questionário. Pudemos perceber a percepção dos alunos sobre o fenômeno e a importância que pares, professores e pais apresentam no enfrentamento e prevenção do cyberbullying. Tais resultados orientam-se no sentido do desenvolvimento sistêmico de comunidades que se fortalecem internamente para que cada um se sinta autorizado a intervir e a cuidar dos que nelas são vítimas de violência.<hr/>Cyberbullying is characterized as one of the different types of violence in educational contexts and is one of the main causes of uneasiness felt by its protagonists. It is also considered as one of the challenges of contemporary education. The study inserted in the project Cyberbullying - a diagnosis of the situation in Portugal intended to understand the phenomenon, its extension and nature through the experience of 118 first year psychology students in the Portuguese public higher education system. Participants responded to a questionnaire of open and closed-ended questions. From the analyses done we understand the students' perceptions regarding the phenomenon, as well as the fundamental importance peers, teachers and parents/legal guardians have in coping with and preventing cyberbullying. These results demonstrate that there is the need to systemically develop communities that may internally strengthen themselves so that each individual feels authorized to intervene and care for those that are the victims of violence. <![CDATA[Inter-relações da violência no sistema familiar: estudo domiciliar em um bairro de baixa renda]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300591&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Visando identificar associações entre tipos de violência na família, realizou-se um levantamento domiciliar por amostragem probabilística com 480 mulheres, entre 18 e 60 anos (M=39,1; DP=12,2), num bairro de baixa renda em Juiz de Fora/MG. Utilizou-se a Escala de Táticas de Conflito Revisada e a Escala de Táticas de Conflito entre Pais-Crianças. A violência psicológica variou de 77% a 89% nas relações estudadas. A violência física foi maior ou igual a 20%. Foram observadas associações entre praticar e ser vítima de quase todas as modalidades de violência conjugal. Ser vítima ou agressora na relação conjugal também apresentou associação com violência contra filhos. Tais resultados evidenciam a circularidade das relações violentas e a relevância de ações preventivas na família em detrimento a ações individualizadas.<hr/>Aiming the identification of associations between different types of family violence, we performed a household survey using a probabilistic sample of 480 women, aged between 18 and 60 years (M=39.1; SD=12.2), from a low-income neighborhood of Juiz de Fora/MG. The Revised Conflict Tactics Scales and the Parent-Child Conflict Tactics Scales were applied. Psychological violence was reported in 77% to 89% of the relationships investigated. Physical violence was higher or equal to 20%. Associations between practicing and being victim of almost all types of partner violence were observed. Being victim or aggressor in the marital relationship was also associated with violence against children. These results highlight the circularity of violence and the relevance of preventive actions in the family. <![CDATA[Construções de significados acerca do adoecimento e morte nas narrativas de crianças com câncer]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722014000300599&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As narrativas surgem para ordenar a experiência humana alterada pela ruptura no seu estado canônico. Nesse sentido, uma doença como o câncer pode ser considerada uma experiência excepcional, que requer a narrativa para significá-la. Esse estudo investigou a construção de significados acerca do adoecimento e da morte nas narrativas de crianças com câncer em etapas distintas do tratamento. Para tanto, foram realizadas seis sessões de brincadeira com cada participante. A análise dos dados demonstrou que crianças com mais tempo de tratamento tendem a finalizar suas narrativas com a morte dos personagens e que crianças com menos tempo de tratamento apresentam narrativas relacionadas ao desconforto físico que o tratamento ocasiona e aos impedimentos que a doença acarreta em suas vidas. Esses resultados apontam para a necessidade de uma maior atenção à forma como as crianças falam do seu adoecimento e da subsequente possibilidade de morte no decorrer do tratamento oncológico, a fim de que possamos atentar para a diversidade dos momentos de tratamento, compreendendo que esses configuram diferentes relações subjetivas da criança para com sua doença e a morte.<hr/>Narratives come out to arrange the human experience altered by the disruption in its canonical status. In this sense, a disease like cancer can be considered an exceptional experience that requires the narrative to mean it. This study investigated the construction of meanings about the disease and death in the narratives of children with cancer in different stages of treatment. Thus, six sessions of play were performed with each child. Data analysis showed that children in longer treatment tend to conclude their narratives with the death of the characters and the children under shorter treatment time present narratives related both to physical discomfort to which the treatment leads to and impairments that the disease cause in their lives. The results indicate the need for greater attention on how children talk about the disease and the subsequent possibility of death during the course of cancer treatment, so that we can be aware of the diversity of treatment moments, understanding that they configure different subjective relationships about children's health problem and death.