Scielo RSS <![CDATA[Psicologia: Reflexão e Crítica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0102-797220020001&lang=en vol. 15 num. 1 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <link>http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100001&lng=en&nrm=iso&tlng=en</link> <description/> </item> <item> <title><![CDATA[<B>Intergenerational authoritarian and authoritative parenting styles, marital conflict, and externalizing and internalizing behaviors</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100002&lng=en&nrm=iso&tlng=en Modelos mediativos de risco e proteção foram testados, para prever longitudinalmente comportamentos de externalização e internalização infantis, a partir de uma atitude conjugal conflituosa e de estilos parentais intergeracionais autoritário vs. democrático-recíproco. Proveniente de duas escolas particulares e uma pública, a amostra contou com 25 meninas e 25 meninos de 4 e 5 anos, e suas respectivas mães. Correlações bivariadas de Pearson e regressões múltiplas indicaram a presença de transmissão intergeracional do estilo autoritário, mas não do democrático-recíproco, mediada por uma atitude conjugal conflituosa. O estilo autoritário materno previu tanto externalização como internalização, enquanto a atitude conjugal conflituosa previu apenas externalização. Embora significativo, o modelo aditivo não gerou efeitos longitudinais significativos de cada fator sobre externalização. Mas, ao se levar em conta a relação entre o estilo autoritário e a atitude conjugal conflituosa, efeitos principais foram encontrados para ambos os fatores. A obtenção de resultados significativos apenas no modelo de risco é considerada sob os pontos de vista teórico e metodológico.<hr/>Mediational models of risk and protection were tested to predict longitudinally both externalizing and internalizing behaviors in young children, with conflicted marital attitude and transgenerational, authoritarian vs. authoritative parenting as predictors. Drawn from two private and one public schools, the sample consisted of 25 boys and 25 girls with 4 and 5 years of age, and their respective mothers. Bivariate Pearson correlations and multiple regressions showed intergenerational transmission for the authoritarian style, but not for the authoritative style, mediated by a conflicted attitude toward marriage. The maternal authoritarian style predicted both externalizing and internalizing behaviors, whereas the conflicted marital attitude predicted only externalizing behavior. Although significant, the additive model did not yield significant effects for each factor on externalizing behavior. But when the relation between authoritarian parenting and conflicted marital attitude were taken into account, significant main effects were found for both factors on externalizing behavior. The finding of significant results only in the risk model is discussed from both theoretical and methodological standpoints. <![CDATA[<B>Shame and its relationships with morality</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100003&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste artigo é analisar a relação entre o sentimento de vergonha e a moralidade. Para tanto, começamos por discutir uma perspectiva teórica do tema (a 'personalidade moral' ou moral self) que nos permite incluir a dimensão afetiva nas explicações psicológicas das ações morais. Uma vez feita esta discussão, debruçamo-nos sobre o sentimento de vergonha, analisando quatro aspectos essenciais: 1) o lugar do juízo alheio e do auto-juízo na experiência da vergonha, 2) a eixo temporal da vergonha (vergonha prospectiva e retrospectiva), 3) as avaliações positivas e negativas deste sentimento e, 4) sua relação com o Eu. Acabamos nosso texto estabelecendo relação entre vergonha e moralidade através do conceito de 'honra' (ou auto-respeito) procurando mostrar que o referido sentimento é condição necessária ao agir moral.<hr/>The aim of this paper is to analyze the relationship between shame and morality. The first step is a discussion about one theoretical perspective (moral self) that allows us to integrate the affective dimension into the psychological explanation of the moral action. The second step is the analysis of four essential aspects of shame: the place of self-judgment and the judgment of other in the experience of shame, 2) the temporal axis of shame (prospective and retrospective shame), 3) the positive and negative meanings of shame and 4) its relationship with the self. We conclude our text with an analysis of the concept of honor that represents the link between morality and shame. It is shown that honor is a necessary condition for the moral action. <![CDATA[<B>The logic of supposition and children's understanding of make-believe play</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Os estudos sobre a teoria da lógica mental para o raciocínio condicional não revelam se crianças fazem julgamentos que são consistentes com o procedimento semântico dessa teoria para se. Foram realizados dois experimentos com crianças de seis a 11 anos e adultos universitários brasileiros e norte-americanos. Os mesmos foram apresentados a problemas silogísticos de diferentes formas. Os resultados mostram que crianças em idade escolar, como também os universitários, fazem julgamentos que são consistentes com os procedimentos semânticos da lógica mental para se. Assim, há razões para se pensar que existe uma lógica para condicionais que se centraliza na suposição e que está disponível logo cedo na linguagem e no raciocínio das crianças.<hr/>The mental-logic theory's studies for conditional reasoning did not adress whether children make judgments that are consistent with the mental-logic procedural semantics for if. There were two experiments with six to 11 year old children and college students from Brazil and United States of America who were presented to syllogistic problems in different forms. The results show that school children, as well as adults, make judgments that were consistent with the mental-logic procedural semantics for if. Thus, there are reasons to think that there is a logic for condicionals that centers on supposition that is available early in the language and reasoning of children. <![CDATA[<B>Home enviroment and behavior problems presented by school underachieving children</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Comportamentos externalizantes freqüentemente se desenvolvem em contextos de adversidade ambiental. O objetivo do estudo foi documentar essa associação em crianças com desempenho escolar pobre. Participaram meninos e meninas, com idade entre sete e 11 anos, referidos para atendimento por dificuldades escolares. De um universo de 141 crianças, formaram-se dois grupos com base na pontuação da Escala Comportamental Infantil: G1 (crianças sem problema de comportamento, n= 30) e G2 (crianças com problema de comportamento, n= 37). As mães foram entrevistadas, obtendo-se informações sobre recursos e adversidades do ambiente familiar. Os resultados indicaram que o ambiente familiar de G2 apresenta menos recursos e maior adversidade, incluindo problemas nas relações interpessoais, falhas parentais quanto a supervisão, monitoramento e suporte, indícios de menor investimento dos pais no desenvolvimento da criança, práticas punitivas e modelos adultos agressivos. As dificuldades escolares aumentam a vulnerabilidade da criança para inadaptação psicossocial. Enfatiza-se a importância de incluir a família em intervenções preventivas voltadas para essa clientela.<hr/>Externalizing behaviors frequently develop in adverse environments. The aim of this study was to document this association in children presenting academic underachievement. Participants were both boys and girls, aged seven to 11 years, referred for psychological treatment by virtue of school underachievement. From a universe of 141 children, two groups were constituted on the basis of scores in the Child Behavior Scale: G1 (children without behavior problems, n= 30) and G2 (children with behavior problems, n= 37). Mothers were interviewed to obtain data about environment resources and adversities. Results indicated that children from G2 live at homes with fewer resources and more adversities, presentig problems in interpersonal relationships, poor parent supervision, monitoring and supporting, lower parent involvement with child development, punitive practices and aggressive adult models. The school difficulties raise the child's vulnerability to maladjustment. The inclusion of the family in preventive interventions directed to these children is emphazised. <![CDATA[<b>Interaction patterns between adolescents and educators at an institution</b>: <b>redefining risk trajectories</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho foi o resultado de uma pesquisa-ação realizada numa instituição para o atendimento a adolescentes em situação de risco social e pessoal, entre 10 e 18 anos de idade, através de observação participante em dois grupos de vinte participantes ao longo de sete meses. Pretende-se aqui demonstrar, através dos resultados e discussão, as mudanças na dinâmica interativa dos adolescentes entre si e com os educadores, no que diz respeito a duas categorias: tipos de interação e recursos pessoais construídos, a partir de uma breve caracterização de suas concepções sobre risco-proteção, concepções sobre si mesmos e projetos de vida. Privilegiou-se o modelo ecológico do desenvolvimento humano e o modelo multifatorial do risco para a compreensão dos processos sinergísticos e bi-direcionais de co-construção e co-regulação. Os resultados apontam para modificações significativas efetivadas a partir de uma intervenção da natureza da que foi realizada e a repercussão em direcionamentos positivos no processo desenvolvimental dos adolescentes. Salienta-se a importância de se otimizar e construir espaços de convivência, oportunizando aos adolescentes engajarem-se em ações pró-sociais e encontrarem rotas alternativas a suas trajetórias de risco.<hr/>This research was carried out at an institution for the attendance of adolescents under personal and social risk, with ages ranging from 10 to 18 years, through the participative observation in two groups of approximately 20 participants, along a seven-month period. Considering the results and through discussion, the aim of this research is to show the changes in the interactive dynamics of those adolescents, among themselves and among the educators, in relation to two categories: kinds of interaction and conceptions about risk-protection, self-image, life projects and constructed personal resources. The ecological model of human development and the multifactorial model of risk were chosen for the understanding of the synergistic and bi-directional processes of co-construction and co-regulation. The results reveal significant changes following such an intervention, and a positive direction towards the adolescents' developmental process. Emphasis is given to the importance of improving and creating spaces where adolescents can live together, sharing experiences and engaging in pro-social actions so that they can find alternative paths in their risk trajectories. <![CDATA[<B>City workshops in Fortaleza</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo trata do relato de uma experiência de intervenção focal com crianças na cidade de Fortaleza, na qual se procurou, através de discussões em grupo, possibilitar a construção e a re-construção das experiências destes sujeitos na cidade. Partiu-se da premissa que viver hoje na cidade contemporânea requer do sujeito orientação crítica para que ele se situe frente às demandas do viver coletivo. Três momentos de discussão foram focalizados: a reflexão sobre a experiência vivida na cidade; a imaginação sobre as possibilidades deste viver; e a discussão sobre o vivido e o desejado, visando a uma re-construção possível da cidade. As crianças mostraram capacidade de analisar criticamente sua experiência na cidade, apontando os aspectos que, do seu ponto de vista, tornam o viver na cidade particularmente difícil para elas. Mostraram, também, capacidade de indicar caminhos coletivos que suavizariam a tarefa de viver na cidade grande, principalmente quando não se é adulto, e sim criança.<hr/>This paper presents an intervention-based project with children in the city of Fortaleza, when children were asked to elaborate, through focused group discussions, their constructions about living in the city. It was assumed that to live in a big city means to be able to position oneself critically before the demands of collective life. Discussions were stimulated about three distinct aspects: what is to live in the city today; what possibilities for collective life could be imagined; and how lived and sought for experiences could entail a realistic construction of city life. Children showed capacity of critically analysing their experience in the city, indicating those aspects that were, from their point of view, hardest to face. They also showed capacity of pointing out collective endeavours that could make it easier for them, as children, the task of living in a big city. <![CDATA[<B>The incentive to creativity in graduate programs according to their students</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100008&lng=en&nrm=iso&tlng=en O estudo investigou a extensão em que professores de pós-graduação implementam práticas que favorecem a criatividade, segundo pós-graduandos, e a avaliação destes quanto ao nível de sua criatividade, de seus professores e colegas, comparando-se os resultados com outros obtidos anteriormente com estudantes de graduação. Participaram do estudo 92 pós-graduandos que responderam a um inventário de incentivo à criatividade por parte de seus professores, e avaliaram o nível de sua criatividade, de seus professores e colegas. Observou-se maior incentivo a distintos fatores que se associam à criatividade segundo os pós-graduandos. Estes se perceberam ainda como mais criativos que os seus professores e colegas, considerando-se também e a seus professores como mais criativos do que estudantes de graduação. As condições mais favoráveis à criatividade na pós-graduação se devem possivelmente aos objetivos da mesma de enfatizar a produção do conhecimento.<hr/>The study investigated the degree to which graduate professors implement instructional activities that foster creativity, according to graduate students, as well as these students' evaluation of their own level of creativity, their teachers' and their colleagues' level of creativity, comparing the results with others obtained with undergraduate students. Ninety-two graduate students answered an inventory of incentive to creativity and evaluated their own level of creativity, their teachers' and colleagues' level of creativity. More incentive to different factors which associate with creativity was pointed by the graduate students, comparing to the undergraduate ones. Graduate students judged themselves as more creative than their professors and colleagues. Moreover, they evaluate themselves and their professors as more creative than did the undergraduate students. The conditions more favorable to creativity in the graduate courses are due possibly to the goals of the graduate courses related to the production of knowledge. <![CDATA[<B>Construction of Brazilian taxonomy for personality's descriptors</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Esta é uma pesquisa que utiliza a abordagem psicoléxica para servir de apoio aos estudos sobre avaliação da personalidade. Trata-se de um projeto, seguindo a metodologia alemã como parte de um programa transcultural. A importância deste estudo refere-se, principalmente, ao estabelecimento de uma base científica para a construção ou adaptação de instrumentos para avaliação psicológica. O projeto inclui quatro fases: 1) identificação e extração de adjetivos existentes no léxico da língua portuguesa; 2) exclusão de adjetivos de acordo com critérios estabelecidos pela proposta alemã, em uma análise de dois juízes; 3) classificação dos adjetivos quanto à freqüência de uso, à clareza de significado e à utilidade como descritor da personalidade, em uma análise de 6 juízes; 4- classificação dos adjetivos restantes por dez juízes diante de categorias definidas pela proposta alemã. O presente trabalho pretende relatar os resultados das fases um e dois e fazer uma comparação com diferentes culturas que também desenvolveram estudos semelhantes (italiana, tcheca e alemã). Foram extraídos do Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa, 35.834 adjetivos de um total de 120 mil verbetes, representando 29,86% do total de vocábulos. Após a primeira análise, permaneceram 16,03% dos adjetivos. Quanto à comparação entre os diferentes resultados dos países, o Brasil apresenta maior número de adjetivos do léxico, porém, os resultados da Alemanha incluem mais adjetivos descritores da personalidade.<hr/>This is a research using the psycolexical approach to support studies about assessment of personality. The importance of this project is to create a scientific basis for the construction of instruments in personality assessment. It follows Germany's methodology and has four steps: 1) to identify and extract from the dictionary all adjectives presented; 2) selection of those adjectives which are descriptors of personality, 3) classification, with six judges, of those adjectives considering frequency, clear of meaning and utility for personality description, 4) classification in specific categories using 10 judges. The present work intends to relate steps one and two and make a comparison with different results from cultures, including Germam, Tchecan and Italian. There are 35.834 adjectives considering a total of 120,000 words, representing 29.86%. From this number, 16.03% are considered personality descriptors, by two judges. Brazil presents the largest number of adjectives in lexicon, but Germany presents more adjectives descriptors of personality. <![CDATA[<B>Joint attention and early identification of autism</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100010&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo desse artigo é discutir sobre o desenvolvimento da habilidade de atenção compartilhada e suas implicações para a identificação precoce do autismo. A revisão da literatura baseia-se nas teorias do desenvolvimento e em evidências empíricas. Para tanto, parte-se de uma discussão mais ampla acerca do desenvolvimento da comunicação e do conceito de intencionalidade, na qual inserem-se as principais questões sobre a habilidade de atenção compartilhada (AC). Subseqüentemente, focaliza-se a importância da presença da habilidade de AC no repertório comportamental da criança. Argumenta-se que déficits na habilidade de AC estão entre os mais fortes preditores de comprometimento do desenvolvimento infantil, em especial do autismo.<hr/>The aim of this article is to discuss the development of the joint attention ability and its implications for the early identification of autism. The literature review is based on both developmental theories and empirical evidence. For this purpose, a wider discussion about the development of communication and the concept of intentionality is included within which the issues about the joint attention ability are inserted. Subsequently, the importance of the presence of the JA ability in the child's behavioral repertoire is focused. It is argued that the JA deficits are among the strongest predictors of developmental disorders, in particular of autism. <![CDATA[<B>Social integration of psychotics</B>: <B>verbal and non-verbal components of assertive behavior in interpersonal situations of making and receiving criticism</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Foram investigados os componentes verbais e não-verbais da assertividade para lidar com críticas de 35 pacientes psicóticos desinstitucionalizados, comparativamente a 35 sujeitos não-clínicos. Dois observadores treinados observaram os sujeitos interagindo com interlocutores em quatro situações sociais de asserção negativa, de fazer e receber críticas, em desempenho de papéis gravados em vídeo. Variou-se o tipo de situação e o gênero do interlocutor. Os resultados mostraram que a freqüência e duração dos componentes verbais e não-verbais da assertividade foram significativamente inferiores no grupo clínico. Observou-se uma correlação significativa entre componentes verbais e não-verbais. Os dois grupos foram mais assertivos nas situações de fazer críticas do que nas de receber crítica. Ambos os grupos apresentaram maior assertividade diante do interlocutor masculino, para a maioria dos componentes. Estes resultados replicam dados de outros pesquisadores, indicando a necessidade do treinamento de assertividade em programas de reinserção social, em nosso contexto.<hr/>This research investigated the verbal and non-verbal components of assertive behavior in situations of dealing with criticism of 35 psychotics compared to 35 non-clinical subjects. Two trained judges observed them interacting with trained partners in four negative assertion role-play situations, regarding giving anda receiving criticism, which were videotaped. Types of situations and gender of partners were varied. Results showed a significant deficit of verbal and non-verbal components of assertive behavior in the clinical group. Verbal and non-verbal components correlated significantly. Both groups were more assertive in the situations they were required to criticize their partners compared to situations where they have been criticized. Both groups were more assertive when interacting with male partner, for most of the componentes. These results in general replicated data from others researchers and indicates that brasilian psychiatric patients need to receive assertive training for implementing their social integration. <![CDATA[<B>Theory of mind</B>: <B>a review with focus on its incorporation into medical psychology</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100012&lng=en&nrm=iso&tlng=en Um constructo nascido da psicologia cognitiva e que se refere à capacidade de atribuir estados mentais para si mesmo e para os outros, denominado Teoria da Mente, tem sido exportado para outros campos do saber e tem sido mais recentemente incorporado pela psicologia médica com a pretensão de explicar determinadas alterações de comportamento que constituem o cerne de distúrbios como o Autismo Infantil, Esquizofrenia e Psicoses afins. Esta incorporação trouxe a necessidade de desenhar metodologias que possam mensurar e definir a Teoria da Mente em termos neurobiológicos. Nos objetivamos a descrever os mecanismos pelos quais a Teoria da Mente tem contribuído para o esclarecimento de alguns fenômenos mentais, bem como arrolar as dificuldades metodológicas associadas a tal empreedimento. Antes disto, uma revisão geral da Teoria da Mente é proporcionada enfocando os aspectos mais relevantes do constructo. Existem poucos trabalhos nesta área no Brasil, razão pela qual justificamos a reflexão conduzida.<hr/>A concept derived from cognitive psychology which refers to the ability to impute mental states to the self and others, termed Theory of Mind, has been disseminated to others fields of knowledge and has been more recently incorporated by medical psychology with the intention of explaining behavior disturbances that constitute the core features of disorders such as Infantile Autism, Schizophrenia and related Psychosis. Such incorporation has given rise to the necessity of designing a methodological approach to measure and define Theory of Mind in neurobiological terms. The aim of this work is related to describe the mechanisms by which Theory of Mind has been contributed to the elucidation of some mental phenomena, as well as enroll the methodological difficulties related to this attitude. Before that, a review of the field of Theory of Mind is done, focusing on the more relevant aspects of this concept. There are a few articles in Brazil about this theme, thats why the present work is justified. <![CDATA[<B>Psychoneuroimmunology and HIV infection</B>: <B>fact or fiction?</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100013&lng=en&nrm=iso&tlng=en Existem importantes evidências empíricas sobre a relação entre sistema imunológico, sistema nervoso e fatores psicossociais em pessoas sadias e aquelas que apresentam alguma infecção, como por exemplo, a infecção por HIV. Estudos atuais sugerem que aspectos comportamentais (hábitos e estilos de vida), psicológicos (estresse e estratégias de enfrentamento) e sociais (apoio social) podem influir na progressão da infecção por HIV. Esta revisão bibliográfica pretende apresentar uma compilação de trabalhos relevantes dentro deste âmbito que apóiam a perspectiva psiconeuroimunológica.<hr/>There is substantial empirical evidence from both healthy populations as well as individual with HIV infection, about the relationship among immune system, nervous system and psychological aspects. Current studies suggest that behavioral aspects (life styles), psychological aspects (stress control and coping strategies) and social aspects (social support) may influence the progression of HIV infection. This article presents a compilation of main issues related to HIV infection that contribute and support the psychoneuroimmunological approach. <![CDATA[<B>Development of a scale of self-efficacy for adherence to antiretroviral therapy</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100014&lng=en&nrm=iso&tlng=en Uma escala de expectativa de auto-eficácia para seguir prescrição anti-retroviral em situações difíceis (21 itens) foi desenvolvida pela análise do conteúdo de entrevistas com pacientes que estavam em tratamento ou que o abandonaram. A consistência interna e a validade de construto foram examinadas em 60 sujeitos que freqüentaram ambulatório para pacientes em estágios avançados da doença (hospital-dia). Um escore de expectativa de auto-eficácia para adesão ao tratamento foi derivado do primeiro componente da análise de componentes principais. A média do escore foi 0,25 para os sujeitos aderentes e -0,33 para os não-aderentes ao tratamento (teste t, p = 0,046). A chance de adesão duplicou quando o escore de expectativa de auto-eficácia era maior em uma unidade (OR = 2,07; IC95% = 1,002 a 4,26). A consistência interna foi alta (alfa de Cronbach = 0.96). A escala demonstrou validade de construto e confiabilidade para medir auto-eficácia para tratamento anti-retroviral nesses pacientes.<hr/>A 21-item scale of efficacy-expectation for adhesion to antiretroviral therapy in high-risk situations was developed by content analysis of interviews with HIV/AIDS patients undergoing and dropouts from therapy. Internal consistency and construct validity were examined in 60 patients attending at an ambulatory for patients in advanced stages of the disease (day-hospital). A score of self-efficacy for treatment adhesion was derived from the first component of the principal component analysis. The mean score was 0.25 among adherent patients and -0.33 among those who were non-adherent (t test, p < 0.046). The odds of treatment adhesion increased 2,07 times when the efficacy-expectation score increased by one unit (OR = 2,07; IC95% = 1,002 a 4,26). The internal consistency was high (Cronbach-alpha = 0.96). The scale demonstrated construct validity and reliability as a measure of self-efficacy for antiretroviral therapy in these patients. <![CDATA[<B>The worst and the most common problems in the use of the psychological tests</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100015&lng=en&nrm=iso&tlng=en Considerando a importância da Avaliação Psicológica na atuação profissional do psicólogo, este estudo objetivou identificar os problemas mais graves e mais freqüentes no uso dos testes psicológicos, segundo a concepção de psicólogos e listar os instrumentos mais utilizados pelos psicólogos. Participaram como sujeitos do estudo 214 psicólogos inscritos no CRP / 6&ordf; Região e o material utilizado foi um questionário enviado pelo correio. Os resultados demostraram que: 1) segundo os psicólogos, os problemas mais graves no uso dos testes psicológicos são os relativos aos próprios instrumentos e ao seu uso; 2) os problemas mais freqüentes no uso dos testes psicológicos, segundo os sujeitos, são os relativos ao instrumento e à formação dos psicólogos. Concluiu-se que é necessário o estabelecimento de parâmetros específicos para a formação na área.<hr/>Considering the importance of the Psychological Assessment in the psychologist's professional field, this study had the following goals: to identify the worst and the most commom problems in the use of the psychological tests and to list the most tests used by the subjects sample. The subjects of this study were 214 licensed psychologists from the Regional Council - Section 6&ordf; and the instrument used was a questionnaire sent to them by mail. Results showed that: 1) according to the psychologists, the worst problems in the use of the tests are related to the instruments themselves and its use; 2) the most frequent problems in the use of the psychological tests, according to the subjects, are related to the instrument and to the academic preparation of psychologists. Conclusion indicates that there is a crucial need to establish parameters to improve the academic preparation in this area. <![CDATA[<B>Initial study of the Self-Esteem Inventory (SEI)</B>: <B>Form A</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100016&lng=en&nrm=iso&tlng=en No presente estudo buscou-se investigar os índices de precisão do Inventário de Auto-Estima (SEI)-Forma A, descrever a auto-estima do grupo estudado considerando-se as variáveis: gênero e faixa etária nas dimensões estudadas pelo Inventário. Foram participantes deste estudo 142 crianças e adolescentes de dez a 18 anos. Os resultados referentes aos índices de precisão do Inventário mostraram índices satisfatórios quando considerados os resultados da pontuação geral, o mesmo não ocorreu quando a correlação item-total foi submetida às dimensões estudadas. Com relação aos resultados descritivos da auto-estima do grupo estudado, estes apresentaram pequenas diferenças entre as variáveis pesquisadas. Estes resultados levaram a discussões a respeito da adaptação transcultural de instrumentos de avaliação e as conclusões deste estudo apontam para a necessidade de que o instrumento escolhido seja aperfeiçoado em investigações futuras no sentido de melhorar a consistência interna dos itens.<hr/>In this study the aims were to investigate the rates of reliability of the Self-Esteem Inventory (SEI) - Form A and to describe the self-esteem considering the variables gender and age, in the four dimensions studied by the Inventory. The subjects of this study were 142 children and adolescents from ten to 18 years old from a public school. The results referring to the reliability rates of the Self-Esteem Inventory (SEI) - Form A showed that the reliability had pointed satisfactory rates, although the internal consistency analyzed through the item-total correlation indicated problems in same items. This results conduct to discussions concerning the transcultural adaptation of assessment instruments and this study's conclusions point to the need of improving the chosen instruments in future investigations, towards improving the internal consistency of the items. <![CDATA[<B>Danger, probability and opportunity</B>: <B>the language of risks in the media</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100017&lng=en&nrm=iso&tlng=en Partindo do pressuposto que risco é um conceito central na sociedade contemporânea, este estudo teve por objetivo entender o papel da mídia na circulação e consolidação da linguagem dos riscos. Tendo por base estudos anteriores, optou-se por trabalhar com um único jornal, a Folha de S. Paulo, sendo adotados três procedimentos de pesquisa: 1) mapeamento da diversidade de termos utilizados para falar sobre a possibilidade de ocorrência de eventos concebidos como ocasião para ganho ou perda; 2) análise diacrônica de uma amostra representativa de matérias com a palavra risco no título (1921 e 1998); 3) análise do uso da linguagem de risco por área temática (CD-Rom Folha, 1994-1997). Os resultados sugerem que o uso da linguagem dos riscos na mídia é recente e diversificado, apoiando-se ora na linguagem formal do cálculo de risco, ora no uso metafórico do termo, para falar de desordem na sociedade contemporânea.<hr/>Based on the assumption that risk is a central concept in contemporary society, the study aims to understand the role of the media in the circulation and consolidation of the language of risks. The Folha de S. Paulo, a major Brazilian newspaper, was used as a source of data. Research procedures involved: 1) mapping the diversity of terms used for talking about the possibility of occurrence of events seen as occasions for loss or gain; 2) diachronic analysis of a representative sample of news-items with the word risk on the title (1921-1998); 3) analysis of the use of the language of risks by subject area (CD-Rom Folha, 1994-1997). The results suggest that the use of the language of risks in the media is recent and diversified with emphasis on both, the formal language of risk calculations and its metaphoric use for talking about disorder in contemporary society. <![CDATA[<B>A study of prejudice forms against homosexuals anchored on social representations</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100018&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo analisa, na perspectiva das representações sociais, as formas como estudantes universitários expressam o preconceito contra homossexuais e a relação desse preconceito com as explicações da homossexualidade. Para tanto, aplicaram-se questionários a 220 alunos de uma universidade pública da cidade de João Pessoa. Os resultados permitiram classificar os estudantes em uma tipologia composta por três grupos de indivíduos: preconceituosos flagrantes, preconceituosos sutis e não preconceituosos. A análise da ancoragem social do tipo de preconceito apresentado pelos estudantes mostrou que os preconceituosos flagrantes se opuseram às explicações psicossociais (próprias das mulheres e dos estudantes de psicologia) e aderiram mais fortemente às explicações ético-morais e religiosas (próprias dos estudantes de engenharia). Os não preconceituosos estudam psicologia e aderem às explicações psicossociológicas. Já os preconceituosos sutis explicaram a homossexualidade a partir de causas biológicas e psicológicas, próprias dos estudantes de medicina e das mulheres.<hr/>This paper analyses, in terms of social representations, the way university students express their prejudice against homosexuals and how this prejudice relates to explanations concerning homosexuality. Questionnaires were used with 220 students of a public university in João Pessoa city. The results led to a classification of the students into three different groups: flagrantly-prejudiced, subtly-prejudiced and non-prejudiced. The analysis of the social anchorage of the students' type of prejudice revealed that the flagrantly-prejudiced group opposed the psycho-social explanations (typical of women and psychology students), more strongly adhering to ethical-moral and religious explanations (characteristic of engineer students). The non-prejudiced were students of Psychology and adhered to psycho-sociological explanations, whereas the subtly-prejudiced explained homosexuality in terms of biological and psychological causes (explanations typical of medical students and women). <![CDATA[<B>Feminine constructions after the sixties</B>: <B>the issue of optional single motherhood</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100019&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho examina a representação do feminino nos discrusos sobre a maternidade através de entrevistas feitas em um grupo de cinco mulheres pertencentes aos extratos médios urbanos e que relataram ter tido seus filhos como "produção independente". As entrevistadas eram profissionais de nível superior, entre quarenta e cinqüenta anos de idade, tiveram seus filhos na década de oitenta, e viveram, como experiência geracional, as discussões de cunho libertário e feminista dos anos sessenta. Os resultados mostraram que as entrevistadas partilham de um mesmo ethos, apresentando os mesmos valores e crenças quanto à independência e à liberdade, e quanto ao lugar tradicionalmente destinado à mulher na maternidade. A "produção independente" revelou-se uma tentativa de construção de um novo lugar para a mulher, a partir do reconhecimento da maternidade como questão feminina, submetida, entretanto, ao universo dos valores do individualismo moderno.<hr/>This article examined the feminine representation through the speeches of five middle class, urban women about motherhood. All the subjects interviewed were between forty and fifty years old, were professionals, had university degrees and reported having had their children as single mothers in the eighties. Their generation experienced the discussions of liberation and feminism of the sixties. The results showed that the subjects shared the same ethos and presented similar values and beliefs concerning independence, freedom and the place traditionally assigned to women as mothers. The option to become a single mother appeared as an attempt to build a new place for women, starting from the acknowledge of motherhood as a feminine issue subjected, however, to the universe of modern individualism values. <![CDATA[<B>Burnout and organizational values</B>: <B>a comparative study in university hospitals</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100020&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente estudo analisa o relacionamento entre os valores organizacionais e os níveis da síndrome de burnout, em três hospitais universitários do Rio Grande do Norte. Foi desenvolvido com uma amostra de 205 profissionais de saúde, através da aplicação de questionários estruturados. Os dados foram submetidos a análises quantitativas (por exemplo, análises das distribuições de freqüência, de variância e de regressão). Os resultados apontam convergência dos escores nos fatores dos valores ideais por organização participante e divergências no que se refere tanto aos escores dos fatores dos valores reais quanto às descompensações axiológicas (diferenças entre ideal e real). Os participantes diferem quanto ao avanço do processo de desenvolvimento da síndrome de burnout por organizações. Constatou-se o papel de mediação das organizações no relacionamento entre valores organizacionais e a síndrome de burnout, de modo que os pólos axiológicos efetivamente relacionados à referida síndrome e/ou aos seus fatores dependem da configuração geral da cultura organizacional de cada uma e dos conflitos que lhe são inerentes.<hr/>The present study analyzes the relationship between the organizational values and the levels of the burnout syndrome in three universitarian hospitals. It was developed with the sample of 205 health professionals, though to an application of structured questionnaires. The data were submitted quantitative analysis (for example, analysis of frequency distributions, analyses of variance and regression analyses). The results show a convergence among scores of ideal values for organizations and divergences among the scores of real values and the differences from ideal and real values. The participants differ in the advance of the burnout syndrome process for organizations. The results evidences the mediation role of the organizations in the relationship between organizational values and the burnout syndrome, so that the axiological poles effectively related to the referred syndrome depend to the general configuration of its organizational culture of each one and of the conflicts that are inherent to it. <![CDATA[<B>Community psychology in the Americas</B>: <B>individualism, communitarism and the exclusion of the political</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100021&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este texto apresenta um denominador comum entre a Psicologia Comunitária na América do Norte e na América Latina, entendido a partir do fim do espaço do político. Neste sentido, a partir da filosofia política, pretende-se uma análise crítica das duas posições (individualista e comunitarista) na Psicologia Comunitária, explicitando a importância do político no debate contemporâneo de uma Psicologia comprometida com a extensão dos valores democráticos.<hr/>This paper discusses the end of the political, seen as a common denominator between Community Psychology in North and Latin America. Based on political philosophy, this paper proposes a critical analysis of two positions in Community Psychology, individualism and communitarism, thereby emphasizing the importance of the political in contemporary debates of a psychology engaged in the extension of democratic values. <![CDATA[<B>Grupal context and people in relation</B>: <B>contributions to reflections on social groups</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100022&lng=en&nrm=iso&tlng=en A partir dos aportes teóricos da psicologia histórico-cultural considera-se que o sujeito se constitui/ é constituído em seus vários aspectos via processo de apropriação, sempre singular, tanto do saber quanto do saber fazer da sociedade. Essa apropriação, por sua vez, não se dá em abstrato, mas através de relações em grupos sociais diversos, onde ganham destaque os lugares sociais imputados aos/assumidos pelos sujeitos. Cientes tanto da complexidade das teorias de grupos e suas relevantes contribuições para a psicologia, bem como de nossa limitada relação com a temática, é objetivo deste trabalho analisar, a partir de três investigações realizadas com diferentes grupos de adultos escolarizados reunidos em razão de atividades de ensinar e aprender sistematizadas, a dinâmica das relações entre sujeitos e grupos, com destaque para os diálogos estabelecidos entre os mesmos que, nesses contextos, mutuamente se constituíam.<hr/>Based on the historical-cultural psychology, it is considered that the person fully develops himself and is developed through a process of appropriation, always singular, of knowledge as well as of know-how of society. This process of apropriation is not abstract, but it happens through relations in diverse social groups, in which are highlighted the social places stated / assumed by people. Aware of the complexity of the group theories and its relevant contributions to psychology, as well as of our limited relation with the theme, the object of this work is to analisy, from three investigations done with different groups of educated adults on account of systematized teaching and learning activities , the dynamic of the relations among people and groups, highlighting the dialogues established among them that were mutually developed within this context. <![CDATA[<B>Comparison between freshmen and senior students performance in the</B> <B>Psychology 2000 National Course Exam</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100023&lng=en&nrm=iso&tlng=en O Exame Nacional de Cursos (ENC) de Psicologia realizado por todos os formandos no ano do 2000 revelou uma alta correlação entre o conceito atribuído a cada curso e a sua respectiva taxa de vestibular candidato/vaga (r=0,69; p<0,001). Dessa forma, é possível que esse instrumento de avaliação de conhecimento específico de psicologia seja também sensível a diferenças impostas pelo vestibular. Para verificar essa possibilidade, 386 calouros de psicologia, distribuídos entre quatro cursos selecionados de acordo com o seu conceito no ENC 2000 (A, B, C e E), realizaram a parte de múltipla escolha do ENC de Psicologia 2000. Os resultados revelaram que calouros provenientes de diferentes cursos apresentaram desempenhos altamente diferenciados e proporcionais aos conceitos dos seus cursos. No entanto, o aumento do desempenho dos formandos em relação aos calouros foi diferenciado de acordo com o conceito curso. Cursos com conceitos A e B no ENC 2000 apresentaram um maior incremento em relação aos cursos com conceitos C e E. Uma análise de itens revelou diferentes graus de validade entre as 39 questões de múltipla escolha que compuseram o ENC 2000. Uma re-análise dos resultados, considerando-se apenas 20 itens que apresentaram boa validade, indicou uma ausência de diferença no desempenho entre os calouros provenientes dos diferentes cursos. Por outro lado, os formandos apresentaram um aumento nos seus desempenhos em relação aos calouros. Esse aumento no desempenho observado entre os formandos foi diferenciado e proporcional ao conceito atribuído ao curso. Finalmente, uma análise dos conteúdos específicos de cada um dos 39 itens do ENC 2000 revelou uma deficiência na formação acadêmica dos formandos na área básica da psicologia relacionada com processos psicológicos básicos, metodologia científica e medidas e técnicas de avaliação psicológica.<hr/>The Psychology National Course Exam accomplished by all of the last year students (seniors) in the year of the 2000 revealed a high correlation between the rank attributed to each course and its application/openings ratio (r = 0,69; p < 0,001). Therefore, it might be possible that the Psychology 2000 National Course Exam employed to rank all the Brazilian psychology courses is sensitive to general student differences imposed by the college entrance exam. To verify this possibility, 386 psychology first year students (freshmen) took the multiple-choice portion of the Psychology 2000 national exam. The freshmen were distributed among 4 courses selected according to its course rank (A, B, C and E). The results revealed that, in fact, coming freshmen students presented performance differences according to the course rank. Senior performance increment in relation to freshmen was differentiated among the four courses with different ranks. Senior students from courses ranked as A and B presented a larger increment in relation to senior students from courses ranked C and E. An item analysis revealed different validity degrees among the 39 multiple-choice questions. A re-analysis of the results, considering only 20 items that presented good validity, indicated an absence of performance difference among the coming freshmen distributed among the 4 courses. On the other hand, senior students from the different courses presented performance differences in accordance to the course rank. Finally, an analysis of the specific contents of each one of the 39 items of Psychology 2000 Course National Exam revealed a deficit in academic education among senior students in basic psychology subjects related to experimental psychology, scientific methodology and measurement and psychological evaluation. <![CDATA[<B>The creation and maintenance of toy libraries</B>: <B>some reflections on developing joint programs</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100024&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste trabalho é fazer uma reflexão acerca da prática de instalar e manter brinquedotecas. O relato aqui apresentado refere-se à experiência de nossa equipe, no período de 1997 a 1999, na prestação de assessoria entre a Universidade e instituições escolares com o objetivo de criar e manter funcionando brinquedotecas. Este relato também enfatiza alguns fatores instrumentais e a continuidade destes programas.<hr/>The purpose of this report is to present a critical appraisal of the practice involved in the installment, and maintenance of toy libraries. This report sums up our team's experience from 1997 to 1999, as consultants from the Federal University of Pará, in joint-venture programs, assisting various schools in setting up and managing such libraries. This report also highlights instrumental factors and the continuity of these programs.