Scielo RSS <![CDATA[Psicologia: Reflexão e Crítica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0102-797220050003&lang=en vol. 18 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>Editorial</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<B>Language and cognition in Alzheimer's disease</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300002&lng=en&nrm=iso&tlng=en O quadro clínico da doença de Alzheimer define-se por alterações cognitivas. Entre elas, a linguagem tem sido objeto freqüente de estudos, e embora exista consenso sobre a prevalência de alterações no âmbito semântico e a evolução dos sintomas lingüísticos, ainda não foi possível esclarecer a natureza de determinadas alterações. Estudos recentes têm acrescentado dados ao conhecimento clássico sobre as perdas específicas da linguagem e de outros aspectos cognitivos que com ela interagem, como é o caso das alterações no âmbito da memória operacional. Nosso objetivo é revisar a literatura recente sobre a linguagem na doença de Alzheimer e, particularmente, estudos com população brasileira, destacando sua contribuição ao conhecimento sobre a doença.<hr/>Clinically, Alzheimer's disease is defined by cognitive changes. Among them, language has frequently been the focus of studies and although there is a consensus about the prevalence of semantic alterations and about the evolution of linguistic symptoms, it has still not yet been possible to clarify the nature of certain alterations. Recent studies have added data to the classic knowledge about loss of cognitive abilities and its interaction with language, as is the case of alterations in working memory. Our objective is to revise and update the literature about language in Alzheimer's disease and, particularly, research conducted with Brazilian population, emphasizing its contribution to the knowledge in multiple areas involved with this subject. <![CDATA[<B>Radical behaviorism and interdisciplinary research</B>: <B>would a new synthesis be possible in psychology?</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300003&lng=en&nrm=iso&tlng=en A ciência psicológica é historicamente atravessada por conflitos inter teóricos, decorrentes de enfoques diferenciados com relação a conhecimentos produzidos pelos fundamentos epistemológicos, teóricos e metodológicos, pelas hegemonias e pelo próprio recorte sobre o objeto em estudo, realizado por pesquisadores. Contemporaneamente, a epistemologia da complexidade chama atenção para a incompletude de cada tipo de conhecimento científico produzido, o que tem gerado ressonâncias nos fazeres de pesquisadores e propiciado novos diálogos entre perspectivas diversificadas em cada enfoque, ou entre enfoques. O presente artigo propõe diálogos entre aspectos do behaviorismo radical e do construtivismo crítico formal, ressaltando relações de complementaridade, a partir da unidade de contrários, que podem implicar numa nova síntese: uma teoria geral do significado. Nessa direção enfocar-se-á a proposição de nova síntese, a qual configura uma compreensão teórica sobre o desenvolvimento do significado e reinterpreta o papel do reforçamento na construção e ampliação dos significados.<hr/>Psychology as science is historically engaged in theoretical disputes resulting from divergent viewpoints concerning the nature of knowledge generated by different epistemological, theoretical and methodological approaches, and by the particular divisions in the subject matter made by the researchers themselves. At the present time, epistemology of the complexity calls attention to the incompleteness, characteristic of scientific knowledge, that in turn affects the conduct of researchers, creating conditions for new dialogues between differing perspectives within and between disciplines. This article proposes a renewal of the dialogue between radical behaviorism and formal critical constructivism that, by emphasizing complementary relationships and opposing polarized thinking which has permeated these disciplines, may result in a new synthesis or new general theory of meaning. A new synthesis between the two approaches would reformulate the understanding of meaning development and the role of the reinforcement in the construction and enhancement of meaning. <![CDATA[<B>Thought and language</B>: <B>a discussion in the field of psychology of mathematics eucation</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300004&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo retoma a discussão acerca da relação entre pensamento e linguagem no processo de conceptualização em matemática. Nesse sentido, são oferecidos subsídios empíricos a partir de outros estudos, que permitem discutir e contestar a idéia teórica que propõe um papel central e fundante da linguagem para tal processo de conceptualização. Dados de pesquisa didática referente à compreensão do princípio da equivalência entre equações no ensino introdutório de álgebra permitiram comparar situações de ensino fundadas em competências-em-ação não-verbais versus situações baseadas na explicitação verbal de aspectos relacionados à igualdade entre equações. Os resultados obtidos mostraram ausência de diferenças entre os grupos quanto à apropriação de procedimento algébrico para resolução de problemas, sugerindo complementaridade entre tais métodos. Tais resultados permitem concluir acerca do interesse das representações simbólicas para a conceptualização em matemática, sem com isso excluir ou considerar em plano subalterno aspectos relacionados à ação e à corporeidade na construção do conhecimento matemático.<hr/>This paper brings back the theoretical debate concerning the relationship between thought and language in the process of mathematical conceptualization. Empirical data issued from other studies are offered for discussing and refusing the idea of assigning a central role to language in concept development and learning in mathematics. These data referred to a didactic research aimed at helping in the understanding of the principle of equivalence between equations, in introductory algebra. Two different didactic contexts were compared: a group working with non-verbal competencies-in-action connected with the principle of equivalence, and another group working on making verbally explicit the meaning of the equality between equations. Results showed no difference in terms of algebraic procedures in problem solving between the two groups. Instead, both methods seem to be complementary. These data confirm the interest of symbolic representation in the process of mathematical conceptualization, neither excluding nor assigning a secondary role to action and corporeality. <![CDATA[<B>Reader and reading</B>: <B>considerations about text types and meaning construction</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300005&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo aborda a leitura como uma atividade de construção de sentidos que implica a relação dinâmica entre leitor e texto. Primeiramente, apresenta-se a idéia de que a leitura varia de acordo com o leitor e seus objetivos, concebendo-a como uma atividade afetivo-cognitiva e como prática social. Posteriormente, discutem-se os conceitos de texto, contexto e gênero textual, enfatizando-se a idéia de que o sentido se constitui na relação dialética entre autor/texto/leitor/contexto, sendo esta relação a que favorece uma multiplicidade de sentidos e que, ao mesmo tempo, delimita as possibilidades desta variação, determinando o jogo do implícito e do explícito.<hr/>The present paper emphasizes reading as an activity of meaning construction which implies the dynamic relationship between reader and text. First we present the idea that reading varies accord to the reader and his aims. The reader can concept it as a cognitive- affective activity and a social practice. Later we discuss the text concepts, context and textual types, with the focus in the idea the meaning is constituted in the dialectic relationship among author/text/reader/context. This relationship is which offers many meaning and at the same time, gives limits to the possibilities of the variations and also determines the game of the implicit and the explicit. <![CDATA[<B>Letter name knowledge and the development of spelling skills</B>: <B>evidence from Brazilian Portuguese-speaking children</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Crianças entre 4 e 5 anos de idade foram solicitadas a escrever pares de palavras começando com a mesma letra e o mesmo som consonantal. Para cada par, o nome ou parte do nome da primeira letra podia ser escutado na pronúncia de uma das palavras (Ex.: telefone; limão), mas não da outra (Ex.: tartaruga; laranja). As crianças escreveram a primeira letra corretamente mais freqüentemente para as palavras como telefone do que para as palavras como tartaruga, o que sugere que as crianças utilizam o seu conhecimento do nome das letras para conectar a escrita à fala. As implicações desses resultados para a nossa compreensão do desenvolvimento da escrita pela criança são discutidas. Em particular, o trabalho questiona a interpretação oferecida por Ferreiro para um tipo de escrita observada entre crianças falantes de línguas como o espanhol e o português - a escrita silábica.<hr/>Four to 5-year-old children were asked to spell pairs of words beginning with the same letter and consonant sound. For each pair, the entire name or part of the name of the initial letter could be heard in the pronunciation of one of the words (e.g., telefone; limão), but not in the pronunciation of the other (e.g., tartaruga; laranja). The children spelled the first letter correctly more frequently for words such as telefone than for words such as tartaruga, suggesting that children use their knowledge of letter names to connect print to speech. The implications of these findings for our understanding of the development of children's invented spellings are discussed. In particular, we question Ferreiro's interpretation of a type of spelling that is observed among young speakers of Spanish and Portuguese - the so-called syllabic spelling. <![CDATA[<B>The constitution of intelligence</B>: <B>a psychoanalytical approach</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300007&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo procura situar o tema da inteligência humana na perspectiva psicanalítica, em especial, da contribuição de Silvia Bleichmar, explorando como a mente humana desenvolve a atividade intelectual a partir de seus estados embrionários. É reconhecida a contribuição da epistemologia genética desenvolvida por Jean Piaget que nos permite compreender a capacidade de construir sistemas simbólicos a partir de esquematismos sensório-motores. São também salientadas algumas convergências entre o pensamento piagetiano e o pensamento psicanalítico. O que é enfatizado neste artigo, entretanto, é que a contribuição psicanalítica sobre os primórdios da inteligência tem sido bem menos estudada, embora de grande interesse teórico e clínico. A inspiração teórica deste artigo, a partir dos estudos de Bleichmar, apoia-se fortemente em Freud, mas fundamenta-se de forma mais decisiva na orientação da escola francesa de Jean Laplanche. O artigo procura mostrar que, para alcançar a objetividade das estruturas lógicas, caracterizadas pelas categorias da lógica aristotélica - classificação, espaço, tempo, causalidade e negação - o psiquismo realiza um ativo trabalho de ligação dentro da mente que se inicia nas primeiras inscrições do outro humano sexualizado e que necessita implantar a repressão originária, única operação capaz de organizar a lógica do pensamento secundário. Enfatiza, ao final, que a contribuição sobre uma teoria das origens do psiquismo, no que concerne ao desenvolvimento da inteligência, permite ajudar nos estudos sobre os problemas de aprendizagem, diferenciando as dificuldades secundárias à construção do conhecimento dos transtornos que remetem ao não constituído do ego.<hr/>This paper aims to discuss human intelligence in the psychoanalytical perspective, particularly considering the contribution of Silvia Bleichmar who explores how human mind develops the intellectual activity from the embryonic states. It is recognized the contribution of genetic epistemology developed by Jean Piaget which allows to understand the capacity to build symbolic systems from sensory-motor schemes. There is also pointed some convergence between the genetic psychology and the psychoanalytic thought. What is stressed in this article, however, is that the contribution of psychoanalysis about the origins of intelligence has been less studied, although it is of most interest both theoretically and clinically. The theoretical inspiration of the paper relies on Freud's theory but it is more definitely grounded on the French school of Jean Laplanche. It tries to show that to reach the objectivity of logical structures, characterized by the categories of the Aristotelian logic - classification, space, time, causality, denial - the psychism does an active work of mind connection which starts in the first inscriptions of the other sexualized human and has to implant the originary repression, the only one able to organize the logic of the secondary thought. It stresses, at the end, that the contribution about a theory of the origins of psychism, concerning the development of intelligence is of great help in the studies about learning disabilities, as it differentiates learning difficulties due to secondary causes of the disorders which address to the lack of constitution of the ego. <![CDATA[<B>What a subjectivity is useful for? Foucault, time and body</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300008&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo procura retomar a mudança de rumo da obra de Foucault que determinou o enfoque sobre a subjetividade, sobretudo nos dois últimos volumes de História da Sexualidade. Com isso, nossa atenção volta-se para os marcos da definição de subjetividade como processo ou prática, que são a relação com o tempo e a dimensão transformacional ou criativa do corpo. Tal investigação conceitual sobre a subjetividade em Foucault procura indicar, outrossim, de que maneira a criação filosófica está relacionada ao modo de vida ou estilo de um filósofo. O pensamento derradeiro de Foucault é consistente com o estilo que ele vinha construindo no decorrer de sua obra, de modo que se discute a invectiva de que esta última fase, por razões várias, seria o lugar de um retorno do sujeito ou do homem que Foucault havia negado anteriormente.<hr/>The present article main proposition focuses on the turn made by Foucault when he takes into a new account the theme of the subjectivity, above all in the last two volumes of History of the Sexuality. Henceforth, our attention retraces the two characters of the subjectivity definition as a process or practice, it means, our relationship with the time and the creative or transformative dimension of the body. We argue, then, against the assertion that Foucault's last issue would imply the return of the subject or of the man that he had previously denied, that the last Foucault is consistent with the style that he had been building throughout his past books. <![CDATA[<B>The teacher's role in the discoursive construction of the argumentation in classroom</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300009&lng=en&nrm=iso&tlng=en A natureza canônica dos referentes do discurso de sala de aula, a relação assimétrica professor-aluno e a previsibilidade dos resultados das discussões parecem tornar a sala de aula um espaço pouco propício à argumentação. Entretanto, reconhecendo a importância desta como recurso didático, o presente artigo discute sua construção em situações instrucionais. A tese central é que ações discursivas, nos planos pragmático, argumentativo e epistêmico, implementam a argumentação em sala de aula. Dois grupos de discussão da quinta série são analisados, um gerido pelos alunos e outro mediado pela professora. Os resultados mostram que ações facilitadoras da emergência e sustentação da argumentação surgem nos dois grupos, porém, ações que aproximam as conclusões dos alunos do conhecimento convencionalizado dependem prioritariamente da mediação da professora.<hr/>The representation of the topics discussed in classroom as being part of canonical knowledge, the asymmetric teacher/student relationship and the expectation of results stemming from discussion seem to make the classroom a place that is not very propitious to argumentation. Nonetheless, in recognition of the importance of using argumentation as a teaching resource, the present article discusses its construction in instructional situations. The central point is that discourse actions in a pragmatic, argumentative and epistemic realm implement argumentation in the classroom. Two fifth-grade discussion groups are analyzed, one generated by the students and the other mediated by the teacher. The results show that actions facilitating the emergence and sustaining of argumentation appear in both groups, but actions that bring the students' conclusions closer to conventional knowledge depend primarily on the mediation of the teacher. <![CDATA[<B>Infantile autism and familiar stress</B>: <B>a systematic review of literature</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo tem como objetivo avaliar sistematicamente a produção bibliográfica constituída por relatos de pesquisa indexados nas bases de dados MedLine, PsycInfo e LILACS, produzida de 1991 a 2001, sobre o tema do impacto psicossocial em famílias de crianças portadoras do transtorno autista. Essa revisão propõe-se a verificar a influência deste impacto, na forma de estresse parental, como fator que afeta os cuidadores diretos e contribui para a ocorrência de alterações na dinâmica familiar. Os achados das pesquisas foram classificados de acordo com o tema investigado e os aspectos metodológicos categorizados. Os principais tópicos desenvolvidos pelos artigos foram o estresse parental nas famílias de crianças autistas, a comunicação funcional, os grupos comparativos acerca do estresse parental, as interações familiares, as estratégias de enfrentamento, a resiliência, o atendimento psicoterápico, a identificação e tratamento precoce para autismo.<hr/>This paper aims to evaluate systematically the literature constituted by research reports indexed in the data bases MedLine, PsycInfo and LILACS, produced from 1991 to 2001, about the psychosocial impact in families of children with autistic disorder. The review intends to access the influence of parental stress, as the factor affecting the direct caregivers and contributing to the occurrence of alterations in the familiar dynamic. The findings of the studies were classified in agreement with the investigated theme and categorized methodological aspects. The main topics focused were parental stress in the autistic children's families, functional communication, comparative groups concerning parental stress, family interactions, strategies of coping, resilience, psychotherapy, identification and early treatment for autism. <![CDATA[<B>Moral education and autonomy in children's education</B>: <B>what thinks the teachers</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho visa a analisar concepções sobre autonomia e educação moral de educadoras infantis e relacionar tais concepções com o desenvolvimento de práticas pedagógicas na Educação Infantil. Ancorado no referencial teórico da educação moral como construção, parte do pressuposto de que a forma como as educadoras concebem estes fenômenos pode influir em suas ações educativas, norteando, por vezes, suas próprias práticas. Ao todo, 15 educadoras infantis de oito creches públicas da cidade de Niterói, RJ participaram da pesquisa. As entrevistas realizadas permitiram mostrar, mediante procedimentos qualitativos de categorização e Análise de Conteúdo, que, majoritariamente, as educadoras expuseram concepções abstratas e individualizadas sobre autonomia e educação moral. Permitiram mostrar, ainda, que tais concepções se constituem na base das propostas educativas de promoção da autonomia das educadoras, apontando para a necessidade de que seja feita uma reflexão sobre os fundamentos da educação moral que se pretende autônoma, considerando as especificidades da criança pequena.<hr/>This paper aims to analyze autonomy and moral education concepts held by children's female teachers and to relate these concepts to the development of pedagogic practices in children's education. Anchored in the theoretical framework of moral education as construction, it presupposes that the way female teachers conceive these phenomena may influence their educational actions, orientating sometimes their own practices. 15 children's teachers from 8 public nursery schools in Niterói - RJ, have taken part in this research. The interviews have shown, through qualitative procedures of categorization and content analysis, that the majority of female teachers exposed abstract and individualized concepts of autonomy and moral education. They have also shown that these concepts make up the basis of the educational proposals to promote teachers' autonomy, thus pointing to the need to reflect upon the foundations of moral education which is supposedly autonomous, taking into account the infant's specificities. <![CDATA[<B>Religiosity and coping in health and illness</B>: <B>a review</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300012&lng=en&nrm=iso&tlng=en No contexto das práticas de saúde, observa-se alusão freqüente à influência de aspectos religiosos na cura e no tratamento de enfermidades. Nessa perspectiva, a interface entre religiosidade e enfrentamento tem sido investigada, principalmente nas últimas duas décadas, em especial, por pesquisadores das ciências sociais e da saúde. Este artigo é uma revisão da literatura sobre religiosidade e enfrentamento no processo saúde-doença. O uso de estratégias cognitivas e/ou comportamentais para lidar com estressores, advindas da religiosidade da pessoa, é denominado enfrentamento religioso. São abordados aspectos históricos da associação entre religiosidade e saúde, as funções positivas e negativas do enfrentamento religioso, instrumentos de medida e avaliação do enfrentamento religioso e resultados de pesquisas na área.<hr/>There are frequent allusions to the influence of religious aspects on cure and ilness processes in health contexts. In the last two decades, the relationship between religiosity and coping has been investigated mostly by social sciences and health researchers. This article consists on a literature review about religiosity and coping in health contexts. Cognitive or behavioral strategies which come from religiosity in order to cope with stress are called religious coping. This review includes historic aspects of the connection between religiosity and health, the positive and negative functions of religious coping, the religious coping assessment by instruments, and some research results in this area. <![CDATA[<B>The most know/used assessment instruments by psychologists and psychology students</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300013&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente trabalho visa a identificar os instrumentos psicológicos mais conhecidos e utilizados por psicólogos brasileiros dos seguintes estados: Amazonas, Ceará, Distrito Federal, Mato Grosso, São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Alagoas, Bahia, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Maranhão, Goiás, Paraíba e Sergipe. Participaram deste estudo 304 estudantes e profissionais de psicologia, sendo 82,2% do sexo feminino e 15,8%, do masculino, com idade entre 17 a 58 anos. Para a realização do estudo, foi elaborada uma relação contento 145 instrumentos psicológicos comercializados pelas seguintes das editoras: CEPA, Vetor, Casa do Psicólogo, Edites, CETEPP, Mestre Jou, Editorial Psy, Manole, Artes Médicas, Edicon e Entreletras. Os resultados indicaram que o número de instrumentos desconhecidos/não utilizados é maior do que os conhecidos/utilizados e que, dentre as técnicas mais conhecidas/utilizadas, encontram-se as de avaliação da personalidade.<hr/>The present work aims to identify the well known and also the most used psychological instruments by Brazilian psychologists from the following regions of the country: Amazonas, Distrito Federal, Mato Grosso, São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Alagoas, Bahia, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Maranhão, Goiás, Paraíba e Sergipe. In this study 304 subjects participated (17-58years old), 82,2% (F=250) female and 15,8%(F=48) male, students and psychologists. It was drawn up a list of 145 psychological instruments commercialized by the following publishing houses: CEPA, Vetor, Casa do Psicólogo, Edites, CETEPP, Mestre Jou, Editorial Psy, Mamole, Artes Médicas, Edicon, Entreletras. The results indicated that the number of unknown/ unused instruments is bigger than known/used and the personality assessments are the well known/ most used. <![CDATA[<B>Interventive psychodiagnostic strategies and support on adjustment crisis using sandplay and EDAO</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300014&lng=en&nrm=iso&tlng=en As atividades clínicas e institucionais do curso de Psicologia, bem como o término da graduação, configuram um momento de crise adaptativa para esses estudantes. O psicodiagnóstico interventivo com jogo de areia e EDAO foi eficiente na avaliação desse momento. A presente pesquisa, de natureza qualitativa, investigou as relações entre crise adaptativa, fatores psicossociais e recursos psicológicos com o psicodiagnóstico interventivo. Selecionou-se 7 alunas do 8º semestre de um curso de Psicologia. Realizou-se 3 encontros individuais para aplicação da EDAO, do jogo de areia e para a entrevista de devolutiva. Verificou-se a existência de fatores arquetípicos configurando a crise no campo das demandas acadêmicas e da passagem para a fase adulta, bem como o caráter de apoio das estratégias psicodiagnósticas. Foram recomendados estudos de follow up e trabalhos direcionados para o informe sobre a carreira de psicólogo e a criação de um espaço clínico de vivência subjetiva da crise.<hr/>Clinical and institutional Psychology's activities and the end of the graduation draw a students' adjustment crisis. For analyzing this situation, an interventive psychodiagnostic using Sandplay and EDAO has been effective. This qualitative research aimed to verify the relations between the crisis period, psychosocial factors and psychological resources based on the interventive psychodiagnostic. It was selected 7 female students from Psychology's 8th period, for 3 individual meetings, in which was applied EDAO, Sandplay and feedback's interview. The results have shown that arquetypal factors configures the crisis' period related to university demands and to the transition to adulthood and the psychodiagnostic strategies worked as a supportive factor. It was suggested a follow up study, Psychology's career information and the creation of the clinical situation for the subjective experience of the crisis <![CDATA[<B>Feminist methodologies</B>: <B>reflexivity in social sciences research</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300015&lng=en&nrm=iso&tlng=en Nos últimos anos as metodologias feministas têm influenciado fortemente a psicologia e as ciências sociais em geral, trazendo para o domínio da investigação novas possibilidades de pesquisa e de entendimento das dinâmicas sociais. A denominada crise positivista, muito marcada pelas críticas feministas à objectividade e neutralidade da ciência, legitimou a emergência de portentosas ferramentas analíticas, entre as quais a reflexividade. Este artigo explora a importância da adopção da reflexividade no processo de investigação e a sua influência na construção de uma ciência mais responsável. São discutidos os pontos de convergência entre a reflexividade e os pressupostos que presidem à utilização das metodologias feministas na psicologia.<hr/>In recent years feminist methodologies has greatly influenced psychology and social sciences in general, bringing up to the research field new possibilities of analysis and knowledge about social dynamics. The positivist crisis, affected in a large extent by feminist critics related with objectivity and neutrality of science, legitimated the emergence of potent analytic tools, among them reflexivity. This paper explores the importance of adopting reflexivity in the research process and its influence in the construction of a more responsible science. Convergent topics between reflexivity and the principles that underlie feminist methodologies in psychology are discussed. <![CDATA[<B>Adolescents in prostitution situation</B>: <B>an analyses of the commercial sexual exploitation in the contemporary society</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300016&lng=en&nrm=iso&tlng=en A presente pesquisa teve como objetivo principal compreender os processos que conduzem à produção da exploração sexual comercial de adolescentes na sociedade contemporânea. Realizamos uma análise da literatura da área e um estudo de campo, que contou com a participação de 14 adolescentes do sexo feminino, que se encontravam em situação de prostituição. Foram utilizados como procedimentos metodológicos: aplicação de questionários-entrevista, realização de entrevistas abertas, observações e informações de educadoras sociais. Elaboramos o perfil sócio-demográfico das adolescentes e suas famílias e criamos categorias temáticas expressivas dos conteúdos identificados. Constatamos que na produção do fenômeno encontram-se presentes múltiplos fatores que se entrecruzam de forma sinérgica nas trajetórias de vida das adolescentes. Ações de enfrentamento ao fenômeno requerem ações macro-estruturais e focais, nos mostrando a necessidade de repensarmos as concepções sobre os direitos das crianças e adolescentes, vivência de sexualidade, valores culturais e sociais, que acabam por permitir a emergência e perpetuação da exploração sexual comercial de crianças e adolescentes.<hr/>The present research had as main objective to understand the processes that lead to the production of the commercial sexual exploitation of adolescents in the contemporary society. An analysis of the literature of the area and field study was accomplished which counted on the participation by fourteen female adolescents who were involved in the prostitution modality. We used as instruments: questionnairy-interviews, oral reports, observation and information of the social educators. The social-demographic profile of the adolescents and their families was elaborated and was created expressive thematic categories of the identified contents. We confirmed that in the production of the phenomenon there are multiple factors that intersect themselves in a synergic way in the adolescents' path life. Affronting policies require macro-structural and focal actions, besides it is necessary that we rethink the conceptions, concerning to children and adolescents rights, about the sexuality experiences, cultural and social values that end allowing the emergency and perpetuation of the commercial sexual exploitation of children and adolescents. <![CDATA[<B>Gender identity divergence</B>: <B>drag queens, transvestism, and rransexualism</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300017&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo discute algumas categorias comumente usadas no campo da sexologia, mas pouco claras em termos de definição. A sexologia, enquanto uma ciência ainda muito recente, vem-se construindo com a contribuicão de pesquisadores oriundos de muitas áreas do conhecimento que trabalham com diferentes percepções e categorias epistemológicas. Tal multidisciplinaridade, por um lado, traz uma rica contribuicão para este campo do conhecimento, mas, por outro lado, traz também muita confusão e pouco diálogo entre os seus pares. Ao discutir-se tais categorais, tentou-se situá-las e compará-las, empregando as evidências oriundas de pesquisas empíricas e explicativas na literatura vigente que as sustentem enquanto categorias transdisciplinares úteis de análise. Pesquisas de caráter apenas interpretativo foram deixadas de lado por não contribuirem nessa tentativa teórica interdisciplinar. Esta revisão crítica da literatura, produzida a partir do inglês, traz algumas contribuições sobre uma delas, o transexualismo, bem como sobre algumas das mais recentes formas de abordá-lo em termos acadêmicos e clínicos.<hr/>This article discusses some common categories used in the field of Sexology, that are somewhat unclear in terms of definitions. Sexology, while a very recent science, has been built up through the contribution of researchers from many different areas of knowledge who usually work with different epistemological assumptions and categories. Such a multi-disciplinary approach brings, on the one hand, a rich contribution to the field, but, on the other hand, also creates much confusion and lack of communication between scientists. I tried to identify and compare these categories using empirical evidence and explanatory studies in the actual literature. Interpretative research was left out of the review because it does not contribute to this attempt at interdisciplinary theorizing. This critical review, written in English, provides a contribution to one such category - "transsexualism," - illustrating some of the recent ways of approaching this issue in academic and clinical terms. <![CDATA[<B>Qualitative analysis of interaction episodes</B>: <B>some reflections on procedures and usages</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300018&lng=en&nrm=iso&tlng=en O texto apresenta nossa experiência sobre análise qualitativa de episódios interacionais de crianças em grupo. Focalizam-se diversos aspectos e etapas da análise qualitativa de episódios videogravados. Comenta-se, inicialmente, o recorte do fluxo de eventos gravados para selecionar material para análise, o recorte interno dos trechos ou episódios selecionados, a transcrição e análise de episódios. A seguir, explora-se, refletindo sobre a evolução do trabalho e exemplificando com casos concretos, diversas formas de trabalhar qualitativamente com episódios, dependendo das perguntas focalizadas e dos objetivos da análise: visando o desenvolvimento de conceitos; visando a análise dos elementos componentes de um processo em foco; ou ainda, para ilustrar, empiricamente, um argumento. Essa diferenciação resultou em outra: a reflexão sobre o nível de detalhamento da descrição adequado a diferentes objetivos de análise e de comunicação. Finalmente, apresentamos nossa experiência em termos de maneiras de ilustrar visualmente dados qualitativos em apresentações escritas ou orais.<hr/>This paper presents our experiences with qualitative analysis of interactional episodes in groups of children. Several aspects and steps of qualitative analyses of videorecorded episodes are focused: The framing of interactional flows to select the fragments to be analyzed, the division of an episode into its component parts and the transcription and analysis of episodes. We explore several ways of working with episodes with a qualitative approach, depending on the questions focused and on the aims of the analysis: a conceptual development; the analysis of component elements of a focused process; or aiming to illustrate an argument with empirical data. This differentiation led to another one: a reflection on the level of descriptive detail adequate to different aims of analysis and communication. We finally present our experiences regarding different forms of visual displays of qualitative data for written or oral presentations. <![CDATA[<B>Organizational justice</B>: <B>a critical review of the literature</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722005000300019&lng=en&nrm=iso&tlng=en Pretende-se demonstrar, através de revisão crítica da literatura atual, o papel da justiça nas relações entre trabalhadores e organizações, bem como a fecundidade de seu estudo para o alargamento da compreensão de relevantes fenômenos organizacionais. Discutem-se questões conceituais acerca das dimensões da justiça organizacional, bem como seus antecedentes e conseqüentes no contexto das organizações. Secundariamente, examina-se um modelo integrado de estudo da justiça organizacional. À guisa de conclusão, comentam-se pontos críticos da pesquisa em justiça organizacional, que devem, necessariamente, ser levados em conta por pesquisadores da área.<hr/>This paper aims at demonstrating, through a critical review of current literature, the role of justice in organization/worker relationships, and the fertility of justice research for widening the understanding of some relevant organizational phenomena. Theoretical questions concerning the organizational justice dimensions are discussed, as well as their antecedents and consequences on organizational context. An integrative model on organizational justice is also examined. Finally, some critical aspects of research on justice that must be taken into account by organizational researchers are highlighted.