Scielo RSS <![CDATA[Trabalhos em Linguística Aplicada]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0103-181320140001&lang=en vol. 53 num. 1 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <link>http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000100001&lng=en&nrm=iso&tlng=en</link> <description/> </item> <item> <title><![CDATA[<b>Education as a responsible act</b>: <b>teacher development in the light of the Bakhtinian Circle's language philosophy</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000100002&lng=en&nrm=iso&tlng=en Partindo do pressuposto de que uma formação responsiva às demandas educacionais da contemporaneidade deve se voltar para educação linguística de professores de todas as áreas do conhecimento, capacitando-os a navegar por práticas de letramento cada vez mais inter e indisciplinares, pretendo, neste artigo, desencadear a discussão sobre as características de uma educação e formação responsável com base nas minhas respostas às leituras de textos do Círculo de Bakhtin inscritas na singularidade do meu existir-evento como professora, formadora e pesquisadora. Para tal, relaciono a concepção de educação responsável e responsiva aos conceitos de ato responsável, responsividade, dialogismo, ideologia, palavra autoritária e internamente persuasiva. Busco, por fim, alinhavar com as concepções do Círculo os diálogos travados em um existir-evento concreto: o projeto Práticas de linguagem em diferentes áreas do conhecimento na escola pública (PLIEP).<hr/>Framed on the conception that, to be responsive to the educational requirements of the contemporary world, a teacher education process should be targeted at the linguistic education of teachers involved in all areas of knowledge in order to qualify them to surf through the more and more inter and indisciplinary literacy practices, this article aims at triggering a discussion on the characteristics of a responsible education and teacher development. To achieve that, it will be brought into account my responses to readings of Bakhtin's Circle's texts inscribed in the singularity of my life-as-event as a professor, teacher educator and researcher. Additionally, the idea of responsible and responsive education will be related to the concepts of responsible act, responsivity, dialogism, ideology and authoritative and persuasive word. Finally, there will be an attempt to tack the Circle's ideas to the dialogues established in a concrete life-as-event situation, i. e. "Linguistic practices in different areas of knowledge in public schools" project (PLIEP). <![CDATA[<b>Interaction and teacher's work in the literacy class</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000100003&lng=en&nrm=iso&tlng=en A interação em sala de aula é objeto de investigação em diferentes investimentos de pesquisa no campo dos estudos da linguagem. Para os estudos em Linguística Aplicada, entre os desafios da abordagem do tema encontra-se, conforme percepção de Kleiman (1991), a compreensão das relações entre a interação em sala de aula e problemas relativos ao processo de ensino e aprendizagem. Com base nessa percepção, este estudo propõe descrever e analisar a interação em uma sala de aula de alfabetização, a fim de investigar a articulação entre sua materialidade discursiva e seu funcionamento didático (GOMES-SANTOS; ALMEIDA, 2009; MATÊNCIO, 2001; ROJO, 2007). Do ponto de vista teórico, esse propósito é delimitado pela contribuição tanto de estudos sobre o problema da interação em sala de aula (MEHAN, 1979), quanto daqueles ocupados, particularmente, com a natureza didática dessa interação e com o lugar do trabalho docente em sua configuração (SCHNEUWLY, 2009). A geração dos dados consistiu de acompanhamento de uma turma de segundo ano do Ensino Fundamental de uma escola pública da rede de ensino de Taboão da Serra, município da região metropolitana de São Paulo (SP), cujas aulas foram objeto de registro em áudio e vídeo e em caderno de campo, durante o primeiro semestre escolar de 2011. Neste estudo, é considerada uma amostragem do corpus correspondente a um determinado dia de trabalho da alfabetizadora. A descrição e análise dos dados aponta para a relação de interdependência das atividades escolares propostas, dos objetos de ensino visados e dos instrumentos didáticos utilizados na sala de aula: as formas pelas quais esses elementos são combinados têm efeitos no formato da interação entre professora e alunos e desvelam alguns dos desafios presentes no cotidiano do trabalho de alfabetizar.<hr/>Interaction in the classroom is an object of investigation in different research investments in the field of language studies. For studies in Applied Linguistics, among the challenges of the approach of the topic is found, as perceived Kleiman (1991), the understanding of the relationships between interaction in classroom and problems related to the teaching and learning process. Based on this perception, this study aims to describe and analyze the interaction in classroom literacy, in order to investigate the relationship between the discursive materiality and its didactic functioning (GOMES-SANTOS; ALMEIDA, 2009; MATÊNCIO, 2001; ROJO, 2007). From the theoretical point of view, this purpose is defined by the contribution both from studies on the problem of interaction in the classroom (MEHAN, 1979), as those occupied particularly the didactic nature of this interaction and the place of teacher's work in its configuration (SCHNEUWLY, 2009). The data generated consisted of monitoring a second year Elementary Class of a public school in Taboão da Serra, metropolitan area of São Paulo (SP), whose classes were the object of record audio and video, and field notes during the first scholar term of 2011. In this study, only a sampling of the corpus, corresponding to a teacher workday of literacy, is contemplated. The description and analysis of the data points to the interdependence of school activities proposed, the objects of targeted education and teaching tools used in the classroom: the ways in which these elements are combined can have effects on the interaction between teacher and students and unveil some of the challenges present in the daily work of literacy. <![CDATA[<b>Integration of digital information technologies and communication in learning contexts</b>: <b>analysis of three different moments of a teacher development course</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000100004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Neste artigo, buscamos refletir sobre as relações entre ensino público paulista, tecnologias digitais e letramentos na contemporaneidade por meio da análise de dados coletados em um estudo de caso composto por três momentos de uma formação continuada do Programa Nacional de Formação Continuada em Tecnologia Educacional (ProInfo Integrado), a saber, (i) material de um dos cursos do programa, o "Tecnologias na Educação: ensinando e aprendendo com as TICs", (ii) aplicação desse curso por uma tutora a professores da rede do interior de São Paulo e (iii) prática de sala de aula de uma professora cursista. O objetivo específico foi identificar quais dos discursos mais comuns envolvendo letramentos e tecnologias eram percebidos em cada momento da formação, a partir da distinção de Warschauer e Ware (2008) em "enquadre da aprendizagem", "enquadre da mudança" e "enquadre do empoderamento" e apontar para as articulações existentes entre eles. Trata-se de pesquisa qualitativa, de cunho etnográfico, em que os dados foram gerados ao seguirmos e gravarmos as diversas fases dos encontros presenciais, observarmos as interações e atividades dos cursistas na plataforma on-line, de entrevistas com a tutora e com os cursistas, além da análise de documentos e dos materiais referentes ao curso e do acompanhamento e registro de aulas de uma professora cursista na escola de Educação Básica em que leciona. Os pressupostos teóricos foram baseados na concepção enunciativa sóciohistórica sobre língua e na concepção de gêneros discursivos de Bakhtin. Os resultados obtidos apontaram para diversas articulações entre ensino e tecnologias que permearam os contextos estudados e para a dificuldade de distinção entre os discursos, posto que não há separações demarcadas entre eles.<hr/>The aim of this article is to analyze the correlations between São Paulo's public state schools, digital technologies and literacies in the contemporaneity using the analysis of data from a case study composed of three moments of the National Program for Continuing Education in Educational Technology (Integrated ProInfo), namely, (i) the material used in 'Technologies in Education: teaching and learning with ICT', a course in the program, (ii) the application of this course by a teacher tutor for public schools teachers of São Paulo's countryside and (iii) the classroom practice of a teacher. The specific objective was to identify which of the most frequent discourses involving literacy and technologies were noticed in each specific moment of the education, from Warschauer and Ware (2008) distinction in "learning framework", "change framework" and "power framework" and point to the articulations which exist among them. It is a qualitative research, of an ethnographic nature, in which the data were generated as the various stages of the lessons were observed and recorded, as well as the observation of the interactions and activities of the course participants in the online platform; interviews with the tutor and course participants were conducted; besides the analysis of documents and materials related to that course and the monitoring and recording of the lessons of one of the teachers in charge at the school where she teaches. The theoretical assumptions are based on the socio-historical enunciative conception of language and Bakhtin's conception of speech genres. The results pointed to several articulations between teaching and technologies that permeated the contexts studied and the difficulty of distinguishing between discourses, since there is no marked separation between them. <![CDATA[<b>Digital literacies, interdisciplinarity and english language learning by high school students</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000100005&lng=en&nrm=iso&tlng=en As tecnologias digitais fazem parte da vida contemporânea e sua apropriação criativa e potencialmente subversiva tem provocado transformações nos modos de produção do conhecimento e da informação. Tendo por base as concepções de letramentos digitais (SNYDER, 2009; BUZATO, 2009; MOITA LOPES, 2010) e de ensino de línguas comunicativo baseado em tarefas (BROWN, 2007; WILLIS, 1996), realizamos atividades de aprendizagem de língua inglesa por adolescentes, estudantes do ensino médio, em contexto de imersão. Por meio do projeto institucional Novos Talentos, financiado pela CAPES, planejamos e desenvolvemos uma semana de atividades em língua inglesa, envolvendo diferentes práticas letradas digitais, com vistas à interdisciplinaridade. Neste artigo apresentamos o arcabouço conceitual orientador das atividades, uma descrição das atividades realizadas em diferentes oficinas, bem como uma discussão sobre os papéis dos letramentos digitais no desenvolvimento de projetos interdisciplinares e ensino-aprendizagem de língua inglesa.<hr/>Digital technologies are part of contemporary life and their creative and potentially subversive appropriation has provoked transformations in the ways knowledge and information are produced. Based on the concepts of digital literacies (SNYDER, 2009; BUZATO, 2009; MOITA LOPES, 2010) and on communicative task-based language teaching (BROWN, 2007; WILLIS, 1996), we developed activities for English learning by adolescents, high school students, in an immersion context. Through the institutional program "Novos Talentos", sponsored by CAPES, we planned and developed activities in English around different digital literacy practices aiming at an interdisciplinary work. In this article, we discuss the theoretical framework foregrounding the activities, describe the activities developed for different workshops and discuss the roles digital literacies may have in the development of interdisciplinary projects and English teaching and learning. <![CDATA[<b>Language policies in a public technical and high school</b>: <b>the offer of foreign languages</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000100006&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo tem a finalidade de compreender a realidade da oferta de línguas estrangeiras em uma escola pública de Ensino Médio e Tecnológico do interior do Rio Grande do Sul. O estudo sustenta-se em referenciais teóricos atuais sobre políticas linguísticas, além de calcar-se em conceitos como governamentalidade e ideologia. A geração e análise dos dados se realizaram de acordo com uma perspectiva etnográfica, tomando-se como fonte entrevistas semi-estruturadas, registros visuais e análise documental. Os participantes são membros da instituição (uma ex-coordenadora de ensino e dois alunos) e seus relatos provêm elementos significativos para responder à pergunta de pesquisa, a saber: há indícios de que a visão ideológica dos alunos está em consonância com a política linguística da escola para as línguas estrangeiras no Ensino Médio? A apreciação dos dados permite-nos compreender que, embora pequenas mudanças estejam ocorrendo em termos político-linguísticos, elas não são suficientes para atender às expectativas dos alunos em relação às línguas estrangeiras ofertadas na escola.<hr/>This paper aims to understand the foreign languages' offer in a public technical and high school in the countryside of Rio Grande do Sul. The study presented here is based on current theoretical references about language policy and it is supported by the concepts of governmentality and ideology. Data generation and analysis were made according to ethnographic perspective, taking as source semi-structured interviews, document analysis and visual records. The participants are members of the institution (one ex-coordinator and two students). Their reports gave us significant elements to answer our research question, which is: is there evidence that the students' ideological view is in consonance with the school's linguistic policy to foreign languages in high school? The data analysis allows us to understand that small changes related to language policy are in course, however they are not enough to answer the students' expectations related to the foreign languages offered in the school. <![CDATA[<b>An ethnomethodological understanding of additional-language learning and proficiency</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000100007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Descrevemos ações que configuram o trabalho de aprender espanhol como língua adicional e o trabalho de ser membro em entrevista de proficiência oral em português como língua adicional em duas sequências de fala-em-interação, segmentadas de dois corpora: 24 horas de gravações audiovisuais de aulas de espanhol como língua adicional em uma escola de línguas no Brasil (ABELEDO, 2008) e 10 horas de gravações em áudio de entrevistas de proficiência oral em português como língua adicional do exame Celpe-Bras (FORTES, 2010). Essas análises, representativas de coleções de ambos os corpora, mostram que os participantes utilizam práticas de descrição e categorização (SACKS, 1992; SCHEGLOFF, 2007a) aceitáveis e compreensíveis para manter a sua intersubjetividade (GARFINKEL, 1967), orientando-se para as práticas de descrição e categorização da língua adicional como sendo não apenas aceitáveis, mas preferíveis. A atribuição e a ratificação de categorias de pertencimento (SACKS, 1992; SCHEGLOFF, 2007a) entre os participantes também são comuns a ambos os corpora: para o trabalho de aprender, os participantes atribuem e ratificam categorias institucionais (SCHEGLOFF, 1992) enquanto demonstram copertencimento na comunidade de práticas linguísticas que eles simultaneamente instauram, reorganizando, portanto, a sua participação (GOODWIN; GOODWIN, 2004); para o trabalho de ser membro competente em entrevistas de teste de proficiência linguística, os participantes conferem uns aos outros categorizações localmente relevantes em torno de [ser daqui] e [ser de lá]. Os resultados da análise nos permitem conceber a aprendizagem de língua adicional como trabalho interacional constante que é inseparável da participação. A análise dos dados de entrevistas de proficiência oral aponta para a necessidade de parâmetros de avaliação de proficiência oral em língua adicional cada vez mais válidos e coerentes com a visão de que o uso da linguagem serve para ação no mundo (CLARK, 1996).<hr/>Analyses of two interactional segments excerpted from two data sets are offered here to describe actions that accomplish doing learning an additional language and doing being a member in language testing interviews. The first data set is composed of 24 hours of audiovisual records of interaction in Spanish-as-an-additional-language classes in Brazil (ABELEDO, 2008) and the second amounts to 10 hours of audio records of Celpe-Bras oral-proficiency testing interviews (FORTES, 2010). In these representative analytic samples from larger studies, participants are shown to deploy description and categorization practices (SACKS, 1992; SCHEGLOFF, 2007a) that they treat as acceptable and intelligible to maintain their intersubjectivity (GARFINKEL, 1967), and they orient to such practices in the additional language as preferable. Attribution and ratification of membership categories among interactants are also shown to be crucially operative in both data sets: for doing learning, participants attribute and ratify institutional categories (SCHEGLOFF, 1992) while displaying comembership in the linguistic community of practices that they simultaneously engender, thus reorganizing their participation (GOODWIN; GOODWIN, 2004); for doing being a member during language testing interviews, participants assign each other locally relevant categorizations around [being from here] and [being from there]. Results allow us to conceive of additional-language learning as the ongoing interactional work that is inseparable from participation, and call for the development of valid oral-proficiency language assessment criteria increasingly attuned to the fact that language is used for doing things in the world (CLARK, 1996). <![CDATA[<b>What's in a name?</b> <b>The quest for new metaphors for second language acquisition</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000100008&lng=en&nrm=iso&tlng=en The present article focuses on a series of metaphors found in texts on language and language learning, and discusses the criticisms of the acquisition metaphor and the addition of participation as a new concept to represent language learning. The main theoretical proposals for second language acquisition (SLA) have been selected in order to verify which theories use acquisition and which use participation. While scrutinizing those texts, I found that other metaphors have also been proposed; however, acquisition and participation are still the most prevalent. Participation has been used as a metaphor since Sfard (1998) and has been well accepted in Applied Linguistics. Therefore, I present the cognitive view of metaphor and metonymy and demonstrate that, according to the cognitive studies on metaphor, participation cannot be seen as a metaphor, but rather as a metonym. To prove this, I use the metonymic model proposed by Lakoff (1990) as support. I conclude, agreeing with Ortega (2009) that a metaphorical polyphony can help us understand the complex phenomenon of language and language learning. Nevertheless, metonyms must not be disregarded.<hr/>Este artigo apresenta uma série de metáforas encontradas em textos que falam sobre linguagem e aprendizagem de línguas e discuto as críticas à metáfora da aquisição e a adição de participação como um novo conceito para representar a aprendizagem de línguas. Foram selecionadas as principais propostas teóricas para a aquisição de segunda língua para verificar quais teorias usam aquisição e quais usam participação. Ao examinar esses textos, foi possível observar que outras metáforas também têm sido propostas, mas que aquisição e participação ainda são as predominantes. Participação tem sido usada como uma metáfora desde Sfard (1998) e foi bem aceita na Linguística Aplicada. Em seguida, apresento a visão cognitiva da metáfora e da metonímia e demonstro que, de acordo com os estudos cognitivos sobre a metáfora, participação não pode ser vista como metáfora, mas como uma metonímia. Para provar isso, uso como suporte o modelo proposto para a metonímia por Lakoff (1990). Concluo, concordando com Ortega (2009) que uma polifonia metafórica pode nos ajudar a compreender o fenômeno complexo da linguagem e da aprendizagem de línguas, mas que metonímias não devem ser desconsideradas. <![CDATA[<b>The effect of direct and metalinguistic written corrective feedback in the school context</b>: <b>a pilot study</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000100009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Desde los inicios de la investigación en Adquisición de Segundas Lenguas (ASL), los estudios de Feedback Correctivo Escrito (FCE) buscaron respuesta a diversas preguntas en torno al FC y en especial al escrito: las razones para corregir los errores, cuáles errores corregir, cuándo corregirlos, cómo corregirlos y por quién. Sin embargo, los estudios iniciales no se concentraron en la pregunta que es de vital importancia en esta temática el día de hoy, es decir, si el FC tiene el potencial de contribuir al desarrollo de la lengua meta (BITCHENER & FERRIS, 2012). En este artículo se informa de los resultados de un estudio piloto que aborda la efectividad del FC escrito. Los hallazgos revelan que los grupos experimentales obtuvieron mejores resultados que el grupo control en el postest escrito; sin embargo debido a ciertas limitaciones del estudio piloto, los resultados hay que visualizarlos con cautela.<hr/>Since the early research in Second Language Acquisition (SLA), studies of Written Corrective Feedback (WCF) sought to answer several questions about CF and especially WCF: reasons to correct errors, which errors to correct, when to correct, how to correct and by whom. However, initial studies did not focus on the question that is vital in this area today, that is, if CF has the potential to contribute to the development of the target language (BITCHENER & FERRIS, 2012). This article reports the results of a pilot study that addresses the effectiveness of WCF. The findings reveal that the experimental groups outperformed the control group in the written posttest; however, due to certain limitations of the pilot study, the results need to be revised with caution. <![CDATA[<b>Teaching-learning</b>: <b>reference and textual progression in higher education</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000100010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Neste artigo, discutimos referenciação e progressão textual nas produções escritas de alunos do PARFOR-Letras, Língua Portuguesa. Nossa pesquisa revelou que esses alunos apresentavam dificuldades para fazer um texto progredir, além de dificuldades no processo de referenciação. No decorrer desse artigo, trabalhamos com a hipótese de que essas dificuldades são provenientes do tipo de ensino de língua a que estiveram expostos e sugerimos estratégias que podem ser úteis ao ensino de referenciação e progressão textual.<hr/>This article discusses reference and textual progression in the written production of students in the PARFOR-Letras, Portuguese language. It was found that these students have difficulty in making their texts progress, as well as difficulties in the process of reference. We base our discussion on the hypothesis that these difficulties stem from the type of language teaching to which they were exposed. Useful strategies are suggested for the teaching of reference and textual progression. <![CDATA[<b>The (non) effectiveness of texts in rewritings produced by teachers in training</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000100011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Estudos apontam o funcionamento da reescrita como etapa de melhoramento do texto. Todavia, experiências empíricas nos indicaram que nem sempre a reescrita funciona conforme o esperado. A partir dessas observações, realizamos pesquisa sobre atividades de reescrita com professores em formação inicial, entre os quais identificamos sujeitos que, supostamente, deveriam dominar a produção textual, mas que revelaram pouco domínio dessa atividade, necessitando, portanto, da didatização da reescrita. O objetivo da pesquisa foi identificar e analisar os fatores que contribuem (ou não) para a reescrita textual no ensino superior. Os fundamentos teóricos recuperam os estudos sobre escrita de Kato (1993), Meurer (1997) e Sautchuk (2003), além de trabalhos sobre a reescrita elaborados por Jesus (1995), Ruiz (2001), Antunes (2003), entre outros. A metodologia, de inspiração interpretativista, segue os procedimentos dos trabalhos documentais e exploratórios. A análise revela a existência de dois fatores complexos e imbricados que contribuem tanto para o funcionamento quanto para o não funcionamento da reescrita textual no ensino superior: a correção do sujeito professor e a experiência com a escrita do sujeito licenciando produtor. Há uma tendência de a correção favorecer a passividade do produtor; concomitantemente, há outra tendência que é a da reversão dessa passividade, mas esta depende do engajamento do produtor na atividade de reescrita. Os dados mostram que essa segunda tendência é menos recorrente.<hr/>Studies point to the effectiveness of rewriting as a step to text improvement. However, empirical research has shown that rewriting does not always work as expected. From these observations, research activities have been carried out with teachers in training and subjects who were supposed to dominate the textual production, but showed little practice in this area, therefore requiring the didactization rewriting. The objective of this research is to identify and analyze factors that contribute (or not) to rewrite the textual of higher education. The theoretical framework involves the writing of Kato (1993), Meurer (1997) and Sautchuk (2003), and works on rewriting prepared by Jesus (1995), Ruiz (2001), Antunes (2003), among others. The methodology of interpretive inspiration follows the procedures of documentary work and exploration. The analysis has revealed the existence of two intertwined and complex factors that contribute to both the effectiveness and non-effectiveness to rewrite the text in higher education: the correction of the subject teacher and the experience of writing the subject's producer licensing. There is a tendency to fix foster passivity producer; concomitantly, there is another trend that is the reverse of this passivity, but this depends on the engagement of the producer activity in the rewrite. The data show that this tendency is less the second applicant. <![CDATA[<b>The intercultural reconstruction of guarani school linguistic human rights</b>: <b>social landscapes and literacy</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000100012&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo busca contribuir para a reconstrução intercultural do direito humano linguístico escolar ao letramento, pondo em questão o caráter monovalente e universalizante com que esse direito é inserido no horizonte social dos grupos dominantes do capitalismo global. À luz de uma fundamentação teórica que articula discursos do Círculo de Bakhtin, dos Novos Estudos de Letramento, da Linguística Aplicada e dos Estudos Culturais, são interpretados, na análise de dados, discursos dos professores da Escola Indígena de Ensino Fundamental Itaty, da aldeia guarani do Morro dos Cavalos (SC). Esses discursos reconstroem interculturalmente o direito ao letramento, em primeiro lugar, como direito ao registro escolar da tradição cultural (reivindicado em decorrência das transformações de base econômica das práticas legitimadas de geração e transmissão de conhecimento da comunidade), e, em segundo lugar, como "arma de defesa e sobrevivência", através da qual lutar por uma maior soberania sobre as próprias formas de enunciação, indissociável de uma maior soberania econômica.<hr/>This paper seeks to contribute to the intercultural reconstruction of the school linguistic human right to literacy, questioning the monovalent and universalizing nature with which this right is inserted in the social horizon of the dominant groups of global capitalism. Upon a theoretical ground that articulates discourses from the Bakhtin Circle, New Literacy Studies, Applied Linguistics and Cultural Studies, the analysis of data interprets discourses about that issue by the Guarani teachers of the Itaty Indigenous Primary School, located in the Guarani village of Morro dos Cavalos (Santa Catarina, Brazil). Those discourses interculturally reconstruct the right to literacy as the right to the school register of their cultural heritage (claimed upon the transformations of economic basis of the community's forms of utterance and legitimated practices of knowledge generation and transmission), and as a "weapon of defense and survival" with which to struggle for fuller sovereignty over their forms of utterance and, inseparably, over their economy. <![CDATA[<b>Representations and stereotypes about the translation portuguese/spanish</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000100013&lng=en&nrm=iso&tlng=en Pretende-se discutir a questão dos estereótipos a respeito da tradução da língua espanhola e portuguesa buscando-se problematizar a relação entre os enunciados produzidos por estudantes brasileiros, espanhóis e argentinos de diferentes contextos de formação em Tradução. Para tanto, delimitamos inicialmente o termo e o conceito de estereótipo, entendendo o segundo como uma representação - de caráter homogeneizador - atribuída à realidade, em um processo de simplificação cognitiva, e os seus desdobramentos dentro de estudos ao longo do século XX. Posteriormente, apresentamos quais são os estereótipos relacionados à tradução da língua espanhola levantados em um curso de Tradução brasileiro, Bacharelado em Letras-Tradutor, a partir de pesquisa empírica, utilizando-se técnicas desenvolvidas para realizar a análise estrutural das representações sociais. Para finalizar, contrapomos os estereótipos citados anteriormente aos enunciados sobre a tradução da língua portuguesa formulados por estudantes de tradução de língua portuguesa provenientes de dois contextos diferentes, a saber: o curso de Traductorado en Portugués (Buenos Aires - Argentina) e o curso de Traducción e Interpretación (Granada - Espanha). Os diferentes níveis de análise dos dados apoiaram-se teoricamente em trabalhos da Psicologia Social e na Semântica Enunciativa, e permitiram identificar um modo sintático-enunciativo marcado por contornos e contradições, que evitou a afirmação direta, caracterizando um dizer marcadamente polifônico, no que concerne aos enunciados brasileiros. Embora com algumas semelhanças no modo argumentativo, as representações feitas por espanhóis e argentinos se distanciam no que tange aos objetos de valoração atrelados ao idioma português.<hr/>This work is aimed at discussing stereotypes in about the translation Spanish and Portuguese, seeking to problematize the relationship among utterances produced by Brazilian, Spanish and Argentine undergraduate students from different contexts of graduation in translation. In order to do so, the term and concept of stereotype were initially delimited, the latter understood as a representation that ascribes to a perspective of reality as homogeneous, in a process of cognitive simplification, and its ramifications in studies throughout the twentieth century. Subsequently, based on the data collected from classes of a Translation undergraduate course in Brazil, I discuss which stereotypes are related to the translation of the Spanish language, using techniques developed to conduct the empirical and structural analysis of social representations. These stereotypes are finally compared to utterances about the translation of Portuguese language produced by students of Portuguese translation from two different contexts, namely the course Traductorado en Portugués (Buenos Aires - Argentina) and Traducción e Interpretación (Granada - Spain). The different levels of data analysis are based on theoretical works from Social Psychology and Enunciative Semantics. They enabled me to identify a syntactic-enunciative mode characterized by outlines and contradictions, which in turn avoided direct statements by Brazilian students, revealing a saying markedly polyphonic. In spite of some similarities in the argumentative mode, the representations made by Spaniards and Argentines are distant with respect to the objects of valuation embedded to the Portuguese language.