Scielo RSS <![CDATA[Trabalhos em Linguística Aplicada]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0103-181320140002&lang=es vol. 53 num. 2 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000200001&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[<b>Geopolitics of academic writing in contact zones</b>: <b>problematizing indigenous students' representations and pratices</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000200002&lng=es&nrm=iso&tlng=es Analiso aqui discursos expressos em produções escritas por professores e professoras indígenas concluintes do curso de licenciatura em Educação Intercultural da Universidade Federal de Goiás, buscando dar sentido às suas concepções e representações de escrita acadêmica nas zonas de contato. Estes discursos são problematizados desde perspectivas teóricas decoloniais latino-americanas em intersecção com estudos críticos do letramento e do letramento acadêmico. De forma geral, estes discursos apontam para a naturalização de uma ordem hierárquica racial, consequentemente ontológica, cultural e epistemológica, no qual o domínio de certas práticas de letramento e a autoridade para usá-las no contexto acadêmico é ainda critério válido de classificação de grupos culturalmente diferentes. Ao destacar a intrínseca relação entre configurações textuais específicas e altamente valorizadas de letramento acadêmico e a forma de produção de conhecimento de matriz angloeurocêntrica, busco situar tais práticas de escrita no projeto mais amplo de modernidade/colonialidade e, coerentemente com o referencial adotado, busco apontar alternativas viáveis para a descolonização destas práticas, como a abertura da academia para novas possibilidades epistemológicas e, consequentemente, para novas formas de produção e expressão de conhecimentos, especialmente em contextos que se propõem interculturais. Nesta direção, sumarizo perspectivas indígenas e não-indígenas críticas contemporâneas sobre a relação entre formas de conhecimentos situados e outras possibilidades de apropriação da escrita acadêmica que consigam transmitir a localização geo-corpo-política de outras formas de pensar, conhecer e significar o mundo.<hr/>In this work, I analyse written discourses by Indigenous teachers graduating in an Intercultural Education course, at Federal University of Goias, and I try to make critical sense of their conceptions and representations of academic writing in contact zones. These discourses are problematized in this article since Latin American decolonial theoretical perspectives intersected with assumptions form literacy and academic literacy critical studies. In the overall, these discourses point out to a naturalization of a racial hierarchical order, consequently, a ontological, epistemological and cultural one, in which mastering certain literacy practices and the authority to use them in the academic context is still a valid criterion for classification of groups culturally different. In highlighting an intrinsic relationship between the specific and highly valued textual configurations of academic literacy and the form of knowledge production from an Anglo-eurocentric matrix of power, I seek to situate such writing practices in the broader project of modernity/ coloniality and, consistent with the framework adopted, I seek for alternatives and viable ways for decolonization of these practices, such as the opening of the academy for new epistemological possibilities and hence to new forms of production and expression of knowledge, especially in intercultural contexts. In this direction, I sum up Indigenous and no Indigenous contemporary critical perspectives on the relationship between forms of situated knowledge and other possibilities of appropriation of academic writing so that they can transmit more clearly a geo-body politics location and then convey other ways of thinking, knowing and mean the world. <![CDATA[<b>Mobilities, affirmations and negations about the japanese identity in Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000200003&lng=es&nrm=iso&tlng=es O objetivo deste trabalho é discutir e contestar algumas questões relacionadas aos construtos de identidade e cultura em meio aos processos da imigração japonesa no Brasil, mais especificamente, no sul do país. Buscamos avaliar os efeitos de algumas medidas políticas para o desenvolvimento de estereótipos acerca de japoneses, especialmente considerando as tentativas de repressão e silenciamento perceptíveis em algumas dessas políticas. Interessa-nos, nessa perspectiva, observar as representações e discursos construídos na época do fluxo migratório japonês no Brasil em torno da figura/imagem do "estereótipo do japonês". Com isso, pretendemos, também, ponderar sobre como os movimentos de trânsitos, mobilidades e deslocamentos dos imigrantes podem ser refletidos nas suas representações identitárias, revelados simbolicamente por meio da linguagem, em construções discursivas.<hr/>The focus of this article is to address and argue about some issues related to the constructs of identity and culture in the Japanese immigration process in Brazil, mainly in the Southern parts of the country. We examined the effects of political measures for the development of Japanese stereotypes, especially considering some attempts of repression and the perceptible silencing in some of these policies. In this perspective, this paper also presents analysis of the representations and discourses built during the Japanese migration flow to Brazil regarding the character/image of the "Japanese stereotype". Therefore, it is also intended to present how the immigratory transit movements, mobilities and displacements can be reflected in their identity representations, symbolic revealed through language, in discursive constructions. <![CDATA[<b>How to be happy amid the portuñol produced in the spanish language classroom</b>: <b>towards a translanguaging pedagogy</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000200004&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo se contrapõe à perspectiva que associa o portunhol à noção de interlíngua, que conduz ao erro e à insuficiência do aprendiz que não progride em direção ao domínio proficiente da língua espanhola. Por meio de conceitos oriundos da Sociolinguística e dos estudos do discurso, busca-se construir uma concepção do portunhol que se produz na sala de aula de espanhol como translíngua, como produto de uma epistemologia de fronteira. Dessa forma, propõe-se para o ensino de espanhol uma pedagogia translíngue, que se pauta no movimento entre as fronteiras linguísticas do português e do espanhol, no movimento que o aprendiz faz, como falante de língua portuguesa, em direção à criação de sentidos na sala de aula de espanhol.<hr/>This article challenges the perspective which links portuñol to the concept of interlanguage, leading language learners both to errors and to failure, as well as causing them not to progressing toward a proficiency in Spanish. From the standpoint of Sociolinguistics and discourse studies, the aim is to launch a conception of the portuñol produced in the Spanish language classroom as translanguaging, a product of a border epistemology. Thus, it is proposed a translanguaging pedagogy for Spanish teaching grounded on the movement between the linguistic borders of Portuguese and Spanish, as well as on the movement that the learner produces as a Portuguese speaker in order to create meanings in the Spanish language classroom. <![CDATA[<b>Compulsory teacher training practice subject of different undergraduate teaching courses as context of applied linguistics research</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000200005&lng=es&nrm=iso&tlng=es Com propósito de comprovar que estágios supervisionados de diferentes licenciaturas Brasileiras, como Geografia e História, no que tange ao uso da linguagem, são contextos relevantes para a investigação científica na Linguística Aplicada, apresentamos um estudo de como professores em formação inicial percebem a alienação do trabalho do professor do ensino básico envolvendo a escrita, em relatórios de estágio supervisionado, utilizados como atividade avaliativa final nas referidas disciplinas obrigatórias das licenciaturas. Os relatórios são tomados como dados a partir da abordagem qualitativa de pesquisa, orientada pela concepção de Linguística Aplicada indisciplinar, caracterizada pela mobilização de pressupostos teórico-metodológicos originários de diferentes áreas do conhecimento, conforme objeto construído para investigação crítica. Os resultados mostram que, normalmente, o professor não é visto institucionalmente como um profissional autônomo, mas as disciplinas de estágio supervisionado das licenciaturas podem servir como um importante contexto para desestabilização da alienação do trabalho docente ainda na formação inicial de professores, sendo a escrita acadêmica reflexiva um importante instrumento para o empoderamento docente.<hr/>With the purpose of proving that language uses at compulsory teacher training practices of different Brazilian Teacher Education Courses, like Geography and History, are relevant contexts to the scientific research in Applied Linguistics, we show a study about how pre-service teachers realize the alienation in school teacher's work involving the writing ability from their supervised training reports used as final assessment on the mentioned compulsory subjects of undergraduate teaching courses. The written reports are the data examined by the perspective of qualitative research as well as guided by the conception of indisciplinary Applied Linguistics that is characterized by the use of theoretical-methodological assumptions from different areas of knowledge depending on the produced object to be critically investigated. The result shows that the school teacher is not usually recognized as an autonomous professional. Otherwise, the teacher training practice subjects at undergraduate teaching courses must be seen as important contexts to destabilize the school teachers' work alienation still into their pre-service teacher training. The academic reflexive writing can be used as an important instrument to the teacher's empowerment. <![CDATA[<b>Official documents, curriculum and english as foreign language teaching-and-learning</b>: <b>socio-historical (inter-)relationships</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000200006&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este trabalho tem por objetivo geral verificar como o Currículo Mínimo de Língua Estrangeira da Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro, em sua versão 2012, resignifica os apontamentos epistemológicos delineados pelos Parâmetros Curriculares Nacionais de Língua Estrangeira (Ensino Fundamental), no geral, e da teoria sócio-histórica da linguagem e ensinagem, em particular, que embasa tal documento. Para tanto, foram analisados os conteúdos e competências indicados para os quatro bimestres do nono ano do Ensino Fundamental a partir de uma metodologia interpretativista de pesquisa e sob a ótica de uma Linguística Aplicada Indisciplinar, crítica e problematizadora.<hr/>This paper aims at verifying how the Foreign Language Minimum Curriculum elaborated by the Educational Department of the State of Rio de Janeiro, in its 2012 version, re-signifies the epistemological perspectives outlined by the National Foreign Language Curricular Parameters (Fundamental Education), in general, and the socio-historical theory of language and teaching-and-learning, in particular. For this purpose, the contents and skills indicated by the Minimum Curriculum for the four bimesters of the ninth grade were analyzed from an interpretive research methodology view and under the perspective of an indisciplinary, critical and socially relevant Applied Linguistics. <![CDATA[<b>Exploring the relationship between lexical access and proficiency level in L2</b><b> speech production</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000200007&lng=es&nrm=iso&tlng=es This study explores the relationship between lexical access and proficiency level in L2 speech production. Forty-one participants (intermediate and advanced learners of English as a foreign language) performed a lexical access task in L2 which yielded two measures: reaction time (RT) and naming accuracy (NA). The statistical analysis point to a facilitatory effect of semantic related word distractors on L2 picture-naming for the experimental and control conditions in both proficiency groups. In addition, only the mean difference in NA scores for the control and experimental conditions between proficiency groups reached statistical significance. That is, advanced learners overpassed the intermediate ones in number of words correctly named. Results also indicate a partial relationship between RT and NA scores. Findings are explained in light of research on L2 speech production, lexical access and working memory, taking into account the development of L2 proficiency and L2 lexical representations.<hr/>O presente estudo explora a relação entre acesso lexical e nível de proficiência na produção oral em L2. Quarenta e um participantes (aprendizes de nível intermediário e avançado de Inglês como língua estrangeira) executaram uma tarefa de acesso lexical em L2 que resultou na análise de duas medidas: tempo de reação (TR) e acurácia de nomeação (AN). As análises estatísticas apontam para um efeito facilitatório dos distratores semanticamente relacionados na nomeação das figuras em L2 para ambos os grupos - experimental e controle - em ambos os níveis de proficiência. Os resultados também revelaram que somente a diferença de média nos escores de AN para as condições controle e experimental entre os níveis de proficiência foi significativa. Ou seja, aprendizes de nível avançado nomearam um maior número de figuras corretamente em comparação aos de nível intermediário. Os resultados ainda indicam a uma relação parcial entre os escores de TR e AN. Os achados são discutidos a luz das teorias sobre produção oral em L2, acesso lexical e memória de trabalho, levandose em consideração o desenvolvimento da proficiência e das representações lexicais em L2. <![CDATA[<b>Interactional competence</b>: <b>criterion for assessing additional language oral production</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000200008&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este texto aborda um dos critérios adotados na Parte Oral do Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras): a competência interacional, mais especificamente o uso de estratégias comunicativas. Para tanto, partindo-se de estudos realizados por Fulcher (2003), Luoma (2005) e McNamara (1997), sobre avaliação da produção e compreensão oral em língua adicional, por Young (2000a, 2000b), sobre competência interacional, e por Dörnyei e Scott (1997), sobre estratégias comunicativas, é analisado um dos aspectos que caracterizam, conforme a Ficha de Avaliação da interação face a face utilizada pelo avaliador-observador do Exame, a competência. Com base na análise dos dados e nas discussões empreendidas a partir dos estudos com os quais este texto dialoga, o artigo conclui que a forma como essas estratégias são operacionalizadas na grade de avaliação em questão e as orientações disponibilizadas no Manual do Avaliador do Celpe-Bras e no Guia do Examinando - Versão Eletrônica Simplificada não permitem que se aproveite a capacidade avaliativa que tais recursos interacionais oferecem. Além disso, a análise revelou algumas inconsistências em relação ao que se espera nos diferentes níveis de proficiência em termos de uso e de necessidade de uso de estratégias comunicativas durante a entrevista para avaliação da proficiência oral nesse Exame.<hr/>This paper discusses one of the criteria adopted in face to face interaction of Celpe-Bras Exam, the interactional competence, more specifically, one of the characteristic of this competence: the use of communication strategies. For this purpose, I analyze the grade scheme of face to face interaction - examiner - (2013 /2), taking into account the studies by Fulcher (2003), Luoma (2005), and McNamara (1997), about speaking and listening assessment, by Young (2000a, 2000b), about interactional competence, and by Dörnyei and Scott (1997), about communication strategies in additional language. Based on the discussions undertaken from such studies and on the data analysis, this paper concludes that the way these strategies are operationalized in this grade scheme and in the guidelines for providing information to examiners and to candidates of Celpe-Bras do not allow to availing the evaluative capacity that such interactional resources offer. Furthermore, the analysis has shown some inconsistencies concerning to what is expected at different levels of proficiency in terms of need and use of communication strategies during the interview for the assessment of oral proficiency. <![CDATA[<b>Complexity and systematic metaphors emerging from pedagogical scenes into the Facebook</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000200009&lng=es&nrm=iso&tlng=es Neste artigo, nosso objetivo foi o de analisar as diferentes formas de conceitualização que emergem das interações entre professor, alunos e bolsistas, em um grupo de discussão no Facebook. A base teórica que seguimos procede da teoria dos sistemas adaptativos complexos e da metáfora sistemática. A identificação das metáforas seguiu os procedimentos definidos em Cameron (2009), os quais são fruto de uma adaptação dos princípios dos procedimentos de identificação de metáforas (PIM). Além disso, procedemos a uma análise quantitativa com base no teste Qui-Quadrado. A união desses procedimentos nos permitiu descrever as metáforas sistemáticas relativas ao tópico conhecimento, pois o processo de captação dos dados se deu no contexto de uma discussão sobre o gênero projeto de pesquisa empreendida por professores e alunos da disciplina de Leitura e Produção de Textos Acadêmicos (LPTA), do curso de Letras da UFC. Os resultados da análise mostram que houve emergência de duas metáforas sistemáticas e que o tipo de metáforas que os professores produzem para se referir ao tópico discursivo conhecimento se difere do tipo de metáforas que os alunos produzem.<hr/>This article aims to analyse different ways of conceptualization that emerge from interactions among professors, students, and teaching assistants through a group of discussion into the Facebook. The groundings adopted were provided by the complex adaptive system theory and also by the systematic metaphor approach. The identification of metaphors was based in the proceedings defined in Cameron (2009) that are an adaptation of the metaphor identification process (MIP). In addition, an applied quantitative analysis was conducted, using a Chi-squared test. The union of these proceedings has allowed to describe systematic metaphors having knowledge as a central theme, considering that the data collection occurred into a context in which the academic genre research project was discussed among professors and students who participated in Reading and Writing Academic Genres (RWAG) classes in a Language Course at the Federal University of Ceara. The results of the analysis show the emergency of two systematic metaphors, and that the type of linguistic metaphors that professors produce to refer to the discursive topic knowledge differs to the type of linguistic metaphors that student produce to refer to the same topic. <![CDATA[<b>Os sentidos do texto</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-18132014000200010&lng=es&nrm=iso&tlng=es Neste artigo, nosso objetivo foi o de analisar as diferentes formas de conceitualização que emergem das interações entre professor, alunos e bolsistas, em um grupo de discussão no Facebook. A base teórica que seguimos procede da teoria dos sistemas adaptativos complexos e da metáfora sistemática. A identificação das metáforas seguiu os procedimentos definidos em Cameron (2009), os quais são fruto de uma adaptação dos princípios dos procedimentos de identificação de metáforas (PIM). Além disso, procedemos a uma análise quantitativa com base no teste Qui-Quadrado. A união desses procedimentos nos permitiu descrever as metáforas sistemáticas relativas ao tópico conhecimento, pois o processo de captação dos dados se deu no contexto de uma discussão sobre o gênero projeto de pesquisa empreendida por professores e alunos da disciplina de Leitura e Produção de Textos Acadêmicos (LPTA), do curso de Letras da UFC. Os resultados da análise mostram que houve emergência de duas metáforas sistemáticas e que o tipo de metáforas que os professores produzem para se referir ao tópico discursivo conhecimento se difere do tipo de metáforas que os alunos produzem.<hr/>This article aims to analyse different ways of conceptualization that emerge from interactions among professors, students, and teaching assistants through a group of discussion into the Facebook. The groundings adopted were provided by the complex adaptive system theory and also by the systematic metaphor approach. The identification of metaphors was based in the proceedings defined in Cameron (2009) that are an adaptation of the metaphor identification process (MIP). In addition, an applied quantitative analysis was conducted, using a Chi-squared test. The union of these proceedings has allowed to describe systematic metaphors having knowledge as a central theme, considering that the data collection occurred into a context in which the academic genre research project was discussed among professors and students who participated in Reading and Writing Academic Genres (RWAG) classes in a Language Course at the Federal University of Ceara. The results of the analysis show the emergency of two systematic metaphors, and that the type of linguistic metaphors that professors produce to refer to the discursive topic knowledge differs to the type of linguistic metaphors that student produce to refer to the same topic.