Scielo RSS <![CDATA[Tempo Social]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0103-207020130002&lang=en vol. 25 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Apresentação</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702013000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>After the spatial turn</b>: <b>for a sociology of space</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702013000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo tem como objetivo conferir plausibilidade ao conceito sociológico do espaço como disposição relacional de seres e bens. Como os processos da globalização também interferem nos modos de vivenciar o espaço, a Sociologia vê-se obrigada a repensar sua conceituação. Em termos metodológicos, oporemos duas posições contrárias: teoremas materialistas que partem da estrutura espacial, de um lado, e abordagens orientadas na prática e que partem da ação, de outro. Como conclusão, com referência à teoria da estruturação de Anthony Giddens, apresentamos a proposta de uma síntese das duas abordagens. Dessa forma, torna-se possível uma teoria do espaço que não atribui ao espaço forças essencialistas, nem o reduz a meras sequências de ação.<hr/>The aim of this article is to lend plausibility to the sociological concept of space as a relational disposition of beings and goods. Since globalization processes also interfere in people's ways of experiencing space, Sociology has been forced to rethink its conceptualizations. In methodological terms, I juxtapose two contrary positions: materialist theorems that set out from spatial structure, and practice-oriented approaches that set out from action. Citing Anthony Giddens's theory of structuration, I conclude by proposing a synthesis of these two approaches. This allows us to develop a theory of space that neither attributes it with essentialist forces, nor reduces it to a mere sequence of actions. <![CDATA[<b>Recollections of how I encountered and tried to comprehend space by means of a definite sociology</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702013000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Neste trabalho eu avalio as implicações teóricas do conceito de espaço a partir de uma experiência na etnologia e de estudos de interpretação do Brasil do ângulo das celebrações e dos costumes rotineiros.<hr/>In this paper I evaluate the theoretical implications of the concept of space based on my own experience in ethnology and on studies which interpret Brazil from the viewpoint of celebrations and routine customs. <![CDATA[<b>Slum tenements</b>: <b>humiliation and subalternity</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702013000200004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Inicialmente o texto faz uma análise das condições socioeconômicas dos cortiços em São Paulo em tempos passados e presentes, para depois introduzir uma análise em profundidade de alguns moradores em três cortiços da área de central da cidade. O texto finaliza com uma introdução ao estudo da humilhação e da subalternidade, relacionando-as com a dinâmica das estratégias de dominação, e apresentando alguns conceitos para se estudar os movimentos sociais.<hr/>The paper begins with an analysis of the socio-economic conditions of slum tenements in the past and present São Paulo, and then introduces a deeper analysis of the lives of various residents from three slum tenements in this city's downtown area. The final part of the paper addresses the issues of humiliation and subalternity, relating both conditions to strategies of domination, and presents some basic concepts for the study of social movements. <![CDATA[<b>The land's imagination</b>: <b>Brazilian thought and the peripheral condition</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702013000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en As ciências sociais nas últimas décadas redescobriram a relevância do espaço como categoria de análise. O artigo discute esse spatial turn a partir da perspectiva do pensamento social brasileiro, enquadrado aqui como uma forma de imaginação periférica. Ao analisar a longa história da reflexão sobre o espaço entre intelectuais e escritores brasileiros, sugiro que esses escritos clássicos sobre a terra e o sertão fornecem subsídios importantes para se pensar a espacialidade na sociedade contemporânea de uma forma não eurocêntrica.<hr/>The social sciences over the last few decades have rediscovered the relevance of space as an analytic category. The article discusses this 'spatial turn' from the perspective of Brazilian social thought, framed here as a form of peripheral imagination. Analyzing the long history of reflection on space among Brazilian intellectuals and writers, I suggest that these classic writings on the land and Brazil's sertão region provide important material for thinking of spatiality in contemporary society in a non-Eurocentric way. <![CDATA[<b>The Welfare State in Hayek and Luhmann</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702013000200006&lng=en&nrm=iso&tlng=en A teoria de sistemas sociais tem sido alvo de críticas que veem em suas premissas um conteúdo político considerado neoliberal: partindo de uma visão estereotipada do conceito de autopoiese, segundo a qual a economia funcionalmente diferenciada não pode ser determinada pela política, inferem uma preferência pelo livre mercado. O objetivo deste artigo é apresentar um confronto entre as visões de Hayek e Luhmann, tendo como fio condutor as respectivas considerações sobre o Estado de bem-estar. Enquanto a crítica neoliberal se converte automaticamente em uma defesa moral do livre mercado, a teoria de sistemas permite (via acoplamentos estruturais) uma discussão mais acurada das relações entre política e economia e um diagnóstico consistente do welfare state.<hr/>Social systems theory has been the target of critiques that identify a supposedly neoliberal political content in its premises: setting out from a stereotyped view of the concept of autopoiesis, according to which the functionally differentiated economy cannot be determined by politics, they infer a preference for the free market. The objective of this article is to compare the views of Hayek and Luhmann, taking as a guiding thread their different ideas concerning the welfare state. While the neoliberal critique automatically converts into a moral defence of the free market, systems theory allows (via structural couplings) a more fine-tuned discussion of the relations between politics and economics and a coherent diagnosis of the welfare state. <![CDATA[<b>Colombia</b>: <b>memory in the middle of war</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702013000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Como pensar o passado quando o presente esta marcado pela guerra? É possível pensar na memória quando o passado não se deixa para trás, quando a violência é um presente contínuo? Esse é o desafio que a sociedade colombiana enfrenta hoje. O artigo analisa as diversas expressões da memória no contexto de violência na Colômbia e propõe a hipótese de que as vítimas da guerra desenvolveram ações táticas para expressar suas memórias - no sentido dado por Michel de Certeau. O texto apresenta inicialmente o contexto da guerra na Colômbia, em seguida descreve o debate sobre a memória histórica dos últimos anos e, por fim, destaca algumas expressões de memória das vítimas da guerra.<hr/>How do we think about the past when the present is marked by war? How can we acknowledge memory when the past is not left behind? When violence is a continuous present? This is the challenge facing Colombian society today. The article analyzes the different expressions of memory in the context of violence in Colombia and proposes the hypothesis that victims of war develop tactical actions to express what their memories say, in the sense given by Michel de Certeau. This article is divided into three parts, an introduction to the context of the war in Colombia, a description of the debate about the 'historical memory' in Colombia in recent years and finally a look into the expressions of memory between victims of war. <![CDATA[<b>The invisible wall</b>: <b>nationality as a reified discourse on the Brazil-Bolivia border</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702013000200008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo procura entender, a partir de pesquisa etnográfica, em que medida a nacionalidade constitui uma categoria central na vida dos moradores fronteiriços e como e em que momentos o discurso da identidade nacional se impõe como principal fator explicativo para conflitos e interações sociais na fronteira, adquirindo eficácia e poder. Este discurso que divide os moradores da fronteira entre bolivianos, de um lado, e brasileiros, de outro, é uma construção identitária contextual e que explicita as relações de poder e de disputa por bens materiais e imateriais. Se há nesta fronteira, certamente, espaços sociais de circulação, de fluxos e trocas, que vão muito além da economia, podemos afirmar que existe também a construção simbólica de outras fronteiras, as quais reificam preconceitos na região.<hr/>Based on ethnographic research, this article looks to understand the extent to which nationality comprises a central category in the life of residents of border regions and how and at what moments the discourse of national identity manifests as the principal factor explaining conflicts and social interactions on the frontier, acquiring efficacy and power. This discourse, which divides the border zone residents into Bolivians on one side and Brazilians on the other, is a contextual identity construction that makes explicit the power relations involved in disputes for material and immaterial goods. While there are undoubtedly social spaces of circulation, flows and exchanges on this border that extend far beyond the economy, we can observe that other borders are socially constructed that reify prejudices in the region. <![CDATA[<b>Managing Oscar Niemeyer's dominant career</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702013000200009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Oscar Niemeyer desfruta de consagração máxima na arquitetura brasileira, fundada no carisma da criação estética. A gestão de sua posição hegemônica assumiu, ao longo de muitas décadas, contornos bastante nítidos. Este artigo decompõe os elementos da estratégia adotada, mostrando os dispositivos da cultura erudita que a retórica da celebração mobiliza. Chama a atenção para impasses que tão prolongado status de excepcionalidade provoca no circuito da comunidade de pares e do campo cultural inclusivo. São questões que dizem respeito à proteção ao patrimônio cultural, à legislação de concorrências públicas, à política urbana, à atribuição de autoria, à relação entre arte e política ideológica e até mesmo à coerência esperada entre a arquitetura praticada e as exigências do quadro teórico que a legitima.<hr/>The name of Oscar Niemeyer is enshrined in Brazilian architecture, founded on the charisma associated with aesthetic creation. The management of his hegemonic position has taken on fairly clear outlines over the course of many decades. This article breaks down the elements of the strategy adopted, showing the elements of erudite culture mobilized by the rhetoric of celebration. It draws attention to impasses provoked by such a prolonged status of exceptionality within his circle of peers and the wider cultural field. The issues raised in the process include the protection of cultural heritage, legislation relating to public tenders, urban policy, the attribution of authorship, the relation between art and ideological policy, and even the coherence expected between the architecture practiced and the demands of the theoretical framework legitimizing it. <![CDATA[<b>Art as concept and image</b>: <b>the redefinition of "art for art's sake"</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702013000200010&lng=en&nrm=iso&tlng=en A arte contemporânea tem incorporado mudanças relevantes nas suas propriedades internas. Entre algumas dessas propriedades, este artigo irá abordar as asserções da arte como conceito e da arte como imagem. Nesse sentido, a análise de conteúdo de algumas das principais teses da arte conceitual e a análise do trabalho de Cindy Sherman fornecerão o terreno empírico para as asserções supramencionadas. Com efeito, este duplo processo de tornar vários aspectos da arte contemporânea em conceitos e/ou em imagens representa uma grande transformação no campo artístico. Ao mesmo tempo, a transformação interna referida no campo artístico também tem efeitos na relação entre esse mesmo campo artístico e a estrutura social global. No caso deste artigo, a relação entre o campo artístico e o capitalismo operada pela redefinição do princípio da "arte pela arte".<hr/>Contemporary art has absorbed fundamental changes into its internal conditions, including frameworks that approach art as a concept and as an image. This article examines the content of some of the principal theses of conceptual art, taking the work of Cindy Sherman as the empirical grounds for analyzing these frameworks. In fact this double of processing of turning various aspects of contemporary art into concepts and/or images represents a significant transformation in the artistic field. At the same time, the internal transformation seen in the artistic field also affects the relation between this same artistic field and the global social structure - in the case of this article, the relation between the artistic field and capitalism mobilized by the redefinition of the principle of "art for art's sake". <![CDATA[<b>Free the hero inside yourself</b>: <b>risk, merit and transcendence in the world of graffiti</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702013000200011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo baseia-se numa pesquisa de natureza etnográfica realizada na área metropolitana de Lisboa, entre 2005 e 2007, cujo objeto é o graffiti urbano. Este é um contributo para o patrimônio de estudos dedicados à juventude, na medida em que aborda as questões de criatividade, agência e construção identitária num contexto social que, como diversas pesquisas têm demonstrado, é basicamente ocupado por indivíduos jovens. O risco e o gênio artístico são elementos que permitem avaliar o mérito de seus atores, fomentando a fabricação de uma representação do graffiti writer como um herói desalinhado, um virtuoso que se destaca do comum dos cidadãos. Seja pela vivência intensa do perigo na execução de graffiti ilegal em contextos ameaçadores, seja pela busca de uma linguagem estética singular e inovadora, o writer transcende fronteiras normativas e limitações pessoais. Argumentamos por isso que o graffiti é um fator de capacitação individual, um recurso vital na construção de identidades pessoais e coletivas à margem dos padrões hegemônicos.<hr/>An ethnographic research project developed in Lisbon's graffiti community between 2005 and 2007 forms the starting point for exploring the social condition of young members from this community. This article looks to add to the theoretical debate on urban youth cultures, invoking key concepts like creativity, agency and identity in this particular cultural universe. The graffiti writers live between two social and cultural worlds, evolving complex strategies to manage identities and everyday life. For many young people, graffiti represents a ground for their struggles and transgressions, a chance to reject the law and hegemonic norms, an arena where they can experience excitement, risk, behave heroically and, sometimes, suffer painful sanctions. In a safety-obsessed society, danger becomes a space for freedom where young writers can challenge the limits of life and normative boundaries. This is why there is often a feeling of release and autonomy, of escaping the disciplinary control of social norms and worldly habits and why their exploits appear to be imbued with greatness and heroism. <![CDATA[Experimentum humanum: civilização tecnológica e condição humana]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702013000200012&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo baseia-se numa pesquisa de natureza etnográfica realizada na área metropolitana de Lisboa, entre 2005 e 2007, cujo objeto é o graffiti urbano. Este é um contributo para o patrimônio de estudos dedicados à juventude, na medida em que aborda as questões de criatividade, agência e construção identitária num contexto social que, como diversas pesquisas têm demonstrado, é basicamente ocupado por indivíduos jovens. O risco e o gênio artístico são elementos que permitem avaliar o mérito de seus atores, fomentando a fabricação de uma representação do graffiti writer como um herói desalinhado, um virtuoso que se destaca do comum dos cidadãos. Seja pela vivência intensa do perigo na execução de graffiti ilegal em contextos ameaçadores, seja pela busca de uma linguagem estética singular e inovadora, o writer transcende fronteiras normativas e limitações pessoais. Argumentamos por isso que o graffiti é um fator de capacitação individual, um recurso vital na construção de identidades pessoais e coletivas à margem dos padrões hegemônicos.<hr/>An ethnographic research project developed in Lisbon's graffiti community between 2005 and 2007 forms the starting point for exploring the social condition of young members from this community. This article looks to add to the theoretical debate on urban youth cultures, invoking key concepts like creativity, agency and identity in this particular cultural universe. The graffiti writers live between two social and cultural worlds, evolving complex strategies to manage identities and everyday life. For many young people, graffiti represents a ground for their struggles and transgressions, a chance to reject the law and hegemonic norms, an arena where they can experience excitement, risk, behave heroically and, sometimes, suffer painful sanctions. In a safety-obsessed society, danger becomes a space for freedom where young writers can challenge the limits of life and normative boundaries. This is why there is often a feeling of release and autonomy, of escaping the disciplinary control of social norms and worldly habits and why their exploits appear to be imbued with greatness and heroism.