Scielo RSS <![CDATA[Tempo Social]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0103-207020170001&lang=pt vol. 29 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Apresentação Explorando os sentidos sociais da economia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[A dádiva organizacional: Dádiva à distância e circuitos de troca]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100023&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo apresenta as características da dádiva organizacional: uma forma particular de doação na qual uma ou mais organizações colocam-se entre o doador e o donatário. Após uma caracterização dessa doação em comparação com a dádiva maussiana, o artigo examina três características da dádiva organizacional: o papel desempenhado pela organização que separa ao mesmo tempo que conecta; os “circuitos de comércio” pelos quais passam as dádivas organizacionais e, por fim, a questão levantada pela dificuldade de reciprocar a dádiva na ausência de um contato direto entre doador e donatário. Por fim, o artigo sublinha a importância dessa dádiva para compreender a formação de uma solidariedade à distância entre os seres humanos.<hr/>Abstract This article examines the characteristics of the organizational gift: a specific form of gift in which an organization or a series of organizations steps in between the donor and the donee. After a comparison with the Maussian gift, this article examines three key characteristics of the organizational gift: the role played by the organization which prevents direct contact but connects people at distance; the circuits of commerce thank to which resource move from the donator to the donee and, finally, the issue raised by the difficulty to give back in the absence of a direct link between the donator and the donee. The conclusive part stresses the role played by organizational gifts in producing a solidarity at distance between human beings. <![CDATA[Conversões da dívida entre os Yawanawá: Um modelo de análise dos fundamentos culturais, sociais e políticos da troca]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100045&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este texto procura demonstrar que a noção de conversões da dívida é útil para revelar os enredamentos do dinheiro, das mercadorias e das transações mercantis em uma teia de obrigações políticas, culturais e sociais. Para tanto, mobiliza material coletado durante trabalho de campo para analisar dois pares de conversão da dívida em que circulam bens e dinheiro entre os Yawanawá, uma população nativa do sudoeste amazônico. Nessas conversões, dívidas oriundas de relações políticas, assim como serviços relacionados com rituais e curas, geram prestações sob a forma de dinheiro, bens e serviços. Analisando as conversões da dívida entre os Yawanawá, o texto demonstra que dinheiro e bens são domesticados, colocados a serviço de obrigações políticas, culturais e sociais e não corroem princípios da sociabilidade ou da reprodução cultural, ainda que haja um constante esforço para manter a orientação dessas transações em objetivos comunitários.<hr/>Abstract This text proposes the notion of conversions of debt and aims to show its analytical usefulness on revealing the entanglements of money, commodities and market transactions with a web of political, cultural and social obligations. In order to do so, it deploys material collected during fieldwork to analyze two pairs of conversions of debt in which goods and money circulate among the Yawanawa, a native population from southwestern Amazon. In such conversions, debts generated by political relations, as well as ritual and cure services, generate prestations in the form of money, goods and services. Analyzing conversions of debt among the Yawanawa, the text demonstrates that money and goods are domesticated, serving political, cultural and social obligations, and do not corrode principles of sociability or cultural reproduction of the Yawanawa, despite the constant effort to keep these transactions subordinated to community goals. <![CDATA[Vender nos ônibus: Os <em>buscas</em> na cidade de Buenos Aires, Argentina]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100069&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Durante uma viagem de ônibus é possível que um vendedor suba para oferecer um produto. Quando isso acontece, uma cena geralmente se oferece ao passageiro: um homem sobe, diz algumas palavras ao motorista e começa a realizar uma performance que qualquer viajante assíduo mais ou menos conhece. Mas, para que isso ocorra, é necessário uma série de relações que possibilitam o acesso e a permanência dos vendedores na atividade. Este artigo avança nesse terreno. Baseado em pesquisa de campo em curso com vendedores ambulantes que trabalham no transporte coletivo no âmbito da cidade de Buenos Aires, o texto se centra em como, para poder realizar essa tarefa, os vendedores criam e mantêm relações com outros atores e constroem um território, um espaço socialmente construído.<hr/>Abstract During a bus ride, a vendor might embark to offer a product. When this happens, a scene takes place in front of the passenger: a man steps on the bus, says some words to the bus driver and starts a performance more or less known to any frequent passenger. However, in order for this scene to take place, a number of relations allowing vendors to enter and remain in their activities in the bus are necessary. This article advances in this terrain. Based on an ongoing field work with street vendors working in public transportation within the reaches of the city of Buenos Aires, the text centers on how vendors create and keep relations with other actors, building a territory, a socially constructed space, in order to perform their activities. <![CDATA[Bancos na favela: Relações entre agências bancárias e moradores de uma região urbana alvo de políticas de pacificação]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100089&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este trabalho aborda a ação de agentes financeiros em contextos populares, tendo como pano de fundo políticas de governo voltadas para a chamada “inclusão financeira”. Ele se baseia em uma etnografia realizada no primeiro semestre de 2013 em uma região da periferia da cidade do Rio de Janeiro, onde, a partir de 2010, foram instaladas agências bancárias, na esteira das ações do Estado visando à “pacificação”, isto é, a tomada de controle do território até então sob domínio de organizações criminosas. Mediante a análise das estratégias desenvolvidas por um banco estatal e um banco privado, busco refletir sobre questões mais amplas, como a da atualização ou reconstrução de fronteiras sociais em processos de implantação de políticas que se propõem inclusivas.<hr/>Abstract This essay discusses the action of financial agents in popular context, under government policies promoted to achieve “financial inclusion” of low income sectors of population. It relies on an ethnographic observation realized in the first half of 2013 on a peripheral area of the city of Rio de Janeiro. In this area banking agencies have been installed since 2010, following government initiative’s to pacify the region, that is, to take control of the territory dominated by criminal organizations. The study analyzes broader issues such as upgrading or reconstruction social boundaries in processes of implementation of inclusive social policies. <![CDATA[O agente econômico e suas relações: Identificando concorrentes na política antitruste]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100109&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Baseado em uma etnografia realizada no órgão governamental de defesa da concorrência do Brasil, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), este artigo explica a necessidade de se identificar agentes concorrentes na análise empreendida pela autarquia e descreve como essa identificação foi realizada em uma recente aquisição empresarial no setor de educação superior privada. Essa prática de identificação, comum nos casos antitruste de “atos de concentração”, como fusões ou aquisições empresariais, tem se tornado mais complexa devido à maior financeirização da economia, pois diversas empresas estão interconectadas por meio de uma rede nem sempre explícita de relações de propriedade e/ou controle empresariais, que inclui pessoais físicas e jurídicas. O artigo descreve alguns procedimentos de investigação utilizados para visualizar e conceber um concorrente de mercado nesse novo contexto. Pretende-se, com essa descrição, demonstrar o modo como certas práticas governamentais de conhecimento – neste caso, relativas à regulação legal da concorrência – produzem agentes econômicos, indicando a existência de uma diversidade, nem sempre considerada na sociologia ou antropologia, de formas de agenciamento que perpassam e formatam a vida econômica.<hr/>Abstract Based on an ethnography undertaken at the Brazilian antitrust agency, the Administrative Council for Economic Defense (Cade), this article explains the agency’s need to identify competitive agents as part of its investigation into competition issues and describes the way this identification was undertaken in a recent corporate acquisition in the private higher education sector. This identification practice, common in antitrust cases related to “acts of concentration”, such as corporate mergers and acquisitions, is becoming more complex due to the increasing financialization of the economy, since several companies are interconnected through networks of corporate ownership and/or control that are not always explicit. This article describes some of the investigative procedures adopted in order to visualize and conceive a market competitor in this new context. Through this description, the author seeks to demonstrate how certain government knowledge practices – in this case those related to legal regulation of competition – produce economic agents, pointing to the existence of a diversity of forms of agencies that is not always taken into consideration in sociology or anthropology, but which nevertheless permeate and mold economic life.. <![CDATA[Intermediários e as novas configurações no tecido organizacional brasileiro: Um estudo sobre as organizações sociais de saúde]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100130&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O artigo pretende discutir o surgimento e a configuração da intermediação, tomando como ponto de partida as transformações dos espaços organizacionais. Para tanto, utiliza como objeto de pesquisa a figura das organizações sociais de saúde, responsáveis por uma parte significativa dos hospitais estaduais em São Paulo. Enfatiza-se a reconfiguração do hospital causada pelas novas estratégias de gerenciamento provindas da intermediação que se estabelece, na saúde, entre o Estado e as organizações sociais. Assim, busca-se contribuir para a caracterização das formas de atuação e configuração dos intermediários no espaço social brasileiro.<hr/>Abstract The article analyses the emergence and the configuration of intermediation in social spaces, taking organizational changes as its departure point. It focuses on social health organizations, responsible for managing some of the public hospitals in São Paulo. It emphasizes the reconfiguration that takes place in the hospitals under new management strategies allowing the presence of the so-called “social organizations” as intermediaries between the State and the health services beneficiaries. The empirical analysis enables to characterize the performance and configuration of this specific type of intermediary in the Brazilian social space, and enhances the knowledge on intermediation as a more general phenomenon. <![CDATA[Mercados como espelho]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100150&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo interroga a conceitualização convencional dos mercados como redes, instituições e realizações performativas ao apresentá-los como espelhos culturais que refletem as idiossincrasias e modos de organização social de seus ambientes. Estendendo a metáfora weberiana do mercado como comunidades e combinando-a com recentes teorias antropológicas do parentesco, o artigo propõe compreender processos de mercado como espaços de produção de relações sociais em vez de transações meramente impessoais. Utilizando discussões a respeito de compensação e trocas nos mercados financeiros contemporâneos como um exemplo, o artigo defende repensar o papel e a ontologia dos mercados na vida moderna.<hr/>Abstract This paper queries the conventional conceptualization of markets as networks, institutions, and performative realizations by presenting them as cultural mirrors that reflect the quirks and modes of social organization of their environments. Extending the Weberian metaphor of markets as communities, and combining these with recent anthropological theories of kinship, the paper argues for understanding market processes as sites for the production of social relations rather than merely impersonal transactions. Using discussions of settlement and trading in contemporary financial markets as an example, the article advocates rethinking the role and ontology of markets in modern life. <![CDATA[Reimaginando a dinâmica capitalista: Expectativas ficcionais e o caráter aberto dos futuros econômicos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100164&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo procura contribuir com a explicação sobre o incansável dinamismo do capitalismo que temos observado desde a Revolução Industrial. Ao tomar decisões, atores criam expectativas sobre seus resultados. Como o futuro é aberto, atores têm de confrontar a incerteza sobre o resultado de suas ações. Quais são as expectativas possíveis em condições de incerteza? Para responder a essa pergunta, o artigo introduz a noção de expectativas ficcionais, que podem ser utilizadas para descrever decisões realizadas sob condições de um futuro aberto e incerto. O artigo aplica o conceito de expectativas ficcionais para a análise de quatro processos cruciais do capitalismo: dinheiro e crédito, investimentos, inovação e consumo. O principal impulso do artigo é argumentar que, para compreender a ação econômica no capitalismo e o sentido que atores atribuem a suas decisões, é necessário centrar a atenção nas percepções dos atores a respeito do futuro.<hr/>Abstract This article seeks to contribute to the explanation of the restless dynamism of capitalism that we have observed since the Industrial Revolution. When making decisions actors form expectations about outcomes. Since the future is open, actors are confronted with the uncertainty of the outcomes of their decisions. What can expectations be under conditions of uncertainty? To answer this question, the article introduces the notion of fictional expectations which can be used to describe decisions made under conditions of an open and uncertain future. The article applies the concept of fictional expectations to the analysis of four crucial processes of capitalism: money and credit, investments, innovation, and consumption. The main thrust of the article is that, in order to understand economic action in capitalism and the meaning actors attach to their decisions, actors’ perceptions of the future need to take center stage. <![CDATA[<em>A negociação da intimidade</em>, dez anos depois: Entrevista com Viviana Zelizer]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100190&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo procura contribuir com a explicação sobre o incansável dinamismo do capitalismo que temos observado desde a Revolução Industrial. Ao tomar decisões, atores criam expectativas sobre seus resultados. Como o futuro é aberto, atores têm de confrontar a incerteza sobre o resultado de suas ações. Quais são as expectativas possíveis em condições de incerteza? Para responder a essa pergunta, o artigo introduz a noção de expectativas ficcionais, que podem ser utilizadas para descrever decisões realizadas sob condições de um futuro aberto e incerto. O artigo aplica o conceito de expectativas ficcionais para a análise de quatro processos cruciais do capitalismo: dinheiro e crédito, investimentos, inovação e consumo. O principal impulso do artigo é argumentar que, para compreender a ação econômica no capitalismo e o sentido que atores atribuem a suas decisões, é necessário centrar a atenção nas percepções dos atores a respeito do futuro.<hr/>Abstract This article seeks to contribute to the explanation of the restless dynamism of capitalism that we have observed since the Industrial Revolution. When making decisions actors form expectations about outcomes. Since the future is open, actors are confronted with the uncertainty of the outcomes of their decisions. What can expectations be under conditions of uncertainty? To answer this question, the article introduces the notion of fictional expectations which can be used to describe decisions made under conditions of an open and uncertain future. The article applies the concept of fictional expectations to the analysis of four crucial processes of capitalism: money and credit, investments, innovation, and consumption. The main thrust of the article is that, in order to understand economic action in capitalism and the meaning actors attach to their decisions, actors’ perceptions of the future need to take center stage. <![CDATA[Invisibilidades cruzadas: Uma aproximação ao conceito de <em>o momento decisivo</em> de Henri Cartier-Bresson]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100210&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo analisa o que se pode conceber como o conceito de o momento decisivo de Henri Cartier-Bresson, tendo em vista a proliferação de interpretações que as palavras “momento decisivo” guardam em relação ao conceito cunhado por ele. Para investigar a raiz desse conceito analisam-se algumas de suas fotos em referência a outras imagens da história da arte, como o casal Arnolfini, de Van Eyck, a natureza morta, de Willen Kalf, e as pinturas de Vermeer, além das fotografias de Diane Arbus.<hr/>Abstract This article analyzes what can be conceived as the decisive moment by Henri Cartier-Bresson, in view of the proliferation of interpretations that the words “decisive moment” hold in relation to the concept of the decisive moment coined by him. To investigate the root of this concept, some of his photographs are analyzed in reference to other images from the history of art, such as Van Eyck’s Arnolfini couple, Willen de Kalf still life and Vermeer’s paintings as well as photographs by Diane Arbus. <![CDATA[Feminilidade e suas imagens em mídias digitais: Questões para pensar gênero e visualidade no século XXI]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100234&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo apresenta reflexões teórico-metodológicas sobre possíveis abordagens sociológicas de imagens de feminilidade recorrentes na publicidade e em mídias digitais que circulam em redes sociais na internet. Problematizam-se as abordagens mais corriqueiras de imagens publicitárias do gênero feminino e sua relação com a noção de “representação” geralmente contraposta à “realidade”. Propõe-se uma abordagem diferenciada, que supere essa dicotomia e leve em conta o contexto atual de circulação de imagens em mídias digitais e novas tecnologias de comunicação, bem como as potenciais contribuições destas para constituir performances e referências identitárias de gênero.<hr/>Abstract This paper presents theoretical and methodological considerations to possible sociological approachs on recurring images of femininity in advertising and digital media streaming in social networking sites. One problematizes the most common approaches to advertising images of female gender and its relations to the notion of “representation” usually contrasted with “reality.” It is proposed a differentiated approach to overcome this dichotomy and take into account the present context of images flow through digital media and new communication technologies. At the same time, it takes in consideration the potential contributions of such media to constitute performances and identitary references of gender. <![CDATA[A nação no campo de jogo: um diálogo comparativo entre discursos nacionais argentinos brasileiros durante a Copa do Mundo de 2014]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100257&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumen En el presente trabajo buscaremos retomar el dialogo entre el fútbol y los nacionalismos desde una estrategia metodológica un tanto disímil en relación a nuestros antecedentes bibliográficos: pretendemos desplazarnos de la óptica naciocentrica. Para ello pondremos nuestro foco en los intercambios simbólicos dialogantes entre las narrativas nacionales construidas por los hinchas argentinos y los torcedores brasileros durante la Copa del Mundo Brasil 2014. El trabajo cuenta con dos apartados: en el primero intentaremos sistematizar algunas reflexiones pertinentes para pensar el fútbol y el mundial como terrenos simbólicos privilegiados donde leer la tensión local-global. En el segundo apartado nos adentramos al análisis de los cánticos desplegados entre los hinchas argentinos y los torcedores brasileros durante la Copa del Mundo Brasil 2014.<hr/>Resumo Neste trabalho procuraremos retomar o diálogo entre futebol e nacionalismo a partir de uma estratégia metodológica um tanto diferenciada em relação à nossa história bibliográfica: pretendemos nos afastar da ótica nação-cêntrica. Para isso, colocaremos o nosso foco nas trocas simbólicas dialogantes entre narrativas nacionais construídas pelos hinchas da Argentina e os torcedores do Brasil durante a Copa do Mundo Brasil 2014. O trabalho apresenta duas seções: a primeira é uma tentativa de sistematizar algumas reflexões relevantes para pensar o futebol e a Copa como terreno simbólico privilegiado para ler a tensão local-global. A segunda seção é um deslocamento para a análise dos cânticos trocados pelos hinchas da Argentina e os torcedores brasileiros durante a Copa do Mundo de 2014.<hr/>Abstract In this paper we analyze the dialogue between football and nationalism from a somewhat dissimilar methodological regarding our bibliographic history: we not focus on the analysis of each nation separately. To do this we will put our focus on the symbolic exchanges between national narratives constructed by the Argentine and Brazilian fans during the World Cup Brazil 2014. This paper has two sections: the first attempt to systematize some relevant reflections to think football and world cup as privileged land where the global local-read tension can be study. In the second section we move to the analysis of the songs deployed between Argentine and Brazilian fans during the World Cup 2014. <![CDATA[De volta à Argélia. A encruzilhada etnossociológica de Bourdieu]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100275&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Os anos de aprendizado “etnossociológico” de Pierre Bourdieu na sociedade argelina têm sido objeto de um interesse acadêmico renovado. Inspirado por questões oriundas dessa literatura recente, o presente artigo explora, primeiramente, como as experiências de Bourdieu em uma Argélia atravessada pela guerra influenciaram os princípios teóricos e metodológicos de sua sociologia madura. Em segundo lugar, o texto mostra que os escritos bourdieusianos de juventude sobre as turbulências históricas por ele presenciadas naquela sociedade exibem temas e perspectivas que destoam das imagens mais comuns do seu trabalho: o assentimento prático à dominação característico da “violência simbólica” dá lugar à resistência aberta, a “cumplicidade ontológica” entre disposições subjetivas e circunstâncias objetivas dá lugar ao seu descompasso histórico, enquanto a suspeição de princípio diante das representações dos agentes leigos dá lugar a uma alta confiança analítica em longos testemunhos pessoais. Conectando as investigações sociológicas de Bourdieu ao seu uso da fotografia, a terceira seção examina as múltiplas funções que a prática de tirar fotos desempenhou em suas excursões etnográficas a comunidades argelinas. Por fim, o ensaio apresenta a conexão entre motivos da teoria da modernização e das teorias do (neo)colonialismo como uma das primeiras sínteses operadas por Bourdieu em sua carreira intelectual.<hr/>Abstract Pierre Bourdieu’s years of “ethnosociological” apprenticeship in Algerian society have been the object of a renewed scholarly interest. Inspired by questions stemming from this recent literature, the present article explores, first, how Bourdieu’s experiences in a war-torn Algeria have influenced the theoretical and methodological tenets of his mature sociology. Second, it shows that Bourdieu’s early writings on the historical disruptions he witnessed in that society display themes and perspectives that depart from the most common images of his work. The practical assent to domination characteristic of “symbolic violence” gives way to open resistance, the “ontological complicity” between subjective dispositions and objective circumstances gives way to their historical mismatch, while the principled suspicion towards lay agents’ representations gives way to a high analytical reliance on long personal testimonies. Connecting Bourdieu’s sociological investigations to his use of photography, the third section of the text surveys the multiple functions that the practice of taking pictures performed in his ethnographic forays into Algerian communities. Finally, the essay presents Bourdieu’s connection between motifs of “modernization theory” and theories of (neo)colonialism as one of the first syntheses in his intellectual career. <![CDATA[Democracia ou oligarquia? O controle invisível da política]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100305&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O que é democracia, como e de que forma ela vem sendo gerida e apresentada à população? Há discrepância entre o núcleo de suas instituições e a sua prática? Considerando o cenário político comum das democracias ocidentais, este texto detém-se nas formas de controle e nos instrumentos institucionalizados para bloquear a participação política. O autor parte da hipótese de que está em fase final nas democracias contemporâneas um processo de substituição das instituições democráticas em prol da instalação de uma oligarquia no poder, não obstante a manutenção formal das instituições democráticas. Analisam-se as condições em que esse poder oligárquico coordena seus interesses econômicos e políticos de forma invisível.<hr/>Abstract What is democracy, how and how is it managed and presented to the population? There are discrepancies between the core of its institutions and its practice? Considering the common political scenario of Western democracies, this text focuses on forms of control and institutionalized instruments to block political participation.The author starts from the hypothesis that a process of substitution of democratic institutions for the installation of an oligarchy in power, despite the formal maintenance of democratic institutions, is in the final stage in contemporary democracies. We analyze the conditions under which this oligarchic power coordinates its economic and political interests in an invisible way. <![CDATA[Resenhas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100327&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O que é democracia, como e de que forma ela vem sendo gerida e apresentada à população? Há discrepância entre o núcleo de suas instituições e a sua prática? Considerando o cenário político comum das democracias ocidentais, este texto detém-se nas formas de controle e nos instrumentos institucionalizados para bloquear a participação política. O autor parte da hipótese de que está em fase final nas democracias contemporâneas um processo de substituição das instituições democráticas em prol da instalação de uma oligarquia no poder, não obstante a manutenção formal das instituições democráticas. Analisam-se as condições em que esse poder oligárquico coordena seus interesses econômicos e políticos de forma invisível.<hr/>Abstract What is democracy, how and how is it managed and presented to the population? There are discrepancies between the core of its institutions and its practice? Considering the common political scenario of Western democracies, this text focuses on forms of control and institutionalized instruments to block political participation.The author starts from the hypothesis that a process of substitution of democratic institutions for the installation of an oligarchy in power, despite the formal maintenance of democratic institutions, is in the final stage in contemporary democracies. We analyze the conditions under which this oligarchic power coordinates its economic and political interests in an invisible way. <![CDATA[Resenhas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100331&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O que é democracia, como e de que forma ela vem sendo gerida e apresentada à população? Há discrepância entre o núcleo de suas instituições e a sua prática? Considerando o cenário político comum das democracias ocidentais, este texto detém-se nas formas de controle e nos instrumentos institucionalizados para bloquear a participação política. O autor parte da hipótese de que está em fase final nas democracias contemporâneas um processo de substituição das instituições democráticas em prol da instalação de uma oligarquia no poder, não obstante a manutenção formal das instituições democráticas. Analisam-se as condições em que esse poder oligárquico coordena seus interesses econômicos e políticos de forma invisível.<hr/>Abstract What is democracy, how and how is it managed and presented to the population? There are discrepancies between the core of its institutions and its practice? Considering the common political scenario of Western democracies, this text focuses on forms of control and institutionalized instruments to block political participation.The author starts from the hypothesis that a process of substitution of democratic institutions for the installation of an oligarchy in power, despite the formal maintenance of democratic institutions, is in the final stage in contemporary democracies. We analyze the conditions under which this oligarchic power coordinates its economic and political interests in an invisible way. <![CDATA[Resenhas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-20702017000100337&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O que é democracia, como e de que forma ela vem sendo gerida e apresentada à população? Há discrepância entre o núcleo de suas instituições e a sua prática? Considerando o cenário político comum das democracias ocidentais, este texto detém-se nas formas de controle e nos instrumentos institucionalizados para bloquear a participação política. O autor parte da hipótese de que está em fase final nas democracias contemporâneas um processo de substituição das instituições democráticas em prol da instalação de uma oligarquia no poder, não obstante a manutenção formal das instituições democráticas. Analisam-se as condições em que esse poder oligárquico coordena seus interesses econômicos e políticos de forma invisível.<hr/>Abstract What is democracy, how and how is it managed and presented to the population? There are discrepancies between the core of its institutions and its practice? Considering the common political scenario of Western democracies, this text focuses on forms of control and institutionalized instruments to block political participation.The author starts from the hypothesis that a process of substitution of democratic institutions for the installation of an oligarchy in power, despite the formal maintenance of democratic institutions, is in the final stage in contemporary democracies. We analyze the conditions under which this oligarchic power coordinates its economic and political interests in an invisible way.