Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Ciência Política]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0103-335220150003&lang=pt vol. num. 17 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Trabalho, alienação e fetichismo: categorias para a compreensão marxiana do Estado e do político]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522015000300007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo propõe uma chave de leitura categorial para a compreensão do pensamento de Marx sobre o Estado e a política. Trabalho, alienação e fetichismo são apresentados como categorias que permitem desvendar o sentido imanente das considerações do autor sobre o assunto. O texto argumenta que tanto a concepção de trabalho como práxis quanto a crítica à forma específica do trabalho no capitalismo comparecem na formulação da crítica marxiana às formas sociais modernas do Estado e da política.<hr/>The article offers conceptual coordinates to understand Marx's thought about the State and the political sphere. Labor, alienation and fetishism are presented as categories that allow grasping the immanent meaning of the author's considerations on the subject. The text argues that the general conception of work as praxis and the critique of the specific form of work in capitalism are present in the construction of the Marxian critique of the modern social forms of State and politics. <![CDATA[Ambiguidades do momento corporativo: gênese e justificação dos direitos sociais no Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522015000300043&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Esse artigo se ocupa do processo de inscrição da linguagem corporativa no trabalhismo brasileiro. Para tanto, problematiza o seu desenvolvimento no campo dos valores públicos e das instituições, atribuindo relevo à relação entre a saúde do trabalhador e a política de saúde pública. A partir da historicização desse fenômeno político, recupera-se o dissenso intelectual dos anos 1930, localizando na proximidade de Oliveira Vianna com paradigma social católico um momento privilegiado para sua legitimação pública. Com esse enquadramento histórico-analítico a contribuição do artigo consiste em apresentar argumentos que desestabilizam as interpretações que assumem o pragmatismo corporativo como condição inexorável do trabalhismo moderno.<hr/>This article is concerned with the process of inscription of corporate language in Brazilian Labor movement. For that, it discusses its development in the field of public values and institutions, stressing the relationship between workers' health and public health policy. By historicizing such political phenomenon, the paper recovers the intellectual dissent of the 1930s, pointing out Oliveira Vianna's proximity to the social catholic paradigm as a privileged moment for its public legitimation. With this historical-analytical framework, the article's contribution consists in presenting arguments that destabilize interpretations that assume corporate pragmatism as an inexorable condition of modern labor movement. <![CDATA[Lutas políticas, disposições e transações sociais em microcampos bancários]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522015000300067&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os espaços de trabalho bancários são compreendidos como microcampos, com estruturas e disposições condicionando as práticas - transações sociais - de bancárias, bancários e clientes. Convivendo cotidianamente, esses agentes reconstituem transacionalmente escolhas e posturas adequadas a cada situação experienciada, participando de lutas políticas que redefinem continuamente as correlações de força, as hierarquias, as lideranças e os ordenamentos nos microcampos. São analisadas situações concretas no Banco do Brasil, a partir de dados gerados através de análise documental, entrevistas semiestruturadas e observação direta. Discutindo formas de exercício do poder e estratégias de luta e de resistência nos microcampos, os resultados revelam características, mudanças e complexidades sociopolíticas, sob os regimes de estabilidade e de empregabilidade no Banco do Brasil.<hr/>Bank workspaces are understood as micro fields, with structures and dispositions conditioning practices - social transactions - of employees and customers. Daily, these agents transactionally reconstitute appropriate choices and attitudes at every situation experienced by participating in political struggles that continually remake correlations of forces, hierarchies, leadership and power systems in micro fields. Concrete situations are analyzed at Bank of Brazil, based on data generated by document analysis, semi-structured interviews, and direct observation. By discussing forms of exercising power and strategies of struggle and resistance in micro fields, results reveal features, changes and socio-political complexities, under Bank of Brazil's Stability and Employability regimes. <![CDATA[O inimigo principal: a economia política do patriarcado]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522015000300099&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Christine Delphy indica a existência de um modo produção patriarcal, que opera em paralelo ao capitalismo, transferindo sobretrabalho das mulheres para seus maridos. Ela observa em particular dois fenômenos: (1) a permanência de uma boa quantidade de trabalho realizado no âmbito doméstico, mas voltado ao mercado, sobretudo no meio rural, quando a produção das mulheres é apropriada pelos homens; (2) a incoerência de julgar que a produção gerada para o autoconsumo não gera valor. As mulheres, assim, constituem tanto um grupo efetivamente submetido a uma determinada relação de produção, ou seja, uma classe, quanto uma categoria de seres humanos destinados por nascimento a entrar nessa classe, ou seja, uma casta. O artigo discute ainda as diferenças entre a posição da esposa, cujos serviços são remunerados de acordo não com o volume ou qualificação do trabalho, mas com as posses e a boa vontade do marido, e do trabalhador assalariado.<hr/>Christine Delphy indicates the existence of a patriarchal production mode, which operates in parallel to capitalism, transferring women's surplus labor to their husbands. She notes two phenomena in particular: (1) permanence of a good amount of work done within the domestic sphere, but directed to the market, especially in rural areas, when women's production is appropriated by men; (2) incoherence of judging that the output generated for self-consumption does not create value. Thus, women effectively constitute both a group subjected to certain production relations, i. e, a class, and a class of human beings intended by birth to enter that class, i. e., a caste. The article also discusses the differences between the position of a wife, whose services are paid not according to volume or skill level demanded by the work, but with the husband's possessions and good will and waged work. <![CDATA[Análise de classes]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522015000300121&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt No texto, que é o capítulo introdutório do livro Class counts, Wright defende a relevância da análise de classes para o entendimento da sociedade e da política contemporâneas. Ainda que a variável "classe" não explique sozinha todos os fenômenos sociais, nem mesmo seja parte das explicações de todos, ela é significativa em uma grande variedade deles. Portanto, deve ser sistematicamente explorada nas investigações da sociologia e da política. Wright afirma também a superioridade da leitura marxista das classes sociais, capaz de abranger mais facetas do que a weberiana. E, por fim, defende que tal análise deve ter como ponto de partida um entendimento da estrutura de classes, não simplesmente de seus conflitos. Para o desenho desta estrutura, importam a propriedade dos meios de produção, mas também o controle de especializações e de autoridade nas relações de trabalho.<hr/>In the text, which is the introductory chapter of the book Class counts, Wright argues for the relevance of class analysis to the understanding of contemporary society and politics. Although the variable "class" alone does not explain all social phenomena and is not part of their explanations, it is significant for a wide variety of them. Therefore, it should be systematically exploited in investigations of sociology and politics. Wright also claims the superiority of the Marxist reading of social classes, which is able to cover more aspects than Weberian reading. And finally, she argues that such analysis must take as its starting point an understanding of the class structure, rather than simply its conflicts. Ownership of means of production matter for the design of that structure, but also control of expertise and authority in labor relations. <![CDATA[Quanto vale uma valência?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522015000300165&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O paper apresenta uma crítica metodológica e política da categoria "valência", muito utilizada nos estudos brasileiros sobre comunicação e democracia. A valência só é operacionalizada à base de simplificações e mutilações da realidade que busca descrever; e traz implícito um ideal de imparcialidade jornalística que é questionável.<hr/>The paper presents a methodological and political criticism of the category "valence", widely used in Brazilian studies on communication and democracy. "Valence" operationalization is based on simplifications and mutilations of the very reality that it seeks to describe; and brings an implicit ideal of journalistic impartiality that is questionable. <![CDATA[Poder político e propriedade da terra no território do Velho Chico, Bahia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522015000300179&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo estuda o Território de Identidade do Velho Chico (TVC), no semiárido baiano, região que é um claro exemplo da concentração de terras no Estado. O trabalho busca analisar a apropriação das terras nas mãos de poucos desde os primórdios da ocupação do território nacional e sua continuidade nos períodos atuais, garantindo e fortalecendo a concentração fundiária. Procura entender, também, a relação entre a propriedade da terra - como instrumento de poder regional - e o poder político, além de verificar se ao longo do tempo a concentração de terras na região garantiu a centralização do poder, percebendo a unicidade da questão e enfocando a desigualdade e a exclusão.<hr/>This work studies the Territory of the Old São Francisco River (Território de Identidade do Velho Chico, TVC), in Bahia's semi-arid region. It seeks to analyze appropriation of land by a few hands since the beginning of the occupation of Brazil's territory and its continuity in current times, ensuring and strengthening land concentration. It also seeks to understand the relationship between land ownership - as an instrument of regional power - and political power, as well as to examine whether land concentration in the region ensured centralization of power over time, understanding the connection between the issues and focusing on inequality and exclusion. <![CDATA[Intelectuais e reforma do Judiciário: os especialistas em direito processual e as reformas da justiça no Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522015000300209&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo busca demonstrar a relevância política do direito processual nas reformas do sistema de justiça brasileiro, bem como o papel político exercido pelos especialistas em direito processual na concepção e na condução dessas reformas. Em um primeiro momento, examinam-se as características institucionais do sistema de justiça brasileiro, que consideram a unidade nacional da legislação processual uma vantagem comparativa em relação à fragmentação das agências burocráticas e das carreiras profissionais do mesmo sistema. Em um segundo momento, o artigo adota uma abordagem sociológica para oferecer uma explicação baseada na existência de um campo jurídico, mais amplo que as instituições formais do sistema de justiça. Nesse campo, agentes identificados como uma elite intelectual, sem necessariamente possuírem posições de liderança na estrutura estatal, mobilizam recursos de poder simbólico para garantirem acesso privilegiado aos processos políticos de reforma do sistema de justiça pela via processual.<hr/>This paper seeks to demonstrate the political importance of Procedural Law to reforms of Brazil's Judicial system, as well as the political role played by Procedural Law experts in conceiving and conducting such reforms. It starts by examining the institutional characteristics of Brazil's system, seeing the unitary character of Procedural Law in Brazil as a comparative advantage over the fragmentation of bureaucratic agencies and professional careers in that system. It then takes a sociological approach to offer an explanation based on the existence of a legal field that is broader than the formal institutions of the judicial system. In this legal field, agents, identified as an intellectual elite, without necessarily occupying leading positions in the State framework, make use of their symbolical power to achieve privileged access to the political processes of reforming the judicial system. <![CDATA[Pragmatismo, marxismo e democracia: a negligenciada contribuição de Sidney Hook]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522015000300247&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente artigo discute as contribuições teóricas do filósofo norte-americano Sidney Hook a fim de buscar insumos para a construção de uma teoria democrática crítica. O retorno à obra desse controverso e negligenciado intelectual público se justifica por sua tentativa de articulação, ainda nos anos 1930, de duas correntes pensadas como opostas: o marxismo e o pragmatismo. Tais correntes são a base de sua proposta de democracia, fundada no autoverno com efetivo livre consentimento. O texto está estruturado em quatro seções. Na primeira delas, apresentam-se a vida e a obra de Sidney Hook. Na segunda, exploram-se as raízes pragmatistas do autor e a forma como ele constrói suas ideias a partir deste legado. Na terceira seção, abordam-se os elementos que o autor busca no marxismo e as suas críticas aos continuadores da tradição. Por fim, exploramos as ideias políticas de Hook, com foco em sua concepção de democracia, que parece ser simultaneamente radical e conservadora.<hr/>This article discusses American philosopher Sidney Hook's theoretical contribution, in order to generate inputs to articulate a critical democratic theory. The return to the writings of that controversial and neglected public intellectual is warranted by his attempt to combine, as early as in the 1930s, two traditions often seen as antithetical: Marxism and Pragmatism. Those traditions are the basis of his democratic theory, grounded in self-rule with effective free consent. The article is structured in four sections. The first of them presents the life and writings of Sidney Hook. The second section explores Hook's pragmatist roots. The third section discusses the elements extracted by Hook from Marxism and his critiques to the followers of that tradition. Lastly, the article explores the political ideas of Sidney Hook, focusing on his conception of democracy, which seems to be simultaneously radical and conservative. <![CDATA[Viriato Soromenho-Marques. Portugal na queda da Europa. Lisboa: Temas e Debates; Círculos de Leitores, 2014.]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522015000300277&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente artigo discute as contribuições teóricas do filósofo norte-americano Sidney Hook a fim de buscar insumos para a construção de uma teoria democrática crítica. O retorno à obra desse controverso e negligenciado intelectual público se justifica por sua tentativa de articulação, ainda nos anos 1930, de duas correntes pensadas como opostas: o marxismo e o pragmatismo. Tais correntes são a base de sua proposta de democracia, fundada no autoverno com efetivo livre consentimento. O texto está estruturado em quatro seções. Na primeira delas, apresentam-se a vida e a obra de Sidney Hook. Na segunda, exploram-se as raízes pragmatistas do autor e a forma como ele constrói suas ideias a partir deste legado. Na terceira seção, abordam-se os elementos que o autor busca no marxismo e as suas críticas aos continuadores da tradição. Por fim, exploramos as ideias políticas de Hook, com foco em sua concepção de democracia, que parece ser simultaneamente radical e conservadora.<hr/>This article discusses American philosopher Sidney Hook's theoretical contribution, in order to generate inputs to articulate a critical democratic theory. The return to the writings of that controversial and neglected public intellectual is warranted by his attempt to combine, as early as in the 1930s, two traditions often seen as antithetical: Marxism and Pragmatism. Those traditions are the basis of his democratic theory, grounded in self-rule with effective free consent. The article is structured in four sections. The first of them presents the life and writings of Sidney Hook. The second section explores Hook's pragmatist roots. The third section discusses the elements extracted by Hook from Marxism and his critiques to the followers of that tradition. Lastly, the article explores the political ideas of Sidney Hook, focusing on his conception of democracy, which seems to be simultaneously radical and conservative. <![CDATA[Erratum: O perfil do financiamento dos partidos brasileiros (2006-2012): o que as tipologias dizem?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522015000300287&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente artigo discute as contribuições teóricas do filósofo norte-americano Sidney Hook a fim de buscar insumos para a construção de uma teoria democrática crítica. O retorno à obra desse controverso e negligenciado intelectual público se justifica por sua tentativa de articulação, ainda nos anos 1930, de duas correntes pensadas como opostas: o marxismo e o pragmatismo. Tais correntes são a base de sua proposta de democracia, fundada no autoverno com efetivo livre consentimento. O texto está estruturado em quatro seções. Na primeira delas, apresentam-se a vida e a obra de Sidney Hook. Na segunda, exploram-se as raízes pragmatistas do autor e a forma como ele constrói suas ideias a partir deste legado. Na terceira seção, abordam-se os elementos que o autor busca no marxismo e as suas críticas aos continuadores da tradição. Por fim, exploramos as ideias políticas de Hook, com foco em sua concepção de democracia, que parece ser simultaneamente radical e conservadora.<hr/>This article discusses American philosopher Sidney Hook's theoretical contribution, in order to generate inputs to articulate a critical democratic theory. The return to the writings of that controversial and neglected public intellectual is warranted by his attempt to combine, as early as in the 1930s, two traditions often seen as antithetical: Marxism and Pragmatism. Those traditions are the basis of his democratic theory, grounded in self-rule with effective free consent. The article is structured in four sections. The first of them presents the life and writings of Sidney Hook. The second section explores Hook's pragmatist roots. The third section discusses the elements extracted by Hook from Marxism and his critiques to the followers of that tradition. Lastly, the article explores the political ideas of Sidney Hook, focusing on his conception of democracy, which seems to be simultaneously radical and conservative.