Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Ciência Política]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0103-335220120002&lang=en vol. num. 8 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Nota editorial</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522012000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>A universidade na trajetória dos parlamentares brasileiros</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522012000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo, realizado no marco de uma pesquisa sobre a relação entre a universidade e o poder legislativo em alguns países da América Latina (particularmente no Brasil e na Argentina), analisa o modo como a passagem pela universidade contribui para a formação do capital político dos deputados e senadores brasileiros, bem como a importância dessa passagem na trajetória dos integrantes do poder legislativo. Para tanto, analisamos os discursos dos parlamentares nas sessões de 2006, procurando as referências que eles mesmos realizam sobre a universidade e sobre suas experiências no terreno acadêmico. O artigo fornece evidência para sustentar que existe uma forte sobrerrepresentação dos universitários no congresso brasileiro, que a trajetória acadêmica é valorizada no interior das elites parlamentares - o que lhe permite jogar um papel na distribuição do poder interno no congresso -, e que a passagem pela universidade, na medida em que se apresenta como um ativo valorizado e escasso, é um elemento relevante na formação do capital simbólico dos representantes legislativos.<hr/>This article was written within the framework of a research about the relationship between college education and the Legislative in some Latin American countries (particularly Brazil and Argentina). It examines the way in which college education contributes to increase the political capital of Brazilian deputies and senators as well as the importance of college studies in the career of the members of the Legislative. Therefore, the article examines the speeches of Congress members in 2006 sessions, observing their references to college education and their experiences in the academic field. The article provides evidence to sustain that college graduates are largely overrepresented in Brazilian Congress; that college education is appreciated by parliamentary elites - allowing them to play a role in the distribution of the internal power in Congress; and that such education is a significant element in the making of the symbolic capital of those members. <![CDATA[<b>Manda quem pode</b>: <b>a elite governante da cultura em Portugal (1976-2011)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522012000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Com base numa análise prosopográfica, este artigo incide sobre os padrões de recrutamento da elite governante da cultura. O universo em análise compreende os membros da elite governante da cultura em Portugal, desde o I ao XVIII Governos Constitucionais, no período entre 1976 e 2011. Esta análise tem em consideração as características demográficas (idade e género), as credenciais académicas, as carreiras profissionais e políticas, bem como eventuais competências no setor da cultura dos Ministros e Secretários de Estado da Cultura. Este artigo propõe igualmente, uma análise comparativa dos perfis desta elite governante, em Portugal.<hr/>Based on a prosopographical analysis, this paper focuses on recruitment patterns of the ruling elite within culture. The universe examined comprises members of the ruling elite in Portugal's culture, from the 1st to the 18th Constitutional Governments, spanning the 1976-2011 period. This analysis takes into account demographic characteristics (age and gender); academic credentials; professional and political careers; as well as eventual cultural skills of Culture Ministers and State Secretaries. This paper also proposes a comparative analysis of profiles of the ruling elite in Portugal's culture. <![CDATA[<b>Carreiras políticas e nepotismo na Terceira República francesa (1871-1940)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522012000200004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Ainda que possa parecer improvável em um regime baseado no sufrágio universal masculino, as conexões familiares e o nepotismo cumpriram um papel extremamente importante na democracia representativa na Terceira República Francesa (1870-1940). Na verdade, essas práticas continuam importantes em algumas partes da esfera política até hoje. Este artigo examina detalhadamente as conexões e as práticas políticas no departamento de Marne, um espaço político onde vários tipos diferentes de conexões políticas operavam em distintos níveis. Usando o conceito de Sippe, concebido para o estudo de conexões familiares mais amplas no início da Idade Média, esta pesquisa estatística sobre família e política vai levantando diferentes camadas de influência familiar, em nível de municipalidade, conseil d'arrondissement, conseil général do departamento e parlamento nacional. Ela sugere que, em cada nível, diferentes tipos de conexões familiares eram vitais.<hr/>Unlikely though it may seem in a regime based on universal manhood suffrage, family connections and nepotism played an extremely important role in representative democracy in the French Third Republic (1870-1940). Indeed, these practices remain significant in some parts of the political sphere even today. This article examines hereditary political connections and practices in detail in the department of the Marne, a political space where a number of different sorts of family connections operated at different levels. Using the concept of the Sippe devised for the study of wider family connections in the early middle ages, this statistical survey of families and politics peels away different layers of family influence, at the level of the municipality, the conseil d'arrondissement, the conseil général of the department, and the national parliament. It suggests that at each level, different sorts of family connections were vital. <![CDATA[<b>A constituição do menemismo na província de Buenos Aires</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522012000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en A vitória de Carlos Menem no processo interno do partido peronista para escolha do candidato presidencial possibilita entender como uma seleção orientada por princípios democráticos e que, segundo projeções de alguns "renovadores", tinha que resultar na substituição definitiva dos elementos tradicionais do partido, acabou na restauração destes. Portanto, reconstruímos o avanço progressivo de Menem na provincial de Buenos Aires - o bastião peronista - entre janeiro de 1986 e julho de 1988. Resumimos o desempenho obtido nas eleições para a escolha de autoridades e candidatos a cargos governamentais. Também abordamos as razões para esse avanço eleitoral, enfatizando práticas e atores políticos em termos de: (a) a cooptação concertada de lideranças, que resultou na construção de um alicerce político capaz de mobilizar a adesão de membros de base, (b) o uso instrumental de aspectos formais inerentes ao processo eleitoral e (c) a campanha pré-eleitoral, que apresentou o "menemismo" como o autêntico peronismo - popular, personalista, em contato com as massas, capaz de reivindicar seus mitos - com impacto positivo sobre os filiados em tempos de crise social e política profunda. Essa crise foi atribuída ao governo nacional, ao qual o governador da província de Buenos Aires - seu principal oponente - era considerado demasiado próximo.<hr/>The victory of Carlos Menem in the Peronist party's internal process to choose its presidential candidate allows understanding how a selection guided by democratic principles - which, according to projections by some "renovadores" had to derive in the definitive displacement of the party's traditional elements - ended in their restoration. Therefore, we reconstruct the progressive advance of Menem in the province of Buenos Aires - the Peronist stronghold - between January 1986 and July 1988. We summarize the performance obtained in the elections to choose authorities and candidates for governmental positions. We also approach the reasons for this electoral advancement, emphasizing political actors and political practices regarding: (a) concerted co-opting of leadership that resulted in the construction of a political foundation capable of mobilizing the adhesion of the grassroots members; (b) instrumental use of formal aspects inherent in the electoral process; and (c) the pre-election campaign, which portrayed a representation of the "Menemism" as the authentic Peronism - popular, personalistic, in contact with the masses, able to claim their myths - which had a positive impact on membership in times of deep social and political crisis. That crisis was attributed to the national government, to which the governor of the province of Buenos Aires - the main opponent - was considered too close. <![CDATA[<b>Entrando na arena?</b>: <b>gênero e a decisão de concorrer a um cargo eletivo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522012000200006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Há um vazio importante na pesquisa sobre a sub-representação das mulheres em cargos eletivos, relacionado à decisão inicial de concorrer. Com base em dados de nosso Citizen Political Ambition Study, a primeira pesquisa nacional de grande escala sobre candidatos potenciais, examinamos o processo pelo qual mulheres e homens surgem como candidatos a cargos eletivos. Nossa conclusão é de que mulheres que têm as mesmas características pessoais e credenciais profissionais dos homens expressam níveis significativamente inferiores de ambição política para ocupar esses cargos. Dois fatores explicam essa lacuna de gênero: primeiro, as mulheres têm probabilidades bem menores do que os homens de ser incentivadas a concorrer; segundo, elas têm probabilidades bem menores do que os homens de se considerar qualificadas para concorrer. Nossas conclusões colocam em questão as principais explicações teóricas para a sub-representação numérica das mulheres e indicam que, em função de vestígios da socialização baseada em papéis sexuais tradicionais, as perspectivas de paridade de gênero nas instituições políticas dos Estados Unidos são menos promissoras do que sugerem as explicações convencionais.<hr/>A critical void in the research on women's underrepresentation in elective office is an analysis of the initial decision to run for office. Based on data from our Citizen Political Ambition Study, the first large-scale national survey of potential candidates, we examine the process by which women and men emerge as candidates for public office. We find that women who share the same personal characteristics and professional credentials as men express significantly lower levels of political ambition to hold elective office. Two factors explain this gender gap: first, women are far less likely than men to be encouraged to run for office; second, women are significantly less likely than men to view themselves as qualified to run. Our findings call into question the leading theoretical explanations for women's numeric underrepresentation and indicate that, because of vestiges of traditional sex-role socialization, prospects for gender parity in U.S. political institutions are less promising than conventional explanations suggest. <![CDATA[<b>As lógicas do recrutamento político</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522012000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=en A análise da posição social e da origem das lideranças partidárias revela que os mecanismos atuais de recrutamento político tendem a favorecer as classes superiores da sociedade, embora cada partido privilegie a ascensão de frações distintas dessas classes. As oposições entre partidos que estruturam o funcionamento do campo político mostram-se, assim, como a duplicação (por outro lado, relativamente autônoma) da estruturação interna das classes superiores. As diferenças que separam, por um lado, os dirigentes do Partido Comunista Francês (PCF) e do Partido Socialista Francês (PS) e, por outro, os da Coalizão pela República (RPR) e da União pela Democracia Francesa (UDF) são, por exemplo, fortemente marcadas pela oposição entre os polos intelectual e econômico dessas classes. Do mesmo modo, quando buscam em outros espaços, o PCF e PS recrutam sobretudo agentes que ocupam as posições inferiores-dominadas, ao passo que a UDF e a RPR privilegiam o recrutamento de agentes que se encontram nas posições superiores-dominantes. Esse jogo de homologias permite também compreender a lógica do recrutamento das classes médias e popular e formular algumas hipóteses sobre os mecanismos da influência e da representação políticas.<hr/>Analysis of the original social positions of party leaders shows that the present mechanisms of political recruitment tend to favour the upper classes of society, but that each party encourages the ascent of different fractions of these classes. The contrasts between parties which structure the functioning of the political spectrum thus appear to duplicate (quite independently moreover) the internal structures of the upper classes. The differences between the leaders of the PCF and PS on one hand, and the RPR and UDF on the other, bear a strong resemblance, for example, to the contrast between the intellectual and economic poles of these classes. Similarly, when these parties recruit in other strata, the PCF and PS tend to recruit officials in lower-dominated positions, whereas the UDF and RPR prefer to recruit officials in senior-dominant positions. This pattern of homologies also explains the logic behind recruitment aimed at the middle and popular classes, and allows a few assumptions to be made concerning the mechanism of political influence and representation. <![CDATA[<b>Propensão ao risco e ambição progressiva</b>: <b>o caso dos deputados federais nos Estados Unidos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522012000200008&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo analisa a decisão dos membros da Câmara de Deputados dos Estados Unidos (House of Representatives) de concorrer ou não a um cargo superior (governador ou senador) durante o período de 1954 a 1974. O trabalho difere de análises anteriores sobre ambição por oferecer uma base teórica mais concreta para o estudo da ambição progressiva e tentar predizer quais deputados vão se candidatar a cargos superiores, mais do que apenas analisar as carreiras daqueles que o fizeram. Apresentam-se hipóteses que tratam da probabilidade de se eleger para o cargo superior, do valor deste cargo, do valor do cargo atual e do impacto causado pela condição de "propensos ao risco" ou não dos deputados. A seguir, testam-se as hipóteses. Por fim, discute-se uma série de outras hipóteses que resultam da teoria.<hr/>This study analyzes the decisions of members of the House on whether to seek higher office (governor or senator) during the period 1954-1974. It differs from previous ambition analyses in that it offers a more concrete theoretical base for the study of progressive ambition and it attempts to predict which members will seek higher office rather than just analyze the careers of members who did run. Hypotheses are offered which deal with the probability of winning a higher office, the value of the higher office, the value of the present office, and the impact of whether or not members are "risk-takers." These hypotheses are then tested. Finally, a number of other hypotheses which follow from the theory are discussed. <![CDATA[<b>Associativismo e representação política feminina no Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522012000200009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Considerando as relações entre associativismo e democracia, neste trabalho analisamos o perfil associativo e participativo de deputadas federais brasileiras eleitas nas três últimas legislaturas. Os dados que o embasam foram coletados no perfil biográfico das deputadas disponível no portal da Câmara dos Deputados e nos seus sites pessoais. Encontramos uma significativa presença de vínculos associativos nas carreiras das deputadas, com concentração em determinadas modalidades associativas. Nossos dados sugerem também afinidades entre determinados vínculos associativos e pertencimento partidário e, no seu conjunto, mostram que a análise das relações entre associativismo e representação política fornece importantes chaves para a compreensão dos processos que envolvem a inclusão política de mulheres.<hr/>Taking into account the relations between associativism and democracy, this paper analyzes the associative and participatory profiles of Brazilian congresswomen elected for the last three terms. Data were taken from the profile of these congresswomen that is available on the internet portal of the Chamber of Deputies and on their personal websites. A significant number of associative bonds were found throughout these women's careers, focusing on certain associative modalities. Our data also pointed to affinities between certain associative bonds and party affiliation, leading to the conclusion that the study of the relations between associativism and political representation provides important clues to the processes surrounding political inclusion of women. <![CDATA[<b>Reinventando governos locais durante a democratização</b>: <b>dinâmicas políticas e a criação de novos municípios no Brasil e na África do Sul</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522012000200010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo estabelece uma ligação entre as mudanças institucionais dos governos locais e a autonomia local sob dinâmicas políticas federativas. Para tal efeito, o artigo examina como os governos locais no Brasil e na África do Sul ganharam autonomia administrativa e fiscal através da criação de novos municípios. Enfocando nos incentivos institucionais por trás dessas transformações, o artigo identifica e analisa como o aumento de municípios no Brasil e a redução de municípios Sul-Africanos afetaram o poder de seus respectivos governos locais. Os resultados da análise sugerem que, usando distintos processos de reinvenção de novos governos locais e a criação de instituições intergovernamentais de cooperação, os atores políticos locais em ambos os países aumentaram o seu poder vis-à-vis outras esferas de governo.<hr/>This article establishes a connection between institutional changes at local levels of government and local autonomy under federated political dynamics. To this end, the article examines how local governments in Brazil and South Africa gained administrative and fiscal autonomy by creating new municipalities. Focusing on the institutional incentives for those changes, the article identifies and analyses why the increase in the number of municipalities in Brazil and its reduction in South African affected the power of their respective local governments. The findings suggest that by using different processes to reinvent new local governments and creating intergovernmental institutions for cooperation, local political actors in both countries increased their power vis-à-vis other levels of government. <![CDATA[<b>Amartya Sen</b>: <b>a ideia de Justiça</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522012000200011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo estabelece uma ligação entre as mudanças institucionais dos governos locais e a autonomia local sob dinâmicas políticas federativas. Para tal efeito, o artigo examina como os governos locais no Brasil e na África do Sul ganharam autonomia administrativa e fiscal através da criação de novos municípios. Enfocando nos incentivos institucionais por trás dessas transformações, o artigo identifica e analisa como o aumento de municípios no Brasil e a redução de municípios Sul-Africanos afetaram o poder de seus respectivos governos locais. Os resultados da análise sugerem que, usando distintos processos de reinvenção de novos governos locais e a criação de instituições intergovernamentais de cooperação, os atores políticos locais em ambos os países aumentaram o seu poder vis-à-vis outras esferas de governo.<hr/>This article establishes a connection between institutional changes at local levels of government and local autonomy under federated political dynamics. To this end, the article examines how local governments in Brazil and South Africa gained administrative and fiscal autonomy by creating new municipalities. Focusing on the institutional incentives for those changes, the article identifies and analyses why the increase in the number of municipalities in Brazil and its reduction in South African affected the power of their respective local governments. The findings suggest that by using different processes to reinvent new local governments and creating intergovernmental institutions for cooperation, local political actors in both countries increased their power vis-à-vis other levels of government.