Scielo RSS <![CDATA[Estudos Avançados]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0103-401420180003&lang=en vol. 32 num. 94 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Ensino de Ciências]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300003&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[Ensino de Botânica: conhecimento e encantamento na educação científica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300007&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO O ensino de Botânica está inserido no contexto mais amplo da Educação Biológica. Contudo, apresenta peculiaridades que justificam uma análise mais cuidadosa e específica para suas questões. Realizamos reflexões sobre os objetivos, os desafios e as possibilidades para o enfoque dessa temática tão central na Educação Básica. Discutimos a importância da contextualização para promover o ensino de Botânica de boa qualidade, principalmente quando aliada à utilização de uma variedade de estratégias didáticas dinâmicas e que propiciem o interesse e protagonismo do estudante. Finalmente, enfatizamos a relevância da aproximação entre Universidade e Escola, apresentando experiências realizadas nesta perspectiva.<hr/>ABSTRACT The teaching of Botany is inserted in the broader context of Biological Education. However, it presents some peculiarities that justify a careful and specific analysis of its issues. We reflect on the objectives, challenges and possibilities of focusing on this central theme in Basic Education. We discuss the importance of contextualization to promote quality teaching in Botany, especially when allied with the use of a variety of dynamic didactic strategies conducive to student interest and proaction. Finally, we emphasize the relevance of bringing together University and School, reporting some experiences related to this perspective. <![CDATA[Potencialidades do ensino de Biologia por Investigação]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300025&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO A Biologia pode ser uma das disciplinas escolares mais interessantes ou mais enfadonhas para os estudantes, dependendo do modo como ela for abordada. Articulando aspectos do consenso construtivista com os eixos da Alfabetização Científica, este artigo pretende mostrar as potencialidades do ensino por investigação para o ensino de Biologia, de forma a torná-lo mais significativo aos estudantes. Sequências didáticas baseadas no ensino por investigação podem ampliar os objetivos do ensino de Biologia na perspectiva da Alfabetização Científica, permitindo situar os estudantes no centro do processo de ensino e aprendizagem de modo que desenvolvam compreensões sobre conceitos e teorias, sobre o processo de produção de conhecimento e sobre as relações entre ciência, tecnologia, sociedade e ambiente.<hr/>ABSTRACT Biology may be one of the most interesting or boring school subjects for students depending on how it is approached. Articulating aspects of the constructivist consensus with the dimensions of Scientific Literacy, this article intends to show the potential of inquiry-based science learning in Biology teaching to make it more meaningful to students. The didactic sequences of inquiry-based learning can broaden the goals of Biology teaching from the perspective of Scientific Literacy, allowing students to be placed at the center of the teaching and learning process to develop their understanding of concepts and theories, of the process of knowledge production and of the relationship between science, technology, society and the environment. <![CDATA[Ensino e aprendizagem de Física no Ensino Médio e a formação de professores]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300043&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO Neste artigo, apresentamos e discutimos questões necessárias para o planejamento e a implementação de aulas de Física em que o foco está duplamente colocado sobre o ensino e sobre a aprendizagem. Destacamos o papel das práticas investigativas e argumentativas como essenciais para a abordagem da Física em sala de aula. Apresentamos conhecimentos necessários que o professor de Física precisa considerar em sua atividade profissional e destacamos algumas ações que podem ser realizadas em formação inicial.<hr/>ABSTRACT In this paper, we present and discuss issues concerning the planning and implementation of Physics lessons focused on both teaching and learning. We highlight the role of inquiry and argumentative practices as central to approaching Physics in the classroom. We present the essential knowledge that Physics teachers must consider in their professional activity, and highlight some actions that can be performed in their initial training. <![CDATA[A formação continuada do professor de Física]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300057&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO A Formação Continuada do Professor de Física chega ao presente ainda sem procedimentos eficazes e adequados. Ela teve início efetivamente na década de 1960 quando se percebeu que o ensino das Ciências não ia bem; seu objetivo era treinar os professores nos projetos de ensino que eram produzidos. Posteriormente, percebeu que essa formação devia ser entendida como atualização dos professores, mas chegou aos nossos dias sem resolver os problemas educacionais que continuam a aumentar. Tendo em vista o progresso científico e tecnológico crescente, deveria dar conta de fatores essenciais para a constituição do perfil desejável do professor. O artigo considera três fatores para a formação continuada: a passagem do treinamento nos projetos para a atualização dos professores, o processo de ensino para a aprendizagem significativa e a construção da competência profissional.<hr/>ABSTRACT The current situation of the Program for the Continuous Training of Physics teachers still lacks efficient and adequate procedures. It started effectively in the 1960s, when it was ascertained that the teaching of Science was not satisfactory; the Program’s objective was to train teachers capable of taking the new Science projects to the classrooms. The next step were specific training initiatives for the teacher development but these Projects have failed to solve the growing educational problems. In view of the increasing scientific and technology progress, this training should be able to provide a desirable teacher profile. This article discusses three factors of ongoing retraining: the passage from training project to teacher redevelopment, and from the teaching process to significant learning, and the building of professional competence. <![CDATA[Uma análise crítica do ensino de Física]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300073&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO A área de ensino de Física no Brasil tem longa tradição. A pesquisa e a pós-graduação em ensino de Física existem há décadas, assim como eventos nacionais da área. Muitos recursos instrucionais e projetos em ensino de Física já foram desenvolvidos. Revistas e publicações nessa área confirmam sua existência e consolidação. Paradoxalmente, no entanto, nos dias de hoje, o ensino de Física no Brasil está em crise, desatualizado, minimizado, desvalorizado. Este texto analisa criticamente vários aspectos desse ensino que levaram a essa crítica e apresenta alguns desafios a serem enfrentados para reverter tal situação e recuperar o ensino de Física no país. Sempre a partir da visão pessoal do autor e de sua larga experiência na área.<hr/>ABSTRACT The area of Physics teaching in Brazil has a long tradition. Research and graduate programs in Physics teaching, as well as national conferences, have existed for decades. Many instructional materials and projects in Physics teaching have already been developed. Journals and publications in this area confirm that it exists and is consolidated. Paradoxically, however, nowadays Physics teaching in Brazil is in a serious crisis, outdated, minimized, underestimated. This text analyzes, critically, several aspects of Physics teaching that led to this crisis and presents some challenges that must be faced to change the situation and redeem Physics teaching in Brazil. The views presented here are always the author’s personal outlook and derive from his extensive experience in this area. <![CDATA[Dimensões a considerar na pesquisa com dispositivos móveis]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300081&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO Dispositivos móveis com toques em tela - smartphone ou tablet - constituem uma extensão física do corpo, e a comunicação que tais interfaces promove passa a ser entendida como deslocamento. Considerando especificidades como mobilidade, convergência e ubiquidade, o artigo propõe seis dimensões (contemporaneidade, sociotécnica, neurocognitiva, perceptivo-afetiva, discursivo-comunicativa, político-pedagógica) que podem ser consideradas em processos de ensino, de aprendizagem ou de pesquisa no campo das Humanidades, particularmente na Educação. As dimensões são delimitadas com traços da contemporaneidade.<hr/>ABSTRACT Mobile touchscreen devices - smartphones or tablets - constitute a physical extension of the body, and the communication that such interfaces enables is now understood as displacement. Considering specificities such as mobility, convergence and ubiquity, this article proposes six dimensions (contemporaneity, socio-technical, neuro-cognitive, perceptive-affective, discursive-communicative, political-pedagogical) that can be considered in teaching, learning or research in the Humanities, particularly in Education. Dimensions are delimited with traces of contemporaneity. <![CDATA[A abordagem histórico-investigativa no ensino de Ciências]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300097&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO A abordagem Histórico-Investigativa (HI) vem sendo construída ao longo das duas últimas décadas no contexto da busca por caminhos para incentivar motivação, engajamento e argumentação dos alunos em sala de aula. A HI destaca-se por propiciar competências relevantes ao fazer científico, além de tornar os alunos mais ativos e participativos do processo de aprendizagem e contextualizar os conhecimentos escolares. Essa abordagem caracteriza-se pelo uso de atividades experimentais de cunho investigativo, pautadas por episódios históricos, centradas nos alunos e orientadas pelo professor, de modo a criar situações de ensino e aprendizagem que propiciem a reflexão sobre conteúdos específicos da ciência e conteúdos metacientíficos, a prática experimental e a argumentação. Este artigo discute as bases pedagógicas e epistemológicas, objetivos e contribuições da abordagem histórico-investigativa aoEnsino de Ciências.<hr/>ABSTRACT The Historical-Investigative approach (HI) has been built over the last two decades in the context of the search for strategies to encourage students’ motivation, engagement, and argumentation in the classroom. HI provides relevant scientific skills, makes students more active and participatory in the learning process, and contextualizes school knowledge. This approach is characterized by the use of investigative experimental activities, guided by cases from the history of Science. The activities are student-centered and teacher-oriented, and aim to create teaching and learning situations that foster reflection on specific scientific and meta-scientific contents, experimental practice, and argumentation. This paper discusses the pedagogical and epistemological foundations, objectives and contributions of the historical-investigative approach to Science teaching. <![CDATA[Ensino Médio - etapa conclusiva de uma educação em crise]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300111&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO Associa-se o desempenho do Ensino Médio, estagnado há mais de década, ao conjunto de insuficiências da Educação de Base. Cogita-se a necessidade de se rever recente lei que altera a LDB, assim como de se reelaborar em seu conjunto a Base Nacional Comum Curricular, para poder ser sintética e efetiva referência educacional. Sugere-se melhor distribuição dos recursos fiscais e apoio logístico aos municípios para que possam de fato responder pelo início da escolarização. Propõe-se uma carreira em que professores possam progredir sem deixar de lecionar, tornando-se tutores na formação prática de futuros colegas.<hr/>ABSTRACT Senior high school performance, stagnated for more than ten years, is related to a general insufficiency of basic education. A recent law that changes the national education law needs to be reviewed together with the common core curriculum in order to become a synthetic educational reference. Better distribution of tax revenues is suggested, as well as logistical support to the counties, so that they can really be held accountable for primary schooling. A teachers’ career program is proposed so that they may progress without ceasing to teach, and become tutors in the practical training of futures colleagues. <![CDATA[Trajetória e perspectivas para o ensino de Matemática nos anos iniciais]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300119&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO O atual contexto de políticas públicas tem gerado tensões e inseguranças ante as prescrições que chegam até as escolas e seus professores. Se, por um lado, as pesquisas apontam para a necessidade de protagonismo dos professores, por outro, a publicação de um documento como a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), atrelada aos sistemas de avaliações externas, engessa o trabalho do professor. Acrescentem-se a isso as ações que vêm sendo adotadas para a implementação dessa base, num visível retorno ao neotecnicismo. Diante dessas questões, o presente artigo se propõe a discutir o contexto do ensino de Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental, numa retrospectiva histórica das políticas curriculares das últimas décadas. Nessa trajetória, analisa-se como a BNCC interrompe um processo de avanços até então conquistados; o texto do documento aprovado pelo CNE apresenta incompletudes e contradições entre o discurso introdutório e as habilidades específicas para o ensino de matemática e alguns objetos de conhecimento são propostos de forma reducionista, desconsiderando os avanços da pesquisa em Educação Matemática brasileira.<hr/>ABSTRACT The current context of public policies has generated tensions and insecurities in face of the prescriptions that reach/affect schools and teachers. If, on the one hand, research points to the need for teachers to take on a leading role, on the other hand, the publication of a document such as Brazil’s National Curricular Common Core (NCCB) - linked to evaluation system - stifles the teachers’ work. Not to mention the actions that have been adopted to implement the NCCB, in a visible return to neo-technicism. In face with these issues, this paper aims to discuss the context of the teaching of Mathematics in the first years of Elementary School, in a historical retrospective of the curricular policies from the last decades. In this trajectory, we analyze how the NCCB interrupts a process of previously-achieved improvements; the text of the document - approved by the CNE - has several gaps and contradictions between the introductory discourse and the specific abilities required to teach Mathematics, and is reductionist with regard to some kinds of knowledge, disregarding the advances of the research in Mathematical education in Brazil. <![CDATA[Materiais curriculares e professores que ensinam Matemática]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300137&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO O presente estudo focaliza as diferenças entre as mensagens de materiais curriculares para professores que ensinam matemática e as mensagens de práticas pedagógicas que utilizam. Para tal, usamos dados secundários vindos da observação de duas práticas pedagógicas, nas quais, respectivamente, uma professora em exercício e um futuro professor utilizaram-se desses materiais. Dados de entrevistas também foram usados. A análise sugere que materiais curriculares para professores que ilustram apenas uma mensagem de prática pedagógica não mostram os conflitos com outras mensagens. Por decorrência, concluímos que, para dar visibilidade ao escopo de realizações contextuais com um material curricular, esse deve comunicar diferentes mensagens.<hr/>ABSTRACT This study focuses on the differences between the messages of curricular materials for teachers of Mathematics and the messages of pedagogical practices that they use. For this, we use secondary data from the observation of two pedagogical practices, in which a current teacher and a future teacher use these materials. Interview data were also brought into consideration. The analysis suggests that curricular materials for teachers that illustrate only one message of pedagogical practice don’t show the conflicts with other messages. Therefore, curricular material for teachers should communicate different messages in order to give visibility to the scope of contextual realizations. <![CDATA[Conexões extramatemáticas na formação inicial de docentes]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300153&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO O objetivo deste artigo é mostrar as conexões que futuros professores do Ensino Fundamental utilizam no planejamento de sequências didáticas para o ensino de Matemática. Uma observação etnográfica participante é feita para caracterizar o tipo de conexões extradisciplinares consideradas. A análise feita nos permite afirmar que os futuros professores valorizam o uso de contextos reais, como motivadores e geradores deconhecimento matemático, embora os desenvolvimentos nem sempre sejam justificados epistemicamente. Verificamos uma dificuldade em considerar as conexões metafóricas.<hr/>ABSTRACT The objective of this article is to show how future Primary Education teachers use connections when planning didactic sequences to teach Mathematics. Ethnographic participant observation is undertaken to characterize the type of extra-disciplinary connections considered. This analysis allows us to affirm that future teachers value the use of real contexts as motivators and generators of mathematical knowledge, although the developments are not always epistemically justified. The difficulty in considering metaphorical connections is verified. <![CDATA[A história da álgebra e o pensamento algébrico: correlações com o ensino]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300171&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO O ensino de Álgebra tem se restringido a questões técnicas e operacionais, deixando de lado, muitas vezes, o desenvolvimento de conceitos e do pensamento algébrico. Acreditamos que esse enfoque está por trás das deficiências diagnosticadas em várias pesquisas e avaliações governamentais. Neste texto, apresentamos como os conceitos que foram relevantes para o desenvolvimento da álgebra ao longo dos séculos podem e devem participar do processo de ensino da álgebra.<hr/>ABSTRACT The teaching of Algebra has been restricted to technical and operational issues, often leaving aside the development of concepts and so-called algebraic thinking. We believe that this approach underlies the deficiencies diagnosed in various government surveys and assessments. In this text, we present how concepts that were relevant to the development of Algebra over the centuries can and should participate in the process of teaching Algebra. <![CDATA[Etnomatemática, justiça social e sustentabilidade]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300189&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO O Programa Etnomatemática será apresentado como um programa de pesquisa sobre conhecimento e comportamento humanos, tendo como foco principal História e Filosofia da Matemática em diversas culturas e suas implicações pedagógicas. São dados exemplos de pesquisa recente sobre Etnomatemática e será feita uma discussão sobre justiça social e o estado do mundo e sustentabilidade. Será mostrado como a Etnomatemática pode contribuir para fazer face às ameaças à sustentabilidade e colaborar para evitar o que pode ser um colapso da civilização.<hr/>ABSTRACT The Ethnomathematics Program will be presented as a research program on knowledge and human behavior, focused on the History and Philosophy of Mathematics in different cultures and their pedagogical implications. Examples of current research on Ethnomathematics will be given, and social justice and the state of the world and sustainability will also be discussed. It will be shown how Ethnomathematics can contribute to face the threats to sustainability and cooperate with efforts to avoid the collapse of civilization. <![CDATA[Formação de professores de Química no Brasil e no mundo]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300205&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO O texto apresenta um panorama do ensino de Química em vários países, e particularmente foca na formação de professores de Química nesses distintos contextos. Nesse sentido, é apresentada a estrutura básica do sistema educacional dos diferentes países, particularidades da escola como horários de funcionamento e número de alunos por classe etc. Em relação à formação de professores de Química descreve-se em linhas gerais como é feita em cada país em termos de currículo além de aspectos práticos da profissão como valorização social e em que tipo de instituição é feita a formação. Foram tratados os seguintes países: Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, Estados Unidos, Finlândia e Índia. Há muitas diferenças, mas uma coisa comum entre os países com melhores resultados nas avaliações internacionais recai na atenção e acompanhamento próximo em relação à qualidade da formação de professores, a valorização social e as condições de trabalho nas escolas.<hr/>ABSTRACT This text presents a panorama of Chemistry Education in several countries and focuses particularly on the training of Chemistry teachers in these different contexts. In this sense, the basic structure of the educational system of different countries is presented, as well as the particularities of the schools, such as working hours, number of students per class etc. The training of Chemistry teachers in each country is described in general terms and in terms of the curriculum, in addition to practical aspects of the profession, such as social valuation and the type of institution in which the training is done. The following countries were appraised: Australia, Brazil, Canada, Finland, Germany, India and United States. There are many differences between them, but some thingg in common in the best-performing countries in international assessments are close attention to, and monitoring of, the quality of teacher education, the social value of teachers and the working conditions in schools. <![CDATA[Princípios para o currículo de um curso de Química]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300225&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO O presente artigo descreve a mais recente estrutura curricular do curso de graduação em Química do Instituto de Química da USP. Mostra como a opção institucional pela formação de quadros profissionais para atender as demandas da pesquisa científica, do setor produtivo e da educação básica, aliada às características de um instituto de pesquisa e as experiências curriculares anteriores, levou à determinação de princípios que estruturam e organizam o currículo. Dentre tais princípios destacam-se: liberdade acadêmica do aluno na escolha de sua profissão e na definição de seu percurso formativo; uma base sólida de conhecimentos químicos e incentivo a estudos constantes. Por fim, aponta que uma alteração curricular não deve se resumir a uma mudança da grade de disciplinas. O próximo passo envolve uma mudança de cultura que coloca em foco um aprendizado mais ativo por parte do aluno.<hr/>ABSTRACT This article describes the most recent Chemistry undergraduate curriculum of USP’s Institute of Chemistry. We point out how the institutional option for professional training to meet the demands of scientific research, the productive sector and basic education, allied to the characteristics of a research institute and previous curricular experiences, led to some principles that served to structure and organize the curriculum. Among these principles, the following stand out: academic freedom for students to choose their profession and define their formative route; a solid base of chemical knowledge and encouragement for constant studies. Finally, it points out that a curricular change should not be limited to changes in the courses offered. The next step involves a real culture change that focuses on a more active learning process. <![CDATA[A química no Vestibular Fuvest (1980-2018)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300247&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO Este artigo propõe uma análise de aspectos epistemológicos e didáticos dos programas e de algumas questões de química do vestibular Fuvest, referentes ao período de 1980 a 2018. A análise se volta para os critérios que orientaram a seleção e organização dos conteúdos; as relações sugeridas entre os níveis macroscópico e submicroscópico da matéria; o uso de modelos de partículas para explicação dessas relações; a experimentação e a contextualização do conhecimento químico. Observou-se uma grande mudança do programa em 1991 e outra, de menor extensão, em 2002, as quais podem ser relacionadas a mudanças em diretrizes curriculares estaduais e federais. O processo aqui delineado, de incorporação ao vestibular de tendências originadas na pesquisa em ensino de ciências, pode ensejar reflexões úteis aos educadores em química.<hr/>ABSTRACT This paper proposes an analysis of epistemological and didactic aspects of Chemistry programs and of some Chemistry questions of the University of São Paulo admission exam (Fuvest) from 1980 to 2018. Our analysis focuses on the criteria guiding the selection and organization of contents; on the implied relationships between the macroscopic and submicroscopic ontological levels of matter; on the use of particle models to explain such relationships; on experimentation and on the contextualization of chemical knowledge. There was a major change in the program in 1991 and a minor one in 2002, which may be related to changes in state and federal curriculum guidelines. The process outlined here, in which Science education research results influenced university admission exams, may lead to useful reflections for educators in chemistry. <![CDATA[As Ciências da Natureza nas 1<em>ª</em> e 2<em>ª</em> versões da Base Nacional Comum Curricular]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300269&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO Neste texto, intento apresentar e discutir os caminhos percorridos na elaboração das 1ª e 2ª versões da Base Nacional Comum Curricular, iniciada em 2015, Base essa prevista desde a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional de 1986. Apresento um panorama geral do processo, para, em seguida, discutir especificamente, a área das ciências da natureza e as propostas para cada um dos componentes curriculares que compõem a referida área, no ensino fundamental e médio. Procuro estabelecer um diálogo, a partir de meu ponto de vista, entre as propostas e a alfabetização científica.<hr/>ABSTRACT In this paper, I attempt to present and discuss the paths taken in the process of producing the 1st and 2nd versions of the National Curricular Common Core that took place from 2015 to 2016. The National Common Core is foreseen since the Law of National Education (LDB) established in 1986. I present an overview of the process and specifically discuss the area of Natural Sciences and the proposals for each of the Science curricular components, in primary and secondary education. I seek to establish a dialogue, from my point of view, between these proposals and scientific literacy assumptions. <![CDATA[A arqueologia como paradigma de ciência histórica e interdisciplinar]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300285&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO Neste artigo a arqueologia será utilizada como um estudo de caso ilustrando a discussão a respeito das diferentes modalidades de ciência e das diferentes ontologias envolvidas. Argumentamos que a arqueologia é tão interdisciplinar que não pode ser encarada da mesma maneira que outras disciplinas das Humanidades, tendo suas componentes ontológicas, epistemológicas, teóricas e práticas mais associadas às Ciências da Terra e à Biologia do que à História ou à Antropologia. Por fim, apresentamos a estrutura do método científico na arqueologia e como as suas características apontam para um modelo de interdisciplinaridade extrema, com poucos paralelos nas outras ciências.<hr/>ABSTRACT In this article Archeology will be used as a case study illustrating the discussion abouIn this article, Archeology will be used as a case study to illustrate the discussion about the different modes of Science and the different ontologies involved. We argue that Archeology is so interdisciplinary that it cannot be viewed in the same way as other disciplines of the Humanities, having its ontological, epistemological, theoretical and practical components more associated with Earth Sciences and Biology than with History or Anthropology. Finally, we present the structure of the scientific method in Archeology and how its characteristics point to a model of extreme interdisciplinarity, with few parallels in the other sciences. <![CDATA[Ensino de Geociências na universidade]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300309&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO No Brasil colonial, apesar de intensa atividade mineira na busca de ouro e diamantes, não houve práticas geocientíficas relevantes. No século XIX ocorreram diversas explorações geológicas, das quais resultou uma vasta contribuição escrita. Além disso foram criadas importantes instituições, como o Observatório Nacional, o Serviço Meteorológico, o Observatório Magnético de Vassouras e a Escola de Minas de Ouro Preto em 1876. O ensino formal de Geociências no Brasil foi iniciado apenas em 1957, com a Campanha de Formação de Geólogos (CAGE), que criou e forneceu recursos materiais e humanos para quatro cursos de graduação em Geologia. Na Meteorologia a graduação se iniciou em 1963, na Oceanografia em 1971, e na Geofísica em 1983. Atualmente, 47 universidades brasileiras oferecem 71 cursos de graduação nas Geociências. Há 33 cursos de Geologia, três de Engenharia Geológica, 14 de Meteorologia, 13 de Oceanografia e 8 de Geofísica. Há no Brasil 57 programas de pós-graduação em Geociências, 13 dos quais considerados de excelência, indicando que a situação atual da área é de consolidação e maturidade. Geólogos e geofísicos foram absorvidos, em sua maioria, pelas atividades de mapeamento geológico, exploração mineral e de petróleo. Meteorologistas dedicaram-se ao monitoramento meteorológico e climático, e também a projetos de energia hidroelétrica, eólica e solar. Na Oceanografia, os formados atuaram em órgãos relacionados com ambiente, agricultura e no Ministério da Marinha. Quanto à pesquisa, as ciências atmosféricas e oceanográficas são de grande relevância global, no estudo das mudanças climáticas e o aquecimento global. Por sua vez, o maior desafio de geólogos e geofísicos é o de melhorar do conhecimento do território brasileiro, na escala local ou regional.<hr/>ABSTRACT In colonial times, in Brazil, although intense mining activities occurred in the search for gold and diamonds, relevant geoscientific actions did not occur. In the 19th century, a few geological exploratory trips were made, from which several written contributions resulted. Moreover, important institutions were created, such as the National Observatory, the Meteorological Service, the Magnetic Observatory at Vassouras and the Mining School of Ouro Preto in 1876, The formal teaching of Geosciences in Brazil started only in 1957, with the ”Campaign for the training of geologists” (CAGE), that created and provided material and human resources to four Geology undergraduate courses. In Meteorology the first course was in 1973, in Oceanography in 1971 and in Geophysics in 1983. Now, 48 Brazilian universities offer 71 undergraduate courses in Geosciences, 33 in Geology, 3 in Geological Engineering, 14 in Meteorology, 13 in Oceanography and 8 in Geophysics. Fifty-seven graduate programs exist in Brazil, 13 of which are considered of excellence, indicating that the area is mature and consolidated. Most geologists and geophysicists were absorbed in geological mapping activities, as well as mining and oil exploration. Meteorologists dedicated themselves to meteorological and climatic monitoring, as well as to projects in hydroelectric, wind and solar energy. Graduates in Oceanography worked in institutions related to the environment, agriculture, and to the Ministry of the Navy. The atmospheric and oceanographic sciences are of global relevance in studies of climatic changes and global warming. In turn, the major challenge of geologists and geophysicists is to improve knowledge of the Brazilian territory, at the local and regional scale. <![CDATA[Perspectivas do ensino de Geociências]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300331&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO O ensino de Ciências foi incorporado aos currículos escolares somente no século XIX. No Brasil-Império o ensino das Ciências Naturais era incipiente, embora ciências já fizessem parte do currículo do ensino secundário desde a criação do Colégio Pedro II, em 1837. Os primeiros cursos de nível superior em Geociências (Geologia, Geofísica, Meteorologia e Oceanografia) começaram a ser criados somente a partir da segunda metade do século passado. Atualmente, há cursos nessas modalidades em todo o país, que enfrentam, contudo, sérios obstáculos para que o ensino evolua de acordo com as necessidades atuais do mercado de trabalho, e das tendências impostas pelo avanço tecnológico. Neste trabalho analisamos entraves e lacunas profissionais no Ensino Superior e destacamos algumas práticas educacionais capazes de melhorar o aprendizado, que poderiam ser universalizadas. É inadiável expandir a área de Geociências nos cursos de formação e capacitação de professores para a Educação Básica; o artigo reúne alguns fatores essenciais para atingir essa meta.<hr/>ABSTRACT The teaching of Science was incorporated into school curricula only in the nineteenth century. In Imperial Brazil, the teaching of the natural sciences was incipient, although, since the creation of the Colégio Pedro II in 1837, Science was already part of the curriculum of secondary education. But only in the second half of the last century the earliest courses in Geosciences (Geology, Geophysics, Meteorology, and Oceanography) began to be created. Currently, there are courses in these modalities across the country. However, there are serious obstacles for teaching to evolve in keeping with the current needs of the professional market and the trends imposed by technological advances. In this work, we analyze obstacles and professional gaps in Higher Education, and highlight some educational practices capable of improving learning and which could be universalized. It is no longer possible to put off the expansion of the area of Geosciences in teacher training and qualification courses for Basic Education. This article brings together some essential factors to achieve this goal. <![CDATA[Por uma dialética das controvérsias: o fim do modelo positivista na história das ciências]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300345&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO Este artigo descreve os impasses epistemológicos e metodológicos que caracterizam a pouca interação entre os historiadores da ciência no debate sobre suas linhas de pesquisa e afiliações. A influência positivista persistente tem impedido a valorização das controvérsias científicas e a historiografia da ciência se ressente dessa ausência, em detrimento de uma compreensão de como funciona a ciência.<hr/>ABSTRACT This article describes the epistemological and methodological impasses that characterize the lack of interaction among historians of Science in the debate about their lines of research and affiliations. The enduring Positivist influence has precluded recognizing the value of scientific controversies, and the history of Science suffers this absence, which damages the perception of how science works. <![CDATA[Engenharia da Complexidade em Edgar Morin]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300363&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO Este artigo apresenta uma proposta de abordagem de engenharia, a Engenharia da Complexidade, considerando os pressupostos do pensamento complexo apresentado por Edgar Morin. Os fundamentos principais desse enfoque: projeto de sistemas abertos, emergência, inclusão da aleatoriedade e incompletude Gödeliana são contextualizados em exemplos reais de problemas construtivos.<hr/>ABSTRACT This paper proposes an approach to Complexity Engineering, that takes into account the complex thinking framework proposed by Edgar Morin. The main foundations of this approach are open systems design, emergence, and the inclusion of Gôdel’s randomness and incompleteness, which are contextualized in real-life constructive problems. <![CDATA[Conhecimentos ecológicos indígenas e recursos naturais: a descolonização inacabada]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300373&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO Este trabalho pretende ressaltar o conhecimento indígena tradicional ante o conhecimento eurocentrista em matéria de preservação da natureza e do patrimônio ambiental. Ante a atual crise ambiental, o resgate do conhecimento ecológico indígena aparece como uma alternativa para o desenvolvimento diante das ineficazes fórmulas de acumulação, vestígios do colonialismo. O sistema interamericano de proteção de direitos humanos tem contribuído com um reconhecimento dos direitos coletivos dos povos indígenas sobre suas terras e recursos naturais. Esse reconhecimento contém em si mesmo a aceitação dos conhecimentos ecológicos indígenas, os quais poderão contribuir para o estabelecimento de um novo modelo de desenvolvimento.<hr/>ABSTRACT This paper aims to highlight traditional indigenous knowledge vis-à-vis Eurocentric knowledge regarding the conservation of nature and the preservation of the environmental heritage. Considering the environmental crisis, the validation of indigenous ecological knowledge appears to be an alternative to development in face of the ineffective recipe of accumulation of goods and other vestiges of colonialism. The Inter-American System of Human Rights has recognized the collective rights of indigenous peoples on their land and natural resources. This recognition contains in itself an acceptance of the indigenous ecological knowledge, which could contribute to a new development model. <![CDATA[Aníbal Quijano e a racionalidade alternativa na América Latina: diálogos com Mariátegui]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300391&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO Este artigo tem como objetivo discutir a perspectiva “decolonial” de Aníbal Quijano (1930-2018) e seus usos a partir de José Carlos Mariátegui. Em primeiro lugar, relacionamos o contexto histórico latino-americano desde a década de 1980 ao esforço de interpretação de Mariátegui por Aníbal Quijano, balizado, sobretudo, pela formulação de uma teoria fundacional (filosófica, epistemológica, ética e política) sobre a especificidade da América Latina. Na sequência, Quijano redescobre, assim, certo Mariátegui associado à renovação crítica da teoria social latino-americana. Através de múltiplos mecanismos de difusão, ele estabelece uma reconhecida caracterização filosófica e epistemológica do arsenal mariateguiano, visto como bastião da crítica eurocêntrica (“racionalidade alternativa”), para legitimá-lo como referência fundamental da teoria da “colonialidade do poder”.<hr/>ABSTRACT This article aims to discuss the “decolonial” perspective of Aníbal Quijano (1930-2018) and its uses after José Carlos Mariátegui. Firstly, we relate the Latin American historical context since the 1980s to Marítegui’s interpretation of Aníbal Quijano’s work, based mainly on the formulation of a foundational theory (philosophical, epistemological, ethical and political) on the specificity of Latin America. Quijano then rediscovers a certain Mariátegui associated with the critical renovation of Latin American social theory. Through multiple mechanisms of dissemination, he establishes an well-acknowledged philosophical and epistemological characterization of Mariátegui’s arsenal, seen as the bastion of Eurocentric criticism (“alternative rationality”), in order to legitimize it as a fundamental reference of the “coloniality of power” theory. <![CDATA[Anibal Quijano (1930-2018), Instituto de Estudos Avançados e o contexto peruano]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300411&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO A origem deste trabalho é um e-mail que encaminhei a Carlos Guilherme Mota informando, com tristeza, que o sociólogo peruano Aníbal Quijano havia falecido em Lima em 31 de maio de 2018. Graças a Carlos Guilherme, Aníbal passou um período como professor convidado do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da Universidade de São Paulo. O objetivo deste trabalho é lembrar como chegou Aníbal ao IEA, fornecer alguma informação sobre o contexto peruano de sua formação, bem como assinalar alguns dos vínculos que então ele estabeleceu nos meios acadêmicos de São Paulo.<hr/>ABSTRACT The idea for this paper came to me when I sent an email to Carlos Gilherme Mota informing him that, sadly, Peruvian sociologist Anibal Quijano had passed away on May 5, 2018, in Lima. Carlos Guilherme was responsible for Anibal’s appointment as Visiting Professor at the Institute of Advanced Studies (IAS) of the University of Sao Paulo (USP). This paper intends to remember how Anibal came to the Institute, offer information on the Peruvian context during his career and point out some connections that he established with the academic milieu in São Paulo. <![CDATA[Como e por quê escrevemos <em>História do Brasil.Uma interpretação</em>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142018000300429&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO O livro abrange o longo período do século XIV ao século XXI, analisando os principais traços de nossa História, considerando sistemas, modelos, estruturas e processos dos sucessivos períodos de nossa História: colonial, imperial e republicano. As análises detêm-se no exame dos modos de produção, das correspondentes formações político-sociais, e destaca algumas biografias de algumas personalidades significativas, entre outros, marquês de Pombal, Tiradentes, Tomás Antônio Gonzaga, José Bonifácio, Pedro I, Evaristo da Veiga, Amaro Cavalcanti, Juscelino Kubitschek, Fernando Henrique Cardoso e Luís Inácio Lula da Silva.<hr/>ABSTRACT The book covers the long period from the fourteenth to the twenty-first century, analyzing the main features of Brazil’s history, considering the systems, models, structures and processes of successive periods of our history: colonial, imperial and republican. The analyses focus on examining the modes of production and the corresponding political-social formations, and highlights the biography of some significant personalities, including the Marquis de Pombal, Tiradentes, Tomás Antônio Gonzaga, José Bonifácio, emperor Pedro I, Evaristo da Veiga , Amaro Cavalcanti, Juscelino Kubitschek, Fernando Henrique Cardoso and Luís Inácio Lula da Silva.