Scielo RSS <![CDATA[Estudos Avançados]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0103-401420140001&lang=es vol. 28 num. 80 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100001&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[<b><i>Fortuna</i></b><b> e <i>virtù</i> no golpe de 1964</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100002&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[<b>A sociedade cindida</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100003&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[<b>Crônicas políticas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100004&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[<b>Comentários sobre política internacional</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100005&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[<b>No exílio, contra o isolamento</b>: <b>intelectuais comunistas, frentismo e questão democrática nos anos 1970</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100006&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo discute o novo protagonismo intelectual surgido na experiência do exílio de alguns militantes do Partido Comunista Brasileiro nos anos 1970, em diálogo com as diretrizes do eurocomunismo, com a questão nacional-popular e com o imperativo de resistir ao regime militar implantado em 1964. As "elaborações do exílio" do PCB, como ficaram conhecidas, foram importantes para fortalecer a estratégia frentista de resistência à ditadura, com implicações nas esferas política e cultural. Paradoxalmente, o frentismo entra em crise na medida em que a "abertura" se aprofunda e faz que os exilados retornem à cena política brasileira.<hr/>This article discusses the new intellectual leadership emerged in the Brazilian Communist Party from the experience of exile in the 1970s. Many of the Brazilian intellectuals communists in Western Europe sustain a dialogue with the guidelines of Eurocommunism, with "national-popular question" and the resistance against the military regime implanted in 1964. The "elaborations of exile" of the PCB, as this process became known, were important to reinforce the strategy of front of democratic resistance to dictatorship, with implications in the political and cultural spheres. Paradoxically, the front strategy did not survive the context of "abertura", and the consequent return of the exiles to Brazil. <![CDATA[<b>A mídia e o golpe militar</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100007&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo trata do papel desempenhado pela grande imprensa no processo político brasileiro, a partir do início dos anos 1950, com a volta ao poder, pelo voto popular, de Getulio Vargas, que sustentara a ditadura do Estado Novo até 1945, quando foi deposto pelos militares. Setores conservadores da direita moveram-lhe, com o apoio da mídia, campanha que terminou por levá-lo ao suicídio, em l954. Várias tentativas de golpe se sucederam, até que em 1964, com o decidido apoio dos principais veículos de comunicação, um golpe militar implantou a ditadura no país. Esses mesmos veículos, alguns dos quais participaram diretamente da conspiração que levou à derrubada do governo constitucional de João Goulart, desempenharam papel importante como apoiadores da ditadura militar.<hr/>This article outlines the role of the mainstream press in Brazil' s political process since the early 1950s, with the return to power (by popular vote) of Getulio Vargas, who held the Estado Novo dictatorship until 1945, when he was deposed by the military. Conservative right-wing sectors, with support from the media, led a campaign against him, eventually leading to his suicide in 1954. Several attempted coups ensued until 1964, when, with resolute support from major media outlets, a military coup established a dictatorship in the country. These same media outlets, some of which participated directly in the conspiracy that led to the overthrow of the João Goulart' s constitutional government, played an important role as supporters of the military dictatorship. <![CDATA[<b>"Proíbo a publicação e circulação..." - censura a livros na ditadura militar</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100008&lng=es&nrm=iso&tlng=es Durante a ditadura militar brasileira (1964-1985), cerca de 140 livros de autores brasileiros foram oficialmente vetados pelo Estado. Este artigo apresenta parte dos resultados de um projeto que visou fazer o levantamento sistemático das obras censuradas e traçar um panorama da atuação censória do governo militar em relação a livros, destacadamente obras de autores brasileiros, com ênfase no período posterior a 1970. Além de fontes bibliográficas, utilizamos o arquivo de pareceres do Departamento de Censura de Diversões Públicas (DCDP), órgão do Ministério da Justiça, que a partir de 1970 passou a exercer a censura a livros e revistas. O presente artigo é uma versão modificada de trechos do livro Repressão e resistência: censura a livros na ditadura militar, publicado pela Edusp, com apoio da Fapesp, em 2011.<hr/>Under the Brazilian military dictatorship (1964-1985), around 140 books by Brazilian writers were officially vetoed by the State. This article presents some of the results of a project that involved drawing up a systematic list of those works that were censored, so as to form an overview of the military government's approaches to censorship in relation to the books, particularly those by Brazilian writers, and with emphasis on the period after 1970. In addition to using bibliographic sources, we also looked at the archives of rulings by the Department for Public Entertainment Censorship (DCDP), part of the Ministry of Justice, which took over the censorship of books and magazines from 1970. The present article is a modified version of extracts from the book Repressão e resistência: censura a livros na ditadura militar [Repression and resistance: book censorship under the military dictatorship], published in 2011 by Edusp with support from Fapesp. <![CDATA[<b>Livros, editoras e oposição à ditadura</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100009&lng=es&nrm=iso&tlng=es O período da abertura política no Brasil (1974-1985) foi marcado, no campo da edição de livros, pelo surgimento ou revitalização de "editoras de oposição", ou seja, editoras com perfil nitidamente político e ideológico de oposição ao governo ditatorial. Compunham um universo que englobava desde editoras já estabelecidas, como Civilização Brasileira, Brasiliense, Vozes e Paz e Terra, até as surgidas naquele período, como Alfa-Ômega, Global, Codecri, Brasil Debates, Ciências Humanas, Kairós, Livramento, Vega, entre outras. Algumas dessas editoras mantinham vínculos estreitos com partidos ou grupos políticos oposicionistas, caracterizando-se como editoras de oposição engajadas; outras não estabeleciam vinculações políticas orgânicas ou explícitas mas, por seu perfil e linha editorial, representaram iniciativas políticas de oposição. Minha hipótese é de que o surgimento ou a revitalização das editoras de oposição no período em foco, em particular as que classifico como engajadas, teve como motor principal os objetivos políticos a que elas visavam.<hr/>The period of political opening in Brazil (1974-1985) was highlighted, in the field of books publishing, by the founding or revitalization of "oppositional publishers" - publishers with a unmistakable political and ideological profile in opposition to the dictatorial government. They comprised an universe that ranged from well-established publishers - as Civilização Brasileira, Brasiliense, Vozes and Paz e Terra - to others born in that same moment - Alfa-Ômega, Global, Codecri, Brasil Debates, Ciências Humanas, Kairós, Livramento, Vega, among others. Some of those publishers had very strict links with oppositional parties and groups, and could be well defined as activist / oppositional publishers; others didn't set up organic or explicit political links but, because of their profile and editorial policy, epitomized oppositional political initiatives. My hypothesis is that the founding or revitalization of "oppositional publishers" in the period on focus, particularly the ones I classify as "activists", had as its main engine the political aims that they looked for. <![CDATA[<b>Cenas do golpe de 1964 em cinco documentários</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100010&lng=es&nrm=iso&tlng=es O período da abertura política no Brasil (1974-1985) foi marcado, no campo da edição de livros, pelo surgimento ou revitalização de "editoras de oposição", ou seja, editoras com perfil nitidamente político e ideológico de oposição ao governo ditatorial. Compunham um universo que englobava desde editoras já estabelecidas, como Civilização Brasileira, Brasiliense, Vozes e Paz e Terra, até as surgidas naquele período, como Alfa-Ômega, Global, Codecri, Brasil Debates, Ciências Humanas, Kairós, Livramento, Vega, entre outras. Algumas dessas editoras mantinham vínculos estreitos com partidos ou grupos políticos oposicionistas, caracterizando-se como editoras de oposição engajadas; outras não estabeleciam vinculações políticas orgânicas ou explícitas mas, por seu perfil e linha editorial, representaram iniciativas políticas de oposição. Minha hipótese é de que o surgimento ou a revitalização das editoras de oposição no período em foco, em particular as que classifico como engajadas, teve como motor principal os objetivos políticos a que elas visavam.<hr/>The period of political opening in Brazil (1974-1985) was highlighted, in the field of books publishing, by the founding or revitalization of "oppositional publishers" - publishers with a unmistakable political and ideological profile in opposition to the dictatorial government. They comprised an universe that ranged from well-established publishers - as Civilização Brasileira, Brasiliense, Vozes and Paz e Terra - to others born in that same moment - Alfa-Ômega, Global, Codecri, Brasil Debates, Ciências Humanas, Kairós, Livramento, Vega, among others. Some of those publishers had very strict links with oppositional parties and groups, and could be well defined as activist / oppositional publishers; others didn't set up organic or explicit political links but, because of their profile and editorial policy, epitomized oppositional political initiatives. My hypothesis is that the founding or revitalization of "oppositional publishers" in the period on focus, particularly the ones I classify as "activists", had as its main engine the political aims that they looked for. <![CDATA[<b>Isto não é uma obra</b>: <b>Arte e ditadura</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100011&lng=es&nrm=iso&tlng=es O presente texto faz um percurso pela arte durante o período da ditadura militar no Brasil, analisando especificamente as propostas de obra como ação ou desmaterialização da obra de arte. Partindo da arte abstrata dos anos 1950 e 1960, da teoria do não objeto de Ferreira Gullar e das propostas do crítico Mário Pedrosa, o ensaio aborda obras de Willys de Castro, Ligya Clark, Artur Barrio, Cildo Meireles, Antônio Manuel e o grupo 3Nós3, assim como faz uma incursão pelo chamado boicote à Bienal de São Paulo de 1969.<hr/>This essay gives a panorama of art during the period of military dictatorship in Brazil; specifically, it studies the construction of art as an action and dematerialization of the artwork. Starting with the abstract art of the 50s and 60s, the Theory of Non-object of Ferreira Gullar and the papers of Mário Pedrosa, the essay focuses on works of Willys de Castro, Ligya Clark, Artur Barrio, Meireles, Manuel Antonio and 3NÓS3 group, as well into the so-called Boycott of Bienal de São Paulo in 1969. <![CDATA[<b>O golpe de 1964 nas páginas do New York Times</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100012&lng=es&nrm=iso&tlng=es O presente texto faz um percurso pela arte durante o período da ditadura militar no Brasil, analisando especificamente as propostas de obra como ação ou desmaterialização da obra de arte. Partindo da arte abstrata dos anos 1950 e 1960, da teoria do não objeto de Ferreira Gullar e das propostas do crítico Mário Pedrosa, o ensaio aborda obras de Willys de Castro, Ligya Clark, Artur Barrio, Cildo Meireles, Antônio Manuel e o grupo 3Nós3, assim como faz uma incursão pelo chamado boicote à Bienal de São Paulo de 1969.<hr/>This essay gives a panorama of art during the period of military dictatorship in Brazil; specifically, it studies the construction of art as an action and dematerialization of the artwork. Starting with the abstract art of the 50s and 60s, the Theory of Non-object of Ferreira Gullar and the papers of Mário Pedrosa, the essay focuses on works of Willys de Castro, Ligya Clark, Artur Barrio, Meireles, Manuel Antonio and 3NÓS3 group, as well into the so-called Boycott of Bienal de São Paulo in 1969. <![CDATA[<b>Congresso Nacional</b>: <b>devolução simbólica do mandato presidencial a João Goulart</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100013&lng=es&nrm=iso&tlng=es O presente texto faz um percurso pela arte durante o período da ditadura militar no Brasil, analisando especificamente as propostas de obra como ação ou desmaterialização da obra de arte. Partindo da arte abstrata dos anos 1950 e 1960, da teoria do não objeto de Ferreira Gullar e das propostas do crítico Mário Pedrosa, o ensaio aborda obras de Willys de Castro, Ligya Clark, Artur Barrio, Cildo Meireles, Antônio Manuel e o grupo 3Nós3, assim como faz uma incursão pelo chamado boicote à Bienal de São Paulo de 1969.<hr/>This essay gives a panorama of art during the period of military dictatorship in Brazil; specifically, it studies the construction of art as an action and dematerialization of the artwork. Starting with the abstract art of the 50s and 60s, the Theory of Non-object of Ferreira Gullar and the papers of Mário Pedrosa, the essay focuses on works of Willys de Castro, Ligya Clark, Artur Barrio, Meireles, Manuel Antonio and 3NÓS3 group, as well into the so-called Boycott of Bienal de São Paulo in 1969. <![CDATA[<b>Linha do tempo da resistência à ditadura militar no Brasil (1960-1985)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100014&lng=es&nrm=iso&tlng=es O presente texto faz um percurso pela arte durante o período da ditadura militar no Brasil, analisando especificamente as propostas de obra como ação ou desmaterialização da obra de arte. Partindo da arte abstrata dos anos 1950 e 1960, da teoria do não objeto de Ferreira Gullar e das propostas do crítico Mário Pedrosa, o ensaio aborda obras de Willys de Castro, Ligya Clark, Artur Barrio, Cildo Meireles, Antônio Manuel e o grupo 3Nós3, assim como faz uma incursão pelo chamado boicote à Bienal de São Paulo de 1969.<hr/>This essay gives a panorama of art during the period of military dictatorship in Brazil; specifically, it studies the construction of art as an action and dematerialization of the artwork. Starting with the abstract art of the 50s and 60s, the Theory of Non-object of Ferreira Gullar and the papers of Mário Pedrosa, the essay focuses on works of Willys de Castro, Ligya Clark, Artur Barrio, Meireles, Manuel Antonio and 3NÓS3 group, as well into the so-called Boycott of Bienal de São Paulo in 1969. <![CDATA[<b>Conflitos na atual concepção ética da vida universitária</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100015&lng=es&nrm=iso&tlng=es O presente texto faz um percurso pela arte durante o período da ditadura militar no Brasil, analisando especificamente as propostas de obra como ação ou desmaterialização da obra de arte. Partindo da arte abstrata dos anos 1950 e 1960, da teoria do não objeto de Ferreira Gullar e das propostas do crítico Mário Pedrosa, o ensaio aborda obras de Willys de Castro, Ligya Clark, Artur Barrio, Cildo Meireles, Antônio Manuel e o grupo 3Nós3, assim como faz uma incursão pelo chamado boicote à Bienal de São Paulo de 1969.<hr/>This essay gives a panorama of art during the period of military dictatorship in Brazil; specifically, it studies the construction of art as an action and dematerialization of the artwork. Starting with the abstract art of the 50s and 60s, the Theory of Non-object of Ferreira Gullar and the papers of Mário Pedrosa, the essay focuses on works of Willys de Castro, Ligya Clark, Artur Barrio, Meireles, Manuel Antonio and 3NÓS3 group, as well into the so-called Boycott of Bienal de São Paulo in 1969. <![CDATA[<b>Ética e integridade na ciência: da responsabilidade do cientista à responsabilidade coletiva</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100016&lng=es&nrm=iso&tlng=es O objetivo deste trabalho é mostrar que as questões sobre ética e integridade na pesquisa devem ser abordadas a partir da discussão sobre a responsabilidade do cientista e também da responsabilidade coletiva. Essa noção de responsabilidade coletiva implica uma reflexão sobre os atuais valores atribuídos ao trabalho científico como um todo nos últimos anos, os quais vêm direcionando as decisões de muitos pesquisadores e organismos ligados à pesquisa e aos resultados que dela derivam.<hr/>The objective of this work is to show that questions about ethics and integrity in research should be addressed from the discussion about the responsibility of the scientist and also of collective responsibility. This notion of collective responsibility implies a reflection on the values attributed to current scientific work as a whole in recent years, which has been directing the decisions of many researchers and organizations linked to the research and the results derived from it. <![CDATA[<b>A não linearidade entre a reação de quem copia e de quem é copiado</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100017&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo apresenta um relato de experiências relacionadas ao problema de violação de direitos autorais de terceiros, bem como algumas medidas adotadas pela Coppe da Universidade Federal do Rio de Janeiro, de forma a coibir possíveis problemas nessa área, incluindo medidas formais e educativas. O título sugere que o tema ainda é pouco esclarecido entre os alunos (e professores) de graduação e pós-graduação, sendo comum a reação totalmente não linear entre quem copia ou quem é copiado. Conclui-se o trabalho com algumas sugestões sobre medidas a serem adotadas para se eliminar (minimizar) problemas de plágios e conscientizar dos problemas de integridade na pesquisa.<hr/>This article offers an account of experiences related to the problem of third-party copyright infringement, as well as some measures adopted by Coppe (the Alberto Luiz Coimbra Institute for Graduate Studies and Research in Engineering, at Rio de Janeiro Federal University) to curb potential problems in this area, including formal and educational measures. The title suggests that the issue is still poorly understood among undergraduate and graduate students (and professors), and that a wholly nonlinear reaction is common between those who copy or those who are copied. We end the article with some suggestions on measures that could be adopted to eliminate (minimize) problems of plagiarism and raise awareness on matters of integrity in research. <![CDATA[<b>Greve e ética na Universidade</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100018&lng=es&nrm=iso&tlng=es O direito de greve está garantido na Constituição brasileira e foi regulamentado por lei para o setor privado. Diante da omissão do Congresso Nacional acerca do exercício do direito no setor público, o Supremo Tribunal Federal determinou a aplicação, com adaptações, da lei prevista para o setor privado. A Universidade pública pode colaborar no aperfeiçoamento do modelo brasileiro de relações coletivas de trabalho, respeitando e garantindo internamente o exercício do direito de greve, em consonância com o seu código de ética e com os princípios constitucionais aplicáveis.<hr/>The right to strike is ensured by the Brazilian Constitution and was regulated by law for the private sector. In view of Congress' failure to regulate this right for the public sector, the Supreme Court ruled that the same law for the private sector should be applied, with adaptations. Public universities may contribute to improve the Brazilian model of collective labor relations, internally respecting and ensuring the exercise of the right to strike, in keeping with their code of ethics and with applicable constitutional principles. <![CDATA[<b>Inovação tecnológica e as questões reflexivas do campo da biossegurança</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100019&lng=es&nrm=iso&tlng=es O artigo reflete sobre os processos construtores de novas tecnologias advindas da dinâmica da produção de novos conhecimentos científicos, que envolvem demandas de mercado, associadas aos interesses industriais, ao consumo e às expectativas sociais diante das inovações tecnológicas, o que impõe à comunidade científica e acadêmica, novos desafios na elaboração de saberes, principalmente, naqueles apoiados na perspectiva da complexidade com a concorrência de múltiplas áreas e campos de conhecimento, incluindo enfaticamente o da biossegurança. Através dessa dinâmica analítica discute-se a essencialidade da biossegurança e sua interface com as inovações tecnológicas e a bioética que se estabelecem pelas vertentes da política em beneficio das ações preventivas, voltadas para promoção da qualidade de processos tecnológicos inovadores direcionados para a saúde.<hr/>The present paper places new thoughts on technology building processes originated from the dynamics of scientific knowledge production, involving market demands related to industrial interests, to the consumer and to social expectations face to technological innovation, which implies in new challenges to the scientific and academic community as well as new challenges to the production of thought, leading mainly to a perspective of complexity regarding multiple areas and fields of knowledge, particularly the discipline of Biosafety. Through this analytical dynamics, the essential concepts of Biosafety are discussed with regard to its relationship to Bioethics and technological innovation, while being set up by preventive actions and public health policies aimed at the quality of innovative technologic products . <![CDATA[<b>O duplo espelho em um conto de Machado de Assis</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100020&lng=es&nrm=iso&tlng=es O ensaio é uma tentativa de interpretar o conto "O espelho", de Machado de Assis, à luz de dois registros: o da leitura sociológica canônica e o da leitura existencial. Pelo primeiro, a experiência do protagonista é compreendida em termos da força do papel social que modela, de fora para dentro, a identidade do sujeito. Pelo segundo, essa mesma experiência permite o afloramento de uma consciência infeliz, que é negativa e crítica. O caráter dialético dessa segunda leitura não se dá, porém, como superação hegeliana do momento inicial do processo, mas como coexistência dos opostos.<hr/>This essay is an attempt to interpret "O espelho", a short story by Machado de Assis, from two stances: the canonical sociological reading and an existential reading. According to the former, the protagonist's experience is understood in terms of an overwhelming social role that molds his identity from the outside in. In the latter, the very same experience leads to the emergence of a despondent consciousness that is both negative and critical. The dialectical character of the second reading, however, is not a Hegelian overcoming of the initial stage of the process, but rather a coexistence of opposites. <![CDATA[<b>Mário e Drummond: nacionalismo, alteridade, arte</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100021&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este ensaio compara, por meio da análise das cartas e poemas de Mário de Andrade e Carlos Drummond de Andrade, aspectos das duas gerações do modernismo brasileiro. Temas como nacionalismo, individualismo, alteridade e concepções sobre arte revelam as continuidades e rupturas entre as duas fases do modernismo no país.<hr/>This essay compares, through analysis of the letters and poems of Mário de Andrade and Carlos Drummond de Andrade, aspects of two generations of Brazilian Modernism. Themes as nationalism, individualism, otherness and conceptions about art reveal the continuites and ruptures between the two phases of Modernism in the country. <![CDATA[<b>Contando o que se canta</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100022&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este ensaio compara, por meio da análise das cartas e poemas de Mário de Andrade e Carlos Drummond de Andrade, aspectos das duas gerações do modernismo brasileiro. Temas como nacionalismo, individualismo, alteridade e concepções sobre arte revelam as continuidades e rupturas entre as duas fases do modernismo no país.<hr/>This essay compares, through analysis of the letters and poems of Mário de Andrade and Carlos Drummond de Andrade, aspects of two generations of Brazilian Modernism. Themes as nationalism, individualism, otherness and conceptions about art reveal the continuites and ruptures between the two phases of Modernism in the country. <![CDATA[<b>"Um livro escondido?"</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100023&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este ensaio compara, por meio da análise das cartas e poemas de Mário de Andrade e Carlos Drummond de Andrade, aspectos das duas gerações do modernismo brasileiro. Temas como nacionalismo, individualismo, alteridade e concepções sobre arte revelam as continuidades e rupturas entre as duas fases do modernismo no país.<hr/>This essay compares, through analysis of the letters and poems of Mário de Andrade and Carlos Drummond de Andrade, aspects of two generations of Brazilian Modernism. Themes as nationalism, individualism, otherness and conceptions about art reveal the continuites and ruptures between the two phases of Modernism in the country. <![CDATA[<b>Uma alternativa para o capitalismo?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100024&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este ensaio compara, por meio da análise das cartas e poemas de Mário de Andrade e Carlos Drummond de Andrade, aspectos das duas gerações do modernismo brasileiro. Temas como nacionalismo, individualismo, alteridade e concepções sobre arte revelam as continuidades e rupturas entre as duas fases do modernismo no país.<hr/>This essay compares, through analysis of the letters and poems of Mário de Andrade and Carlos Drummond de Andrade, aspects of two generations of Brazilian Modernism. Themes as nationalism, individualism, otherness and conceptions about art reveal the continuites and ruptures between the two phases of Modernism in the country. <![CDATA[<b>Cultura e comunistas no Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100025&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este ensaio compara, por meio da análise das cartas e poemas de Mário de Andrade e Carlos Drummond de Andrade, aspectos das duas gerações do modernismo brasileiro. Temas como nacionalismo, individualismo, alteridade e concepções sobre arte revelam as continuidades e rupturas entre as duas fases do modernismo no país.<hr/>This essay compares, through analysis of the letters and poems of Mário de Andrade and Carlos Drummond de Andrade, aspects of two generations of Brazilian Modernism. Themes as nationalism, individualism, otherness and conceptions about art reveal the continuites and ruptures between the two phases of Modernism in the country. <![CDATA[<b>Dom Paulo Evaristo Arns</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100026&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este ensaio compara, por meio da análise das cartas e poemas de Mário de Andrade e Carlos Drummond de Andrade, aspectos das duas gerações do modernismo brasileiro. Temas como nacionalismo, individualismo, alteridade e concepções sobre arte revelam as continuidades e rupturas entre as duas fases do modernismo no país.<hr/>This essay compares, through analysis of the letters and poems of Mário de Andrade and Carlos Drummond de Andrade, aspects of two generations of Brazilian Modernism. Themes as nationalism, individualism, otherness and conceptions about art reveal the continuites and ruptures between the two phases of Modernism in the country. <![CDATA[<b>Um retrato de valor inestimável</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100027&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este ensaio compara, por meio da análise das cartas e poemas de Mário de Andrade e Carlos Drummond de Andrade, aspectos das duas gerações do modernismo brasileiro. Temas como nacionalismo, individualismo, alteridade e concepções sobre arte revelam as continuidades e rupturas entre as duas fases do modernismo no país.<hr/>This essay compares, through analysis of the letters and poems of Mário de Andrade and Carlos Drummond de Andrade, aspects of two generations of Brazilian Modernism. Themes as nationalism, individualism, otherness and conceptions about art reveal the continuites and ruptures between the two phases of Modernism in the country. <![CDATA[<b>Elos darwinianos na literatura vitoriana e modernista</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100028&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este ensaio compara, por meio da análise das cartas e poemas de Mário de Andrade e Carlos Drummond de Andrade, aspectos das duas gerações do modernismo brasileiro. Temas como nacionalismo, individualismo, alteridade e concepções sobre arte revelam as continuidades e rupturas entre as duas fases do modernismo no país.<hr/>This essay compares, through analysis of the letters and poems of Mário de Andrade and Carlos Drummond de Andrade, aspects of two generations of Brazilian Modernism. Themes as nationalism, individualism, otherness and conceptions about art reveal the continuites and ruptures between the two phases of Modernism in the country. <![CDATA[<b>Machado: entre emulador e emulado</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142014000100029&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este ensaio compara, por meio da análise das cartas e poemas de Mário de Andrade e Carlos Drummond de Andrade, aspectos das duas gerações do modernismo brasileiro. Temas como nacionalismo, individualismo, alteridade e concepções sobre arte revelam as continuidades e rupturas entre as duas fases do modernismo no país.<hr/>This essay compares, through analysis of the letters and poems of Mário de Andrade and Carlos Drummond de Andrade, aspects of two generations of Brazilian Modernism. Themes as nationalism, individualism, otherness and conceptions about art reveal the continuites and ruptures between the two phases of Modernism in the country.