Scielo RSS <![CDATA[Fisioterapia em Movimento]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0103-515020170004&lang=en vol. 30 num. 4 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Artigo recusado: problema ou oportunidade?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400659&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[Overview of physical therapy graduation courses in Brazil: current scenario]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400661&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: After the regulation of Physical Therapy (PT) in 1969, there were only six undergraduate courses in Brazil. In the 90s, higher education underwent major expansion in all professions and the same occurred to PT, with consequent increase in the number of professionals in the labor market and privatization of education. Objective: To describe the current situation of PT courses in Brazil offered by Higher Education Institutions (IES). Methods: The data for the region, academic organization, situation, period, school system, administrative category, vacancies, course hours and duration were obtained from the website of the Ministry of Education (MEC) and refer to the year of 2013. The descriptive analyzes of central tendency, dispersion and percentage were performed in Stata 9®. Results: From the total of 550 IES registered in the MEC, 281 (51%) were in the Southeast. Regarding the academic organization, 341 (62%) corresponded to universities and 483 (87.9%) of the IES were private. Of the courses, 521 (94.7%) are active, the predominant school system was the semiannual (91.5%) and 438 were part-time. The average vacancies authorized by the IES were 129 ± 102, with at least 44,900 vacancies available in the country. Of the courses, 75% had 4,000 hours of duration with the minimum of seven semesters and a maximum of fourteen. Conclusion: The data show a higher offer of PT courses in the private sector compared to the public. There was a progressive concentration of courses and vacancies in the Southeast, especially in São Paulo.<hr/>Resumo Introdução: Após a regulamentação da Fisioterapia em 1969, existiam apenas seis cursos de graduação no país. Na década de 90, o ensino superior passou por grande expansão em todas as profissões e o mesmo ocorreu com a Fisioterapia e consequentemente o aumento do número de profissionais para o mercado de trabalho e privatização do ensino. Objetivo: descrever o panorama atual dos cursos de Fisioterapia no Brasil oferecidos pelas Instituições de Educação Superior (IES). Métodos: Os dados referentes à região, organização acadêmica, situação funcional, turno, regime letivo, categoria administrativa, vagas, carga horária e tempo de curso foram obtidos no portal do Ministério da Educação (MEC) e referem-se ao ano 2013. As análises descritivas de tendência central, dispersão e porcentagem foram realizadas no Stata 9 ® . Resultados: Do total de 550 IES cadastradas no MEC, 281 (51%) estavam na região Sudeste. Em relação à organização acadêmica, 341 (62%) correspondiam a Universidades, 483 (87,9%) das IES eram privadas. Estão em atividade 521 (94,7%) dos cursos, o regime letivo predominante foi o semestral (91,5%) e o turno de meio período estava presente em 438 IES. A média de vagas autorizadas por IES foi de 129±102, sendo disponíveis pelo menos 44.900 vagas no país. Dos cursos 75% tinham carga horária de 4.000 e com o mínimo de sete semestres e máximo de catorze. Conclusão: Os dados mostram a maior oferta de cursos em Fisioterapia no setor privado. Houve progressiva concentração de cursos e vagas na região sudeste, principalmente, no estado de São Paulo. <![CDATA[Effect of high- and low- frequency transcutaneous electrical nerve stimulation (TENS) on angiogenesis and wound contraction in acute excisional wounds in rat skin]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400671&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Transcutaneous electrical nerve stimulation (TENS) can alter the local temperature, increase skin blood flow and induce the release of vasodilator neuropeptides and growth factors. These changes may be related to the effects of TENS on the tissue repair process. Objective: To assess the effect of high- and low-frequency TENS on angiogenesis and the contraction of acute excisional wounds in rat skin. Methods: Fifty-four young adult male EPM1-Wistar rats were used in the study. An excisional wound was performed on the back of each animal using an 8mm punch. The animals were randomly assigned to three groups: the High-frequency Group (HG: 80 Hz), Low-frequency Group (LG: 5 Hz), and Sham Group (SG: TENS turned off). TENS was delivered on three days consecutives. Pulse duration and current intensity were 200 µs and 15 mA. The length of each TENS session was 60 minutes. Microscopic and macroscopic assessments were performed on 3, 7 and 14 postoperative (PO) days. Hematoxylin-eosin staining was utilized to quantify the neoformed blood vessels. Photographs were taken to determine the percentage of wound contraction. After assessment, the animals were painlessly sacrificed. Results: There were increases in angiogenesis in the HG on the 3 PO day, and in the LG on the 14 PO day. No significant differences in wound contraction were found between the groups on the different PO days. Conclusion: High frequency TENS improved angiogenesis, and neither frequency of TENS had any influence on the contraction of acute excisional wounds in rat skin.<hr/>Resumo Introdução: A TENS pode promover alteração da temperatura local, aumento do fluxo sanguíneo cutâneo, liberação de neuropeptídeos vasodilatadores e de fatores de crescimento. Tais eventos podem estar relacionados aos efeitos da TENS no processo de reparo tecidual. Objetivo: Avaliar o efeito da TENS de alta e de baixa frequências na angiogênese e na contração da ferida excisional aguda em pele de ratos. Materiais e Métodos: Foram utilizados 54 ratos (Wistar-EPM1), machos e adultos jovens. Realizou-se uma ferida excisional na região dorsal do animal com um punch medindo 8 milímetros. Os animais foram randomizados em três grupos: Grupo Alta frequência (HG:80 Hz), Grupo Baixa frequência (LG:5 Hz) e Grupo Simulado (SG, TENS desligada). A TENS foi aplicada por 3 dias consecutivos. A duração do pulso e intensidade da corrente foram 200 µs e 15 mA. O tempo de cada aplicação foi de 60 minutos. As análises microscópicas e macroscópicas foram feitas nos POI, 3, 7 e 14 dias de pós-operatório (PO). Utilizou-se a hematoxilina-eosina para quantificação dos vasos neoformados. Foram feitas imagens fotográficas para determinação da porcentagem de contração da ferida. Após as avaliações, os animais foram sacrificados. Resultados: Observou-se aumento na quantidade de vasos sanguíneos no HG, aos 3 dias de PO; e no LG, aos 14 dias de PO. Não houve alterações na contração da ferida entre os grupos. Conclusão: A TENS de alta frequência estimulou a angiogênese e ambas as frequências não influenciaram na contração da ferida excisional aguda em pele de ratos. <![CDATA[Functional capacity associated with work ability in older university staff employed by the state]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400681&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: The increase in numbers of older adults in the workplace and in the number of years they spend in work prior to retiring has challenged health professionals to provide enable health conditions such that they may undertake occupational activity. Objective: To analyze the variables for functional ability, associated with work ability, in older adults who were government employees at a university. Methods: A cross-sectional design, with older workers aged 60 years old or over, located in different university centers and departments. A structured sociodemographic questionnaire was used to characterize the sample, and the Work Ability Index was used as an outcome variable for the associations, using the Timed Up and Go test, the handgrip strength test, the walking speed test and the chair sit to stand test. The Chi-squared test and Pearson correlation coefficient were used in the statistical analysis. The association of the factors of functional capacity was based on the odds ratio and 95% confidence interval, calculated using the Logistic Regression Model, as part of the SPSS statistical package for Windows. Results: A total of 258 staff participated in the investigation, with men (57.7%) and a lower age range (60 to 62 years old) predominating. Women differed in relation to falls after the age of 60 (p = 0.007) and in the last 12 months (p = 0.017). The mean Work Ability Index was 39.70 ± 5.64 points and a statistical association was ascertained between performance in the chair sit to stand test (OR = 2.26; p = 0.043). Muscle strength (r = 0.72; p &lt; 0.000) and the chair sit to stand test (r = 0.73; p &lt; 0.000) showed excellent correlation with work ability. Conclusion: The variables for functional capacity were associated with work ability.<hr/>Resumo Introdução: O aumento e permanência no mundo do trabalho pelos idosos têm desafiado profissionais de saúde em proporcionar condições de saúde para realização da atividade ocupacional. Objetivo: Analisar as variáveis de capacidade funcional associadas à capacidade para o trabalho em idosos servidores públicos de uma universidade. Métodos: Delineamento transversal, com trabalhadores idosos de 60 anos ou mais, locados em diferentes centros e setores universitários. Foi utilizado um questionário sociodemográfico estruturado para caracterizar a amostra, o índice de capacidade para o trabalho como variável de desfecho para as associações com Timed Up and Go, força de preensão manual, velocidade de marcha e tese de sentar e levantar da cadeira. Na análise estatística foi utilizado o teste Qui-quadrado e coeficiente de correlação de Pearson. A associação dos fatores da capacidade funcional baseou-se na odds ratio e intervalo de confiança 95%, estimada pelo Modelo de Regressão Logística, por meio do pacote estatístico SPSS para Windows. Resultados: Participaram da investigação 258 servidores, predominando o sexo masculino (57,7%) e de menor faixa etária (60 a 62 anos). As mulheres diferiram em relação às quedas após 60 anos (p = 0,007) e últimos 12 meses (p = 0,017). O Índice de Capacidade para o Trabalho médio foi de 39,70 ± 5,64 pontos e verificou-se associação estatística com desempenho no teste de sentar e levantar da cadeira (OR = 2,26; p = 0,043). A força muscular (r = 0,72; p &lt; 0,000) e o teste de sentar e levantar (r = 0,73; p &lt; 0,000) apresentaram ótima correlação com capacidade de trabalho. Conclusão: As variáveis de capacidade funcional estiveram associadas à capacidade de trabalho. <![CDATA[Comparison of three physical therapy interventions with an emphasis on the gait of individuals with Parkinson’s disease]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400691&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Gait impairments are one of the earliest signs reported by patients with Parkinson’s disease (PD) and cause an increased number of falls and decreased quality of life among these patients. Objective: To compare the effectiveness of three physical therapy interventions using Rhythmic Cues (RC), Swiss Ball (SB) and Dual Task (DT), with an emphasis on gait treatment (step and stride length, duration and velocity), in individuals with PD. Methods: Quasi-randomized clinical trial addressing a sample composed of 45 individuals assigned to three groups. The individuals were assessed before and after the intervention protocol using the following: Modified Hoehn and Yahr Scale (HY), Unified Parkinson’s Disease Rating Scale (UPDRS), Footprint analysis, Video Gait analysis, and Timed Up and Go Test (TUG). The groups were homogeneous concerning age, HY and UPDRS. Statistical analysis was performed using SPSS, version 20.0. Results: Statistically significant differences were found in all the variables analyzed in the RC and SB groups when compared in the pre- and post-intervention. With the exception of the TUG variable, the DT group presented statistically significant differences in all the remaining variables. Conclusion: The three interventions were effective for the outcomes under study, but the SB group presented the greatest magnitude of change (effect size), while the RC group presented the greatest improvement in the temporal gait variables (duration and velocity) and TUG.<hr/>Resumo Introdução: As alterações na marcha são um dos sinais relatados mais precocemente pelos pacientes com doença de Parkinson (DP), ocasionando aumento do número de quedas e redução da qualidade de vida desses indivíduos. Objetivo: Comparar a efetividade de três intervenções fisioterapêuticas utilizando Pistas Rítmicas (RC), Bola Suíça (SB) e Dupla Tarefa (DT) com ênfase no tratamento da marcha (tamanho do passo, da passada, tempo e velocidade) em indivíduos com DP. Métodos: Foi realizado estudo do tipo ensaio clínico quase randomizado, com casuística composta por 45 indivíduos, divididos nos três grupos. Os indivíduos foram avaliados antes e após o protocolo de intervenção pelos seguintes instrumentos: Escala de Hoehn &amp; Yahr Modificada (HY), Escala Unificada de Avaliação da doença de Parkinson (UPDRS), Teste de impressão plantar (footprint), Análise de marcha por vídeo e Teste Timed Up and Go (TUG). Os grupos eram homogêneos em relação à idade, HY e UPDRS. Para análise estatística foi utilizado o programa SPSS 20. Resultados: Foram encontradas diferenças estatisticamente significantes em todas as variáveis analisadas no RC e SB quando comparados os valores pré e pós intervenção. No DT, as variáveis também apresentaram diferenças estatisticamente significantes, exceto o TUG. Conclusão: As três intervenções foram efetivas para os desfechos estudados, porém o grupo que apresentou maior magnitude de mudança (tamanho do efeito) foi o SB, enquanto o RC apresentou maior porcentagem de melhora nas variáveis temporais da marcha (tempo e velocidade), bem como no TUG. <![CDATA[The role of physical therapists in the context of family health support centers]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400703&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Since 2008, with the establishment of Family Health Support Centers (NASF), physiotherapists have been listed among professionals to be included in the team. Physical therapists have many assignments in the NASF, which are conducted through group sessions, in the households, with complementary and integrative practices, lectures and referrals to reference services. Objective: To analyze role and obstacles to the realization of the work of the physiotherapists in NASF. Methods: This is a qualitative research, guided by the case study method. The population was composed by eight physiotherapists active in NASF. Participant observation and semi-structured interviews with physiotherapists were used for data collection. Results: The actions performed by physiotherapists consist of group assistance, home visits, ear therapy and oxygen therapy and activities of health education and disease prevention. As for the barriers, these included lack of training to work at NASF; structural and organizational impediments; insufficient workload and fragility of professional training to work with public health. Conclusion: The role of physiotherapists is in line, in part, with the guidelines recommended by NASF, but principles as matrix support and collective pacts need to be strengthened.<hr/>Resumo Introdução: Desde 2008 com a implantação dos Núcleos de Apoio a Saúde da Família (NASF), o fisioterapeuta foi relacionado como profissional a ser incluído na equipe. São inúmeras as atribuições do profissional no NASF, as quais são realizadas por meio de atendimentos em grupo, no domicilio, com práticas integrativas e complementares, palestras e encaminhamentos para serviços de referência. Objetivo: Analisar a atuação do fisioterapeuta e os entraves para a realização do seu trabalho no NASF. Métodos: Pesquisa qualitativa, sob a orientação do método estudo de caso. A população de estudo foi composta por oito fisioterapeutas em atuação no NASF. Para coleta de dados foi utilizada a observação-participante e entrevista semiestruturada com os fisioterapeutas. Resultados: As ações realizadas pelos fisioterapeutas consistem de atendimentos em grupos, visitas domiciliares, auriculoterapia e oxigenoterapia e atividades de educação em saúde e prevenção de enfermidades. Quanto aos entraves, observou-se falta de capacitação para trabalhar no NASF, impedimentos estruturais e organizacionais, carga horária insuficiente e fragilidade na formação quanto à saúde pública. Conclusão: A atuação do fisioterapeuta atende, em parte, o preconizado pelas Diretrizes do NASF, porém, alguns princípios como o apoio matricial e a pactuação coletiva precisam ser fortalecidos. <![CDATA[Assessment of Vert-3D repeatability and reproducibility for evaluating the scoliosis of children with different nutritional profiles]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400715&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: The Vert-3D is a radiation-free system which offers a three-dimensional view of the back’s surface, providing a quantitative assessment of spinal curvatures. Objective: To verify the repeatability, inter-rater reproducibility, and correlation between Cobb angles and the results of the Vert-3D system version 1 in the evaluation of the front curvatures of the spine in children with different nutritional profiles. Methods: The sample was composed of 115 children who underwent posterior-anterior panoramic digital radiography of the spine and five evaluations with the Vert-3D system by three trained raters. Results: Version 1 of the Vert-3D system showed: (1) significant and moderate correlations of repeatability for arrows on the left (ICC between .54 to .83) and significant and moderate correlations for arrows on the right (ICC between .55 to .60) for only normal BMI; (2) significant correlations of inter-rater reproducibility for left arrows (ICC between .47 to .65), weak to moderate correlations for right arrows (ICC between .29 to .60), and no significance for obese samples; and (3) significant correlations ranging between .31 and .60 on the left side and non-significant correlations to the right side between Cobb angles and scoliosis arrows. Conclusion: High correlation levels solely on the left side decrease the possibility of system-use for the assessment of scoliosis.<hr/>Resumo Introdução: O sistema Vert-3D fornece visão tridimensional da superfície das costas, possibilitando uma avaliação quantitativa das curvaturas da coluna vertebral, livre de radiação. Objetivo: Verificar a repetibilidade, a reprodutibilidade interavaliador e a correlação entre os ângulos de Cobb e os resultados da versão 1 do sistema Vert-3D na avaliação das curvaturas frontais da coluna vertebral de crianças com diferentes perfis nutricionais. Métodos: A amostra foi composta por 115 crianças, que foram submetidas à radiografia digital panorâmica póstero-anterior da coluna vertebral e cinco avaliações com o sistema Vert-3D, por três avaliadores treinados. Resultados: A versão 1 do sistema Vert-3D apresentou: (1) correlações significativas e moderadas de repetibilidade para flechas à esquerda (ICC entre 0,54 e 0,83) e correlações significativas e moderadas para flechas à direita (ICC entre 0,55 e 0,60), somente para IMC normal; (2) correlações significativas de reprodutibilidade interavaliador para flechas à esquerda (ICC entre 0,47 e 0,65), de fracas a moderas para as flechas a direita (ICC entre 0,29 e 0,60) e não significativa para os obesos; e (3) correlações significativas entre 0,31 e 0,60 para o lado esquerdo e não significativas para o lado direito entre os ângulos de Cobb e as flechas escolióticas. Conclusão: Os bons níveis de correlação apenas para o lado esquerdo diminuem as possibilidades de uso do sistema para avaliação da escoliose. <![CDATA[Motor learning in children and adolescents institutionalized in shelters]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400725&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Children and adolescents living in shelters may present with impaired motor development, cognitive function, as well as speech and understanding; psychological alterations; and hyperactivity. All of these factors may be detrimental to motor learning. Objective: To investigate motor learning in children and adolescents living in shelters, and to compare it with that of individuals living in a family context. Methods: We assessed 36 individuals who were divided into groups: an experimental group, composed of institutionalized children and adolescents (EG, n=18), and a control group (CG, n = 18) that was matched by age and sex. Motor learning was assessed using a maze test in three stages: acquisition, retention and transfer. The data were analyzed using the Shapiro Wilk, Wilcoxon, Mann Whitney, Kruskal Wallis tests and Dunn’s post-test (p &lt; 5%). Results: The EG had a longer task performance time than the CG. There was a significant reduction in task performance time between the first (EG = 11.05 [8.50-14.85]s; CG:7.65 [5.95-10.23]s) and the last task performance block (EG:8.02 [6.86-10.23]s; GC: 5.50 [4.50-6.82]s) in both groups. When comparing the variables of the last acquisition (GE:8.02[6.86-10.23]s; GC: 5.50[4.50-6.82]s), retention (GE:8.20[7.09-9.89]s;GC:5.35[4.50-6.22]s) and transfer blocks (GE:8.30[6.28-11.43]s; GC:5.30[4.90-6.82]s) in each group, we found no changes in task performance time between test batteries. Conclusion: Individuals living in shelters showed a motor learning deficit, as evidenced by longer task performance time when compared to their controls. Nevertheless, both groups performed the task in a similar manner.<hr/>Resumo Introdução: Crianças e adolescentes institucionalizados podem apresentar comprometimentos do desenvolvimento motor; das funções cognitiva, da fala, da compreensão; alterações psicológicas e hiperatividade, que podem ser prejudiciais para a aprendizagem motora. Objetivo: Analisar a aprendizagem motora de crianças e adolescentes institucionalizados em abrigo e comparar com indivíduos em contexto familiar. Métodos: Foram avaliados 36 indivíduos divididos em 2 grupos: grupo experimental, composto por crianças e adolescentes institucionalizados (GE, n=18) e grupo controle (GC, n =18), pareados por sexo e idade. Para avaliação da aprendizagem motora foi utilizada a tarefa de labirinto realizada em três fases: aquisição, retenção e transferência. Para análise dos dados foram utilizados os testes de Shapiro Wilk, Wilcoxon, Mann Whitney, Kruskal Wallis e pós-teste de Dunn (p &lt; 5%). Resultados: O GE obteve maior tempo para execução da tarefa comparado com o GC. Houve diminuição significativa do tempo de execução da tarefa, do primeiro bloco (GE= 11,05 [8,50-14,85]s; GC:7,65 [5,95-10,23]s) para o último bloco da aquisição (GE:8,02 [6,86-10,23]s; GC: 5,50 [4,50-6,82]s) em ambos os grupos. Ao comparar as variáveis entre o último bloco da aquisição (GE:8,02[6,86-10,23]s; GC: 5,50[4,50-6,82]s), retenção (GE:8,20[7,09-9,89]s; GC:5,35[4,50-6,22]s) e transferência (GE:8,30[6,28-11,43]s; GC:5,30[4,90-6,82]s) em cada grupo, foi encontrada a manutenção do tempo para execução da tarefa durante as fases. Conclusão: Os indivíduos institucionalizados em abrigo apresentaram um déficit na aprendizagem motora, verificada pelo maior tempo de execução da tarefa comparado aos indivíduos não institucionalizados, porém ambos evoluem de maneira semelhante durante a realização da tarefa. <![CDATA[Sexuality and reproduction in women with spinal cord injury]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400733&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Spinal cord injury (SCI) is debilitating and results in different social representations for the women affected in terms of their sexuality and reproduction. Objective: Describe the experience of women with SCI regarding sexuality and reproduction under these conditions. Methods: Participants were 11 women with SCI who were submitted to a semi-structured interview. The content of the interviews was inputted into ALCESTE software, a computerized technique used for text analysis. Results: The dendrogram obtained shows two clusters and five subcategories. Cluster I contains issues related to living with SCI and consists of four classes: everyday life, sexuality and reproduction, difficulties, and coping. The so-called class of perceptions is in cluster II, which addresses subjective aspects. The classes in cluster I revealed symbolism associated with sexual relations, reproduction, affective relationships before and after SCI and relationships with the body. The results indicate that sexuality among women with SCI is marked by a mixture of feelings. While they are insecure about expressing themselves sexually, they also report fear of abandonment and loneliness, possibly due to conflicts about accepting their new image, which in most cases was characterized by low self-esteem. Conclusion: The representations of the sexuality and reproduction of the women studied here are vital in the process of accepting and coping with SCI, as well as recovering their social, affective and sexual relationships.<hr/>Resumo Introdução: O Trauma Raquimedular (TRM) é marcado por um contexto incapacitante e acarreta diferentes representações sociais para as mulheres acometidas quanto à sua sexualidade e reprodução. Objetivo: Descrever a vivência de mulheres com TRM acerca da sexualidade e reprodução nestas condições. Métodos: Participaram 11 mulheres com TRM as quais responderam uma entrevista semiestruturada. O conteúdo das entrevistas foi submetido ao software ALCESTE, o qual se constitui como técnica computadorizada utilizada para análise de texto. Resultados: O dendograma obtido apresenta dois eixos e cinco subcategorias. O eixo I trata de assuntos pertinentes a vivência nesta condição, sendo contemplado por quatro classes, respectivamente: cotidiano da vida, sexualidade e reprodução, dificuldades e enfrentamento. Já no eixo II, o qual trata dos aspectos subjetivos, está presente a classe denominada de percepções. As classes do eixo I revelaram simbolismos associados ao sexo, reprodução, relações afetivas antes e após o TRM e relações com o corpo. Os resultados encontrados revelam que a vivência da sexualidade da mulher acometida por TRM é marcada por um misto de sentimentos. Ao passo que demonstram insegurança de se manifestarem sexualmente, também referem o medo do abandono e da solidão, possivelmente devido aos conflitos de aceitação da nova imagem, que na maioria dos casos foi caracterizado por auto preconceito. Conclusão: As representações das mulheres aqui estudadas quanto à sua sexualidade e reprodução evidenciam que a sexualidade tem suma importância no processo de aceitação e enfrentamento do TRM, bem como para o resgate dos papeis sociais e afetivo-sexuais. <![CDATA[The spasticity in the motor and functional disability in adults with post-stroke hemiparetic]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400745&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Spasticity acts as a limiting factor in motor and functional recovery after Stroke, impairing the performance of daily living activities. Objective: To analyze the influence of spasticity on main muscle groups and to associate it with motor impairment and functional level of chronic hemiparetic patients after stroke. Methods: Twenty-seven chronic hemiparetic patients of both sexes were selected at the Physical Therapy and Occupational Therapy Service of the Unicamp Clinics Hospital. Assessments were carried out in two sessions, in the first one the motor impairment (Fugl-Meyer Assessment - FM) and functional impairment (Barthel Index - BI) were evaluated, and in the second, the degree of spasticity of the main muscle groups (Modified Ashworth Scale - MAS). Results: A negative correlation was detected between upper limb spasticity and motor and functional impairment. No muscle group evaluated in the lower limbs showed correlation between muscle tone and the level of impairment of the lower extremity on FM and the functional level measured by BI. Conclusion: Spasticity has been shown to be a negative influence factor in the level of motor and functional impairment of the upper limbs of chronic hemiparetic patients after stroke.<hr/>Resumo Introdução: A espasticidade atua como um fator limitante na recuperação motora e funcional após o Acidente Vascular Cerebral (AVC), prejudicando a realização das atividades de vida diária. Objetivo: Analisar a influência da espasticidade nos principais grupos musculares e associá-la ao comprometimento motor e ao nível funcional de pacientes hemiparéticos crônicos pós-AVC. Métodos: Vinte e sete pacientes hemiparéticos crônicos, de ambos os sexos, foram selecionados no Serviço de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Hospital de Clínicas da Unicamp. As avaliações foram realizadas em duas sessões: na primeira foi avaliado o comprometimento motor (Protocolo de Desempenho Físico de Fugl-Meyer - FM) e funcional (Índice de Barthel - IB), e na segunda, o grau de espasticidade dos principais grupos musculares (Escala Modificada de Ashworth - EMA). Resultados: Foi detectada uma correlação negativa entre a espasticidade dos membros superiores com o comprometimento motor e funcional. Nenhum grupo muscular avaliado nos membros inferiores apresentou correlação entre o tônus muscular e o nível de comprometimento da subseção da extremidade inferior FM e o nível funcional mensurado pelo IB. Conclusão: A espasticidade mostrou ser um fator de influência negativa no nível de comprometimento motor e funcional dos membros superiores de pacientes hemiparéticos crônicos pós-AVC. <![CDATA[Muscle strength, lower extremity functional performance and body composition in elderly women with mild cognitive impairment]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400753&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Mild cognitive impairment (MCI) is characterized by subjective memory complaints and is considered an intermediate stage between normal and pathological cognitive function. The decline in cognitive function may be associated with low functional performance and alterations in body composition in older adults. Objective: To assess muscle strength, lower extremity functional performance and body composition in elderly women with MCI. Methods: Forty-three elderly women (aged 60-80 years) participated in the study. Participants were divided into two groups: elderly women with MCI (n = 19) and elderly women without MCI (n = 24). To diagnose MCI, we used the instruments proposed by Petersen et al. According to it, the subjects had to have memory complaints that had no effects on basic or instrumental activities of daily living. Muscle strength was assessed via palmar grip strength (PGS) using a dynamometer (Jamar®) and knee extension strength (KES) was assessed using the one-repetition maximum test (1-RM). Lower extremity (LE) functional performance was assessed using the Short Physical Performance Battery (SPPB) and body composition was measured using biometrical impedance analysis (Biodynamics Model 310). Results: There was a significant difference in muscle strength between groups. The group with MCI had lower PGS (p = 0.002) and KES (p = 0.002), when compared to their counterparts. No significant difference between groups was found for the other variables, like SPPB and body composition. We found a positive, significant correlation between SPPB and KES (r = 0.55; p = 0.0001), SPPB and PGS (r = 0.37; p = 0.0155), KES and PGS (r = 0.59; p &lt; 0.0001), and between lean mass and PGS (r = 0.36; p = 0.0184). Conclusion: Elderly women with MCI show reduced LE muscle strength and PGS, but no differences between groups were found for LE functional performance and body composition.<hr/>Resumo Introdução: O Comprometimento Cognitivo Leve (CCL) é caracterizado pela presença de queixas subjetivas de memória, sendo considerado um estágio entre a função cognitiva normal e a patológica. O declínio das funções cognitivas pode estar relacionado ao baixo desempenho funcional e a alteração da composição corporal em idosos. Objetivo: Avaliar a força muscular, o desempenho funcional de membros inferiores e a composição corporal de idosas com CCL. Métodos: participaram do estudo 43 idosas que foram divididas em 2 grupos, sendo 19 idosas com CCL e 24 idosas sem CCL, a idade variou de 60 a 80 anos. Para diagnóstico do CCL utilizou-se os instrumentos propostos por Petersenet al, no qual a idosa deveria apresentar queixas de memória, sem repercussões nas atividades básicas e instrumentais de vida diária.A força muscular foi avaliada pela força de preensão palmar (FPP) utilizando o dinamômetro (Jamar®) e a força extensora do joelho (FEJ) pelo movimento de 1 repetição máxima (1-RM). O desempenho funcional de membros inferiores (MMII) foi avaliado pelo instrumento Short Physical Performance Battery (SPPB) e a composição corporal pela ImpedânciaBioelétrica (Biodynamics Model 310). Resultados: Foi encontrada diferença significativa na força muscular entre os grupos, sendo que o grupo de idosas com CCL apresentou menor FPP (p = 0,002) e menor FEJ (p = 0,002). As demais variáveis como SPPB e a composição corporal não apresentaram diferença significativa entre os grupos. Quanto às correlações, obteve-se correlação positiva significativa entre o SPPB e a FEJ (r = 0,55; p = 0,0001), o SPPB e a FPP (r = 0,37; p = 0,0155), a FEJ e a FPP (r = 0,59; p &lt; 0,0001), e entre a massa magra e a FPP (r = 0,36; p = 0,0184). Conclusão: A força muscular dos MMII e a FPP estão diminuídas nas idosas com CCL, diferentemente do desempenho funcional de MMII e da composição corporal que não foram diferentes entre os grupos. <![CDATA[Functional reach and lateral reach tests adapted for aquatic physical therapy]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400761&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Functional reach (FR) and lateral reach (LR) tests are widely used in scientific research and clinical practice. Assessment tools are useful in assessing subjects with greater accuracy and are usually adapted according to the limitations of each condition. Objective: To adapt FR and LR tests for use in an aquatic environment and assess the performance of healthy young adults. Methods: We collected anthropometric data and information on whether the participant exercised regularly or not. The FR and LR tests were adapted for use in an aquatic environment and administered to 47 healthy subjects aged 20-30 years. Each test was repeated three times. Results: Forty-one females and six males were assessed. The mean FR test score for men was 24.06 cm, whereas the mean value for right lateral reach (RLR) was 10.94 cm and for left lateral reach (LLR) was 9.78 cm. For females, the mean FR score was 17.57 cm, while the mean values for RLR was 8.84cm and for LLR was 7.76 cm. Men performed better in the FR (p &lt; 0.001) and RLR tests than women (p = 0.037). Individuals who exercised regularly showed no differences in performance level when compared with their counterparts. Conclusion: The FR and LR tests were adapted for use in an aquatic environment. Males performed better on the FR and RLR tests, when compared to females. There was no correlation between the FR and LR tests and weight, height, Body Mass Index (BMI), foot length or length of the dominant upper limb.<hr/>Resumo Introdução: Os testes de alcance funcional (AF) e Alcance Lateral (AL) são comumente utilizados em pesquisas científicas e na prática clínica. Os instrumentos de avaliação promovem maior segurança para avaliar cada indivíduo com maior acurasse nos resultados e são adaptados de acordo com as limitações de cada doença. Objetivo: Adaptar os testes de AF e AL para o ambiente aquático e verificar o desempenho de jovens saudáveis. Métodos: Foram coletados os dados antropométricos, e os jovens foram questionados se realizavam atividade física. Os testes de AF e AL foram adaptados para o ambiente aquático e aplicados em 47 sujeitos saudáveis com idade entre 20 e 30 anos. Repetiu-se três vezes cada teste. Resultados: 41 mulheres e seis homens foram avaliados. A média do teste de AF para os homens foi de 24,06cm, alcance lateral direito (ALD) foi 10,94cm, alcance lateral esquerdo (ALE) foi 9,78cm para os homens. No grupo das mulheres, o AF foi de 17,57cm, para ALD 8,84cm e ALE 7,76cm. Homens apresentaram melhor desempenho no AF (p &lt; 0.001) e no ALD do que as mulheres (p = 0.037). Os indivíduos que praticavam atividade física não apresentaram diferenças de desempenho nos testes. Conclusão: Os testes de AF e AL foram adaptados para o meio aquático. Homens apresentaram um melhor desempenho no teste de AF e ALD comparado com as mulheres. Os testes de AF e AL não apresentaram correlação com peso, altura, Índice de Massa Corpórea (IMC) e comprimento do pé e do MS dominante. <![CDATA[Parental practices and beliefs on motor development in the first year of life]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400769&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: In the child’s first year of life, motor development is critical for the other areas of child development. Beliefs and parenting practices influence the parents’ care and encouragement of their children, reflecting in their motor development; however, the Brazilian literature on this subject is scarce. Objective: to characterize the parental practices and beliefs associated with motor development in the first year of life; and to verify if practices and beliefs are interrelated. Methods: Two questionnaires were developed and applied, one about parenting practices and the other about parental beliefs on motor development in the first year life, to 27 caregivers of children between 12 and 24 months of age, who participated in an aquatic stimulation program. The agreement between practices and beliefs was verified by a graphical method, based on the transformation of ordinal scores to an interval scale using Rasch analysis. Results: The participants had higher levels of education and economic status. They reported a variety of practices focused on the motor development of their children, such as family interaction through playing, toy offers, lap time and free movement space. Conclusion: Most of the practices were based on parental beliefs, for some activities, however, beliefs and practices diverged, demonstrating the complexity inherent to the formation of parental beliefs.<hr/>Resumo Introdução: O desenvolvimento motor, no primeiro ano de vida, é fundamental para os demais domínios do desenvolvimento infantil. Crenças e práticas parentais implicam no cuidado e estímulos dos pais com suas crianças refletindo no desenvolvimento motor, porém, a literatura brasileira sobre esta temática é escassa. Objetivo: Caracterizar as práticas e crenças parentais relacionadas ao desenvolvimento motor no primeiro ano de vida; e verificar se as práticas e as crenças estão relacionadas entre si. Métodos: Foram elaborados e aplicados dois questionários, um sobre práticas e outro sobre crenças parentais no desenvolvimento motor em 27 cuidadores de crianças com idade entre 12 e 24 meses participantes de um programa de estimulação aquática. A concordância entre práticas e crenças foi verificada por um método gráfico a partir da transformação dos escores ordinais em escala intervalar pela análise Rasch. Resultados: Os participantes deste estudo tinham níveis de escolaridade e econômico mais elevados e apresentavam práticas variadas voltadas para o desenvolvimento motor de suas crianças tais como: a interação familiar por meio de brincadeiras, oferta de brinquedos, colo e espaço para liberdade de movimento. Conclusão: As práticas estiveram em sua maioria baseadas em crenças parentais, no entanto, para algumas atividades, crenças e práticas divergiram refletindo a complexidade inerente à formação das crenças parentais. <![CDATA[Quality of life and duration of hemodialysis in patients with chronic kidney disease (CKD): a cross-sectional study]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400781&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Quality of life (QoL) of hemodialysis patients is a major evaluative marker currently measured, while treatment time is a clinical determinant associated with impaired QOL. Objective: To evaluate QOL in individuals undergoing hemodialysis (HD) considering treatment time and the presence of comorbidities. Methods: A cross-sectional study conducted in the hemodialysis unit of the Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (HC-UFPE). We studied patients with Chronic Kidney Disease (CKD) of both genders over the age of 18 years, at any level of education and undergoing HD for at least 6 months. We evaluated the demographic/socioeconomic and clinical data, followed by application of the quality of life questionnaire (KDQOL-SF). Results: Participants were 47 patients with a mean age of 50.94 ± 13.33 years, 55.3% were male and average treatment time of 57.35 ± 61.46 months. Hypertension (59.6%) was the most frequent underlying disease. According to the responses obtained through the KDQOL-SF, the situation at work and physical limitation scored worse. Sexual function (85.83) and encouragement by the team had the best performance. There were no differences in dimensions of questionnaire and treatment time. Conclusion: The presence of comorbidities and HD duration were not found to be possible factors for changing QoL in this study. However, we suggest that future studies evaluate other factors such as laboratory, emotional and functional data to check for changes in QoL in these patients related to HD duration.<hr/>Resumo Introdução: A qualidade de vida (QV) dos pacientes hemodialíticos é um dos principais marcadores avaliativos atualmente e o tempo de tratamento é um determinante clínico associado à QV prejudicada. Objetivo: Avaliar a QV em indivíduos submetidos à hemodiálise (HD) considerando o tempo de tratamento e a presença de comorbidades. Métodos: Estudo transversal desenvolvido no setor de hemodiálise do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (HC-UFPE), realizado em pacientes com Doença Renal Crônica (DRC) de ambos os sexos, maiores de 18 anos, em qualquer nível de escolaridade e em HD a pelo menos seis meses. Foram avaliados os dados demográfico/socioeconômico e clínico, seguidos da aplicação do questionário de QV (KDQOL-SF). Resultado: Participaram do estudo 47 pacientes, com média de idade de 50,94 ± 13,33 anos, sendo 55,3% do sexo masculino e média do tempo de tratamento de 57,35 ± 61,46 meses. A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) (59,6%) foi a patologia de base mais frequente. De acordo com as respostas obtidas através do KDQOL-SF, a situação no trabalho e a limitação física apresentaram piores resultados. A função sexual (85,83) e o encorajamento da equipe apresentaram o melhor desempenho. Não se observou diferenças no comportamento das dimensões do questionário com o tempo de tratamento. Conclusão: A presença de comorbidades e o tempo de HD não se apresentaram como possíveis fatores para alteração da QV em nosso estudo. No entanto, sugerimos que estudos futuros possam avaliar outros fatores como dados laboratoriais, emocionais e funcionais para verificar a existência de alterações na QV nesses pacientes relacionadas ao tempo de HD. <![CDATA[Thoracoabdominal mobility evaluation by photogrammetry in newborns after expiratory flow increase technique]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400789&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Expiratory flow increase is a maneuver of respiratory physical therapy that promotes flow direction to the upper airways however, when applied in newborns, it may result in changes of thoracoabdominal mobility. Objective: To evaluate the thoracoabdominal mobility by photogrammetry in newborns after expiratory flow increase technique. Methods: Experimental blind study performed with newborns in supine position on a support table with upper limbs flexed, abducted and externally rotated and hip flexed at 110°. Adhesive markers were allocated for geometric delimitation of the thoracoabdominal compartment and expiratory flow increase technique was performed for 5 minutes with the therapist’s hands on the thorax and abdomen. Newborns were filmed before and after the maneuver and the frames were analyzed in AutoCAD® software by a blinded investigator at the time of the procedure. The largest and the smallest thoracoabdominal area were expressed in cm2 and the mean values were compared between two moments (pre and post maneuver) by paired t test. Results: Twenty newborns with a mean age of 39 weeks were included. Before the maneuver, thoracoabdominal area was 56.1 cm2 during expiration and 59.7 cm2 during inspiration, and after the maneuver the value was 56.2 cm2 during expiration and 59.8 cm2 during inspiration, with no statistical difference between before and after (p = 0.97, p = 0.92, respectively). Conclusion: Results demonstrate that expiratory flow increase technique does not seem to change thoracoabdominal mobility of healthy newborns.<hr/>Resumo Introdução: O aumento do fluxo expiratório é uma manobra da fisioterapia respiratória que promove um direcionamento do fluxo para as vias aéreas superiores, entretanto, quando aplicada em recém-nascidos, pode resultar em uma variação da mobilidade toracoabdominal. Objetivo: Avaliar a mobilidade toracoabdominal pela fotogrametria em recém-nascidos após a manobra de aumento do fluxo expiratório. Métodos: Estudo experimental, cego, realizado com os recém-nascidos posicionados em supino sobre uma bancada de apoio com o membro superior em flexão, abdução e rotação externa e quadril flexionado a 110°. Foram alocados marcadores adesivos para a delimitação geométrica do compartimento toracoabdominal e o aumento do fluxo expiratório foi realizado por 5 minutos com as mãos do terapeuta sobre o tórax e abdome. Os recém-nascidos foram filmados pré e pós-manobra e os fotogramas foram analisados no software AutoCAD por um pesquisador cego ao momento do experimento. A maior e a menor área toracoabdominal foram expressas em cm 2 e os valores médios foram comparados entre os dois momentos (pré e pós manobra) pelo Teste t pareado. Resultados: Foram incluídos 20 recém-nascidos com idade média de 39 semanas. Antes da manobra a área toracoabdominal foi 56,1 cm2 durante a expiração e 59,7 cm 2 na inspiração e após a manobra o valor foi 56,2 cm 2 durante a expiração e 59,8 cm 2 durante a inspiração, sem diferença estatística entre o antes e o depois (p = 0,97, p = 0,92, respectivamente). Conclusão: Os resultados deste estudo demonstram que a técnica de aumento do fluxo expiratório parece não alterar a mobilidade toracoabdominal de recém-nascidos saudáveis. <![CDATA[Functioning of active postmenopausal women with osteoporosis]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400797&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: The multiple aspects of disability in patients with osteoporosis require comprehensive tool for their assessment. The International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF) is designed to describe the experience of such patients with theirs functioning. Objective: This study aimed to describe the functioning in a sample of active postmenopausal women with osteoporosis according to the brief ICF core set for osteoporosis. Methods: This cross-sectional study was conducted among active community-dwelling older adults in a southern Brazilian city. Participants were enrolled by convenience sampling from a group conducting supervised aquatic and land-based exercises. Active postmenopausal women with osteoporosis were included. Thirty-two women (mean age 68.0 ± 5.1 years old) participated in the evaluation. The brief ICF core set for osteoporosis was used to establish functional profiles. The categories were considered valid when ≥20% of participants showed some disability (according to ICF qualifiers). Results: No category showed a high level of disability, as &gt;50% of women rated by qualifiers .3 or .4. Only the category e580 was considered by all participants as a facilitator. Conclusion: The brief ICF core set for osteoporosis results demonstrated that this classification system is representative to describe the functional profile of the sample. Active postmenopausal women with osteoporosis presented few impairments related to body functions and structures, activities and participation and environmental factors.<hr/>Resumo Introdução: Os vários aspectos da incapacidade em pacientes com osteoporose requerem uma ferramenta completa para sua avaliação. A Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) considera os múltiplos aspectos da funcionalidade das pessoas. Objetivo: Este estudo objetivou descrever a funcionalidade de uma amostra de mulheres ativas com osteoporose pós-menopausa de acordo com a versão abreviada do core set da CIF para osteoporose. Métodos: Foi realizado um estudo transversal com mulheres com diagnóstico clínico de osteoporose e que participavam regularmente de um grupo de atividade física em solo e hidroginástica. Trinta e duas mulheres (idade média 68,0±5,1 anos) participaram da avaliação. Foi utilizada a versão abreviada do core set da CIF para osteoporose para estabelecer o perfil funcional da amostra. As categorias do core set foram consideradas válidas se ao menos 20% da amostra apresentassem algum grau de incapacidade (de acordo com os qualificadores da CIF). Resultados: Nenhuma categoria mostrou um alto grau de deficiência (&gt;50% da amostra com qualificadores .3 ou .4). Apenas a categoria e380 foi considerada por todas as participantes como um facilitador. Conclusão: O uso da versão abreviada do core set da CIF para osteoporose demonstrou que este sistema de classificação é representativo para descrever a funcionalidade de mulheres ativas com osteoporose pós-menopausa, as quais apresentavam algumas deficiências relacionadas às funções e estruturas do corpo, atividade e participação e fatores ambientais. <![CDATA[Functional capacity and mental state of patients undergoing cardiac surgery]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400805&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Cardiovascular diseases are a serious public health problem in Brazil. Myocardial revascularization surgery (MRS) as well as cardiac valve replacement and repair are procedures indicated to treat them. Thus, extracorporeal circulation (ECC) is still widely used in these surgeries, in which patients with long ECC times may have greater neurological deficits. Neurological damage resulting from MRS can have devastating consequences such as loss of independence and worsening of quality of life. Objective: To assess the effect of cardiac surgery on a patient’s mental state and functional capacity in both the pre- and postoperative periods. Methods: We conducted a cross-sectional study with convenience sampling of subjects undergoing MRS and valve replacement. Participants were administered the Mini-Mental State Exam (MMSE) and the Duke Activity Status Index (DASI) in the pre- and postoperative periods, as well as before their hospital discharge. Results: This study assessed nine patients (eight males) aged 62.4 ± 6.3 years with a BMI of 29.5 ± 2.3 kg/m2. There was a significant decrease in DASI scores and VO2 from preoperative to postoperative status (p = 0.003 and p = 0.003, respectively). Conclusion: This study revealed a loss of cognitive and exercise capacity after cardiac surgery. A larger sample however is needed to consolidate these findings.<hr/>Resumo Introdução: As doenças cardiovasculares são um grave problema de saúde pública no Brasil, sendo as cirurgias de revascularização do miocárdio (CRM) e reparações ou trocas valvares, indicadas para tratamento destas doenças. Assim, a circulação extracorpórea (CEC) ainda é muito utilizada nestas cirurgias, onde pacientes com tempo elevado de CEC podem apresentaram maiores déficits neurológicos. Os danos neurológicos decorrentes da CRM podem ter consequências devastadoras como perda de independência e piora na qualidade de vida. Objetivo: Avaliar o efeito da cirurgia cardíaca sobre o estado mental e capacidade funcional de pacientes cardiopatas nos períodos pré e pós-operatório. Métodos: Estudo transversal, com amostra de conveniência, onde os sujeitos foram submetidos à CRM e troca valvar. Foram aplicados os questionários Mini-Mental State Exam (MMSE) e o Duke Activity Status Index (DASI), no período pré-operatório e antes da alta hospitalar. Resultados: Foram avaliados nove pacientes (oito homens) com idade 62,4 ± 6,3 anos e IMC 29,5 ± 2,3 Kg/m2. Observou-se uma queda significativa no DASI e no VO2 no período pós em relação ao pré-operatório (p = 0,003 e p = 0,003, respectivamente). Conclusão: No presente estudo constatou-se uma perda da capacidade cognitiva e de exercício após a cirurgia cardíaca. No entanto, um aumento do tamanho amostral faz-se necessário para consolidação dos resultados. <![CDATA[Lower limb self-care among diabetic insulin users]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400813&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Lower limb neuropathy is one the complications of diabetes mellitus and the most common cause of lower limb amputation. Hence information and self-care advice should be provided to primary healthcare patients to prevent this condition. Objective: To explore insulin users’ knowledge of foot self-care. Methods: This quantitative, descriptive, exploratory study was conducted at a Family Health Unit Curitiba-PR of Curitiba, PR, Brazil. The study sample comprised 63 insulin users. Data were collected through a structured questionnaire. Results: Although they reported performing self-care activities, 67% (n = 42) of insulin users declared that they had never received any information on foot self-care. Conclusion: The adherence to self-care practices shown by respondents and the patient empowerment observed in this study indicate the effectiveness of the information on diabetes self-care imparted to patients registered at this health care unit in contributing to the promotion of quality of life.<hr/>Resumo Introdução: A neuropatia de membros inferiores é uma das complicações do Diabetes Melittus e também a maior causa de amputação dos membros inferiores. Neste sentido, a orientação para o autocuidado deve ser enfatizada na abordagem ao usuário da atenção primária, com vista à prevenção deste agravo. Objetivo: Identificar o conhecimento de usuários acerca da prática do autocuidado com os pés. Métodos: Pesquisa de abordagem quantitativa, descritiva e exploratória realizada em uma Unidade de Saúde inserida no Programa de Saúde da Família situada no município de Curitiba-PR. A amostra consistiu em 63 usuários e a coleta de dados se procedeu por meio de aplicação de questionário estruturado. Resultado: Verificou-se que 67% (n = 42) dos usuários não recebem a informação sobre os cuidados com os pés, embora indicaram em suas respostas realizar o autocuidado. Conclusão: Observou-se adesão à prática e empoderamento dos usuários, o que sugere a efetividade da informação passada por esta Unidade de Saúde relacionada ao autocuidado do diabético, o que acarreta em promoção de qualidade de vida do indivíduo. <![CDATA[Dynamic physiological responses to the incremental shuttle walk test in adults]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400821&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Understanding the normal dynamic physiological responses to the incremental shuttle walk test might enhance the interpretation of walking performance in clinical settings. Objective: To assess dynamic physiological responses to the incremental shuttle walk test and its predictors in healthy adults. Methods: We assessed the simultaneous rates of changes of Δoxygen uptake/Δwalking velocity (ΔVO 2 /ΔWV), Δheart rate/Δoxygen uptake (ΔHR/ΔVO 2 ), Δventilation/Δcarbon dioxide production (ΔVE/ΔVCO 2 ), and Δtidal volume/Δlinearized ventilation (ΔVT/ΔlnVE) during the incremental shuttle walk test in 100 men and women older than 40 years. Fat and lean body masses (bioimpedance) were also evaluated. Results: We found that the dynamic relationships were not sex-dependent. Participants aged ≥ 70 presented declines in ΔVO 2 /ΔWV slope compared to those aged 40-49 (215 ± 69 vs. 288 ± 84 mL.min-1.km.h-1). Obese participants presented shallower slopes for ΔVO 2 /ΔWV (2.94 ± 0.90 vs. 3.84 ± 1.21 mL.min-1.kg-1.km.h-1) and ΔVT/ΔlnVE (0.57 ± 0.20 vs. 0.67 ± 0.26). We found negative influence of fat body mass on ΔVT/ΔlnVE (R2 = 0.20) and positive influence of lean body mass on ΔVO 2 /ΔWV (R2 = 0.31), ΔHR/ΔVO2 (R2 = 0.25), and ΔVT/ΔlnVE (R2 = 0.44). Conclusion: Dynamic relationships during walking were slightly influenced by age, but not sex-dependent. Body composition played an important role in these indices. Our results may provide better interpretation of walking performance in patients with chronic diseases.<hr/>Resumo Introdução: Compreender as respostas fisiológicas dinâmicas normais ao incremental shuttle walk test pode melhorar a interpretação do desempenho da caminhada em ambientes clínicos. Objetivo: Avaliar as respostas fisiológicas dinâmicas em detrimento do incremental shuttle walk test e seus preditores em adultos saudáveis. Métodos: Foram avaliadas as taxas simultâneas de alterações de Δcaptação de oxigênio/Δvelocidade da caminhada (ΔVO2 /ΔVC), taxa de Δfrequência cardíaca/Δcaptação de oxigênio (ΔFC/ΔVO2), Δventilação/Δliberação de gás carbônico (ΔVE/ΔVCO2 ), e o Δvolume corrente/Δventilação linearizada (ΔVC/ΔlnVE) durante o incremental shuttle walk test em 100 homens e mulheres com mais de 40 anos. Massa gorda e a massa magra corporal (bioimpedância) também foram avaliadas. Resultados: Descobrimos que as relações dinâmicas não eram dependentes de sexo. Os participantes com idade ≥ 70 apresentaram declínios na inclinação da relação ΔVO2 /ΔVC em comparação com aqueles com idade entre 40-49 (215 ± 69 vs 288 ± 84 mL/min/km/h). Os participantes obesos apresentaram achatamento da inclinação ΔVO2 /ΔVC (2,94 ± 0,90 vs 3,84 ± 1,21 mL/min/kg/km/h) e ΔVC/ΔlnVE (0,57 ± 0,20 vs 0,67 ± 0,26). Encontramos influência negativa da massa gorda corporal em ΔVC/ΔlnVE (R 2 = 0,20) e a influência positiva da massa magra corporal sobre ΔVO2 /ΔVC (R 2 = 0,31), ΔFC/ΔVO2 (R 2 = 0,25), e ΔVC/ΔlnVE (R 2 = 0,44). Conclusão: Relações dinâmicas durante a caminhada foram ligeiramente influenciada pela idade, mas não pelo sexo. Já a composição corporal desempenhou um papel importante nesses índices. Nossos resultados podem proporcionar uma melhor interpretação do desempenho da caminhada em pacientes com doenças crônicas. <![CDATA[Oral creatine supplementation attenuates muscle loss caused by limb immobilization: a systematic review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400831&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Recent studies have pointing creatine supplementation as a promising therapeutic alterna- tive in several diseases, especially myopathies and neurodegenerative disorder. Objective: elucidate the role of creatine supplementation on deleterious effect caused by limb immobilization in humans and rats. Methods: Analyzed articles were searched by three online databases, PubMed, SportDicus e Scielo. After a review and analysis, the studies were included in this review articles on effect of creatine supplementation on skeletal muscle in humans and rat, before, during and after a period of limb immobilization. Results: Studies analyzed demonstrated positive points in use of creatine supplementation as a therapeutic tool to mitigating the deleterious effects of limb immobilization, in humans and rat. Conclusion: The dataset of this literature review allows us to conclude that creatine supplementation may reduce muscle loss and/or assist in the recovery of muscle atrophy caused by immobilization and disuse in rats and humans. Also, we note that further research with better methodological rigor is needed to clarify the mechanisms by which creatine support the recovery of muscle atrophy. Moreover, these effects are positive and promising in the field of muscle rehabilitation, especially after member’s immobilization.<hr/>Resumo Introdução: Estudos recentes apontam a suplementação de creatina como promissora alternativa terapêuti- ca em desordens de diversos tipos, especialmente miopatias e desordens neurodegenerativas. Objetivo: Essa revisão tem o objetivo de elucidar o papel da creatina sobre a perda da massa muscular causada pela imobili- zação de membros em seres humanos e ratos. Métodos: Os artigos analisados foram buscados em três bases de dados on-line, PubMed, SportDiscus e Scielo. Após análise dos estudos, foram incluídos na presente revisão os efeitos da suplementação de creatina na musculatura esquelética, envolvendo seres humanos e roedores, antes, durante e depois de um período de imobilização e desuso. Resultados: Os estudos analisados apresentaram pontos positivos sobre a utilização de creatina, sobretudo quando combinado com outro recurso terapêutico, atenuando a atrofia muscular causada pela imobilização de membros. Conclusão: Em suma, o conjunto de dados ainda que limitantes apresentado por essa revisão de literatura nos permite concluir que a suplemen- tação com creatina é capaz de amenizar a perda de massa muscular e/ou auxiliar na recuperação da atrofia muscular causada pela imobilização e desuso em ratos e humanos. Ainda, salientamos que mais investigações com melhor rigor metodológico são necessárias para o esclarecimento sobre os mecanismos pelo qual a creati- na favorece a recuperação da atrofia muscular. Alem disso, esses efeitos são positivos e promissores na área da reabilitação muscular, especialmente após a imobilização de membros. <![CDATA[Prevalence of temporomandibular joint disorders and neck pain in musicians: a sytematic review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400839&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: The instrumental practice for a long time, the high performance level, the strict technique and the specific shape of each musical instrument can take musicians to overcome their physiological limits, giving a high prevalence of musculoskeletal injuries. Objective: Investigate the prevalence of temporomandibular joint disorder and neck pain in musicians. Methods: Between August and September 2015 were reviewed five databases: LILACS, SciELO, Medline / PubMed, Scopus and Web of Science. The articles were read and evaluated by the criteria of the Strengthening the Reporting of Observational Studies in Epidemiology (STROBE), items, that obtained a percentage above of 50 percent, were considered in the analysis of this work. Results: 15 articles attended the inclusion criteria. Among all musicians the prevalence of TMJ pain ranged from 10 - 81% and the prevalence of neck pain ranged from 29 - 80%. Conclusion: In this study was observed that the musicians showed both, temporomandibular joint disorders and neck pain, watching a high prevalence especially in violinists and the horn players. In the risk factors identified in the literature for the emergence of painful symptoms in musicians, stand out the biomechanical factors involved in maintaining anti-physiologic postures.<hr/>Resumo Introdução: A prática instrumental por tempo prolongado, o alto grau de desempenho, a rigorosa técnica e o formato específico de cada instrumento musical podem levar os músicos a ultrapassarem seus limites fisiológicos, conferindo uma alta prevalência de lesões musculoesqueléticas. Objetivo: Investigar a prevalência de transtornos da articulação temporomandibular e de cervicalgia em músicos. Métodos: Entre agosto e setembro 2015 foram examinadas cinco bases de dados: LILACS, SciELO, MedLine/PubMed, Scopus e Web of Science. Os artigos foram lidos e avaliados pelos critérios do Strengthening the Reporting of Observational Studies in Epidemiology (STROBE), artigos que obtiveram um percentual acima de 50% foram considerados na análise do presente trabalho. Resultados: Atenderam aos critérios de inclusão nesse estudo 15 artigos. Dentre todos os músicos a prevalência de dor na ATM variou de 10 - 81% e a prevalência de cervicalgia variou de 29 - 80%. Conclusão: No presente estudo pôde-se verificar que os músicos apresentam tanto DTM quanto cervicalgias, observando uma alta prevalência em especial os violinistas, os violistas e os instrumentistas de sopro. Entre os fatores de risco identificados na literatura para o surgimento de sintomas dolorosos em músicos destacam-se os fatores biomecânicos envolvidos na manutenção de posturas antifisiológicas. <![CDATA[Dual-task during gait between elderly with mild cognitive impairment and Alzheimer: systematic review]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-51502017000400849&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract Introduction: Studies report that mobility changes could be present in early stages of Alzheimer’s disease (AD) or even in previous stages, such as mild cognitive impairment (MCI). The use of motor tests, involving dual task, could facilitate screening and differentiation between elderly with AD and MCI. Objective: to verify if gait tests associated with secondary tasks could differentiate elderly with AD and MCI. Methods: We conducted a systematic review in Pubmed, Web of Science, Medline and Scielo databases. Of the articles included, we collected information about year of the study, characteristics of the sample and the dual task test studied. Results: The databases were accessed during November 2014 and August 2015 and a total of 198 scientific papers was obtained. After reading first the summaries and then the full texts, five studies were inserted in the review. Elderly with AD presented a reduction of gait speed and stride length, using executive functions and countdown as secondary cognitive tasks. The type of MCI appears to influence the differentiation with AD. Conclusion: The review showed that some gait tests associated with a secondary task differentiate elderly with AD and MCI. It emphasizes the need of new studies involving this issue in order to obtain cut-off points and facilitate prevention, early diagnosis and observation of cognitive impairment’s evolution in clinical practice of elderly.<hr/>Resumo Introdução: Estudos relatam que alterações da mobilidade podem estar presentes em fases iniciais da doença de Alzheimer (DA) ou mesmo em estágios prévios como o comprometimento cognitivo leve (CCL). O uso de testes motores, envolvendo dupla tarefa, pode facilitar o rastreio e a diferenciação entre idosos com CCL de DA. Objetivo: verificar se testes de marcha associada a tarefas secundárias conseguiriam diferenciar idosos com CCL de DA. Métodos: Para isso, realizou-se uma revisão bibliográfica sistemática nas bases de dados Pubmed, Web of Science, Medline e Scielo. Dos artigos incluídos, foram coletados informações quanto ao ano do estudo, dados da amostra avaliada e teste de dupla tarefa utilizada. Resultados: As bases de dados foram acessadas durante novembro de 2014 e agosto de 2015, sendo obtidos ao todo 198 textos científicos. Após a leitura primeiramente dos resumos, posteriormente dos textos completos, foram inseridos cinco artigos para a revisão. Dos artigos inseridos, observou-se redução da velocidade da marcha e comprimento do passo em idosos com DA, utilizando funções executivas e contagem recressiva como tarefas cognitivas secundárias. O tipo de CCL parece influenciar na diferenciação com DA. Conclusão: A revisão mostrou que há testes de marcha associada a uma tarefa que diferenciam idosos com CCL de DA. Enfatiza-se a realização de novos estudos envolvendo essa temática com o intuito de obter notas de corte e facilitar medidas de prevenção, diagnóstico precoce e observação da evolução da alteração cognitiva na prática clínica de idosos.