Scielo RSS <![CDATA[Pro-Posições]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0103-730720140002&lang=pt vol. 25 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>: <b>"O 'efeito Foucault' em Educação"</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73072014000200001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Foucault educador</b>: <b>uma arte da escrita e um modelo de autoformação</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73072014000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A preocupação em homenagear Michel Foucault, tanto sua pessoa quanto sua obra, pode enveredar por inúmeras vias. Eu, aqui, me ative a duas. A primeira concerne ao próprio estilo de Foucault, mais especificamente seu estilo de exposição. Foucault me parece ter, especialmente em seus cursos no Collège de France, uma escrita ou estilo de exposição muito generoso. Procurei apreender essa generosidade e seus traços constitutivos. A segunda via concerne a um problema ou uma noção: a autoformação ou a prática da autoformação. Sobre ela, as análises efetuadas por Foucault acerca de certas técnicas de leitura e escrita herdadas da filosofia helenística podem, me parece, lançar uma luz original.<hr/>To make homage to the person and to the work of M. Foucault, we can take several ways. This paper elects two. The first way concerns Foucault's style, his exposure style, precisely. Foucault seems to have a very generous writing style and, especially in his lectures at the Collège de France, a generous style of exposure. This paper intent to recapture that generosity and its components. The second way concerns a problem or a concept, the self-formation or the self-formation practices. Foucault's analysis of certain reading technics and writing technics of the Hellenistic philosophy tradition seems to throw in it an original and unique light. <![CDATA[<b>O efeito educacional em Foucault</b><b>. O governamento, uma questão pedagógica?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73072014000200003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo retoma a tese de Hoskin (1993b) segundo a qual o trabalho arqueológico e genealógico de Foucault girou ao redor de problemas educacionais ainda que ele não fosse ciente dessa questão. Além de ratificar ou rejeitar essa afirmação, o texto considera que a noção de "governamentalidade", construída nos seus últimos cursos no Collège de France pode ser mais bem compreendida se considerada a partir da análise das práticas pedagógicas, pois estas constituem práticas privilegiadas de condução da conduta própria e a dos outros. Para suportar essa afirmação, mostraremos, com alguns exemplos derivados de pesquisas prévias, a centralidade das práticas pedagógicas nos modos de praticar a condução da vida na chamada Modernidade e sua relevância nas formas de condução contemporâneas.<hr/>The article incorporates the thesis of Hoskin (1993) that the archaeological and genealogical work of Foucault spun around educational issues although he had not been aware of it. Before we ratify or reject this claim, we consider that the notion of "governmentality", built in his last lectures at the Collège de France, can be better understood if it is taken as part of an analysis of pedagogical practices as they constitute privileged conduct practices of self and of the others. To support this claim, we will showthrough some examples derived from previous research the centrality of pedagogical practices in the modalities of the government of life in the so-called Modernity and its relevance in contemporary forms of government. <![CDATA[<b>Esquecer Foucault?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73072014000200004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A partir de uma crítica aos "usos impertinentes" do pensamento foucaultiano na pesquisa educacional, argumenta-se que, muitas vezes, é melhor esquecer Foucault. Mas o conselho de "esquecer o careca" nada tem a ver com os ataques de alguns intelectuais contra o filósofo - entre eles, Baudrillard, Merquior, Mandosio e Semprun. Lembrando que, assim como acontece com qualquer autor ou teoria, também Foucault não é "pau para toda obra": é preciso estar sempre atento à necessária pertinência entre, de um lado, aquilo que se pergunta e se quer estudar e, de outro lado, os recursos conceituais e metodológicos colocados à nossa disposição pelos Estudos Foucaultianos. Com isso, conservam-se e preservam-se as duas partes envolvidas: de um lado, Michel Foucault; de outro, aqueles que se valem das suas contribuições. Como conclusão, são enumeradas sugestões a serem observadas por quem quiser trabalhar com Foucault ou, a partir dele, levar adiante suas próprias investigações.<hr/>From a critique of the "impertinent uses" of Foucault's thinking in educational research, it is argued that it is often better to forget Foucault. But the advice to "forget the bald" has nothing to do with the attacks of some intellectuals against the philosopher - among them, Baudrillard, Merquior, Mandosio and Semprun. Remembering that, just as with any author or theory, Foucault also is not "jack of all trades"; we must always be alert to the necessary relevance pertinence between, on one hand, what we ask and is being studied and, on the other hand, the conceptual and methodological resources placed at our disposal by Foucault Studies. Thereby, we conserve and preserve the two parties involved: on one hand, Michel Foucault; on the other, those who use their contributions. To conclude, suggestions are listed to be observed by those who want to work with Foucault or, from him, carry out their own investigations. <![CDATA[<b>O pensamento como desordem</b>: <b>repercussões do legado foucaultiano</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73072014000200005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Passadas três décadas do desaparecimento de Michel Foucault, sua obra parece não ter cessado de gerar controvérsias. Daí a questão disparadora das reflexões aqui apresentadas: o que fez do intelectual francês, avesso à polêmica, um alvo constante dela? Sem nenhuma inclinação ao biografismo, o presente texto almeja configurar um quadro geral das repercussões do pensamento foucaultiano, sobretudo entre seus críticos. Para tanto, focaliza as manifestações de um conjunto de autores que o tomaram ora como interlocutor, ora como adversário. A argumentação endereça-se, então, para a defesa do projeto foucaultiano de uma ontologia crítica e seus efeitos possíveis no campo educacional, dentre eles, uma atitude crítico-criativa em relação à herança cultural, bem como a conquista de certo distanciamento em relação ao próprio presente.<hr/>After three decades of the disappearance of Michel Foucault, his work seems to continue generating controversy. Hence the triggering question of the considerations presented here: being averse to controversy, what has made the French intellectual a constant target of it? Refraining from biographism, this text aims at setting up a general picture of the impact of Foucauldian thinking, especially among his critics. To do so, it focuses on the statements of a group of authors who have taken Foucault either as an interlocutor or as a rival. This article then advocates the Foucauldian proposal of a critical onthology and its possible effects on the educational field, among which a critical-creative attitude towards the cultural heritage, as well the attaining of a certain distancing from the present itself. <![CDATA[<b>Foucault e a crítica à institucionalização da educação</b>: <b>implicações para as artes de governo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73072014000200006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O trabalho aborda a concepção de crítica em Foucault como estratégia de questionamento, de tensão, de ação e de transformação nos excessos de governo presentes no campo da Educação. A hipótese desenvolvida é a de que o sentido da crítica se atualiza para a Educação, à medida que se age na direção de transformar as suas relações institucionais. Para tanto, o artigo articula duas etapas analíticas. Primeiro, investiga os efeitos da governamentalização na instituição escolar em três níveis: a associação da escola com as artes de governo, o papel do professor na arte de governar e a função dos discursos oficiais na manutenção da instituição escolar sob os efeitos de governo. A seguir, dedica-se a analisar a própria dimensão da crítica e de suas consequências na Educação, por intermédio da arte de não ser governado, da insubmissão voluntária e da reflexão indócil, da atitude-limite e da atitude-experimental.<hr/>This paper approaches the conception of criticism in Foucault as a strategy for questioning, tensioning, acting on and transforming the government excesses in the field of education. The hypothesis is that the meaning of the criticism regarding education is relevant as long as it aims toward transforming institutional relations. To this end, the present paper takes two analytical steps. First it investigates the effects of governmentalization in educational institutions concerning three levels: the association of the school with the arts of government, the role of the teacher in the art of government and the function of official discourses while keeping the school institution under the effects of government. Secondly, it analyzes criticism in its own right and its consequences to education. It discusses the art of not being governed, of the voluntary insubordination and of the unruly reflection, and finally of the limit and experimental attitudes. <![CDATA[<b>O cuidado de si e os perigos de uma ontologia <i>ainda</i> sem cabimento</b>: <b>o legado ético-espiritual de Foucault</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73072014000200007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O texto discute a noção de cuidado de si, no pensamento tardio de Foucault, desdobrando uma ontologia ainda sem cabimento em nossas reflexões pedagógicas: uma ontologia do si mesmo - uma noção-chave do pensamento ocidental que está na base de questões importantes como a relação entre o sujeito e a verdade. Discutimos os motivos pelos quais a tematização do si mesmo permanece como uma questão ausente dos estudos foucaultianos. Inicialmente apresentamos uma breve discussão da recepção recente do pensamento foucaultiano no campo educacional brasileiro, admitindo um novo movimento de apropriação das suas ideias, que, ao mesmo tempo, supera e amplifica as imagens cristalizadas de Foucault como um teórico do poder, um anti-humanista e um niilista nocivo à teorização educacional crítica. No segundo momento, analisamos sua analítica do cuidado, focalizando a noção de si mesmo, com o fim de extrair implicações para o debate pedagógico em torno da formação humana.<hr/>This paper discusses the notion of self-care, in Foucault's later thought, unfolding an ontology still not fitting in our pedagogical reflections: an ontology of yourself, a key notion of Western thought which underlies important issues such as the relationship between the subject and truth. It discusses the reasons why a discussion on the self remains absent of Foucault studies. First we present a brief discussion of the recent reception of Foucault's thinking in the Brazilian educational field, identifying a new movement of appropriation of his ideas that at the same time, surpasses and amplifies the crystallized images of Foucault as a theorist of power, an anti-humanist and a nihilist harmful to critical educational theory. Secondly, we study his analysis of care focusing on the notion of himself in order to draw implications for the pedagogical debate concerning human formation. <![CDATA[<b>A aliança biopolítica educação-trabalho</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73072014000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo mostra como a educação vem funcionando, desde a Modernidade, como uma ação biopolítica para governar a vida da população, produzindo subjetividades sintonizadas com as formas de produção de sua época. Primeiramente, analisa-se a emergência do liberalismo articulado ao capitalismo industrial e mostra-se que a escola pública moderna se constituiu em uma importante condição para a consolidação das suas formas produtivas. A seguir, analisa-se a passagem do liberalismo para o neoliberalismo e do capitalismo industrial para o capitalismo cognitivo, problematizando alguns elementos do cenário educacional contemporâneo, que permitem evidenciar que a educação continua funcionando como uma ação biopolítica, realinhando suas estratégias e seus objetivos com a organização do trabalho na Contemporaneidade.<hr/>This paper demonstrates how education has operated since Modernity as a biopolitical action to govern the lives of the population, producing subjectivities attuned to the forms of production of its time. First, it analyses the emergence of industrial capitalism hinged to liberalism and it is shown that the modern public school constituted an important condition for the consolidation of its productive ways. Next, it analyzes the transition from liberalism to neoliberalism and from industrial capitalism to cognitive capitalism, problematizing some elements of the contemporary educational landscape that evidence that education continues to function as a biopolitical action, realigning their strategies and targets with work organization in Contemporaneity. <![CDATA[<b>Cuidar de si, dizer a verdade</b>: <b>arte, pensamento e ética do sujeito</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73072014000200009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Tomando como ponto de partida alguns temas básicos da Educação (tais como as relações entre saber e conhecimento, teoria e prática, entre outros), propomos, neste artigo, analisar as relações entre sujeito e verdade, mediadas pelas práticas de si. Incialmente, tal discussão é tomada a partir do conceito de cuidado de si, em sua dimensão ontológica - dimensão que coloca em jogo sujeito e saber e que nos possibilita problematizar a noção de sujeito do conhecimento. Em seguida, discutimos a relação entre sujeito e verdade, a partir da prática da parresía, da "fala franca", como conceito operador de uma pragmática do discurso - inseparável da ação e do pensamento. Ao tomarmos tais conceitos - cuidado de si, parresía - como chaves de leitura da obra de Foucault, assumimos a profunda alteração que tais discussões instauram e o quanto elas nos permitem pensar, de outras formas, temas da Educação e, para além dela, a nós mesmos.<hr/>By taking some basic topics in education as a starting point (such as relationships between lore and knowledge, theory and practice, among others) we have attempted to analyze in this paper the relationships between subject and truth mediated by the notion of practices of the self. Initially, the discussion has considered the concept of care of the self in its ontological dimension, which involves both subject and lore and enables the problematization of the notion of the subject of knowledge. We have discussed the relationship between subject and truth by addressing the practice of parrhesia, or "fearless speech", as a concept that operates a pragmatics of discourse, which is inseparable from action and thought. By taking such concepts - care of the self, parrhesia - as keys to reading Foucault's works, we have assumed the deep alteration that such discussions introduce in his work and how much they enable us to think differently about educational topics and, beyond that, to think about ourselves. <![CDATA[<b>Inclusão como matriz de experiência</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73072014000200010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Ao problematizar a inclusão a partir dos impactos da teorização foucaultiana no campo da Educação, o artigo propõe um exercício de desconstrução de práticas que constituem a inclusão como "foco" ou "matriz de experiência", no cenário brasileiro contemporâneo. Tomando a governamentalidade como grade de inteligibilidade em que se inscrevem as práticas inclusivas, operou-se com o governamento e a subjetivação como ferramentas teórico-metodológicas para o tensionamento pretendido. Ficou visível que, ao investir na subjetivação dos indivíduos, a matriz de experiência da inclusão torna-os capazes de aliar, no domínio de si, práticas de sujeição e práticas de liberdade. O agonismo da conjugação de tais práticas, ao capturar e submeter o indivíduo à matriz de experiência da inclusão, também possibilita condições para o exercício da contraconduta, de modo a alterar ou deslocar as formas de condução para a inclusão vivida até o presente e forjar subjetividades outras, até então impensadas.<hr/>In order to problematize inclusion practices in the light of Foucault's theorizing in the field of education, the article proposes an exercise of deconstruction of the practices that treat inclusion as a focus or matrix of experience in contemporary Brazil. Taking governmentality as a grid of intelligibility of inclusive practices, the concepts of governance and subjectivity were used as theoretical and methodological tools for the analysis. It became apparent that, by investing in the subjectivity of the individuals, the matrix of experience of inclusion makes them able to ally, in the domain of self, practices of subjection and practices of freedom. The agonism of the combination of such practices, capturing and submitting the person to the matrix of experience of inclusion, also provides conditions for the exercise of counter-conduct in order to change current practices of inclusion and to forge hitherto unthought-of subjectivities. <![CDATA[<b>Formação continuada de professores</b>: <b>quando a experiência e os saberes docentes se limitam à vivência</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73072014000200011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo discute as noções de experiência e saberes docentes, presentes em artigos sobre formação continuada de professores de Educação Física. Para tanto, identifica a referência teórica mais recorrente no tratamento dessas noções e com ela dialoga a partir das categorias de vivência e experiência presentes em W. Benjamin e T. Adorno. A atual valorização dos saberes da experiência e do protagonismo do professor questiona a racionalidade instrumental, mas preserva a hipertrofia dos meios e dos procedimentos, agora vistos como singulares, intuitivos e provenientes do próprio fazer profissional. O que é chamado de experiência e o saber que dela advém permanecem orientados e limitados à direta utilidade para uma práxis imediata.<hr/>The article discusses the concepts of teaching experience and knowledge found in articles on continuing training of teachers of Physical Education. For this purpose, the most recurrent theoretical framework in the treatment of these notions is identified and discussed in the light of the categories of experience present in the works of W. Benjamin and T. Adorno. The current valorization of teacher experience and knowledge puts into question the instrumental rationality of teaching practices, but preserves the hypertrophy of means and procedures, now seen as singular, intuitive and resulting from the professional practice. What is called experience and the knowledge that comes from it remain limited to its direct usefulness for an immediate praxis. <![CDATA[<b>"Encontrando Bianca"</b>: <b>discursos sobre o corpo-travesti</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73072014000200012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo objetiva realizar uma análise dos discursos produzidos sobre o corpo travesti em um vídeo educativo. Toma-se como corpus de análise o vídeo: "Encontrando Bianca", que narra uma história fictícia sobre os dilemas de uma travesti na escola em que estuda. Esse vídeo compõe parte do material educativo Kit anti-homofobia. Faz-se como opção metodológica trabalhar a partir da arqueogenealogia foucaultiana, uma vez que esse acontecimento se insere numa ordem de saber e poder. A conclusão é de que o vídeo, constituindo-se como uma produção discursiva, pode, no lugar de realizar seu propósito de combate à homofobia, apresentar um poder ressurgido que aprisiona o corpo a um discurso ideal e cria um corpo idealizado para as travestis.<hr/>This article aims to conduct an analysis of the discourses produced on the transvestite body in an educational video. It takes as a corpus of analysis the video Meeting Bianca, which tells a fictional story about the dilemma of a transvestite studying at a school. This video is part of an educational kit called "School without homophobia". The methodological option was to work with the Foucauldian arche-genealogy, understanding that the event is inscribed in a relationship of power and knowledge. It concludes that the video, which constitutes a discursive production, maypresent a revived power, which locks the body in an idealistic discourse, producing an idealized body for the transvestites, instead of fighting against homophobia. <![CDATA[<b>Na "periferia" da quadra</b>: <b>educação física, cultura e sociabilidade na escola</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73072014000200013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo do estudo é analisar a participação e a apropriação da aula de Educação Física pelos alunos que ali se encontram à margem, na "periferia" da quadra. O estudo, desenvolvido numa escola pública, deu-se a partir do método etnográfico, tendo como instrumento de coleta de dados a observação e a entrevista semiestruturada. A partir dessa imersão, compreendeu-se a participação e a apropriação da aula de Educação Física pelos alunos em três categorias: "pedacinho" (im)praticante, "pedacinho" ativo e "pedacinho" flutuante. Embora diferentes, os três "pedacinhos" elucidaram a existência de estereótipos, preconceitos e desigualdades de oportunidades. Dessa forma, houve, por parte dos alunos, uma apropriação limitada dos conhecimentos da Educação Física. Entretanto, mesmo inseridos num horizonte limitador de ensino-aprendizagem da Educação Física, os alunos vivenciaram sua sociabilidade na perspectiva de um tempo e um espaço de livre convivência com o outro.<hr/>The aim of this study was to analyze the participation and appropriation of the physical education class for students who are in its margins, at the "periphery" of the sports' court. The study was carried out in a public school as an ethnography, relying on observations and semi-structured interviews. The results showed that participation and appropriation of the physical education class fell into three categories: (not) practicing, active and floating. The analysis of each category has contributed to elucidate the existence of different stereotypes, prejudice and thus inequality of opportunities in the physical education class. Nevertheless, although there was, on the part of the students, limited acquisition of knowledge on Physical Education, they could develop experiences of sociability with each other free from the formal constraints usually found in classrooms. <![CDATA[<b>Parangolé</b>: <b>arte, infância e educação</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73072014000200014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Por meio da transposição das intenções do artista Hélio Oiticica na criação dos Parangolés no campo das artes para a extensão da Educação, propomos uma reflexão sobre como a arte tem sido compreendida em estudos contextualizados pela infância e pela Educação. Nesse sentido, buscamos investigar a produção científica nacional disponível em revistas indexadas nos últimos cinco anos, no que se refere à articulação entre os descritores arte, infância e educação. A revisão da literatura permitiu identificar parte do caminho percorrido pelos pesquisadores até o momento atual, realçando os diferentes contornos da arte quando se encontra com a infância e com a educação. O estudo, além de sinalizar para a delicadeza e complexidade do diálogo entre os conceitos analisados conjuntamente, aponta para a necessidade de ampliação de pesquisas na área, tendo em vista o número reduzido de trabalhos encontrados.<hr/>Through the implementation of the intentions of the artist Hélio Oiticica in the creation of Parangolés in the arts for the field of education, we propose a reflection on how art has been understood in studies regarding childhood and education. Accordingly, we investigate the scientific production available in indexed Brazilian journals in the last five years with regard to the relationship between the descriptors art, childhood and education. The literature review identified part of the path taken by researchers, highlighting the different contours of art when it meets childhood and education. The study, in addition to signal the delicacy and complexity of the dialogue instituted among the concepts, points to the need to expand research in this area, given the small number of studies found.