Scielo RSS <![CDATA[Physis: Revista de Saúde Coletiva]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0103-733120170003&lang=en vol. 27 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Editorial]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300395&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<em>Support Groups for Informal Caregivers of people with dementia: towards a communitarian helping</em> ethos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300397&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo No âmbito das intervenções comunitárias que são promovidas conjuntamente por entidades da área da saúde e do social, as intervenções grupais desenvolvidas para cuidadores informais de pessoas com demência têm se instituído como um importante tópico de investigação e objeto de reflexão profissional. O presente estudo tem como objetivo expor o funcionamento de um conjunto de Grupos de Ajuda Mútua (GAM) enquanto respostas de continuidade no apoio a cuidadores informais de pessoas com demência que participam em Programas Psicoeducativos. Partindo de um Projeto de Intervenção Comunitária realizado na zona Norte de Portugal (Projeto Cuidar de Quem Cuida), o estudo descreve cinco GAMs ocorridos em municípios diferentes e implementados/dinamizados por agentes de desenvolvimento local. São apresentados os seus objetivos e principais características de funcionamento enquanto resposta de continuidade. Os resultados revelam a sua importância para os cuidadores, nomeadamente para a dinamização/ manutenção de redes de apoio social informal no âmbito das escassas respostas especificamente destinadas para esta população, bem como para o papel fundamental dos seus agentes dinamizadores (técnicos de saúde e/ou da ação social). Conclui-se pela relevância dos GAMs enquanto iniciativa comunitária de entreajuda e de suporte ativo e continuado para cuidadores informais de idosos com demência.<hr/>Abstract Within community interventions that involve entities from both the health and the social sectors, group interventions for informal caregivers of individuals with dementia have received increased attention and are both a contemporary research topic and a subject of professional reflection. This study reports a set of distinct Support Groups for Informal Caregivers that were implemented after the caregivers’ participation in a psychoeducational program. Based upon a community intervention project implemented in North Portugal (Caring for the Caregiver Project), the study describes five support groups established in five different municipalities and assumed by local agents from the health and/or social sectors. It focuses on each group’s main objectives and functioning characteristics as a continuity response that was organized at a broad community level. Main findings stress the importance of these support groups on maintaining the caregivers’ informal social network and mutual support system within a context of reduced services explicitly targeted for this population, and to the need of having a professional who assumes the role of organizing the sessions. Authors conclude on the relevance of support groups as a continuous and lively community intervention targeted at helping family carers of people with dementia. <![CDATA[The labor of obstetricians: thinking styles and the normalization of “cesarean birth” among obstetricians]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300415&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O artigo objetiva compreender aspectos da formação de um estilo de pensamento que convergem para a ideia da cirurgia como uma forma de parto simples e de poucos riscos, a partir da análise de relatos de obstetras do Rio de Janeiro sobre a utilização da cesariana. Guiados pelo método de relatos orais, discutimos a construção de uma prática obstétrica que vê a cesariana como indicação adequada para qualquer situação de parto; a agregação de diferentes valores à cesariana, a partir de seu desenvolvimento técnico, e a representação dos obstetras sobre a normatização de seu trabalho. Concluímos que o processo de normalização da cesárea como forma de nascer se relaciona ao desenvolvimento de um estilo de pensamento da comunidade de práticas dos obstetras, que opera um deslizamento do conceito de cesariana de um procedimento cirúrgico para uma forma de parto normal.<hr/>Abstract This work analyzes the descriptions of obstetricians from the city of Rio de Janeiro regarding the use of the caesarian section. We aimed to understand the aspects related to the formation of a thinking style that coalesces in the idea of the surgery as a simple and low-risk form of delivery. By using the method of oral narratives, we discuss the construction of an obstetric practice that sees the caesarian section as a suitable option for any kind of labor situation; the association of different values with the caesarian section based on its technical development; and the representations of obstetricians regarding the regulation of their work. We conclude that the normalization of the caesarian section as a form of giving birth is related to the development of a thinking style by the community practice of obstetricians. This community shifts the very concept of the caesarian section from a surgical procedure to a form of regular birth. <![CDATA[Meanings of breast cancer for women undergoing chemotherapy]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300433&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O significado imprimido ao processo saúde/doença/cuidado da mulher com câncer de mama localiza-se em um complexo de interações entre características socioculturais, comportamentais e biológicas e a ação singularizada de cada mulher na construção da experiência desta enfermidade. Objetiva-se compreender com este trabalho o significado que o câncer de mama tem para as mulheres portadoras e em tratamento quimioterápico. Estudo descritivo, exploratório com abordagem qualitativa, no qual participaram 18 mulheres em tratamento quimioterápico em uma Unidade de Alta Complexidade em Oncologia, em Vitoria da Conquista-BA. A coleta ocorreu por meio de entrevista semiestruturada, durante os meses de julho a setembro de 2016. A análise temática dos dados evidenciou cinco categorias analíticas: Negação da condição de doença; Sentimentos expressos frente à doença; Aproximação com a finitude da vida; Impacto na autoimagem e coping religioso/espiritual. As significações das mulheres com câncer de mama acerca desta condição são complexas, mas sua compreensão pode contribuir para a realização de práticas de cuidado que não se restrinjam às abordagens de cunho biológico, tecnicista e reificador, mas sim práticas de cuidado mais integrais e efetivas.<hr/>Abstract The meaning printed to health / disease / woman's care for breast cancer is located within complex interactions between sociocultural characteristics, behavioral and biological and action singularized every woman in the construction of personal and social meaning of the experience of this disease. This study aims to understand the meaning that breast cancer is for women with and chemotherapy. This is a descriptive, exploratory, and qualitative study, involving 18 women undergoing chemotherapy in a Unit of High Complexity in Oncology (Unacon) residing in the city of Vitoria da Conquista, state of Bahia, Brazil. The collection took place through a semi-structured interview, during the months of July to September 2016. The thematic analysis of data showed five analytical categories: Denial of disease condition, Sentiments expressed against the disease, Approach to the finitude of life, Impact on self-image and Religious / spiritual coping. The meanings of women with breast cancer over this condition are complex but their understanding may contribute to the realization of care practices that are not restricted to biological, technical, and reifying approaches but more comprehensive and effective care practices. <![CDATA[Relationships and conflicts within the health insurance sector: analysis from dental insurance companies]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300453&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Este estudo de abordagem qualitativa teve como objetivo compreender as relações e conflitos entre operadoras odontológicas, beneficiários e prestadores, além da interface com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e com o Sistema Único de Saúde (SUS). A coleta de dados foi realizada mediante a aplicação de questionários aos representantes das operadoras, seguida de análise documental e de entrevistas semiestruturadas. A análise por meio da triangulação dos dados permitiu observar como principais resultados: que a lógica de redução de custos orienta as ações das operadoras e se reflete nas relações com beneficiários, prestadores e ANS; que é frágil a interface com o SUS; que há resistência à ampliação de coberturas; e que o crescimento do mercado é acompanhado de grande concentração. Não se pode ignorar a pujança da saúde suplementar na odontologia, mas é preciso discutir criticamente o papel do Estado, tanto como regulador deste mercado, quanto como indutor de um modelo de atenção à saúde bucal com maior qualidade e resolutividade.<hr/>Abstract This study of a qualitative approach aimed to understand the relationships and conflicts between dental insurance companies, beneficiaries, and providers, as well as the interface with the National Supplementary Health Agency (ANS) and the Unified Health System (SUS). Data was collected through questionnaires applied to representatives of selected companies, documentary analysis and semi-structured interviews. The analysis through data triangulation enabled to observe as main results: cost control mechanisms guides the companies’ activities and also perpetrate the relations with beneficiaries, providers and the ANS; there is a poor relation with the SUS; the companies tend to avoid the extending of dental insurance coverage; and the dental insurance market comes with huge concentration. We cannot ignore the strength of the dental health insurance sector in Brazil, but it is necessary to critically discuss the role of the State, both as regulating the private insurance sector as encouraging a dental care approach with improved quality and resolutivity. <![CDATA[Ethical implications of population-based health surveys]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300475&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Objetivou-se identificar e analisar possíveis implicações de natureza ética decorrentes de inquéritos populacionais epidemiológicos, com base em depoimentos de gestores da Pesquisa Nacional de Saúde Bucal. Utilizou-se estudo de caso como método de pesquisa qualitativa. Foram 14 entrevistados de 11 estados e do Distrito Federal: nove membros do Grupo Gestor; três, do Comitê Técnico Assessor do Ministério da Saúde e dois coordenadores, um estadual, outro, municipal. Empregou-se a técnica do discurso do sujeito coletivo. Foram identificadas seis ideias centrais: gerar ações que beneficiem a população, pois os benefícios de um inquérito são indiretos; ser utilizado na geração de novos conhecimentos; estimular a elaboração de políticas públicas mais equânimes; proporcionar maior aproximação entre a academia e o serviço; contribuir para que os profissionais revejam as suas práticas; gerar memória, ou seja, registrar em termos epidemiológicos as mudanças nas condições de saúde da população. Para os entrevistados, os inquéritos têm algumas atribuições éticas, como contribuir para a superação das situações de iniquidade em saúde.<hr/>Abstract This study aimed to identify and analyze the possible implications of an ethical nature arising from epidemiological population surveys based on the testimony of managers of the National Oral Health Survey. Case study was used as a qualitative research method. There were 14 respondents from 11 states and the Federal District: nine from the Steering Group, three from the Technical Advisory Committee of the Ministry of Health and two coordinators, one State, the other Municipal. The collective subject discourse technique was used. Six central ideas were identified: generate actions that benefit the people, as the benefits of a survey are indirect; use it to generate new knowledge; promote the drafting of more equitable public policies; provide closer ties between academia and the service; help towards having professionals review their practices; and generate memory, that is, register changes in the health status of the population in epidemiological terms. For the respondents, these investigations have certain ethical attributes, such as contributing towards overcoming iniquitous health situations. <![CDATA[Compulsory Hospitalization of people in drug use and the Brazilian Psychiatric Counter-Reformation]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300491&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Este artigo desenvolve uma reflexão crítica ao atual movimento ligado às iniciativas de Internação Compulsória (IC) como abordagem e proposta de tratamento às pessoas em uso de drogas, em um contexto de novos desafios que se apresentam à continuidade da Reforma Psiquiátrica Brasileira (RP). Analisamos o dispositivo da IC enquanto produtor de regimes de visibilidade, percebendo que a sua prática e legitimação com a população usuária de crack estão associadas a elementos de atualização de movimentos históricos presentes desde o século XIX, conforme apresentado por Foucault, movimentos esses de articulação entre os poderes jurídico e médico, produzindo práticas que se legitimam através da apropriação dessa população como o novo sujeito Anormal sobre o qual se pretende intervir. Essa manobra abre também brechas para utilização de mecanismos referentes à IC presentes na lei da RP desvinculados de outros termos, principalmente os que buscam preservar e sustentar os direitos das pessoas que são assistidas pelas políticas de saúde mental, contrariando os aspectos progressistas contidos em sua origem. Consideramos as iniciativas de intensificação dos processos de IC expressões de ação do biopoder, com relevância na produção de políticas e de subjetividades contemporâneas de resistência à continuidade e ampliação da Reforma Psiquiátrica Brasileira.<hr/>Abstract This article develops a critical reflection to the current motion linked to the Compulsory Hospitalization (CH) initiatives, as an approach and treatment proposal for the people in drugs use, in a context of the new challenges that arise facing the continuity of the Brazilian Psychiatric Reform (BPR). We analyzed the CH device while visibility regimen producer, perceiving that its practice and legitimation along the cocaine crack user population is associated to elements of historical motions updating, present since XIX century, as presented by Foucault. These motions of articulation among the medical and legal powers produce practices that legitimate itself, by the appropriation of this population as the new Abnormal subject over whom it is intended to intervene. This maneuver also opens breaches for the utilization of mechanisms referring to the CH present in the BPR law non linked to the other terms, mainly those which are targeting to preserve and sustain the people’s rights who are covered and assisted by the Mental Health politics, and uphold the rights of people who are assisted by mental health policies, counteracting the progressive aspects belonging to its origin. We consider the initiatives of CH processes intensification, action expressions of the biopower, with relevance in the production of politics and contemporary subjectivities of resistance against the continuation and expansion of the Brazilian Psychiatric Reform (BPR). <![CDATA[Bibliographical analysis of health production of adolescents undergoing social-educational measures in freedom deprivation situation]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300511&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Este estudo teve por função analisar a publicação de artigos científicos da área da saúde sobre adolescentes cumprindo medidas socioeducativas de privação de liberdade no Estado do Rio de Janeiro, Brasil. Realizou-se revisão sistemática integrativa nas bases de dados entre os anos de 2000 e 2015: Scopus (67 artigos), Scielo (73 artigos), Portal BVS (50 artigos) e Pubmed/Medline (13 artigos), totalizando 218 documentos. Após descartes por duplicação e não preenchimento dos critérios de inclusão, permaneceram no acervo 42 documentos, que foram analisados. Foi realizada categorização temática: caracterização do adolescente em conflito com a lei (15 documentos); conceitos, legislação e histórico das medidas socioeducativas e ações institucionais para adolescentes privados de liberdade (8); saúde (9); representação social do adolescente em conflito com a lei (5); e relação familiar (5).Um total de 57,1% dos artigos foram publicados entre 2010 e 2015, especialmente em periódicos de psicologia e saúde pública, em sua maioria com metodologia qualitativa e publicados por pesquisadores das regiões Sudeste e Sul do Brasil. Após análise dos resultados, constatou-se uma maior ênfase aos trabalhos sobre a saúde mental da população estudada em contraponto a uma escassez quase total de estudos sobre a saúde física. Também se pode observar na literatura especializada que a precária assistência e a promoção da saúde do adolescente privado de liberdade constituem desafios complexos e multifatoriais, seja pela dificuldade de articulação da rede de saúde no atendimento ao adolescente institucionalizado, seja pela persistência da lógica punitiva nos estabelecimentos destinados à socioeducação.<hr/>Abstract This research aims to analyze the publication of scientific articles about health of adolescents undergoing socio-educational measures of deprivation of liberty in Rio de Janeiro, Brazil. An integrative systematic review was made in the following databases between 2000-2015: Scopus (67 articles), Scielo (73), Virtual Library in Health - BVS (50) and Pubmed / Medline (13), totalizing 218 documents. After exclusion of duplicates and documents that do not meet the inclusion criteria, remained 42 documents. These underwent a thematic categorization as follows: description of adolescents in conflict with the law (15 documents); concepts, laws and history of socio-educational measures and institutional actions for adolescents deprived of their liberty (8); health (9); social representation of adolescents in conflict with the law (5); and family relationship (5). A total of 57.1% of the articles were published between 2010 and 2015, especially in psychology and public health journals, mostly with qualitative methodology and published by researchers from the South and Southeast of Brazil. After analyzing the results, it was found a greater emphasis on mental health's studies, in contrast to an almost total lack of studies on physical health. It can also be observed that poor care and health promotion of the adolescent deprived of freedom are complex and multifactorial challenges, due to the difficulty of the health network coordination in meeting the institutionalized adolescent, or the persistence of punitive logic in institutions for socio-education. <![CDATA[The meaning of the relationship between work and health for administrative assistants in a public institution of higher education in the state of Minas Gerais]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300541&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O objetivo deste estudo foi analisar o sentido da relação trabalho e saúde para os assistentes em administração de uma instituição pública de ensino superior no Estado de Minas Gerais. O trabalhador do setor público é considerado privilegiado por ter emprego estável, como se também não estivesse submetido a condições de trabalho que levam ao sofrimento e adoecimento. Para aproximação desse universo, na presente pesquisa de cunho qualitativo, adotou-se a técnica de grupo focal, e as informações coletadas foram interpretadas à luz da análise de conteúdo. Como resultados, destacamos a importância das relações interpessoais, da transparência e participação na gestão e do reconhecimento através da valorização dos esforços dos trabalhadores para resolver os problemas. O engajamento no trabalho foi outra característica marcante e distancia-se da visão difundida socialmente do servidor público. A limitação do poder de ação no desenvolvimento das atividades e a falta de comunicação entre os setores prejudicam os processos de trabalho, já que não se conclui o serviço da maneira desejada. Tais elementos devem tornar-se foco no processo de vigilância da relação trabalho e saúde, como estratégicos na organização social dos ambientes de trabalho no sentido de ampliação da saúde institucional e da qualidade dos serviços prestados.<hr/>Abstract This study aimed to analyze the meaning of the relationship between work and health for administrative assistants in a public institution of higher education in the state of Minas Gerais, Brazil. It is considered a privilege for the worker in the public sector to have steady employment and protection from working conditions that lead to suffering and illness. To study this particular situation, focus groups were adopted for a qualitative exploration, and the information gathered was assessed by content analysis. As outcomes, we highlight the importance of interpersonal relationships, transparency and participation in project management, and the appreciation of workers' efforts to solve problems. A high level of engagement at work was a striking feature that differs markedly from society’s widely held view of public servants. Workers felt that their ability to participate in project development was limited and that communication between administrative sectors was lacking to such an extent that they are unable to do their work properly. Such elements should become the focus of oversight in the relationship between work and health, considered strategic in the social organization of work environments in the sense of improving institutional health and the quality of services provided. <![CDATA[Evaluation of structural organization of municipal health surveillance of Pernambuco Health Region]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300561&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O artigo trata de pesquisa descritiva e qualitativa que objetivou avaliar a estrutura organizacional das vigilâncias sanitárias de 11 municípios que estão inseridos na décima região de saúde do Estado de Pernambuco, Brasil. Constituíram-se como os principais interlocutores do estudo, 11 coordenadores de saúde. Utilizou-se a técnica de entrevista baseada em roteiro semiestruturado. Os dados analisados foram obtidos através da técnica “análise de enunciação”, em que a comunicação foi interpretada como um processo, respeitando a lógica do discurso. Os resultados apontaram fragilidade dos serviços municipais de vigilância sanitária diante do processo de descentralização de ações, não conseguindo responder, em sua totalidade, às demandas oriundas do território. Entre os problemas, destacam-se a insuficiência de recursos humanos; inexistência de uma política de educação permanente; dificuldades nas relações interpessoais entre gestores; insuficiência de recursos financeiros; a falta de espaço físico adequado, veículos próprios, instrumentos tecnológicos; dificuldades em desenvolverem ações intersetoriais e no planejamento de instrumentos de gestão. Reconhece-se a necessidade de maior engajamento entre gestores e trabalhadores na busca pela reestruturação de suas ações e práticas cotidianas, com vistas ao funcionamento de forma descentralizada, prezando pela eficiência de seus serviços.<hr/>Abstract This study aimed to evaluate the organizational structure of the health surveillance of 11 municipalities that are included in the 10th health region of Pernambuco State, Brazil. This is a descriptive and qualitative research that had as subjects 11 health coordinators. We used the interview technique based on semi-structured script. Data were obtained through technical "discourse analysis" in which communication has been interpreted as a process respecting the discourse logic. Results indicated fragility of health surveillance municipal services in the actions decentralization process, failing to meet, in their entirety, the demands from the territory. Among the problems, it highlights the lack of human resources; lack of continuing education policy; difficulties in interpersonal relationships between managers; insufficient financial resources; lack of adequate space, own vehicles, technological tools, difficulties in developing intersectoral action and planning management tools. It recognizes the need for greater engagement between managers and workers in the search for restructuring their actions and daily practices, with a view to operating in a decentralized manner, valuing efficiency of its services. <![CDATA[Child sexual abuse in psychological reports: the "two psychologies"]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300579&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo A psicologia é um dos campos e disciplinas que constituiu e molda a categoria “abuso sexual infantil”, tomada no artigo como tipo classificatório construído social e historicamente. O artigo busca analisar esta moldagem em uma prática psicológica, a avaliação realizada no Judiciário e expressa em laudos, a partir de uma pesquisa em processos em Varas de Família e Varas Criminais do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. São constatadas, no material pesquisado, duas posturas da psicologia forense, a das Varas de Família, que desloca a categoria com apoio no diagnóstico de alienação parental (ou a conserva, se este diagnóstico não é feito), e a das Varas Criminais, marcada pela exclusão da avaliação do homem acusado e pela ênfase no testemunho de vítimas e acusadores. O homem pode aparecer como um pai vitimado pela alienação parental ou um monstro moralmente desqualificado.<hr/>Abstract Psychology is one of the fields and disciplines that constitute and shape the category "child sexual abuse", considered in the article as a classificatory type socially and historically constructed. The article seeks to analyze this molding in a psychological practice, the assessment made in the court system and expressed in psychological reports, researched in a sample of legal proceedings of Family and Criminal Courts in the Court of Justice of the State of Rio de Janeiro (TJERJ) that contain the accusation of child sexual abuse. In our analysis of forensic psychology reports we found two standpoints, one prevalent in the Family jurisdiction, that modifies and reshapes the category based on the diagnosis of parental alienation (if the diagnosis of parental alienation is confirmed it contradicts the abuse accusation, the opposite being also true), and another prevalent in the Criminal jurisdictions, which excludes the accused man from its evaluation and emphasizes the testimony of victims and accusers. Man, thus, appears either as a victimized father by parental alienation or as a morally disqualified monster. <![CDATA[Professional's perceptions about graduation's students learning in Primary Health Care]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300605&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Buscou-se compreender as percepções de profissionais que atuam em Unidades Básicas de Saúde (UBS) em relação à formação do estudante de graduação nesse espaço existencial. Pesquisa de natureza qualitativa com abordagem fenomenológica hermenêutica apoiada no referencial de Martin Heidegger, realizada na região metropolitana de um município de grande porte do sul do Brasil, realizada com oito profissionais, um de cada categoria, (fisioterapeuta, farmacêutico, médico, cirurgião-dentista, enfermeira, agente comunitário de saúde, auxiliar de enfermagem e auxiliar de odontologia) que possuíam maior tempo de atuação no acompanhamento de estudantes em UBS. Para os profissionais pesquisados, a participação de estudantes em UBS agrega valor à sua formação por tratar-se de meio para ampliação da compreensão do processo saúde-doença e de suas possibilidades de cuidados. A formação na UBS mostrou-se dependente da postura ativa, do envolvimento e da criatividade do estudante, do vínculo que o docente estabelece com o campo. Também se desvelou ligada à abertura e disposição das pessoas que coexistem com os estudantes na UBS. A formação do estudante na UBS é percebida como algo não linear e previsível, depende de iniciativas individuais, as quais são dependentes da compreensão e dos modos de ocupação das pessoas envolvidas, que incluem interesses e escolhas.<hr/>Abstract This study aimed to understand the perceptions of working professionals in Basic Health Units (BHU) about the graduate health student formation in this existential space. This was a qualitative research, using a hermeneutic phenomenological method, supported by Martin Heidegger’s theoretical philosophical reference. It was carried out in large city metropolitan area in southern Brazil with eight professionals, one from each category (physiotherapist, pharmacist, medical doctor, dentist, nurse, community health worker, nursing assistant and dental assistant) who had more time in accompaniment of students at UBS. For the professionals surveyed, the participation of students in BHU adds value to their formation because it is a mean to expand the understanding of the health-disease process and its care facilities. The student's formation in BHU showed dependent on the active attitude, the involvement and student creativity and also to the bond that the teachers establishes with the field. The training also unveiled linked to the opening and willingness of people coexisting with students in UBS. Training student at BHU is perceived as non-linear and predictable, depends on individual initiatives, which are dependent on the understanding and the occupation modes of the people involved, including interests and choices. <![CDATA[Creation processes in health and health education: a “tympanizing” exercise]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300621&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O estudo propõe reflexões que tangenciam as práticas de atenção e educação em saúde. Essas práticas, em muitos aspectos, são permeadas por uma base dualista, que enfraquece a potência educativa e a efetividade na promoção da saúde. Aposta-se na possibilidade de que o gesto de timpanizar, proposto por Jacques Derrida, oferece uma possibilidade de aproximação metodológica com o tema, exercício que é feito a partir da leitura de textos produzidos por estudantes de Medicina no contexto de uma aula e de uma carta escrita por Antonin Artaud, considerando sua biografia e suas vivências de saúde-doença. Timpanizar inclui três procedimentos: tatear escombros, disseminar sentidos e criar cadeias de suplementos. Este método cria possibilidades de novos sentidos para conhecimentos e práticas de atenção e educação em saúde.<hr/>Abstract The study proposes reflections about care practices and health education. These practices, in many respects, are permeated by a dualistic base, which weakens the educational power and effectiveness in health promotion. There is the hypothesis that the tympanizing gesture proposed by Jacques Derrida, offers a possibility of a methodological approach to the subject, exercise that is done through an Antonin Artaud’s letter, considering his biography and his health and illness experiences. Tympanizing includes three procedures: groping the wreckage; disseminating meanings and invention of supplements chains. This method can open different meanings for knowledge and practices of attention and health education. <![CDATA[Controversies about ADHD and methylphenidate in discussions on medicalization in Argentina and Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300641&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumen El trabajo tiene como objetivo ofrecer un análisis sistemático de algunos resultados de investigaciones realizadas en Argentina y Brasil relacionadas con el uso del metilfenidato, su prescripción y la regulación de la venta. También examinamos las discusiones entre investigadores y profesionales que asisten a personas diagnosticadas con TDAH en ambos países. El artículo integra dos campos de investigación. En Argentina se analizaron artículos de prensa, datos numéricos de organizaciones oficiales y profesionales y entrevistas semiestructuradas de profesionales de salud individuales y grupales realizadas entre 2007 y 2011. En Brasil se analizaron las revistas científicas, la observación participante y los profesores de las escuelas y los profesionales de la salud. Las conclusiones incluyen que los movimientos sociales en ambos países se han organizado y articulado, en un intento de promover el debate sobre la medicalización de la infancia y su despliegue en la sociedad.<hr/>Abstract The paper aims to offer a systematic analysis of some results from investigations conducted in Argentina and Brazil relating on the use of methylphenidate, its prescription and sale’s regulation. We also examined the discussions among researchers and professionals assisting individuals diagnosed with ADHD in both countries. The article integrates two research fields. In Argentina, newspaper articles, official and professional organizations’ numeric data, and individual and group health professionals semi structured interviews conducted between 2007 and 2011 were analyzed. In Brazil scientific journals, participant observation and school teachers and health professionals were analyzed. Conclusions include that social movements in both countries have been organized and articulated, in an attempt to promote discussion on the medicalization of childhood and its deployment in society.<hr/>Resumo O artigo pretende oferecer uma análise sistemática de alguns resultados das investigações realizadas na Argentina e no Brasil sobre o uso de metilfenidato, sua prescrição e regulamento de venda. Também examinamos as discussões entre pesquisadores e profissionais que atendem indivíduos com diagnóstico de TDAH em ambos os países. O artigo integra dois campos de pesquisa. Na Argentina, foram analisados artigos de jornal, dados numéricos das organizações oficiais e profissionais e entrevistas semiestruturadas individuais e grupais de profissionais de saúde realizadas entre 2007 e 2011. No Brasil, foram analisadas as revistas científicas, a observação participante e professores e profissionais de saúde. Conclui-se que os movimentos sociais nos dois países foram organizados e articulados, na tentativa de promover a discussão sobre a medicalização da infância e sua implantação na sociedade. <![CDATA[Approaches between perception of users and items of the instrument for evaluation of Brazilian acquired immunodeficiency syndrome care services]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300661&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O artigo traz uma avaliação de um serviço especializado em síndrome de imunodeficiência adquirida, no sul do Brasil, relacionando as percepções de usuários com as dimensões do questionário eletrônico - usado no país para avaliação dos serviços especializados. As perspectivas centrais do estudo são os conceitos de integralidade e humanização da atenção. Foram realizados grupos focais submetidos à análise temática de conteúdos. Os elementos acolhimento e acesso apareceram com destaque entre itens não captados pelo questionário em uso. Tais itens também influenciam o estabelecimento de vínculo, a adesão ao tratamento e a preferência pelo serviço. A pressão de demanda, que interfere negativamente na relação usuário-serviço, também foi captada em detalhes, assim como itens de descontentamento, mesmo predominando uma avaliação positiva do serviço. O preconceito de pessoas vivendo com a síndrome e o que recai sobre elas também se sobressaem, evidenciando a necessidade de organização de práticas em saúde específicas, bem como estudos mais aprofundados sobre o tema. O trabalho mostra a pertinência da inclusão de usuários nas avaliações de serviços de saúde para a qualificação da assistência e ressalta itens que podem ser aproveitados na ampliação e qualificação do instrumento de avaliação dos serviços.<hr/>Abstract This paper presents contents from the evaluation made by users from an Acquired Immunodeficiency Syndrome specialized care center in Southern Brazil, comparing perceptions of the groups with the dimensions of the electronic questionnaire employed in Brazil to evaluate this kind of service. The central perspectives were the comprehensiveness and humanization in health care services. Users were invited to focus groups and the transcriptions of the meetings were submitted to a thematic analysis. The quality of access and reception appeared prominently not captured by the employed instrument and influencing connection, treatment adherence and preference for the service. The demand pressure which impacts negatively on the relation among users and health team was also captured in detail as well as items of dissatisfaction, even the service being predominantly assessed as positive. The prejudice concerning people living with acquired immunodeficiency syndrome also stands out, highlighting the need for organization of specific health practices as well as further studies on the topic. This paper shows the relevance of including users in the evaluation of health care procedures for upgrading care and it also highlights items that could be used in the expansion and qualification of the instrument used in Brazil. <![CDATA[Youth Homicide: the impacts of loss on victim’s families]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300685&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Este estudo é parte de uma pesquisa maior que investigou os homicídios de jovens em dez cidades brasileiras. Neste artigo, analisam-se os impactos do homicídio de um jovem na família, através das narrativas de seus familiares. Foram entrevistados familiares de jovens assassinados em cada cidade estudada. Os resultados mostraram que o homicídio impacta profundamente a qualidade de vida das famílias ao desencadear doenças e problemas psicossomáticos e financeiros. Também gera transtornos psicológicos, traumas, medo, insegurança, isolamento, enfraquecimento dos laços familiares e comunitários, revolta e sofrimento. Independente das razões contextuais que levaram à morte violenta do jovem, sua perda é sempre intensamente dolorosa e sentida como uma ruptura, uma separação brusca e violenta que traz ausência, vazio e saudade. O conhecimento sobre os impactos do homicídio nas famílias contribui para a discussão teórica, e para a criação de intervenções dos profissionais de saúde, assistência social e justiça junto aos familiares e amigos de pessoas vítimas de homicídio.<hr/>Abstract This study is part of a larger research that investigated youth homicide in ten Brazilian cities. In this article we analyze the impacts of the homicide of a young person in the family, through the narratives of family members. Relatives of murdered young people were interviewed in each city studied. The results showed that murder deeply impacts families live quality through triggering diseases and psychosomatic and financial problems. It also provokes psychological disorders, trauma, fear, insecurity, isolation, weakening of family and community bonds, anger and suffering. Regardless of contextual reasons that led to the young man violent death, his loss is always intensely painful and felt like a disruption, a sudden and violent separation that brings absence, emptiness and longing. Knowledge about the impacts of murder on families contribute to theoretical discussion, and creation of health, social works and justice professionals interventions with homicide’s victims family and friends. <![CDATA[Policies for autism in Brazil: between psychosocial care and rehabilitation]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300707&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O artigo objetiva analisar as divergências apresentadas pelas partes interessadas no processo atual de formulação da política pública para o autismo no Brasil. Como metodologia, realizou-se análise documental de duas cartilhas institucionais, lançadas em 2013 pelo Ministério da Saúde, sobre a assistência ao autismo no Sistema Único de Saúde. De um lado, o documento "Diretrizes de Atenção à Reabilitação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA)" aborda o transtorno como pertencente ao campo das deficiências, propondo o tratamento pela via da reabilitação. De outro, o documento "Linha de Cuidado para a Atenção às Pessoas com Transtornos do Espectro do Autismo e suas Famílias na Rede de Atenção Psicossocial do Sistema Único de Saúde" reconhece o autismo como um transtorno mental, pertencente ao campo de cuidados da atenção psicossocial. Conclui-se que, embora os dissensos teóricos e clínicos representem um importante fator nas controvérsias em questão, estes não aparentam compor o elemento principal do conflito, uma vez que se mostram negociáveis. As discordâncias parecem se concentrar em torno de uma reivindicação, pelos grupos envolvidos, acerca de qual deles seria detentor de maior expertise e legitimação em relação ao autismo, como forma de reconhecê-los como atores-chave na proposição da política pública.<hr/>Abstract This article aims to analyze the divergences shown by the different parts involved in the proposal of the public policies for autism in Brazil. The methodological approach is a document analysis concerning two documents released in 2013 by the Ministry of Health, regarding the autism’s care in the Unified Health System. One is called “Guidelines for Rehabilitation of People with Autism Spectrum Disorder” and approaches autism as belonging to the disabilities’ field, proposing rehabilitation as the main treatment method. The other document, “Guidelines for the care of People with Autism Spectrum Disorders and their families in the Psychosocial Care Network of the Unified Health System”, approaches autism as belonging to the field of the mental disorders, to be treated by the psychosocial care network. It is concluded that, although the theoretical and clinical dissents act as important factors in this controversy, they do not play the major role in the conflict, once they can be negotiated. The disagreements seem to focus a certain claim, made by the involved groups, regarding which of them would be acknowledged as the main and more legitimate experts in the autism issue, as a way to become recognized as key players in the policy proposition. <![CDATA[Women in Brazilian prisons: tensions between punitive disciplinary order and maternity prescriptions]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300727&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Visando contribuir para o debate acerca da maternidade na prisão, este estudo analisou as interseções das normas de gênero e das relações disciplinares nesse contexto, identificando controvérsias no plano dos valores e das relações de poder que as sustentam. Para tal, entrevistou, em quatro estados brasileiros, 22 mulheres - gestantes e mães com filhos na prisão - e 19 profissionais que atuam nesse ambiente, além de cinco grupos com gestantes e mães e três com profissionais de saúde. Observou-se que o fechamento institucional, regulamentações penais, vigilância constante, restrição do poder decisório das mães e a separação compulsória dos filhos geram tensionamentos e promovem formas peculiares de viver a maternidade. Produziram-se três categorias analíticas distintas: maternidade interrompida, maternidade desautorizada e maternidade exclusiva. Concluiu-se que os mecanismos disciplinares característicos do penitenciário, ao se integrar às práticas de controle de si que as mulheres-mães realizam em função do cuidado e proteção dos filhos, vulnerabilizam concretamente estas mulheres, expondo-as e a seus filhos a sofrimentos psíquicos e morais. Sugere-se a necessidade de intervenções normativas e medidas legais, além de políticas públicas que substituam a intervenção penal como estratégia de controle da pobreza e de outras formas de vida contestadas.<hr/>Abstract Aiming to contribute to the debate about maternity in prison, this study analyzed the intersections of gender norms and disciplinary relationships in this context, identifying controversies regarding the values and power relations that sustain them. To that end, she interviewed 22 women - pregnant women and mothers with children in prison - in four Brazilian states, and 19 professionals working in this environment, in addition to five groups with pregnant women and mothers and three with health professionals. It was observed that institutional closure, penal regulations, constant vigilance, restriction of mothers' decision-making power and compulsory separation of children generate tensions and promote peculiar forms of motherhood. Three different analytical categories were produced: interrupted maternity, unauthorized maternity and exclusive maternity. It was concluded that the disciplinary mechanisms characteristic of the penitentiary, by integrating themselves with the self-control practices that mothers perform in function of the care and protection of their children, concretely make these women vulnerable, exposing them and their children to psychic sufferings and moral. It is suggested the need for normative interventions and legal measures, as well as public policies that replace criminal intervention as a strategy to control poverty and other contested ways of life. <![CDATA[Mapping virtual spaces of information on ADHD and uses of methylphenidate]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300749&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O consumo do metilfenidato vem atingindo níveis elevados no Brasil. Além do aumento significativo do diagnóstico de TDAH, transtorno cujo tratamento é realizado com metilfenidato, há indícios que este incremento se deu pela automedicação. Sabe-se que informações da internet, mais especificamente do Facebook, exercem forte influência em padrões de uso, apontando importantes desdobramentos do processo de farmaceuticalização da sociedade. Os objetivos deste artigo são introduzir a metodologia de pesquisa digital, mais especificamente, a aplicação de softwares de extração de dados de redes sociais (Facebook), e por meio dela mapear as informações sobre o uso deste medicamento nessas redes. O conteúdo, de acesso público, foi analisado e categorizado mediante ancoragem da literatura sobre o tema da farmaceuticalização. O mapeamento permitiu observar que o Facebook oferece importantes espaços virtuais para a circulação de informações, com um alcance de aproximadamente 600.000 pessoas. Os espaços representam fóruns de discussões onde as principais controvérsias sobre os usos do metilfenidato são colocadas: diagnóstico, identidade TDAH, resistência ao uso do medicamento, aquisição. Considerando os principais pontos suscitados por este mapeamento, é possível afirmar que, no caso do consumo do metilfenidato, seu uso apresenta aspectos da farmaceuticalização da vida cotidiana.<hr/>Abstract In the last five years, Brazil has presented a significant increase in ADHD diagnosis. Methylphenidate is the drug of choice for treatment and consumption has reached high levels. There is evidence that this increase is due to self-medication. It is known that information from the internet, specifically from Facebook, exerts a strong influence on use patterns, reflecting important developments in the process of pharmaceuticalization. The objectives of this article are to map information on the use of this medicine in virtual networks, by first introducing the digital research methodology, specifically the application of social networking data extraction software (Facebook). The publicly accessed content was analyzed and categorized using anchoring about pharmaceuticalization, provided by the literature. Facebook provides an important virtual environment for the circulation of information on methylphenidate consumption, with a range of about 600,000 people. The virtual discussion forums address the main controversies about methylphenidate use, which are diagnosis, ADHD identity, resistance to the use of the drug and acquisition. This form of information dissemination permits the identification and characterization of non-therapeutic uses of methylphenidate. <![CDATA[Profile of crack users in the Brazilian media: analysis of a national newspaper and two magazines]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300771&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Este artigo é uma pesquisa documental com abordagem qualitativa, resultado de uma tese de doutorado, que buscou analisar o perfil dos usuários de crack apresentado por reportagens de um jornal e duas revistas de edição nacional, nos últimos cinco anos. O material encontrado foi submetido à análise textual discursiva. Para acessar o objeto de estudo, nossa base teórica contou com os autores Michel Foucault, Erwin Goffman, Howard Becker e John Thompson, buscando desnaturalizar as maneiras como os discursos sobre os usuários de crack são colocados pela mídia. Os resultados evidenciaram que o discurso veiculado pelos meios de comunicação estudados constrói no senso comum um perfil negativo sobre o usuário de crack, permeado por preconceito e estigma. As reportagens são transmitidas de forma sensacionalista e higienista, dando ênfase ao enfrentamento aos usuários e não somente à droga em si. Conclui que o discurso apresentado é capaz de materializar as representações da classe dominante sobre os usuários de crack e de refletir na forma em que a sociedade convive com eles. Entende-se como classe dominante aquela representada pelo modelo biomédico de cuidado em saúde mental.<hr/>Abstract This article is a documentary research with qualitative approach, resulting from a doctoral thesis, which sought to analyze the profile of users of crack presented by newspaper reports and two national edition magazines in the last five years. The material found was submitted to discursive textual analysis. In order to access the study object, our theoretical base was based on Michel Foucault, Erwin Goffman, Howard Becker and John Thompson, seeking to denature the ways in which discourses about crack users are placed by the media. The results showed that the discourse conveyed by the media studied builds a negative profile on the crack user, permeated by prejudice and stigma. The reports are sensationalist and hygienist, emphasizing the confrontation with the users and not only the drug itself. It concludes that the presented discourse is capable of materializing the representations of the ruling class over crack users and of reflecting on the way in which society lives with them. One considers dominant class the one represented by the biomedical model of mental health care. <![CDATA[Matrix Support in Food and Nutrition actions: the perspective of professionals of the Family Health Strategy]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300793&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O artigo teve como objetivo apresentar os significados atribuídos pelos profissionais da Estratégia Saúde da Família e do Núcleo de Apoio à Saúde da Família ao Apoio Matricial nas ações de Alimentação e Nutrição como estratégia para propor ações que potencializem a atenção nutricional no território. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, em que foram realizadas 18 entrevistas semiestruturadas e analisadas mediante Análise de Conteúdo. As falas dos entrevistados foram classificadas em temas, compondo os eixos norteadores da discussão dos resultados, a saber: ênfase na educação em saúde; ampliação de ações intersetoriais; qualificação das equipes e competências do profissional nutricionista. Os entrevistados ressaltaram a atuação do nutricionista como referência no processo de matriciamento nessa área do conhecimento; consideraram as ações educativas relevantes no seu cotidiano de trabalho e uma importante estratégia para atender às complexas demandas de alimentação e nutrição; não compreenderam as razões da pouca adesão da população às atividades de educação em saúde e pouco vivenciaram o trabalho interdisciplinar. Como considerações finais, destaca-se que ouvir os envolvidos no processo de trabalho é fundamental para que haja sucesso na implementação e na viabilização do trabalho do Apoio Matricial em Alimentação e Nutrição a partir das necessidades das equipes e comunidades.<hr/>Abstract This article aimed to present the meanings attributed to the professionals of the Family Health Strategy and the Support Center for Family Health in Matrix Support in the actions of Food and Nutrition as a strategy for granting actions that enhance a nutritional care in the territory. It is a qualitative research, in which 18 semi-structured interviews were carried out and analyzed through Content Analysis. The interviewees' statements were classified in topics, composing the guiding axes of the discussion of results, that is: emphasis on health education; expansion of intersectoral actions; qualification of the teams and competencies of the nutritionist. The interviewees emphasize the performance of the nutritionist as a reference in the registration process in this area of knowledge; They considered it as educational actions relevant to their daily work and an important strategy to meet the complex demands of food and nutrition. There is nothing like the reasons for the population's low adherence to health education activities and little experience of interdisciplinary work. As final considerations, it is important to note that it involves a fundamental work process in order to have success in the implementation and a viability of the Matrix Support in Food and Nutrition work based on the needs of the teams and communities. <![CDATA[In search of the common - the care practiced by community health workers in the Mental Health field]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300813&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O artigo é fruto de uma pesquisa-intervenção junto a agentes comunitários de saúde (ACS) de uma unidade de saúde (US) da cidade de Porto Alegre-RS, cujo objetivo foi compreender as estratégias utilizadas por esses profissionais no cuidado em saúde mental. A metodologia utilizada foi a da cartografia, que visa acompanhar os deslocamentos no campo com base na coprodução entre pesquisador e objeto. A partir de espaços de Educação Permanente em Saúde, foram produzidos/descobertos caminhos para a potencialização das práticas de cuidado, guiando-se pela reinvenção de percepções cotidianas e saberes populares como ferramentas de intervenção junto aos usuários. Essas foram chamadas práticas do comum - no diálogo com as análises de Negri e Hardt sobre as metamorfoses do trabalho contemporâneo e as possibilidades de resistência nesse contexto - construindo relações de cuidado democráticas, de uma epistemologia compartilhada e com alto potencial terapêutico. Os ACS enredados na trama do território afetam-se pelo que é seu e podem agir a partir desses afetos. Entretanto, os modos de composição entre vida pessoal, saber comunitário e prática profissional podem ter vários resultados, gerando também ações culpabilizantes e higienistas, sendo necessária atenção constante às direções éticas pelas quais se constrói o trabalho.<hr/>Abstract This article arises from an intervention research with community health workers (CHWs) in a Primary Health Care Center in Porto Alegre (Brazil). This research aims to study the strategies used by these professionals in mental health care. The research method applied was cartography, which intends to track the changes in the field of research, considering the co-production between the researcher and the object. Through meetings on Permanent Education in Health, paths were created/found to enhance the care practices of these professionals, guided by the reinvention of everyday perceptions and popular knowledge as tools for interventions with health system users. These were called practices of the common - following Negri and Hardt’s analyzes on the contemporary workforce changes and the resistance possibilities in this context - developing democratic care relationships, in a epistemology shared with high therapeutic potential. CHWs caught on the territorial network are affected by what belongs to them and may act out of these affections. However, the patchwork among private life, community knowledge and professional practice can have several results, also leading to guiltifying and hygienist actions. So constant attention is required to the ethical directions on which the work is developed. <![CDATA[Use of the social name in the Brazilian Public Health System: elements for the debate on assistance provided to transvestites and transsexuals]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312017000300835&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo A discriminação e, como consequência, a exclusão social sofrida pelas travestis e transexuais pode limitar e afastar seu acesso aos serviços de saúde. Como forma de combate às discriminações contra essa população, o uso do nome social nos serviços de saúde é garantido entre os direitos dos usuários do SUS. Objetivamos discutir o uso do nome social no SUS como ferramenta para efetivação do acolhimento, humanização e integralidade da assistência a travestis e transexuais, através da elaboração de um ensaio teórico-reflexivo. Elegeram-se como categorias de análises: o acolhimento e a promoção do acesso à saúde através do nome social; o nome social como ferramenta para humanização da assistência; e o nome social como base para efetivação da integralidade. Podemos afirmar que o nome social se apresenta como a senha de acesso das travestis e transexuais ao SUS. A partir da efetivação desse direito por parte dos profissionais, respeitando e disponibilizando meios para seu uso oral e nos prontuários e documentos, facilita-se a execução das ações em saúde, fazendo valer os direitos de cidadania e de saúde destes usuários.<hr/>Abstract Discrimination and, as a consequence, social exclusion suffered by transvestites and transsexuals can limit and exclude their access also to health services. As a way to combat discrimination against this population, the use of the social name in health services is guaranteed among the rights of users of the Brazilian Public Health System (form Portuguese, SUS). We aim to discuss the use of the social name in the SUS as a tool for effecting the reception, humanization and integral care of transvestites and transsexuals through the elaboration of a theoretical-reflexive essay. The categories of analysis were chosen: the reception and promotion of access to health through the social name; The social name as a tool for the humanization of care; And the social name as the basis for integral care. We understand that the social name presents itself as the gateway of transvestites and transsexuals to the SUS. From the realization of this right by the professionals, respecting and making available means for their use orally and in the medical records and documents, the fulfilment of health actions is facilitated, asserting the rights of citizenship and health for these users.