Scielo RSS <![CDATA[Physis: Revista de Saúde Coletiva]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0103-733120120003&lang=en vol. 22 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>: <b>saúde coletiva e circulação dos saberes</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Media epidemics</b>: <b>sense production and social configuration of yellow fever in the journalistic coverage, 2007-2008</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300002&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste artigo, situado no campo da comunicação em saúde, é analisar os sentidos atribuídos discursivamente à febre amarela silvestre durante a cobertura jornalística da epizootia da doença, ocorrida no Brasil no verão 2007-2008. Utilizando o referencial teórico das práticas discursivas e da produção de sentidos no cotidiano e as hipóteses de agendamento (agenda-setting) e enquadramento (framing) da notícia, foram analisadas todas as matérias sobre febre amarela veiculadas pelo jornal Folha de S. Paulo, no período de 21 de dezembro de 2007 a 29 de fevereiro de 2008, e todos os documentos oficiais sobre a epizootia emitidos pela autoridade brasileira de saúde pública entre 3 de janeiro e 28 de fevereiro de 2008. Os achados indicam que as estratégias discursivas da cobertura jornalística relativizaram o discurso da autoridade de saúde pública; priorizaram a divulgação do número de casos; enfatizaram a vacinação como o limite entre a vida e a morte, omitindo riscos do uso indiscriminado do imunobiológico; e propagaram a iminência de uma epidemia de febre amarela de grandes proporções. Essas estratégias deram novos sentidos à doença, deslocando o evento de sua forma silvestre, espacialmente restrita e de gravidade limitada, para a urbana, de caráter epidêmico e potencialmente mais grave. Secundariamente, o estudo permitiu identificar os impactos desse discurso midiático sobre o sistema nacional de imunização e os riscos a que a população foi exposta em função dos sentidos produzidos: em 2008, foram registrados 8 casos de reação grave à vacina, dos quais 6 foram a óbito.<hr/>Located in the Field of communication and health, the objective of this article is to analyze the senses attributed in the discourse on yellow fever, during the journalistic coverage of the epizooty of the diseased, occurring in Brazil during the summer 2007-2008. Employing the theoretical reference of discursive practices and sense production in daily life and the hypothesis of agenda-setting and framing of the news, all material on yellow fever issued by the newspaper "Folha de São Paulo" were analyzed during the period comprised between 12/21/07 to 02/29/08 as well as all official documentation on the epizooty issued by the Brazilian authorities on public health during the period comprised between 01/03 and 02/28/08. Finding indicate that discursive strategies of the journalistic coverage rendered relative the discourse of public health authorities; prioritized divulgation of the number of cases; emphasized vaccination as the limit between life and death, refraining to inform the risks of the indiscriminate use of the product and propagated the imminence of a major epidemics of yellow fever. These strategies attributed new senses to the disease, dislodging the event from the wild form, restrict in space and limited in severity, to the urban form, characterized by epidemics and with a more severe potential. Secondarily, this study allowed to identify the impact of this media discourse on the national immunization system and the risks to which the population was exposed due to the senses produced: in 2008, eight cases of serious reactions to the vaccine were registered, and six of these cases resulted in deaths. <![CDATA[<b>Where the weak have no place</b>: <b>discourses on steroids, body and masculinities in a specialized magazine</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300003&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste estudo é analisar as matérias sobre esteróides anabolizantes androgênicos (EAA) e doping, publicadas em uma revista especializada em artes marciais, a Tatame, entre os anos 1996 e 2010. Utilizou-se metodologia qualitativa, a partir do referencial fornecido pelas Ciências Sociais e suas interfaces com o campo da Saúde Coletiva. A análise e discussão dos discursos acerca do uso de EAA e doping foram organizados em quatro etapas: na primeira, ocorreu uma leitura abrangente do material jornalístico; na segunda etapa, foram examinadas as matérias, focalizando os títulos, subtítulos e conteúdos. Na terceira, verificou-se o meio circundante dos boxes, capas, contracapas e espaços publicitários da revista. A quarta etapa privilegiou a perspectiva dos lutadores sobre a utilização de EAA e/ou doping, veiculadas tanto nas matérias em que estes usos são o foco central, quanto em reportagens em que estes não são a temática principal. Os resultados indicam um descompasso entre os conteúdos veiculados na imprensa, que, de um lado, condenam o uso de EAA e doping, e de outro, divulgam uma série de estímulos para o desenvolvimento da musculosidade. Desta forma, os conteúdos acabam por corroborar a ideia de uma estreita associação entre musculosidade e um tipo de masculinidade tradicional ancorado na positivação da força e na invencibilidade.<hr/>This study aims to analyze the materials on anabolic androgenic steroids (AAS) and doping, published in a magazine specializing in martial arts, Tatame, between the years 1996 and 2010. We used qualitative methodology, from the benchmark provided by the Social Sciences and its interfaces with Public Health. The analysis and discussion of the discourses about the use of AAS and doping were organized into four phases: first, there was a comprehensive reading of journalistic material; in the second, the subjects were examined, focusing on titles, subtitles and content. In the third, it was the surroundings of boxes, covers, back covers and magazine advertising space. The fourth stage favored the perspective of fighters on the use of EAA and / or doping, conveyed both in matters where these uses are the central focus, as in stories in which they are not the main theme. The results indicate a mismatch between the content conveyed in the press, which, on one hand, condemns the use of AAS and doping, and the other, discloses a series of stimuli for the development of muscularity. Thus, the contents eventually support the idea of close association between muscularity and a kind of traditional masculinity positivization anchored in the strength and invincibility. <![CDATA[<b>Race, color and ethnicity in epidemiologic studies carried out with Brazilian populations</b>: <b>systematic review on the PubMed database</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300004&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo foi analisar o uso das variáveis raça, cor e etnia em estudos epidemiológicos sobre populações brasileiras. Trata-se de revisão sistemática, conduzida na base PubMed,entre janeiro de 2000 e julho de 2010. Para o conjunto dos trabalhos revisados, aplicou-se ficha com questões sobre seus objetivos e a relevância da classificação étnico-racial em suas análises, características sócio-demográficas e aspectos da identificação étnico-racial das populações investigadas, bem como o seguimento de recomendações quanto ao uso das classificações de raça, cor e etnia. Dos 1.174 artigos identificados, 151 foram elegíveis para a revisão. Maiores proporções de cada um dos seguintes aspectos foram observadas nos artigos em que a identificação étnico-racial ocupou papel central em suas análises - destes, 18% justificaram o emprego das categorias; 16% consideraram a classificação étnico-racial como fluida e relativa ao contexto da produção dos dados; 65% descreveram o método da classificação étnico-racial; 17% entenderam esta classificação como medida de variabilidade genética; 26% interpretaram a variável como fator de risco para o desfecho em questão; 47% consideraram fatores socioeconômicos na interpretação das desigualdades étnico-raciais; e 27% incluíram tais fatores no ajuste de modelos estatísticos. Apenas dois estudos explicitaram o conceito, que embasou o uso da variável étnico-racial. Uma proporção expressiva dos estudos epidemiológicos analisados não segue os critérios mínimos que vêm sendo sugeridos quanto ao uso de variáveis relacionadas à classificação étnico-racial, de modo que este aspecto deve ser aperfeiçoado nas pesquisas em Saúde Coletiva.<hr/>This paper aims to analyze the use of the variables race, color and ethnicity in epidemiologic studies, carried out with Brazilian populations. This is a systematic review, conducted in the PubMed bibliographic database, on papers published between January 2000 and July 2010. A data extraction form was used to obtain data from all individual studies, such as their objectives, the relevance of the racial/ethnic classification in their analyses, participants' socio-demographic characteristics, including aspects related to the methods of racial classification, as well as the adherence to a set of recommendations on the use of race, color and ethnicity in biomedical publications. After initially identifying 1,174 references, 151 were included in the review. Higher proportions of each of the following results were observed among papers in which the racial/ethnic classification was central to their analyses - of these, 18% justified the use of racial/ethnic categories; 16% regarded racial/ethnic classifications as context-dependent and fluid; 65% described the methods adopted for racial/ethnic classification; 17% took the racial/ethnic classification as a proxy for genetic variation; 26% considered such classification as a risk factor for health outcomes; 47% considered socio-economic factors in the interpretation of racial/ethnic inequalities in health; and 27% adjusted these racial/ethnic disparities for socio-economic factors in their statistical models. Only two studies elucidated the concept underlying the use of race, color or ethnicity. An expressive amount of the reviewed epidemiologic studies does not follow minimum established criteria on the use of variables regarding racial/ethnic classification, such that this should be urgently improved in public health research. <![CDATA[<b>Healthy Nutrition</b>: <b>access to information via navigation maps on the internet</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Apresentam-se e discutem-se os resultados de uma pesquisa realizada com o objetivo de desenvolver uma tecnologia de informação e comunicação via web para a promoção da alimentação saudável, mediante a facilitação do acesso à informação na internet. Buscou-se, mediante entrevistas, conhecer as concepções e identificar demandas e necessidades de informações e conhecimentos sobre o tema, dentre ONGs que trabalham com saúde; e ainda, mapear informações e conhecimentos acerca da alimentação saudável na web, em sítios nacionais. A partir dos resultados, elaboraram-se mapas conceituais, colocados em diálogo mediado pelos pesquisadores, com os saberes dos especialistas. Descreve-se a metodologia utilizada para construir os mapas de navegação orientados por mapas conceituais e discutem-se os desafios da gestão e do acesso à informação e ao conhecimento em saúde na internet. Destaca-se o potencial para deslocar o modelo da oferta de informação para o de construção compartilhada do conhecimento mediada por tecnologias de informação e comunicação.<hr/>We present and discuss the results of a survey that aimed of develop an information and communication technology in the web in order to promote healthy nutrition, by facilitating access to information on the internet. We sought through interviews, knowing the concepts and identifying demands and needs for information and knowledge on the subject, among NGO's working with health. Besides, mapping information and knowledge about the healthy eating on the web at national sites. From the results, concept maps were prepared, placed in dialogue, mediated by researchers with the knowledge of experts. The paper also describes the methodology used to build navigation maps oriented by concept maps and discusses the challenges of management and access to health information and knowledge on the internet. We highlight the potential to shift the model of supply information for the shared construction of knowledge mediated by information and communication technologies. <![CDATA[<b>Biological determinism and neuroscience in the case of attention deficit disorder with hyperactivity</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Nosso objetivo é refletir de que forma as neurociências podem ser fortemente reducionistas quando tentam explicar comportamentos somente com base em processos cerebrais, e usamos como exemplo o caso do transtorno de déficit de atenção com hiperatividade (TDAH). O reducionismo ao qual nos referimos, também chamado determinismo biológico ou neurogenético, na questão das neurociências, é o epistemológico, ou seja, aquele que tenta explicar um problema complexo apenas por algumas de suas partes, desconsiderando outros fatores, tais como sociais e culturais. Como o TDAH atualmente é descrito essencialmente como uma doença cerebral, aplicamos um modelo de sequência redutora defeituosa para o determinismo neurogenético proposto por Steven Rose, que inclui: objetivação, aglomeração arbitrária, quantificação improcedente, crença na normalidade estatística, localização ilegítima, causalidade fora de lugar, classificação dicotômica de causas genéticas e ambientais e a confusão de metáfora com homologia. A vida é um fenômeno complexo e está relacionada com aspectos biológicos e sociais. Dessa forma, explicações sobre ela são adequadas somente quando levam em conta esses dois aspectos. Sugerimos, dessa forma, que parte das neurociências utiliza explicações reducionistas para várias condições mentais classificadas como doenças, incluindo o TDAH.<hr/>Our goal is to reflect how the neurosciences can be strongly reductionist when trying to explain behaviors based solely on brain processes, and use as an example the case of attention deficit disorder with hyperactivity (ADHD). The reductionism to which we refer, also called biological or neurogenetic determinism, the question of neuroscience, is the epistemological, ie one that tries to explain a complex problem for only some of its parts, ignoring other factors such as social and cultural. As ADHD is currently described as essentially a disease of the brain, we applied a model for defective reductive sequence neurogenetic determinism proposed by Steven Rose, which includes: objectification, arbitrary agglomeration, quantification unfounded belief in statistical normality, location illegitimate, causality outside place, dichotomous classification of genetic and environmental causes and confusion of metaphor with homology. Life is a complex phenomenon and is related to biological and social aspects. Thus, explanations are appropriate only when it takes into account these two aspects. We suggest, therefore, that some uses of neuroscience reductionist explanations for various conditions classified as mental illnesses, including ADHD. <![CDATA[<b>Technical model and performance of the psychiatrist in the field of primary health care (PHC) in the current context of the Unified Health System (SUS), Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo escolheu como tema o trabalho do psiquiatra no campo da Atenção Primária à Saúde (APS), com foco na Unidade Básica de Saúde (UBS) e no Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF). Os dados foram obtidos por meio de entrevistas e observação participativa e trabalhados à luz da análise de conteúdo. Os modelos em saúde mental na APS em São Paulo vieram desde a inserção de psiquiatras nas UBS até, mais recentemente, no NASF. Há fragilidade na articulação dos serviços e na definição do papel do psiquiatra. Sua formação não contempla habilidades para atuação na APS e para utilização da ferramenta do apoio matricial. A atual política pública para a atenção à saúde mental na APS tem-se concentrado no NASF; porém, é insuficiente para atender a maioria dos transtornos mentais. São necessárias formação para atuação na APS, melhores condições de trabalho, articulação dos serviços e participação contínua do psiquiatra na APS.<hr/>The approach is Primary Health Care psychiatrist's work. We used qualitative methodology and have conducted interviews and participative observation. Data analysis has been done by content analysis. In São Paulo, the inclusion of psychiatrists at the PHC is by the PHC Center, and the family health support center (NASF). There is a fragile articulation of the network and difficulties in establishing enhancing the psychiatrist role. The training does not include the work at the APS, particularly working with matrix-based strategy. Hegemonic policy has been focused on the NASF, which is insufficient to meet the needs of ongoing psychiatric care of most patients with mental disorders. Besides the need of training for working at the APS, it has been necessary to offer better working conditions for the professionals at this level of attention and to articulate resources of mental health for a better care of mental health and a better performance of the psychiatrist. <![CDATA[<b>The mental health of workers in Psychosocial Care Centers</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300008&lng=en&nrm=iso&tlng=en A saúde dos trabalhadores dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) tem sido objeto de poucas pesquisas, apesar da implantação de centenas de CAPS em todo país. O objetivo geral deste estudo foi analisar situações de trabalho em um CAPS localizado no município do Rio de Janeiro, tendo como foco o processo saúde-doença-trabalho. Neste estudo de caso, foram adotadas as perspectivas analíticas da Ergologia e da Psicodinâmica do Trabalho e utilizados como técnicas observação, a entrevista e a análise documental. A atividade cotidiana dos profissionais de saúde mental demanda grande envolvimento subjetivo e revelou-se desgastante, gerando sofrimento e adoecimento. As condições de trabalho insatisfatórias repercutiram no serviço prestado e na saúde dos trabalhadores. Ainda assim, foi possível identificar potência criativa e aspectos de satisfação pelo trabalho desenvolvido. As principais estratégias utilizadas pelos sujeitos para o enfrentamento e a superação das adversidades envolveram o apego aos ideais do SUS e da Reforma Psiquiátrica, o suporte da equipe, e o reconhecimento do trabalho realizado.<hr/>The health of workers in Psychosocial Care Centers (CAPS) has been studied by few researches, despite the deployment of hundreds of CAPS across the country. This study aims to analyze work situations in a CAPS located in the municipality of Rio de Janeiro, focusing on the health-disease-work process. In this case study, it was adopted the Ergology and Work Psychodynamics' analytical perspectives, using the techniques of observation, interview and document analysis. The daily activities of mental health workers require a lot of subjective involvement and proved to be overwhelming, producing suffering and disease. Unsatisfying working conditions have affected the service provided and the workers' health. Still, it was possible to identify creative potential and aspects of satisfaction at work. The main strategies used by the subjects to confront and overcome adversities involved the attachment to the service's ideals, support of the team, and recognition of the work developed. <![CDATA[<b>Breast cancer repercussion in female body image</b>: <b>a systematic review</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Além de apresentar implicações inerentes a qualquer adoecimento, o câncer de mama feminino é também um dos cânceres mais temidos, por afetar não apenas o corpo anatômico, mas principalmente alguns aspectos psicossociais da paciente. Dentre estes, destaca-se sua imagem corporal. O presente trabalho teve como objetivo realizar uma revisão sistemática de artigos que abordaram a imagem corporal no câncer de mama, com descrição do conteúdo da produção encontrada. Para tanto, realizou-se uma revisão dos artigos publicados entre 2000 e 2010 em revistas científicas indexadas, por meio de busca nas bases de dados bibliográficos SciELO, PubMed, PePSIC e PsycINFO. Concluiu-se que o adoecimento por câncer da mama acaba por adoecer também a imagem corporal da mulher assistida, e que seu impacto varia conforme o tipo de procedimento cirúrgico escolhido, os tratamentos complementares adotados, a rede de apoio que cerca a paciente e suas características individuais. A alteração na imagem corporal tem múltiplas implicações na vida sexual e conjugal da mulher, afetando as relações com seu círculo social e consigo mesma, influenciando sua autoestima e seu sentimento de feminilidade e podendo levar a sintomas de ansiedade e depressão. Embora avanços tenham sido verificados no estudo da relação entre imagem corporal e câncer de mama, esta pesquisa aponta para a existência de um campo fértil de investigação sobre o tema, ainda pouco explorado.<hr/>Besides presenting implications inherent to any illness, female breast cancer is also one of the most feared cancers, affecting not only the anatomic body, but mainly some psychosocial aspects of the patient and, among these, the body image is highlighted. This paper aimed to carry out a systematic review of papers that approached the body image in breast cancer, with the description of the content of the production. To do so, a review was carried out of papers published between 2000 and 2010 on indexed scientific journals, through searches conducted on bibliographic databases SciELO, PubMed, PePSIC and PsycINFO. We have concluded that breast cancer ends up causing the body image of the assisted woman to fall ill, and that the impact of such cancer varies according to the type of surgical procedure chosen, the complementary treatments adopted, the support network that surrounds the patient, and their individual characteristics. The alteration in the body image has multiple implications in the sexual and conjugal life of the woman, affecting the relations with her social circle and with herself, influencing her self-esteem and her sense of femininity, possibly leading to symptoms of anxiety and depression. Although advancements have been verified in the study of the relation between body image and breast cancer, this research points to the existence of a fertile field of investigation about the theme, still little explored. <![CDATA[<b>Sexuality and intellectual handicap</b>: <b>parents' narratives</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Pelo senso comum, adolescentes com deficiência intelectual têm a sexualidade exacerbada ou são assexuados. Para conhecer como vivenciam as manifestações sexuais de seus filhos, entrevistamos 14 pais de adolescentes com essa deficiência. A análise das narrativas obtidas foi baseada em autores da antropologia. Nelas, observaram-se os preconceitos e o desconhecimento sobre o tema, bem como a reprodução da ideologia de gênero da nossa sociedade. Nas narrativas dos pais de adolescentes do sexo masculino, a masturbação, a relação sexual e o medo de abuso sexual foram destaques, enquanto nas dos pais das adolescentes privilegiaram-se como tema as mudanças corporais e também o receio de que fossem abusadas sexualmente. A inadequação entre desenvolvimento físico e um comportamento sexual considerado socialmente impróprio também foi alvo de narrativas. Aponta-se a necessidade de ampliação do debate com os adolescentes, seus pais e diversos setores da sociedade para minimizar os preconceitos em relação à sexualidade das pessoas com deficiência intelectual, propiciando a garantia de seus direitos sexuais.<hr/>By common sense, adolescents with intellectual disabilities have a heightened sexuality or are asexual. To learn how they experience the sexual manifestations of their children, we interviewed 14 parents of adolescents with this deficiency. The analysis of the narratives obtained was based on authors of anthropology. In them, there were prejudices and ignorance on the subject, as well as playing the gender ideology of our society. In the narratives of parents of adolescent males, masturbation, sex and fear of sexual abuse were highlighted, while parents privileged themes such as bodily changes and also the fear that they were sexually abused. The mismatch between physical development and sexual behavior considered socially improper was also the target of narratives. The paper points up the need to expand the discussion with teens, their parents and various sectors of society to minimize biases regarding sexuality of people with intellectual disabilities, providing a guarantee of their sexual rights. <![CDATA[<b>Health-disease process</b>: <b>a study of social representations of workers with WMSDSs</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300011&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo origina-se de pesquisa que analisou as representações sociais do processo saúde-doença entre trabalhadores portadores de distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT), usuários do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST) de Juiz de Fora, MG. O recurso de apreensão das informações foram entrevistas semiestruturadas, realizadas junto a 12 trabalhadoras com idade entre 29 e 55 anos. As informações foram submetidas a análise temática. A partir dos temas de análise, chamados "representação da saúde" e "representação da doença", para essas trabalhadoras, o adoecimento e a incapacidade laboral representam uma lacuna dolorosa e a destruição dos projetos de vida. Os quadros de deterioração das condições de vida e degradação do trabalho, refletidos sobre a saúde das trabalhadoras, nos levam a sustentar que a prevenção dos problemas de saúde que encontraria maior grau de resolução seria o replanejamento da organização do processo de trabalho e da efetiva atuação das políticas públicas de saúde, através de representações simbólicas mais amplas sobre saúde, doença e cura.<hr/>This paper was based on a study that examined the social representations of health-illness process among workers with work-related musculoskeletal disorders (WMSDs), users of the Reference Center of Occupational Health (CEREST) in the city of Juiz de Fora, state of Minas Gerais. Information was collected through semi-structured interviews with 12 workers, aged between 29 and 55 years. Data were subjected to thematic analysis. The themes of analysis called "representation of health" and "representation of illness" set that, for these workers, illnesses and labor disability represent a painful gap and the destruction of life projects. Tables of deterioration of living conditions and work degradation, reflected on the health of workers, refer us to sustain that the prevention of health problems that would find a higher degree of resolution would be the replanning of work process' organization and effective performance of public health policies, through symbolic representations of broader health, illness and healing. <![CDATA[<b>Itinerary therapeutic for people with disabilities and mediation in health care</b>: <b>the viewpoint of relatives</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300012&lng=en&nrm=iso&tlng=en Las familias son agentes cualificados de las prácticas en salud y contribuyen en la búsqueda del cuidado de las personas con discapacidad. Este artículo presenta los itinerarios que recorren los adultos con discapacidad motriz en torno de su rehabilitación y la participación de sus familiares en este proceso. A tal fin se analizan las entrevistas semi-estructuradas a familiares que viven con personas con discapacidad motriz de 50 años o más en el Área Metropolitana de Buenos Aires (AMBA). Para el relevamiento de la información de carácter cualitativo, se utilizó una muestra de tipo intencional (18 casos) por cuotas según sexo, nivel socioeconómico y tipo de vínculo (hijo/a o cónyuge). Los hallazgos muestran que los itinerarios terapéuticos en vistas del cuidado y la rehabilitación de las personas con discapacidad se dividen en dos etapas centrales: la búsqueda de un diagnóstico y la búsqueda del tratamiento. Ambas instancias se configuran de acuerdo a los factores sociales, económicos y culturales de sus familias. Según las evidencias se concluyó que los servicios de salud pueden funcionar, por momentos, como obstaculizadores de los itinerarios terapéuticos de sus usuarios si desatienden el vínculo entre sus acciones y la red familiar, en la cual se toman decisiones sobre el tratamiento a seguir y se gestiona cotidianamente el cuidado.<hr/>Families are qualified agents of health practices and contribute in the search for care of people with disabilities. This paper presents the itineraries taken by adults with mobility disabilities around their rehabilitation and the participation of their families in this process. To this end we analyzed semi-structured interviews with family members living with physically disabled people aged 50 or more in the Buenos Aires Metropolitan Area. For the survey of the qualitative information, we used a sample of intentional type (18 cases) according to sex, socioeconomic status and link (child / spouse). The findings show that the therapeutic in view of the care and rehabilitation of people with disabilities are divided into two main stages: the search for a diagnosis and seeking treatment. Both instances are configured according to the social, economic and cultural rights of the families. According to the evidence we concluded that health services can work, at times, as obstacles to the therapeutic itinerary of users and disregard the link between their actions and the family network, in which decisions about treatment options are taken and daily care is managed. <![CDATA[<b>Child development</b>: <b>its agents and the public policies of the city of Rio de Janeiro</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300013&lng=en&nrm=iso&tlng=en O desenvolvimento humano é um processo dinâmico que acontece durante toda a vida. Entretanto, é na infância que eventos externos e fatores internos exercem maior influência. Destaca-se a desigualdade social entre esses eventos e fatores, porque ela mantém a injusta distância entre as crianças brasileiras vulneradas pela pobreza e as oportunidades que podem mudar essa condição. Essas oportunidades também se relacionam com a família e a possibilidade de cumprir seu papel de agente promotor do desenvolvimento infantil, especialmente o papel da mãe. Este artigo pretende analisar as políticas públicas para a primeira infância do Rio de Janeiro, em 2011, buscando a relação favorável da construção das capacidades básicas das crianças, considerando a condição de agente da mulher que é mãe.<hr/>Human development is a dynamic process that occurs throughout life. However, it is during the childhood when external events and internal factors have higher influence. The social inequality stands out among the factors and events because it keeps the unfair distance between the Brazilian children that are vulnerable as a result of the poverty and the opportunities with the ability to change that condition. These opportunities also are related to their families and the possibility to fulfill the role as a promoter of children development, particularly the mother's role. This paper analyzes public policies for early childhood in the city of Rio de Janeiro, in 2011, seeking a favorable relation of building up the children basic abilities, considering the agent status of the woman as a mother. <![CDATA[<b>Doctor-patient relationship</b>: <b>between desire and possibility in primary health care</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300014&lng=en&nrm=iso&tlng=en A relação médico-paciente no contexto da atenção primária é um desafio para a implementação de práticas humanizadas em saúde, considerando sua relevância e a emergência da problemática da humanização como necessidade social. Para que se possa avançar nesse campo, faz-se necessário rever o que se tem produzido sobre o assunto, mapeando os limites e avanços dessa relação. Este estudo busca compreender o encontro no âmbito da atenção primária à saúde, pensando a relação médico-paciente em termos hermenêuticos, a partir da construção de novos horizontes normativos no plano dos valores morais e éticos, com vistas à humanização da saúde. O estudo foi realizado no período de 2008-2009 em duas unidades de Saúde da Família do Município de Fortaleza, Ceará. Utilizaram-se técnicas de entrevista aprofundada e observação participante, totalizando 11 encontros com médicos e 37 com pacientes, além da gravação de 53 consultas. Os dados foram organizados e analisados no software Qualitative Solutions Research Nvivo (QSR). Pacientes e médicos ponderaram sobre três aspectos principais que influenciam a interação clínica na Estratégia Saúde da Família: as características pessoais do médico, o agir profissional e os problemas na organização dos serviços. Entre os resultados, apareceram três perfis do encontro médico-paciente: o encontro centrado no paciente, o encontro sem entendimento e o realizado a curto prazo. O estabelecimento de um vínculo requer apoio intensivo às mudanças na organização dos serviços, com ênfase numa formação profissional que valorize a cultura, o protagonismo e a reflexão filosófica da convivência humana, visando à qualificação da atenção primária.<hr/>The doctor-patient relationship in the context of primary health care challenges the implementation of humanized health practices, considering their relevance and the emergence of humanization as a social need. In order to advance in this field, it is necessary to review what has been produced on this issue, mapping the boundaries and advances of this relationship. This study seeks to understand this relationship as part of primary health care practices, thinking the doctor-patient relationship in hermeneutic terms, from the construction of new horizons in terms of normative ethical and moral values in order to obtain a more humanized health. The study was conducted from 2008-2009 in two family health units in the city of Fortaleza, state of Ceará. Techniques of in-depth interview and participant observation were applied, totaling 11 interviews with doctors and 37 with patients, in addition to the recording of 53 consultancies. Data were organized and analyzed using the software NVivo Qualitative Solutions Research (QSR). Patients and doctors reflected about three main aspects that influence the clinical interaction in the Family Health Strategy, which are: personal characteristics of the physician, professional acting and problems in the services organization. Among the results, three profiles of the physician-patient encounter emerge: the patient-centered encounter, the consultations "without understanding" and the short-term encounter. Establishing a relationship requires intensive support to change services organization, emphasizing training that values culture, leadership and philosophical reflection of human society, aiming at the qualification of primary care. <![CDATA[<b>Family's medical records in the perspective of the health care coordination</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300015&lng=en&nrm=iso&tlng=en No Brasil, a saúde da família é uma estratégia de reorganização da atenção básica. Neste cenário, a coordenação da atenção, cuja essência é a disponibilidade de informações, apresenta-se como uma ferramenta para a qualificação das ações de saúde. Na Saúde da Família, o prontuário da família representa uma rica fonte de informações para a equipe de saúde desenvolver a coordenação da atenção. Os objetivos do estudo, descritivo com abordagem qualitativa, foram analisar o prontuário da família e seu conjunto informacional e identificar a "percepção" da equipe de saúde frente a sua sistematização, uso e importância para a coordenação e qualificação da atenção. Observou-se pequena padronização do registro da informação, da classificação e do arquivamento dos prontuários, além de pouco uso de seu conteúdo informacional. Notou-se que o emprego do prontuário da família para o exercício da coordenação não ocorreu a contento. Faz-se necessária uma melhor gestão deste documento, bem como sua efetiva utilização para favorecer a coordenação e a qualificação da atenção.<hr/>In Brazil, Family Health is a strategy for reorganization of primary care. In this scenario, the coordination of care, essence of which is the availability of information, is a tool for classification of health. In family health, the medical records of the family are a rich source of information for the health care team to develop the coordination of care. This descriptive study of qualitative approach, aims to analyze the records of the family and its information set, and to identify the "perception" of the health care team facing its systematization, use and importance to the coordination and qualified care. There is little standardization of registry information, classification and archiving of records, and little use of their information content. It was noted that the use of family's medical records for the coordination did not occur satisfactorily. There must be better management of this document as well as its effective use to support coordination and care qualification. <![CDATA[<b>New intra-psychic scripts versus cultural continuities</b>: <b>possible limits of an informed sexuality</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300016&lng=en&nrm=iso&tlng=en Objetivou-se analisar os sentidos atribuídos por homens jovens à sexualidade masculina e a suas práticas sexuais, visando compreender eventuais dificuldades em aderir a práticas preventivas em relação à Aids. Ancorada na teoria dos roteiros sexuais e no conceito de habitus, foi realizada uma análise de enunciação sobre um acervo de 42 narrativas, provenientes de suas subamostras de jovens diferenciados em relação à escolaridade e estrato socioeconômico. Dois conflitos parecem influenciar de modo determinante as práticas sexuais preventivas dos participantes. De um lado, elementos cognitivos de uma "sexualidade informada" se opõem à dimensão do prazer relacionado às práticas sexuais. De outro lado, tais elementos informativos se contrapõem aos componentes psicoculturais mais estáveis relacionados ao habitus masculino. A base empírica sobre a qual se trabalhou permite um aprofundamento da compreensão das nítidas limitações de efetividade das iniciativas de prevenção em saúde baseadas em informações sobre práticas sexuais de risco.<hr/>This paper aimed to analyze the meanings attributed by young men to male sexuality and sexual practices in order to understand any difficulties in adhering to preventive practices in relation to AIDS. Based on the theory of sexual scripts and the concept of habitus, we performed a discourse analysis on a collection of 42 stories, from their youth subsamples differentiated in terms of education and socioeconomic status. Two conflicts seem to influence crucial preventive sexual practices of participants. On the one hand, cognitive elements of a "sexuality informed" oppose the dimension of pleasure related to sexual practices; on the other, these information elements are opposed to the more stable components related to psycho male habitus. The empirical basis on which it worked allows a deeper understanding of the clear limitations of the effectiveness of prevention initiatives in health based on information about risky sexual practices. <![CDATA[<b>Technical</b><b> Health Schools</b>: <b>which political and pedagogical projects support them?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300017&lng=en&nrm=iso&tlng=en Esta pesquisa teve por objetivo explorar as visões político-pedagógicas expressas pelos gestores de cinco Escolas Técnicas do SUS (ETSUS), nas cinco regiões do país. Procurou, ainda, compreender como essas instituições de ensino se organizam e se estruturam com vistas à sua sustentabilidade. O método centrou-se na busca dos aspectos de natureza qualitativa. Os dados foram coletados a partir de um questionário (via e-mail) e dos seguintes documentos: atos de criação e de autorização, Projeto Político-Pedagógico (PPP) e Regimento Escolar. O questionário semiestruturado foi dirigido às instituições componentes da pesquisa para identificar sua sustentabilidade nas dimensões política, técnico-pedagógica e administrativo-financeira. A análise documental foi a técnica utilizada para organizar e armazenar os dados, seguida da análise de conteúdo, a partir das trilhas metodológicas propostas por Bardin (2007). Os resultados indicaram que houve flutuações nas diferentes dimensões, principalmente nos campos administrativo e financeiro, nos quais a fragilidade da governança dos gestores foi bastante acentuada. Outros resultados apontaram que a dimensão técnico-pedagógica, com sua proposta de PPP inovador, é efetivamente a que mais dá sustentabilidade às ETSUS, tornando-as diferentes das escolas do sistema formal de ensino, pela incorporação de princípios de gestão: descentralização curricular, processos administrativos centralizados e atuação multiprofissional no campo da saúde. Sua fortaleza pedagógica é traduzida principalmente pelo eixo metodológico de integração ensino-serviço, pela adequação do currículo ao contexto regional, utilização pedagógica dos espaços de trabalho, avaliação do desempenho dos alunos nos serviços com supervisão e acompanhamento pedagógico e pela docência exercida no campo de trabalho por profissional de nível superior qualificado pedagogicamente, tendo os princípios e diretrizes do SUS como norteadores dos planos de cursos. A dimensão política foi a que mais deu visibilidade ao trabalho da escola, propiciando-lhe, dessa forma, também, certa sustentabilidade. A formação/qualificação nos municípios trouxe benefícios aos alunos/trabalhadores e permitiu uma atuação mais próxima aos espaços descentralizados da gestão e da decisão. Analisaram-se, enfim, as dificuldades encontradas pelas escolas, onde há também necessidade de corrigir assimetrias nas dimensões técnico-pedagógicas e administrativo-financeiras.<hr/>This paper aimed to explore the political and pedagogical views expressed by managers of five Technical Schools from the Brazilian Unified Health System (ETSUS), in five regions of Brazil. It also focused on understanding how these institutions organize and structure themselves towards their sustainability. The method searched for qualitative aspects. Data were collected from a questionnaire through the internet, and documents such as: certification of establishment, authorization, Political Pedagogical Project (PPP) and school regulations. The semi-structured questionnaire was directed to the participating institutions, to identify their sustainability within the administrative and finance, technical pedagogical and political dimensions. The technique used to organize and store data and content analysis was the document analysis, according to the methodology proposed by Bardin (2007). Results show that there had been fluctuations in the different dimensions, mainly in the finance administrative fields where the managers' governance was rather fragile. Other results pointed that the technical and pedagogical dimension, with its innovative PPP proposal, is the one that gives more sustainability to ETSUS, making them different from the formal educational system, through the incorporation of management principles to the decentralized curricula, centralized administrative processes and multi-professional acting in the field of health. Its pedagogical strength is mainly translated by the existence of the methodological axis on teaching in service integration, suitability of the curriculum to the regional context, pedagogical use of the working spaces, performance evaluation of the students under services with supervision and pedagogical follow-up, teaching in the work field by a pedagogically qualified professional having the guidelines and principles of the SUS as directions for the course plans. The political dimension was the one which provided more visibility to the school work, also capable of favoring more sustainability. The education/qualification in the municipalities has brought benefits to students/workers and allowed a closer performance to the decentralized areas of management and decision. In the conclusions, the difficulties encountered by the schools were analyzed where there is also the need to correct asymmetries in the technical pedagogical and administrative and finance dimensions. <![CDATA[<b>Public policies in rural areas</b>: <b>visibility and social participation as perspectives of supportive citizenship and health</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300018&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo visa estimular o debate sobre o papel que o Estado vem assumindo na construção de uma cidadania mais solidária e na promoção da saúde. Propõe pensar essas relações por meio da Teoria da Dádiva e de categorias analíticas como participação e visibilidade. Parte-se do pressuposto de que, ao circularem bens materiais e imateriais nas políticas públicas, dá-se visibilidade e reconhecimento às necessidades dos usuários, possibilitando abertura para participação e alargamento das parcerias e solidariedades entre Estado-sociedade e sociedade-sociedade. Isso, por sua vez, contribuiria para a concretização de direitos, a potencialização de programas e a materialização da saúde, pensada de uma forma mais ampla. As reflexões aqui apresentadas partem de estudos realizados com abordagem qualitativa, tendo como lócus uma comunidade rural do Rio Grande do Sul. Os dados foram produzidos por meio de entrevistas, observações participantes e grupos focais; na apreciação das informações adotou-se a análise temática. Foi possível apreender que, por um lado, as políticas, ao propiciarem a visibilidade e a participação, permitem o exercício da cidadania, vínculos mais solidários e o enfrentamento do cotidiano na busca das necessidades sociais e em saúde; por outro, elas também podem, ao atuar na contramão da cidadania, contribuir com o imobilismo e clientelismo, (re)produzindo desigualdades. Por fim, muito se tem avançado em termos de políticas públicas; porém, para alcançarmos uma cidadania mais solidária e a saúde, parece ser necessário, por parte do Estado, superar práticas pouco democráticas e, pelo lado da sociedade, um civismo tutelado e conformista.<hr/>This paper aims to stimulate the debate on the role the State takes in the development of a more supportive citizenship and health promotion. It proposes to analyze those relationships through the Theory of Donation and analytical categories such as participation and visibility. It is believed that the use of material and immaterial goods in public policies gives visibility and recognition to the users' needs, enabling the participation and the enlargement of partnerships and solidarity between State-society and society-society. This, in turn, would contribute in achieving rights, empowering health programs and materializing health conceived in a broader way. The reflections here presented come from studies of qualitative approach, which have as locus a rural community of Rio Grande do Sul state, Brazil. Data were produced through interviews, participating observations and focus groups; in the assessment of information it was adopted a thematic analysis. It was possible to see that, on one hand, when policies favor visibility and participation they allow the exercise of citizenship, the development of solidarity ties, and coping in the search of health and social needs. On the other, when they are against citizenship they can also favor immobility and clientelism, (re)producing inequalities. Finally, there has been much progress in terms of public policies, but to achieve a more supportive citizenship, the State must overcome its undemocratic practices, and society must overcome its tutored and conformist public spirit. <![CDATA[<b>The case of Telemedicine University Network</b>: <b>analysis of telehealth entry in the Brazilian political agenda</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300019&lng=en&nrm=iso&tlng=en Estudo de abordagem qualitativa sobre a concepção da política de telessaúde no Brasil baseado em modelos de avaliação em saúde e na análise de políticas públicas, mais especificamente na proposta analítica de múltiplos fluxos e no modelo lógico de avaliação de programas em saúde. As fontes de dados consistiram em documentos relacionados à criação da Rede Universitária de Telemedicina (Rute), artigos disponíveis na literatura sobre telessaúde e avaliação em saúde, atas e participações em reuniões de variados fóruns. O modelo de múltiplos fluxos se concentra nas fases iniciais do ciclo da política pública: a construção da agenda governamental e a escolha de alternativas de políticas. Buscou-se delinear a composição da Rute e responder quais condicionantes levaram os gestores federais de diversos setores a reconhecer a qualidade do sistema como problema na saúde pública e a escolha da implantação de programas de telessaúde como uma das alternativas para a solução. Os processos analisados demonstraram que, na convergência do fluxo de problemas com ambiente político favorável, abriu-se uma janela de oportunidade para a implantação da telessaúde como alternativa vir a ascender como política na agenda de decisão governamental. Porém, para isso, urge a necessidade de inclusão digital no território e identificar as tecnologias da informação e comunicação como inovação para o SUS.<hr/>A qualitative study on the policy design of telehealth in Brazil based on valuation models in health and public policy analysis, specifically the proposed multiple streams of analytical and logical model for evaluating health programs. Data sources consisted of documents related to the creation of Telemedicine University Network (Rute), articles available in the literature on telehealth and health evaluation, minutes of meetings and participating in various forums. The model focuses multiple streams in the early stages of the cycle of public policy: the construction of the government agenda and choice of alternative policies. We sought to delineate the composition of Rute and answer constraints which led federal managers from various sectors to recognize the quality of the system as a public health problem and the choice of implementing telehealth programs as one of the alternatives. The cases analyzed showed that in the flux convergence problems with favorable political environment, a window of opportunity opened up for the deployment of telehealth to eventually ascend as an alternative in the political agenda of the government decision. But for this, there is urgent need for digital inclusion in the territory and identify the technologies of information and communication as an innovation for SUS. <![CDATA[<b>Avaliação em saúde na perspectiva do usuário </b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300020&lng=en&nrm=iso&tlng=en Estudo de abordagem qualitativa sobre a concepção da política de telessaúde no Brasil baseado em modelos de avaliação em saúde e na análise de políticas públicas, mais especificamente na proposta analítica de múltiplos fluxos e no modelo lógico de avaliação de programas em saúde. As fontes de dados consistiram em documentos relacionados à criação da Rede Universitária de Telemedicina (Rute), artigos disponíveis na literatura sobre telessaúde e avaliação em saúde, atas e participações em reuniões de variados fóruns. O modelo de múltiplos fluxos se concentra nas fases iniciais do ciclo da política pública: a construção da agenda governamental e a escolha de alternativas de políticas. Buscou-se delinear a composição da Rute e responder quais condicionantes levaram os gestores federais de diversos setores a reconhecer a qualidade do sistema como problema na saúde pública e a escolha da implantação de programas de telessaúde como uma das alternativas para a solução. Os processos analisados demonstraram que, na convergência do fluxo de problemas com ambiente político favorável, abriu-se uma janela de oportunidade para a implantação da telessaúde como alternativa vir a ascender como política na agenda de decisão governamental. Porém, para isso, urge a necessidade de inclusão digital no território e identificar as tecnologias da informação e comunicação como inovação para o SUS.<hr/>A qualitative study on the policy design of telehealth in Brazil based on valuation models in health and public policy analysis, specifically the proposed multiple streams of analytical and logical model for evaluating health programs. Data sources consisted of documents related to the creation of Telemedicine University Network (Rute), articles available in the literature on telehealth and health evaluation, minutes of meetings and participating in various forums. The model focuses multiple streams in the early stages of the cycle of public policy: the construction of the government agenda and choice of alternative policies. We sought to delineate the composition of Rute and answer constraints which led federal managers from various sectors to recognize the quality of the system as a public health problem and the choice of implementing telehealth programs as one of the alternatives. The cases analyzed showed that in the flux convergence problems with favorable political environment, a window of opportunity opened up for the deployment of telehealth to eventually ascend as an alternative in the political agenda of the government decision. But for this, there is urgent need for digital inclusion in the territory and identify the technologies of information and communication as an innovation for SUS. <![CDATA[<b>Inúmeros desafios do passado proporcionam aos portadores de HIV o largo acesso aos antirretrovirais no presente</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300021&lng=en&nrm=iso&tlng=en Estudo de abordagem qualitativa sobre a concepção da política de telessaúde no Brasil baseado em modelos de avaliação em saúde e na análise de políticas públicas, mais especificamente na proposta analítica de múltiplos fluxos e no modelo lógico de avaliação de programas em saúde. As fontes de dados consistiram em documentos relacionados à criação da Rede Universitária de Telemedicina (Rute), artigos disponíveis na literatura sobre telessaúde e avaliação em saúde, atas e participações em reuniões de variados fóruns. O modelo de múltiplos fluxos se concentra nas fases iniciais do ciclo da política pública: a construção da agenda governamental e a escolha de alternativas de políticas. Buscou-se delinear a composição da Rute e responder quais condicionantes levaram os gestores federais de diversos setores a reconhecer a qualidade do sistema como problema na saúde pública e a escolha da implantação de programas de telessaúde como uma das alternativas para a solução. Os processos analisados demonstraram que, na convergência do fluxo de problemas com ambiente político favorável, abriu-se uma janela de oportunidade para a implantação da telessaúde como alternativa vir a ascender como política na agenda de decisão governamental. Porém, para isso, urge a necessidade de inclusão digital no território e identificar as tecnologias da informação e comunicação como inovação para o SUS.<hr/>A qualitative study on the policy design of telehealth in Brazil based on valuation models in health and public policy analysis, specifically the proposed multiple streams of analytical and logical model for evaluating health programs. Data sources consisted of documents related to the creation of Telemedicine University Network (Rute), articles available in the literature on telehealth and health evaluation, minutes of meetings and participating in various forums. The model focuses multiple streams in the early stages of the cycle of public policy: the construction of the government agenda and choice of alternative policies. We sought to delineate the composition of Rute and answer constraints which led federal managers from various sectors to recognize the quality of the system as a public health problem and the choice of implementing telehealth programs as one of the alternatives. The cases analyzed showed that in the flux convergence problems with favorable political environment, a window of opportunity opened up for the deployment of telehealth to eventually ascend as an alternative in the political agenda of the government decision. But for this, there is urgent need for digital inclusion in the territory and identify the technologies of information and communication as an innovation for SUS. <link>http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312012000300022&lng=en&nrm=iso&tlng=en</link> <description/> </item> </channel> </rss> <!--transformed by PHP 05:12:25 18-12-2014-->