Scielo RSS <![CDATA[Physis: Revista de Saúde Coletiva]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0103-733120200003&lang=pt vol. 30 num. 3 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[A pandemia e o desmonte do Estado]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300100&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Reformas administrativas e o desmonte neoliberal do Estado brasileiro: desafios para o enfrentamento ao novo coronavírus]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300300&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[A centralidade do SUS na pandemia do coronavírus e as disputas com o projeto neoliberal]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300301&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Diálogo do front: pandemia e (in)capacidade governamental]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300302&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[O Estado em desmonte frente à epidemia da Covid-19]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300303&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Labirinto da saúde no Brasil: a pandemia e o minotauro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300304&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Pandemia de Covid-19 e a saúde dos refugiados no Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300305&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[A pandemia nas fronteiras da reforma sanitária: os desafios da rede hospitalar]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300306&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Pela DesCrivelização da saúde: reflexões sobre a crise da saúde no Rio de Janeiro-RJ e seu agravo na pandemia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300307&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[A Atenção Primária no Rio de Janeiro em tempos de Covid-19]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300308&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[A atuação do dentista de família na pandemia do Covid-19: o cenário do Rio de Janeiro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300309&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Coronavírus e Sistema Socioeducativo no Estado do Rio de Janeiro: Como fica a saúde dos adolescentes privados de liberdade?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300310&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Covid-19: uma agenda de pesquisa em torno das questões de gênero]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300311&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[O subfinanciamento do Sistema Único de Saúde e seus rebatimentos no enfrentamento da Covid-19]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300312&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[“Eu não posso respirar”: asfixiados pelo coronavírus e pelo Estado racializado]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300313&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Sobre jogos de (des)montar: Covid-19 e Atenção Primária à Saúde]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300314&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[O processo de desmonte da Secretaria de Estado da Saúde do Rio de Janeiro e sua invisibilidade]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300315&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Crescimento dos leitos de UTI no país durante a pandemia de Covid-19: desigualdades entre o público x privado e iniquidades regionais]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300316&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[A percepção do corpo e o autocuidado em sujeitos com diabetes mellitus 2: uma abordagem fenomenológica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300600&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este trabalho apresenta uma pesquisa de natureza qualitativa, que teve como objetivo analisar a percepção do corpo e o autocuidado em sujeitos acometidos por diabetes mellitus 2. Foram entrevistados dez participantes, atendidos por uma Estratégia de Saúde da Família localizada na região metropolitana de Porto Alegre-RS. Como recurso metodológico, utilizou-se a entrevista semiestruturada; os dados foram analisados através da análise de conteúdo do tipo temática, proposta por Bardin. Como matriz teórica, utilizou-se a perspectiva fenomenológica de Merleau-Ponty. A análise das narrativas possibilitou a criação de duas categorias: 1) corpo alterado: enfrentando o inesperado; 2) corpo assumido: aprendendo a conviver com a doença. A interpretação dos dados revelou que os sujeitos apresentaram atitudes de surpresa, sentimento de tristeza, não aceitação frente às alterações do corpo, mas também conformação em relação ao diagnóstico. Os sujeitos passaram por dificuldades alimentares e gerenciamento de medicamentos até assumirem o corpo alterado pela incorporação de novos hábitos. Como conclusão, destaca-se que somente com o alinhamento do corpo habitual ao corpo atual, pela incorporação dos procedimentos de tratamento, é que a atitude de autocuidado começa a fazer parte do cotidiano.<hr/>Abstract This is a qualitative research that aimed to analyze the perception of the body and self-care in subjects affected by diabetes mellitus 2. Ten participants were interviewed, assisted by a Family Health Strategy located in the metropolitan region of Porto Alegre-RS, Brazil. As a methodological resource, semi-structured interviews were used; the data were analyzed through thematic content analysis proposed by Bardin. As a theoretical matrix, the phenomenological perspective of Merleau-Ponty was used. The analysis of the narratives made it possible to create two categories: 1) body wit: facing the unexpected; 2) assumed body: learning to live with the disease. The interpretation of the data revealed that the subjects showed attitudes of surprise, feeling sad, not accepting the changes in the body, but also conforming to the diagnosis. The subjects went through dietary difficulties and medication management until they assumed the body altered by the incorporation of new habits. In conclusion, it is noteworthy that only with the alignment of the habitual body to the current body, by incorporating treatment procedures, does the attitude of self-care begin to be part of everyday life. <![CDATA[O reaparecimento da homossexualidade masculina nas estratégias de prevenção da infecção por HIV: reflexões sobre a implementação da PrEP no Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300601&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este trabalho toma como ponto de partida o texto de Nestor Perlongher, intitulado “O desaparecimento da homossexualidade”, que descreve um esvaziamento da identidade homossexual masculina com o surgimento da aids e propõe uma nova leitura a partir da implementação da profilaxia pré-exposição ao HIV (PrEP) pelo sistema público de saúde no Brasil. Distribuída a partir do início de 2018 e considerada como uma das mais novas medidas de prevenção ao HIV/aids, a PrEP se configura como um esquema antirretroviral de uso contínuo direcionado aos sujeitos que não foram infectados pelo vírus. Tomando como referência empírica o Protocolo Clínico de Diretrizes Terapêuticas para PrEP, identificamos como, a partir da noção de risco, a profilaxia possibilita o retorno da homossexualidade aos consultórios médicos e, mais do que isso, opera como objeto discursivo de problematizações de caráter sanitário e social. Diante disso, a PrEP produz uma nova categoria de homossexual, atrelada a tecnologias disciplinares e biopolíticas, que se apoiam na individualização e responsabilização dos indivíduos pelo cuidado de si.<hr/>Abstract This paper takes its starting point the text by Nestor Perlongher, entitled O desaparecimento da homossexualidade [The disappearance of homosexuality], depicting an emptying of male homosexual identity with the emergence of aids, and proposes a new reading about the pre-exposure prophylaxis (PrEP) implementation by the public health system in Brazil. Distributed from early 2018 and considered as one of the newest HIV/aids prevention measures, PrEP is a continuous antiretroviral therapy aimed for subjects who have not been infected with the virus. Taking as an empirical reference the Clinical Protocol of PrEP Therapeutic Guidelines, we identified how, from the notion of risk, prophylaxis enables the return of homosexuality to doctors' offices and, furthermore, operates as a discursive object of sanitary and social problematizations. Thus PrEP produces a new homosexual category, linked to disciplinary and biopolitical technologies, which rely on the individualization and accountability of individuals for self-care. <![CDATA[A inter-relação da demanda e acessibilidade na Estratégia Saúde da Família]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300602&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Compreender a inter-relação da demanda e acessibilidade em saúde, sob a ótica de profissionais e usuários da Estratégia Saúde da Família, foi o objetivo deste estudo. Trata-se de estudo qualitativo, sob o método da Teoria Fundamentada nos Dados e o referencial teórico do Interacionismo Simbólico, com 34 participantes. Da análise originaram 32 códigos in vivo, três códigos teóricos e a categoria central. A vivência do usuário em suas demandas em saúde é interdependente da oferta das ações, do acesso à saúde, do acolhimento e do cuidado. A alta demanda espontânea impacta na programação das ações de saúde. O cuidado com a saúde, em sua maior procura, é decorrente do adoecimento. A assistência à saúde foi descrita como humanizada e os problemas vivenciados foram atribuídos ao sistema. As experiências vividas por usuários e profissionais da ESF permitiram explicitar que a inter-relação da demanda e acessibilidade na Estratégia Saúde da Família é correlacionada à alta demanda espontânea, decorrente de uma Atenção Primária fragilizada; à demanda programada restrita a alguns grupos da população, e à demanda reprimida cada vez mais frequente por restrições do acesso e de recursos disponíveis.<hr/>Abstract This study aimed to assess the interrelationship of health demand and accessibility, from the point of view of professionals and users of the Family Health Strategy. It is a qualitative study, using the method based on Data Based Theory and the theoretical reference of Symbolic Interactionism, with 34 participants. From the analysis originated 32 codes in vivo, three theoretical codes and the central category. The user's experience in their health demands is interdependent in the offer of actions, access to health, care and welcoming. The high spontaneous demand impacts on the programming of health actions. Health care, in its greatest demand, is due to illness. Health care was described as humanized and the problems experienced were attributed to the system. The experiences of ESF users and professionals made it possible to make explicit that the interrelationship of demand and accessibility in the Family Health Strategy correlates with the high spontaneous demand resulting from fragile Primary Care; to the programmed demand restricted to some groups of the population, and to the repressed demand increasingly frequent by restrictions of access and available resources. <![CDATA[O processo de construção da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300603&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O artigo analisa o processo de construção da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem, com vistas a reconhecer a participação dos diversos agentes sociais na formulação dessa política pública. Para tanto, busca identificar os eventos que precederam a construção do documento, as estratégias utilizadas para promover a participação dos diferentes grupos de interesse e os mecanismos para pactuação e tomada de decisão. Foram analisados documentos institucionais, referências acadêmicas, e realizadas entrevistas com agentes participantes do processo. Identificou-se que a intenção da política surge a partir da atuação da Sociedade Brasileira de Urologia. O Ministério da Saúde aproximou do processo político outros agentes, mas a leitura biomédica manteve-se predominante. A forma de participação dos agentes pautou-se na transmissão de conhecimento, com pouco espaço para o enfrentamento de conflitos na construção da política, apesar de o documento final ser divulgado como expressão de consensos. Houve silenciamentos das contradições e disputas que permearam a definição de saúde do homem.<hr/>Abstract This paper analyzes the National Men’s Health policy-making process to recognize the participation of the various social stakeholders in the formulation of this public policy. To this end, this work seeks to identify the events that preceded the construction of the document, the strategies used to promote the participation of different interest groups and the mechanisms for the agreement and decision-making process. Institutional documents, academic references and interviews with agents participating in the process were analyzed. We identified that the Policy’s intention emerged from the action of the Brazilian Society of Urology. The Ministry of Health drew other agents closer to the political process, but the biomedical perspective prevailed. The agents’ participation built on knowledge transfer, with little room for confronting conflicts in the construction of politics, although the final document had been released as an expression of consensus. The contradictions and disputes around the definition of men’s health have been silenced. <![CDATA[Atualizando abordagens socioculturais da obesidade: propostas baseadas em Hacking, Bourdieu e Foucault]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300604&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumen El aumento de las tasas de obesidad y sus consecuencias negativas, tanto individuales como colectivas, reclama la necesidad de nuevos enfoques científicos, que permitan un abordaje multidisciplinar que integre los factores biológicos y socioculturales, explorando en profundidad tanto los aspectos objetivos como subjetivos de este problema. En este sentido, en el presente trabajo proponemos un conjunto de reflexiones teóricas, que puedan servir como marco crítico de actualización de las aportaciones de corte sociocultural en los debates científicos sobre la obesidad y el sobrepeso. Para ello, primero revisaremos las principales características de los enfoques biológico y sociocultural sobre el tema. Y después pasaremos a proponer dicho conjunto de reflexiones, realizando un análisis de los conceptos de tres teóricos sociales de corte crítico, vistos como modelos potencialmente fértiles pero poco usados en este tipo de tema por distintos motivos.<hr/>Abstract The increase in obesity rates and their negative consequences, both individually and collectively, call for the need for new scientific approaches, which allow for a multidisciplinary approach that integrates the biological and sociocultural, exploring in depth both aspects objectives as subjective of this problem. In this connection, in this work we propose a set of theoretical reflections, which can serve as a critical framework for updating sociocultural contributions to the scientific debates on obesity and overweight. In order to that first we will review the main characteristics of the biological and sociocultural approaches on the subject. And then we will propose this set of reflections, performing an analysis of the concepts of three critical social theorists, seen as potentially fruitful but little used models in this type of subject by different reasons.<hr/>Resumo O aumento das taxas de obesidade e suas consequências negativas, tanto individuais como coletivas, exigem novos enfoques científicos que permitam uma abordagem multidisciplinar que integre fatores biológicos e socioculturais, explorando em profundidade tanto aspectos objetivos como subjetivos desse problema. Neste sentido, no presente trabalho propomos um conjunto de reflexões teóricas que pode servir de marco crítico atualizado de contribuições de corte sociocultural para ou debate científico sobre obesidade e sobrepeso. Para isso, primeiro revisaremos as principais características dos enfoques biológicos e socioculturais deste tema. Depois, passaremos a propor este conjunto de reflexões, realizando uma análise dos conceitos de três teóricos sociais de corte crítico, vistos como modelos potencialmente frutífero que, no entanto, por diferentes motivos, são pouco utilizados nesta temática. <![CDATA[Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica: uma análise das principais mudanças normativas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300605&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo realizou uma análise das principais mudanças no arcabouço normativo do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica, a partir de documentos oficiais do Ministério da Saúde divulgados de julho 2011 a julho de 2019. Os achados revelam que a maioria das mudanças não ficaram claras, dificultando a compreensão do desenho do programa e o acompanhamento dos resultados das equipes de atenção básica. Ocorreram mudanças no desenho geral do programa e mais intrinsecamente às fases ou componentes. Foram modicadas a arquitetura das fases; as regras na adesão ao programa; a forma de verificação da autoavaliação; o monitoramento dos indicadores em função da implantação de um novo sistema de informação ou por deficiências técnicas para utilização de determinado indicador; a avaliação externa com relação às regras para solicitação e prazos para receber a avaliação, ao descredenciamento das equipes, e aos parâmetros e método adotados; e a certificação mais radicalmente na valoração dos componentes e na metodologia de cálculo e categorias de classificação das equipes. O programa apostou em diversas estratégias para qualificação da atenção básica. Embora com limitações e incompletudes, percebê-las é uma oportunidade de buscar soluções viáveis para o refinamento da política de saúde.<hr/>Abstract This article carried out an analysis of the main changes in the normative framework of the National Program for Access and Quality Improvement in Primary Care, based on official documents from the Ministry of Health released from July 2011 to July 2019. The findings reveal that most changes were not clear, making it difficult to understand the design of the program and to monitor the results of primary care teams. There were changes in the overall design of the program and more intrinsically to the phases or components. The architecture of the phases was modified; the rules for joining the program; how to check self-assessment; the monitoring of indicators due to the implementation of a new information system or due to technical deficiencies in the use of a given indicator; the external evaluation in relation to the rules for requesting and deadlines for receiving the evaluation, the teams' disqualification, and the parameters and method adopted; and certification more radically in the valuation of the components and in the calculation methodology and classification categories of the teams. The program bet on several strategies for qualifying primary care. Although with limitations and incompleteness, perceiving them is an opportunity to seek viable solutions for the refinement of health policy. <![CDATA[Educação Física e saúde: perspectivas para o ensino médio]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300606&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract This study aims to discuss the perspectives of Physical Education for high school regarding health. To this end, a literature review was developed, and a pedagogical work proposal was presented. The literature review sought theoretical subsidies, especially in documents that guide the practice of physical education in school environments, whereas the proposal was constructed from the dialectical pairs presented by Luiz Carlos Freitas (objectives x evaluation and content x methodology). In this study, a proposal was made so that Physical Education can contribute to the training of critical and independent subjects in relation to the opinions they assume. We believe that this proposition can encourage students to reflect on the body and health regarding contemporary precepts of the active and healthy lifestyle, providing an expanded look at body practices and life.<hr/>Resumo Este estudo tem o objetivo de discutir as perspectivas da educação física para o ensino médio no que se refere à saúde. Para tanto, foi desenvolvida uma revisão de literatura e apresentação de uma proposta pedagógica de trabalho. A revisão de literatura buscou subsídios teóricos, sobretudo, nos documentos que norteiam a prática da educação física em âmbito escolar, enquanto que a proposta foi construída a partir dos pares dialéticos apresentados por Luiz Carlos Freitas (objetivos x avaliação e conteúdo x metodologia). Neste estudo, foi realizada uma proposta para que a educação física possa contribuir na formação de sujeitos críticos e independentes com relação às opiniões que assumem. Acreditamos que a proposição realizada pode incentivar os alunos a refletirem sobre o corpo e a saúde no que se refere aos ditames contemporâneos do estilo de vida ativo e saudável, proporcionando um olhar ampliado sobre as práticas corporais e a vida. <![CDATA[Limites e desafios para o acesso das mulheres privadas de liberdade e egressas do sistema prisional nas Redes de Atenção à Saúde]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300607&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O trabalho analisa os limites e desafios para o acesso da população prisional feminina e egressa do sistema prisional nos serviços da Rede de Atenção à Saúde (RAS). Trata-se de estudo qualitativo, exploratório e descritivo realizado com dez trabalhadores de uma Equipe de Atenção Básica prisional de um presídio feminino na Região Sul do Brasil. Realizaram-se sessões de grupo focal e os dados foram analisados tematicamente, resultando em dois eixos: (a) Barreiras para inclusão das reclusas na RAS; e (b) Barreiras para inclusão das egressas na RAS. Apesar de a unidade básica de saúde prisional ser considerada a principal porta de entrada da população carcerária no sistema de saúde, ainda precisa ser organizada para tornar-se ordenadora do cuidado à saúde da mulher. As dificuldades para o acesso das egressas nos serviços de saúde extramuros contribuem para a descontinuidade do tratamento, haja vista a falta de acompanhamento desta população pelos componentes da RAS, especialmente pelos serviços de saúde mental. Faz-se necessário avançar na ampliação e otimização de serviços mais equitativas e integrais, estimulando a integração na gestão de fluxos entre a atenção básica prisional e os demais dispositivos da RAS.<hr/>Abstract The work analyzes the limits and challenges for the access of the female prison population released from the prison system in the services of the Health Care Network (RAS). This is a qualitative, exploratory and descriptive study conducted with ten workers from a prison primary care team in a female prison in the South Region of Brazil. Focus group sessions were held and the data were analyzed thematically, resulting in two axes: (a) Barriers for the inclusion of prisoners in the RAS; and (b) Barriers to the inclusion of graduates in the RAS. Even though the basic prison health unit is considered the main gateway for the prison population to the health system, it still needs to be organized to become the ordering of women's health care. Difficulties in accessing these women in extramural health services contribute to the discontinuity of treatment, given the lack of monitoring of this population by the components of the HCN, especially by mental health services. It is necessary to advance in the expansion and optimization of more equitable and comprehensive services, stimulating the integration in the flow management between the primary prison care and the other RAS devices. <![CDATA[Avanços e desafios na formação do cirurgião-dentista para sua inserção nas práticas de promoção da saúde]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300608&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A formação dos recursos humanos em saúde deve preparar um profissional para atuar multi- e interdisciplinarmente, de forma integral em todos os níveis de atenção. O objetivo desta pesquisa foi analisar avanços e desafios na formação do cirurgião-dentista após a promulgação das Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) no que diz respeito à promoção da saúde, focando a abordagem do aleitamento materno (AM) e alimentação complementar saudável (ACS). Utilizou-se pesquisa qualitativa, com análise documental dos projetos pedagógicos (PP), ementas e planos de ensino e entrevistas semiestruturadas com professores das disciplinas de Odontopediatria e Ortodontia de seis faculdades paulistas, de março a maio de 2018. As análises mostraram que os PP estão alinhados com as DCN, mas há pouca abordagem destinada ao AM e ACS como promotores de saúde bucal. O estudo concluiu que houve avanços na formação dos recursos humanos em saúde baseados em sólido arcabouço formado pela legislação brasileira. Há, no entanto, desafios a serem considerados, sendo necessário avançar no desenvolvimento de habilidades e competências preconizadas pelas DCN em temas que ampliem a promoção da saúde. As instituições de ensino superior precisam favorecer que os PP se concretizem formando profissionais alinhados com suas propostas e as novas demandas do sistema de saúde.<hr/>Abstract The training of human resources in health should prepare a professional to act multi- and interdisciplinarily, in a comprehensive manner at all levels of care. This worked aimed to analyze advances and challenges in the training of dentists after the promulgation of the National Curricular Guidelines (NCG) regarding health promotion, focusing on the approach to breastfeeding (BF) and healthy complementary feeding (HCB). Qualitative research was used, with documentary analysis of pedagogical projects (PP), menus and teaching plans and semi-structured interviews with professors in the disciplines of Pediatric Dentistry and Orthodontics from six São Paulo colleges, from March to May 2018. The analyses showed that the PP are aligned with the NCG, but there is little approach aimed at BF and HCB as promoters of oral health. The study concluded that there were advances in the training of human resources in health based on a solid framework formed by Brazilian legislation. There are, however, challenges to be considered, and it is necessary to advance in the development of skills and competencies advocated by the NCG in themes that expand health promotion. Higher education institutions need to encourage the PP to take shape by training professionals in line with their proposals and the new demands of the health system. <![CDATA[Cuidado integrado do paciente periodontal diabético tipo 2 na Atenção Básica: revisão scoping]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300609&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Objetivo: Investigar a existência de protocolos validados para o cuidado do paciente periodontal com diabetes mellitus tipo 2 (DM2), a fim de transformá-los em recomendações para ações que poderiam ser desenvolvidas no âmbito da atenção primária em saúde. Métodos: Foi realizada uma revisão scoping, para a qual foi revista a literatura publicada de 2012 a 2019 nas bases de dados PubMed, Scielo, LILACS, Web of Science e Scopus, nas línguas inglesa, espanhola e portuguesa. Resultados: Foram encontrados 236 títulos, dos quais 37 foram selecionados para leitura integral. Os artigos foram agrupados em quatro eixos, de acordo com a similaridade de abordagens para o assunto tratado. Conclusão: Recomenda-se desenvolver estudos que investiguem o impacto da integração da assistência médica e odontológica no controle glicêmico de pacientes com DM2 e validem os protocolos clínicos para a assistência multidisciplinar desse paciente no contexto da atenção primária em saúde.<hr/>Abstract Objective: To investigate the existence of validated protocols for the care of periodontal patients with type 2 diabetes mellitus (DM2), to transform them into recommendations for actions that could be developed within the scope of primary health care. Methods: A scoping review was carried out, and the literature published from 2012 to 2019 was reviewed in the PubMed, Scielo, LILACS, Web of Science and Scopus databases, in English, Spanish and Portuguese. Results: 236 titles were found, of which 37 were selected for full reading. The articles were grouped into four axes, according to the similarity of approaches to the subject addressed. Conclusion: Studies investigating the impact of the integration of medical and dental care in the glycemic control of patients with DM2 and validating the clinical protocols for multidisciplinary care for this patient in the context of primary health care should be carried out. <![CDATA[Supervisão de agentes comunitários de saúde na Estratégia Saúde da Família: entre controle, apoio e formação]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300610&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O estudo objetivou analisar os mecanismos de supervisão do trabalho dos agentes comunitários de saúde na Saúde da Família e examinar como a supervisão exercida repercute na organização do trabalho. Trata-se de estudo qualitativo realizado em Vitória da Conquista, Bahia. Utilizou-se como referencial analítico uma matriz composta por três dimensões: controle do trabalho, apoio ao trabalho e educação e formação. As informações foram obtidas por meio de três grupos focais, 33 entrevistas semiestruturadas, observação direta e análise documental. Os participantes do estudo foram 42 agentes, oito supervisores e cinco gestores. Os resultados demonstraram o predomínio da supervisão como “controle do trabalho”. Evidenciou-se uma perspectiva produtivista, com o controle das atividades desenvolvidas, especialmente as visitas domiciliares. Os mecanismos de avaliação exerceram forte influência nas práticas desenvolvidas. A dimensão “apoio” demostrou que o suporte dos supervisores contribui para o aprimoramento do trabalho, maior satisfação e respaldo social. A sobrecarga de atividades e o insuficiente apoio institucional influenciaram negativamente na supervisão de apoio. A dimensão “prática educativa” evidenciou processos formativos pontuais, instrumentais e direcionado para o controle de agravos. Conclui-se que é importante considerar, na supervisão, os aspectos políticos e socioculturais e buscar o equilíbrio entre essas três dimensões.<hr/>Abstract The study aimed to analyze the supervision mechanisms regarding the work of Family Health community health workers (CHW) and how the practiced supervision affects the work organization. This is a qualitative study carried out in Vitória da Conquista, state of Bahia, Brazil. In the analytical referential, a matrix comprised three dimensions: work control, work support, education and training. Information was collected through three focus groups, 33 semi-structured interviews, direct observation, and document analysis. Study participants were 42 CHW, eight supervisors and five managers. The outcomes showed predominance of supervision as work control. A productive approach was noticed with the control of the developed activities, particularly home visits. Assessment mechanisms displayed a strong influence on the developed practices. The support dimension demonstrated that the supervisors support foment work performance, higher satisfaction and social support. Activity overcharge and the deficient institutional support negatively affected supportive supervision. The practical educational dimension displayed punctual and instrumental formative process directed to diseases control. We concluded that it is essential to take into account in the supervision the political and sociocultural aspects and pursue the balance among the three dimensions. <![CDATA[A ação coletiva e a cooperação no Sistema Único de Saúde]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300611&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Embora o princípio de regionalização dos serviços de saúde conste em documentos oficiais e norteie a organização atual do Sistema Único de Saúde, esse processo depende em certa medida da ação coletiva e da cooperação entre os entes federados. Consideram-se a ação coletiva e a cooperação como elementos de políticas federativas e como comportamento social. Nesta perspectiva, buscou-se analisar como a ação coletiva e a cooperação são abordadas nos documentos oficiais de regulamentação e organização das políticas de saúde que tratam da regionalização. Trata-se de uma análise documental de 16 normas oficiais, publicadas entre 1988 e 2018, e discussão do tema, apoiado sobretudo nos referenciais de coletividade e institucionalidade política. Para a análise dos documentos oficiais, utilizou-se a técnica de análise do conteúdo. Os resultados apontam que a ação coletiva e a cooperação são abordadas em documentos oficiais, especialmente pelos vocábulos “solidariedade” e “cogestão”, e que as políticas de regionalização possuem caráter altamente normativo. Sua implementação dependerá de mecanismos de coordenação, coerção e recompensa, além de aspectos relacionados à gestão dos serviços, como equilíbrio entre os interesses coletivos e individuais, e a construção de identidades sociais entre gestores com vistas à cogestão.<hr/>Abstract Although the principle of regionalization of health services is contained in official documents and guides the current organization of the Unified Health System, this process depends to a certain extent on collective action and cooperation between federated entities. Collective action and cooperation are considered elements of federal policies and social behavior. In this perspective, we sought to analyze how collective action and cooperation are addressed in the official documents of regulation and organization of health policies that deal with regionalization. It is a documentary analysis of 16 official norms, published between 1988 and 2018, and discussion of the theme, supported mainly by the collective and political institutional frameworks. For the analysis of official documents, the technique of content analysis was used. The results show that collective action and cooperation are addressed in official documents, especially by the words "solidarity" and "co-management", and that regionalization policies have a highly normative character. Its implementation will depend on coordination, coercion, and reward mechanisms, as well as aspects related to the management of services, such as balance between collective and individual interests, and the construction of social identities between managers with a view to co-management. <![CDATA[O SUS na vida dos brasileiros: assistência, acessibilidade e equidade no cotidiano de usuários da Atenção Primária à Saúde]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300612&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Objetivo: compreender a assistência à saúde, equidade e acessibilidade no cotidiano de usuários da Atenção Primária à Saúde (APS). Metodologia: trata-se de um estudo qualitativo e descritivo, delineado pelo método de Estudo de Casos Múltiplos Holístico e pelo referencial teórico da Sociologia Compreensiva do Cotidiano. Participaram 77 usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) de dois municípios de Minas Gerais, Brasil. Resultados: foram identificadas a noção do usuário sobre o SUS, sua idealização, a realidade vivida considerando a acessibilidade e a assistência na APS, relacionando-as com o direito à saúde. Conclusões: a APS ainda enfrenta dificuldades para efetivamente ser a porta de entrada preferencial nas realidades estudadas. Observam-se limites de estrutura na APS para alcançar a assistência integral em rede. A superação de dificuldades e limites é central para o fortalecimento do SUS.<hr/>Abstract Objective: To understand health care, equity and accessibility in the daily lives of Primary Health Care (PHC) users. Methodology: This is a qualitative and descriptive study, outlined by the Holistic Multiple Case Study method and by the theoretical framework of Comprehensive Sociology of Everyday Life, in which 77 SUS (Unified Health System) users from two municipalities in Minas Gerais, Brazil, participated. Results: Express the user's notion about SUS, its idealization, the reality experienced considering accessibility and care in PHC, relating them to the right to health. Conclusions: PHC still faces difficulties to be the preferred gateway to the studied realities. There are structural limits in the PHC to achieve comprehensive care in a network. Overcoming difficulties and limits is central to strengthening the SUS. <![CDATA[A governança e o planejamento na perspectiva regional de saúde]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300613&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O princípio da descentralização do SUS percorreu uma longa trajetória desde sua fundação. As normativas instituídas ao longo do tempo apontaram um processo da regionalização em detrimento da municipalização. A publicação do Decreto n° 7.508/11 legitimou as regiões de saúde e seu respectivo espaço de pactuação para a elaboração do planejamento e a tomada de decisão. Considerando tais aspectos, o estudo analisou a governança e o planejamento em saúde na II Região de Saúde do Estado de Pernambuco, por meio de estudo qualitativo, utilizando a análise documental proveniente das atas e pautas da Comissão Intergestores Regional e a análise de conteúdo de entrevistas semiestruturadas realizadas com os gestores municipais da região. Os resultados demonstraram o protagonismo da CIR na governança regional, apesar das evidentes fragilidades no processo de planejamento regional e nas estruturas das redes de atenção à saúde.<hr/>Abstract The principle of SUS decentralization has come a long way since its foundation. The regulations over time pointed to a process of regionalization to the detriment of municipalization. The publication of Decree No. 7.508 / 11 legitimized the health regions and their respective agreement space for the preparation of planning and decision making. Considering such aspects, the study analyzed governance and health planning in the II Health Region of the State of Pernambuco, through a qualitative study, using document analysis from the minutes and guidelines of the Regional Inter-Management Commission and the analysis of the content of interviews semi-structured with municipal managers in the region. The results attested CIR's role in regional governance, despite the evident weaknesses in the regional planning process and in the structures of health care networks. <![CDATA[Cuidado em saúde às populações rurais: perspectivas e práticas de agentes comunitários de saúde]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300614&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O objetivo do estudo foi compreender como agentes comunitários de saúde percebem a organização da Atenção Primária à Saúde (APS) para o cuidado à saúde de populações rurais em municípios de pequeno porte do estado de Minas Gerais. Estudo qualitativo, realizado em seis municípios de pequeno porte das regiões Norte e Nordeste de Minas Gerais. Foram realizados seis grupos focais, entre julho e dezembro de 2019. Os resultados evidenciaram diferentes estratégias para ampliar o acesso da população rural a ações ofertadas na APS, como a construção de pontos de apoio e a organização das equipes para ofertarem consultas, visitas domiciliares e determinados procedimentos nos próprios territórios rurais. Entretanto, a organização do cuidado à população rural parece estar mais orientada por critérios clínicos e pela capacidade de deslocamento das equipes e dos usuários do que pelas necessidades de saúde da população rural. Espera-se que os dados obtidos em diferentes realidades de territórios rurais possam contribuir para o desenvolvimento de estratégias que buscam ampliar e consolidar políticas públicas de saúde para a população rural brasileira.<hr/>Abstract This study aimed to understand how community health agents perceive the organization of Primary Health Care for the health care of rural populations in small municipalities in the state of Minas Gerais, Brazil. Qualitative study carried out in six small cities in the North and Northeast regions of Minas Gerais. Six focus groups were carried out between July and December 2019. Results showed different strategies to expand the access of the rural population to actions offered in Primary Health Care, such as the construction of support points and the organization of teams to offer consultations, home visits and certain procedures in the rural areas themselves. However, the organization of rural population care seems to be guided by clinical criteria and the ability to move teams and users, rather than by the health needs of population. We hope the data on different realities in rural territories can contribute to the development of strategies to expand and consolidate public health policies for the Brazilian rural population. <![CDATA[Uma Biopolítica da Indiferença]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312020000300800&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O objetivo do estudo foi compreender como agentes comunitários de saúde percebem a organização da Atenção Primária à Saúde (APS) para o cuidado à saúde de populações rurais em municípios de pequeno porte do estado de Minas Gerais. Estudo qualitativo, realizado em seis municípios de pequeno porte das regiões Norte e Nordeste de Minas Gerais. Foram realizados seis grupos focais, entre julho e dezembro de 2019. Os resultados evidenciaram diferentes estratégias para ampliar o acesso da população rural a ações ofertadas na APS, como a construção de pontos de apoio e a organização das equipes para ofertarem consultas, visitas domiciliares e determinados procedimentos nos próprios territórios rurais. Entretanto, a organização do cuidado à população rural parece estar mais orientada por critérios clínicos e pela capacidade de deslocamento das equipes e dos usuários do que pelas necessidades de saúde da população rural. Espera-se que os dados obtidos em diferentes realidades de territórios rurais possam contribuir para o desenvolvimento de estratégias que buscam ampliar e consolidar políticas públicas de saúde para a população rural brasileira.<hr/>Abstract This study aimed to understand how community health agents perceive the organization of Primary Health Care for the health care of rural populations in small municipalities in the state of Minas Gerais, Brazil. Qualitative study carried out in six small cities in the North and Northeast regions of Minas Gerais. Six focus groups were carried out between July and December 2019. Results showed different strategies to expand the access of the rural population to actions offered in Primary Health Care, such as the construction of support points and the organization of teams to offer consultations, home visits and certain procedures in the rural areas themselves. However, the organization of rural population care seems to be guided by clinical criteria and the ability to move teams and users, rather than by the health needs of population. We hope the data on different realities in rural territories can contribute to the development of strategies to expand and consolidate public health policies for the Brazilian rural population.