Scielo RSS <![CDATA[Scientia Agricola]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0103-901620020004&lang=en vol. 59 num. 4 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>Genetic divergence among elephantgrass cultivars assessed by RAPD markers in composit samples</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400001&lng=en&nrm=iso&tlng=en Elephantgrass (Pennisetum purpureum Schum.) is native to regions of tropical Africa and was introduced in Brazil around 1920 through plantings imported from Cuba. It is currently one of the most widespread forage plants throughout the country. At first, there were two cultivars, Napier and Mercker, with well defined characteristics. New genotypes arose and it is believed that the large number of cultivars existing today in germplasm bank is due to duplicates. DNA markers for cultivar characterization are a very valuable tool, especially in situations where morphological and isoenzymatic markers have already been used as in the case of elephantgrass. Thus RAPD markers were used to estimate the genetic divergence among the Napier group elephantgrass cultivars from the elephantgrass Active Germplasm Bank at EMBRAPA Dairy Cattle. The polymerase chain reaction with 37 arbitrary primers from the OPERON Technologies series supplied 94 polymorphic and 73 monomorphic bands. From the matrix of complement of the Nei index, cluster analysis by the Tocher optimization method formed three clusters. Pearson correlation among genetic distance estimates obtained from the DNA markers and the isoenzymatic markers showed the consistency of both the methods in assessing genetic divergence among elephantgrass cultivars. No duplicates were found in the treatments assessed.<hr/>O capim-elefante (Pennisetum purpureum Schum.) é nativo de regiões da África Tropical e foi introduzido no Brasil por volta de 1920, por meio de mudas provenientes de Cuba, e é, atualmente, uma das forrageiras mais difundidas em todo o país. No início de sua utilização, existiam praticamente dois cultivares com características bem definidas, Napier e Mercker. Com o decorrer do tempo, surgiram novos genótipos e acredita-se que o grande número de cultivares existentes atualmente no Banco de Germoplasma da espécie se deva à ocorrência de duplicatas. O uso de marcadores de DNA na caracterização de cultivares constitui uma ferramenta de grande valor, principalmente em situações em que marcadores morfológicos e isoenzimáticos já foram empregados, caso do capim-elefante. Em vista disso, objetivou-se estimar a divergência genética entre cultivares de capim-elefante do grupo "Napier" provenientes do Banco Ativo de Germoplasma de capim-elefante da EMBRAPA Gado de Leite, por meio de marcadores RAPD. As reações de polimerase em cadeia com 37 iniciadores arbitrários da série OPERON Technologies proporcionaram 94 bandas polimórficas e 73 monomórficas. Por meio da matriz do complemento do índice de Nei, a análise de agrupamento pelo método de otimização de Tocher indicou a formação de três grupos. Correlação de Pearson entre estimativas de distância genética obtidas a partir dos marcadores de DNA e dos marcadores isoenzimáticos indicaram a consistência de ambos os métodos para a avaliação da divergência genética entre cultivares de capim-elefante. Não foram encontradas duplicatas nos tratamentos avaliados. <![CDATA[<B>Biomass allocation and morphophysiological correlations in forage legumes with contrating growth habits</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400002&lng=en&nrm=iso&tlng=en A análise da alocação da biomassa e a correlação entre variáveis morfofisiológicas permitem maior entendimento do estabelecimento, produção e persistência de espécies perenes, em trabalhos de melhoramento genético, manejo e ecologia de plantas forrageiras. Este trabalho teve o objetivo de analisar a alocação de biomassa em leguminosas forrageiras (Adesmia latifolia, A. punctata, A. tristis, Lotus corniculatus, L. uliginosus). O experimento foi conduzido em casa de vegetação durante 210 dias (4000 graus-dia); as plantas foram cultivadas em caixas de 1 m². Nesse período, foram retiradas amostras periódicas para avaliação dos componentes morfológicos e descrição do hábito das espécies. A alocação da biomassa em raízes, caule e folha foi expressa em percentagem de massa seca. A maior alocação em folhas ocorreu nas espécies estoloníferas, A. latifolia (63,53%) e A. punctata (61,42%), que, por sua vez, mostraram a menor alocação em raízes, 10,90 a 14,77 %, respectivamente. Maior alocação de biomassa em caule (39,38%) e raízes (24,39%) foi verificada em L. uliginosus, espécie rizomatosa. Para todas as espécies, o índice de área foliar (IAF) esteve correlacionado positivamente com número de folhas das hastes secundárias e biomassa aérea. A. latifolia e Lotus spp. são exemplos extremos da relativa importância dos componentes morfológicos na formação do IAF e da biomassa. O padrão de acúmulo e alocação de biomassa nas leguminosas estoloníferas é caracterizado, principalmente, pela produção de folhas, indicando a importância do alongamento e enraizamento dos estolões, enquanto em A. tristis e Lotus spp., as frações caule e raízes apresentam igual importância.<hr/>The biomass allocation analysis and the correlation among morphophysiological variables allow greater understanding of the establishment, yield and persistence of perennial species in plant breeding projects, management and ecology of forage plants. To analyze the biomass allocation of forage legumes (Adesmia latifolia, A. punctata, A. tristis, Lotus corniculatus, L. uliginosus), an experiment was carried out under greenhouse conditions for 210 days (4000 degree-days); the plants were cultivated in 1 m² wooden boxes. Plants were harvested to evaluate the morphological components and to describe their growth habit. The root, stem and leaf biomass allocations were expressed as dry mass percentages. The greatest allocation on leaves occurred for stoloniferous species, A. latifolia (63.5%) and A. punctata (61.4%), which presented the smallest allocation for roots, 10.9 and 14.7%, respectively. Largest stem biomass allocation (39.4%) and roots (24.4%) were found for L. uliginosus, a species with rhizomes. The leaf area index (LAI) was positively correlated with the number of leaves, secondary stems and aerial biomass. A. latifolia and Lotus spp. are extreme examples of the relative importance of morphological components in the formation of LAI and biomass. The accumulation pattern and forage allocation of stoloniferous legumes are mainly characterized by leaf production, pointing out the importance of stolon elongation and rooting, while for A. tristis and Lotus spp., the stem and root fractions had the same importance. <![CDATA[<b>Diet formulation on swine performance, carcass quality, production and composition of swine manure</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400003&lng=en&nrm=iso&tlng=en A eficiência de utilização dos alimentos pelos animais pode ser influenciada pela maneira como as informações de composição e digestibilidade dos nutrientes são utilizadas. A formulação de rações para suínos baseada no conceito de proteína bruta pode apresentar níveis de aminoácidos desbalanceados ocasionando a desaminação dos aminoácidos em excesso. O nitrogênio disponível pode ser utilizado na síntese de outros compostos ou simplesmente excretado, o que significa perda de eficiência no processo e aumento da capacidade poluente dos dejetos produzidos. Assim, foram realizados dois experimentos para estudar os efeitos do uso de formulação de dietas para suínos em crescimento e terminação. As dietas foram: 1) formulação baseada nas exigências de proteína bruta e aminoácidos totais do NRC; 2) formulação com níveis de lisina (Lys) total 15% superiores ao da dieta 1; 3) formulação com teor de proteína semelhante ao da dieta 2 mas atendendo a proteína ideal; 4) formulação atendendo a proteína ideal proposta por Baker (1997), com 15% mais Lys digestível mantendo-se o mesmo teor de proteína. Os animais que receberam as dietas 2 e 4 apresentaram maior ganho de peso diário. Para espessura de toucinho, profundidade de lombo e porcentagem de carne não houve efeito de tratamento. As dietas com níveis de proteína mais elevados proporcionaram maior excreção de fezes. Os animais que receberam as dietas formuladas com 15% mais Lys (dietas 2 e 4) apresentaram menor excreção de nitrogênio nas fezes, sem afetar a excreção deste na urina.<hr/>The efficiency with which animals utilize each ingredient in the diet is related to the way by which information on nutrient composition and digestibility is used. Swine feed formulation based on crude protein may result in an imbalance of aminoacids, which in turn results in the deamination of aminoacids. Nitrogen may be used in the synthesis of new compounds or just excreted through urine, becoming a loss in efficiency and increasing pollution potential. Two studies were carried out to evaluate the effects of types of feed formulation in growing and finishing swine. Growing and finishing diets were: 1) Formulation based on crude protein and total aminoacids, according to NRC; 2) Total lysine (Lys) levels 15% above those of diet 1; 3) Protein levels similar to diet 2, but meeting the ideal protein level; 4) Similar to diet 3 with 15% more digestible Lys. Swine fed diets 2 and 4 showed higher daily weight gain. Backfat, longissimus dorsi area and lean tissue were not affected by treatments. Animals fed diets with higher protein levels showed higher fecal excretion. Animals fed diets with 15% more Lys (diets 2 and 4) showed lower fecal nitrogen excretion without any effect on the excretion of this element through urine. <![CDATA[<B>Fluid-dynamics of broccoli seeds<I> </I>in fluized and spouted beds</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Os processos em leito fluidizado e de jorro são comumente empregados para secagem, recobrimento e granulação de sistemas particulados nas indústrias química e farmacêutica, enquanto na área agronômica estão limitados a tratamento de algumas espécies de sementes. Este trabalho objetivou apresentar a análise fluidodinâmica dos leitos fluidizado e de jorro, quando são utilizadas sementes de brócolos (Brassica oleracea L. var. Italica) e verificar a influência na germinação das sementes, submetidas aos dois tipos de processo por 60 min à temperatura do ar de 25°C. A fluidodinâmica nos dois tipos de contato, leitos fluidizado e de jorro, foi estabelecida pelas medidas da queda de pressão no leito e vazões de ar crescentes e decrescentes, para diferentes cargas de sementes. As condições experimentais foram baseadas nas análises das propriedades físicas das sementes e limitadas às dimensões do equipamento de laboratório. O leito cone-cilíndrico foi projetado e construído em acrílico, para permitir a visualização do processo. Os valores de queda de pressão máxima, vazão de jorro mínimo, vazão de jorro estável e queda de pressão no mínimo jorro foram obtidos a partir dos gráficos de queda de pressão-vazão para o leito de jorro. Estes valores foram comparados aos correspondentes valores obtidos por equações empíricas citadas na literatura. O mesmo procedimento foi realizado para o leito fluidizado obtendo-se os valores para velocidade de mínima fluidização e queda de pressão na mínima fluidização. Não houve danos à germinação das sementes que participaram dos processos.<hr/>The spouted and fluidized bed technologies are usually employed in operations of drying, coating and granulation of particles by the chemical and pharmaceutical industries. The use of these techniques in agronomy is limited to the treatment of some species of seeds. In this work, the objective was to analyse the fluid-dynamics of fluidized and spouted beds when broccoli (Brassica oleracea L. var. Italica) seeds are used and also to verify the influence on seed germination after 60 min of seed exposition to spouting or fluidization, at room temperature. The fluid-dynamics was defined by the measurements of the bed pressure drop as a function of the air flow rate for different seeds loads. The experimental conditions were based on the physical properties of the seeds and were limited by the apparatus dimensions. The cone-cylindrical bed was constructed in plexyglass to permit flow visualization. The values of the parameters: maximum pressure drop, minimum spouting flow rate and pressure drop, and stable spout pressure drop were experimentally obtained from the fluid-dynamic analysis and were compared with the values calculated by empirical equations found in the literature. The same procedure was carried out with the fluidized bed and the important parameters for this regime were the air velocity and the bed pressure drop at minimum fluidization. The analysis of seed germination indicated that no damage was caused to the seeds by the spout or fluidization processes. <![CDATA[<B>Simulation of the corn seed drying process in fixed bed</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400005&lng=en&nrm=iso&tlng=en O processo de secagem realizado de maneira artificial é apontado por vários pesquisadores como um dos principais problemas de produção de sementes. Além disso, esse processo afeta também a qualidade dos grãos, diminuindo consideravelmente o seu valor de mercado para o consumo. O objetivo deste trabalho foi desenvolver um modelo de simulação do processo de secagem de sementes de milho (Zea mays L.), validando-o por meio da comparação de resultados simulados com os de testes experimentais. O método de secagem utilizado consistiu em promover a pré-secagem das sementes nas espigas, posteriormente o produto permanecia em repouso durante 12 horas, sendo então as espigas debulhadas e complementada a secagem a granel, em silos com distribuição radial de ar. A temperatura média do ar de secagem foi de 42°C e a vazão específica de ar no secador de espigas foi de 44,8 m³ min-1 m-2 e, nos silos secadores de 5,9 m³ min-1 m-2. O modelo implementado apresentou respostas satisfatórias para a simulação de secagem de sementes de milho em espigas e a granel, considerando-se que o erro relativo médio foi de 10,88%.<hr/>Artificial drying is one of the main problems of seed production, hence it affects quality of grains, and can decrease considerably their market value. This work aimed to develop a mathematical model to simulate a corn seed drying process. Simulation results were validated by comparison to experimental results. The drying method consisted of a fixed-bed, pre-drying of corn (Zea mays L.) ears, which were then kept on rest for 12 hours. After that the product was threshed and kernels were submitted to a final drying process on a fixed bed dryer: bins with radial air distribution. Air temperature was 42°C; specific air rate of the ear corn dryer was 44.8 m³ min-1 m-2 and of the drying bin 5.9 m³ min-1 m-2. The error of the average simulation model was 10.88%, which was considered satisfactory. <![CDATA[<B>Development and soybean leaf consumption by <I>Urbanus proteus proteus </I>(L.)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Urbanus proteus proteus (L.) is a defoliating pest of legumes, causing damage mainly on soybean (Glycine max (L.) Merr.) and bean (Phaseolus vulgaris L.), and, being a minor pest, little is known about its bioecology. The objective of this paper was to study the larval and pupal development of the insect and the foliar consumption during its instars. Durations of 16.7; 1.1; 11.4 and 29.2 days were determined for the caterpillar, prepupal, and pupal stages, and the period from caterpillar-adult, respectively, with a total viability of 84.8%. The larval stage had five instars and the consumption of leaf area was 214.3 cm², with the consumption of the two last instars representing 96.9% of the total. Based on this value, the control level of the pest was estimated as 17 large caterpillars per sampling.<hr/>Urbanus proteus proteus (L.) é uma praga desfolhadora de leguminosas causando danos, principalmente em soja (Glycine max (L.) Merr.), e feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.), e, por ser praga secundária, pouco se sabe a respeito de sua bioecologia. O presente trabalho teve por objetivo estudar o desenvolvimento larval e pupal do inseto e o consumo da área foliar nos diferentes ínstares. Determinaram-se durações de 16,7; 1,1; 11,4 e 29,2 dias, para as fases de lagarta, pré-pupa, pupa e período lagarta-adulto, respectivamente, com viabilidade total de 84,8%. A fase larval apresentou cinco ínstares e o consumo foi de 214,3 cm² de área foliar, sendo que, o consumo dos dois últimos ínstares representou 96,9% do total. Baseando-se neste valor, estimou-se o nível de controle da praga, como sendo de 17 lagartas grandes por amostragem. <![CDATA[<B>Development of <I>Bemisia tabaci</I> (Gennadius,1889) biotype B on <I>Lycopersicon</I> spp. genotypes</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Whiteflies are phytophagous insects, whose nymphs and adults suck the phloem sap, causing direct damage due to host plant weakness. In tomato (Lycopersicon spp.) crops, they are important vectors of limiting fitoviruses. The objective of this study was to determine the effects of Lycopersicon spp. genotypes on Bemisia tabaci (Gennadius, 1889) biotype B development under greenhouse conditions. The evaluated genotypes were LA462 (L. peruvianum), LA716 (L. pennellii), LA1584 (L. pimpinellifolium), LA1609 (L. peruvianum), LA1739 (L. hirsutum), P25 (L. esculentum), PI134417 (L. hirsutum f. glabratum) and Santa Clara (L. esculentum). LA716 was non-preferred for oviposition by the whitefly, which suggests an antixenotic effect. LA1584 showed an antibiotic resistance because nymphal survival was reduced and nymphal developmental time was increased. Antixenotic resistance was observed in LA1739 and PI134417, based on a reduction of oviposition. PI134417 also reduced nymphal survival, which suggests an antibiotic effect, but LA1739 was suitable for insect development. LA1609 was highly preferred for oviposition, however it reduced insect survival. P25 and Santa Clara (L. esculentum) were highly preferred for oviposition.<hr/>Moscas-brancas são insetos fitófagos que, tanto na fase adulta como na imatura, sugam a seiva do floema, acarretando danos diretos em função do enfraquecimento das plantas hospedeiras. Na cultura do tomate, também são importantes transmissoras de viroses. Este trabalho foi conduzido com o objetivo de estudar o desenvolvimento de Bemisia tabaci (Gennadius, 1889) biótipo B em genótipos de Lycopersicon spp., em casa de vegetação. Os genótipos estudados foram LA462 (L. peruvianum), LA716 (L. pennellii), LA1584 (L. pimpinellifolium), LA1609 (L. peruvianum), LA1739 (L. hirsutum), P25 (L. esculentum), PI134417 (L. hirsutum f. glabratum) e Santa Clara (L. esculentum). LA716 proporcionou redução na oviposição do inseto, indicando a ocorrência de antixenose. LA1584, além de prolongar a duração da fase ninfal, reduziu a viabilidade dessa fase, o que sugere a ocorrência de antibiose. Antixenose foi constatada em LA1739 e PI134417, com base na redução da oviposição. PI134417 reduziu a viabilidade ninfal, sugerindo efeito antibiótico desse material sobre o inseto. LA1739, apesar de reduzir a oviposição, foi adequado ao desenvolvimento do inseto. LA1609 foi altamente preferido para oviposição, contudo reduziu a viabilidade do inseto. P25 e Santa Clara (L. esculentum) foram altamente preferidos para oviposição. <![CDATA[<B>Biological aspects</B> <B>and predatory capacity of <I>Podisus nigrispinus</I> (Dallas) (Hemiptera: Pentatomidae) fed on <I>Alabama argillacea</I> (Hübner) (Lepidoptera: Noctuidae) reared on cotton genotypes</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Host plants may influence indirectly biological characteristics of predators, on a positive or negative way, poiting out the importance of studies evaluating the effect of cultivars on the third trophic level. This study evaluates the biological aspects and predatory capacity of Podisus nigrispinus adults fed Alabama argillacea larvae reared on cotton genotypes. The predator was fed daily with fourth instar larvae reared on leaves of the following genotypes CNPA Precoce 1 (hirsute), CNPA 9211-31 (high gossypol level), CNPA 9211-41 (medium gossypol level) and GL2 GL3 (gossypol glandless). The pre-oviposition, oviposition and post-oviposition periods and the oviposition capacity of P. nigripinus were not affected when preyed on cotton leafworms reared on the listed cotton genotypes. Mean weight of predator females was higher (126.2 mg) when they fed on A. argillacea reared on GL2 GL3 cotton leaves, in comparison to the observed weight (96.2mg) of P. nigripinus females fed on larvae reared on CNPA 9211-41. Longevity of P. nigrispinus ranged 30.7 to 31.5 days for females and 38.0 to 66.3 days for males. P. nigrispinus females preyed 125.2 to 184.0 A. argillacea larvae during its adult stage, while adult males preyed 135.7 to 205.0 leafworms. Using plant resistance in association with P. nigrispinus is viable to control A. argillacea, because resistant genotypes do not influence negatively the biological characteristics of the predator.<hr/>Plantas hospedeiras podem influenciar indiretamente as características biológicas do predador, de maneira positiva ou negativa, ressaltando assim a importância de estudos relacionando o efeito de cultivares sobre o terceiro nível trófico. Este trabalho avalia os aspectos biológicos e a capacidade predatória de adultos de Podisus nigrispinus alimentados com lagartas de Alabama argillacea criadas em genótipos de algodoeiro. Diariamente o predador foi alimentado com lagartas de quarto ínstar criadas com folhas de algodoeiro CNPA Precoce 1 (média pilosidade), CNPA 9211-31 (alto teor de gossipol), CNPA 9211-41 (teor médio de gossipol) e GL2 GL3 (sem gossipol). Essas plantas oferecidas como alimento às lagartas não influenciaram os períodos de pré-oviposição, oviposição e pós-oviposição e a capacidade de oviposição do predador. O peso médio das fêmeas foi maior (126,2 mg) quando elas foram alimentadas com lagartas de A. argillacea criadas em folhas do genótipo GL2 GL3, em comparação com aquele (96,2 mg) de fêmeas que se alimentaram de lagartas criadas em folhas do genótipo CNPA 9211-41. A longevidade de fêmeas do predador variou de 30,7 a 31,5 dias, enquanto que a dos machos apresentou intervalo de variação de 38,0 a 66,3 dias. Fêmeas de P. nigrispinus predaram, em média, de 125,2 a 184,0 lagartas, durante a fase adulta, enquanto os machos predaram no mínimo 135,7 e no máximo 205,0 lagartas. Para o controle de A. argillacea, a utilização de plantas resistentes em associação com P. nigrispinus é viável, pois genótipos resistentes não influenciam negativamente as características biológicas do predador. <![CDATA[<B>Nonpreference of whitefly for oviposition in tomato genotypes</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400009&lng=en&nrm=iso&tlng=en The silverleaf whitefly is one of most important pests of tomato (Lycopersicon spp.). The use of host plant resistance to control this insect is an interesting, potentially useful technique, but in demand of more research. The objectives of this work were to evaluate the oviposition non-preference of Bemisia tabaci (Gennadius, 1889) biotype B for different tomato plant genotypes, evaluating the correlation between oviposition preference and pubescence in the genotypes, and analyzing the abaxial and adaxial surfaces of Lycopersicon pennellii leaflets under the scanning electron microscope. Four wild tomato genotypes, LA 716 (L. pennellii); PI 127826 and PI 127827 (L. hirsutum); PI 134417 (L. hirsutum f. glabratum), and two commercial genotypes, Santa Clara and Bruna VFN hybrid (L. esculentum) were evaluated for number of eggs cm-2 in free and no-choice oviposition tests, using randomized block design and completely randomized design, respectively. The number of trichome was measured in 4 mm² and coefficients of correlation between number of trichomes and number of eggs were calculated. The wild genotypes LA 716 and PI 134417 were less preferred showing oviposition nonpreference resistance type in both tests. The Bruna VFN and Santa Clara were more preferred in free-choice test, while wild genotypes PI 127826 and PI 127827 were more preferred in no-choice test. L. pennellii leaflets presented glandular trichomes type IV in both surfaces. Santa Clara genotype presented higher density of trichomes, and B. tabaci biotype B presented higher preference to oviposition.<hr/>A mosca-branca Bemisia tabaci (Gennadius, 1889) biótipo B é atualmente uma das principais pragas do tomateiro (Lycopersicon spp.). O uso de plantas resistentes para o controle deste inseto apresenta-se interessante, com grande potencial para Manejo Integrado de Pragas. Este trabalho teve por objetivos verificar a não-preferência para oviposição de B. tabaci biótipo B em genótipos de tomate; avaliar a correlação entre a preferência para oviposição e a pilosidade dos genótipos e analisar a superfície abaxial e adaxial de folíolos de Lycopersicon pennellii em microscópio eletrônico de varredura. Foram utilizados quatro genótipos selvagens, LA 716 (Lycopersicon pennellii); PI 127826 e PI 127827 (L. hirsutum); PI 134417 (L. hirsutum var. glabratum) e dois comerciais, Santa Clara e híbrido Bruna VFN (L. esculentum). Realizaram-se testes com e sem chance de escolha, utilizando para o primeiro o delineamento estatístico em blocos casualizados e para o segundo o delineamento inteiramente casualizado. Em ambos os testes avaliou-se o número de ovos por cm² de folíolo. Para correlacionar a densidade de tricomas com a oviposição nos genótipos, contou-se o número de tricomas em 4 mm². Os genótipos LA 716 e PI 134417 foram os menos preferidos para oviposição nos dois tipos de testes, enquanto os comerciais híbrido Bruna VFN e Santa Clara foram os mais preferidos para oviposição em teste com chance de escolha, e os genótipos selvagens PI 127826 e PI 127827 foram os que apresentaram maior número de ovos cm-2 em teste sem chance de escolha. Os folíolos de L. pennellii apresentaram, nas superfícies abaxial e adaxial, tricomas glandulares do tipo IV. A quantidade de tricomas em 'Santa Clara' propiciou maior oviposição de Bemisia tabaci biótipo B. <![CDATA[<B>Pests and their natural enemies on soybean and corn grown in diversified systems</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400010&lng=en&nrm=iso&tlng=en A consorciação de culturas e o plantio direto podem influenciar a dinâmica populacional de insetos, aumentando ou diminuindo a densidade populacional de pragas e de inimigos naturais. Deste modo, avaliaram-se os efeitos de sistemas de plantio direto e da consorciação soja [Glycine max (L.) Merrill] e milho (Zea mays L.) sobre as populações de insetos-pragas e inimigos naturais. Os tratamentos constituíram um fatorial 3x2 (monocultura de soja, monocultura de milho, consorciação soja-milho em plantio direto e plantio convencional). Os insetos foram amostrados pelo método do pano, rede entomológica e procura visual. No milho, a ocorrência de insetos-pragas da parte aérea e insetos predadores não foi influenciada pelo manejo do solo. Lagartas de Helicoverpa zea ocorreram em maior número (5,1) no milho em consorciação. Na soja, adultos de Anticarsia gemmatalis e do predador Cycloneda sanguinea foram mais abundantes em plantio direto, respectivamente, 0,4 e 2,4 insetos. Observou-se maior número do sirfídeo Toxomerus sp. em plantio convencional (1,3). Nas condições de consorciação, verificou-se baixo número de Diabrotica gracilenta (11,5) na soja, enquanto que Maecolaspis sp. (5,0) e Megascelis sp. (17,0) e os predadores C. sanguinea (2,3), Doru sp. (0,8), Geocoris sp. (1,5) e Toxomerus sp. (1,4) ocorreram em alta densidade.<hr/>Intercropping and no-tillage systems can affect the population dynamics of insects, increasing or decreasing the population density of pests and natural enemies. The objective of this study was to evaluate the effects of no-tillage and strip intercropping of soybean [Glycine max (L.) Merrill] and corn (Zea mays L.) on the abundance of insect pests and their natural enemies. Plots were arranged in a randomized complete block design in a 3 x 2 factorial experiment (soybean monoculture, corn monoculture, strip intercropping of soybean-corn under no-tillage and conventional tillage). Insects were sampled using sweep net, ground cloth and by visual search. For corn, the occurrence of insect pests and predators was not affected by soil management practices. Larvae of Helicoverpa zea occurred in higher number (5.1) for corn under strip intercropping. For soybean, adults of Anticarsia gemmatalis and of the predator Cycloneda sanguinea were more abundant for the no-tillage plots, respectively, 0.4 and 2.4 insects. A higher number of the syrphid Toxomerus sp. was observed for the conventional tillage plots (1.3). Under strip intercropping conditions, low numbers of Diabrotica gracilenta (11.5) were observed, while Maecolaspis sp. (5.0) and Megascelis sp. (17.0), and the predators C. sanguinea (2.3), Doru sp. (0.8), Geocoris sp. (1.5) and Toxomerus sp. (1.4) occurred in high densities. <![CDATA[<B>Calcium, potassium and magnesium treatment of <I>Chrysanthemum morifolium</I> cv. "Bi Time" and callogenesis <I>in vitro</B></I>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400011&lng=en&nrm=iso&tlng=en The chemical composition and vegetative vigor of the donor plant are essential for the satisfactory performance of explants in vitro. In order to test the effect of potassium, calcium and magnesium nutritional status of Chrysanthemum morifolium plants on callogenesis in vitro, pot plants growing in sand were irrigated with nutrient solution containing different levels of potassium (0; 58.5; 117 and 234 mg L-1), calcium (0; 50; 100 e 200 mg L-1) and magnesium (0;12; 48 e 96 mg L-1). After 30 and 45 days, explants (shoot segments and leaf discs) were collected, desinfected and inoculated on MS solid medium supplemented with 0.1 mg L-1 of kinetin and 5.0 mg L-1 of nafthalene acetic acid for callogenesis induction. Callogenesis evaluated as callus fresh weight was affected by nutrients treatment. Callus growth on leaf explants was inversely proporcional to potassium concentration and directly proportional to magnesium concentration in shoot explants. The calcium effect on callogensis of leaf explants was dependent on treatment duration. For 30 days treatment callogenseis was inversely related to calcium concentration and after 45 days was directly related to calcium concentration.<hr/>A composição química e o vigor vegetativo de plantas matrizes são essenciais no desenvolvimento de explantes in vitro. Com o objetivo de testar o efeito do estado nutricional de plantas matrizes de Chrysanthemum morifolium no processo de calogênese in vitro, plantas crescendo em vasos contendo areia lavada foram irrigadas com soluções nutritivas contendo diferentes concentrações de cálcio (0, 50, 100 e 200 mg L-1), potássio (0, 58,5, 117 e 234 mg L-1), e magnésio (0,12, 48 e 96 mg L-1). Aos 30 e 45 dias de duração do tratamento com solução nutritiva, explantes (segmento caulinar e foliar) das matrizes foram coletados, desinfestados e inoculados em meio de cultura MS sólido suplementado com 0,1 mg L-1 de Kin e 5,0 mg L-1 NAA. A calogênese foi afetada pelos tratamentos com os diferentes níveis dos nutrientes. O crescimento de calos a partir de explantes foliares foi inversamente proporcional ao teor de potássio e diretamente proporcional aos de magnésio em explantes caulinares. O efeito do cálcio na calogênese em explantes foliares mostrou ser dependente da duração do tratamento. Nos testes com 30 dias de duração a calogênese foi inversamente proporcional, e naqueles com 45 dias de duração demonstrou ser diretamente proporcional aos níveis de cálcio. <![CDATA[<B>Extraction and activity determination of polyphenoloxidase in coffee</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400012&lng=en&nrm=iso&tlng=en A atividade de polifenoloxidase (PFO) tem sido usada como indicadora da qualidade de bebida de café. Foram feitas comparações entre o método tradicionalmente usado para extração de polifenoloxidase de café e outro, onde impediu-se a oxidação de fenóis durante a extração, com posterior eliminação por filtração em coluna de exclusão. Um método intermediário entre os dois também foi testado. As medições de atividade foram feitas por espectrofotometria e por consumo de O2. Os métodos tradicionais de extração e dosagem da atividade de PFO sofrem forte interferência de fenóis presentes no extrato, não permitindo reprodução dos dados publicados na literatura. Por espectrofotometria foi possível diferenciação apenas entre café de bebida Mole de cafés de bebida Dura e Rio, mas não entre as duas últimas. Café de melhor qualidade, bebida Mole, apresentou maior atividade de PFO. Extração de PFO na presença de antioxidantes e complexadores de fenóis, seguida pela eliminação dos mesmos por cromatografia de exclusão é essencial para uma avaliação correta. Entretanto, usando este procedimento e consumo de O2, a atividade de PFO também não diferenciou os três cafés testados, exceto o Mole dos dois outros. No lugar de DOPA (3,4 - dihidroxifenilalanina), usado comumente nas dosagens por espectrofotometria, sugere-se o emprego de ácido clorogênico (ácido 5-cafeoilquínico).<hr/>Polyphenoloxidase (PFO) activity has been used to indicate the quality of coffee beverage. A traditional extraction method used for coffee polyphenoloxidase was compared to another in which phenol oxidation was avoided and phenols were eliminated by exclusion chromatography. An intermediate method was also tested. Activities were obtained by spectrophotometry, which is commonly used for coffee PFO determination, and O2 consumption. The traditional extraction method and spectrophotometry are inacurate to measure PFO activity since there is a significant interference of phenols present in the extracts. Consequentely, the data reported in the literature are not reproducible. PFO activity differentiated Soft coffee from Hard and Rio, but not between the lost two. Soft coffee presented higher PFO activity. For an accurate activity determination, antioxidants and phenol complexation is essential during extraction, as well as their elimination by exclusion chromatography. However, using this procedure and O2 consumption, PFO activity could still not differentiate the three coffee qualities, except Soft from the other two. Instead of 3,4 - dihydroxyphenylalanine, it is suggested that chlorogenic acid (5-caffeoylquinic acid) should be used as substrate. <![CDATA[<B>Resistance to stem canker, frogeye leaf spot and powdery mildew of soybean lines lacking lipoxigenases in the seeds</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400013&lng=en&nrm=iso&tlng=en The soybean [Glycine max (L.) Merrill] crop holds a prominent position in the Brazilian economy because of the extension of the planted area and volume of grain production, but the beany flavor has been a limiting factor for soybean derivatives consumption by western population. This flavor is produced mainly by action of lipoxygenase enzymes (Lox1, Lox2 and Lox3), present in some commercial varieties. The genetic elimination of the alleles that codify these enzymes is the most appropriate way to avoid problems associated to this deleterious flavor. To elucidate the effect of seed lipoxygenase elimination on the resistance to plant pathogens, normal varieties of soybean (FT-Cristalina RCH, Doko RC and IAC-12) and their backcross-derived lines, both with the three lipoxygenases present in their seeds (triple-positive, TP) and without the three lipoxygenases (triple-null, TN), were tested for their resistance to stem canker (Diaporthe phaseolorum f.sp. meridionalis), frogeye leaf spot (Cercospora sojina Hara), and powdery mildew (Microsphaera diffusa Cke. & Pk.). All genetic materials studied were resistant to stem canker. FT-Cristalina RCH and Doko-RC and their TP and TN lines were resistant to frogeye leaf spot. IAC-12 and its derived lines not only presented a higher disease index, but also the derived lines, TP and TN, were more susceptible, indicating the loss of genes for disease resistance in the backcrosses. There was no association between the elimination of lipoxygenases from the seeds with the resistance to frogeye leaf spot. In relation to the powdery mildew, TP or TN lines presented similar or higher resistance than their respective recurrent parents whose susceptibility appeared in the following order: IAC-12, less susceptible, Doko-RC, intermediate and FT-Cristalina RCH, more susceptible.<hr/>A cultura da soja [Glycine max (L.) Merrill] ocupa lugar de destaque na economia brasileira, tanto em termos de área plantada, quanto de produção de grãos. A presença de gosto de feijão cru tem sido limitante para o consumo de derivados de soja pelos povos ocidentais. Esse sabor característico é proporcionado pelas enzimas lipoxigenases (Lox1, Lox2 e Lox3). A eliminação dessas enzimas, pela manipulação genética dos alelos que as codificam, é a maneira mais adequada de contornar os problemas associados ao sabor desagradável. Visando elucidar a participação das lipoxigenases, no processo de resistência da soja a patógenos, variedades normais de soja (FT-Cristalina RCH, Doko RC e IAC-12) e suas respectivas linhagens obtidas por retrocruzamentos, sem as três lipoxigenases nas sementes (triplo-nulas - TN) e com as três lipoxigenases (triplo-positivas - TP), foram testadas quanto às suas resistências ao cancro-da-haste (Diaporthe phaseolorum f.sp. meridionalis), à cercosporiose (Cercospora sojina Hara) e ao oídio (Microsphaera diffusa Cke. & Pk.). Todos os materiais genéticos foram resistentes ao cancro-da-haste. Com relação à cercosporiose, FT-Cristalina RCH e Doko-RC e suas respectivas linhagens com ou sem lipoxigenases mostraram-se resistentes, enquanto IAC-12 e suas linhagens derivadas mostraram índices de doença mais elevados, sendo que as linhagens IAC-12 TP e TN foram mais suscetíveis, indicando perda de gene de resistência nos retrocruzamentos. Não houve relação entre retirada dos genes que codificam lipoxigenases nas sementes com a resistência à cercosporiose. No caso do oídio, as linhagens TP ou TN apresentaram-se similares ou pouco mais resistentes que seus respectivos progenitores recorrentes, os quais se mostraram suscetíveis na seguinte ordem: IAC-12, menos suscetível, Doko-RC, intermediário e FT-Cristalina RCH, mais suscetível. <![CDATA[<B>Phytomass mapping of the "seridó caatinga" vegetation by the plant area and the normalized difference vegetation indeces</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400014&lng=en&nrm=iso&tlng=en Phytomass is a critical information for economic and environmental activities like the establishment of policies for timber resources, forest management, studies of plant nutrient cycling, CO2 sink, among other. The phytomass of a Caatinga area was obtained by an empirical method using normalized difference vegetation index (NDVI) of Landsat images, the plant area index (PAI) and the phytomass inventory. At a first stage, linear, logarithmic and non-linear models were developed and tested. Bush and tree specimens were considered in the study, so that most of the individuals that contribute to the spectral answer detected by satellite images were included. At a second stage, the orbital parameter NDVI was used to map the PAI, which was used to map the phytomass, based on the relationship of this phytomass as a function of PAI. The residues between measurements and estimates based on NDVI varied from 0 to 84%, while the residues of total dry weight of phytomass per ha obtained by mapping and by dendrometrical equations varied from 5 to 104%, with a large trend of 166 and 448% in open Caatinga areas, due to the contribution of the herbaceous stratum to NDVI.<hr/>A fitomassa, principalmente arbórea, é informação necessária em atividades econômicas e ambientais, como políticas de uso do recurso madeireiro, manejo florestal, estudos de ciclagem de nutrientes, absorção de CO2, entre outros. A finalidade deste estudo foi a verificação de um método empírico para o mapeamento da fitomassa da Caatinga do Seridó, integrando-se um inventário de fitomassa, o índice de área de planta (IAP) e o índice de vegetação da diferença normalizada (NDVI), por meio de imagens Landsat TM. Na primeira etapa foram desenvolvidos e testados modelos lineares, logarítmicos e não lineares. A abordagem de tamanho foi arbustiva e arbórea, incluindo-se a maior parte dos indivíduos que contribuem na resposta espectral mensurada por imagens de satélite. Em uma segunda etapa utilizamos o parâmetro orbital, NDVI, para o mapeamento do IAP, que por sua vez, foi utilizado para mapear a fitomassa. Os desvios entre mensurações de IAP e estimativas a partir do NDVI, variaram de 0 a 84%, enquanto que os desvios entre Peso Seco Total de Fitomassa por ha obtidos pelo mapeamento e por equações dendrométricas, variaram de 5 a 104%, com grandes tendências de 166 e 448% para áreas de caatinga aberta, provocada pela contribuição do estrato herbáceo no NDVI. <![CDATA[<b>Estimating peach palm fruit surface area using allometric relationships</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400015&lng=en&nrm=iso&tlng=en Fruit surface area is an important trait in studies of developmental physiology, as well as in entomological and phytopathological research, where damage caused by insects and/or microorganisms needs to be quantified. Nonetheless, direct measurement of this trait is difficult, not very precise and destructive. This study establishes allometric relationships to estimate the surface area of peach palm (Bactris gasipaes Kunth, Palmae) fruits. Five fruits were harvested, at different maturation stages, from each of 18 plants. Image digitalization and edition methodology was adapted and compared with the traditional gravimetric method. Regression analysis and curve fitting were used to compare the two methods and establish allometric relationships among fruit surface area and fruit weight and size. The method based on image digitalization was twice as fast as the gravimetric method. Curve fitting for all pairs of independent and dependent variables was better with the image method. For most relationships, the best model was the exponential function (Y = ax b), although, due to its simplicity, the linear model is also adequated. The best allometric estimates of fruit surface area (Y) were obtained using the product of fruit length by maximum width (x) were: Y = 2.077 x 1.189 (R² = 94.8%); and Y = - 6.261 + 3.961 x (R² = 94.5%). Traits needed to establish this relationship are easily measured and non-destructive in nature. Validation of the allometric equations is essential when applied to other populations or landraces.<hr/>A área superficial do fruto é de importância fundamental em estudos relacionados à fisiologia do desenvolvimento, bem como em pesquisas entomológicas e fitopatológicas, onde o dano causado por insetos e/ou microorganismos precisa ser quantificado. No entanto, a medição direta dessa característica é difícil, além de não muito precisa e destrutiva. Neste estudo foram estabelecidas relações alométricas visando estimar a área superficial de frutos de pupunheira (Bactris gasipaes Kunth). Foram colhidos cinco frutos por planta, em diferentes estádios de maturação, de 18 plantas matrizes. A metodologia baseada em digitalização e edição de imagens foi adequada ao presente estudo e comparada com o método gravimétrico. Com base em análise de regressão e ajuste de curvas, os dois métodos foram comparados, determinando-se ainda relações alométricas entre área superficial e peso e dimensões do fruto. O método de digitalização de imagens mostrou-se duas vezes mais rápido que o gravimétrico, obtendo-se bom ajuste para todos os pares testados. Para a maioria das relações estabelecidas o modelo de melhor ajuste foi a potência da variável independente (Y = ax b). No entanto, pela simplicidade, recomenda-se também o modelo linear. Para a variável (x) obtida pela multiplicação do comprimento e largura máxima do fruto, as equações que permitiram estimar a área superficial (Y) foram: Y = 2,077 x 1,189 (R² = 94,8%); e Y = - 6,261 + 3,961 x (R² = 94,5%). As características necessárias para a estimativa são de fácil mensuração e apresentam caráter não destrutivo. Essas equações requerem validação quando usadas em outras populações ou raças. <![CDATA[<b>Calibration and test of the cropgro-dry bean</b> <b>model for edaphoclimatic conditions</b> <b>in the savanas of Central Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400016&lng=en&nrm=iso&tlng=en Simulation models are important tools for the analysis of cultivated systems to estimate the performance of crops in different environments. The CROPGRO- model (DSSAT) was calibrated and validated using Carioca bean (Phaseolus vulgaris L.) to estimate yield and the development of the crop, sown in three row spacings (0.4, 0.5, and 0.6 m) and two fertilization rates (300 and 500 kg ha-1 of 4-30-16 N-P-K), in Santo Antônio de Goiás, GO, Brazil. To calibrate the model a combination of the genetic coefficients that characterize the phenology and morphology of the dry bean crop was used to obtain the best possible fit between predicted and observed anthesis and physiological maturity dates, leaf area index (LAI), total dry matter (TDM), yield components, and grain yield for the 0.6 m row spacing. To test the model the experimental records of the 0.4 and 0.5 m row spacings were used. In both, calibration and test, the performance of the model was evaluated plotting observed and predicted values of LAI and TDM versus time, using the r², and the agreement index (d) as statistical criteria. In relation to yield and yield components the percent difference between the observed and predicted data was calculated. The model appeared to be adequate to simulate phenology, grain yield and yield components for the Carioca bean cultivar, related to different levels of fertilization and row spacing, either during calibration or the testing phase. During the test, the grain yield was overestimated by less than 15.4%, indicating a potential use for the calibrated model in assessing climatic risks in this region.<hr/>Modelos de simulação são importantes ferramentas na análise de sistemas cultivados para estimar a performance da cultura em diferentes ambientes. O modelo CROPGRO- foi calibrado e testado, utilizando-se o cultivar Carioca para estimar a produtividade e o desenvolvimento do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) sob três espaçamentos (0,4, 0,5 e 0,6 m) e duas doses de adubação (300 e 500 kg ha-1 de 4-30-16 de N-P-K), em Santo Antônio de Goiás, GO. A calibração consistiu na modificação dos coeficientes genéticos característicos da fenologia e morfologia do feijoeiro, visando obter os melhores ajustes possíveis entre os dados simulados e os observados a campo das datas de antese e maturação fisiológica, índice de área foliar (IAF), massa de matéria seca total (MMST), componentes de produção e produtividade de grãos para o espaçamento de 0,6 m. Para o teste do modelo foram utilizados os dados experimentais correspondentes aos espaçamentos de 0,4 e 0,5 m. Em ambos, calibração e teste, a aferição da performance do modelo foi efetuada plotando-se os valores observados e simulados do IAF e MMST ao longo do tempo (dias após semeadura), e utilizando-se o r² e o índice de concordância (d) como critério estatístico. Para produtividade de grãos e componentes de produção determinou-se a diferença percentual entre os valores observados e simulados. O modelo simulou satisfatoriamente a fenologia, a produtividade de grãos e os componentes de produção, para as diferentes doses de adubação e espaçamentos, tanto na fase de calibração como na de teste. Durante o teste, a produtividade de grãos foi superestimada, no máximo, em 15,4%, indicando o potencial do modelo calibrado em futura análise de riscos climáticos. <![CDATA[<B>Diallel crossing among maize populations for resistance to fall armyworm</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400017&lng=en&nrm=iso&tlng=en Among the insects infecting the maize (Zea mays L.) crop in Brazil, the fall armyworm (Spodoptera frugiperda Smith, 1797, Lepdoptera: Noctuidae) is considered one of the most important because it causes the highest damage to yield. Genetic resistance to the fall armyworm has be an effective control strategy. The main objective of this work was to evaluate new germplasm sources for resistance to the fall armyworm, the key pest for the maize crop in Brazil. A partial diallel design between 20 varieties of Brazilian germplasm and nine exotic and semi-exotic varieties of different origin was used. The 180 crosses and 29 parental varieties along with two commercial checks were evaluated in three locations in the State of São Paulo State (Brasil). Fall armyworm resistance (FAWR) under artificial and natural infestations, grain yield (GY), and plant height (PH) were analyzed. The populations CMS14C and MIRT, and hybrid São José x MIRT showed the highest resistance, with values of 1.8, 1.7 and 1.4, respectively. Populations PMI9401 and PR91B, and the hybrid CMS14C x (B97xITU) had best yields, with 4893, 3858 and 5677 kg ha-1, respectively. Heterosis ranged from -28% to 47% for FAWR and from -21% to 125% for GY, with mean values of -0,43% and 31%, respectively. Genotype by environment interaction was not significant for FAWR. The effects of varieties and heterosis were significant for all traits, showing that both additive and dominance effects may be important as sources of variation. For FAWR, only specific heterosis presented significance, suggesting strong genetic divergence between specific pairs of parental populations. Brasilian populations PMI9302 and São José, and the exotic population PR91B presented high performance per se, and also in croses for FAWR and GY. Crosses PMI9401 x (Cuba110 x EsalqPB1) and São José x MIRT presented high specific heterosis effects for both characters. These populations can be useful to be introgressed in maize breeding programs.<hr/>Dentre as pragas que infestam a cultura de milho (Zea mays L.) no Brasil, destaca-se a lagarta do cartucho (Spodoptera frugiperda Smith, 1797, Lepdoptera: Noctuidae), considerada como a praga chave por ser a que produz o maior dano. A utilização de cultivares resistentes constitui um método de controle eficiente. O principal objetivo deste trabalho foi a avaliação de novas fontes de germoplasma para resistência à lagarta do cartucho, praga chave da cultura de milho no Brasil. Foi utilizado um esquema dialélico parcial entre 20 populações representantes de germoplasma brasileiro e nove populações exóticas e semi-exóticas de diferentes origens. Os 180 híbridos e as 29 variedades genitoras, junto com duas testemunhas comerciais, foram avaliados em três locais no Estado de São Paulo (Brasil). Foram analizados os caracteres resistência à lagarta do cartucho (RLC), sob infestação artificial e natural, produtividade de grãos (PG) e altura de planta (AP). As populações CMS14C e MIRT, e o híbrido São José x MIRT apresentaram a maior resistência, com valores de 1,8 , 1,7 e 1,4, respectivamente. As populações PMI9401 e PR91B, e o híbrido CMS14C x (B97 x ITU) tiveram a maior produtividade, com 4893, 3858 e 5677 kg ha-1, respectivamente. Os valores de heterose foram de -28% a 47% para RLC e de -21% a 125% para PG, com valores médios de -0,43% e 31%, respectivamente. O caráter RLC não apresentou interação genótipo x ambiente significativa. Os efeitos de variedades e de heterose foram significativos para os três caracteres, indicando que tanto os efeitos aditivos quanto os de dominância podem ser importantes como fontes de variação. Para FAWR, somente a heterose específica foi significativa, sugerindo uma forte divergência genética entre pares específicos de populações parentais. As populações brasileiras PMI9302 e São José, e a população exótica PR91B apresentaram boa performance per se e em cruzamentos para resistência e produtividade. Os híbridos PMI9401 x (Cuba110 x ESALQ-PB1) e (São José x MIRT) apresentaram altos efeitos de heterose específica para ambos caracteres. Estes materiais podem ser promissores para sua incorporação em programas de melhoramento. <![CDATA[<B>Phenotypic</B> <B>recurrent selection to improve protein</B> <B>quality in non-opaque maize populations</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400018&lng=en&nrm=iso&tlng=en Maize (Zea mays L.) protein is considered to be of low quality due to low levels of the essential lysine and tryptophan amino acids. An alternative to solve this problem is to use the opaque-2 gene, which improves the level of these amino acids, but has negative pleiotropic effects on agronomic characters. A phenotypic recurrent selection scheme was carried out in two non-opaque maize populations to verify the possibility of improving their protein quality without using this gene. Four cycles were completed and a 20% selection intensity for tryptophan content in the kernels was used in two populations, IG-1 and IG-2. The original and the four-cycle populations were evaluated in three locations for agronomic traits. For protein and tryptophan content, a separated trial was carried out because plants of the plots were hand-pollinated. No increase in tryptophan content was observed in the IG-2 population, whereas IG-1 presented a small increase (0.70% per cycle). The ratio tryptophan/protein increased 1.26% per cycle in IG-1 and the protein content did not increase in both populations. The ESALQ-VD2-opaque check was superior in relation to both populations for protein quality, as expected, even after completion of four selection cycles. The kernel yield (2.5% per cycle) prolificacy, plant and ear heights, decreased with selection cycles, as a correlated response to selection. Phenotypic recurrent selection in non-opaque maize was not able to increase, at reasonable rates, the protein quality of maize kernels.<hr/>A proteína do milho (Zea mays L.) é considerada como de baixa qualidade, pois apresenta nível reduzido dos aminoácidos essenciais lisina e triptofano. Uma alternativa para contornar esse problema consiste na introdução do gene opaco-2, que eleva a quantidade desses aminoácidos, embora apresente efeitos pleiotrópicos negativos em caracteres agronômicos relacionados à produtividade. O objetivo deste trabalho foi verificar a viabilidade de melhorar a qualidade protéica do milho com uso de Seleção Recorrente Fenotípica (SRF), sem introdução do gene opaco. Foram realizados quatro ciclos de SRF em duas populações, IG-1 e IG-2, para o teor de triptofano nos grãos, com 20% de intensidade. Os quatro ciclos seletivos e as populações originais foram avaliados para caracteres agronômicos em três locais. Para avaliação da qualidade protéica, foi conduzido um experimento com controle da polinização, para se evitar o efeito de xênia. Houve pequeno aumento nos níveis de triptofano para IG-1 (cerca de 0,70% por ciclo) e ausência de alteração em IG-2. Ocorreu aumento na relação triptofano/proteína para IG-1 (1,26% por ciclo) e os teores de proteína não se alteraram para as duas populações. A qualidade protéica da testemunha ESALQ VD2-opaco foi superior a das populações mesmo após a realização dos quatro ciclos. Como resposta correlacionada à seleção, houve redução na produção de grãos (2,50% por ciclo), prolificidade, altura da planta e altura da espiga. O baixo ganho, associado às alterações desfavoráveis em caracteres agronômicos, indica que este método de seleção possivelmente não é eficiente para elevar a qualidade protéica. <![CDATA[<B>Use of AFLPS to distinguish landraces of pejibaye (<I>Bactris gasipaes</I>) in brazilian Amazonia</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400019&lng=en&nrm=iso&tlng=en Although the first inhabitants of western Amazonia domesticated pejibaye (Bactris gasipaes Kunth, Palmae) or peach palm for its fruits, today it is widely planted for its heart-of-palm. Like other domesticates, pejibaye presents a complex hierarchy of landraces developed before the conquest of the Americas. The existence of three landraces (Pará, Solimões, Putumayo) was proposed along the Amazonas and Solimões Rivers, Brazil, based on morphological characteristics. There are some questions remaining about the intermediate landrace being an artifact of the morphometric analysis. AFLPs were used to evaluate the relationships among samples of these putative landraces. DNA was extracted from 99 plants representing 13 populations maintained in the Pejibaye Germplasm Bank, Manaus, AM; six primer combinations generated 245 markers via PCR, which were scored in an ABI Prism 310 sequencer and analyzed with GeneScan Software; Jaccard similarities were estimated and a dendrogram was generated with UPGMA. Two groups of plants were observed in the dendrogram instead of three, and were similar at 0.795. Each group contained two subgroups, similar at 0.815. One group (n=41) contained 73% Pará landrace plants, with one subgroup (n=22) containing 91% Pará, and the other (n=19) containing 53% Pará. The other group (n=58) contained 53% Solimões and 40% Putumayo landrace plants, with one subgroup (n=21) containing 52% Solimões and 43% Putumayo, and the other (n=35) containing 57% Solimões and 37% Putumayo. The first group confirmed the Pará landrace. The second group suggested that the Solimões landrace does not exist, but that the Putumayo landrace extends along the Solimões River to Central Amazonia.<hr/>Os primeiros povos da Amazônia ocidental domesticaram a pupunha (Bactris gasipaes Kunth, Palmae) por seu fruto, embora hoje seja muito plantada por seu palmito. Como outros cultivos domesticados, a pupunha apresenta uma hierarquia complexa de raças primitivas criadas antes da conquista das Américas. A existência de três raças (Pará, Solimões, Putumayo) foi proposta ao longo dos rios Amazonas e Solimões, Brasil, com base em características morfológicas. Algumas dúvidas existem sobre a raça intermediária, pois podia ser um artefato da análise morfométrica. AFLPs foram usados para avaliar as relações entre amostras destas raças hipotéticas. DNA foi extraido de 99 plantas representando 13 populações mantidas no Banco de Germoplasma de Pupunha, Manaus, AM; seis combinações de 'primers' geraram 245 marcadores via PCR, que foram codificados num sequenciador ABI Prism 310 e analisados com o programa GeneScan; similaridades de Jaccard foram estimadas e um dendrograma foi criado com UPGMA. Dois grupos de plantas foram observados no dendrograma, em lugar de três, com similaridade de 0,795. Cada grupo continha dois subgrupos, similares a 0,815. Um grupo (n=41) continha 73% de plantas da raça Pará, com um subgrupo (n=22) contendo 91% Pará e o outro (n=19) contendo 53% Pará. O outro grupo (n=58) continha 53% de plantas da raça Solimões e 40% da Putumayo, com um subgrupo (n=21) contendo 52% Solimões e 43% Putumayo, e o outro (n=35) contendo 57% Solimões e 37% Putumayo. O primeiro grupo confirmou a raça Pará, mas o segundo grupo sugeriu que a raça Solimões não existe; em lugar desta raça, a raça Putumayo se extende ao longo do rio Solimões até a Amazônia Central. <![CDATA[<B>Power of "Quantitative Trait Loci" detection, single market analisys and of the multiple linear regression</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400020&lng=en&nrm=iso&tlng=en O mapeamento de locos envolvidos no controle gênico de caracteres quantitativos, QTL's, difere dos demais tipos de experimentos conduzidos em genética, por tratar-se, basicamente, de um procedimento de testes múltiplos. Um problema decorrente deste tipo de análise refere-se ao nível de significância conjunto e, consequentemente ao poder da mesma. Em vistas disto avaliou-se, via simulação computacional de dados, o poder de detecção de QTL's da análise de marcas simples, utilizando os critérios da razão de falsas descobertas (FDR) e de Bonferroni para determinação nível de significância conjunto alfa* e da regressão linear múltipla, empregando o procedimento "stepwise" para seleção das marcas. O procedimento baseado em regressão múltipla foi mais poderoso em identificar as marcas associadas a QTL's, do que os procedimentos baseados em testes individuais, utilizando tanto o critério FDR, quanto o de Bonferroni para o controle do nível de significância conjunto. Mesmo nos casos em que esse procedimento apresentou poder ligeiramente inferior aos demais, mostrou a grande vantagem de selecionar apenas as marcas mais fortemente ligadas a QTL's, devendo, portanto, ser preferido para seleção das marcas a serem utilizadas como covariáveis no processo de mapeamento por intervalo múltiplo. Dentre os critérios FDR e de Bonferroni, que são aplicáveis aos métodos de mapeamento por intervalo, o primeiro mostrou-se mais poderoso, devendo portanto ser preferido.<hr/>In general terms, Quantitative Trait Loci (QTL) mapping differs from other research tools used in genetics since it is, basically, a multiple test procedure. The use of this technique leads to problems related to the genomewise significance level and, consequently, to the power of the test. Using computational data simulation the power of QTL mapping was obtained, carried out through multiple linear regression using stepwise procedures to select markers. Procedures based on single marker analisys, using both the False Discover Rate (FDR) and the Bonferroni criteria to determinate the genomewise significance level were also used. The procedure based on multiple regression, using the stepwise technique, was the most powerful in identifying markers associated to QTL's. However, in cases where its power was less intense, its advantage was the ability to detect only markers strongly associated to QTL's. In comparison to the Bonferroni method, the FDR criterion was in general more powerful, and should be adopted for interval mapping procedures. <![CDATA[<B>A model to explain high values of pH</B> <B>in an alkali sodic soil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400021&lng=en&nrm=iso&tlng=en For alkali sodic soils (pH>8.5), the "hydrolysis of exchangeable sodium" has been used as a possible explanation for the alkalinity production and rise in pH of these soils. As an alternative to this hypothesis, a model was developed to simulate and to explain that the alkalinity production and rise in pH is possible in a soil that accumulates alkaline sodium salts and CaCO3. Several simulations were performed by using different combinations of CO2 partial pressures (P), presence or absence of MgCO3, along with experimental values of exchangeable sodium percentage (ESP) and ion concentrations in saturation extracts from an alkali sodic soil (named Pantanal). A hypothetical system with similar conditions to the Pantanal soil but with a Gapon selectivity coefficient (KG) of 0.01475 (mmol L-1)-1/2 was also considered. Good agreement was obtained between experimental and predicted values for pH and ion concentrations in the soil solution when the model (without MgCO3) was applied to the Pantanal soil. However, KG values calculated for the Pantanal soil were generally higher than 0.01475 (mmol L-1)-1/2. Moreover, high pH values and elevated ionic strength were obtained when a KG of 0.01475 (mmol L-1)-1/2 was used at high ESP (similar to those found in the Pantanal soil). KG values obtained for the Pantanal soil and the results obtained in the simulation of the hypothetical system are suggesting that a value higher than 0.01475 (mmol L-1)-1/2 should be used to adequately simulate the behavior of the Pantanal soil at low ionic strength and high ESP values.<hr/>Em solos alcalino sódicos (pH>8,5), a "hidrólise de sódio trocável" tem sido usada como uma possível explicação para a produção de álcali e elevação do pH nestes solos. Como uma alternativa a essa hipótese, um modelo foi desenvolvido para simular e explicar que a produção de álcali e elevação do pH é possível num solo que acumula sais alcalinos de sódio e CaCO3. Várias simulações foram feitas fazendo uso de diferentes combinações da pressão parcial de CO2 (P), presença ou ausência de MgCO3, com valores experimentais da porcentagem de sódio trocável (ESP) e concentrações de íons em extratos de saturação de um solo sódico alcalino (chamado Pantanal). Um sistema hipotético com condições similars ao solo Pantanal mas com um coeficiente de selectividade de Gapon (KG) de 0,01475 (mmol L-1)-1/2 foi, também, considerado. Boa concordância foi obtida entre os valores experimentais e os predezidos para o pH e concentração de íons na solução do solo quando o modelo (sem MgCO3) foi aplicado ao solo Pantanal. Porém, valores de KG calculados para o solo Pantanal estiveram muito acima de 0,01475 (mmol L-1)-1/2. Além disso, elevados valores de pH e da força iónica foram obtidos quando o KG de 0,01475 (mmol L-1)-1/2 foi usado a altos ESP. Valores de KG obtidos para o solo Pantanal e os resultados achados na simulação do sistema hipotético sugerem que um valor maior de 0,01475 (mmol L-1)-1/2 poderia ser empregado adequadamente para simular o comportamento do solo Pantanal a baixa força iônica e altos valores de ESP. <![CDATA[<B>Vegetative growth of grain sorghum in</B> <B>response to phosphorus nutrition</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400022&lng=en&nrm=iso&tlng=en Morphological variables such as phytomass, plant height, leaf area, number of leaves, have been used to express the influence of mineral nutrients on plant growth patterns, since the vegetative development responds, in general, favorably to fertilizer applications. This work evaluates the effect of P on both, some morphological characteristics and total [P] in the shoot of eight grain sorghum (Sorghum bicolor L. Moench) genotypes. Genetic materials were grown in nutrient solution under three concentrations of P (0; 0.5 and 1.0 mmol L-1). Plants were harvested 41 days after sowing, and leaf area per plant (LA), number of leaves (NL) per plant, root volume (RV), plant height (PH), root dry matter (RDM), shoot dry matter (SDM), total dry matter (TDM), RDM/SDM ratio, and total P concentration in shoot were determined. RDM/SDM was high for treatment P(0) and diminished about twice when P was added. Lack of applied P decreased the final NL and LA. Shoot [P] was positively correlated with solution [P], but the increase in P concentration in the nutrient solution from 0.5 to 1.0 mmol L-1 had a negative effect on growth. Both under deficiency and sufficiency conditions of P, Himeca-101 showed the best behavior in terms of RDM, SDM, TDM, RV, LA and NL. LA and PH were identified as the best indicators to predict dry matter yield of sorghum plants under P supply conditions.<hr/>Peso da matéria (fresca e/ou seca), altura de planta, área foliar e número de folhas por planta são variáveis usadas para estudar o efeito dos nutrientes minerais sobre o crescimento das plantas ou de alguns de seus órgãos. Assim, é indicado que o crescimento vegetativo responde favoravelmente a aplicações de P. Avaliou-se o efeito do P em oito genótipos de sorgo granífero (Sorghum bicolor L. Moench). Os materiais genéticos foram crescidos em solução nutritiva sob condições de casa de vegetação, com três concentrações de P (0, 0,5 e 1,0 mmol L-1). Plantas foram colhidas 41 dias após a semeadura e o número de folhas por planta (NL), área foliar por planta (LA), volume de raízes (RV), altura de planta (PH), matéria seca de raízes (RDM), matéria seca da parte aérea (SDM), matéria seca total (TDM), razão raiz/parte aérea (RDM/SDM) e o teor de P total na parte aérea foram usados para avaliar o crescimento vegetativo. RDM/SDM foi alta no tratamento deficiente em P e diminuiu perto de duas vezes nos tratamentos que receberam o nutriente. [P] na parte aérea foi positivamente correlacionada à [P] na solução nutritiva. Observou-se diminuição do crescimento quando os genotipos passaram de 0,5 a 1,0 mmol L-1. Sob condições de carência e suprimento de P, Himeca-101 mostrou o melhor comportamento em termos de RDM, SDM, TDM, RV, LA e NL. LA e PH foram os melhores indicadores para predizer o rendimento da matéria seca sob condições de suprimento de P. <![CDATA[<B>Nitrogen 15 abundance in protein fractions of beans fertilized with (<SUP>15</SUP>NH<SUB>4</SUB>)<SUB>2</SUB>SO<SUB>4</B></SUB>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400023&lng=en&nrm=iso&tlng=en Studies evaluating the protein nutritive value of beans labelled with 15N, ussing nitrogen balance and the quantitation of faecal and urinary endogenous nitrogen, determined by isotopic dilution, have been extensively used. The objective of this research was to verify if the isotopic labelling of raw, freeze dried beans (Phaseolus vulgaris L., cultivar Piratã 1) with 1.394 atoms%15N, resulted in the same abundance of the whole flour and of the protein fractions extracted from the beans with 0.5 mol L-1 NaCl. The isotopic abundance found in the whole bean flour, in the protein extract, in the globulin and albumin fractions were respectively: 1.394 ± 0.011; 1.403 ± 0.012; 1.399 ± 0.007 and 1.399 ± 0.028 atoms % of 15N, presenting no difference (P > 0.05). However, a difference was found (P < 0.05) between the above mentioned abundances and the isotopic abundance found in the nitrogen of the proteins in the extraction residue, which was 0.969 ± 0.084. Since the abundances did not differ, the protein nutritive indexes, such as digestibility and biological value, determined from the nitrogen balance and corrected for isotopic dilution, would not be affected by extracting the proteins from the beans with 0.5 mol L¹ NaCl. If working with the nitrogen balance of the residual proteins after extraction and even with the whole flours, these indexes could present incorrect values, since the isotopic labelling of the residual proteins was less than that of the protein fractions.<hr/>Estudos para determinação do valor nutritivo da proteína de feijões marcados com 15N, utilizando balanço de nitrogênio e quantificação de nitrogênio endógeno fecal e urinário, determinados por diluição isotópica, têm sido muito utilizados. O objetivo deste trabalho foi verificar se a abundância de 15N feijão cru e liofilizado (Phaseolus vulgaris L., cultivar Piratã 1), de 1,394 átomos % de 15N, era a mesma, na farinha integral do feijão, no extrato protéico e nas frações protéicas extraídas do feijão com NaCl 0,5 mol L-1. As abundâncias encontradas na farinha integral, extrato protéico e frações protéicas globulina e albumina foram, respectivamente: 1.394 ± 0.011; 1.403 ± 0.012; 1.399 ± 0.007 e 1.399 ± 0.028 átomos % de 15N, não apresentando diferença (P > 0,05). Entretanto, foi encontrada diferença (P < 0,05) entre as referidas abundâncias e aquela encontrada nas proteínas que permaneceram no resíduo da extração, que foi 0,969 ± 0,084 átomos de 15N. Uma vez que as marcações isotópicas não diferiram, pôde-se inferir que os índices de valor nutritivo de proteínas, como a digestibilidade ou valor biológico, determinados por balanço de nitrogênio e corrigidos por diluição isotópica, não serão afetados pela extração das proteínas do feijão com NaCl 0,5 mol L-1. No caso das proteínas residuais ou mesmo de farinhas integrais, estes índices podem apresentar valores incorretos, visto que a abundância de 15N das proteínas residuais foi menor. <![CDATA[<B>Phosphorus absorption by of corn hybrids grown in savana soils</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400024&lng=en&nrm=iso&tlng=en Nos últimos anos, a região do cerrado tem sido uma das principais áreas de expansão agrícola, porém seus solos apresentam grandes limitações à produção agrícola devido à sua elevada acidez e baixa fertilidade natural, principalmente quanto à disponibilidade de fósforo para as plantas. Este trabalho teve como objetivo comparar 30 híbridos de milho (Zea mays L.), recomendados para a região do cerrado, quando a eficiência na absorção do P pouco disponível em solos pobres neste nutriente, através da técnica da Diluição Isotópica de 32P. Foi utilizado um Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico sob duas condições de manejo, um cultivado a 20 anos e outro sob vegetação natural. Houve diferença na absorção de P entre os híbridos avaliados em ambos os solos, sendo que no solo natural o acúmulo de P e o desenvolvimento das plantas foi bastante reduzido devido à sua baixa fertilidade. Quanto à eficiência na utilização de P, houve diferença entre os híbridos, sendo que dos 30 híbridos avaliados, 7 foram classificados como eficientes, 16 como medianamente eficientes e 7 ineficientes, quando plantados no solo cultivado há 20 anos.<hr/>In the past years the savana region has been one of the main agricultural expansion areas, however their soils present high limitation for plant growth due their high acidity, low natural fertility, and low phosphorus availability. The objective of this work was to compare 30 of the main recommended maize (Zea mays L.) hybrids for the cerrado region in relation to their ability to absorb poorly-available soil phosphorus through the 32P isotopic dilution technique, using a Typic Dystrarox cultivated for 20 years and another under natural vegetation. Differences in absorption ability were observed among hybrids, seven classified as efficient, sixteen mildly efficient and seven inefficient, for the case of soil cultivated for 20 years. The plant growth and phosphorus concentration in the natural soil was lower due to its low fertility. <![CDATA[<B>More adequate probability distributions to represent the saturated soil hydraulic conductivity</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400025&lng=en&nrm=iso&tlng=en The saturated soil hydraulic conductivity (Ksat) is one of the most relevant variables in studies of water and solute movement in the soil. Its determination in the laboratory and in the field yields high dispersion results, which could be an indication that this variable has a no symmetrical distribution. Adjustment of the normal, lognormal, gamma and beta distributions were examined in order to search for a probability were density function that would more adequately describe the distribution of this variable. The experiment consisted in determining the saturated hydraulic conductivity, through the constant head permeameter method, in undisturbed samples of three soils of different textures from the central western region of the São Paulo State, Brazil, and submitting the results to the statistical tests for identification of the most adequate asymmetrical distribution to represent them. Ksat presented high variability, non normal distribution and lognormal, gamma and beta distributions fit. The lognormal probability density function was the most indicated to describe the variable, due to the verified greater agreement.<hr/>A condutividade hidráulica saturada do solo (Ksat) é uma das variáveis de maior relevância para estudos de movimento de água e solutos no solo. Sua determinação em laboratório e campo produz resultados com elevada dispersão, o que pode indicar que esta variável não possui distribuição simétrica. Com o objetivo de buscar uma função densidade de probabilidade que mais adequadamente descreva a distribuição desta variável verificou-se o ajuste das distribuições normal, lognormal, gama e beta. O experimento consistiu em determinar-se a condutividade hidráulica saturada, pelo método do permeâmetro de carga constante, em amostras indeformadas de três solos com diferentes texturas da região centro-oeste do estado de São Paulo, e submeter os resultados a testes estatísticos para identificação da distribuição assimétrica mais adequada para representá-los. A Ksat apresentou alta variabilidade, não normalidade na distribuição e um ajuste às distribuições lognormal, gama e beta. A função densidade de probabilidade lognormal foi a mais indicada para descrever os dados da variável, devido à maior concordância verificada. <![CDATA[<B>Soil bulk density, porosity and resistance to root penetration in an Oxisol managed by different</B> <B>soil tillage systems</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400026&lng=en&nrm=iso&tlng=en Os sistemas de preparo e manejo do solo determinam as condições físicas para o crescimento das plantas e produtividade das culturas. O objetivo deste estudo é o de avaliar algumas propriedades físicas de um Latossolo Vermelho distrófico, cultivado com mandioca, após dois anos de implantação em diferentes sistemas de preparo do solo. Os tratamentos utilizados foram: Plantio Direto (mobilização do solo somente ao longo das linhas de plantio); Preparo Mínimo (escarificação a 0,30 m, seguido de gradagem niveladora) e Preparo Convencional (aração, com arado de aiveca a uma profundidade de 0,25 m, seguido de gradagem niveladora). Avaliaram-se, nas camadas de 0-0,10 m e 0,10-0,20 m, as seguintes propriedades físicas do solo: densidade, volume de macroporos, microporos, a porosidade e a resistência do solo à penetração das raízes, a cada 0,05 m, até à profundidade de 0,40 m, em três diferentes épocas. Constataram-se maiores valores de densidade do solo e menores valores de macroporosidade na camada de 0-0,10 m no plantio direto e preparo mínimo do solo. Resultados similares foram obtidos na avaliação da resistência do solo à penetração, independente da época de avaliação e da umidade do solo. Os sistemas de preparo mínimo e preparo convencional do solo proporcionam condições físicas menos restritivas ao crescimento das plantas, quando comparado com o plantio direto. Avaliações de médio-longo prazo são necessárias face às mudanças dinâmicas na qualidade física do solo, impostas pelos sistemas de preparo e manejo do solo e da cultura.<hr/>Soil tillage and management affect soil physical conditions for plant growth and crop productivity. The objective of this research was to evaluate some soil physical properties of an Typic Haplorthox located in the Northwest region of the State of Paraná, Brazil, after two years of different tillage systems, with same crop. The tillage systems used were: No-tillage (cultivated only along the crop row - NT), Minimum Tillage (subsoiling to the 0.30 m depth, followed by leveling - MT) and Conventional Tillage (plowing with moldboard plow to the 0.25 m depth, followed by leveling - CT). The following soil physical properties were evaluated at the depths of 0-0.10 m and 0.10-0.20 m: soil bulk density (Bd), soil porosity, and the soil resistance to root penetration (SRP), which was evaluated at each 0.05 m up to 0.4m, during three different periods. The results suggest showed higher values of Bd and smaller values of macroporosity in the 0-0,10 m layer for NT and MT. Similar results were obtained for SRP, independently of the time of evaluation and soil water content. MT and CT may provide favorable soil physical conditions to the growth of the crop when compared to NT. Medium to long-term evaluations are necessary due to the dynamic changes in soil physical quality, result of the tillage system, soil and crop management. <![CDATA[<B>Long-life tomato cultivars growing under the</B> <B>hydroponic Nutrient Film Technique</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400027&lng=en&nrm=iso&tlng=en Farmers are interested in hydroponic tomato cultivation because of the high demand of high quality products by the consumers. Three trials here carried out under greenhouse conditions in Marília, SP, Brazil, using the hydroponic nutrient film technique, in order to evaluate yield and quality of long-life salad tomato (Lycopersicon esculentum) varieties, during 1998 and 1999. Four varieties (Carmen, Diva, Graziela, and Vita) were tested using a randomized block design, with six replications. The variety x crop season interaction effect was significant, meaning that varieties have distinct performances during the different cropping seasons. The Vita variety presented commercial valid yield, with mean fruit weights higher than the other varieties.<hr/>Devido à expansão da demanda por produtos nobres e de alta qualidade pelos consumidores mais exigentes e de maior poder aquisitivo, o cultivo de tomateiro em sistema hidropônico tem despertado interesse de alguns produtores. Com o objetivo de avaliar a produção e qualidade de cultivares de tomateiro (Lycopersicon esculentum) longa vida do grupo salada, em ambiente protegido, no sistema hidropônico "NFT", foram conduzidos três experimentos em Marília - SP, no período de 1998/1999. Foram utilizadas quatro cultivares (Carmen, Diva, Graziela e Vita), no delineamento experimental blocos ao acaso, com seis repetições. O efeito da interação entre cultivares e épocas de plantio foi marcante, indicando que as cultivares não demonstraram um comportamento concordante nos três experimentos. 'Vita' foi estatisticamente superior às demais cultivares nas características produtividade comerciável e peso médio de frutos. <![CDATA[<B>Selection methods for maize seedlings in</B> <B>greenhouse as related to aluminum tolerance</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400028&lng=en&nrm=iso&tlng=en Genetic improvement is a useful approach to increase aluminum tolerance in maize. This experiment was carried out to compare two screening techniques under greenhouse conditions and estimate the association between the results obtained for both bioassays with grain yield. Nutrient solution (NS) and pots with acid soil (AS) were utilized as screening methodologies to perform one cycle of divergent selection for aluminum tolerance in the tropical maize population SIKALQ. The four sub-populations obtained by both approaches were compared with the original and checks in a greenhouse and in multilocation field trials. Evaluation under the conditions of NS and AS showed that the populations with the best performances were those selected for aluminum tolerance under the same condition of evaluation. The variables measured in greenhouse showed good correlation and the most closely related were fresh root weight (FRW) and dry rot weight (DRW) (0.79). All of these variables showed low correlation with yield in non acid conditions (< 0.30). The correlation was more important (~ 0.50) as soil aluminum saturation increased. The best correlation was observed for visual scoring (VS) (0.68), FRW (0.47) and net root growth (NRG) (0.52).<hr/>O melhoramento genético tem se mostrado como estratégia eficiente para melhorar a tolerância ao alumínio em milho. O objetivo deste trabalho foi comparar dois metodos de seleção em casa de vegetação e estimar a associação entre os resultados obtidos em cada um desses ensaios com a produção de grãos no campo. Solução nutritiva (NS) e vasos com solo ácido (AS) foram utilizadas nas metodologias de seleção para realizar um ciclo de seleção divergente para tolerância ao alumínio na população de milho tropical SIKALQ. As quatro subpopulações obtidas foram comparadas com a original e as testemunhas em experimentos de casa de vegetação e de campo. A avaliação sob as condições de NS e AS mostraram que as populações com melhor comportamento foram aquelas selecionadas para tolerância ao alumínio nas mesmas condições da avaliação. As variáveis medidas na casa de vegetação apresentaram boa correlação e as mais fortemente relacionadas foram peso fresco da raiz (FRW) e peso seco da raiz (DRW) (0.79). Todas as variáveis apresentaram baixa correlação com a produção de grãos em solos sem acidez (<0.30). A correlação foi mais importante (~ 0.50) na medida que a saturação com alumínio do solo foi aumentando. Os melhores valores de correlação foram observados para avaliação visual (VS) (0.68), FRW (0.47) e crescimento líquido da raiz (NRG) (0.52). <![CDATA[<B>A rapid method for measuring soil water</B> <B>content in the field with a areometer</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400029&lng=en&nrm=iso&tlng=en The availability of a rapid method to evaluate the soil water content (U) can be an important tool to determine the moment to irrigate. The soil areometer consists of an elongated hydrostatic balance with a weighing pan, a graduated neck, a float and a pynometric flask. In this work an areometer was adapted to rapidly measure soil water content without the need of drying the soil. The expression U = (M A - M AD)/(M M -M A) was used to calculate the soil water content. In this equation M M is the mass to level the areometer with the pycnometric flask filled with water, M A the mass to level the areometer with a mass M M of soil in the pycnometer, the volume being completed with water, and similarly M AD the mass added to the pan to level the areometer with a mass M M of dried soil in the pycnometric flask. The convenience of this method is that the values M M and M AD are known. Consequently, the decision on irrigation can be made after a measurement that takes, about, ten minutes. The procedure involves only stirring the soil with water for at least 2 minutes to remove the adhered air. The soil water content data obtained with the areometric method were similar to those obtained weighing the soil before and after drying to constant weight, in an oven at 105º C.<hr/>Métodos rápidos de medir a umidade gravimétrica do solo, massa de água dividida pela massa seca do solo (U), podem ser importantes para determinar o momento da irrigação. Neste trabalho descreve-se um areômetro de solo para a medição rápida da umidade do solo, com um procedimento que elimina a necessidade da secagem. O areômetro descrito é uma balança alongada com um prato de pesagem, um pescoço graduado, um flutuador e um frasco picnométrico. A umidade foi calculada com a expressão U = (M A - M AD)/(M M - M A). Nesta expressão M M é massa para nivelar o areômetro com o frasco picnométrico cheio de água, M A a massa para nivelar o areômetro com o frasco picnométrico cheio de água após a adição da massa M M de solo, e M AD foi a massa necessária para nivelar o areômetro com água e uma quantidade M M do solo seco. Neste procedimento M M e M AD são conhecidos, assim, a decisão sobre o momento da irrigação é feita após uma medição de umidade em cerca de dez minutos. O método areométrico gerou resultados de umidade do solo similares ao método gravimétrico, no qual a massa de água e a massa de solo seco são obtidas com o emprego de secagem em estufa a 105º C até peso constante. <![CDATA[<b>Degradation of caffeine by microorganisms and</b> <b>potential use of decaffeinated coffee</b> <b>husk and pulp in animal feeding</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-90162002000400030&lng=en&nrm=iso&tlng=en Coffee husk and coffee pulp are coffee processing by-products. Coffee husk is obtained when harvested coffee is processed by the dry method, and coffee pulp is produced by the wet method. In Brazil, coffee is usually processed by the dry method, therefore an expressive amount of husk is obtained every year. Some of the husk is used as organic fertilizer but, other applications are very limited, mainly because it is a bulky product. The presence of tannins and caffeine diminish acceptability and palatability of husk by animals. This review discuss degradation of caffeine by microorganisms, with special attention to bacterial, biological decaffeination of coffee husk and pulp and its subsequent use on animal feeding. The known biochemical routes of caffeine degradation by microorganisms are initially discussed; problems concerning physiological effects in animals, focusing on the limitations imposed by caffeine as an antiphysiological component are raised; the use of microorganisms to decaffeinate coffee husk and pulp is discussed. The discussions offer a view on decreasing caffeine content of coffee husk and pulp, which would allow the use of larger amounts of these products in animal feeding, partially replacing traditional components such as cereal grains.<hr/>A palha e a polpa de café são subprodutos obtidos durante o processamento do café, após a colheita. A primeira é produzida quando o café é processado pela via seca, enquanto que a outra, pela via úmida. Como no Brasil predomina a produção de café pela primeira via, o volume de palha é enorme. Além do seu uso como adubo orgânico, pouco tem sido a utilização da palha para outras finalidades, devido principalmente ao volume que ela ocupa. Particularmente à sua utilização na formulação de rações para animais, a presença de taninos e cafeína diminuem sua aceitação e palatabilidade. Nesta revisão discute-se a degradação de cafeína por microrganismos, particularmente bactérias, com vistas na sua utilização para descafeinar a palha e polpa de café para uso na alimentação animal. Inicialmente comenta-se sobre as rotas bioquímicas da degradação de cafeína por microrganismos. Na segunda parte da revisão são levantados os problemas referentes aos efeitos fisiológicos da cafeína em animais, limitando seu uso na composição de rações. A terceira parte da revisão aborda a questão da possibilidade do uso de microrganismos para diminuir o teor do alcalóide na palha e polpa de café, aumentando a aceitação pelos animais, logo, permitindo sua maior adição em rações em substituição aos cereais.