Scielo RSS <![CDATA[Economia e Sociedade]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0104-061820170001&lang=en vol. 26 num. 1 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[The American financial crisis and non-conventional monetary policies]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182017000100001&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O artigo tem por objetivo analisar o amplo conjunto de políticas monetárias não-convencionais adotadas nos EUA a partir da crise financeira de 2007-2008, focalizando aspectos conceituais, detalhamento dos programas adotados pelo FED e sua efetividade. Sustenta-se que a utilização de políticas de crédito e quase débito tiveram efeitos significativos sobre as condições financeiras e um conjunto de variáveis macroeconômicas nos EUA, como produto e emprego. Tal resultado levanta questionamentos sobre a efetividade da política monetária convencional e da orientação para frente da política monetária, que eram elementos centrais à visão do Novo Consenso Macroeconômico que antecedeu a crise financeira 2007-2008.<hr/>Abstract The paper aims to analyze the wide range of unconventional monetary policies adopted in the U.S. since the 2007-2008 financial crises, focusing on conceptual aspects, the implementation of different programs and measures adopted by FED, and their effectiveness. It is argued that the use of credit and quasi-debt policies had significant effects on the financial conditions and on a set of macroeconomic variables in the US, such as output and employment. This result raises questions about the effectiveness of conventional monetary policy and the forward guidance, both of which were key elements in the New Macroeconomics Consensus view that preceded the 2007-2008 financial crisis. <![CDATA[Institutions and trade policy in the United States: international politics, domestic demands and institutional design]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182017000100045&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O artigo aborda a institucionalização da política comercial dos Estados Unidos a partir de uma perspectiva histórica, dando ênfase especial aos desenvolvimentos que ocorreram a partir de meados da década de 40 até os anos 80. Para realizarmos esta tarefa, construímos uma narrativa que leva em conta os desenvolvimentos do sistema internacional e da política doméstica norte-americana. Buscamos entender como essas duas estruturas levaram a mudanças no processo de formulação de política comercial, bem como a influência dessas mudanças na política comercial em si, que se tornou menos internacionalista e mais focada na noção de fair trade.<hr/>Abstract The article addresses the institutionalization of the United State’s trade policy from a historical perspective, with particular emphasis on developments that have occurred since the mid-40s until the 1980s. To accomplish this task, we build a narrative that takes into account developments in the international system and American domestic politics. We seek to understand how these two structures have led to changes in the trade policy formulation process as well as the influence of these changes on trade policy itself, which became less internationalist and more focused on the notion of fair trade. <![CDATA[The controversy about labour supply and monetary wages in General Theory: new ways?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182017000100079&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O artigo tem como objetivo central defender a ideia de que a plena aceitação do princípio da demanda efetiva é dificultada pelos parcos desenvolvimentos de uma função oferta de trabalho capaz de gerar resultados tipicamente keynesianos, ainda quando alicerçada em microfundamentos comportamentais de otimização. Identifica ainda no modelo de Hoover (1995) o melhor caminho disponível para fazer avançar uma agenda de pesquisas neste campo, de forma perfeitamente compatível com a interpretação heterodoxa da estrutura teórica da Teoria Geral.<hr/>Abstract The paper argues that the full acceptance of the principle of effective demand is hampered by the meager developments of a labour supply function. This function is able to generate typical Keynesian results, even when grounded in behavioral micro-optimization. It also identifies the Hoover (1995) model as the best available way to develop a research agenda in this field. This model is perfectly compatible with a heterodox interpretation of the General Theory theoretical framework. <![CDATA[The human nature of individual behavior in the early days of economic thought: a comparison of Hume, Smith and Bentham]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182017000100111&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Busca-se compreender como a relação entre indivíduo e contexto social-histórico fazia-se presente nas teorias e especulações filosóficas de Hume, Smith e Bentham - enfocando o papel concedido à natureza individual, suas supostas tendências ou predisposições inatas, sejam elas racionais ou passionais. Principalmente em Hume e Smith, observa-se que a capacidade natural de nos importarmos com o outro, sympathy, não diz muito em si mesma, mas ganha concretude com o hábito. Já em Bentham, a sympathy, que faz o indivíduo sair de si e se reconhecer no outro, dará lugar ao indivíduo isolado, o que impossibilita a superação de uma “natureza natural” por uma natureza histórico-social do homem.<hr/>Abstract The objective of this study is to understand how the relationship between individual and social-historical context was present in the theories and philosophical speculations of Hume, Smith and Bentham - focusing on the role of the individual nature, and its supposed innate tendencies or predispositions, whether rational or passional. Hume and Smith, in particular, observe that the natural capacity to care for the other, sympathy, does not say much in itself, but becomes more concrete as the act becomes a habit. Although in Bentham, sympathy, which enables the individual to see himself in the other, will lead to the isolated individual, what makes it impossible to overcome a “natural nature” by the historical and social nature of man. <![CDATA[Why is the price elasticity of imports low in Brazil? Evidence from disaggregated imports]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182017000100141&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Estudos recentes indicam que a elasticidade-preço das importações brasileiras é baixa. Este trabalho procura racionalizar o referido resultado revisitando as estimativas das importações do país desagregadas por “categoria de uso”. Os resultados reportados sugerem que a baixa elasticidade-preço das importações agregadas reflete fundamentalmente a baixa elasticidade-preço das importações de combustíveis, bens intermediários e de alguns tipos de serviços - notadamente, transporte, aluguel de equipamentos e pagamentos de royalties - produtos que, somados, respondem por pouco menos de dois terços do total importado. Isso ocorre porque vários desses produtos têm pouca ou nenhuma possibilidade de substituição por similares nacionais, devido principalmente a deficiências estruturais na oferta nacional.<hr/>Abstract Recent studies have pointed out to a low price elasticity of Brazilian imports. In this study we provide a rationale for this result by revisiting the behavior of imports disaggregated in seven different categories. According to the results reported in this paper, the low price elasticity of total imports reflects the low price elasticities of intermediate goods, oil and fuel, and services such as transportation, royalties, and rents paid on machinery and equipment - products which together amount to about two thirds of aggregate Brazilian imports. We find that several of these imports have low or null possibility of substitution for domestic products, due to structural deficiencies in Brazilian productive capacity. <![CDATA[Polarization measures of income distribution in Brazil and their evolution from 1995 to 2013]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182017000100165&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo As principais medidas de polarização em uso são criticamente avaliadas. Posteriormente, medidas de polarização baseadas no índice de Gini ou no índice T de Theil, considerando a divisão da distribuição da renda em dois ou três estratos, são aplicadas à distribuição da renda domiciliar per capita no Brasil, no período de 1995 a 2013. Constata-se clara tendência de redução da polarização, acompanhando a redução da desigualdade. Uma análise de dados regionais mostra o comportamento divergente da polarização da distribuição da renda no Distrito Federal. Finalmente, procura-se explicar os erros de trabalhos com resultados contrários.<hr/>Abstract In this study the main measures of polarization in use are critically evaluated. Following this, polarization measures based on the Gini index or on Theil´s T inequality index, considering the division of the income distribution in two or three strata, are applied to data on per capita household income in Brazil, from 1995 to 2013. A clear tendency of decreasing income polarization is observed, similar to the reduction in inequality. Analyzing regional data, it is observed that the trend in income polarization is considerably different in the Federal District. Finally, explanations of the mistakes of papers with opposite results are presented. <![CDATA[State and new investment financing arrangements: alternatives for Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182017000100189&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo A lógica do pensamento keynesiano mostra como a incerteza envolvida na imobilização de capital restringe a dinâmica da economia e a necessidade de promoção de instituições que reduzam as condições de risco. A economia brasileira tem se defrontado, há décadas, com baixo dinamismo, culminando na pior recessão de sua história. Uma das razões para essa tendência pode estar na forma de inserção estatal no investimento nacional, que não se furtou a criar instituições voltadas para mobilização de capitais e para fomento ao crescimento. Mas a montagem de um novo padrão de financiamento é decisiva para tornar mais efetiva a presença ativa do Estado no desenvolvimento. Este trabalho defende uma nova lógica institucional, tendo concessões e PPP por instrumentos, para melhorar a qualidade daquela intervenção estatal.<hr/>Abstract The logic of Keynesian thinking shows how the uncertainty involved in the immobilization of capital restricts the dynamics of the economy and the need to promote institutions that reduce risk conditions. For decades, the Brazilian economy has been facing low dynamism, culminating in the worst recession in its history. One reason for this trend could be in the form of state integration into domestic investment, which did not fail to build institutions aimed at raising capital and promoting growth. The assembly of a new pattern of funding, however, is crucial to making the state's active presence in development more effective. This paper advocates a new institutional and financial logic, with concessions and PPP instruments to improve the quality of such state intervention. <![CDATA[An analysis of the effect of public education expenditure on criminality in Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182017000100215&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O objetivo do estudo é analisar se o gasto público em educação pode contribuir para reduzir a taxa de homicídios e se é necessário um período para que esse resultado seja observado. Para isso, foram utilizados dados socioeconômicos dos estados brasileiros e um modelo de painel dinâmico (GMM-SYS) com uma defasagem para os gastos com educação por habitante, além da relação contemporânea. Os resultados indicaram uma elasticidade negativa de aproximadamente 0,1 na primeira defasagem, ou seja, se os gastos com educação aumentarem 10%, a taxa de homicídios diminuiria 1% no período seguinte, evidenciando que investir em educação pode ser uma forma de política pública de longo prazo para reduzir a criminalidade.<hr/>Abstract This study aims to analyze whether public spending on education can contribute to reducing the homicide rate and whether it is necessary to observe this result over a period of time. In this sense, socioeconomic data from the Brazilian states and a dynamic panel model (GMM-SYS) were used to highlight the difference in education expenditures per capita, in addition to the contemporary relationship. The results indicated a negative elasticity of approximately 0.1 in the first lag, that is, if education spending increased by 10%, the homicide rate would decrease by 1% in the following period, highlighting that investment in education could be a form of long-term public policy to reduce crime. <![CDATA[The conception of a country: Serzedello Correa’s nationalist thinking]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182017000100243&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Os primórdios do nacionalismo brasileiro remontam ao século XVII, cuja influência em distintos movimentos políticos no Brasil colonial fez-se notória. A envergadura alcançada pelo nacionalismo após a Independência merece análise pormenorizada, contudo, não apenas por seus desdobramentos políticos, como a proclamação da República, mas devido, principalmente, à formação posterior de uma estratégia político-econômica eminentemente brasileira, o nacional-desenvolvimentismo. Neste contexto, figuras como a do general Serzedello Correa em muito contribuíram para a formação e a formatação de um pensamento econômico original na periferia do sistema capitalista.<hr/>Abstract The origins of Brazilian nationalism, whose influence on different political movements in colonial Brazil became notorious, dates back to the seventeenth century. The scale achieved by nationalism after independence deserves detailed analysis, however, not only because of political developments, such as the proclamation of the Republic, but mainly due to the subsequent formation of an eminently Brazilian political-economic strategy, national-developmentalism. In this context, figures such as general Serzedello Correa contributed greatly to the formation and formatting of an original economic thought in the periphery of the capitalist system.