Scielo RSS <![CDATA[Economia e Sociedade]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0104-061820140001&lang=es vol. 23 num. 1 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Juan Alberdi</b>: <b>the economic thought of a Latin American classic liberal in the nineteenth century</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182014000100001&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo tem como objetivo destacar algumas das principais ideias do economista e pensador argentino do século XIX, Juan Bautista Alberdi. Tal interpretação se baseia em duas das suas principais obras: Bases y Puntos de Partida para La Organización Política de La República Argentina, escrito originalmente em 1852, e sua obra póstuma, Estudios Económicos, publicada originalmente em 1886. Juan Bautista Alberdi foi jurista, escritor, jornalista e economista, sempre preocupado com a construção da nacionalidade de uma região que seria a atual Argentina em um dos momentos iniciais da expansão do capitalismo cujo centro de interesse era a Inglaterra. Procurou entender seu país a partir de uma perspectiva liberal, porém considerando as estruturas locais. Defendeu, no processo, a inclusão social e regional, uma melhor divisão de poder e um federalismo fiscal mais justo para a região. Foi muito além da defesa da simples divisão internacional do trabalho. Se, no início da sua vida intelectual, colocava-se como um pensador otimista, com o decorrer dos acontecimentos, particularmente durante a segunda metade do século XIX, olhou com desconfiança e pessimismo para o processo de construção do liberalismo argentino conduzido pela cidade de Buenos Aires.<hr/>This article aims to highlight some of the major economic ideas of the nineteenth century's Argentinian economist and thinker Juan Bautista Alberdi. This interpretation is based on two of his major works: Bases y Puntos de Partida para La Organización Política de La República Argentina, originally written in 1852, and his posthumous Estudios Económicos, originally published in 1886. Juan Bautista Alberdi was a lawyer, writer, journalist and economist always concerned with the construction of the nationality of the region that would become Argentina in those early stages of capitalism's expansion that had England as its center of interest. Alberdi tried to understand his country from a liberal perspective, but with the local structures in mind. He defended, in the process, social and regional inclusion, a better power-sharing and a more equitable fiscal federalism for the region. He went far beyond the simple defense of international division of labor. If, at the beginning of his intellectual life, he presented himself as an optimistic thinker, with the course of events, particularly during the second half of the nineteenth century, he looked with distrust and pessimism at the liberalism's construction led by Buenos Aires. <![CDATA[<b>Firms and their interaction environment: the limitations of the Transaction Cost Theory and the reach of the Evolutionary Institutionalist Theory</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182014000100002&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo analisa o significado e a importância das empresas para o desempenho das economias sob a perspectiva de duas vertentes teóricas que apresentam diferentes concepções, ainda que parcialmente complementares: a Nova Economia Institucional (NEI) eo Institucionalismo Evolucionário. Tais diferenças abrangem a compreensão do significado de "instituição" e a forma como se dão as relações dos indivíduos com as instituições e dessas entre si. Considerando a empresa como instituição e unidade de análise, a Teoria Institucionalista Evolucionária incorpora os conceitos de governança e de custos de transação à sua perspectiva analítica com ênfase em seus aspectos dinâmicos. Explicita-se, assim, o papel das empresas no desenvolvimento econômico em sua dupla condição: instituições e agentes de inovação.<hr/>This article analyzes the meaning and importance of firms to the performance of economies from the perspective of two representative theoretical issues, which constitute different views, though partially complementary: the New Institutional Economics (NIE) and the Evolutionary Institutionalist Theory. Such differences include the understanding of the meaning of 'institution' and the form of relations between individuals and institutions and those between them. Considering the firm as an institution and the unit of analysis, the Evolutionary Institutionalist Theory incorporates the concepts of governance and transaction costs to their analytic perspective, emphasizing its dynamic aspects. The role of firms in economic development becomes explicit with its double condition: institutions and innovation actors. <![CDATA[<b>Pattern of capital flows: theory, evidence and puzzle</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182014000100003&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este trabalho desenvolve uma análise teórica e empírica sobre o padrão de longo prazo dos fluxos de capitais. Com uma amostra de 105 países e dados para o período 1980-2004, a metodologia econométrica abrange modelos para cross-section e para dados em painel. Os resultados apresentados sugerem: i) incoerência entre as previsões do modelo neoclássico e o padrão observado dos fluxos de capitais, o que caracteriza o puzzle ; ii) no âmbito da abordagem convencional, as explicações para o puzzle são diferenças de fundamentos entre países e imperfeições no mercado financeiro; iii) não há evidências de que diferenças entre os países relativas ao ambiente institucional, estoque de capital humano, integração financeira, política macroeconòmica e desenvolvimento financeiro expliquem o puzzle. Considerando os resultados apresentados, esboça-se uma explicação alternativa de inspiração heterodoxa para o padrão dos fluxos de capitais.<hr/>This paper develops a theoretical and empirical analysis on the pattern of long-term capital flows. With a sample of 105 countries and data for the period 1980-2004, the econometric methodology includes models for cross-sectional and panel data. The results presented suggest: i) inconsistency between the predictions of the neoclassical model and the observed pattern of capital flows, which characterizes the puzzle; ii) under the conventional approach, the explanations for the puzzle are differences in fundamentals between countries and imperfections in financial markets; iii) there is no evidence that differences between countries regarding the institutional environment, human capital stock, financial integration, macroeconomic policy and financial development explain the puzzle. Considering the results presented, it outlines an alternative explanation of heterodox inspiration for the pattern of capital flows. <![CDATA[<b>Exports promoting policies and multiples exchange rates in Brazil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182014000100004&lng=es&nrm=iso&tlng=es O objetivo deste artigo é apresentar uma metodologia de cálculo do impacto das políticas de promoção das exportações sobre as taxas de câmbio reais setoriais no Brasil. Há, no País, instrumentos de promoção das exportações que ensejam ganhos fiscais e financeiros aos exportadores. Tais instrumentos podem ser compreendidos como mecanismos de alteração da taxa de câmbio real com a qual o exportador opera efetivamente. Para medir essa alteração, são calculadas taxas de câmbio por setor CNAE (Classificação Nacional de Atividades Economicas) a dois dígitos para o período em que há dados disponíveis, ou seja, 2004-2008. Os resultados obtidos mostram que os ganhos potenciais são heterogêneos quando se consideram os diferentes setores da economia e os diferentes mecanismos de apoio às exportações brasileiras. Este trabalho contribui para a literatura através do cálculo de indicadores inéditos, além de abrir o debate acerca de instrumentos modernos de apoio ao setor exportador da economia brasileira.<hr/>This paper presents a methodology to estimate the impact of selected export promoting policies on the real exchange rate in Brazil. Currently, there are a number of policy instruments that generate fiscal and financial benefits to Brazilian exporters. These instruments can be viewed as mechanisms to alter the real exchange rate with which exporters effectively operate. To measure this change, real exchange rates are calculated for two-digit sector CNAE (Economic Activities National Classification) codes from 2004 to 2008. The results show that potential gains are heterogeneous across distinct policy instruments for exports promotion as well as across sectors. The article contributes to the specific literature, by calculating unprecedented indicators and opening a debate on the importance of modern policy tools to foster exports in Brazil. <![CDATA[<b>Inflation targeting, growth and macroeconomic stability: an analysis based on a post-Keynesian macrodynamic model</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182014000100005&lng=es&nrm=iso&tlng=es O presente artigo tem por objetivo analisar os efeitos da adoção de um regime de metas de inflação, no qual o Banco Central estabelece a taxa de juros de curto prazo da economia como uma reação a desvios da inflação em relação à sua meta e do produto em relação ao seu potencial, sobre o crescimento econômico de longo prazo de uma determinada economia. Para esse fim, constrói-se um modelo de crescimento pós-keynesiano não linear, que possibilita a existência de mais de um ponto de equilíbrio no curto prazo. Chega-se à conclusão que a manutenção de uma trajetória de crescimento equilibrado no curto prazo após a introdução de choques exógenos depende, em larga medida, da condução da política fiscal. No longo prazo, obtemos três configurações possíveis de equilíbrio, duas das quais são inerentemente instáveis. A estabilidade da posição de equilíbrio de longo prazo na terceira configuração dependerá da forma como o Banco Central reage a desvios da inflação e do produto. Em particular, mostra-se que um comportamento mais cauteloso por parte do Banco Central, no sentido de elevar a taxa de juros de curto prazo apenas em momentos realmente necessários, pode ajudar essa economia a trilhar uma trajetória de crescimento balanceada de longo prazo.<hr/>The aim of this paper is to analyze the effects on economic growth of adopting an inflation targeting regime, in which central banks set the short-term interest rate as a response to deviations of inflation from its target, and of output from its potential. In order to do this, a non-linear post-Keynesian growth model which allows the existence of more than one short-term equilibrium point, is created. It is concluded that maintaining a balanced short-term growth path after exogenous shocks depends largely on fiscal policy. In addition, there are three possible long-term equilibrium configurations, two of which are inherently unstable. Long-term equilibrium stability of the third configuration depends on how central banks respond to deviations in inflation and output. More precisely, we show that more cautious behavior from the Central Bank by only increasing short term interest rates when absolutely necessary could help the economy achieve a balanced growth-path in the long-run. <![CDATA[<b>Competition in the Brazilian pharmaceutical market after a decade of generic drugs: an analysis of competition in a regulated market</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182014000100006&lng=es&nrm=iso&tlng=es O objetivo deste estudo é avaliar a eficácia da regulação da Anvisasobre as condições de concorrência no segmentode medicamentos éticos do setor farmacêuticonegociados em farmácias e drogarias na última décadaDois fatos importantes norteiam o período: a regulamentação dos medicamentos genéricos de 1999 e a regulação porcontrole de preço-tetoocorrida, com mais rigor, a partir de 2003, com a criação da nova Câmara Regulatória de Medicamentos (CMED). Busca-se discutir asprincipais implicações para aconcorrência no segmento, especificamente sobre rivalidade e, em especial, sobre a condição de entrada a partir de informações do setor. A discussão é feita considerando, em paralelo, o ambiente norte-americano de regulação, e seu processo produtivo, que, diferentemente do Brasil, realiza pesquisas e desenvolve medicamentos pioneiros em larga escala. Os resultadosapontam para um aumento da concorrência no setor para o caso de medicamentos com patentes expiradas.<hr/>The aim of this study is toevaluate the regulatory action by the Brazilian government on the segment of ethical drugs in the private pharmaceutical industry in the last decade. Two important facts guide the period: the generic Drug Law and the regulation of controlling price cap, enforced after 1999, together with the creation of the new Medicines Regulatory Board (CMED) after 2003. The article discusses the main implications of regulation from the point of view of competition, in particular on condition of entry. The discussion considers, in parallel, North American regulatory environment and its production process which, unlike Brazil, doresearches and develop pioneer drugs. The analysis points out to the increasing of competition in the sectorof drugs with expired patents. <![CDATA[<b>Economic cycles and poverty composition in Brazil: an analysis of recent decades</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182014000100007&lng=es&nrm=iso&tlng=es O presente trabalho busca estudar e analisar o impacto dos ciclos macroeconômicos sobre a composição da pobreza na economia brasileira contemporânea (1987-2005). Mais especificamente, procura-se obter respostas para três questões: primeiro, quais são os grupos demográficos que mais sofrem as fases recessivas dos ciclos; segundo, se o crescimento econômico é suficiente para beneficiar todos os grupos mais associados à pobreza; terceiro, quais políticas macroeconômicas estão mais associadas à pobreza e a sua amenização. O trabalho utilizou uma interação de microdados da PNAD com dados macroeconômicos de fontes como o IPEA-DATA, o Banco Central do Brasil e a Secretaria do Tesouro Nacional. Utilizando regressões logísticas com bancos de dados empilhados, o trabalho encontrou dois resultados principais. Primeiro, as recessões, ou mesmo as desacelerações econômicas, são mais sofridas pelos grupos de menor escolaridade. Segundo, a política fiscal afeta mais intensamente a pobreza: por um lado, o superávit primário está associado a menores níveis de bem-estar da população; por outro lado, o gasto social da União pode ser utilizado para amenizar a pobreza durante as fases críticas dos ciclos.<hr/>This aim of this study is to analyze the impact of macroeconomic cycles on poverty and its composition in Brazil from 1987 to 2005. Specifically, it intends to find answers to three questions: first, which demographic groups are most harmed in the recessive cycles; second, is economic growth enough to benefit all groups most associated with poverty; third, which macroeconomic policies are most associated with poverty and its alleviation. The study uses the PNAD household survey together with macroeconomic data from sources such as IPEA-DATA, The Central Bank of Brazil and The National Treasury Secretary. Using logistical regressions with pooled micro-data banks, the study found two principle results. First, economic decelerations are more harmful to people with less schooling. Second, fiscal policy significantly affects poverty: the primary surplus is associated with lower levels of well-being of the population. On the other hand, however, the federal social expenditure can be used to alleviate poverty during the critical stages of the cycles. <![CDATA[<b>Space, cities, and territorial scales: new implications for regional development policies</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182014000100008&lng=es&nrm=iso&tlng=es O papel do espaço no processo de desenvolvimento socioeconômico constitui um objeto de estudo bastante complexo. Os teóricos da Escola Francesa de Sociologia Urbana elaboraram uma série de estudos nesta área com o intuito de esclarecer as relações entre a forma espacial e os processos sociais. O objetivo do artigo é destacar os principais argumentos desta Escola de Pensamento, o papel desempenhado pelas cidades neste processo e as principais recomendações de políticas de desenvolvimento que surgem a partir de então. A análise sugere que as escalas territoriais tornam-se fundamentais para a dinâmica das economias nacionais, o que lhes concede papel de destaque como objeto de política: medidas intervencionistas devem ser combinadas nas diversas escalas territoriais, considerando a localidade como parte do todo. É preciso repensar a espacialidade, o que contribuirá para o desenvolvimento socioeconômico integrado.<hr/>The role of space in the socioeconomic development process is a complex area of study. Theorists of the French School of Urban Sociology developed a number of studies in this area in order to clarify the interactions between the spatial forms and the social processes. The aim of this paper is to highlight the main arguments of these theories, the importance of cities in this process, and recommend development policies which arise thereafter. The analysis suggests that territorial scales become central to the dynamics of national economies. Because of this, they are important as policy objects: interventionist measures should be combined in different territorial scales. This will contribute to an integrated socioeconomic process. <![CDATA[<b>The working mechanisms of the "gold standard": a critical view</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182014000100009&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo examina os mecanismos de funcionamento do padrão-ouro, apontando as inconsistências da visão tradicional, baseada no mecanismo de fluxos de ouro/ajuste de preços de Hume, que ignora a chamada lei de refluxo de Adam Smith e as propriedades inerentes a um regime de moeda-mercadoria. Evitando o caráter apriorístico e excessivamente estilizado da maioria das análises, busca elucidar os mecanismos de ajustamento tendo como base a história econômica, o que torna o assunto mais compreensível, assim como mais concreto e menos desconectado da realidade efetiva, cuja explicação tem apresentado várias dificuldades para a ortodoxia, conforme reconhecido por inúmeros autores.<hr/>This article analyses the workings of the gold standard. It points out the inconsistencies of the traditional view, based on Hume's price-specie flow mechanism, which ignores Adam Smith's "law of reflux" and the properties of a commodity money regime. Avoiding the aprioristic and excessively stylized character of the majority of analyses, the study discusses the adjustment mechanisms based on real economic history. This makes the issue easier to understand, as well as more concrete and less disconnected from effective reality, which, as recognized by many authors, is very difficult to explain from an orthodox perspective. <![CDATA[<b>A economia brasileira revisitada</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182014000100010&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo examina os mecanismos de funcionamento do padrão-ouro, apontando as inconsistências da visão tradicional, baseada no mecanismo de fluxos de ouro/ajuste de preços de Hume, que ignora a chamada lei de refluxo de Adam Smith e as propriedades inerentes a um regime de moeda-mercadoria. Evitando o caráter apriorístico e excessivamente estilizado da maioria das análises, busca elucidar os mecanismos de ajustamento tendo como base a história econômica, o que torna o assunto mais compreensível, assim como mais concreto e menos desconectado da realidade efetiva, cuja explicação tem apresentado várias dificuldades para a ortodoxia, conforme reconhecido por inúmeros autores.<hr/>This article analyses the workings of the gold standard. It points out the inconsistencies of the traditional view, based on Hume's price-specie flow mechanism, which ignores Adam Smith's "law of reflux" and the properties of a commodity money regime. Avoiding the aprioristic and excessively stylized character of the majority of analyses, the study discusses the adjustment mechanisms based on real economic history. This makes the issue easier to understand, as well as more concrete and less disconnected from effective reality, which, as recognized by many authors, is very difficult to explain from an orthodox perspective.