Scielo RSS <![CDATA[Economia e Sociedade]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0104-061820150001&lang=es vol. 24 num. 1 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[The developmentalism debate in Brazil: taking sides]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182015000100001&lng=es&nrm=iso&tlng=es O artigo analisa as várias vertentes do desenvolvimentismo, procurando destacar as suas origens teóricas e justificar, por meio delas, as diferentes prescrições de políticas econômicas. Em seguida, o artigo toma partido no debate, por meio de discussão resenhada dos trabalhos recentes sobre os modelos de crescimento export-led, demand-led, debt-led, profit-led e wage-led.<hr/>The article analyzes the different approaches to "developmentalism", emphasizing its theoretical origins, and highlighting them as the source of different economic policy propositions. The paper then takes the side of one of the approaches, based on theoretical and empirical articles on different growth regimes in Brazil, such as export-led, demand-led, debt-led, profit-led and wage-led. <![CDATA[Wage-led or profit-led? An analysis of the growth strategies of economies under the regime of inflation targeting, a flexible exchange rate, capital mobility and external debt]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182015000100029&lng=es&nrm=iso&tlng=es Neste artigo apresentamos um modelo macrodinâmico de inspiração pós-keynesiana com o objetivo de analisar os efeitos da abertura da conta de capitais sobre a performance macroeconômica das economias em desenvolvimento. Neste particular, os exercícios de estática comparativa mostram que um aumento do endividamento externo pode ter efeitos benéficos para a economia no curto prazo, uma vez que induz o aumento do grau de utilização da capacidade produtiva e da taxa de crescimento do estoque de capital. No entanto, a dinâmica de longo prazo mostra que, sob certas condições, o acesso ao mercado internacional de capitais pode gerar trajetórias explosivas para o sistema econômico, notadamente em um contexto em que a política monetária é conduzida com base em um regime de metas de inflação. Além disso, demonstra-se que uma redução da meta de inflação perseguida pelo Banco Central, dentro do contexto de abertura da conta de capitais e de captação externa por parte das empresas, pode gerar um aumento permanente da taxa real de juros, bem como um aumento do próprio custo do endividamento externo da economia contribuindo, assim, para uma maior fragilidade externa. Ademais, analisou-se a consistência das estratégias de crescimento das economias desenvolvidas e em desenvolvimento. No geral, os resultados encontrados mostram a validade da Lei de Thirlwall, de modo que o regime de crescimento das economias depende, em última análise, das restrições impostas pelas elasticidades-renda das importações e exportações.<hr/>In this paper, a post-keynesian macrodynamic model is presented in order to analyze the effects of capital account openness on the macroeconomic performance of developing economies. In particular, the exercise of comparative statics shows that an increase in external indebtedness may have beneficial effects on the economy in the short-term, since it induces an increase in the degree of capacity utilization and the growth rate of capital stock. The long-run dynamics, however, show that, under certain conditions, access to the international capital market can generate explosive trajectories for the economic system, especially in a context where monetary policy is conducted in an inflation-targeting regime. In addition, it shows that a reduction in the inflation target pursued by the Central Bank - in the context of capital account opening and foreign funding on the part of enterprises - can generate a permanent increase in the real rate of interest. An increase in the enterprise's own cost as a result of the economy's external indebtedness, contributing to greater external fragility, also occurs. Furthermore, we analyzed the consistency of the growth strategies of developed and developing economies. Overall, the results show the validity of Thirlwall's Law, in that the growth regime of economies ultimately depends on the restrictions imposed by the income elasticities of imports and exports. <![CDATA[A critique of the inflationist interpretation of developmentalism]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182015000100057&lng=es&nrm=iso&tlng=es Tornou-se comum associar o desenvolvimentismo com irresponsabilidade fiscal e complacência com o processo inflacionário. A difusão da tese do inflacionismo apresentada por Franco (1996, 2005) contribuiu para esta associação. O presente artigo investiga qual a contribuição da literatura econômica entre 1930 e 1964 na formação desta associação. O artigo pretende responder a duas questões: 1. Os expoentes intelectuais do desenvolvimentismo defendiam o uso de mecanismos inflacionários para o financiamento dos investimentos industriais e, portanto, eram inflacionistas no sentido atribuído por Franco (1996, 2005)? 2. Pode-se afirmar que a literatura do desenvolvimentismo defendia certa leniência no controle do processo inflacionário? Para responder estas questões, são analisadas as contribuições dos expoentes intelectuais do desenvolvimentismo no período, especialmente os trabalhos de Roberto Simonsen, Celso Furtado e Roberto Campos. O artigo conclui que não há elementos que sustentem o argumento inflacionista e coloca em discussão a tese da leniência no controle da inflação.<hr/>It has become commonplace to associate Latin American developmentalism with fiscal irresponsibility, and complacency with the inflationary process. The diffusion of the "inflationist thesis" presented by Franco (1996, 2005) and others, contributed significantly to this association. This paper investigates how the original developmentalist literature between 1930 and 1964 contributed to the formation of this association. In this regard, the study aims to answer two questions. First, did the exponents of developmentalism defend the use of inflationary mechanisms to finance industrial investment? Second, is it possible to argue that the developmentalist literature defended some leniency with inflation control? To answer these questions, the contributions of intellectual exponents of developmentalism in the period, particularly the works of Simonsen, Furtado, and Campos, are analyzed. The study concludes that there is no support in the original developmentalist literature for Franco's and others' "inflationist thesis". <![CDATA[Thirlwall's law and the Prebisch-Singer hypothesis: an assessment of the dynamics of terms-of-trade in a balance-of-payments-constraint growth model]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182015000100087&lng=es&nrm=iso&tlng=es Os modelos de crescimento com restrição no balanço de pagamentos (BOPC) podem ser utilizados para capturar importantes insights tanto da tradição keynesiana quanto estruturalista do pensamento econômico. Sugerimos que a Lei de Thirlwall corresponde a uma derivação matemática da regra de Prebisch. Dessa forma, este trabalho se propõe a estreitar a relação entre a Lei de Thirlwall e o pensamento cepalino por meio da inclusão, na primeira, de um componente que capte a hipótese Prebisch-Singer de deterioração dos termos de troca, empregando para tal uma definição de taxa de câmbio real alternativa. Chamamos a expressão final obtida de "regra Prebisch-Thirlwall". Propomonos, ainda, a endogeneizar a taxa de crescimento do produto e da produtividade a partir da combinação de nossa versão da lei de Thirlwall com a lei de Kaldor-Verdoorn.<hr/>The balance-of-payments-constrained growth models (BOPC) can be used to capture key economic insights into both the Keynesian and structuralist tradition. We suggest that Thirlwall's Law corresponds to a mathematical derivation from Prebisch's rule. Thus, this study aims to develop the relationship between Thirlwall's Law and ECLAC's school of thought, adding a component to the first that captures the Prebisch-Singer hypothesis, employing an alternative definition for the real exchange rate to do so. We call the final expression the Prebisch-Thirlwall rule. Further, we endogenize the output and productivity growth rate by combining our version of Thirlwall's law with the Kaldor-Verdoorn's law. <![CDATA[University-Enterprise Interaction: the case of Pernambuco's sugar-alcohol sector]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182015000100121&lng=es&nrm=iso&tlng=es O trabalho apresenta um panorama atual da inovação no setor sucroalcooleiro pernambucano, cujo objetivo foi melhor entender as interações das empresas com as universidades e institutos públicos de pesquisa que têm promovido alguma inovação no setor. Adicionalmente, testou-se a hipótese, através do estudo de caso, de que o segmento supracitado preservou traços de sua história que legaram uma postura de setor pouco inovativo e dependente de proteção governamental. Parte de pesquisa mais ampla, o presente trabalho resulta de estudo de caso em que foram entrevistados agentes envolvidos com a interação U-E em usinas de açúcar, na instituição patronal e em instituições de pesquisa em Pernambuco. O estudo permitiu verificar que a inovação nesse setor ocorre de forma distinta em cada um dos três diferentes segmentos em que está subdividido: agricultura, indústria e transporte e mecanização. Na área agrícola, as empresas introduzem inovações que, no entanto, são desenvolvidas por instituições públicas de pesquisa existentes no estado, como a Ridesa e o Cetene, para quem as usinas e os pequenos produtores transferem esforços em P&amp;D. Na área industrial e na de transporte e mecanização, as inovações são introduzidas por intermédio do sindicato patronal e de empresas de consultoria técnica que as importam de outras regiões ou países, enquanto o desenvolvimento de novos produtos não foi observado na indústria sucroalcooleira pernambucana. O foco das usinas locais é o mercado externo de açúcar por possuírem uma vantagem comparativa logística e contarem internamente com grande concorrência de produtores do Centro-Sul. Essa exportação do açúcar tem sido feita a granel, levando a crer que os produtores têm passado adiante parte importante da agregação de valor ao produto, deixando os procedimentos mais específicos, como criação de produtos finais diferenciados, para o importador e, por isso, perdendo oportunidades de inovar em produtos. A oferta de mão de obra, historicamente abundante, parece tender a uma escassez futura, levando as usinas a se movimentarem mais recentemente em direção à mecanização da colheita da cana. O capital externo parece desinteressado no setor, tendo em vista a menor automação da colheita da cana no estado; por conseguinte, a dinâmica tecnológica não sofre mudanças mais significativas que poderiam advir da chegada de empresas multinacionais, em princípio mais afeitas a investimentos em P&amp;D e à interação mais intensa com instituições de pesquisa.<hr/>This work presents an overview of the sugarcane sector, whose objective was to better understand the interactions of firms with universities and/or technical consulting organizations that have promoted some innovation in the sector. Additionally, it was tested the hypothesis, through the case study, that the segment above preserved traces of its history that left the impression of a sector less innovative and dependent on government protection. The paper, based on a case study, has shown that companies have a R&amp;D continuum in the agricultural area, although sugar mills and small producers relegate efforts in R&amp;D, transferring this role to institutions such as RIDESA and CETENE. The focus of local mills is on the foreign market of sugar since they have a comparative advantage in logistics and also a big competition from other Brazilian producers. The exports of sugar have been made in bulk, implying that producers have passed on an important part of adding value to the product, leaving the procedures related to the importers and, by consequence, losing opportunities to innovate with differentiated products. The supply of labor seems likely to lead to future scarcity, causing the mills to move toward mechanization of part of the production. The foreign capital seems uninterested in the sector, considering a smaller automation of cane harvesting in the state, hence the technological dynamics does not suffer major changes that could result from the arrival of these companies, in principle, more keen on investments in R&amp;D and stronger interaction with research institutions. <![CDATA[Brazilian automotive industry performance in the period 2000-2012: an analysis of the deindustrialisation sector hypothesis]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182015000100151&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo investiga a possibilidade de desindustrialização na indústria automobilística brasileira. Parte-se da hipótese de que o contexto de taxa de câmbio apreciada e de altos preços das commodities pode inibir o desempenho da indústria automobilística no longo prazo. Ademais, busca-se captar os efeitos de taxa de investimento, juros, produtividade, impostos e abertura comercial sobre a produção de automóveis. Para isso, foram utilizadas a análise de Cointegração (Johansen Teste) e a estimação de Modelos de Vetores de Correção de Erros (VEC), com base no período 2000-2012. Os resultados sugerem efeitos positivos da apreciação cambial e dos preços das commodities sobre a produção de automóveis no longo prazo, o que não permite afirmar a ocorrência de desindustrialização no setor pela Doença Holandesa. Todavia, verifica-se a relevância de alta taxa de investimento, taxa de juros baixa, maior grau de abertura comercial, maior produtividade do trabalho e impostos menores para estimular a produção de automóveis no Brasil.<hr/>This paper investigates the possibility of deindustrialization in the Brazilian automotive industry. It supposes that exchange rate appreciation and high commodity prices may inhibit the long run automotive industry performance. It also seeks to capture the effects of investment rate, interest rate, productivity, taxes and trade liberalization on car production. To do this, we used Cointegration analysis (Johansen Test) and Vector Error Correction Models (VEC), based on the period 2000-2012. The results suggest positive effects of currency appreciation and commodity prices on car production in the long run, which does not make it possible to confirm the existence of deindustrialization in the sector as a result of Dutch Disease. However, a high investment rate, low interest rate, higher trade openness, higher labor productivity and lower taxes are relevant in terms of stimulating car production in Brazil. <![CDATA[Roberto Simonsen at the origins of Brazilian modern social thought]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182015000100177&lng=es&nrm=iso&tlng=es Esta é uma introdução ao pensamento desenvolvimentista de Roberto Simonsen, um de nossos primeiros pensadores modernos dos problemas ligados à industrialização e seus aspectos sociais. Simonsen teve uma participação ativa no primeiro governo Vargas como homem público e industrialista, o que o coloca no centro da construção do populismo.<hr/>This essay aims to introduce the developmental ideas of Roberto Simonsen, one of the first modern Brazilian thinkers concerned about the problems of industrialization and its social aspects. Simonsen played a crucial role as a statesman and as an industrialist in the first government of President Getúlio Vargas, therefore being in a central position in the rise of Brazilian populism. <![CDATA[Fernando Novais: um marxista pascaliano?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182015000100201&lng=es&nrm=iso&tlng=es Esta é uma introdução ao pensamento desenvolvimentista de Roberto Simonsen, um de nossos primeiros pensadores modernos dos problemas ligados à industrialização e seus aspectos sociais. Simonsen teve uma participação ativa no primeiro governo Vargas como homem público e industrialista, o que o coloca no centro da construção do populismo.<hr/>This essay aims to introduce the developmental ideas of Roberto Simonsen, one of the first modern Brazilian thinkers concerned about the problems of industrialization and its social aspects. Simonsen played a crucial role as a statesman and as an industrialist in the first government of President Getúlio Vargas, therefore being in a central position in the rise of Brazilian populism. <![CDATA[A note on literature about the causes of global imbalances in the context of financial globalization]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-06182015000100215&lng=es&nrm=iso&tlng=es Esta nota pretende examinar uma parte da literatura sobre as causas dos desequilíbrios globais. A maioria das análises concentra-se na ideia de que a causa dos desequilíbrios está na "superabundância global de poupança". A superabundância de poupança seria consequência direta de políticas adotadas deliberadamente por algumas economias emergentes nos últimos anos, particularmente na China. Em contraposição à tese da superabundância de poupança, há uma hipótese que identifica as causas dos desequilíbrios no arranjo financeiro desencadeado após o fim dos acordos de Bretton Woods em 1971, que se exacerbou nas duas últimas décadas. Sob a chamada globalização financeira, esse arranjo promoveu um temerário boom de ativos e uma excessiva expansão do crédito com consequências negativas sobre a economia real que foram materializadas na crise financeira de 2008. Por meio dessa literatura, é mostrado, ainda, que tais consequências tornam-se mais evidentes quando se analisam os fluxos brutos de capitais ao invés dos fluxos líquidos.<hr/>This note intends to examine a part of the literature on the causes of global imbalances. Most analyses focus on the idea that the cause of the imbalance is related to the "global saving glut". The "saving glut" would be a direct result of policies deliberately adopted by some emerging economies in recent years, particularly in China. In contrast to the savings glut thesis, this study raises the hypothesis that the causes of the imbalances are in the financial arrangement which was triggered after the end of the Bretton Woods agreements in 1971 and exacerbated in the last two decades. Under the so-called financial globalization, this arrangement promoted a reckless boom in assets and an excessive expansion of credit with negative consequences on the real economy, which were embodied in the 2008 financial crisis. It will be shown further that such consequences become more evident when analyzing gross flows of capital instead of net flows.