Scielo RSS <![CDATA[Sa├║de e Sociedade]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0104-129020150001&lang=en vol. 24 num. 1 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Editorial]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100007&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[The role of the state in public health policies: an overview of the debate on the concept of State and the Brazilian case]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo é resultado de uma revisão bibliográfica narrativa, visando o desenvolvimento de um panorama acerca do debate ideológico sobre a concepção de Estado nas políticas de saúde. Nele, argumentamos que o papel do Estado brasileiro no desenvolvimento da política de saúde, mesmo sob a pressão do mercado globalizado, pode criar alternativas para promover e direcionar o desenvolvimento econômico e social, e que isso não significa submeter-se às restrições econômicas impostas pelo ideal liberal de mercado. Apresentamos parte de uma discussão teórica acerca da construção e presença do Estado na América Latina e, particularmente, no Brasil, tomando como referências as abordagens da tradição marxista e da liberal sobre a questão. Essa discussão permite-nos entender que o papel histórico do Estado na manutenção de políticas públicas sociais, especificamente as de saúde, é uma alternativa para que o controle público amenize a intensa mobilidade de capital promovida pela globalização econômica. Nesse sentido, o tema torna a saúde nacional uma questão importante das Ciências Sociais, por que é na historicidade da construção do sistema de saúde brasileiro, como política pública, que se pode espelhar a própria reconstrução do arcabouço institucional do Estado brasileiro, com a instauração de instâncias de negociação entre as diversas esferas de poder que fortalecem esse mesmo Estado no processo de redemocratização da sociedade brasileira.<hr/>This article is the result of a narrative literature review. The objective is to show the development of an overview on the ideological debate on the design of state health policies. We argue that the role of the state in the development of health policy, even under the pressure of the global market, may create alternatives to promote and drive economic and social development, meaning they are not subject to economic constraints imposed by the liberal ideal of market. Here is a part of a theoretical discussion about the construction and presence of the State in Latin America, particularly in Brazil. We take the approaches of the Marxist tradition and liberal to the issue as reference. This discussion allows us to understand the historical role of the state in the maintenance of social policies, specifically health, is an alternative to public control eases the intense capital mobility promoted by economic globalization. In this sense, the theme makes the Brazilian health an important issue of social sciences, why is the historicity of the construction of the Brazilian health system, as a public policy that can mirror the actual reconstruction of the institutional framework of the Brazilian state with the establishment instances of negotiation between the various spheres of power that strengthen the state in this process of democratization of Brazilian society. <![CDATA[Efficiency of public expenditure on health: challenge for cities of Santa Catarina, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100023&lng=en&nrm=iso&tlng=en A alocação eficiente dos recursos, ainda escassos no campo da saúde, tem se transformado em um desafio aos gestores para o alcance da universalidade e integralidade da assistência a saúde. O presente estudo buscou avaliar a eficiência técnica na utilização dos recursos do SUS. A pesquisa foi realizada com os sete municípios que compõem a 25a Região de Saúde de Santa Catarina (SC), região que se destaca por apresentar os valores mais baixos de Índice de Desenvolvimento humano do estado, além de demonstrar os menores indicadores no Índice de Desempenho do SUS. Foi aplicada a metodologia de Análise Envoltória de Dados (DEA) e calculado o Índice de eficiência Técnica em Saúde (IETS) proposto por Mendes. A DEA consiste em uma ferramenta de programação matemática multivariável para a medida da eficiência de processos com múltiplos recursos e produtos. O IETS demonstra o desempenho de cada município em relação à estrutura e o resultado. Os dados obtidos apontam que a região investe percentuais de sua receita em saúde superiores às médias do estado de Santa Catarina, no entanto, não acompanha a mesma redução que este nos indicadores de mortalidade geral. Tal comportamento, pode refletir a ineficiência técnica observada nos municípios estudados. O desafio é, em última análise, a implementação de mecanismos mais apurados de acompanhamento, controle e avaliação da qualidade das ações e dos serviços de saúde locais. Conclui-se que todos os municípios apresentaram IETS baixo e apenas um dos municípios manifestou eficiência técnica adequada.<hr/>The efficient allocation of the still scarce resources has turned into a challenge for managers to achieve universality and comprehensiveness of the health care system. This study sought to assess the technical efficiency of investing SUS funds. This research was carried out in the seven counties that make up the 25th Health Region of Santa Catarina, which stands out for scoring the lowest HDI values in the State, and the lowest SUS Development Index values. The Data Envelopment Analysis (DEA) methodology was applied, and the Health Technical efficiency Index (HTEI) proposed by Mendes (2005) was calculated. The DEA is a multi-variable mathematical programming tool to measure the efficiency of the processes with multiple resources and products. The HTEI shows the performance of each county regarding structure and results. The data gathered suggests this region invests higher shares of their revenue on health than the average of Santa Catarina, however, it does not experience the same reduction in general mortality that the State does. Such behavior may reflect the technical inefficiency observed in the counties studied. The challenge is, ultimately, the implementation of more sensitive mechanisms for monitoring, controlling and assessing the quality of local health services and actions. The conclusion is that all the counties have scored low HTEI values, and just one of them presented adequate technical efficiency. <![CDATA[Cluster analysis as a tool for management improvement in the SUS]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100034&lng=en&nrm=iso&tlng=en A institucionalização de ferramentas de avaliação de serviços de saúde é um desafio estratégico para o desenvolvimento do Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo do estudo realizado foi explorar o potencial da análise de clusters (análise por conglomerados) enquanto ferramenta de apoio à gestão do SUS. São apresentadas e discutidas as etapas do processo de construção dos clusters aplicadas a uma realidade concreta, por meio da análise de serviços de saúde de tipo pronto atendimento (AMA), do município de São Paulo. A estratégia metodológica baseou-se na utilização de dados secundários para a construção de agrupamentos homogêneos, o que permite análise de múltiplas variáveis potencializando a interpretação da relação entre as mesmas. Os achados do estudo indicam que essa técnica tem potencialidade para ser utilizada por atores institucionais da gestão do SUS na avaliação e monitoramento de serviços de saúde, em municípios de grande porte ou em regiões de saúde.<hr/>The institutionalization of health services evaluation tools is a strategic challenge for the development of the Brazilian National Health System (SUS). The aim of the study was to explore the potential of cluster analysis as a technical tool to support the SUS management. Steps for constructing clusters applied to a concrete reality are presented and discussed, by analyzing a type of health care emergency services (AMA), in São Paulo city. The strategy was based on using secondary data to construct homogeneous groups, which allows multivariate analysis, enhancing the interpretation of the relationship between these data. The study findings indicate that this technique has the potential to be used by institutional actors in the SUS management to evaluate and to monitor health services in big cities or health regions. <![CDATA[Linking theoretical perspectives to analyze health informatics in Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100046&lng=en&nrm=iso&tlng=en Ao longo dos últimos trinta anos, o Brasil vem desenvolvendo sistemas de informação em saúde (SIS). Porém, ainda hoje, esses SIS são fragmentados e tentativas de integrá-los fracassaram. A situação atual leva a questionamentos tais como: quais as barreiras existentes à utilização das tecnologias da informação e comunicação (TIC) na saúde? Quais são as consequências causadas à sociedade brasileira por tal situação? Em linha com isso, este ensaio articula duas escolas de pensamento – (a) TIC em países em desenvolvimento e (b) informação e informática em saúde –, de forma a propor um modelo para analisar a informatização da saúde no Brasil. Tal modelo considera a informática em saúde como uma política pública que objetiva desenvolver e aplicar TIC para atender às necessidades de saúde da sociedade, definindo atributos de qualidade para tal política, quais sejam: democratização, eficácia, preservação e sinergia. Além disso, o modelo permite analisar a trajetória dessa política pública por meio dos atores a ela associados – políticos, burocratas e sociedade civil –, os quais interagem em espaços influenciados por elementos como sistemas e padrões prévios, bem como com outras políticas públicas relacionadas.<hr/>Throughout the last thirty years, Brazil has developed health information systems (HIS). However, to date these HIS are fragmented and continuous endeavors to integrate them have failed. This leads to important questions such as: which barriers are hindering the use of Information and Communication Technologies (ICT) in health in Brazil? What are the consequences of this on Brazilian society? Thus, this essay links two theoretical streams, namely: (a) ICT in Developing Countries and (b) Information and Informatics in Health, in order to propose a model to analyze health informatics in Brazil. The proposed model considers health informatics as a public policy aiming at using ICT to assist the society in health issues, setting up quality features for this policy, namely: democratization, effectiveness, preservation, and synergy. The proposed model also enables the analysis of the trajectory of this public policy via the actors involved with it - politicians, civil servants, and civil society -, who interact with each other within spaces influenced by elements as systems and previous standards, as well as with other related public policies. <![CDATA[Perception of managers on the use of indicators in health services]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100061&lng=en&nrm=iso&tlng=en Os indicadores de saúde refletem o quadro real das condições de saúde de uma população. Sua utilização pode orientar os gestores de saúde no planejamento e controle das atividades locais. Este estudo tem como objetivo descrever a percepção dos gestores de unidades de saúde quanto ao uso dos indicadores de saúde em suas ações de planejamento e controle dos serviços de saúde. Tratase de estudo descritivo e exploratório, com abordagem de análise qualitativa. O estudo foi realizado na subprefeitura da Aricanduva, a partir de entrevistas com gestores das unidades de saúde. Para a interpretação dos dados levantados utilizouse a análise de conteúdo, modalidade temática. Os trechos das falas dos gestores foram agrupados por temas. Os indicadores de saúde são subutilizados pelos gestores em suas ações de planejamento e controle de serviços. Os sistemas de informações em saúde são apreendidos como instrumentos técnico––burocráticos por parte dos gestores. Alguns entraves foram mencionados pelos gestores em relação ao acesso às informações em saúde. A lentidão dos sistemas foi considerada o principal entrave, seguido pelo escasso número de profissionais capacitados para operar o sistema, falta de oportunidades para formação e atualização dos profissionais, além da pouca integração entre os sistemas. Verifcouse que, em maioria, os gestores entrevistados não se apropriam dos indicadores de saúde para suas ações gerenciais. Recomendase propiciar condições institucionais para uma utilização mais efetiva dos indicadores de saúde como instrumento de gestão das unidades do serviço público de saúde.<hr/>Health indicators reflect the population health status true picture. Its use can guide health managers for planning and controlling interventions. This study aims to describe the managers' perception of health facilities concerning the health indicators use in the planning and control of actions performed at their health units. A descriptive study was conducted by interviewing the health facilities managers using a qualitative analysis approach, in the subprefecture of Aricanduva. The methodological resource of discourse contents thematic analysis was used to the results. The managers' speeches segments were grouped by themes. Health indicators are underutilized by managers in their actions planning and control services. The health information systems are perceived as bureaucratic and technical instruments by managers. The managers mentioned some barriers in relation to the access to health information. The slowness of the systems was considered the most important barrier, followed by the small number of professionals trained to operate the system, the lack of opportunities for training and updating professionals, as well as a poor integration between systems. Most managers are not fully qualified as health indicators users in their actions' planning and management. The institutional resources provision is recommended to allow a more effective use of the health indicators as a management tool for public health units. <![CDATA[On caring: preliminaries of a comparative study of primary health care in Brazil/Canada]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100072&lng=en&nrm=iso&tlng=en O texto aborda os processos de constituição e institucionalização da Atenção Primária à Saúde no Brasil e no Canadá; os pontos de interseção e de distanciamento entre os dois países; e a inserção profissional dos fisioterapeutas brasileiros e canadenses nas equipes multidisciplinares. A primeira parte deste estudo focaliza a atenção primária no Brasil, os caminhos e estratégias de reorientação do modelo assistencial e o papel que coube nesse modelo, de modo crescente, ao fisioterapeuta. Após situar o contexto nacional, o tópico seguinte trata da atenção primária à saúde no Canadá e da atuação deste profissional nas equipes primárias de saúde. No exercício absolutamente preliminar de contrastar as duas experiências nacionais, a brasileira e a canadense, foi utilizada a literatura nacional e estrangeira sobre a temática central, além de documentos e discussion papers. O texto procurou chamar a atenção para a necessidade e importância da participação de fisioterapeutas nas equipes multiprofissionais e as diferenças na atuação deste profissional tanto no Brasil quanto no Canadá. Desnecessário acrescentar que os autores intentaram não uma "análise" comparativa, mas, sim, uma breve exposição sobre constrastes e semelhanças nos rumos da atenção primária, ao longo da história mais recente desses dois países.<hr/>This text has three basic objectives: First it focuses on the processes of policy-making and institution-building in Primary Health Care in Brazil and Canada. The second objective is a preliminary appraisal of the basic, common, and differentiating points between the two countries with regard to such processes; finally, the third objective seeks to briefly discuss the role of Brazilian and Canadian physical therapists in health care teams, comprised by allied health professionals. The first part of this study highlights PHC in Brazil, with a particular interest in the ways and means adopted by recent health assistance models that emphasized, or believed in, the role of the physical therapist. The next section deals with PHC in Canada, in a summarized way. The recent Brazilian and Canadian literature on this central topic was important for this text; in addition official documents and discussion papers were used. In conclusion, the authors claim that PHC in both countries, including many other regions of the developed and developing world, require the integration of services into a systemic (though not asphyxiating) matrix. The authors also stress the need for health promotion nationwide, and, in particular, a special attention to the role of physical therapists in the operation of health care teams in family health and PHC. <![CDATA[The Qualification and Development Program of Community Health Agents in the perspective of the various subjects involved in primary care]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100086&lng=en&nrm=iso&tlng=en O Programa de Qualificação e Desenvolvimento do Agente Comunitário de Saúde (ACS) foi instituído pelo Ministério da Saúde visando investir em sua profissionalização. Este artigo teve por objetivo identificar, analisar e compreender as implicações do Programa de Qualificação e Desenvolvimento concluído em 2009 pela Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais na vida pessoal e laboral dos ACS e no processo de atenção à saúde, na visão dos diversos sujeitos envolvidos na Atenção Primária em Saúde (APS): ACS, equipe de Saúde da Família, gestores, docentes e usuários de 4 unidades básicas de saúde em uma capital da região Sudeste. Este estudo tem caráter qualitativo, utilizando como técnicas de coleta de informações a análise documental, entre-vistas, grupo focal e questionários. As informações coletadas foram analisadas por meio da técnica de análise do discurso do sujeito e utilizando o programa SPSS, versão 16. Foram realizados 14 grupos focais com as unidades da Estratégia Saúde da Família, 4 com ACS e 4 com usuários; 7 entrevistas, 4 com gestores e 3 com docentes do curso. No grupo dos ACS, há predomínio do sexo feminino e uma baixa rotatividade. Na análise do discurso, verificou-se que o programa investigado trouxe implicações favoráveis à vida pessoal e profissional do ACS e à APS. Contudo, é necessário estruturar o programa nos parâmetros da educação permanente em saúde, assegurando uma abordagem que propicie a construção permanente de estratégias voltadas à melhoria das condições de vida e saúde e à cidadania plena.<hr/>The Development and Qualification Program for the Community Health Worker (CHW) was established by the Ministry of Health in order to invest in the Worker's professionalization. This article aimed to identify analyze, and understand the implications of the Development and Qualification Program concluded in 2009 by the School of Public Health of the State of Minas Gerais in the personal and occupational life of the CHWs and in the health care process. According to the viewpoint of the many subjects involved in Primary Health Care (PHC): CHWs, Family Health team, managers, teachers, and users of four primary health centers in a capital city of Southeastern Brazil. This study has a qualitative nature, using as techniques for information collection and documentary analysis interviews, focus group, and questionnaires. The collected information was analyzed by means of the subject discourse analysis technique and using the software SPSS, version 16. We conducted 14 focus groups with the Family Health Strategy units, 4 with CHWs, and 4 with users; 7 interviews, 4 with managers and 3 with teachers at the course. In the Worker's group, there is a predominance of women and a low turnover. In discourse analysis, it was found that the program under study brought favorable implications to the personal and professional life of CHWs and to APS. However, it needs to start being structured on the parameters of continued health education, in order to assure an approach that provides the permanent construction of strategies aimed to improve life and health conditions and achieve full citizenship. <![CDATA[Factors associated to the access to health services from the point of view of professionals and users of basic reference unit]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100100&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste trabalho foi analisar o acesso de usuários de uma Unidade Básica de Referência (UBR) aos serviços de saúde de um município da região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com 15 profissionais de saúde e aplicado questionário semiestruturado a 38 usuários. As entrevistas abordaram características do atendimento local, da equipe de saúde, dos usuários e da rede prestadora de serviços de saúde. Os questionários abordaram características sociodemográficas e de saúde dos usuários. A análise dos resultados das entrevistas e questionários foi apresentada com base nas dimensões estrutural (financiamento, cobertura), relacional (compreensão do processo saúde-doença) e operacional (organização dos serviços). Na dimensão estrutural, verificou-se que o subfinanciamento do sistema de saúde constitui uma dificuldade para o acesso aos serviços de saúde e para a implantação da Estratégia Saúde da Família (ESF); na dimensão relacional, a ausência de alinhamento sobre a estrutura e os fluxos de funcionamento do sistema de saúde impacta negativamente na relação do profissional com o usuário; e na dimensão operacional, profissionais de saúde e usuários relataram importantes lacunas tais como cobertura da ESF, marcação de consulta, acolhimento, barreiras geográficas, referência e contrarreferência. As informações obtidas neste trabalho são importantes para compreender os fatores que influenciam o acesso aos serviços de saúde da população estudada e colaborar para o desenvolvimento de estratégias voltadas para melhoria do acesso.<hr/>This study aims to analyze the users' access to health services in a Basic Reference Unit (UBR) in a municipality of the metropolitan area of Belo Horizonte, Minas Gerais. The semi-structured interviews and questionnaire were conducted with 15 health professionals and 38 users respectively. The interviews addressed the local service, the health team, the users and the health services delivery network's characteristics. The questionnaire addressed users' sociodemographic and health characteristics. The interviews and questionnaires results analysis were presented on structural (financing, coverage), relational (comprehension of the health-illness process) and operational (service organization) dimensions. In the structural dimension, it was observed that the health system underfunding is a difficulty to the health services access and to the Family Health Strategy (ESF) implementation. In the relational dimension, it was observed that the lack of alignment regarding the structure and the health system operational flow impact negatively on the relationship between health professional and user. On the operational dimension, the health professionals and users reported significant shortcomings, such as the ESF coverage, appointment scheduling, reception, geographical barriers, referral and counter referral. The information obtained in this study is important to understand the factors associated to the health services access for the subject population and to help the developing strategies to improve the access. <![CDATA[(Bio)ethics and Family Health Strategy: mapping problems]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100113&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo apresenta os resultados de uma investigação dirigida ao delineamento dos principais problemas (bio)éticos identificados pelos membros das equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) do município de Viçosa (MG). Trata-se de estudo com abordagem qualitativa, situando-se no campo da pesquisa social. A investigação foi realizada por meio da aplicação de questionário semiestruturado com perguntas abertas e fechadas aos profissionais - médicos, profissionais de enfermagem e agentes comunitários de saúde - que atuam na ESF. Realizouse a apreciação das respostas pela técnica de análise de conteúdo - mais especificamente, sua modalidade temática -, em razão de sua adequação à investigação qualitativa na área da saúde. Participaram da investigação 73 profissionais de 15 equipes da ESF. Observou-se que grande parte dos entrevistados tinha dificuldade para identificar problemas de cunho (bio)ético em seu processo de trabalho. Ainda assim, foi possível categorizar cinco grandes grupos de problemas (bio)éticos vivenciados pelas equipes: os relacionados à desigualdade de acesso aos serviços de saúde; os relacionados à relação ensino-trabalho-comunidade; os relacionados ao sigilo e à confidencialidade; os relacionados aos conflitos entre equipe e usuários; e os relacionados aos conflitos entre membros da equipe. Conclui-se que, mesmo que aparentemente mais sutis - se comparados às questões (bio)éticas que se passam nas instituições hospitalares -, existem situações de conflitos morais atinentes ao âmbito da atenção primária à saúde que corroem o processo de trabalho e o alcance da promoção da integralidade do cuidado.<hr/>This article presents the results of an investigation aimed at outlining the main (bio)ethical problems identified by members of the Family Health Strategy (FHS) teams in the town of Viçosa, Minas Gerais, Brazil. This study has a qualitative approach, and it is situated in the social research field. The investigation was conducted by applying a semi-structured questionnaire with open and closed questions to professionals - physicians, nursing professionals, and community health workers - working in the FHS. The responses were addressed using the content analysis technique - more specifically, its thematic modality -, due to its suitability for qualitative investigation in the health field. The investigation relied on the participation of 73 professionals from 15 FHS teams. It was observed that a large part of respondents had some difficulty identifying problems of a (bio)ethical nature in their work process. Even so, it was possible to categorize five major groups of (bio)ethical issues experienced by teams: those related to unequal access to health services; those related to the teaching-work-community relation; those related to secrecy and confidentiality; those related to conflicts between team and users; and those related to conflicts between team members. It is concluded that, although apparently more subtle - when compared to the (bio)ethical issues taking place in hospital institutions -, there are moral conflict situations belonging to the domain of primary health care that undermine the work process and the scope of promoting comprehensiveness in care. <![CDATA[Community health workers: bioethic and legal aspects of living labour]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100129&lng=en&nrm=iso&tlng=en Os agentes comunitários de saúde (ACS) – que compõem a equipe da Estratégia Saúde da Família (ESF) – são trabalhadores residentes na comunidade que desenvolvem ações de promoção e de educação em saúde, por meio de visitas domiciliares às famílias do território em que atuam. Este artigo apresenta uma revisão do marco histórico e legal dessa categoria profissional e sua inserção no mundo do trabalho vivo. São discutidos, à luz da literatura pertinente, os condicionantes desejáveis para a formação do ACS diante da diversidade das relações estabelecidas por esses profissionais com as famílias, tendo em vista os problemas que surgem no âmago das ações de cuidado, tais como doenças, desemprego, pobreza, uso/abuso de drogas lícitas e ilícitas, risco pelo contato direto e indireto com pessoas que vivem na ilegalidade, entre outros. A partir dessa perspectiva, a bioética pode ser proposta como saber essencial à composição de uma caixa de ferramentas mínimas, capaz de instrumentalizar o ACS para a identificação e o enfrentamento dos problemas éticos emergidos no espaço-tempo da ESF.<hr/>Community health agents – who make up the Family Health Strategy team – are workers who live in the community and conduct health promotion and education actions, by means of home visits to families within the territory where they work. This article presents a review of the historical and legal framework of this professional category and its insertion into the world of living work. We discuss, in the light of relevant literature, the desirable conditions for the agent's education given the diversity of relations established by these professionals to families, having in mind the problems that arise within care action, such as diseases, unemployment, poverty, licit and illicit drug use/abuse, risk due to direct and indirect contact to people living in illegality, among others. From this perspective, bioethics may be proposed as a key knowledge regarding the composition of a minimum toolbox, able to provide the community health agent with tools to identify and cope with the ethical problems emerging from the space-time of Family Health Strategy. <![CDATA[Questionnaire of Shared Diagnosis in Primary Care: typical x expanded Family Health teams]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100141&lng=en&nrm=iso&tlng=en A adscrição de clientela, a relação entre a equipe de atenção básica com as especialidades, as atividades de promoção à saúde e condições de infraestrutura são fatores organizacionais necessários para a Estratégia de Saúde da Família contribuir para proporcionar o cuidado integral no Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo deste artigo é comparar os resultados da aplicação do Questionário de Diagnóstico Compartilhado da Atenção Básica (QDCAB), no tocante aos quesitos referentes à integralidade, entre equipes de Saúde da Família típicas e ampliadas em um município paulista. O método e o QDCAB foram aplicados a equipes de Saúde da Família típicas e àquelas com especialistas das grandes áreas (equipes ampliadas), e a análise foi realizada utilizando o teste de Wilcoxon-Mann-Whitney, permitindo a comparação da distribuição das respostas entre os dois modelos de equipe. As equipes ampliadas estabelecem vínculo de forma mais coletiva (0,0026), porém, não houve diferença nos resultados dos esforços realizados nesse sentido entre os dois modelos de equipe (0,7227). As notas baixas atribuídas às questões relativas à relação da equipe com os especialistas, de uma forma geral, revelam as dificuldades para garantir a integralidade da atenção. As atividades de promoção à saúde receberam notas altas de ambos os modelos. A adequação da estrutura física do centro de saúde recebeu menores notas das equipes típicas (&lt; 0,0001). A relação das equipes com os especialistas é um obstáculo para a garantia da integralidade e, para as equipes típicas, o excesso de demanda e as condições de infraestrutura também representam dificuldades.<hr/>Increase in clientele, relationship between the primary care team and the specialties, health promotion activities, and infrastructure conditions are organizational factors the Family Health Strategy needs to contribute to provide comprehensive care in the Brazilian National Health System. This article aims to compare the results of applying the Questionnaire of Shared Diagnosis in Primary Care (QD-CAB), concerning the issues related to comprehensiveness, between typical and expanded Family Health teams in a town in the state of São Paulo, Brazil. The method and QDCAB were applied to typical Family Health teams and those having specialists in the major areas (expanded teams), and the analysis was conducted using the Wilcoxon-Mann-Whitney test, enabling comparison of the distribution of answers between the two team models. Expanded teams establish a rather collective bond (0.0026), however, there was no difference in the results of efforts in this regard between the two team models (0.7227). The low marks assigned to issues concerning the relation of the team to the specialists, overall, reveal the difficulties in ensuring comprehensive care. Health promotion activities were assigned high marks from both models. The adequacy of physical structure in the health center was assigned lower marks from the typical teams (&lt; 0.0001). The relation of the teams to the specialists is an obstacle to ensuring comprehensiveness and, regarding typical teams, excessive demand and the infrastructure conditions also pose difficulties. <![CDATA[Work ability, musculoskeletal symptoms and quality of life among community health workers in Uberaba, Minas Gerais, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100152&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste estudo foi avaliar a capacidade para o trabalho (CT), aspectos socioeconômicos, qualidade de vida (QV) e sintomas osteomusculares, bem como as associações entre estes em agentes comunitários de saúde (ACS) da cidade de Uberaba, Minas Gerais. Participaram da pesquisa 47 ACS (42 mulheres e 5 homens), com idade média de 37,26 12,74 anos, que responderam um questionário sociodemográfico, o Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares, o Questionário de Qualidade de Vida SF-36 e o Índice de Capacidade para o Trabalho. A análise inferencial foi realizada com a utilização do teste de Mann-Whitney, teste de Kruskall Wallis e teste de correlação de Spearmann, com significância de 5%. Dos ACS entrevistados, 82,98% apresentaram sintomas osteomusculares nos últimos 7 dias e 93,62% nos últimos 12 meses. O domínio da QV mais comprometido foi a dor, seguido pela vitalidade, aspectos sociais, saúde mental, estado geral de saúde, aspectos emocionais, aspecto físico e capacidade funcional. A média da CT foi de 36,51±7,95. A comparação entre sexo e CT indicou que maior número de mulheres apresentou capacidade inadequada. Maior incidência de sintomas implicou capacidade inadequada. Quanto mais baixos os escores da QV, menor a CT.<hr/>This study aimed to assess work ability (WA), socioeconomic aspects, quality of life (QoL), and musculoskeletal symptoms, as well as the associations between them in community health workers (CHW) in the town of Uberaba, Minas Gerais, Brazil. A total of 47 CHW participated in the survey (42 women and 5 men), with an average age of 37.26 12.74 years, who answered a sociodemographic questionnaire, the Nordic Questionnaire of Musculoskeletal Symptoms, the Questionnaire on Quality of Life SF-36, and the Work Ability Index. Inferential analysis was performed using the Mann-Whitney test, Kruskal-Wallis test, and Spearman's correlation test, with a 5% significance level. Of the CHW interviewed, 82.98% had had musculoskeletal symptoms within the last 7 days and 93.62% within the last 12 months. The most compromised QoL domain was pain, followed by vitality, social aspects, mental health, general health status, emotional aspects, physical appearance, and functional capacity. The mean value for WA was 36.51 7.95. The comparison between gender and WA indicated that a greater number of women had an inadequate capacity. A higher incidence of symptoms implied an inadequate capacity. The lower the QoL scores, the lower WA. <![CDATA[Access to healthcare in the Family Health Strategy: balance between same day access and prevention/health promotion]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100165&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo propõe algumas diretrizes para a organização do trabalho na Atenção Primária à Saúde (APS) e na Estratégia Saúde da Família (ESF), relacionadas aos desafios de prover acesso e equilibrar no cotidiano dos serviços ações de prevenção de agravos e promoção da saúde com o cuidado ao adoecimento. Primeiramente, apresenta algumas ideias específicas sobre a importância do acesso para a qualidade dos serviços de saúde, seguidas de uma crítica sintética - fundamentada nos conceitos de Geoffrey Rose - à estratégia preventiva de alto risco, que tem tido alto impacto na organização das rotinas assistenciais. A seguir, contextualiza a promoção da saúde relacionada ao cuidado individual na APS/ESF, discutindo o potencial sinérgico do cuidado e da promoção da saúde, em suas dimensões individuais e coletivas, para transcender o modelo biomédico/mecanicista. Finalmente, apoiado nos tópicos anteriores, no que tange aos seus desdobramentos operacionais e utilizando um exemplo concreto, propõe algumas diretrizes para a organização do trabalho e das agendas de médicos e enfermeiros da ESF, de modo a viabilizar equilíbrio e sinergia entre acesso ao cuidado e prevenção/promoção, com vistas ao fortalecimento da ESF como coordenadora local do cuidado e principal porta de entrada do Sistema Único de Saúde.<hr/>This article presents some guidelines for organizing the working process in Primary Health Care (PHC) and Family Health Strategy (FHS) concerning the challenges of providing access and balancing the everyday healthcare services activities which includes health promotion and prevention of diseases, as well as access for those suffering ill-health. Firstly, it addresses some specific ideas about the importance of access to the quality of the health care services, followed by a brief critique - based on Geoffrey Rose's concepts - to the high-risk preventive strategy that has had high impact on health care organizational routines. Secondly, it contextualizes health promotion and its relations to individual health care in PHC/FHS, discussing the synergic potential of care and health promotion in their individual and collective dimensions to transcend the biomedical-mechanistic model. Finally, based on the above topics and concerning their operational consequences, as well as using a concrete example, it outlines general guidelines for organizing the working process and the agenda of doctors and nurses in the FHS, in order to facilitate both balance and synergy between access to health care and prevention/promotion, aiming to strengthen the FHS as local coordinator of care and main entrance of the Brazilian National Health System. <![CDATA[Health promotion competencies: challenges of formation]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100180&lng=en&nrm=iso&tlng=en O CompHP foi desenvolvido na Europa, em 2012, com o intuito de estabelecer competências e um sistema de certificação para a Promoção da Saúde. Este artigo tem o objetivo de apresentar uma reflexão teórica a respeito das possibilidades e limites da utilização do CompHP na formação de profissionais de saúde no Brasil. As bases teóricas que dão suporte a essa reflexão foram buscadas na literatura científica e ajustadas nos debates que aconteceram no interior de uma disciplina de pósgraduação stricto sensu, em 2012. Diversos trabalhos têm discutido e elaborado diretrizes para o estabelecimento de competências em promoção da saúde em todo o mundo, porém, as discussões sobre competências profissionais para a promoção da saúde que têm sido construídas no Brasil são ainda circunscritas a determinadas práticas profissionais. A partir das análises dos textos científicos, fica evidente que as diretrizes do CompHP foram cunhadas para se pensar a formação e a prática em promoção da saúde no contexto europeu, porém, as características do modelo de formação profissional praticado no Brasil podem se beneficiar muito com a proposta de competências que este documento traz.<hr/>The CompHP was developed in Europe in 2012, with the aim of establishing competencies and a certification system for Health Promotion. This article aims to present a theoretical reflection about the possibilities and limits of using CompHP in health professional training in Brazil. The theoretical bases that support this reflection were sought in the scientific literature and adjusted in the debates that took place in a post-graduation discipline stricto sensu, in 2012. Several papers have discussed and elaborated guidelines for establishing skills in promoting health around the world, however, discussions of professional competencies for health promotion that have been built in Brazil are still confined to particular practices. From the analysis of scientific texts, it is clear that CompHP guidelines were minted to think about training and practice in health promotion in the European context, however, the characteristics of the model of health and vocational training model practiced in Brazil can benefit greatly from the proposed competencies that this document brings. <![CDATA[Implications of the theoretical framework of the imaginary on Social Psychology]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100189&lng=en&nrm=iso&tlng=en En el presente estudio abordaremos dos de las principales concepciones sobre los mecanismos implicados en la construcción significativa del mundo. Hablamos de la Teoría de las Representaciones Sociales (TRS), formulada desde la psicología, y del marco teórico de lo imaginario, formulado principalmente desde la antropología y la filosofía. Procederemos exponiendo, primero, la TRS y, posteriormente, los acercamientos al marco teórico de lo imaginario desde diferentes disciplinas, para señalar las aportaciones que ofrece este último a la psicología social, aportaciones éstas que complementan las de la TRS. Así, este estudio tiene como objetivos realizar un análisis teórico de la TRS y del marco teórico de lo imaginario y especificar las contribuciones e implicaciones del marco teórico de lo imaginario a la psicología social (y, más concretamente, a la psicología cultural) de modo a observar cómo el concepto de imaginario social incluye y trasciende al de representación social(RS). Consideraremos las implicaciones ontológicas, epistemológicas, metodológicas y para la salud de la utilización del marco teórico de lo imaginario en la psicología cultural. En este sentido, propondremos la adopción de dicho concepto por la psicología, considerando que el mismo es fundamental por su capacidad explicativa, comprensiva, interpretativa y crítica.<hr/>This study aims at two of the main ideas about the mechanisms involved in the meaningful construction of the world. Even though they are multidisciplinary, these two perspectives are fundamentally born from two different disciplines: the Social Representation Theory (TRS), based on psychology, and the Theoretical Framework of the Imaginary, mainly based on Anthropology and Philosophy. The study will address TRS firstly and, subsequently, the approaches to Theoretical Framework of the Imaginary from different disciplines, in order to identify the contributions offered by the latter to Social Psychology that complement those of TRS. Thereby, this study aims at delivering a theoretical analysis of the TRS and of the Theoretical Framework of the Imaginary and at specifying the contributions and implications of the Theory of the Imaginary to Social Psychology (and, specifically, to Cultural Psychology) in order to see how the social imaginary concept includes and transcends the social representation (RS) concept. The ontological, epistemological, methodological and health implications of using the Theoretical Framework of the Imaginary in cultural psychology will be considered. In this regard, this concept adoption by psychology will be proposed, since it is essential for its explanatory abilities, understanding, interpretation and criticism. <![CDATA[Social identity and deinstitutionalisation: a study about a neighborhood that receives therapeutic residences in Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100204&lng=en&nrm=iso&tlng=en As residências terapêuticas (RTs) constituem importantes dispositivos no cuidado em saúde mental. Contudo, as resistências das comunidades à sua implantação se constituem como dificuldade para sua consolidação. No sentido de analisar essa realidade, o estudo discute as concepções sociais sobre a convivência com RTs partindo da visão de habitantes de um conjunto residencial que recebe três RTs. Por meio de perspectiva etnográfica, foram realizadas entrevistas e observações. As RTs foram representadas como locais seguros, exercendo controle sobre seus moradores e desempenhando o papel do hospital psiquiátrico. Além disso, a presença das RTs naquela vizinhança possibilitou a classificação Conjunto dos Doidos estabelecida pelo Pessoal de fora, pondo em risco a identidade social dos habitantes do local. Foi observada uma tendência à diferenciação intergrupal na relação entre habitantes do conjunto residencial e os moradores das RTs, podendo ser compreendida como uma necessidade decorrente do processo de identidade social. Antigos signos associados à loucura foram observados, mas foram desfeitos a partir do convívio cotidiano com os moradores das RTs, o que pode ser um aspecto positivo a ser destacado. Mesmo com a tendência à separação das RTs, como observado neste estudo, existe um movimento que, baseado na experiência concreta de vida com as RTs na vizinhança, aponta para a possibilidade da coexistência sem maiores conflitos entre os grupos envolvidos, ilustrando a ambiguidade das relações e a necessidade de mais estudos, uma vez que, no contexto da convivência com RTs, não tem fórmula de bolo para isso como as pessoas pensam.<hr/>Therapeutic Residences (TRs) are important devices for mental health care. However, the communities' resistance imposes a challenge to their implementation. In order to analyze this reality, this study discusses the social conceptions of co-inhabiting with TRs from the perspective of residents of a residential complex that receives thee TRs. Under an ethnographic light, interviews and observations were conducted. The TRs were represented as safe places, exerting control over their residents, and playing the role of a psychiatric hospital. Furthermore, the presence of the TRs in that neighborhood allowed them to be called groups of crazies by the outside people, which endangered the social identity of the TR residents. A tendency of intergroup differentiation was observed in the relationship between residents of the neighborhood and of the TRs, which can be understood as a necessity of the social identity process. Old signs associated with madness were observed among the neighborhood residents, but they were undone by the daily contact with the TR residents, which is a positive aspect to emphasize. Even with the separation tendencies from the TRs, as observed in this study, a movement based on the actual experience of living in the same neighborhood as the TRs exists and points to the possibility of coexistence without major conflicts between the groups involved. This illustrates the ambiguity of the relationships and the need for further research, since there's no recipe for this cake as people may think in the context of living near TRs. <![CDATA[Experiences of caregivers of people with mental illness in the face of psychiatric reform: production care, autonomy, empowerment and solvability]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100217&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo objetiva compreender o lugar da família nos processos de cuidado e desinstitucionalização, e a maneira como os arranjos familiares têm experienciado a proposta reformista e antimanicomial de oferta dos serviços substitutivos como política pública. Trata-se de um estudo de natureza qualitativa e de cunho crítico hermenêutico, realizado em dois Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), cada um em um município distinto do estado do Ceará, nordeste brasileiro. O trabalho contou com 29 colaboradores, sendo 13 usuários e 16 cuidadores, que participavam dos grupos voltados aos familiares e usuários dos CAPS. A pesquisa foi aprovada no Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Estadual do Ceará e respeitou os princípios éticos dispostos na Resolução Conselho Nacional de Saúde 196/96. Para a coleta dos dados, foram utilizados os métodos de entrevista semiestruturada e grupo focal temático. Os resultados apontam que os cuidadores relacionam sua prática às ações de zelo, envolvimento, preocupação e responsabilização. A participação e o empoderamento dos cuidadores na interlocução com os usuários versam sobre a busca por autonomia, por projetos emancipatórios, por uma efetiva melhoria relacional e visão crítica do usuário quanto à organização dos serviços de saúde e da realidade social. A resolubilidade da atenção é apresentada como pouco eficiente e discriminatória, comprometendo a gestão do cuidado e, até mesmo, a aposta dos cuidadores nos pressupostos da Reforma Psiquiátrica. Concluiu-se que uma proposta ampliada e resolutiva requer novas possibilidades políticas e organizacionais, ancoradas em práticas assistenciais que priorizem o fortalecimento da autonomia e o empoderamento dos sujeitos.<hr/>This study aims to understand the family role in the care and deinstitutionalisation processes, and how the family has been experiencing the forward-looking and anti-asylum proposal for the substitute services provision as a public policy. This is a qualitative and hermeneutical critical study conducted in two Psychosocial Care Centers (CAPS), each in a different city in the state of Ceará, northeastern Brazil. The study had as volunteers 29 employees, 13 users and 16 caregivers, who participated in the groups to the users of CAPS and his/her family members. The research was approved by the Research Ethics Committee of the State University of Ceará and complied with the ethical principles set out in Resolution 196/96. The semi-structured interview and thematic focus group methods were used to collect the data. The results show that the caregivers relate their practice to zeal actions, involvement, concern and responsibility. The caregivers' participation and empowerment in the dialogue with users address the search for autonomy, for emancipatory projects, for an effective relational improvement and critical user vision for the organization of health services and of social reality. The resolution of attention is presented as inefficient and discriminatory, threatening the care management and the caregivers' hopes in the psychiatric reform assumptions. It was concluded that a problem-solving proposal requires new policies and organizational possibilities, anchored in care practices which prioritize the autonomy strengthening and individuals' empowerment. <![CDATA[The meaning of the referrals to the CAPS III in Santos: the professionals' point of view]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100232&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho teve como objetivo entender os significados dos encaminhamentos feitos aos CAPS III de Santos na visão dos profissionais de saúde que atuam nesses serviços, por meio de pesquisa de abordagem qualitativa, priorizando-se o método etnográfico. Para a obtenção das informações junto a esses profissionais, utilizou-se a técnica de entrevistas em profundidade, com roteiro semiestruturado. Foram entrevistados 12 profissionais (quatro psiquiatras e oito de outras especialidades) nos cinco CAPS III do município de Santos. Os significados dos encaminhamentos aos CAPS III, segundo os entrevistados, estão vinculados ao modo equivocado e “indevido” como ocorrem, com poucos dados e sem critérios específicos. Para eles, tais encaminhamentos, por profissionais de outros serviços, são decorrentes da falta de escuta; da pressa em encaminhar o paciente; do desconhecimento do que seja o CAPS III; o que acarreta uma demanda excessiva ou “voraz” para os CAPS III, sobrecarregando o serviço e impedindo que os profissionais possam se dedicar aos pacientes graves, prioritários nesses serviços. Observa-se uma contradição entre o discurso dos entrevistados e sua prática, pois as novas demandas, de casos leves, são atendidas. Ao se referirem aos CAPS III como um espaço de acolhimento, que oferece proteção e segurança, os entrevistados indicam de que maneira lidam em suas práticas com essa inversão de prioridades de demanda. Ao definirem o CAPS, seu local de trabalho e de experiência profissional, a partir da noção de acolhimento, uma “categoria nativa”, os entrevistados parecem explicar a contradição entre o discurso e a prática.<hr/>The objective of this study was to understand the meaning of the referrals to the CAPS III in Santos according to the opinion of health professionals who work in these services. A qualitative research was conducted, prioritizing the ethnographic method. The in depth interviews technique with a semi-structured script was used to collect information from these professionals. The research was carried out with 12 professionals – four psychiatrists and eight professionals from other areas – covering the five CAPS III in the city of Santos. In the professionals' opinion, the meanings of the referrals are related to the mistaken and inappropriate ways they occur, with few data and without any specific criteria. For them, the inadequacy of those referrals, made by professionals from others services, is due to the lack of accurate listening, to the hurry to refer patients and to the lack of knowledge about the CAPS III. These inadequate referrals cause an excessive demand to CAPS III, a service overload and professionals' restraint to care severe ill patients, who are considered priority in these kinds of services. There is a contradiction between the interviewees' discourse and their practice as the new demands, the common disorders cases, are attended. When referring to CAPS III as a welcoming place that offers safety and security, respondents indicate how they deal with this inversion of priorities in their practices. When defining the CAPS, their place of professional experience, with the notion of a welcoming, a “native category”, the interviewees seem to explain the contradiction between discourse and practice. <![CDATA[Child mental health in primary health care: physicians' speeches]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100244&lng=en&nrm=iso&tlng=en O impacto de ações que asseguram o crescimento e o desenvolvimento da criança, tais como a redução da mortalidade infantil e dos índices de desnutrição, é significativo nos últimos anos. No entanto, estima-se que 10 a 20% da população infantil sofre com transtornos mentais, e de 3 a 4% necessitam tratamento intensivo. Neste sentido, é fundamental compreender como os profissionais médicos da atenção primária à saúde (APS) lidam com tais questões. A pesquisa buscou compreender sentidos e significados sobre saúde mental infantil (SMI) dos profissionais médicos da APS por meio dos seus discursos. Foram realizadas entrevistas contendo um questionário para a caracterização sociodemográfica e um roteiro semidirigido. Como resultados do processo de análise, emergiram cinco núcleos de significação, indicando: (1) limitações com relação à implicação no tratamento das condições que envolvem problemas de SMI; (2) a “família desestruturada” como determinante fundamental do sofrimento psíquico da criança que nela convive; (3) a mãe como principal responsável pela saúde mental de seu filho; (4) a transcrição da receita e averiguação dos retornos aos especialistas como condutas centrais nos casos de problemas de SMI, e (5) a fragmentação das ações de cuidado devido à segmentação das responsabilidades no tratamento de problemas de SMI. É fundamental a escuta qualificada das necessidades das famílias e das mães e/ou responsáveis pelas crianças que enfrentam problemas de saúde mental, bem como a concentração de esforços na construção de ações intersetoriais e na formação continuada em SMI.<hr/>The impacts of actions that ensure child's physical development, such as the reduction of the infant mortality rate and of the malnutrition taxes, have been significant on the last years. However, approximate 10 to 20% of the infant suffer with mental illnesses and, among them, 3 to 4% require intensive treatment. Considering this data, it is very important to understand how Primary Health Care (PHC) physicians deal with such issues. The research intended to understand the PHC physicians' meanings and significations related to Child Mental Health (CMH). Interviews were conducted with questions and a semi-structured script to build a sociodemographic characterization of the participants. It was possible to identify, as a result of the analysis process, five signification cores indicating that: (1) there are limitations related to the implication of conditions that involve CMH problems on the treatment, (2) “non-structured families” are considered determinant to the child's mental illness, (3) the mother is considered the main responsible for her son or daughter's mental health, (4) the medical prescription and the checking of follow-ups are central activities in CMH problems cases, and (5) the healthcare fragmentation due to the responsibilities segmentation on the CMH problems treatment. It is essential to develop an active listening to the needs of the families, mother and/or responsible adults that are related to the children that have mental health problems, as well as concentrating efforts to build intersectional actions and continuing education on CMH. <![CDATA[Ethical, methodological and personal/professional challenges in ethnography in a public health system for the attendance of eating disorders in Rio de Janeiro, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100259&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo discute os desafios no trabalho de campo em uma pesquisa etnográfica em curso em um serviço público de saúde na cidade do Rio de Janeiro, que oferta atendimento a adolescentes de ambos os sexos com transtornos alimentares. A pesquisa tem como questão central de investigação a anorexia nervosa publicamente reconhecida, a partir da busca por atendimento de saúde por parte dos pais e/ou responsáveis de adolescentes que apresentam sinais e/ou sintomas sugestivos de transtornos alimentares. Busca-se conhecer a dinâmica de funcionamento cotidiano do serviço de saúde eleito, como o diagnóstico da doença é construído na equipe de saúde, bem como o processo de adoecimento vivenciado pelos usuários e suas relações de sociabilidade. Para alcançar os objetivos da investigação, foi preciso “converter” a nutricionista, sem qualquer experiência prévia em pesquisas qualitativas, em antropóloga, bem como enfrentar os entraves éticos e metodológicos que permeiam o trabalho de campo da pesquisa antropológica em saúde.<hr/>The article discusses the challenges in the ethno-graphic research field work in an ongoing public health service in the city of Rio de Janeiro that offers services to adolescents of both sexes with eating disorders. The research has as investigation central issue the anorexia nervosa publicly recognized, from the search for health care by parents and/or caregivers of adolescents with eating disorders signs and/or suggestive symptoms. This study aims to understand the function dynamics of the elected health service, how the diagnoses are built by the healthcare team, as well as the disease process experienced by users and their sociability relations. To achieve the research objectives, it was necessary to “convert” the nutritionist, who did not have any prior experience in qualitative research, in an anthropologist, as well as addressing the ethical and methodological barriers that permeate the work of an anthropological research in the field of health. <![CDATA[Technological organization in oral health in SUS: an archeology of national policy for oral health]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100273&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo discute a organização tecnológica dos modelos de atenção à saúde bucal à luz da Política Nacional de Saúde Bucal - PNSB. O referencial teórico-metodológico para este estudo estruturou-se em um histórico das políticas de saúde bucal no Brasil, buscando apreender o saber operante que norteou a prática neste campo. A abordagem das políticas de saúde procedeu-se sob teoria de M. Foucault na obra Arqueologia do Saber. Utilizou-se de revisão de documentos normativos do SUS e de publicações do período de 2000 a 2012. Procurou-se desvelar, a partir da organização tecnológica (categoria de análise) como tais políticas abordam as necessidades de saúde da população e quais ferramentas, instrumentos e tecnologias são oferecidas para o cuidado em saúde bucal. O SUS busca substituir modelos de organização do trabalho que transformem a prática de assistência odontológica (ineficaz, baixa cobertura, monopolista, baixa resolubilidade, mal distribuída geográfica e socialmente), por modelos voltados à promoção da saúde. O levantamento de artigos sobre a atual PNSB destacou nos serviços um modus operandi calcado na pragmática prática odontológica, plena de conflitos e contradições. Para que as diretrizes da PNSB transformem a prática em saúde bucal com novos arranjos tecnológicos no processo de trabalho, outras formas de vínculo e comprometimento devem ser almejadas. É necessário repensar a tecnologia do cuidado em saúde bucal como possibilidade da atenção com integralidade e de sua legitimação como um dos componentes da saúde em uma expressão ampliada: a da qualidade de vida.<hr/>This article discusses the technological organization of care models for the oral health in the light of the National Oral Health Policy. The theoretical and methodological framework for this study was structured from a history of oral health policies in Brazil, seeking to understand the operative knowledge which guided practice in the field. The approach of health policies proceeded according to the theory of the work of M. Foucault The Archaeology of Knowledge. This was used to review normative SUS (Brazilian National Health System) documents and publications for the period 2000-2012. We sought to uncover, from the technological organization (analysis category) how such policies see the health needs of the population and what tools/technologies are offered in oral health care. The SUS has sought to replace models of work organization that transform the practice of dental care (ineffective, low coverage, monopolistic, low resolution, poorly distributed geographically and socially), with models aimed at health promotion. The collection of articles on the current PNSB highlight a modus operandi in services underpinned by pragmatic dentistry, full of conflicts and contradictions. In order to transform NOHP guidelines into oral health practice with new technological arrangements in the labor process, other forms of bonding and commitment are desirable. It is necessary to rethink the technology of oral health care as a possibility with comprehensive care and its legitimacy as a component of health in a larger expression: quality of life. <![CDATA[The dental professional after productive restructuring: ethics, the job market and dental public health]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100285&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste artigo é desvelar os problemas éticos na nova realidade de trabalho dos profissionais da odontologia, pós-reestruturação produtiva. Pesquisa qualitativa do tipo exploratório descritivo realizada por meio de entrevista individual semiestruturada com dez profissionais da odontologia num universo total de 30 entrevistados, utilizando o método de análise textual discursiva. O mercado de trabalho da odontologia pós-reestruturação produtiva apresenta uma nova realidade de planos, convênios e clínicas populares que não atende às necessidades dos profissionais em vários quesitos, mas, sim, às suas próprias necessidades comerciais, ocasionando diversificados problemas éticos. Um crescente ressentimento interpares parece ter relação direta com a crise neste mercado de trabalho e com a transformação da velha concorrência liberal em competitividade. Diferenciada da lógica de mercado, as transformações na saúde bucal coletiva direcionam a um importante e contemporâneo debate: a necessidade social de construção da excelência para a odontologia pública como problema ético. Conclui-se que uma crise profissional na odontologia aponta diferentes problemas éticos, uma vez que as transformações no mercado de trabalho reforçam um sentido comercial na profissão, construindo configurações empresariais com ampliação de acumulação de capital em realidades de precarização no trabalho; e que a ação exclusiva do profissional na saúde bucal coletiva estimula o seu papel protagonista nas transformações rumo a uma nova excelência profissional pública.<hr/> Objective: to uncover ethical problems in dental professionals' new labor reality after productive restructuring. Methods: exploratory and descriptive qualitative research, carried out through an individual, semi-structured interview with 10 dental professionals within a universe of 30 interviewees. The analysis method was Textual Discourse Analysis. Results: 1. Ethical problems in the dental job market after the productive restructuring: the new reality of health plans, private health insurance and popular clinics does not seem to meet the professionals' needs; rather, it seems to meet the needs of the market, entailing diversified ethical problems. A growing inter-peer resentment seems to be directly related to the crisis in the job market and to transforming the old concurrence into competitiveness; and 2. Transformations in dental public health: it debates the social need constructing excellence in public health dentistry as an ethical problem, different from the logic of the market. Conclusion: a professional crisis points at different ethical problems: transformations in the job market strengthen a commercial sense in the profession, building business configurations with increased capital accumulation in realities of precarious labor; the exclusive action of the dental public health professional stimulates his leading role in transformations towards a new professional excellence: that of the public service. <![CDATA[Overview of the selective waste collection with pickers in Maputo municipality, Mozambique: challenges and perspectives]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100298&lng=en&nrm=iso&tlng=en Em Maputo, a coleta seletiva ocorre de forma restrita, majoritariamente como resultado de iniciativas não governamentais ou individuais. Este estudo apresenta um panorama desses projetos e enfatiza iniciativas em parceria com o município. O objetivo foi analisar experiências de coleta seletiva de resíduos sólidos domiciliares em parcerias com organizações de catadores em Maputo, Moçambique, a fim de avaliar suas perspectivas. Foram realizadas pesquisas bibliográficas e documentais e entrevistas qualitativas semiestruturadas com: representante da Direção Municipal de Saúde e Salubridade do Município de Maputo; coordenadores administrativos de quatro organizações de catadores (Recicla, Fertiliza, Amor e Pagalata). Além disso, foram feitas visitas técnicas aos galpões/usinas de triagem e estações de coleta dessas organizações. As iniciativas, embora, em conjunto, desviem menos de 1% dos resíduos sólidos urbanos produzidos no município, foram avaliadas positivamente em aspectos de formação de capital social e econômico. A pesquisa também demonstrou que um problema para a coleta seletiva e a reciclagem em Moçambique é a carência de um mercado local e um parque reciclador que utilize e transforme materiais recicláveis em produtos reciclados. Nesse sentido, faz-se necessário definir um marco legal de serviço municipal de coleta seletiva com a participação dos catadores e munícipes.<hr/>In Maputo, the selective waste collection is undertaken in a very limited way and is largely a result of nongovernmental projects or individual initiatives. The objective of the study was to analyze household selective waste collection in Maputo emphasizing those in partnership with the municipality, in order to evaluate their potentialities. The research methods were bibliographical and documental research and qualitative interviews. The interviews were with representatives from: Municipal Directorate of Cleansing and Cemeteries; coordinators of four pickers' organizations (Recicla, Fertiliza, Amor and Pagalata). In addition, there were technical visits to units for sorting recyclables and collecting/selling stations. The research showed that the initiatives are positive, in terms of social and economic capital, although altogether the projects deviate less than 1% of the urban solid waste produced daily in the municipality. One of the major problems for promoting selective waste collection in Mozambique is lack of local industries that transform recyclable materials in recycled products. It is therefore important to provide a legal framework for municipal selective waste collection service with pickers' and citizens' participation. <![CDATA[Insecticides advertisements: strategies for minimization and concealment of household risks]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100308&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este trabalho tem como objetivo fazer uma análise e propor uma discussão sobre as estratégias adotadas pelas propagandas de inseticidas para uso no ambiente doméstico, e suas implicações para a saúde pública. Foram analisadas peças publicitárias de inseticidas veiculadas na mídia televisiva no período de 2008 a 2010. Como critério de seleção das peças, foram escolhidas quatro peças publicitárias de inseticidas que foram ao ar em dois canais de TV aberta, nos horários da manhã e da noite, ao longo do período citado. Para a análise dessas peças, utilizou-se a observação da propaganda na TV. O método utilizado foi a análise de conteúdo. As categorias geradas pela análise foram: apelo ao status do usuário; ocultação e minimização dos riscos; símbolos de modernidade e cientificidade; representações de um mundo asséptico; e representações de força, poder e controle. Concluímos, então, que todas as propagandas analisadas utilizaram estratégias que ocultam os riscos toxicológicos dos inseticidas no ambiente doméstico e não cumprem a legislação brasileira.<hr/>The study aims to analyze and propose a discussion on insecticide ads for domestic use and their implications on public health. We analyzed insecticide ads broadcast on the television between the years of 2008 and 2010. As selection criteria four insecticide ads were chosen, which aired on two television channels, in the morning and in the evening, over that period. The ads were analyzed by watching their broadcast on television. The method used was content analysis. The categories generated by the analysis were: appeal to the user's status; concealment and downscaling of risks; symbols of modernity and rationality; representations of an aseptic world; and representations of strength, power and control. We, therefore, conclude that all the evaluated ads adopted strategies that concealed the risks of domestic insecticides and did not comply with Brazilian legislation. <![CDATA[Ethnographic investigation of infestations with soil-transmitted helmints in Chaco-Salteno, Argentina]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100321&lng=en&nrm=iso&tlng=en Introducción: Se trata de una investigación antropológica que analiza los contextos socioambientales en una localidad del Chaco-Salteno argentino con altos niveles de prevalencia en geohelmintiasis. Objetivos: Describir y analizar los contextos socioambientales, las condiciones sanitarias y habitacionales y las percepciones de riesgo de la población afectada. Método: Se disenó a partir de un análisis crítico no exhaustivo de literatura epidemiológica sobre infestaciones parasitarias en territorio argentino. Se integraron técnicas cuantitativas (cuestionario semiestructurado sobre cuestiones habitacionales en una muestra no probabilística) y cualitativas (entrevistas en profundidad a informantes claves y observación participante en actividades laborales, domésticas y espacios de atención a la salud). Resultados: la distribución de la tierra, los espacios a habitar, el acceso a agua potable y a las instalaciones sanitarias están vinculadas a las condiciones laborales. La población paciente realiza estrategias para el abastecimiento de agua y negocia la exposición a riesgos sanitarios. Conclusiones: El enfoque etnográfico provee información detallada sobre las prácticas sanitarias y la construcción local de los riesgos, asociada al género y la edad de la población afectada. El abordaje de las dimensiones sociales, económicas y físicas de los suelos, permite problematizar las concepciones de salud y ambiente que se utilizan para explicar los procesos de infestaciones por geohelmintiasis. <hr/> Introduction This paper describes an anthropological investigation which analyzes the environmental situation of areas with high endemicity of soil-transmitted helminths (STH) in Chaco-Salta, Argentina. Objective to describe and analyze the socio-environmental context and the perception of risk within the affected population. Method the study design was developed after a critical, non-exhaustive analysis of published epidemiological literature on parasitic infestations in Argentina. Quantitative (semi-structured questionnaires on socioeconomic aspects of a selected sample) and qualitative techniques (thorough interviews of key informants and direct observation of domestic and working activities, and healthcare centers) were integrated in the study. Results The working conditions and the organization of the economic agricultural activity affects land distribution, the spaces used to build houses, access to potable water and sanitary installations. The patient population organizes strategies to procure their water and negotiates health risks. Conclusions The ethnographic focus provides detailed information on health practices and the local risk stratification, associated with gender and age of the affected population. By addressing the social, economic, and physical dimensions of the land, it is possible to problematize the understanding of health and the environment used to explain STH. <![CDATA[Logic of sensations in physical activity: a review of Brazilian gyms' discourses and their projection in contemporary society]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100337&lng=en&nrm=iso&tlng=en Para o filósofo alemão Christoph Türcke, autor de "Sociedade Excitada", de 2010, é possível identificar um novo padrão de comportamento nas sociedades atuais, o da "lógica das sensações". Nessa lógica, buscam-se incessantemente estímulos sensoriais e a espetacularização do cotidiano. Nossa pesquisa teve como objetivo investigar a possibilidade de identificar tal lógica nos discursos sobre saúde e prática de atividades físicas. Para isso, analisamos os discursos de cem academias de ginástica brasileiras, por meio de seus sítios eletrônicos. Como tratamento metodológico utilizamos um processo de codificação no qual agrupamos unidades de registros em unidades de contexto para posteriores inferências. Reunimos cinco unidades de contexto representativas dos discursos das academias sobre atividade física e saúde, envolvidas com a lógica das sensações: promessas de comportamento; sugestões de emoções; propostas de estímulos sensoriais; conceitos holísticos; e projeções estéticas. Com isso, propusemos diversas inferências, a maior parte em torno da premissa de que a atividade física e a saúde vêm se convertendo, no discurso das academias de ginástica, em uma oportunidade para a experiência de sensações estimulantes e para a produção de um estilo de vida espetacularizado, para o qual o próprio espaço da academia seria palco. Dessa forma, corroboramos a hipótese inicial de que as reflexões de Türcke aplicam-se ao campo das atividades físicas na sociedade contemporânea, de que estão presentes no discurso das academias de ginástica brasileiras e de que um setor específico de reflexão emerge-se no contexto da relação entre saúde, atividade física e sociedade: o da filosofia da sensação.<hr/>For the German philosopher Christoph Türcke, in "Excited Society" (2010), it is possible to identify a new standard of behavior, the "logic of sensations". In this logic, human beings search incessantly for sensorial stimuli and sensationalize the everyday. Our review questioned if it would be possible to identify such logic in discourses on health and physical activities. For this, we analyzed the discourse from a hundred Brazilian gyms, through their web sites. In our methodology we used a coding process in which we grouped recording units into context units. We found five representative context units of the gyms' discourse on physical activities and health, involved with the logic of sensations: promises of behavior, suggestion of emotions, proposals of sensorial stimulus, holistic concepts and esthetic projections. With that, we were able to make a lot of inferences, many of them around the premise that physical activity and health have been converging, in the gyms' discourse, into an opportunity for to experience stimulating sensations and produce a sensationalized life style, for which the gym space itself would be onstage. Thus, we corroborate the initial hypothesis that Türcke's thoughts probably apply pertinently to the harvest of physical activity in contemporary society, that this is present in the Brazilian gym discourse and that a specific sector of reflection is emergent in the context of the relation between health, physical activities and society: the philosophy of sensation. <![CDATA[Comparative analysis between condom use clusters and risk behaviours among Portuguese university students]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100350&lng=en&nrm=iso&tlng=en The research on condom use has been focused on high-risk individuals, paying less attention to those who have moderate risk or safe sexual conducts. In order to design accurate interventions, potential differences among the condom use behavior groups must be considered. The goal was to assess possible differences in individuals presenting different types of risk behavior. 140 heterosexual university students answered a self-reported questionnaire about their sexual history, condom use habits, sexual self-esteem, sexual satisfaction, sexual control, attitudes towards condoms, self-efficacy to condom use, and emotions and feelings during sexual intercourse. A cluster analysis was conducted using the results about condom use and risk behaviors. Three groups with different risk levels emerged, presenting differences over sexual self-efficacy, attitudes towards condoms, socio-demographic variables, and sexual history. The results suggest the condom use inconsistency is highly associated with other risk behaviors but the contrary does not necessarily happens. Condom use consistent users also presented risk behaviors as smoking and drinking. The group differences suggest the risks were more affected by the combination of lack of skills with a negative attitude toward condoms than by contextual or personal variables. These differences sustain the need of an intervention adjusted to the individual's risk levels, since they differ on skills and beliefs that may hinder or promote the adoption of health behaviors.<hr/>A investigação sobre o uso do preservativo tem-se focado em indivíduos de elevado risco e fornecendo menos atenção aqueles com menor risco. De forma a desenhar intervenções eficazes devemos considerar potenciais diferenças entre grupos com diferentes comportamentos de uso do preservativo. Foi nosso objetivo avaliar possíveis diferenças entre indivíduos com diferentes tipos de comportamentos de risco. 140 estudantes universitários responderam a um questionário sobre a história sexual, uso do preservativo medidas sobre autoestima sexual, satisfação sexual, controle sexual, atitudes face ao preservativo, autoeficácia para o uso, emoções e sentimentos durante o ato sexual. Foi realizada uma análise de clusters com as medidas de uso do preservativo e outros comportamentos de risco medidos. Emergiram três grupos com diferentes níveis de risco que apresentavam diferenças na autoeficácia, na atitude face ao preservativo, em variáveis demográficas e na história sexual. Os resultados sugerem que o uso inconsistente está associado com outros comportamentos do risco; no entanto o contrário não é necessariamente verdade. Utilizadores consistentes também apresentam comportamentos de risco como beber e fumar. O risco é mais afetado pela combinação da falta de competências e uma atitude negativa face ao preservativo do que por variáveis contextuais ou sociodemográficas. Estas diferenças sustentam a ideia que uma intervenção ajustada a diferentes níveis de risco é necessária, já que os indivíduos parecem diferir em crenças e competências que podem aumentar ou diminuir a adoção de comportamentos de risco. <![CDATA[The emergency network in the northern macro-region of Minas Gerais, Brazil: a case study]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100361&lng=en&nrm=iso&tlng=en A atenção a Urgência e Emergência é um desafio a ser enfrentado pelo Sistema Único de Saúde e demanda dos gestores a organização deste. Para atender a essa demanda, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais propôs a construção da Rede de Atenção de Urgência e Emergência na Macrorregião Norte de Minas Gerais, sendo a compreensão de seu funcionamento o objetivo deste artigo. Trata-se de uma pesquisa qualitativa e exploratória do tipo estudo de caso. A coleta de dados foi feita mediante pesquisa documental, observação e entrevistas com informantes-chave, membros do Comitê Gestor e profissionais da Secretaria de Estado que acompanham a Rede de Atenção à Urgência e Emergência do Norte de Minas. Os resultados indicam dificuldades, facilidades e avanços no processo. Entre as facilidades, tem-se a implantação da rede, a criação do Comitê, a regionalização do Serviço de Atenção Móvel de Urgência, a adoção da classificação de risco e o suporte do Estado. Entre as dificuldades, estão o modelo de financiamento, a extensão territorial, o despreparo e a rotatividade dos profissionais. Já o avanço foi o maior acesso. Conclui-se ser este um processo complexo e dinâmico, que envolve diversos e diferentes atores. Trata-se de ação pioneira e ousada, que, a despeito das dificuldades, tem se mostrado bastante positiva.<hr/>The attention to the Urgency and Emergency sectors is a challenge to be faced by the Unified Health System and demands organization from the health managers. In order to respond to this demand, the State Secretary of Health has proposed the implementation of the Urgency and Emergency Attention Network in the Northern Macro-region of Minas Gerais, and this article, a qualitative and exploratory research in the form of a case study, aims to understand its function. The data was collected through documental research, observation and interviews with key-informants (members of the Managerial Committee and professionals of the Secretariat of State who accompany the Urgency and Emergency Attention Network in the North of Minas Gerais). The results point at difficulties, but also at positive aspects and advances. On the positive end are the network implementation, the Committee creation, the Emergency Mobile Health Care regionalization, the risk classification and the State support. On the negative end are the financing model, the large territory, the workers' lack of prepare, and their high turnover. As advances, the better access to the services is highlighted. The conclusion is that this is a complex and dynamic process that involves many different actors. This network is an innovative and audacious action, which, despite the difficulties, has proved to be very positive. <![CDATA[Social participation in the perspective of the actors of a social network community: a case study]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000100374&lng=en&nrm=iso&tlng=en A participação social tem sido um tema bastante explorado na atualidade pelo desafio da sua consolidação. O presente trabalho consiste em um estudo de caso, desenvolvido na Rede Social Comunitária da Regional Norte de Belo Horizonte, com o objetivo de elucidar como ocorre a participação neste espaço segundo a visão de seus integrantes. Como base teórica para seu desenvolvimento, discutiu-se deliberação, participação social, desenho de redes e evolução da participação no âmbito da saúde. Para a compreensão do objeto de estudo, utilizou-se da análise documental, da observação participante e da realização de entrevistas semiestruturadas envolvendo dez membros da Rede Social Comunitária. Para o exame do material obtido, foram construídas quatro categorias de análise acerca dos aspectos que interferem na qualidade da participação, sendo elas: contexto; atores envolvidos; desenho; participação e deliberação. Verifica-se que a Rede Social Comunitária compreende um espaço de deliberação informal da sociedade, construído sob a perspectiva da promoção da saúde e da concretude da intersetorialidade. A Rede possui uma composição híbrida e enfrenta desafios quanto à sua dinâmica interna e de mobilização social. Foram identificados, contudo, diversos fatores que contribuem para uma participação efetiva, além dos avanços promovidos pela experiência em rede com repercussão nos seus membros e em aspectos do território.<hr/>Because of its challenging consolidation, the social participation has been a quite recurrent subject nowadays. This piece of work consists in a case study developed in Belo Horizonte's North Sector Social Community Network and aims to bring light, through its integrants points of view, on how participation occurs in this space. Topics as deliberation, social participation, network design and evolution of participation in the health scope were discussed as a theoretical background for the study development. In order to understand the study object, the methods used were: documental analysis, participatory observation and implementation of semi structured interviews with ten members of the Social Community Network. To examine the outcome material, four analysis categories were constructed around the aspects that interfere in the participation quality: context; actors involved; design; participation and deliberation. It is observed that the Social Community Network comprises a space for the society informal deliberation constructed under the perspective of health promotion and of the intersectoral approach concreteness. The Network has a hybrid composition and faces challenges concerning its inner and social mobilization dynamics. However, multiple contributing factors for an effective participation were identified, as well as the improvements promoted by the network experience reverberating to its members and to the territory aspects.