Scielo RSS <![CDATA[Educar em Revista]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0104-406020160002&lang=en vol. num. 60 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Editorial]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[Apresentação]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200013&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[Learning and development of the historical awareness: possibilities of research on History Education]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200017&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Este trabalho apresenta resultados parciais de pesquisa que vem sendo realizada no âmbito do projeto "Catálogo seletivo e analítico da produção acadêmica sobre o ensino de História no Brasil e em Portugal: contribuições de teses, dissertações e artigos publicados em periódicos para a renovação da prática de ensino de História". A partir de um inventário sobre a trajetória de pesquisas acerca da aprendizagem histórica, o trabalho apresenta reflexões sistematizadas a partir do estudo de um caso relacionado às pesquisas realizadas no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Paraná (PPGE/UFPR). Essas pesquisas admitem a existência do domínio científico da Educação Histórica, cujos substratos teóricos e metodológicos estão referenciados, basicamente, na filosofia da História de Jörn Rüsen, bem como nos princípios da pesquisa qualitativa educacional. Esses substratos teóricos e metodológicos têm fundamentado pressupostos e categorias de um tipo de aprendizagem histórica não referenciada na psicologia, mas relacionada à cognição histórica situada na própria ciência de referência, tendo como base a teoria da consciência histórica e suas relações com a aprendizagem da história. Neste trabalho são apontados alguns resultados obtidos após a análise de teses e dissertações, tais como a função e significado da aprendizagem na e para a Didática da História; aprendizagem histórica e relação com a vida prática; narrativa e aprendizagem histórica, conceitos históricos e aprendizagem histórica, aprendizagem histórica situada e formação de professores, aprendizagem histórica de jovens e crianças. Do ponto de vista da metodologia de investigação, os princípios norteadores dessas pesquisas ancoram-se nos pressupostos dos polos morfológicos, epistemológicos e técnicos da pesquisa qualitativa em educação e na perspectiva da análise documental. Com base em Pimenta (2002), após a análise dos dados, foram sistematizados alguns pontos, levando-se em consideração os seguintes passos da investigação: quem fala, de onde, quando, o que, que procedimentos são apresentados, principais referências teóricas, resultados.<hr/>Abstract This work presents partial results of a research that has been conducted in the project scope - "Selective and analytical catalogue of the academic production on the teaching of History in Brazil and in Portugal: contributions of theses, essays and articles published in periodicals for renewing the practice of teaching History". Considering an inventory of the trajectory of researches on historical learning, the work presents systematized reflections of a case study related to researches conducted within the scope of the Program of Graduation on Education of the Federal University of Paraná - PPGE-UFPR. These researches accept the existence of the scientific command of History Education, whose theoretical and methodological foundations are referenced basically in the philosophy of History of Jörn Rüsen, as well as in the principles of the educational qualitative research. These theoretical and methodological foundations have based assumptions and categories of a type of historical learning not referenced in psychology, but related to the historical cognition located in the very reference science, based on the theory of historical awareness and its relations to the learning of history. In this work, some results achieved are indicated after the analysis of the theses and essays, such as the function and meaning of the learning in and to History Didactics; historical learning and its relation to practical life; historical narrative and learning, historical concepts and historical learning, located historical learning and education of teachers, historical learning of youngsters and children. From the point of view of the investigation methodology, the guiding principles of these researches are anchored in the assumptions of the morphologic, epistemological and technical poles of the educational qualitative research and in the perspective of the documentary analysis. Based on Pimenta (2002), after the data analysis, some points were systematized, taking the following investigation steps into consideration: who speaks, from where, when, what, which procedures are presented, main theoretical references, results. <![CDATA[The investigative possibilities of historical learning of young students from the comic books]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200043&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O objetivo deste estudo é investigar como a verdade histórica e a intersubjetividade organizam a forma como os jovens tomam o conhecimento para si. A investigação é estruturada nas relações entre a cultura jovem, as histórias em quadrinhos e a cultura histórica de uma sociedade (RÜSEN, 2009). Analisam-se possibilidades investigativas existentes na relação entre as histórias em quadrinhos e a aprendizagem histórica de jovens estudantes. Abordam-se os tipos de investigações sobre como as narrativas históricas gráficas entraram na cultura escolar: 1) os quadrinhos ligados ao mercado das histórias em quadrinhos ficcionais com temas históricos; 2) os livros didáticos; 3) as histórias em quadrinhos didáticas na forma de paradidáticos; 4) as histórias em quadrinhos produzidas pelos próprios estudantes; e 5) as narrativas gráficas autobiográficas.<hr/>Abstract The aim of this study is to investigate how the historical truth and intersubjectivity organize the way young people take knowledge to themselves. This research is structured in relations between the youth culture, comic books and the historical culture of a society (RÜSEN, 2009). Investigative possibilities were analyzed in the relationship between comic books and historical learning of young students. The types of investigations on the graphic historical narratives into the school culture are discussed: 1) the comic books linked to the market for fictional histories in historical comic books; 2) textbooks; 3) the histories in didactic comic books in the form of textbooks; 4) the comic books produced by the students themselves; and 5) the autobiographical graphic narratives. <![CDATA[Historical processes, learning and education of a "second human nature"]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200073&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Processos históricos é uma expressão corrente na historiografia. A historiografia é um produto que decorre de um processo metódico que identifica questões históricas, planeja sua pesquisa e constrói sua explicação mediante argumento demonstrativo. Na educação histórica, a historiografia-produto participa como componente dos processos de formação cultural das pessoas. Na cultura histórica de todo grupo social tem-se o conteúdo da reflexão historicizante sobre si e sua origem e a prática de transmissão dessa reflexão entre seus integrantes, nas dimensões vertical (passado-futuro) e horizontal (presente). A dimensão horizontal é a plataforma de mediação entre continuidade e mudança na memória coletiva e individual. Para todo e qualquer agente, a cultura histórica é, necessariamente, uma situação dada sob cujo influxo ele atua (aquisição gradual da consciência histórica por mimetismo inicial e por distanciamento crítico). Admitida uma "primeira natureza humana" caracterizada pela racionalidade discursiva e argumentativa, a educação histórica, que use a historiografia, pode ser vista como construtora de uma "segunda natureza", instaurada e desenvolvida na dimensão temporal da existência dos agentes racionais humanos - nos processos educacionais existentes no respectivo meio sociocultural, que instituem hábitos e convicções. Na tradição histórica ocidental, desde Cícero, ressalta-se o mimetismo inercial da cultura em que se é educado como uma "segunda natureza". Por certo não se considera mais tal "natureza" como uma determinação ontológica, mas como um dado histórico adquirido e modificável. A historiografia moderna demonstra como a análise metódica dos processos históricos desde o Iluminismo permite entender e explicar a realidade da educação e da consciência históricas adquiríveis nos meios socioculturais dos agentes.<hr/>Abstract Historical processes is a current expression in historiography. Historiography is a product that stems from a methodical process that identifies historical questions, plans its research and builds its explanation upon argumentative statements. In education, historiography as a product participates as a component in the processes of one's cultural education. The historical culture of every social group promotes a historicizing reflection about itself and its origin and about the practice of its transmission among its members in both the vertical (past-future) and horizontal (present) dimensions as well. The horizontal dimension is the platform of mediation between continuity and change in the individual and collective memory. For all and any agent, historical culture is necessarily a given situation, under whose influence he acts (along a gradual acquisition of historical awareness by initial mimicry and then by critical distance). Admitted a "first human nature" characterized by discursive and propositional rationality, the educational process that uses historiography as a source can be seen as a builder of a "second nature", introduced and developed in the temporal dimension of the existence of rational human agents - along the educational process in their present socio-cultural environment, in which habits and convictions are established. In the Western historical tradition, from Cicero onwards, the inertial mimicry of the culture in which one is brought up is emphasized as a 'second nature'. Certainly such a "nature" is not considered anymore as an ontological determination, but as a historic one, acquired and modifiable. Modern history shows how the methodical analysis of historical processes since the Enlightenment allows us to understand and explain the reality of acquirable historical education and awareness in the social and cultural milieus of the agents. <![CDATA[Historical learning: autobiographical narratives as formation devices]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200093&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Narrar a própria experiência provoca estranhamentos do saber sobre o lugar comum e podem possibilitar conscientizações, nas relações entre história, estrutura social e trajetórias individuais. Nesse sentido, indagamos como a imaginação e a consciência histórica, o estranhamento e a desnaturalização, tidos como objetivos do ensino de história, se aproximam das narrativas autobiográficas como dispositivos de formação, estabelecendo um diálogo entre o ensino de história e o campo da pesquisa (auto)biográfica em educação. Este trabalho põe em diálogo as orientações legais sobre as especificidades da aprendizagem histórica e as narrativas autobiográficas como dispositivos de formação. Discute, também, a fundamentação epistemológica do trabalho com narrativas autorreferenciais nas aulas de história; e, por fim, apresenta e analisa a aplicação de uma proposta de ensino de história a partir de narrativas autobiográficas de alunos do Ensino Médio. A análise dos relatos, decorrentes da proposta, foi realizada com base na análise textual discursiva, cujas unidades de análise também foram fundamentadas no conceito de construção e reconstrução da aprendizagem, nas relações entre a reflexão autobiográfica e a imaginação histórica e no papel da aprendizagem histórica na constituição de uma consciência histórica. Estranhar e desnaturalizar o que se sabe sobre si, o que se escuta sobre si e deixar em suspensão para novas reorganizações, para construções e reconstruções da aprendizagem e, principalmente, para uma prática de questionamentos em que a interrogação não versa somente sobre o outro, mas sobre si na relação com outros e com os fatos históricos, eis aí talvez uma tarefa da educação em que a história adquire importância na formação dos jovens. Desse modo, o que sustentamos é a centralidade da relação sociedade-indivíduo no ensino de história na educação escolar.<hr/>Abstract Narrating our own experience provokes estrangements of knowledge about the common place and they can enable awareness of the relations between history, social structure and individual trajectories. In this regard, we inquire how imagination and historical consciousness, estrangement and denaturalization, considered the objectives of history teaching, approach autobiographical narratives as formation devices, establishing a dialogue between history teaching and the (auto)biographical research field in education. This work puts in discussion the legal orientations about the particularities of history learning and the autobiographical narratives as formation devices. It also debates the epistemological foundation of the work with self-referential narratives in history classes; and finally, it presents and analyses the application of a history teaching proposal starting from the autobiographical narratives of high school students. The analysis of the accounts, resulted from the proposal, was carried on the basis of discursive text analysis, whose analytical units were also founded in the concept of learning construction and reconstruction, in the relations between autobiographical reflection and historical imagination and in the role of history learning in the formation of a historical consciousness. Finding strange and denaturalizing what is known about yourself, what is heard about yourself and letting it suspended for new reorganizations, for learning construction and reconstruction and, mainly, for a questioning technique in which interrogation doesn't refer only to the other, but to you in relation to others and to historical facts. This may be an educational task in which history gains importance in the youths' formation. Thus, what we support is the centrality of the society-individuals relation in history teaching in school education. <![CDATA[Historical literacy and transformative history]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200107&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo A Educação Histórica, como a própria história, é uma conquista precária; é vulnerável a agendas políticas e educacionais que procuram mesclá-la com outras partes do currículo ou reduzi-la a um veículo para a cidadania ou valores comuns patrióticos. Se tivermos a expectativa de nos engajarmos em uma discussão séria na Educação Histórica em face destes desafios, devemos evitar lemas polares como "tradicional versus progressista", "centrado na criança versus centrado na matéria" e "habilidades versus conteúdo", que têm produzido muita confusão na literatura. Em particular, deve-se evitar falar de competências, com a sua infeliz concessão de licenças a convenientes e tolos currículos genéricos. A história é uma forma pública de conhecimento e o desenvolvimento de uma tradição metacognitiva, com as suas próprias normas e critérios. Há evidências que sugerem que a história é contraintuitiva e que entendê-la envolve a alteração ou até mesmo o abandono de ideias cotidianas que tornam o conhecimento do passado impossível. Consequentemente o ensino de história envolve o desenvolvimento de um aparato conceitual de segunda ordem que permite que a história siga em frente, em vez de imobilizá-la e, ao fazê-lo, abre a perspectiva de mudança de uma visão cotidiana da natureza e do estado do conhecimento do passado para uma de conhecimento histórico. Isto nos permite dar conta do que significa saber um pouco de história - um provisório conceito de literacia histórica - como um aprendizado de uma compreensão disciplinar da história, como a aquisição das disposições que derivam e impulsionam essa compreensão histórica e como o desenvolvimento de uma imagem do passado, que permite que os alunos se orientem no tempo. Existem pesquisas para informar o debate sobre o primeiro componente, mas há pouco disponível para o segundo. Há um interesse atual considerável no terceiro componente, mas o debate centrou-se sobre a questão perene da "ignorância" das crianças, em vez de reconhecer que o problema é encontrar maneiras de permitir que os alunos adquiram passados ​históricos utilizáveis que não são histórias fixas. A obtenção de literacia histórica potencialmente transforma a visão de mundo de crianças (e de adultos) e permite ações até então - literalmente - inconcebíveis para eles. Entender a importância disto para o ensino da história significa abandonar hábitos de pensar com base em um presente instantâneo, em que uma forma de apartheid temporal separa o passado do presente e do futuro. Significa, também, desencaixotar as formas em que a história pode transformar como vemos o mundo. Tais transformações podem ser dramáticas em longas extensões ou mais localizadas e específicas. Elas podem mudar a forma como vemos oportunidades e constrangimentos políticos ou sociais, a nossa própria identidade ou dos outros, a nossa percepção das feridas e fardos que herdamos e a adequação das explicações das principais características do nosso mundo. Elas podem sugerir revisões constrangedoras do nosso entendimento e expectativas de como o mundo humano funciona. E elas podem nos ajudar a conhecer melhor o que não dizer. Literacia histórica envolve tratar o passado como uma ecologia temporal interconectada capaz de suportar uma gama indefinida de histórias, não apenas algo que usamos para contar a história que melhor se adapte aos nossos objetivos e desejos imediatos. Como outras formas públicas de conhecimento, a história é uma tradição metacognitiva que as pessoas têm lutado longa e duramente para desenvolver e ser capaz de praticar. É uma conquista frágil, a ser tratada com respeito e cuidado nas escolas.<hr/>Abstract History Education, as history itself, is a precarious achievement; and it is vulnerable to political and educational schedules that try to mix it with other parts of the curriculum or reduce it to a medium for citizenship or common patriotic values. If we expect to engage in a serious discussion about History Education in view of these challenges, we should avoid polar opposite mottos as "traditional against progressive", "focused on the child against focused on the subject" and "skills against the contents", which have caused great confusion over literature. In particular, we should avoid talking about competences, with their bad permission granted to convenient and foolish generic curricula. History is a public manner of knowledge and the development of a metacognitive tradition, with its own rules and criteria. There are evidences suggesting that history is counterintuitive, and that understanding it involves altering or even abandoning everyday ideas that make knowledge of the past impossible. Consequently, teaching history involves the development of a second-class conceptual tool that allows history to move forward, instead of making it pause, and making it, it offers the perspective of change of an everyday view of nature and of the state of knowledge of the past to the one in history knowledge. It allows us that we account for the meaning of knowing a little history - a provisional concept of historical literacy - as the learning of a disciplinary understanding of history, as the acquisition of the tools that cause and promote this history understanding, and how the development of an image from the past allows students to find their way in time. There are researches to inform the discussion about the first component, but there is little available to the second. There is a current considerable interest in the third component, but the discussion focused on the perennial matter of the children's "ignorance", instead of recognizing that the problem is to find ways that allow students to acquire usable historical pasts that are not fixed histories. Acquiring historical literacy potentially transforms the world vision of children (and of adults) and it permits actions so far - literally - inconceivable to them. Understanding its importance to the teaching of history means breaking habits of thinking based on an instantaneous present, in which a manner of time apartheid cuts the past from the present and from the future. It means also to unpack the manners in which history can transform how we see the world. Such transformations may be dramatic in large extents, or more located and specific. They may change how we see political or social opportunities and embarrassments, our own or others' identity, our perception of wounds and burdens we inherit, and the adequacy of the explanations of the main characteristics of our world. They may suggest embarrassing reviews of our understanding and expectations of how the human world operates. And they may help us to know better what not to say. Historical literacy involves dealing with the past as an interconnected temporal ecology that can support an indefinite range of stories, not only something that we use to tell the history that better adapts to our immediate objectives and wishes. Like other public manners of knowledge, history is a metacognitive tradition that people have struggled hard for a long time to develop and to be able to practice. It is a fragile achievement to be handled respectfully and carefully in the schools. <![CDATA[The curricular bases 2013: current challenges for initial training and historical learning of history teachers in Chile]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200147&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumen El artículo que se presenta tiene por finalidad revisar las bases curriculares 2013 propuestas para la asignatura de historia, geografía y ciencias sociales de 7º básico a 2º medio, con el objetivo de definir los retos para la formación inicial de profesores de historia en Chile y, por ende, estipular posibles estrategias de enseñanza tanto para los formadores de profesores como para los investigadores en didáctica de la historia y de las ciencias sociales. Estos desafíos se relacionan, principalmente, con incluir en el proceso de aprender a enseñar el desarrollo del pensamiento histórico y el desarrollo de las habilidades cognitivas que permitan la comprensión profunda de los procesos históricos tales como pensamiento temporal y espacial, análisis y trabajo con fuentes, pensamiento crítico y comunicación.<hr/>Resumo O presente artigo tem por objetivo revisar as bases curriculares de 2013 propostas para a disciplina de história, geografia e ciências sociais do 7º ano da Educação Básica ao 2º ano do Ensino Médio, com o objetivo de definir os desafios para a formação inicial de professores de história no Chile e, portanto, estipular possíveis estratégias de ensino tanto para os formadores de professores como para os pesquisadores da didática da história e das ciências sociais. Estes desafios dizem respeito a incluir no processo de aprender a ensinar o desenvolvimento do pensamento histórico e o desenvolvimento de habilidades cognitivas que permitem profunda compreensão dos processos históricos, tais como o pensamento temporal e espacial, a análise e o trabalho com fontes, o pensamento crítico e a comunicação.<hr/>Abstract The purpose of the present article is to review the 2013 curriculum proposed for history, geography and social sciences, from the 7th grade of Primary School to the 2nd grade of Secondary School, in order to define challenges for the initial history teachers' training programmes in Chile and, therefore, to establish teaching strategies for teacher trainers and researchers in didactics on history and social sciences education. Those challenges intend to include in the learning how to teach process the developing of historical thinking and cognitive skills that allow deep comprehension of the historical processes such as temporal and spatial thinking, the work and studies on sources, critical thinking and communication. <![CDATA[The relationship between narrative construction and identity in History Education: implications for teaching and learning]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200161&lng=en&nrm=iso&tlng=en Abstract The purpose of the research is less about producing little historians and more about taking into account students' cultures or identities in the teaching and learning of historical narratives. In my work, I have examined the national historical narratives that children and adolescents in the United States have constructed in order to assess the effects of young people's racial/ethnic identities on their understandings of the past. I have found that young people's racial identities had a significant impact on their interpretations of the U. S. history and that their teachers' instruction had some but not much impact on their views. Researchers within and beyond the U. S. have found similar results, attesting to the significance of "identity" (a person's sense of self and the communities s/he affiliates with, including nationality, gender, ethnicity, religious orientation, etc.) in the construction and/or critique of historical narratives. In the following pages, I review and synthesize the studies that I and others have conducted on the effects of identity on history teaching and learning, and conclude with a discussion of the implications for teaching and learning history in diverse democratic societies.<hr/>Resumo O objetivo da pesquisa é menos sobre gerar pequenos historiadores e mais sobre levar em conta as culturas ou identidades dos alunos no ensino e aprendizado de narrativas históricas. No meu trabalho, eu examinei as narrativas históricas nacionais que as crianças e os adolescentes nos Estados Unidos elaboraram, a fim de avaliar os efeitos das identidades raciais/étnicas dos jovens nos entendimentos deles do passado. Descobri que as identidades raciais dos jovens tiveram um impacto significativo nas interpretações deles da história dos Estados Unidos e que a formação dos professores deles teve algum impacto, mas não muito impacto sobre as visões deles. Os pesquisadores nos EUA e para além dos EUA encontraram resultados similares, confirmando o significado de "identidade" (o sentido do eu da pessoa e as comunidades às quais ela/ele se filia, incluindo nacionalidade, gênero, etnicidade, orientação religiosa, etc.) na elaboração e/ou na análise crítica das narrativas históricas. Nas páginas seguintes, revejo e sintetizo os estudos que eu e outros realizamos sobre os efeitos de identidade no ensino e na aprendizagem de história, e concluímos com uma discussão sobre as implicações do ensino e da aprendizagem de história em várias sociedades democráticas. <![CDATA[Competence of historical thinking, mastering of a historical framework, or knowledge of the historical canon?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200171&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo A história é um assunto complexo com uma epistemologia complexa, oferecendo múltiplas e frequentes explicações contraditórias para e por que as coisas são como são hoje. Deve, portanto, ser pensada como "um modelo de pensamento" e não estritamente como uma narrativa cronológica ou cânone histórico, especialmente porque cronologias e cânones simplificam o passado, deixando de fora 99,9% do que aconteceu, particularmente experiências de pessoas comuns. Portanto, o ensino de História deveria construir competências do pensamento histórico. A história deve ensinar mais a partir de múltiplas perspectivas e deveria iniciar a partir das necessidades e experiências dos próprios alunos. A partir disso, o currículo poderia ir no sentido de explorar processos de mudança, eventos específicos de importância crítica para estudantes e pesquisas metodológicas. Para jovens e crianças, estudos de caso podem ser usados para constituir eventos mais concretos e significativos. Já os estudantes mais velhos podem estudar temas históricos e processos em um nível mais abstrato.<hr/>Abstract History is a complex subject with a complex epistemology, offering multiple and often contradictory explanations for and why things are the way they are today. It should therefore be thought of as "a model of thinking" rather than a strict chronological narrative or historical canon, especially because chronologies and canons oversimplify the past, leaving out 99.9% of what happened, particularly the experiences of common people. Therefore, History education must build historical thought competence. History must be taught from multiple perspectives, and should start from children's own needs and experiences. From there, the curriculum should go on to explore processes of change, specific events of critical importance to students, and research methodologies. For youngsters and children, case studies can be used to make events more concrete and meaningful. Older students can study historical themes and processes on a more abstract level. <![CDATA[In the lap of mother Faustina: a slave nurse and the education of children by the families in the 19th century]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200199&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O objetivo do artigo é identificar as práticas educativas engendradas pelas amas escravas no interior da família e como elas podem ter se tornado práticas de educação das crianças sob seus cuidados. O estudo recai sobre a cidade de Paranaguá, Província do Paraná, na década de 1870. As fontes documentais são constituídas por relatos escritos por membros da família Correia, que preservou, na memória familiar, evidências da educação dada pela ama Faustina ao pequeno Leocádio Cysneiros Correia, nascido em 1876. Na primeira parte do artigo são interpretados alguns vestígios da trajetória da escrava Faustina no interior da família Correia, enquanto que na segunda parte são analisadas as práticas educativas de que ela e outras amas escravas parecem ter lançado mão na educação da criança, no interior da família, no século XIX.<hr/>Abstract This paper aims at identifying the educational practices engendered by slave nurses within the families and how such practices may have become educational practices of children under their care. The study covered the decade of 1870 in the city of Paranaguá, Province of Paraná. Documentary sources consisted of reports written by members of the Correia family, which preserved in the family memories evidences of the education given by the nurse Faustina to little Leocádio Cysneiros Correia, who was born in 1876. The first part of the paper presents interpretations of some traces of the life of the slave Faustina within the Correia family; the second part presents analyses of the educational practices that she and other slave nurses seemingly used in the education of children within the families in the 19th century. <![CDATA[Pedagogies of the Black Press: Between biographical fragments and photogravures]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200215&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Este artigo investiga as pedagogias do jornal de Imprensa Negra O Exemplo, nas primeiras décadas do século XX. O objetivo central é analisar os fragmentos biográficos e as fotogravuras que os jornalistas do jornal O Exemplo produziram e fizeram circular sobre afrodescendentes. Inicialmente, apresento o jornal O Exemplo e discuto a positividade pedagógica da mídia e a noção de pedagogia. Em segundo lugar, aproprio-me dos argumentos de Stuart Hall, para analisar as fotogravuras de afrodescendentes veiculadas pelo jornal e também abordo diferentes perspectivas analíticas sobre o uso da fotografia. Finalmente, procuro demonstrar que tanto os fragmentos biográficos quanto as fotogravuras do jornal O Exemplo foram estrategicamente produzidos para disseminar pedagogias e construir modelos de negros com os quais os afrodescendentes poderiam se identificar e construir sua autoestima.<hr/>Abstract This article investigates the pedagogies of the Black Press newspaper O Exemplo in the first decades of the twentieth century. The main objective is to analyze the biographical fragments and photogravures that the newspaper's journalists produced and circulated on Afro-descendants. Initially, I briefly present the newspaper and discuss the pedagogical positivity of the media and the notion of pedagogy. Secondly, I rely on Stuart Hall's arguments on black photographs in the media to analyze the Afro-descendants' photogravures in that journal and I also approach different analytical perspectives on the use of photography. Finally, I try to show that both the biographical fragments and the newspaper photogravures were strategically produced to disseminate pedagogies and to construct black models with which Afro-descendants could identify and build their self-esteem. <![CDATA[Combats on workers' education: aspects of the Catholic reaction against the creation of Modern Schools in Brazil (1900-1920)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200231&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo As propostas pedagógicas e os dados biográficos de Francisco Ferrer y Guardia já foram bastante estudadas no contexto acadêmico brasileiro. No entanto, ainda carecem de maior investigação os argumentos e as estratégias utilizados pelos grupos opositores às suas concepções educacionais, especialmente os provenientes de membros da Igreja. Este artigo objetiva analisar alguns aspectos da reação católica à criação de Escolas Modernas no país nas primeiras décadas do século XX. Tal discussão embasa-se empiricamente em um encarte especial da Revista Vozes de Petrópolis, publicado em 1913. Pretende-se ampliar a compreensão dos embates em torno da educação operária no período inicial da República, refletindo especialmente sobre as estratégias argumentativas de religiosos que se propõem a combater a difusão da educação racionalista entre os trabalhadores.<hr/>Abstract The pedagogical proposals by Francisco Ferrer y Guardia and his biography have been widely studied in the Brazilian academic context. However, the arguments and strategies of the opposite groups against his educational concepts, especially the ones from the Catholic Church, still require more investigation. This article aims to analyze some aspects of the Catholic reaction against the spread of Modern Schools in the country in the first decades of the twentieth century. The empirical basis of this discussion is a booklet published by Revista Vozes de Petrópolis, in 1913. We intend to extend the comprehension of the fight around education of workers in the early period of the Republic and think about the arguments of the clerics who fought against the diffusion of the rationalist education among workers. <![CDATA[Academic optimism: empirical assessment of the construct in a Portuguese sample]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200247&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Vários estudos nos Estados Unidos e em Taiwan têm confirmado a existência de uma propriedade coletiva das escolas designada como otimismo académico, constituída pela interação dinâmica de três outras dimensões (eficácia colética, confiança nos pais e alunos e ênfase académica). O objetivo deste trabalho é verificar se, em escolas de um contexto cultural diferente, o otimismo académico pode também ser considerado como um construto único, que se manifesta através da perceção da eficácia coletiva dos docentes, da confiança do seu corpo docente nos estudantes e nos pais e da ênfase académica. A amostra deste estudo é constituída por 382 professores de 35 escolas portuguesas. Os índices fornecidos pela análise fatorial confirmatória (X2 = 100.9 gl = 5; GFI =.958; CFI=.964; RMSEA=.051) suportam a adequação do modelo aos dados e permitem concluir que, também no contexto europeu, o otimismo académico pode ser visto como uma propriedade coletiva das escolas subjacente a três outras propriedades: eficácia coletiva, confiança nos pais e alunos e ênfase académica.<hr/>Abstract Recent research in the United States and Taiwan has confirmed the existence of a school-level characteristic named academic optimism that includes cognitive, affective and behavioral facets of collective efficacy, faculty trust, and academic emphasis. The aim of this study is to examine this construct and test if, in a different cultural context, academic optimism can also be considered a school characteristic which emerges from the perception of the teachers' collective efficacy on the confidence of their educational body in the students and in the parents as well as of academic emphasis. The sample includes 382 teachers from 35 Portuguese schools. The indices provided by confirmatory factor analysis (X2 = 100.9 df = 5; GFI = .958, CFI = .964; RMSEA = .051) support the data model adequacy and allow us to conclude that, as in the USA and Taiwan, academic optimism in a European context, can be understood as a collective school propriety resulting from a dynamic interaction between collective efficacy, faculty trust, and academic emphasis. <![CDATA[Teaching of mother tongue: difficulties and formative needs as stated by Elementary School teachers]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200261&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo Há muitos desafios postos ao professor para o ensino de língua materna na perspectiva da alfabetização e do letramento como práticas sociais. No caso específico do município de Presidente Prudente, torna-se essencial compreender como ocorre o processo de formação continuada dos professores atuantes nos anos iniciais do Ensino Fundamental para que sejam pensadas ações formativas, tanto no âmbito do sistema municipal quanto nas escolas, que enfatizem o ensino de língua materna. Nesse sentido, este artigo objetiva refletir sobre a formação do professor dos anos iniciais do Ensino Fundamental, a partir das dificuldades e das necessidades formativas apresentadas pelos docentes com relação ao ensino de língua materna. Trata-se de uma pesquisa de base qualitativa, financiada pelo CNPq, por meio da qual analisamos os dados referentes a 22 escolas vinculadas à Secretaria de Educação do município, no que diz respeito às respostas dos professores emitidas por meio de questionários. Para este artigo, estabelecemos um recorte com o intuito de apresentar os dados relativos às respostas a duas questões dentre as que compuseram o questionário respondido pelos professores: uma referente às dificuldades que enfrentam para o ensino de língua materna e outra que diz respeito às necessidades formativas para este ensino. O que os participantes da pesquisa apontam como principais dificuldades relacionadas ao ensino de língua materna comparecem também no que evidenciam como necessidades formativas.<hr/>Abstract Schoolteachers face many challenges in the teaching of mother tongue from the viewpoint of the ability to read and write and literacy as social practices. With regard to the city of Presidente Prudente, Brazil, it is vital to understand how the continued education process occurs in the practice of Elementary School teachers in order to be able to devise new formative strategies - at both the municipal and school levels - aimed at improving the teaching of mother tongue. To that end, this study aims to reflect on the education of teachers of the first years of Elementary School based on their difficulties and formative needs vis-à-vis the teaching of mother tongue. This qualitative research - funded by CNPq (National Council for Scientific and Technological Development) - analyzes data collected by means of a questionnaire responded by teachers from 22 schools under the Municipal Department of Education. In order to limit the scope of the investigation, this study focuses on the participating teachers' answers to two of the questions on the questionnaire - one about difficulties they find in the teaching of mother tongue and another on their educational needs. Results indicate that the main difficulties identified by participants regarding the teaching of mother tongue are in line with their stated formative needs. <![CDATA[Perceptions of young Brazilians about their Science classes]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200277&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O desencanto dos estudantes pela carreira científica e pelas aulas de Ciências tem promovido a necessidade de identificar as percepções dos jovens em relação à ciência, suas aulas de Ciências, o papel da ciência na sociedade, dentre outros. Neste sentido, o projeto internacional The Relevance of Science Education (Rose) configura-se como uma das iniciativas que procuram responder a esta questão. Ele já foi implementado em mais de 40 países e é o objeto de estudo do trabalho aqui descrito. A pesquisa encontra-se dentro do campo da avaliação educacional. A amostra brasileira, de representatividade nacional, envolveu 2.365 estudantes, oriundos de 84 escolas. Os dados obtidos revelam que o jovem brasileiro considera a ciência escolar interessante, apesar de não ter preferência pela ciência em relação a outras disciplinas. Há uma atitude geral positiva em relação à disciplina, tanto no que se refere à sua importância como à sua utilidade. Apesar disso, tanto meninas quanto meninos têm pouco interesse em ingressar na carreira científica. A lacuna existente entre o interesse pela ciência escolar e o interesse pela carreira nos impõe a necessidade de aprofundar estudos sobre o tema.<hr/>Abstract The disenchantment of students for scientific careers and in Science classes has promoted the need to identify the perceptions of youngsters towards science, their Science classes, the role of science in society, among others. In this sense, the international project The Relevance of Science Education (Rose) appears as one of the initiatives that seek to respond to this issue. It has already been implemented in over 40 countries and it is the subject matter of the work described herein. The research is within the educational evaluation field. The nationwide representative Brazilian sample involved 2,365 students, from 84 schools. The data reveals that young Brazilians consider school science interesting, despite having no preference for science in relation to other disciplines. There is a general positive attitude towards the subject, both with respect to its importance and its usefulness. Nevertheless, both girls and boys have little interest in joining scientific careers. The gap between the interest in school science and the interest in career imposes the need for further studies on the subject. <![CDATA[About the teachers of early years and their practices: influences of training]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200293&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O presente estudo é um recorte da pesquisa de doutorado em Educação, apresentada à Universidade Federal de Uberlândia (UFU), e refere-se a uma reflexão sobre as concepções de duas professores/as dos primeiros anos do Ensino Fundamental no que tange às influências de sua formação inicial para as práticas que realizam. A pesquisa seguiu um viés qualitativo e partiu da seguinte questão norteadora: "Como professoras que foram formadas no Curso de Pedagogia relacionam sua formação inicial às práticas que realizam em turmas dos primeiros anos do Ensino Fundamental?" A metodologia utilizada foi a entrevista aberta semiestruturada, realizada de forma oral, com gravação das falas e transcrição literal das informações. A análise buscou compreender se os saberes formativos são percebidos pelas professoras no contexto do trabalho que realizam. Como resultado, as professoras destacam influências positivas e negativas da formação: entre as positivas, o estudo de diversas teorias voltadas ao ensino e à aprendizagem dos conceitos e, entre as negativas, as limitações dos conhecimentos específicos das disciplinas escolares, em razão dos poucos estudos durante a formação. Como conclusão, observamos que os saberes da formação são considerados fundamentais para uma boa atuação profissional, porém, há ressentimento em relação às dificuldades com os conceitos escolares, que são atribuídas à falta de estudos específicos na formação inicial.<hr/>Abstract This study is part of a PhD research in Education presented to the Federal University of Uberlândia (UFU) and refers to a reflection on the concepts of two teachers from the early years of Elementary School in relation to the influence of their first training to the practices they perform. The research followed a qualitative bias and left the following question: "How teachers who were trained in a Pedagogy Course relate their initial training to the practices they take in courses of the first years of Elementary School?" The methodology used was the semi-structured open interview, which was conducted orally, with recording of the speech and literal transcription of the information. The analysis sought to understand whether the training knowledge is perceived by teachers in the context of their work. As a result, the teachers highlight positive and negative influences of training: among the positive ones, there is the study of various theories focused on the teaching and learning of concepts and, among the negative ones, there are the limitations of the specific knowledge of school subjects in reason of the few studies during training. In conclusion, we observed that the knowledge of training is considered essential to a good professional practice, however, there is resentment about the difficulties with school concepts, which are attributed to the lack of specific studies in initial formation. <![CDATA[Technology policies in education: the Program Paraná Digital]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200305&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O objetivo deste trabalho consiste em analisar a trajetória do Programa Paraná Digital e alguns de seus resultados em escolas públicas estaduais. Para isso, buscou-se, através da metodologia de ciclos de políticas, analisar criticamente a política confrontando, na análise dos três contextos (contexto da influência, contexto da produção do texto e contexto da prática), dados coletados em diferentes fontes: inserção profissional da pesquisadora, literatura já produzida sobre o tema e documentos oficiais sobre os programas desenvolvidos no Paraná, acompanhados de entrevistas com os principais atores. Quanto aos resultados do Programa, é possível afirmar que houve modificação do ambiente das escolas, com a ampliação de recursos úteis ao trabalho do professor; contribuição para a pesquisa e desenvolvimento de softwares e hardwares. Além disso, contribuiu para a iniciação de muitos professores no uso de equipamentos informáticos em suas aulas, embora tais formações tenham priorizado o uso dos equipamentos sem promover debates sobre as tecnologias na educação. O Programa Paraná Digital produziu resultados positivos, mas não consolidou a inclusão digital de alunos e professores do estado do Paraná.<hr/>Abstract The aim of this paper is to analyze how the Programa Paraná Digital - Digital Paraná Program was conducted, and some of its results in public state schools. For this, we sought through the political cycles methodology to analyze critically the policy confronting, in the analysis of the three contexts (the context of influence, the text production context and the practice context), data collected from different sources: the researcher's professional integration, literature produced on the theme and official documents about the programs developed in Paraná, along with interviews with the main actors. As for the results of the program, it is possible to affirm that there were changes to the environment of schools, with the amplification of useful resources for the teachers' work; contribution for the research and the development of softwares and hardwares. Besides that, they promoted the teachers' initiation in their use of computer equipment in classrooms, although such procedures gave priority to the use of equipments without promoting debates on technology in education. The Programa Paraná Digital produced positive results, but it did not secure the digital inclusion of students and teachers in the state of Paraná. <![CDATA[Para uma análise pedagógica dos contextos educativos - uma entrevista com Anna Bondioli, Monica Ferrari e Donatella Savio da Universidade de Pavia/Itália]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200323&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O objetivo deste trabalho consiste em analisar a trajetória do Programa Paraná Digital e alguns de seus resultados em escolas públicas estaduais. Para isso, buscou-se, através da metodologia de ciclos de políticas, analisar criticamente a política confrontando, na análise dos três contextos (contexto da influência, contexto da produção do texto e contexto da prática), dados coletados em diferentes fontes: inserção profissional da pesquisadora, literatura já produzida sobre o tema e documentos oficiais sobre os programas desenvolvidos no Paraná, acompanhados de entrevistas com os principais atores. Quanto aos resultados do Programa, é possível afirmar que houve modificação do ambiente das escolas, com a ampliação de recursos úteis ao trabalho do professor; contribuição para a pesquisa e desenvolvimento de softwares e hardwares. Além disso, contribuiu para a iniciação de muitos professores no uso de equipamentos informáticos em suas aulas, embora tais formações tenham priorizado o uso dos equipamentos sem promover debates sobre as tecnologias na educação. O Programa Paraná Digital produziu resultados positivos, mas não consolidou a inclusão digital de alunos e professores do estado do Paraná.<hr/>Abstract The aim of this paper is to analyze how the Programa Paraná Digital - Digital Paraná Program was conducted, and some of its results in public state schools. For this, we sought through the political cycles methodology to analyze critically the policy confronting, in the analysis of the three contexts (the context of influence, the text production context and the practice context), data collected from different sources: the researcher's professional integration, literature produced on the theme and official documents about the programs developed in Paraná, along with interviews with the main actors. As for the results of the program, it is possible to affirm that there were changes to the environment of schools, with the amplification of useful resources for the teachers' work; contribution for the research and the development of softwares and hardwares. Besides that, they promoted the teachers' initiation in their use of computer equipment in classrooms, although such procedures gave priority to the use of equipments without promoting debates on technology in education. The Programa Paraná Digital produced positive results, but it did not secure the digital inclusion of students and teachers in the state of Paraná. <![CDATA[<em>Passados possíveis:</em> a educação histórica em debate]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000200367&lng=en&nrm=iso&tlng=en Resumo O objetivo deste trabalho consiste em analisar a trajetória do Programa Paraná Digital e alguns de seus resultados em escolas públicas estaduais. Para isso, buscou-se, através da metodologia de ciclos de políticas, analisar criticamente a política confrontando, na análise dos três contextos (contexto da influência, contexto da produção do texto e contexto da prática), dados coletados em diferentes fontes: inserção profissional da pesquisadora, literatura já produzida sobre o tema e documentos oficiais sobre os programas desenvolvidos no Paraná, acompanhados de entrevistas com os principais atores. Quanto aos resultados do Programa, é possível afirmar que houve modificação do ambiente das escolas, com a ampliação de recursos úteis ao trabalho do professor; contribuição para a pesquisa e desenvolvimento de softwares e hardwares. Além disso, contribuiu para a iniciação de muitos professores no uso de equipamentos informáticos em suas aulas, embora tais formações tenham priorizado o uso dos equipamentos sem promover debates sobre as tecnologias na educação. O Programa Paraná Digital produziu resultados positivos, mas não consolidou a inclusão digital de alunos e professores do estado do Paraná.<hr/>Abstract The aim of this paper is to analyze how the Programa Paraná Digital - Digital Paraná Program was conducted, and some of its results in public state schools. For this, we sought through the political cycles methodology to analyze critically the policy confronting, in the analysis of the three contexts (the context of influence, the text production context and the practice context), data collected from different sources: the researcher's professional integration, literature produced on the theme and official documents about the programs developed in Paraná, along with interviews with the main actors. As for the results of the program, it is possible to affirm that there were changes to the environment of schools, with the amplification of useful resources for the teachers' work; contribution for the research and the development of softwares and hardwares. Besides that, they promoted the teachers' initiation in their use of computer equipment in classrooms, although such procedures gave priority to the use of equipments without promoting debates on technology in education. The Programa Paraná Digital produced positive results, but it did not secure the digital inclusion of students and teachers in the state of Paraná.