Scielo RSS <![CDATA[Educar em Revista]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0104-406020150001&lang=es vol. num. 55 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Editorial]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100005&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[Apresentação]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100015&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[The human right to learning and the learning of human rights]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100025&lng=es&nrm=iso&tlng=es A educação em direitos humanos está contida em uma variedade de instrumentos de direito internacional, e tem se tornado predominante na educação formal e não formal a nível mundial. No entanto, há uma incerteza considerável - de natureza conceitual e prática - sobre a forma como a educação em direitos humanos relaciona-se com o próprio direito à educação. Este artigo apresenta um argumento para a inseparabilidade dos dois, passando por três fases: primeiro, um esboço dos componentes essenciais do direito à educação; segundo, uma justificação do papel da educação em direitos humanos; e terceiro, uma exploração das interligações. Aprender sobre, para e através dos direitos humanos pode ser visto como parte inerente do direito à educação, concebido de modo amplo, tendo por base as ideias de Freire sobre o caráter político da educação em sua totalidade. Em última análise, a linha entre a prática dos direitos humanos e da aprendizagem dos direitos humanos torna-se tênue, levando a uma expressão integrada e cíclica do desenvolvimento humano.<hr/>Human rights education is contained in a range of international rights instruments, and has become increasingly prevalent in both formal and non-formal education across the world. However, there is considerable uncertainty - of a conceptual and practical nature - as to how human rights education relates to the right to education itself. This article puts forward an argument for the inseparability of the two, passing through three stages: first, an outline of the fundamental components of the right to education; second, a justification of the role of human rights education; and third, an exploration of the interlinkages. Learning about, for and through human rights can be seen as an inherent part of the right to education broadly conceived, taking into account Freire's ideas on the political character of all education. Ultimately, the line between the practice of human rights and the learning of human rights becomes fainter, leading to an integrated and cyclical expression of human development. <![CDATA[The Social Movements and the construction of other curricula]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100047&lng=es&nrm=iso&tlng=es O artigo destaca as seguintes questões: primeiro, que indagações, saberes, culturas e valores têm trazido a diversidade de movimentos sociais; segundo, como incorporá-los na elaboração de currículos de formação de docentes-educadores/as e na elaboração de currículos de educação básica nas escolas das populações do campo, indígenas, quilombolas, das florestas. Dois pressupostos orientam a análise: a educação do campo, indígena, quilombola, não se efetivará enquanto os educadores/as não a efetivarem em sua formação, em suas práticas pedagógicas nas escolas. Esta não se efetivará enquanto não se avançar na construção de currículos que traduzam as concepções, os conhecimentos, as culturas e valores de que são produtores e sujeitos os movimentos sociais. O texto destaca as seguintes dimensões trazidas pelos movimentos sociais para a elaboração de outros currículos: que sejam abertos à consciência de mudança; que fortaleçam a especificidade do direito à educação dos trabalhadores do campo, indígenas, quilombolas; que garantam seu direito aos conhecimentos produzidos pela diversidade de movimentos sociais na diversidade de formas de produção, trabalho e resistências; currículos que reconheçam e fortaleçam a diversidade de culturas, memórias, identidades e universos simbólicos dos educandos; que garantam, ainda, o saber de si como sujeitos produtores de conhecimentos, culturas, valores e história; que coloquem em diálogos horizontais esses saberes com o conhecimento produzido pela humanidade.<hr/>The article highlights the following issues: firstly, what questions, knowledge, cultures and values have brought about the diversity of social movements; and secondly, how to incorporate them into the design of training curricula for teachers-educators and in the curricula of basic education development in the schools of rural, indigenous, maroon and forest populations. Two assumptions guide the analysis: the first being that rural, indigenous and maroon education shall not become effective until educators actualise it in their training and in their teaching practices in schools. The second being that this shall not become effective until there is a move forward in building curricula that reflect the concepts, knowledge, cultures and values that the social movements produce, also becoming their subjects. The text highlights the following dimensions brought about by social movements which can be used to develop other curricula: being open to consciousness change that strengthens the specificity of the right to education of rural workers, indigenous peoples, maroons; guaranteeing their right to the knowledge produced by the diversity of social movements in diverse forms of production, labour and resistance; developing curricula that recognizes and strengthens the diversity of cultures, memories, identities and symbolic universes of learners; ensuring that they also get to know themselves as subjects who produce knowledge, cultures, values and history; Putting this knowledge into horizontal dialogues with the knowledge produced by humanity. <![CDATA[The Landless Voices Database: A Trajectory from Cultural Studies to Pedagogical Impact]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100069&lng=es&nrm=iso&tlng=es This article initially addresses the conception of the web-enabled database Landless Voices (Vieira, 2003) as a contribution to Cultural Studies and, crucially, to the understanding of the relational workings of Brazil's complex and regionally diverse culture of landlessness, and to the validation of the cultural self-expression of the sem-terra/Sem Terra. Secondly, it analyzes speculative data obtained from prospective primary teachers being trained at the Federal University of Paraná, Brazil, on the contribution of the database to the pedagogical context. The main findings are that the three predominant types of impact, using Meagher's terminology (2013, p. 5) are conceptual (new knowledge), cultural (revising misconceptions) and instrumental (future development of pedagogic practices). It then moves to empirical research on social impact, understood as the contribution of academic research to non-academic users, more specifically to its presumably main beneficiaries - the Sem Terra learners themselves. The findings of these first exploratory workshops with learners in four rural schools in settlements in the states of Paraná and São Paulo, respectively in October and November 2013, are that the database broadens their educational resources and empowers a historically marginalized social segment. This article confirms, however, that impact is not a punctual activity (Meagher, 2013) and concludes on the need for continuous interaction with learners for the pedagogic impact of academic research to be generated1.<hr/>Este artigo aborda, inicialmente, a concepção do banco de dados eletrônico Landless Voices/Vozes Sem Terra (Vieira, 2003), como uma contribuição para os Estudos Culturais e, crucialmente, para a compreensão do funcionamento relacional da complexa e regionalmente diversificada cultura dos sem-terra/Sem Terra do Brasil e para a legitimização de suas autoexpressões culturais. Em segundo lugar, analisa os dados especulativos fornecidos por professores primários em treinamento na Universidade Federal do Paraná, Brasil, bem como sobre a contribuição do banco de dados para o contexto pedagógico. As principais conclusões são de que os três tipos predominantes de impacto, usando a terminologia de Meagher (2013, p. 5), são o conceitual (novo conhecimento), cultural (revisão de ideias equivocadas) e instrumental (futuro desenvolvimento de práticas pedagógicas). O artigo se volta, então, para o impacto social, entendido como a contribuição da pesquisa acadêmica para usuários não acadêmicos, mais especificamente para os seus principais beneficiários potenciais - os próprios alunos Sem Terra. Os achados das oficinas exploratórias com os alunos de quatro escolas rurais em assentamentos nos estados do Paraná e São Paulo, respectivamente em outubro e novembro de 2013, são que ele amplia seus recursos educacionais e empodera um segmento social historicamente marginalizado. O artigo confirma, todavia, que o impacto não é uma atividade pontual (Meagher, 2013) e conclui sobre a necessidade de uma interação contínua com os alunos para que o impacto pedagógico da pesquisa acadêmica seja gerado. <![CDATA[The pedagogical process of gender struggle within land struggle: the challenge of transforming social practices and relationships]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100087&lng=es&nrm=iso&tlng=es O presente artigo analisa o processo pedagógico da luta de gênero que ocorre dentro da luta pela terra a partir do protagonismo das mulheres trabalhadoras do campo. Com base na literatura da temática da educação, gênero e movimentos sociais e, a partir de extensa pesquisa de campo desenvolvida no Sul do Brasil com mulheres e homens do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e com o Movimento de Mulheres Camponesas (MMC), este estudo evidencia os principais elementos que contribuíram para o empoderamento das mulheres camponesas e a mutação das relações de gênero na luta pela terra. Ao examinar o impacto da intencionalidade socioeducativa na transformação das relações de gênero, argumenta-se que o saber social produzido na luta político-organizativa, a partir de uma leitura de classe e da influência da teoria feminista, promove a organização das mulheres camponesas em torno das demandas estratégicas de gênero com vistas ao enfrentamento das desigualdades e da subalternização da mulher. Evidencia-se, no entanto, que apesar de sua importância, este processo pedagógico que emerge na dinâmica da luta social não é o suficiente para a transformação das relações de gênero. Há a necessidade de leis e políticas afirmativas que garantam à mulher condições efetivas de participação política, econômica e social. <hr/>This paper analyses the pedagogical process of gender struggle that takes place within the struggle for land from the agency of rural workers' women. Based on the literature on education, gender and social movements and, from extensive field work carried out in southern Brazil with women and men of the Landless Workers Movement (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST) and the Peasant Women's Movement (Movimento de Mulheres Camponesas - MMC), this study highlights the key elements that contributed to the empowerment of rural women and the shifting of gender relations within land struggle. When examining the impact of socio-educational intention in changing gender relations, it is argued that the social knowledge produced within the political-organizational struggle, from a class consciousness and the influence of feminist theory, promotes the organization of peasant women around strategic gender demands aiming to confront inequality and women's subordination. It is evident, however, that despite its importance, this pedagogical process which emerges in the dynamics of social struggle is not enough for the transformation of gender relations. There is a need for laws and affirmative action policies that guarantee effective conditions for women's political, economic and social participation. <![CDATA[The formation of rural young people and the link between knowledge, work and education: a study of Colégio Estadual do Campo Iraci Salete Strozak]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100111&lng=es&nrm=iso&tlng=es O acesso ao conhecimento e a relação escola e vida tem sido uma temática presente nos estudos acerca da proposta educacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Neste texto abordamos a especificidade da formação de jovens do campo, considerando a relevância dessa conexão. Apresentamos dados de pesquisa de doutorado em educação que buscou compreender o entrecruzamento do trabalho, escolarização e militância de egressos de uma escola de assentamento do MST e sua relação com a formação dos jovens, sobretudo, os militantes. Para tanto, realizamos entrevistas semiestruturadas com 22 egressos, lideranças e equipe diretiva da escola, além de análise do Projeto Político Pedagógico. Caracterizamos a instituição investigada, destacando as problemáticas acerca do acesso ao conhecimento e a relação trabalho e educação na formação dos jovens. Concluímos identificando os limites da escola, compreendendo-a no interior das relações capitalistas de produção da vida, bem como ressaltando as possibilidades que o vínculo entre trabalho e educação no acesso ao conhecimento traz para a constituição de jovens do campo que compreendem as contradições e se comprometem com as lutas da classe trabalhadora, em especial a do MST. <hr/>Access to knowledge and the relation between school and life has been a theme present in studies about the educational proposal of the Landless Rural Workers Movement (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST). In this article we approach the specificity of rural youth training, considering the importance of this connection. We present data from doctoral research in education that sought to understand the interweaving of work, education and militancy of the graduates of a MST settlement school and its relation to the formation of the rural youth, primarily, the militants. For this, we conducted semi-structured interviews with 22 graduates, the leadership and school management team, and furthered the analysis of the political pedagogical project. We characterize the investigated institution, highlighting the issues about access to knowledge and the relationship between work and education in youth training. We conclude by identifying the boundaries of the school, understanding it in the general context of capitalist production, as well as emphasizing the possibilities that the link between work and education in the access to knowledge brings to the establishment of rural youths who understand the contradictions and commit themselves to fighting for the working class cause, especially the MST. <![CDATA[Itinerant School: space of dispute and contradiction]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100129&lng=es&nrm=iso&tlng=es O objetivo deste trabalho é apresentar a experiência de escola feita pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST, no Paraná, nos acampamentos, a partir de 2003, culminando com a construção da proposta dos Complexos de Estudo, implementada a partir de 2013. O trabalho foi feito por meio de análise de bibliografias e de pesquisa de campo (análise documental, entrevistas, participação em processos de formação continuada). Pudemos perceber a construção de uma proposta contra-hegemônica, produzida num processo de autogestão da classe trabalhadora, sustentando-se em elementos que exigem alterações da forma e do conteúdo da escola, bem como, a ruptura com o modelo oficial do Estado. Também pudemos observar um processo de continuidade e descontinuidade na implementação da proposta. Para discutir e explicitar tais questões, organizamos o texto em duas partes: na primeira contextualizamos a criação das escolas itinerantes do Paraná e, a seguir, caracterizamos a suas propostas, especialmente, a partir da implementação da proposta dos Complexos de Estudo, em 2013.<hr/>The aim of this paper is to present the experience of the school carried out by the Landless Rural Workers Movement, the MST, Paraná, in the encampments, from 2003, culminating in the construction of the proposed Studies Complexes, implemented from 2013. The work was done by bibliographic analysis and field research (document analysis, interviews, participation in continuing education processes). We could notice the construction of a counterhegemonic proposal, produced in a self-management working class process, sustaining it on elements that require changes to the form and content of the school, as well as, the break with the official model of the State. We also observed a process of continuity and discontinuity in the proposal implementation. To discuss and explain these issues, we organized the article into two parts: in the first we contextualise the creation of itinerant schools of Paraná and then we characterise their proposal, especially since the implementation of the proposed Studies Complexes, in 2013. <![CDATA[Expansion of the degree in rural education: challenges and potentialities]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100145&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo integra a Pesquisa realizada a partir do Observatório da Educação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), intitulada "Políticas da Expansão da Educação Superior no Brasil". Uma das frentes da expansão da Educação Superior tem se dado no âmbito da formação de educadores do campo, com a implementação de 42 cursos de uma nova modalidade de graduação, intitulada "Licenciatura em Educação do Campo". Se considerados os aspectos relativos à ampliação concreta da oferta de formação de educadores e a conquista dos fundos públicos do Estado para manutenção destas graduações esta expansão destes cursos permanentes pode ser tomada como vitória dos movimentos sociais. Porém, esta expansão também impõe uma série de desafios à manutenção dos princípios originais do Movimento da Educação do Campo. Quais os riscos e potencialidades desta ampliação? Com a perspectiva de apresentar elementos de reflexão sobre estas questões, este artigo elenca os riscos da descaracterização de aspectos estruturantes desta política e as potencialidades que se julgam conter neste processo de ampliação, que estão sendo analisadas na pesquisa "Políticas de Expansão da Educação Superior no Brasil". <hr/>This article is part of the research conducted from the Centre for Education of CAPES, entitled "Expansion of Higher Education Policies in Brazil". One of the important development in the expansion of higher education, has been the training of rural educators, with the implementation of 42 courses of a new type of degree, entitled "Degree in Rural Education." If we consider the aspects relating to the concrete enlargement of places for teacher training and the achievement of gaining public funds from the State to fund these courses, this expansion of these permanent courses can be taken as a victory for the social movements. However, this expansion also imposes a number of challenges to maintain the original principles of the Rural Education Movement. What are the risks and potentialities of this expansion? With the prospect of presenting thoughts on these issues, this article lists the risks of disfiguration of fundamental aspects of this policy and potentialities that are deemed to be contained within this expansion process, which are being analysed in the research "Political Expansion of Higher Education in Brazil". <![CDATA[Rural education in FHC and Lula da Silva's government: potentialities and boundaries of access to education in the context of the neoliberal project]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100167&lng=es&nrm=iso&tlng=es O artigo trata de uma análise sobre as contradições da política pública de educação do campo desencadeada em meio à luta pela Reforma Agrária por parte dos trabalhadores rurais frente ao projeto neoliberal do Governo Fernando Henrique Cardoso (1998-2002) e Governo Lula da Silva (2003-2010). A análise está pautada pela histórica resistência dos trabalhadores do campo na defesa da garantia do direito à educação pública de qualidade e o papel que os governos tiveram na estruturação de programas e de aprovação de marcos legais que acabaram por dar uma sustentação parcial às demandas. No entanto, como a Reforma Agrária não se materializou e o agronegócio continuou avançando no meio rural, a educação continua sendo a pauta importante dos movimentos sociais para que possam alimentar a esperança e conquistas contra o latifúndio, a exploração, o extermínio e a criminalização dos mais pobres. <hr/>The article is an analysis of the contradictions of public policy on rural education unleashed amid the struggle for agrarian reform by the peasants against the neoliberal project of Fernando Henrique Cardoso (1998-2002) and Lula da Silva's government (2003-2010). The analysis is guided by the historic resistance of rural workers in defence of assuring the right to a quality public education and the governments' role in structuring programmes and adopting legal frameworks that eventually gave partial support to the demands. However, as agrarian reform has not materialized and agribusiness has kept growing in rural areas, education remains a major agenda of social movements so they can feed the hopes and achievements against the latifundia, exploitation, extermination and the criminalisation of the poor. <![CDATA[Literacy and inventory of a heritage]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100189&lng=es&nrm=iso&tlng=es O artigo indaga sobre a persistência do mecanicismo como regulador de práticas relacionadas à alfabetização, retomando as proposições pela prática investigativa. Primeiramente, é proposta a discussão acerca de orientações impressas ao pensamento, através do questionamento de uma herança: a perspectiva cartesiana. Uma breve passagem sobre as matrizes da ciência moderna sinaliza a tendência da alfabetização a ser reduzida à generalização e linearidade, discutindo como as ideias de aplicabilidade teórica e de universalização interferem na prática. A seguir, a partir da apresentação de alguns achados de pesquisa, a autora recorre à proposta da "alfabetização como prática de investigação permanente", ideia advinda de vários autores que defendem o conhecimento dos direcionamentos oferecidos à alfabetização, quando alimentada pela pesquisa. A conclusão aponta para o aproveitamento dos esforços intelectuais dos que se dedicam à alfabetização, no sentido de que sejam diluídas as fronteiras que fragmentam saberes de naturezas distintas e de que o ensino da escrita seja favorecido através de um mergulho epistemológico.<hr/>The article inquires about the persistence of any mechanism as a regulator of practices related to literacy, recovering the propositions through investigative practice. First, the reflection about the guidelines printed in thought is proposed, through questioning a heritage: the Cartesian perspective. A brief passage on the matrices of modern science indicates the trend of literacy to be reduced to generalization and linearity, discussing how the ideas of theoretical applicability and universality interfere in practice. Next, from the presentation of some research findings, the author refers to the proposal of "literacy as practice by permanent research", an idea that arose from various authors who argue the knowledge of the directions offered to literacy, when fueled by research. The conclusion signals to the use of intellectual efforts dedicated to literacy, in the sense that the boundaries that fragment knowledge of different natures be diluted and that the teaching of writing is favored by an epistemological diving. <![CDATA[Teachers, kindergarten and preschool children in the context of childhood education in Pelotas in the mid 20th century]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100205&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo aborda uma pesquisa realizada nas primeiras instituições escolares de Pelotas/RS que se dedicaram ao atendimento de crianças pequenas, sem o caráter asilar, em meados do século XX. Tais espaços apresentam as marcas deixadas pelos desafios assumidos em nome da proteção e educação dessas crianças. Essa pesquisa, de cunho qualitativo, teve como aporte teórico os estudos de gênero, os estudos culturais e autores/as pós-estruturalistas. Os materiais coletados e os contextos nos quais eles foram produzidos indicaram alguns elementos que compunham o cenário no qual as professoras desenvolveram seu trabalho. Com esta pesquisa tornou-se possível visibilizar como as professoras foram representadas e como o exercício da docência na Educação Infantil estava atrelado à resolução de alguns problemas sociais. Nesse sentido, as exigências atribuídas às docentes incorporam os valores pertinentes a um dado período histórico, com seus diferentes momentos e necessidades apontadas.<hr/>The present article approaches a research carried out at the first school institutions in Pelotas/RS which focused on helping kindergarten and preschool children, without an asylum character, in the mid 20th century. Such spaces present the marks left by the challenges assumed in the name of the protection and education of these children. This research, a qualitative one, had as technical support some studies on gender, cultural studies and post-structuralist authors. The collected materials and the contexts in which they were produced indicated some elements which comprised the scenario in which the teachers developed their work. With this research it was possible to highlight how the teachers were represented and how the teaching practice in Childhood Education was connected to the resolution of some social problems. Therefore, the demands attributed to the teachers incorporate relevant figures to a certain historical period, with their different moments and necessities pointed out. <![CDATA[The History of the Academic Discipline General Teaching at the National Faculty of Philosophy (FNFi) of the University of Brazil: a view from the archaeological studies]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100229&lng=es&nrm=iso&tlng=es O artigo apresenta resultados da pesquisa que investigou a história da disciplina acadêmica Didática Geral na Faculdade Nacional de Filosofia (FNFi) da Universidade do Brasil, no período compreendido desde 1939 até o ano de 1968, com o objetivo de compreender a prática discursiva que foi tecida e que tem significado para a referida disciplina como central na formação inicial de professores, em nível superior, no Brasil. O estudo foi desenvolvido a partir da articulação teórico-metodológica entre os estudos do campo do Currículo e, mais especificamente, em História do Currículo e das Disciplinas, desenvolvidos por Ivor Goodson e André Chervel, e os estudos arqueológicos de Michel Foucault, acerca da constituição histórica dos saberes, formulados a partir do conceito de discurso e de suas possibilidades de emergência e produção. A análise documental realizada aponta que três enunciados vão possibilitar a emergência de uma construção discursiva acerca da disciplina Didática como saber necessário ao professor - a centralidade da aprendizagem, a cientificidade da educação e a formação docente em nível universitário -, todos eles presentes no discurso pedagógico dos anos de 1920/30 buscavam responder às urgências postas pelo novo modelo de escolarização, em face da nova organização política e econômica brasileira dos anos de 1930. Trata-se de uma construção disciplinar específica, que se constitui na relação com o discurso psicológico da educação e, nessa interdiscursividade, objetivou ao ato de ensinar ser constituído como par da ação de aprender.<hr/>The article brings the results from a study which focused on the history of the academic discipline General Didactics in the National Faculty of Philosophy (Faculdade Nacional de Filosofia - FNFi) at the University of Brazil in the period between 1939 and 1968. It aims to understand the discursive practice which was woven and let the referred discipline emerged and tuned into the core of teachers' initial preparation in Brazilian higher education, producing its own tradition as an integrated space of pedagogical studies. The research delves into the theoretical contributions of the field of Curriculum and more specifically, the studies in the History of Curriculum and History of Disciplines formulated by Ivor Goodson and Andre Chervel. To these references are added studies by Michel Foucault about the historical constitution of knowledge through a discourse concept and its emerging possibilities and production. Based on the document analysis, the study points that there are three statements that enable the need of discursive construction on Didactics as a discipline as essential knowledge to professors - the learning centrality, the scientific approach of education and of teacher training at the university level -,which were part of the pedagogical view in the 1920s and 30s and sought to answer the emergency posed by the new model of schooling in the face of Brazil's new political and economic organization in the 1930s. This is a particular discursive formation that is constituted in relation to the psychological discourse of education - which focused on learning - and in this interdiscursive process, it aimed teaching as forming a pair with the action of learning. <![CDATA[Approach on handmade work in women life stories]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100247&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este texto refere-se a um projeto de pesquisa em andamento, que busca investigar o processo de construção dos sentidos do trabalho feminino e sua relação com a categorização de gênero a partir das histórias de vida de mulheres artesãs e da produção artesanal produzida por cada participante. Um grupo participante é formado por mulheres artesãs pertencentes a uma cooperativa de arte e artesanato popular e o outro por discentes de cursos de licenciaturas da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), especialmente dos cursos de Pedagogia e Artes Visuais. A iniciativa buscou construir um espaço de produção artesanal, onde as memórias são resgatadas não apenas a partir da oralidade, mas também na produção concreta do artesanato, através do que denominamos de Oficinas de Criação Coletiva.<hr/>This text refers to an ongoing research project that seeks to investigate the process of constructing meanings of women's work and its relation to gender categorization from the life stories of artisan women and from craft production produced by each participant. A participant group is formed by artisan women belonging to an art and craft popular cooperative and the other is formed by students of undergraduate courses of Universidade Federal de Pelotas (UFPel), specially of Pedagogy and Visual Arts courses. The initiative sought to build a craft production space, where memories are redeemed not only from orality, but also in craft concrete production, through what we call Collective Creation Workshops. <![CDATA[Relations of Gender and Mathematics: about discursive threads and tissues]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100261&lng=es&nrm=iso&tlng=es Neste artigo experimentamos teorizações foucaultianas na análise do material empírico de uma investigação sobre configurações das relações de gênero nas práticas matemáticas de catadoras e catadores de materiais recicláveis, com idades compreendidas entre 18 e 76 anos, pertencentes a uma Associação de Catadores, e que participavam de um projeto de Educação de Pessoas Jovens e Adultas (EJA). Operando com a noção de discurso, interpelamos a razão de matriz cartesiana e o sujeito da razão para mostrar como, em meio a tensões discursivas, relações de gênero e matemática são produzidas e encontram-se implicadas na constituição das subjetividades daquelas mulheres e daqueles homens, catadoras e catadores, alunas e alunos da EJA, e na naturalização de desigualdades de gênero.<hr/>In this paper we experience Foucaultian theorizations to analyze empirical material from a research about configurations of gender relations in mathematical practices of male and female collectors of recyclable materials, aged between 18 and 76, participants in an Association of Collectors, attendants of an Adult and Young Education Project (Educação de Pessoas Jovens e Adultas - EJA). By operating with a notion of discourse, we interpellate the Cartesian reason and the subject of reason, in order to show how relations of gender and mathematics are produced, entangled in discursive tensions, and are implicated in the constitution of subjectivities of those men and those women, male collectors and female collectors, male adult students and female adult students, and how they are also implicated in the naturalization of gender inequalities. <![CDATA[Human Rights Education in Political-Pedagogical Projects of São Paulo's schools]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100277&lng=es&nrm=iso&tlng=es O artigo traz os dados de uma pesquisa qualitativa que teve por objetivo levantar, por meio da análise dos Projetos Político-Pedagógicos (PPPs), a presença de elementos que integram conhecimentos, valores e práticas da Educação em Direitos Humanos (EDH) nas escolas públicas do estado de São Paulo. Foram analisados 15 documentos a partir de critérios estabelecidos com base em documentos-referência para a EDH no país. Os critérios foram organizados em sete âmbitos: comunidade interna e externa; princípios e concepções de educação; objetivos; currículo; participação democrática e ambiente escolar; formação docente e avaliação. Buscou-se identificar se elementos relacionados à EDH estavam ausentes, se eram apenas mencionados ou se destacavam de maneira propositiva, por meio de ações planejadas nos PPPs. Os dados demonstram que os conteúdos diretamente relacionados à EDH estão ausentes dos PPPs, algumas temáticas relacionadas a este tipo de educação são fracamente mencionadas e há ações planejadas pelas escolas que promovem direitos, no entanto, o planejamento intencional, sistematizado e consciente da EDH ainda não se reflete neste tipo de documento.<hr/>The article presents data from a qualitative study that aimed to investigate the presence of aspects that integrate knowledge, values and practice of the Human Rights Education (HRE) in the political-pedagogical projects (PPPs) of public schools in the state of São Paulo. 15 documents were analyzed from criteria based on reference documents for HRE in Brazil. The criteria were organized into seven areas: internal and external community; principles and concepts of education; goals; curriculum; democratic participation and school environment; teacher training and evaluation. We sought to identify whether the HRE related elements were missing, or if they were just mentioned or stood out through propositional planned actions in PPPs. The data demonstrate that the contents directly related to HRE are absent from PPPs, some issues related to this type of education are weakly mentioned and there are some planned actions that promote rights. However, the intentional, systematic and conscious planning of HRE is not yet reflected in this document type. <![CDATA[Technologies, learning of attention and learning how to study]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100293&lng=es&nrm=iso&tlng=es Este artigo relata uma pesquisa bibliográfica que teve por objetivo desenvolver uma reflexão acerca da formação de estudantes autônomos, em um clima rico de informações e de apelos audiovisuais. Três eixos forneceram norte para as argumentações: a abertura de horizontes e de preocupações com as tecnologias de informação e comunicação, tomando por cerne da questão a horizontalidade da comunicação e a possibilidade de coletivos inteligentes; a ressignificação do aprender a estudar, como adequada via de emancipação cognitiva; a centralidade da aprendizagem da atenção, partindo da premissa de que a atenção não se restringe à "condição para a aprendizagem", podendo ser compreendida como "efeito" de uma aprendizagem. Os eixos percorridos têm como ponto de convergência o autoconhecimento.<hr/>This article reports a bibliographical research whose objective develops a reflection about training autonomous students in an environment full of information and audiovisual appeal. Three priorities were the focus of our discussion: opening new horizons and issues on information and communication technologies in which the main point is the horizontal communication and the possibility of intelligent networking; the resignification of learning how to study as a way of adequate cognitive emancipation; and the central point of attention learning since attention is not only a "condition to learn", but it can be understood as "effect" of learning. These priorities converge to self-knowledge. <![CDATA[The communicational processes in policies of distance teacher training]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100307&lng=es&nrm=iso&tlng=es O artigo apresenta o resultado da pesquisa sobre os processos comunicacionais na Política de Formação de Professores a distância na perspectiva dialógica, tomando como base empírica o curso de Pedagogia de um polo da Universidade Aberta do Brasil. O objetivo que norteou a pesquisa foi analisar o tipo de comunicação entre tutor e alunos. A metodologia utilizada foi o estudo de caso com abordagem dialética. Os resultados apontaram para a negação da comunicação como diálogo construtivo, crítico e emancipador. O discurso explícito foi o da contra-hegemonia capitalista, porém as práticas analisadas foram ideológicas, de falsa consciência, não expressando a superação da alienação. Como conclusão, pontua-se que a possibilidade de ocorrer uma comunicação emancipadora nos cursos de formação de professores somente será possível a partir de uma política de formação que articule teoria e prática, discurso e realidade numa construção coletiva do sentido da práxis que transforme e supere a hegemonia tecnicista, de gerenciamento e da massificação.<hr/>The article presents the results of a research on communication processes in the Teacher Education Policy in the distance dialogical perspective, taking as an empirical basis the pedagogy course from a pole of the Open University of Brazil. The goal that guided the research was to analyze the type of communication between teacher/tutor and students. The methodology was based on the materialist dialectics and the delineation adopted was a case study. The results pointed to the denial of communication as constructive, critical and emancipatory dialogue. This open speech was against the capitalist counter-hegemony, but the analyzed practices were ideological, of false consciousness, not expressing the overcoming of alienation. As a conclusion, we point out that the occurrence possibility of an emancipatory communication in teacher training courses will only be viable through a formation policy that articulates theory and practice, discourse and reality in a collective construction of praxis meaning which transforms and overcomes the technicist hegemony, management and massification. <![CDATA[Resenha]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602015000100325&lng=es&nrm=iso&tlng=es O artigo apresenta o resultado da pesquisa sobre os processos comunicacionais na Política de Formação de Professores a distância na perspectiva dialógica, tomando como base empírica o curso de Pedagogia de um polo da Universidade Aberta do Brasil. O objetivo que norteou a pesquisa foi analisar o tipo de comunicação entre tutor e alunos. A metodologia utilizada foi o estudo de caso com abordagem dialética. Os resultados apontaram para a negação da comunicação como diálogo construtivo, crítico e emancipador. O discurso explícito foi o da contra-hegemonia capitalista, porém as práticas analisadas foram ideológicas, de falsa consciência, não expressando a superação da alienação. Como conclusão, pontua-se que a possibilidade de ocorrer uma comunicação emancipadora nos cursos de formação de professores somente será possível a partir de uma política de formação que articule teoria e prática, discurso e realidade numa construção coletiva do sentido da práxis que transforme e supere a hegemonia tecnicista, de gerenciamento e da massificação.<hr/>The article presents the results of a research on communication processes in the Teacher Education Policy in the distance dialogical perspective, taking as an empirical basis the pedagogy course from a pole of the Open University of Brazil. The goal that guided the research was to analyze the type of communication between teacher/tutor and students. The methodology was based on the materialist dialectics and the delineation adopted was a case study. The results pointed to the denial of communication as constructive, critical and emancipatory dialogue. This open speech was against the capitalist counter-hegemony, but the analyzed practices were ideological, of false consciousness, not expressing the overcoming of alienation. As a conclusion, we point out that the occurrence possibility of an emancipatory communication in teacher training courses will only be viable through a formation policy that articulates theory and practice, discourse and reality in a collective construction of praxis meaning which transforms and overcomes the technicist hegemony, management and massification.