Scielo RSS <![CDATA[Educar em Revista]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0104-406020160001&lang=es vol. num. 59 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Editorial]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100005&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[Apresentação]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100013&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[Relationships between parents and children: understanding the interplay of the parental and coparental relations]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100017&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo Pesquisas têm dedicado atenção aos estilos e práticas parentais e seus efeitos no desenvolvimento de crianças. A coparentalidade é definida pelo envolvimento conjunto e recíproco de ambos os pais na educação dos filhos. Neste artigo são delineadas relações entre estilos parentais e coparentalidade. Trata-se de estudo exploratório descritivo e correlacional com doze famílias biparentais, com pelo menos uma criança de cinco a sete anos de idade. Foram utilizados dois instrumentos: Escala da Relação Coparental (ERC) e Questionário de Dimensões e Estilos Parentais (QDEP). Utilizou-se estatística descritiva e correlacional, com o uso do pacote estatístico SPSS 18.0. A validação (endossamento) da parentalidade do parceiro apareceu como um fator importante para os estilos parentais. Quanto mais as mães referiram endossar a parentalidade dos esposos, mais elas mencionavam uso do estilo democrático-recíproco por eles. A validação por parte das mães se relacionou positivamente ao suporte coparental: quanto mais perceberam o suporte de seus esposos, mais endossaram a parentalidade deles. A sabotagem coparental, referida por eles, apresentou relações positivas com uso do estilo permissivo (falta de firmeza) em ambos. Destaca-se a relação entre falta de firmeza parental e uso de estratégias punitivas; e de ambos com a sabotagem coparental. O conjunto dos resultados permitiu o delineamento das relações entre a coparentalidade e estilos parentais e poderão subsidiar intervenções psicológicas e psicoeducativas promotoras do desenvolvimento das crianças e suas famílias, em diferentes contextos.<hr/>Abstract Research has shown the styles and parenting practices and their effects on the development of children. The coparenting is defined by the joint involvement and reciprocal of both parents in the education of children. This article highlights relationships between parenting styles and coparenting. It is about a descriptive and correlational exploratory study with twelve biparental families with a five to seven years old child, at least. Two instruments were used: the Coparenting Relationships Scale (CRS) and the Parenting Styles and Dimensions Questionnaire (PSDQ). A descriptive and correlational statistic was used by the SPSS 18.0 statistical package. Results had shown that validation (endorsement) of the partner's parenting appeared as a relevant factor in parenting styles. The more mothers reported to endorse the parenthood of their spouses, the more they mentioned the use of a democratic reciprocal style. The validation by mothers was positively related to coparental support: the more they realized the support of their husbands, the more they endorsed their parenting. The coparental sabotage had a positive relationship with the use of a permissive style (lack of firmness) for both. Noteworthy is the relationship between lack of parental firmness and the use of punitive strategies; and both with coparental sabotage. The overall results show the relationship between coparenting and parenting styles, and they can be used for psychological and psychoeducational interventions in promoting the development of children and their families in different contexts. <![CDATA[Becoming father/mother of a child with serious problems of development]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100035&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo O interesse pela pesquisa sobre os pais das crianças com transtornos graves do desenvolvimento tem conhecido diferentes focos de interesse ao longo do tempo, desde uma abordagem mais psicopatológica, interessada em descrever os aspectos negativos gerados pelo impacto de ter um filho com deficiência, passando pelo estudo das estratégias de coping usadas para lidar com a situação, até ao conhecimento das forças e da resiliência que esses pais mobilizam nas suas vivências. A grande mudança, no entanto, deriva de os pais/mães serem considerados não apenas em função da criança, mas também pelo que acontece no seu próprio processo de desenvolvimento. Esta perspectiva desenvolvimental é aqui abordada a partir da construção dos vínculos fundamentais presentes na ligação entre mãe/pai e o seu bebé, o modo como tal ligação é quebrada e como pode ser reconstruída quando a criança apresenta um diagnóstico de transtorno grave. Só a retoma do seu próprio processo de desenvolvimento, por parte dos pais, lhes permitirá exercer plenamente a sua parentalidade de forma emocionalmente adequada e consistente, assente numa responsividade permanente perante as circunstâncias da vida quotidiana. Esta perspectiva permite abrir novos desafios interdisciplinares quanto à forma de trabalhar na intervenção precoce no desenvolvimento infantil e a uma leitura abrangente do trabalho centrado na família.<hr/>Abstract The interest in research on parents of children with severe developmental disorders has known different focuses of interest over time, from a more psychopathological approach, interested in describing the negative aspects of the impact of having a child with disabilities, to the study of coping strategies used to deal with the situation, and the study of the strength and resilience mobilized by these parents. The big change, however, is that the concern about parents is not only because of the child, but also for what happens in their own development processes. This developmental perspective is addressed here to the construction of the fundamental attachment between mother/father and the baby, how this bond is broken, and how it can be reconstructed when the child has a severe disability diagnosis. Only the resumption of parents' developmental process will enable them to perform their parenting in an emotionally appropriate and consistent manner, based on adequate responsiveness in everyday life situations. This view allows to open new interdisciplinary challenges about how to work on early intervention in child development and to a comprehensive understanding of the family centered intervention. <![CDATA[Beliefs and educational practices of mothers of children with atypical development]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100049&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo O desenvolvimento humano atípico interfere no processo de aprendizado da criança que o apresenta, sendo que os pais têm importante papel no sentido de estimular o desenvolvimento dos filhos. Porém, o envolvimento paterno sofre influência das crenças que os pais têm sobre o desenvolvimento dos filhos. Para avaliá-las, Suizzo (2002) construiu a Escala de Crenças Parentais e Práticas de Cuidado (E-CPPC). Assim, na presente pesquisa foi realizada uma pesquisa descritiva e transversal, utilizando o E-CPPC com 75 mães de crianças com diagnóstico de deficiência intelectual, das quais 41 sem fenótipo (grupo que abrangeu, dentre outros, crianças com Transtorno do Espectro Autista), cuja deficiência intelectual foi percebida nos primeiros anos de vida, e 34 mães de crianças com Síndrome de Down, identificada quando do nascimento. Das crianças com Síndrome de Down, 94,11% frequentavam escola especial e este percentual baixou para 80,48% nas crianças sem fenótipo. As mães dos dois agrupamentos apontaram em primeiro lugar a dimensão Apresentação Apropriada do bebê, envolvendo aqui a valorização de cuidados básicos, vindo a seguir: Estimulação; Responsividade/vínculo; Disciplina. Na análise de pares de dimensões do E-CPPC foi percebido que somente no par de dimensões Apresentação-Responsividade/vínculo houve diferença entre os grupos, sendo positiva e com significância estatística nas crianças com Síndrome de Down e não apresentando relação significativa no outro grupo. Poder contar com rede de apoio o quanto antes surge como sugestão importante aos dois grupos.<hr/>Abstract Atypical human development interferes in the learning process of children who have it and parents have an important role to play in stimulating the development of their children. However, parental involvement suffers the influence of the beliefs they have regarding the development of their children. In order to assess such beliefs Suizzo (2002) created the Scale of Parental Beliefs and Care Practices (S-PBCP). A descriptive cross-sectional study was conducted using S-PBCP with 75 mothers of children diagnosed as having intellectual disability, 41 of whom had no phenotype (among other disabilities, this group included children with Autistic Spectrum Disorders) and whose intellectual disability was perceived in the first years of life, as well as 34 mothers of children with Down Syndrome identified as such at birth. 94.11% of the children with Down Syndrome attended special schools, whilst this percentage fell to 80.48% in children with no phenotype. The first dimension indicated by the mothers in both groups was the Appropriate Presentation of the baby, involving the valuing of basic care, followed by: Stimulation; Responsiveness/bond; Discipline. When analysing pairs of S-PBCP dimensions it was found that there was only a difference between the groups in the Presentation-Responsiveness/bond dimensions, it being positive and statistically significant for the children with Down Syndrome, but having no significant relationship for the other group. Being able to count on a support network as soon as possible appears as an important suggestion in both groups. <![CDATA[Families of children with cerebral palsy routine]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100065&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo A paralisia cerebral (PC) é ocasionada por uma lesão neurológica que afeta o cérebro em seu desenvolvimento inicial, produzindo consequências, essencialmente, motoras, porém, dependendo da área lesionada, o indivíduo pode apresentar comprometimento cognitivo. Crianças com essa deficiência necessitam de cuidados especiais e exigem das famílias uma reestruturação que possibilite o desenvolvimento adequado desses indivíduos. Tendo isto como base investigou-se a rotina de famílias com crianças diagnosticadas com paralisia cerebral. Foi aplicado o Inventário de Rotina (IR) a três mães de crianças com PC atendidas no Serviço Caminhar, do Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza, de Belém do Pará. Os resultados apontaram que mães de crianças com PC tendem a dispor a maior parte do seu tempo aos cuidados com o filho em detrimento do tempo de dedicação a elas mesmas, incluindo cuidados com sua saúde. Este padrão comportamental é gerado por influência dos níveis de comprometimento motor e de autonomia da criança - quanto maior o nível de comprometimento motor, menor o nível de autonomia e maior é a sobrecarga de cuidado da mãe.<hr/>Abstract Cerebral palsy (CP) is caused by a neurological injury that affects the brain in its early development, producing essentially motor consequences. However, depending on the injured area, the individual may have cognitive impairment. Children with this disability need special care and require families' restructuring that allows the proper development of these individuals. On this basis we investigated the routine of families with children diagnosed with cerebral palsy. A Routine Inventory (RI) was applied to three mothers of children with CP treated at the Serviço Caminhar (Walking Service) of the Bettina Ferro de Souza University Hospital in Belém do Pará. The results showed that mothers of children with cerebral palsy tend to have most of their time to care for their children at the expense of devoting less time to themselves, including their health care. This behavioral pattern is generated by the influence of the motor impairment levels and the child's autonomy - the higher the motor impairment level, the lower the level of autonomy and the higher the mother's care overload. <![CDATA[Do children and adolescents with emotional and behavioral problems need educational inclusion policies?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100079&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo Este trabalho teve o objetivo de avaliar o perfil de crianças encaminhadas para serviços de saúde mental e discutir o impacto dos problemas funcionais apresentados em escolares, que podem estar sendo negligenciados pelas políticas públicas brasileiras. Os dados de 160 escolares, de ambos os sexos, foram coletados em três serviços médicos de saúde mental com os respectivos cuidadores, a partir de dois instrumentos: ficha de identificação para caracterizar os participantes, os cuidadores, o perfil sociodemográfico, o responsável pelo encaminhamento e a queixa; e Inventário dos Comportamentos para Crianças e Adolescentes entre 6 e 18 anos (CBCL6/18 anos). Os dados obtidos evidenciam uma alta demanda devido a dificuldades emocionais/comportamentais, combinadas com dificuldades de aprendizagem, de relacionamento e na vida diária, denominadas pelo Ministério da Educação (MEC) como transtornos funcionais, não atendidas pelas políticas de Ensino Especial, encaminhadas por postos de saúde e médicos, e não prioritariamente pela escola, encaminhador padrão. Exceto pelo encaminhamento, os dados são consistentes com a literatura, que aponta uma alta incidência dessas dificuldades em crianças e adolescentes, geradores de barreiras acadêmicas e de problemas de alto impacto ao longo da vida acadêmica e pessoal. A esse respeito, modelos de intervenções baseadas em escola têm de forma crescente ampliado o conceito de inclusão e apontado alternativas promissoras de aliança entre escola e serviços de saúde mental, o que pode vir a inspirar futuras políticas públicas na área.<hr/>Abstract This study had the objective of evaluating the profile of children referred to mental health services and of discussing the impact of functional problems presented at school, which may be neglected by the Brazilian public policies. Data from 160 schoolchildren, of both genders, was collected from their respective caretakers in three mental health services using two instruments: an identification form to characterize the participants, the caretakers, the social-demographic profile, the person responsible for the referral and demand; and the Child Behavior Checklist (CBCL) for children and adolescents between 6 and 18 years of age. Data obtained showed a high demand due to emotional/behavioral difficulties combined with learning, relationship and daily life difficulties named functional disorders by the Brazilian Ministry of Education and Culture (MEC) and not attended by the special education policies, which were referred by health centers and not mainly by the school, which would be the standard. Except for the referral, data is consistent with the literature, which points out a high incidence of these difficulties in children and adolescents, creating academic barriers and problems that have a great impact throughout their academic and personal lives. In this regard, intervention models based in schools have increasingly widened the concept of inclusion and offered promising alternatives of alliances between schools and mental health services, which may inspire future public policies in the area. <![CDATA[Generar "comportamientos inclusivos" como herramienta para operativizar la inclusión]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100097&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumen El presente artículo trata de analizar un campo emergente en los nuevos diseños psico-instruccionales desde el punto de vista inclusivo. La incertidumbre y los vertiginosos cambios que se están produciendo en la sociedad en general y en el sistema educativo, en particular durante esta era postmoderna de la llamada cuarta revolución, activan una urgente re-adaptación del comportamiento docente tanto en los sistemas de garantía de calidad como en la práctica diaria desde el nuevo modelo inclusivo de psicología positiva; cuya idea-fuerza subyacente no es otra que permitir un comportamiento auténticamente inclusivo desde la propia voluntariedad de la acción docente, y evitar de esta forma el consiguiente malestar personal y por ende socio-laboral.<hr/>Resumo Este artigo procura analisar um campo emergente nos novos projetos psicopedagógicos a partir do ponto de vista inclusivo. A incerteza e as rápidas mudanças que ocorrem na sociedade em geral e na educação, em especial durante esta era pós-moderna da chamada quarta revolução, desencadearam uma urgente readaptação do comportamento docente tanto nos sistemas de garantia da qualidade como na prática diária, a partir do novo modelo inclusivo da psicologia positiva; cuja ideia principal subjacente é simplesmente permitir um comportamento verdadeiramente inclusivo a partir da ação docente voluntária, e, assim, evitar o consequente sofrimento pessoal e sociolaboral.<hr/>Abstract This article attempts to analyze an emerging field in the new psycho-instructional designs from the inclusive point of view. Uncertainty and rapid changes taking place in society in general and in education in particular during this postmodern era of the so-called fourth revolution triggered an urgent re-adaptation of teaching behavior in both quality assurance systems and in daily practice from the new inclusive model of positive psychology; powerful idea whose underlying is simply to allow a truly inclusive behavior from the very voluntariness of teaching activities, and thus avoid the subsequent personal and sociolaboral distress. <![CDATA[Family, learning disabilities and behavior problems in schoolchildren]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100123&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo Nos anos escolares, família e escola são contextos em que se engendram mecanismos de risco e proteção para trajetórias favoráveis ou não de desenvolvimento das crianças. Dificuldades adaptativas precoces, expressas em altos níveis de problemas emocionais e/ou comportamentais, têm sido associadas a trajetórias desfavoráveis. O presente estudo objetivou testar um modelo de predição de problemas de comportamento em escolares, tendo como preditores variáveis de apoio ao desenvolvimento e adversidade no contexto familiar, bem como a presença da queixa escolar, sinalizando adversidade no contexto escolar. Participaram 60 crianças, de 7 a 11 anos, e suas mães, recrutadas em escola pública de Ensino Fundamental e em clínica-escola de psicologia. Os instrumentos utilizados foram Matrizes Progressivas Coloridas de Raven, Inventário de Comportamento da Infância e Adolescência (CBCL), Inventário de Recursos do Ambiente Familiar (RAF), subescala Vida Familiar, da Escala de Eventos Adversos (EEA). A coleta ocorreu na clínica e na escola. Os dados foram analisados por meio de regressão linear múltipla, verificando-se o poder explicativo das variáveis ambientais sobre os desfechos comportamentais. Os resultados apontaram a adversidade escolar como principal preditor de problemas de atenção, problemas sociais e comportamento agressivo. A adversidade familiar foi associada a problemas internalizantes e externalizantes. Duas modalidades de apoio familiar (rotina regular no dia a dia e atividades de lazer no tempo livre) parecem implicadas na atenuação dos problemas de comportamento. Destaca-se que esses são recursos passíveis de intervenção.<hr/>Abstract During the school years, family and school are contexts in which risk and protection mechanisms for favorable or unfavorable trajectories regarding the development of children are engendered. Early adaptive disabilities, expressed in high levels of emotional and/or behavior problems, have been associated with unfavorable trajectories. The present study aimed to test a prediction model of behavior problems in schoolchildren, having as variable support predictors to the development and adversity in family contexts, as well as the existence of school complaints, indicating adversity in the school context. Sixty children aged 7 to 11 years and their mothers participated in this study and they were recruited in a public elementary school and in a university clinic of psychology. The instruments used in this study were: Raven's Coloured Progressive Matrices - Special Scale, Child Behavior Checklist (CBCL), Family Environment Resources Inventory (Recursos do Ambiente Familiar - RAF), Family Life subscale from the Adverse Events Scale (Escala de Eventos Adversos - EEA). Data collection took place at the clinic and school. The data were analyzed by means of multiple linear regression, verifying the power of prediction of behavioral outcomes considering the environment variables. The results indicated school adversity as the main predictor of attention problems, social problems and aggressive behavior. Family adversity was associated with internalizing and externalizing behaviors. Two modalities of family support (daily regular routine and leisure activities in free time) seemed to prevent behavior problems. These are home resources amenable to intervention. <![CDATA[Development of a Routines-Based Early Childhood Intervention model]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100141&lng=es&nrm=iso&tlng=es Abstract The Early Childhood Intervention (ECI) literature recommends that intervention is embedded within everyday routines that occur in the natural environment. However, little research has examined the implementation of routines-based models of ECI. The aim of this paper was to describe the development of a Routines-Based Early Childhood Intervention (RBECI) model. The RBECI model consists of four key components: a) Routines-Based Interviews (RBIs); b) participation-based goals; c) home visits; and d) community consultations. Empirical evidence supporting each component of the model is provided, and results from a preliminary evaluation of the implementation of the model are discussed. Further research is required evaluating processes involved in the implementation of the model by ECI professionals and its impact on children and families.<hr/>Resumo A literatura recomenda que a Intervenção Precoce na Infância (IPI) seja inserida dentro das rotinas diárias que ocorrem no ambiente natural. No entanto, poucas pesquisas examinaram a implementação de modelos de IPI com base em rotinas. O objetivo deste trabalho foi descrever o desenvolvimento de uma intervenção precoce na infância baseado num modelo de rotinas (RBECI). O modelo RBECI consiste em quatro componentes principais: a) Entrevistas Baseadas em Rotinas (RBI); b) metas de participação; c) visitas domiciliares; e d) consultas à comunidade. Evidência empírica de suporte para cada componente do modelo é fornecida, e os resultados de uma avaliação preliminar da implementação do modelo são discutidos. São necessárias mais pesquisas e avaliações dos processos envolvidos na implementação do modelo por profissionais de IPI e seu impacto sobre as crianças e as famílias. <![CDATA[Public schools management and situations of conflict and violence: field of tension in public schools]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100157&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo Este artigo tem o objetivo de apreender o que pensam diretores escolares sobre situações de conflito e violência, por meio de um estudo qualitativo realizado com 43 diretores de escolas da rede estadual de ensino de São Paulo, unidades que estão inseridas no Sistema de Proteção Escolar, programa implementado pela Secretaria de Estado da Educação de São Paulo desde 2010. Compõe pesquisa mais ampla que busca analisar a relevância que o tema das situações de conflito vem logrando no campo das políticas públicas de educação. Como conclusão, o estudo aponta para a existência de número significativo de respostas cautelosas e contraditórias, o que pode indicar que os diretores não se sentem preparados para enfrentar os desafios postos pelas situações de conflito; para a não oferta de formação continuada condizente com a necessidade de construção do conhecimento sobre a legislação que envolve adolescentes e jovens em situações de conflito; para a ausência significativa de respostas dos diretores nas questões referentes às ações que foram adotadas em situações de conflito e violência, porém, quando estas são citadas se referem a chamar a família, os responsáveis ou os próprios alunos; a acionar órgãos colegiados escolares; à realização de palestras e projetos alternativos; a mobilizar a equipe de gestão e os Professores Mediadores Comunitários. Os recursos externos como órgãos de segurança e rede de apoio são acionados quando os recursos anteriores foram esgotados.<hr/>Abstract This article aims to seize what school principals think about conflict and violence situations by taking a qualitative study performed with 43 principals of state schools in São Paulo, which are units inserted in the School Protection System, that is a program implemented by the State Education Secretariat of São Paulo since 2010. It composes broader research that seeks to analyze the fact that the theme of conflict situations has been achieving relevance in the field of public policies on education. In conclusion, the study points to the existence of a significant number of cautious and contradictory answers, which may indicate that the principals do not feel prepared to face the challenges posed by situations of conflict; lack of continuing education to build the necessary knowledge on legislation involving adolescents and young people in conflict situations; significant lack of response from the principals in matters relating to actions that were adopted in situations of conflict and violence - but when these are mentioned they refer to call the family, responsible or the students themselves; triggering school collegiate bodies; holding lectures and alternative projects; mobilizing the management team and the Teachers who are Community Mediators. External support such as security organs and support network are triggered when the previous remedies have been exhausted. <![CDATA["To be" or "not to be" a teacher? That is a question searching for answers]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100175&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo Para este texto, foram analisados três excertos recorrentes nos discursos de noventa e oito professores da região central do estado do Rio Grande do Sul, que participaram de uma entrevista, em que os interlocutores responderam a questões sobre qual é e como se caracteriza o seu trabalho. Categorizados os argumentos e analisados com base, principalmente, na obra Lukacsiana, esteve-se em busca de um entendimento mais aprofundado de uma recorrente resposta que reiterava que o trabalho é "ser professora/ser professor", aplicada como modo acabado da profissão do qual resulta um ser, diga-se, por percepção semântica, completo, enquanto se acredita haver um contínuo movimento de fazer-se para ser, pois o ser social produz-se cotidianamente. Com base na categoria trabalho, Lukács propôs um entendimento do ser social, explicando-o a partir do trabalho. Busca-se, então, neste texto, um entendimento do ser social, explicando-o a partir do trabalho, considerando aspectos expressos por essa evidenciação do verbo "ser" com possibilidade de um caráter ontológico.<hr/>Abstract To this text, we analyzed three applicants' excerpts in the speeches of ninety-eight teachers of the Central Region of the State of Rio Grande do Sul, who participated in the interview in which the speakers answered questions about what is and how their work is characterized. After categorizing the arguments and analyzing them based mainly on the work of Lukács, there was a search for a deeper understanding of an applicant's reply which reiterated that his/her work is "to be a teacher" applied to the profession as a whole from which a being arises, that is to say, by a semantic perception, complete, as it is believed to exist a continuous movement of making yourself in order to be yourself, because the social being produces himself daily. Based on the work category, Lukács proposed an understanding of the social being, explaining it from work. The aim, then, in this text, is an understanding of the social being, explaining it from work, considering aspects expressed by the disclosure of the verb "to be" with the possibility of an ontological character. <![CDATA["The school is more... schooled": the implementation of full-time system in an Elementary School in the students' perspective]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100193&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo Este artigo tem por objetivos analisar, a partir da ótica discente, como tem sido a implantação do tempo integral em uma escola pública de Ensino Fundamental e contribuir para a discussão e a avaliação das políticas educacionais no país acerca desta temática. Para tanto, realizou-se um estudo qualitativo em que se fez uso de entrevistas individuais semiestruturadas e grupos focais junto a alunos, observação do cotidiano escolar e análise documental. Verificou-se que o alunado queixa-se de forma recorrente do cansaço advindo com a forma pela qual os tempos e os espaços escolares têm sido utilizados e ressignificados com a adoção do tempo integral. O grupo pesquisado tende a reconhecer a importância do capital escolar, mas enfatiza especialmente o aspecto socioafetivo presente na escolarização. A perspectiva discente é que a escola está ainda "mais escolar": conteudista, desenvolvendo o mesmo tipo de atividades, pouco atraentes, em espaços convencionais e/ou inadequados, e tornando o processo de ensino-aprendizagem insuficientemente producente. Assim, se faz necessária uma adequação pedagógica do tempo-espaço escolar, garantindo-se novas e diversificadas oportunidades de aprendizagem, com maior respeito às demandas dos educandos.<hr/>Abstract This article aims to analyze, in the students' perspective, how the deployment of the full-time system at a public Elementary School has happened, and to contribute to the discussion and evaluation of educational policies in the country on this issue. To this end, there was a qualitative study in which we used semi-structured individual interviews and focal groups with students, observing the school routine and document analysis. It was found that students recurrently complain of fatigue arising from the way time and school spaces have been used and reinterpreted with the adoption of a full-time system. The researched group tends to recognize the importance of the educational capital, but emphasizes the socio-affective aspect specifically present in the school. The students' perspective is that the school is still "more educational": full of content, developing the same type of activities, unattractive, in conventional and/or inadequate spaces, and making the insufficiently productive teaching-learning process. Thus, it is necessary to try an educational adequacy of school time-space, ensuring new and diverse learning opportunities, with greater respect to the demands of the students. <![CDATA[An innovative educational training as a way to build teaching knowledge in Higher Education]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100211&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo A docência universitária exige, além de conhecimentos sobre a área específica de formação, que o professor domine os fundamentos pedagógicos do processo de ensino-aprendizagem, aliados aos saberes de sua experiência e de sua produção científica. Com este desafio, este artigo objetiva analisar a formação pedagógica numa perspectiva inovadora como caminho para a construção de saberes docentes no Ensino Superior, com vistas a uma mudança em sua prática. A pesquisa adotou como metodologia a pesquisa-ação, em um programa de formação pedagógica, numa instituição de Ensino Superior pública municipal. O programa ocorreu durante um ano letivo, totalizando dez encontros. Em cada encontro eram discutidos e refletidos temas e situações sugeridos pelos próprios professores universitários envolvidos. Como instrumento de coleta de dados foi utilizado uma entrevista semiestruturada com dez dos professores participantes do processo formativo. Os dados da pesquisa permitem afirmar que a participação do professor universitário numa formação pedagógica que o leve a refletir, a ter consciência de sua ação e de sua trajetória, a ampliar sua percepção e conceitos sobre a docência, possibilita a construção de saberes que podem gerar mudanças significativas em sua prática docente em sala de aula. Considerou-se que a formação proporcionada pela pesquisa-ação levou os professores entrevistados a compreenderem que a docência universitária vai mais além do que dominar conteúdos, englobando competências específicas, saberes de natureza pedagógica e humana.<hr/>Abstract Besides the knowledge of the specific area of training, university teaching demands that the teacher masters the educational foundations of the teaching-learning process, combined with the knowledge of his experience and his scientific production. With this challenge, this article aims to analyze the pedagogical training in an innovative perspective as a way to build teaching knowledge in Higher Education, with a view to a change in its practice. The research methodology adopted was the action-research, in a teacher training program in a municipal public Higher Education institution. The program took place during a school year, totaling ten sessions and at each session themes and situations were suggested, discussed and analyzed by the very professors involved. As data collection instrument, we have used a semi-structured interview with ten of the teachers who participated in the training process. The survey data allow us to state that the participation of the university professors in a teacher training that leads them to reflect, to be aware of their action and their teaching history, to expand their awareness and concepts about teaching, enables them to build knowledge that can generate significant changes in their teaching practice in the classroom. It was considered that the formation provided by the action-research helped the interviewed teachers to understand that university teaching goes further than mastering content, covering specific skills and knowledge of pedagogical and human nature. <![CDATA[Knowledge about researching under the freshmen Education Graduate students' point of view]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100231&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo No presente artigo discuto a relação do pesquisador iniciante com a atividade de pesquisa no campo educacional, a partir das ideias de Charlot (2000) sobre as relações do sujeito com o mundo, com os outros e consigo mesmo na construção de si e de seus saberes. Na constituição dos dados, 30 mestrandos do Programa de Pós-Graduação em Educação, da Universidade Federal do Ceará e da Universidade Estadual do Ceará, escreveram um balanço de seus saberes sobre o que é pesquisar. Para eles, a pesquisa é uma ação formativa que visa à solução de problemas da realidade social e de questões que afligem diretamente o professor. Finalizo, refletindo sobre alguns desafios na trajetória de pesquisa desses estudantes, os quais consideram a atividade como um elemento importante para o seu desenvolvimento profissional.<hr/>Abstract In this paper, I reflect on the relationships of freshman graduate students with the research activity in the education field based on Charlot's propositions (2000) about relationships of the individuals with the world, the others and themselves to self-building and the construction of their own knowledge. A written balance of knowledge developed by 30 Education students attending Masters Degree from the Federal University of Ceará and from the State University of Ceará, in Brazil, composed the data in which they define researching, and they explain what it means to them. In their point of view research is a formative action that intends to solve the social reality problems, and to find answers to the questions that disturb the teachers' practice. In the end, I expose some challenges faced by the students, who consider research an important constituent of their professional development. <![CDATA[Didactic-methodological organization of Human Anatomy and Physiology classes: students' behavior and perception]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100251&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo O presente artigo apresenta os resultados de uma pesquisa quantitativa, do tipo pesquisa-ação, cujo objetivo foi analisar o comportamento e a percepção dos estudantes sobre a organização didático-metodológica, através dos momentos didático-problematizadores, implementada em três aulas da Disciplina de Anatomia e Fisiologia Humana de um Curso Técnico em Enfermagem da cidade de Santa Maria, no estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Foram planejadas pelas pesquisadoras três aulas sobre os temas: sistema endócrino, tegumentar e nervoso, tendo por base a organização didático-metodológica através dos momentos didático-problematizadores. As aulas foram implementadas numa turma do Módulo I, do Curso Técnico em Enfermagem, constituída por oito estudantes. Para a coleta dos dados foram utilizados diário de bordo para registro dos comportamentos dos estudantes observados em cada aula e questionário com perguntas fechadas e abertas para identificar a percepção e sugestões dos estudantes acerca da organização didático-metodológica através dos momentos didático-problematizadores. Dentre os principais resultados, destaca-se a percepção da maioria dos estudantes que considerou boa e/ou muito boa a organização didático-metodológica utilizada, assim como os seus momentos constituintes (desafio inicial, melhor solução escolar no momento, desafio mais amplo e tarefa extraclasse). Sendo que alguns estudantes ainda apresentam comportamento passivo diante do processo de ensino-aprendizagem, concluindo-se que ainda existe uma necessidade de mudanças culturais neste contexto pesquisado, partindo especialmente das ações docentes.<hr/>Abstract This paper presents the results of a quantitative research, a kind of action research which analyzed the students' behavior and perceptions about the didactic-methodological organization, through problem-solving didactic moments implemented in three classes of the Human Anatomy and Physiology Discipline of a Technical Course in Nursing in Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brazil. The researchers planned three classes with the following topics: endocrine, cutaneous and nervous systems, based on the didactic-methodological organization, through problem-solving didactic moments. The lessons were implemented in a class of Module I of the Technical Course in Nursing that consists of eight students. The data collecting was performed through a logbook to record the observed students' behavior in each class and a questionnaire with closed and open questions to identify the students' perceptions and their suggestions about the didactic-methodological organization through the problem-solving moments. Among the main results, there is the majority of students' perception that considered the didactic-methodological organization good and/or very good as well as its constituent moments (initial challenge, the best school solution at the time, broader challenges and extra classroom tasks). Some students still have passive behavior on the teaching-learning process. Thus, there is still a need for cultural changes studied in this context, especially starting by teachers' actions. <![CDATA[Consciousness, intentionality and freedom: Sartre's contributions to the formation of the subject]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100263&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo O presente estudo tem como objetivo investigar os conceitos fundamentais da obra de Sartre, como a consciência, a liberdade e a intencionalidade, em articulação com as questões da educação, pondo em evidência a passagem do plano da espontaneidade ao plano do refletido na formação do sujeito. O problema da pesquisa se desenvolve em meio às possibilidades da educação como racionalidade histórica e crítica, capaz de promover, em alguma medida, a abertura ao ser, seja esta abertura de ordem ética, social ou epistemológica. O artigo suscita uma reflexão breve, com base no pensamento de Sartre, das condições racionais nas quais a educação possa se dilatar, estendendo-se ao projeto de humanidade, em cujas condições históricas os sujeitos possam reconhecer que sua existência e seu saber não estão prontos, não estão dados a priori, porquanto precisam ser permanentemente conquistados. As análises do estudo levam a compreender que a formação de sujeitos livres e responsáveis não se constitui, senão, por meio das ações éticas. Especialmente neste campo, a educação pode compartilhar das conquistas que o pensamento de Sartre apresenta na ultrapassagem ao instituído.<hr/>Abstract The study sets out to investigate the fundamental concepts of Sartre's work, such as consciousness, freedom and intentionality organized around the issues of education, highlighting the passage from a level of spontaneity to the project of reason in the formation of the subject. The theme of the research is carried out in the midst of the possibilities of education as historical and critical rationality, capable of promoting, to some extent, openness to being, whether it is ethical, social or epistemological. Based on Sartre's thinking, the article presents a brief reflection on the rational conditions in which education could be expanded, extending into a project for humanity, with historical conditions in which subjects can recognize that their existence and knowledge are not readymade nor given a priori, but must be constantly acquired. The analyses lead one to understand that the formation of free and responsible subjects is only constituted through ethical actions. In this field, in particular, education can share the achievements that Sartre's thinking presents on it transcending what has been established. <![CDATA[Digital cultures and mobile technologies in education]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100277&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo O século XX foi marcado pela inserção das tecnologias da informação e comunicação (TIC) conectadas em rede, em diferentes setores sociais. Agora, no século XXI, vivenciamos, de forma mais intensa, o uso das tecnologias móveis e de redes sociodigitais que nos colocam em constante interação com (ciber)espaços sociotécnicos. Nesses espaços, a comunicação ocorre em lugares não fixos, registrando fatos e informações no instante em que eles acontecem. Os jovens são os que mais utilizam esta forma de comunicação, tornando-a uma marca, umhabitus dessa geração que se caracteriza, dentre outros fatores, pela intensa imersão nas culturas digitais. São jovens que já não aceitam mais formas convencionais de ensinar e aprender, pois aprenderam, com as tecnologias e as redes, a interagir, a produzir e a publicar. Estes são alguns dos desafios que temos para a educação, principalmente para a formação inicial dos docentes, futuros professores, que realizam estágio supervisionado nas escolas do Ensino Fundamental. Para compreender estes desafios e encontrar possíveis caminhos, o Grupo de Pesquisa em Educação e Culturas Digitais (ECult) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), vinculado à Universidade Federal de Sergipe (UFS), tem desenvolvido pesquisas que discutem esta temática. Porém, torna-se necessário ampliar a realização de pesquisas com este tema em outros Programas de Pós-Graduação em Educação.<hr/>Abstract The twentieth century was marked by the integration of information and communication technologies (ICT) networked in different social sectors. Now, in the twenty-first century, we've been experiencing, more intensely, the use of mobile technologies and sociodigital networks that put us into constant interaction with (cyber) socio-technical spaces. Those are spaces where communication occurs in non-fixed places, recording facts and information at the very moment they happen. Young people are the ones who use this form of communication more frequently, turning it into a brand, ahabitus of this generation that is characterized, among other factors, by the great immersion in digital cultures. They are young people who no longer accept conventional ways of teaching and learning, because they have been learning, from the technologies and networks, how to interact, produce and publish. These are some of the challenges that education has to face nowadays, mainly as for the initial training of future teachers who are involved in internship programs in Elementary schools. To understand these challenges and find possible ways of improving education, the Research Group in Education and Digital Cultures (ECult) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), linked to Universidade Federal de Sergipe (UFS), has been developing research related to the theme of this study. However, it is paramount to increase the practice of research on topics such as education and digital cultures in other Postgraduate Education Programs. <![CDATA[Resenha]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100293&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo O século XX foi marcado pela inserção das tecnologias da informação e comunicação (TIC) conectadas em rede, em diferentes setores sociais. Agora, no século XXI, vivenciamos, de forma mais intensa, o uso das tecnologias móveis e de redes sociodigitais que nos colocam em constante interação com (ciber)espaços sociotécnicos. Nesses espaços, a comunicação ocorre em lugares não fixos, registrando fatos e informações no instante em que eles acontecem. Os jovens são os que mais utilizam esta forma de comunicação, tornando-a uma marca, umhabitus dessa geração que se caracteriza, dentre outros fatores, pela intensa imersão nas culturas digitais. São jovens que já não aceitam mais formas convencionais de ensinar e aprender, pois aprenderam, com as tecnologias e as redes, a interagir, a produzir e a publicar. Estes são alguns dos desafios que temos para a educação, principalmente para a formação inicial dos docentes, futuros professores, que realizam estágio supervisionado nas escolas do Ensino Fundamental. Para compreender estes desafios e encontrar possíveis caminhos, o Grupo de Pesquisa em Educação e Culturas Digitais (ECult) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), vinculado à Universidade Federal de Sergipe (UFS), tem desenvolvido pesquisas que discutem esta temática. Porém, torna-se necessário ampliar a realização de pesquisas com este tema em outros Programas de Pós-Graduação em Educação.<hr/>Abstract The twentieth century was marked by the integration of information and communication technologies (ICT) networked in different social sectors. Now, in the twenty-first century, we've been experiencing, more intensely, the use of mobile technologies and sociodigital networks that put us into constant interaction with (cyber) socio-technical spaces. Those are spaces where communication occurs in non-fixed places, recording facts and information at the very moment they happen. Young people are the ones who use this form of communication more frequently, turning it into a brand, ahabitus of this generation that is characterized, among other factors, by the great immersion in digital cultures. They are young people who no longer accept conventional ways of teaching and learning, because they have been learning, from the technologies and networks, how to interact, produce and publish. These are some of the challenges that education has to face nowadays, mainly as for the initial training of future teachers who are involved in internship programs in Elementary schools. To understand these challenges and find possible ways of improving education, the Research Group in Education and Digital Cultures (ECult) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), linked to Universidade Federal de Sergipe (UFS), has been developing research related to the theme of this study. However, it is paramount to increase the practice of research on topics such as education and digital cultures in other Postgraduate Education Programs. <![CDATA[Resenha]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602016000100299&lng=es&nrm=iso&tlng=es Resumo O século XX foi marcado pela inserção das tecnologias da informação e comunicação (TIC) conectadas em rede, em diferentes setores sociais. Agora, no século XXI, vivenciamos, de forma mais intensa, o uso das tecnologias móveis e de redes sociodigitais que nos colocam em constante interação com (ciber)espaços sociotécnicos. Nesses espaços, a comunicação ocorre em lugares não fixos, registrando fatos e informações no instante em que eles acontecem. Os jovens são os que mais utilizam esta forma de comunicação, tornando-a uma marca, umhabitus dessa geração que se caracteriza, dentre outros fatores, pela intensa imersão nas culturas digitais. São jovens que já não aceitam mais formas convencionais de ensinar e aprender, pois aprenderam, com as tecnologias e as redes, a interagir, a produzir e a publicar. Estes são alguns dos desafios que temos para a educação, principalmente para a formação inicial dos docentes, futuros professores, que realizam estágio supervisionado nas escolas do Ensino Fundamental. Para compreender estes desafios e encontrar possíveis caminhos, o Grupo de Pesquisa em Educação e Culturas Digitais (ECult) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), vinculado à Universidade Federal de Sergipe (UFS), tem desenvolvido pesquisas que discutem esta temática. Porém, torna-se necessário ampliar a realização de pesquisas com este tema em outros Programas de Pós-Graduação em Educação.<hr/>Abstract The twentieth century was marked by the integration of information and communication technologies (ICT) networked in different social sectors. Now, in the twenty-first century, we've been experiencing, more intensely, the use of mobile technologies and sociodigital networks that put us into constant interaction with (cyber) socio-technical spaces. Those are spaces where communication occurs in non-fixed places, recording facts and information at the very moment they happen. Young people are the ones who use this form of communication more frequently, turning it into a brand, ahabitus of this generation that is characterized, among other factors, by the great immersion in digital cultures. They are young people who no longer accept conventional ways of teaching and learning, because they have been learning, from the technologies and networks, how to interact, produce and publish. These are some of the challenges that education has to face nowadays, mainly as for the initial training of future teachers who are involved in internship programs in Elementary schools. To understand these challenges and find possible ways of improving education, the Research Group in Education and Digital Cultures (ECult) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), linked to Universidade Federal de Sergipe (UFS), has been developing research related to the theme of this study. However, it is paramount to increase the practice of research on topics such as education and digital cultures in other Postgraduate Education Programs.