Scielo RSS <![CDATA[Educar em Revista]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0104-406020120001&lang=pt vol. num. 43 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Apresentação</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Prevenção, promoção do desenvolvimento e atenção precoce na Escola Infantil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt En este trabajo se plantea la importancia y necesidad, desde el ámbito de la atención temprana, de poner en marcha programas de prevención primaria orientados a promocionar el desarrollo infantil y el ajuste familiar y escolar. Se expone la experiencia llevada a cabo desde el año 2005 por el Grupo de Investigación en Atención Temprana (GIAT) de la Universidad de Murcia (España), y se analizan los resultados obtenidos en el curso 2010-2011 en la Escuela Infantil de Lorquí (Murcia, España) con un grupo de 64 niños y sus respectivas familias. Los resultados indican un progreso mental y psicomotor de los niños, entre el principio y el final del curso escolar, lo que pone en evidencia la relevancia de este tipo de programa. También se constata un mejor nivel de desarrollo inicial en los niños y las familias que han seguido el programa de prevención y promoción del desarrollo infantil frente a los que no lo han recibido.<hr/>This paper discusses the importance and necessity from the field of early childhood, to implement primary prevention programs designed to promote child development and family and school adjustment. It describes the experiment carried out since 2005 by the Research Group on Early Childhood Intervention (GIAT), University of Murcia (Spain), and analyzed the results of the 2010-2011 academic years in the Infant School Lorquí (Murcia, Spain) with a group of 64 children and their families. The results indicate an improvement of mental and psychomotor development of children, between the beginning and the end of the school, which highlights the relevance of such services. The study finds a higher level of initial development in children and families who have followed the program of prevention and promotion of child development compared to those who have not received it.<hr/>Este artigo evidencia a importância e a necessidade de implementar, no âmbito da atenção precoce, programas de prevenção primária destinados a promover o desenvolvimento infantil e o ajuste familiar e escolar. Descreve a experiência realizada desde 2005 pelo Grupo de Pesquisa em Atenção Precoce (GIAT), da Universidade de Murcia (Espanha), e analisa os resultados obtidos nos anos de 2010-2011 na Escola Infantil de Lorquí (Murcia, Espanha), com um grupo de 64 crianças e suas respectivas famílias. Os resultados indicam um progresso no desenvolvimento mental e psicomotor das crianças, entre o início e o final do curso escolar, o que evidencia a relevância deste tipo de programa. Também constata um melhor nível de desenvolvimento inicial nas crianças e famílias que frequentaram o programa de prevenção e promoção do desenvolvimento infantil frente aos que não o frequentaram. <![CDATA[<b>Aplicação de programas de atenção precoce a partir de um modelo educativo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt En la actualidad la aplicación de programas de Atención Temprana (AT) hace más hincapié en la importancia de los contextos en los se desenvuelve el niño y en las interacciones de éste con el medio. El modelo educativo se ajusta muy bien a los nuevos conceptos y las nuevas formas de la atención temprana, basadas en una perspectiva ecológico-transaccional. Además de la intervención individual y sistematizada dirigida al niño, existen otros aspectos relevantes en atención temprana como pueden ser la detección, el seguimiento o la escolarización temprana. En este trabajo se hace una actualización de los conceptos de la atención temprana, y de la aplicación de los programas de AT siguiendo un modelo educativo. Se revisan también los antecedentes y la contextualización de un servicio público de atención temprana dependiente de la administración educativa de una región española (Murcia), describiendo los diversos programas que llevan a cabo. Finalmente, se recogen una serie de consideraciones metodológicas y organizativas de cara a la ejecución de los programas en los equipos y por la propia administración pública.<hr/>Nowadays, the application of the early intervention programs emphasizes the importance of the contexts in which the child develops and in its interactions with the environment. The educational model adapts itself to new concepts and shapes of the early intervention, based on an ecological and transactional view. There are several significant issues, as the detection, the pursuit, or the early school, in addition to individual and systematized intervention child based. In this report, we update the concepts of the early intervention according to educational model. We revise the preceding and the contextualization from an early intervention service dependent on the educational administration in a Spanish area (Murcia), and we describe the different programs from the early intervention teams in that area. Finally, methodological and organizational issues are collected for the performance of the early intervention programs.<hr/>Na atualidade, a aplicação de programas de Atenção Precoce (AP) está mais interessada na relevância dos contextos educativos nos quais a criança se desenvolve e nas interações que esta estabelece com o meio. O modelo educativo ajusta-se muito bem aos novos conceitos e às novas formas da atenção precoce, baseadas numa perspectiva ecológico-transacional. Além da intervenção individual e sistematizada dirigida à criança, existem outros aspectos relevantes na atenção precoce, como a detecção, a supervisão do desenvolvimento ou a escolarização precoce. Neste artigo, efetua-se uma atualização dos programas de atenção precoce seguindo um modelo educativo. Revisam-se os antecedentes e a contextualização de um serviço público de AP subordinado à administração educativa de uma região espanhola (Murcia) e são descritos os seus diferentes programas. Finalmente, realiza-se uma série de considerações metodológicas e organizativas para a execução dos programas pelas equipes e pela própria administração pública. <![CDATA[<b>Problemas do desenvolvimento infantil e intervenção precoce</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A Intervenção Precoce (IP) é hoje uma prática multidisciplinar que procura responder às necessidades de crianças com perturbações do desenvolvimento e em situações de risco, ultrapassando os antigos modelos de estimulação precoce. O problema de decidir quais as crianças e famílias que devem ser apoiadas e as exigências do planejamento das intervenções acentuam a importância de um procedimento claro de caraterização, ou de diagnóstico, tanto das crianças como das situações. No modelo em que assenta a rede de intervenção precoce, de base local, implementada numa ampla região de Portugal, são enfatizadas as dimensões relacionais e contextuais do desenvolvimento e do risco. Dentro desta perspetiva, os autores têm procurado desenvolver práticas e instrumentos que permitam uma melhor elegibilidade dos casos e uma orientação técnica de intervenção mais focada nas efetivas necessidades da criança, da família e do contexto. São aqui apresentados os resultados da utilização da ODIP - Organização Diagnóstica em Intervenção Precoce - na caracterização das problemáticas de desenvolvimento e de risco de um total de 1.169 crianças e respetivos contextos.<hr/>Early intervention is a multidisciplinary practice which seeks to respond both to the needs of children with developmental disabilities and those who are at risk, surpassing the old models of early stimulation. The problem of deciding which children and families should be supported, and the requirements for planning of interventions, stress the importance of a clear characterization, or diagnosis, of children and contexts. In the model underlying the network of Early Intervention, locally based, implemented in a wide region of Portugal, are emphasized relational and contextual dimensions of development and risk. The authors are developing practices and tools for better eligibility of cases and technical guidance intervention focused more on the actual needs of the child, family and context. Here are presented the results of the use of DOEI - Diagnosis Organization in Early Intervention - in the characterization of the development problems and risk of a total of 1.169 children and their contexts. <![CDATA[<b>Programa de intervenção e atenção precoce com bebês na educação infantil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A pesquisa verificou se um programa de intervenção precoce tem efeitos positivos sobre o desenvolvimento (motor e mental) de crianças entre um e três anos de idade que permaneciam em tempo integral na creche pública e apresentavam defasagem no desenvolvimento. Inicialmente, foram avaliadas 63 crianças por meio das Escalas Bayley II, sendo que 37 delas apresentaram defasagem no desenvolvimento em ambas as escalas, mental e motora. Destas 37 crianças, 20 foram sorteadas para participar de um programa de intervenção precoce. Após a realização desta intervenção, foram sorteadas, para a segunda aplicação das Escalas Bayley II, 15 crianças com defasagem e participantes da intervenção, 15 crianças com defasagem e não participantes da intervenção e 15 crianças sem defasagem. Os resultados evidenciaram visível progressão no desenvolvimento das crianças que apresentaram defasagem e participaram da intervenção precoce. Concluiu-se a viabilidade do emprego de uma intervenção de caráter preventivo nas creches públicas, na perspectiva da atenção precoce. Dessa forma, defasagens do desenvolvimento infantil podem ser prevenidas, identificadas, trabalhadas e superadas, evitando futuras deficiências ou transtornos no desenvolvimento infantil.<hr/>The research examined whether a program of early intervention has positive effects on the development (motor and mental) in children with ages from one to three who stay full-time in a public nursery school and present developmental delay. Initially 63 children were evaluated using the Bayley Scales II, being that 37 of them showed delay in both scales, mental and motor. Of these 37 children, 20 were randomly selected to participate in an early intervention program. After this intervention, three groups were formed for the second application of the Bayley Scales II, being that the groups were compounded of 15 children with developmental delay who had participated in the mentioned early intervention, 15 children who did not participate in the intervention but had developmental delay, and 15 children who did not have developmental delay. The results showed visible progress in the development of children with developmental delay who had participated in the early intervention. The study concluded that a program of early intervention in public nursery schools is viable to prevent future handicaps in children because the early intervention can detect and identify possible mental or motor underdevelopment and provide means to overcome them. <![CDATA[<b>Escalas de desenvolvimento infantil e o uso com bebês</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente estudo pretendeu descrever as escalas (testes ou inventários) comumente utilizadas para a avaliação do desenvolvimento de bebês, em termos de objetivos, população a quem se destina, material sugerido, o que avaliam e critérios de avaliação. Pretendeu, também, analisar estudos que utilizaram os instrumentos aqui arrolados, a partir do final da década de 90, considerando os objetivos, a população avaliada e os principais resultados obtidos e, finalmente, identificar profissionais da saúde que têm feito uso deles, a partir dos artigos publicados. O estudo aponta para o papel importante da avaliação de bebês como fonte de informação que subsidia tomadas de decisão acerca da elaboração de programas de intervenção precoce ou essencial. Todavia, observa-se a escassez de instrumentos padronizados para a população infantil brasileira.<hr/>The present study aimed to describe the scales (tests or inventories) commonly used to evaluate the development of babies, in terms of objectives, population in which it is destined to, suggested material, what is evaluated and evaluation criteria. It also intended to analyze studies which employed instruments here described, from the late 90s, considering the objectives, the population evaluated, and the main results obtained and, finally, it aimed to identify health professionals who have employed it, since the articles published. The study highlights the important role of evaluating babies, as information source which help decision taking about the elaboration of essential or early intervention programs. However, it is difficult to find standardized instruments for Brazilian child population. <![CDATA[<b>Ensinando o pai a brincar com seu bebê com síndrome de Down</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os membros da família de uma pessoa com necessidades educacionais especiais podem precisar de assistência e deveriam ser clientes de serviços e intervenções profissionais. Embora as mães sejam o principal cuidador da criança em contato com os programas de intervenção precoce, estudos têm cada vez mais mostrado a importância do pai e de sua participação. Este estudo teve como objetivo avaliar se uma intervenção direcionada ao pai altera seus padrões de interações diádicas com seu bebê com síndrome de Down em situações de brincadeira. Foi utilizado o Protocolo de Categorias de Análise das Filmagens de Interação na análise de cinco filmagens de interação: duas antes, uma durante, uma após a intervenção e uma de follow-up. O pai participou de treino de comportamentos para o desenvolvimento do bebê, com orientações sobre como estimular a criança. Houve o aumento na frequência de comportamentos positivos após o feedback fornecido aos pais e ao longo da intervenção até o final desta, indicando um efeito positivo das orientações fornecidas. As mães, que não passaram pelo treino, não tiveram os mesmos ganhos. Contudo, os efeitos nos pais não se mantiveram no follow-up. As crianças também passaram a exibir mais comportamentos positivos em interação. Conclui-se que os objetivos foram alcançados e que é possível envolver o pai nos programas de intervenção precoce visando ao melhor desenvolvimento de bebês com atraso.<hr/>Family members of a person with special educational needs may need assistance and should be customers of professional services and interventions. Although mothers are the child primary caregiver in touch with early intervention programs, studies have increasingly shown the importance of fathers and their participation. This study aimed to evaluate whether an intervention directed at fathers changes their patterns of dyadic interactions with their baby with Down syndrome in play situations. It was used the Protocol of Analysis Categories of Interaction Footages in the analysis of five interaction shots: two before, one during, one after the intervention and a follow-up one. The father attended the behaviors training to the baby's development, with guidance on how to stimulate the child. There was an increase in the frequency of positive behaviors after the feedback given to parents and during the intervention by the end of this, indicating a positive effect of the guidelines provided. Mothers, who have not undergone the training, did not have the same gains. However, the effects on fathers were not sustained at follow-up. Children have also started to exhibit more positive behaviors in interaction. It is concluded that the objectives were achieved and it is possible to involve the father in early intervention programs aimed at better development of babies with developmental delay. <![CDATA[<b>Práticas educativas e estresse parental de pais de crianças pequenas com desenvolvimento típico e atípico</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A educação dos filhos é sem dúvida um dos maiores desafios que os pais podem enfrentar. Educar é uma tarefa trabalhosa e pode se agravar com a chegada de um filho com deficiência intelectual. Nesse momento, é natural que todas as expectativas dos pais no que se refere à educação que almejavam dar ao filho sejam questionadas. O objetivo deste estudo é evidenciar o nível de estresse parental e as práticas educativas utilizadas por pais de crianças entre zero e seis anos de idade, tanto com desenvolvimento típico quanto com desenvolvimento atípico (deficiência intelectual e síndrome de Down). O método incluiu análises descritivas e inferenciais, com a participação de 61 pais, divididos em três grupos, cujos resultados permitem deduzir que há diferenças na escolha de práticas educativas entre os diferentes grupos de pais e que pais de filhos com deficiência intelectual são mais estressados que pais de crianças típicas e com síndrome de Down. A partir da pesquisa realizada, pode-se concluir que pais de filhos com desenvolvimento atípico precisam de redes de apoio eficientes que orientem suas práticas educativas. Sugere-se investir em novas pesquisas e na organização de programas estruturados para trabalhar com pais e filhos, a fim de minimizar o nível de estresse parental e favorecer práticas educativas eficientes.<hr/>By assuming the parental role, parents face the challenge of educating. One of the adversities which can affect the family system is the birth of a child with intellectual disabilities. When it happens, it is natural for the family to question the education plan. Therefore, the objective of this research was to identify the educational practices used by parents of 3 to 6 year old children with typical and atypical development (intellectual disabilities and Down's syndrome) and the parental stress level. The method includes descriptive and inferential analysis. 61 parents participated in this research, whose results confirmed the hypothesis that different parental practices are chosen by different groups of parents, and that parents of children with intellectual disabilities are more stressed than the other parents. The hypothesis that the age of the children influences the parental practices was contradicted. This research concluded that parents of children with intellectual disabilities need a support network to guide their educational practices. New researches and programs to deal with these families should be done in order to minimize the stress level and support efficient educational practices. <![CDATA[<b>Desenhos e fotografias</b>: <b>marcas sociais de infâncias</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente artigo discute desenhos de crianças pertencentes à primeira infância. Nesta abordagem, desenhos e fotografias são concebidos como formas expressivas e apresentados como fontes documentais importantes para conhecermos diversos aspectos da infância brasileira, bem como suas criações, ao mesmo tempo em que procura suscitar a circulação de ideias sobre criança, infância e suas inventividades, circunscritas a um determinado período de nossa história e cultura.<hr/>The present article discusses drawings of children belonging to first infancy. In this approach, drawings and photographs are conceived as expressive forms and presented as important documentary sources for us to know several aspects of Brazilian infancy as well as its creations, at the same time when it looks for exciting the circulation of ideas on child, infancy and its creations, circumscribed to one determined period of our history and culture. <![CDATA[<b>Enfrentando o problema dos estágios no desenvolvimento mental das crianças</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo central do artigo é discutir o conceito naturalista e evolutivo de desenvolvimento mental, especialmente nos modelos teóricos que defendem uma concepção do desenvolvimento humano pautada numa divisão por estágios, relacionando marcadamente idade cronológica e mudanças intra e interindividuais. Tais modelos teóricos dicotomizam a psicologia da criança nos aspectos necessidade-motivação e intelectuais-cognitivos. Pretendendo superar essa dicotomia, Elkonin propõe que o desenvolvimento humano é melhor entendido como movimento dialético de assimilação, pela criança, desde o seu nascimento, dos objetivos, motivos e normas das relações humanas e de aquisição e interiorização dos modos social e historicamente evoluídos de ação com objetos, presentes em uma coletividade. Essa perspectiva dialética de compreender o desenvolvimento permite: 1. entender o processo de desenvolvimento mental como uma espiral ascendente, antes do que linearmente, 2. explanar a significância funcional dos diferentes períodos do desenvolvimento, clarificando seus padrões de transição, e 3. se mostra relevante como um auxílio para resolver a questão da suscetibilidade dos vários estágios do desenvolvimento da criança a tipos particulares de influência.<hr/>The aim of the article is to discuss the naturalistic and evolutionary concept of mental development, especially in theoretical models which strongly defend a conception of human mental development into stages, relating chronological age and intra and interindividual changes. Such theoretical models dichotomize child psychology in need-motivational and cognitive-intellectual aspects. Intending to surpass this dichotomy, Elkonin considers that human mental development is better understood as a dialectical movement of the assimilation, by the child, since its birth, of the objectives, reasons and norms of human relations and of the acquisition and internalization of the socio-cultural and historically evolved modes of action with objects, within a social group. This dialectical perspective of understanding the development allows: 1. to see the process of mental development as an ascending spiral, rather than linearly, 2. to explain the functional significance of the different periods of development, clarifying their transitional patterns, and 3. to serve as an aid in resolving the question of the susceptibility of the various stages of child development to particular types of influence. <![CDATA[<b>Grupo focal em pesquisa qualitativa sobre leitura com jovens</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo trata de uma experiência em pesquisa qualitativa sobre leitura com jovens na área da Educação, utilizando-se como método de coleta de dados o grupo focal. O método foi descrito e analisado à luz da abordagem sócio-histórica da linguagem. Além disso, o texto discute os desafios e as reflexões éticas em relação à utilização do método.<hr/>This paper describes a qualitative research about reading with youths in the educational fields using focus groups methodology. The concept of focus groups was described and analyzed in the light of the social historical perspective of language. Furthermore, this text discusses the challenges and the ethical concerns regarding this methodology. <![CDATA[<b>Panorama geral das Escolas Agrotécnicas Federais após a Reforma da Educação Profissional (1997-2003)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo pretende analisar a situação do ensino técnico brasileiro a partir da Reforma da Educação Profissional (REP) realizada durante o período de vigência do Decreto 2.208/97. Tal análise se embasa no panorama geral das Escolas Agrotécnicas Federais, as quais passaram por mudanças significativas no período de 1997 a 2003. Além da pesquisa bibliográfica e da análise de diversos documentos que nortearam a Reforma, a coleta dos dados considerados neste artigo contou ainda com uma pesquisa de campo que reuniu informações essencialmente qualitativas, por meio de entrevistas pré-estruturadas dirigidas a oito professores que compõem os quadros docentes de duas Escolas Agrotécnicas Federais (EAF) visitadas pelo pesquisador. Os resultados sugerem que professores e alunos tiveram que aderir à Reforma da Educação Profissional (REP) sem que houvesse tempo suficiente para o debate no interior das Escolas. Alterações como a separação entre ensino médio e ensino técnico, a adoção de currículos modulares e o uso de competências profissionais na organização de conteúdos trouxeram impactos negativos para as EAF, que vão desde a fragmentação da formação profissional até a redução da carga horária destinada às aulas práticas dos alunos. De fato, as mudanças promovidas pela Reforma foram suficientes para desmontar toda uma organização que historicamente vinha conferindo à rede de Escolas Agrotécnicas Federais o status de centros de excelência neste ramo de ensino profissionalizante.<hr/>This research aims to examine the situation of Brazilian technical teaching after the Reform of Professional Education (REP) happened during the period of the validity of Decree number 2,208/97. The base of this analyze is the general background of Agricultural Schools which went through intense changes in the period of 1997 to 2003. Besides literature research and the analyze of various documents that guided the Reform, some data used in this article came from an empirical investigation. It brought essentially qualitative information, in which eight teachers from two different Federal Agricultural Schools visited by the researcher responded a preoriented questionaire. The responses suggest that both, teachers and pupils had to adhere the Reform of Professional Education without an appropriate debate inside the schools. Changes such as the separation between high school and technical education, the adoption of curriculum under the form of professionalizing modules and the use of professional skills in the organization of subjects brought negative impacts to the agricultural schools, such as the fragmentation of the professional formation or the reduction of quantity of hours of practical classes. Actually the changes the Reform caused were sufficient to dismount a whole organization that historically had been given the federal agricultural schools network the status of excellency centers in professional teaching. <![CDATA[<b>Sexualidade e educação sexual na percepção docente</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo objetivou conhecer a percepção sobre sexualidade e educação sexual dos/as professores/as do Ensino Fundamental e Médio de uma escola pública de Juazeiro do Norte-CE, Brasil. Desenvolveu-se um estudo descritivo, de natureza qualitativa, de setembro de 2009 a fevereiro de 2010, com sete professores/as, por meio da observação e entrevista semiestruturada, com os seguintes questionamentos: o que é para você sexualidade? O que você entende por educação sexual? Os dados foram organizados em cinco categorias e analisados de forma interpretativa. O conceito de sexualidade foi dividido em duas categorias, sexo e opção sexual. Além de seus aspectos corporais, houve elementos espirituais e de expressão do amor entre os seres, embora estes fossem secundários aos atributos genitais e do intercurso sexual, circundados pelo caráter natural. A educação sexual foi pautada sobre três eixos: relação sexual, fisiologia corporal e comportamento social, constituindo tema relevante, a ser trabalhado a partir do quarto ou quinto ano do Ensino Fundamental, cujas aulas de ciências figuram como o espaço mais adequado para se tratar do assunto. O trabalho docente necessita de constante renovação, sendo preciso superar o modelo biomédico/científico na sexualidade, considerando suas dimensões histórica, social e cultural, cuja transversalidade das ações deve ser uma meta a ser alcançada nos diversos campos do saber.<hr/>This article aimed to know the perception of sexuality and sex education of teachers of the Elementary and Secondary Education of a public school in Juazeiro do Norte-CE, Brazil. We developed a descriptive study with qualitative approach carried out from September 2009 to February 2010 with seven teachers, through observation and semi-structured interview, with the following questions: What is sexuality for you? What do you understand by sex education? Data were organized into five categories and analyzed in an interpretive way. The concept of sexuality was divided into two categories: gender and sexual orientation. Besides the physical aspects, there were spiritual and expression elements of love among humans, although these were secondary to genital attributes and sexual intercourse, surrounded by nature character. Sex education was based on three themes: sexual intercourse, body physiology and social behavior, constituting an important issue to be worked from the fourth or fifth year of elementary school, where science classes are listed as the most appropriate space to address the issue. The teaching profession needs constant renewal, being necessary to overcome the biomedical/scientific model in sexuality, considering its historical, social and cultural dimensions, where cross-sectional actions should be a goal to be achieved in several fields of knowledge. <![CDATA[<b>A figura astuta da igualdade no discurso da Justiça Restaurativa</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo problematiza o conceito de igualdade, tal como um valor de verdade, funcionando no discurso da Justiça Restaurativa, a partir da análise de práticas discursivas na cidade de Porto Alegre/RS. Discurso que opera na lógica da inclusão de todos no espaço escolar, apostando na existência do funcionamento igual do humano e a escola tendo a função dessa formação. Uma inclusão que, ao mesmo tempo, afirma um "espaço de dentro" e um suposto "eu" das ciências humanas, agora atravessadas pelas ciências jurídicas. Vivemos uma biopolítica contemporânea que, buscando o gerenciamento do risco, mesmo que em potencial, produz um achatamento do que não se constituiu como mesmidade, na tentativa de garantir os "direitos de todos", pois este seria o preço cobrado pelo contrato da igualdade. Um discurso que funciona pela "defesa" das diferenças, trabalhada como o outro da identidade a ser resgatado e tornado igual. Uma biopolítica em nome da defesa da sociedade por meio do autogoverno num pan-óptico generalizado. E, junto a tais movimentos, poderíamos pensar em práticas de resistência que buscariam outras experimentações nesse campo educacional, tal como brechas de respiro, não para buscar instalar, então, uma verdade ainda mais verdadeira, mas justamente se colocando nesse jogo da verdade na problematização dos modos como estamos sendo governados e as implicações disso em nosso presente. Talvez um apostar em práticas pontuais, não generalizadas, desapegando-se de tantas identidades e encaminhamentos já disponíveis.<hr/>This article discusses the concept of equality, such as a truth value functioning in the discourse of Restorative Justice from the analysis of discursive practices in the city of Porto Alegre/RS. A discourse which operates in the logic of inclusion of everyone in the school space, which believes on an existence of human equal functioning, and the school having this compulsory formation. An inclusion which, at the same time, affirms an "inside space" and a supposed "self" of human sciences, now crossed by juridical sciences. We are living in a contemporary bio politics, which in the search for the risk management, even in potential, produces a flattering of what is not constituted as equal, trying to keep "everyone's right", because this would be the price charged by the equality contract. A discourse that works in the name of the "defense" of the differences, concerning this as the other of identity to be saved and became the same. A bio politics in the name of the defense of the society by means of self-government in a general panoptical. And, with those movements, should we think in practices of resistance which would search for other experimentations in this education field, such as a breach not to restore this way a truth still straighter, but specifically putting ourselves in this game of truth in the questioning of the ways as we have been governing and their implications into our present? Maybe these are a bet in punctual practices, still not generalized, detaching ourselves of so much identity and ways already available. <![CDATA[<b>Educacão, interculturalidade e cidadania</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt La pugna entre la propia identidad y aquella proveniente de un sistema transnacional difuso, interrelacionado e interdependiente pareciera ser el sello distintivo de los nuevos escenarios latinoamericanos producto de la globalización. En ese contexto de tensiones uno de los grandes desafíos de la acción educativa debería ser la creación de una ciudadanía como ámbito de participación, de modo de conciliar identidad cultural y diversidad. Esto es, la escuela debería promover una "ciudadanía intercultural", que no es otra cosa que una ciudadanía consonante con la democracia pluralista que incluye la diversidad cultural. Ella supone el recíproco reconocimiento igualitario de todos los sujetos de derechos, capaces de participación política que confluyen en el espacio público, como espacio de todos sobre el que gravitan las instituciones de la democracia. Una de las condiciones básicas de la educación intercultural es que todos los procesos deben ser contextualizados y elaborados conjuntamente con todos los agentes. Así, la educación intercultural no sólo debería plasmarse en aquellos establecimientos con presencia de estudiantes de orígenes o sensibilidades diversos, sino que debería constituirse en una necesidad indispensable, evitando de paso la homogeneización cultural. Pues, la gran tarea de las nuevas generaciones debería ser aprender a vivir no sólo en un mundo tecnológico cambiante, sino ser capaces, al mismo tiempo, de mantener y renovar nuestras culturas locales; además de ser crítico con las creencias y modos de ser propios.<hr/>The struggle between the own identity and that one which comes from diffuse transnational system, interrelated and interdependent seems to be the hallmark of the new Latin-American scenarios due to globalization. In this context of tensions, one of the great challenges of educational activities should be the creation of a citizenship as an area of participation, in such a way to reconcile cultural identity and diversity. That is, the school should promote an "interculturality citizenship" which is not another thing that a consonant citizenship with the pluralist democracy which includes the cultural diversity. It implies a mutual recognition of all the subjects of rights, capable of political participation which converges in public space as space of all on which gravitate the institutions of the democracy. One of the basic conditions of the intercultural education is that all the processes must be contextualized and developed together with all the stakeholders. Thus, the intercultural education should be reflected not only in those establishments with presence of diverse students of origins or sensibilities, but should become an indispensable necessity avoiding cultural homogenization. So, the great task of the younger generations should be learning to live not only in a changing technological world, but to be capable, at the same time, to support and renew our local cultures, as well as being critical of the beliefs and ways of being themselves.<hr/>A pugna entre a própria identidade e aquela que vem de um sistema multinacional difuso, inter-relacionado e interdependente parece ser o selo distintivo dos novos cenários da América Latina produto da globalização. Nesse contexto de tensões, um dos grandes desafios da ação educativa deveria ser a criação de uma cidadania como âmbito de participação, de modo a conciliar identidade cultural e diversidade. Isto é, a escola deveria promover uma "cidadania intercultural", que não é outra coisa que uma cidadania consoante com a democracia pluralista que inclui a diversidade cultural. Ela supõe o recíproco reconhecimento igualitário de todos os sujeitos de direitos capazes de participação política que convergem no espaço público como espaço de todos, sobre o que gravitam as instituições da democracia. Uma das condições básicas da educação intercultural é que todos os processos devem ser contextualizados e elaborados conjuntamente com todos os agentes. Assim, a educação intercultural não só deveria plasmar-se naqueles estabelecimentos com presença de estudantes de origens ou sensibilidades diversas, senão que deveria constituir-se numa necessidade indispensável, evitando a homogeneização cultural. Pois a grande tarefa das novas gerações deveria ser aprender a viver não só num mundo tecnológico em permanente transformação, senão ser capazes, ao mesmo tempo, de manter e renovar nossas culturas locais; além de ser crítico com as crenças e modos de ser próprios. <![CDATA[<b><i>A educação infantil como um projeto da comunidade</i></b>: crianças, educadores e pais nos novos serviços para a infância e a família. <b>A experiência de San Miniato</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602012000100017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt La pugna entre la propia identidad y aquella proveniente de un sistema transnacional difuso, interrelacionado e interdependiente pareciera ser el sello distintivo de los nuevos escenarios latinoamericanos producto de la globalización. En ese contexto de tensiones uno de los grandes desafíos de la acción educativa debería ser la creación de una ciudadanía como ámbito de participación, de modo de conciliar identidad cultural y diversidad. Esto es, la escuela debería promover una "ciudadanía intercultural", que no es otra cosa que una ciudadanía consonante con la democracia pluralista que incluye la diversidad cultural. Ella supone el recíproco reconocimiento igualitario de todos los sujetos de derechos, capaces de participación política que confluyen en el espacio público, como espacio de todos sobre el que gravitan las instituciones de la democracia. Una de las condiciones básicas de la educación intercultural es que todos los procesos deben ser contextualizados y elaborados conjuntamente con todos los agentes. Así, la educación intercultural no sólo debería plasmarse en aquellos establecimientos con presencia de estudiantes de orígenes o sensibilidades diversos, sino que debería constituirse en una necesidad indispensable, evitando de paso la homogeneización cultural. Pues, la gran tarea de las nuevas generaciones debería ser aprender a vivir no sólo en un mundo tecnológico cambiante, sino ser capaces, al mismo tiempo, de mantener y renovar nuestras culturas locales; además de ser crítico con las creencias y modos de ser propios.<hr/>The struggle between the own identity and that one which comes from diffuse transnational system, interrelated and interdependent seems to be the hallmark of the new Latin-American scenarios due to globalization. In this context of tensions, one of the great challenges of educational activities should be the creation of a citizenship as an area of participation, in such a way to reconcile cultural identity and diversity. That is, the school should promote an "interculturality citizenship" which is not another thing that a consonant citizenship with the pluralist democracy which includes the cultural diversity. It implies a mutual recognition of all the subjects of rights, capable of political participation which converges in public space as space of all on which gravitate the institutions of the democracy. One of the basic conditions of the intercultural education is that all the processes must be contextualized and developed together with all the stakeholders. Thus, the intercultural education should be reflected not only in those establishments with presence of diverse students of origins or sensibilities, but should become an indispensable necessity avoiding cultural homogenization. So, the great task of the younger generations should be learning to live not only in a changing technological world, but to be capable, at the same time, to support and renew our local cultures, as well as being critical of the beliefs and ways of being themselves.<hr/>A pugna entre a própria identidade e aquela que vem de um sistema multinacional difuso, inter-relacionado e interdependente parece ser o selo distintivo dos novos cenários da América Latina produto da globalização. Nesse contexto de tensões, um dos grandes desafios da ação educativa deveria ser a criação de uma cidadania como âmbito de participação, de modo a conciliar identidade cultural e diversidade. Isto é, a escola deveria promover uma "cidadania intercultural", que não é outra coisa que uma cidadania consoante com a democracia pluralista que inclui a diversidade cultural. Ela supõe o recíproco reconhecimento igualitário de todos os sujeitos de direitos capazes de participação política que convergem no espaço público como espaço de todos, sobre o que gravitam as instituições da democracia. Uma das condições básicas da educação intercultural é que todos os processos devem ser contextualizados e elaborados conjuntamente com todos os agentes. Assim, a educação intercultural não só deveria plasmar-se naqueles estabelecimentos com presença de estudantes de origens ou sensibilidades diversas, senão que deveria constituir-se numa necessidade indispensável, evitando a homogeneização cultural. Pois a grande tarefa das novas gerações deveria ser aprender a viver não só num mundo tecnológico em permanente transformação, senão ser capazes, ao mesmo tempo, de manter e renovar nossas culturas locais; além de ser crítico com as crenças e modos de ser próprios.