Scielo RSS <![CDATA[Revista da Associação Médica Brasileira]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0104-423020140004&lang=pt vol. 60 num. 4 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Prestando contas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400283&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Atualização em glaucoma de ângulo fechado: diagnóstico]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400284&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Hipogonadismo masculino tardio ou DAEM: diagnóstico]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400286&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Glaucoma de ângulo fechado: Tratamento]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400295&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Aneurisma micótico como complicação de endocardite infecciosa - relato de caso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400298&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Parto cesáreo a pedido materno comparado com parto vaginal: revisão sistemática]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400302&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Cirurgia bariátrica <em>versus</em> tratamento clínico para diabete - 3 anos de seguimento]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400305&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Infecção por <em>Helicobacter pylori</em> e sintomas gastrointestinais em mulheres grávidas chilenas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400306&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objective: the aim of this research was to determine the prevalence of Helicobacter pylori infection on Chilean pregnant women and its relationship with the appearance and severity of hyperemesis and dyspepsia. Methods: quantitative study of prevalence in a transversal cut with variable analysis. The sample was taken from 274 Chilean pregnant women from the Bío Bío province through vein puncture between June and December, 2005. Pregnant women were informed of this study, interviewed and signed an informed consent. The samples were processed using ImmunoComb II Helicobacter pylori IgG kit. Statistical analysis was performed by means of the Statistical Package for Social Sciences (SPSS) Program. Results: out of the total number of pregnant women, 68.6% showed infection by Helicobacter pylori. 79.6% of the total sample had symptoms of dyspepsia, and 72.5% of this group presented Helicobacter pylori infection. 12.4% showed pregnancy hyperemesis; among them, 79.4% were infected with Helicobacter pylori. 73.4% of the pregnant women that showed gastric discomfort during the first three months had Helicobacter pylori infection. 53.7% of them continued with gastric discomfort after the first three months; of those, 95.8% were infected. Helicobacter pylori infection was present only in 1.5% of pregnant women without gastric discomfort. Conclusion: both, gastric discomfort of pregnant women and the continuity of severe symptoms of dyspepsia and hyperemesis after the first three months of gestation are significantly correlated with Helicobacter pylori infection. <hr/> Objetivo: o objetivo desta investigação foi determinar a prevalência da infecção por Helicobacter pylori em mulheres grávidas chilenas e a sua relação com o aparecimento e agravamento de hiperêmese e dispepsia. Métodos: estudo de prevalência, quantitativo de coorte transversal com análise de variáveis. A amostra foi tomada através de punção venosa em 274 mulheres grávidas chilenas, da província de Bío Bío, nos meses de junho a dezembro de 2005. As mulheres que participaram foram informadas, assinaram um consentimento e responderam uma pesquisa. As amostras foram processadas usando o kit ImmunoComb II Helicobacter pylori IgG. A análise estatística foi realizada com o programa Statistical Package for Social Sciences (SPSS). Resultados: do total de mulheres pesquisadas, 68,5% apresentam infecção por Helicobacter pylori. Do total, 80,7% tiveram sinais de dispepsia; dessa porcentagem, 72,5% apresentaram infecção por Helicobacter pylori. Uma porcentagem de 12,6% das pacientes apresentou hiperêmese gravídica; dessas, 79,4% tiveram a infecção. Do total das mulheres grávidas com moléstias gástricas no primeiro trimestre de gravidez, 73,4% registraram infecção por Helicobacter pylori. Uma porcentagem de 53,7% continuou com moléstias gástricas depois do primeiro trimestre e dentro desse grupo 95,8% tiveram a infecção. Infecção por Helicobacter pylori estava presente em apenas em 1,5% das mulheres grávidas sem desconforto gástrico. Conclusão: as moléstias gástricas das mulheres grávidas e o agravamento dos sinais de dispepsia e hiperêmese depois do primeiro trimestre de gravidez estão correlacionados significativamente à infecção por Helicobacter pylori. <![CDATA[Influência da posição dos braços na aquisição da cintilografia do miocárdio]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400311&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objective: despite the technologic advances in myocardial perfusion imaging, we keep using an uncomfortable and sometimes impracticable patient position - supine with arms raised above the head (U). The purpose of this study was to investigate whether perfusion and functional cardiac gated SPECT scan results of acquisition U are equivalent to another position modality: supine with arms down at the sides of the trunk (D). Methods and Results: we performed U acquisition and in sequence D acquisition in 120 patients (pts) using a one-day MPI (rest-gated/stress), with 99mTc-sestamibi (370 MBq and 1110 MBq). Images were processed by the iterative reconstruction method (OSEM). Rest (R) and stress (S) studies were scored using 17-segments model. Functional parameters (left ventricular ejection fraction, and volumes) were automatically obtained by the quantitative gated SPECT (QGS) program. According to the degree of stress defects observed in U study, the patients were categorized in two subgroups: normal (SSS ≤ 3 or &lt; 5%) and abnormal (SSS&gt;3 or ≥ 5%). Shoulder/back pain occurred in 23.3% of U patients and in 5% of D. No significant differences between U and D were found for SSS (p = 0.82) and SRS (p = 0.74) in normal group. In abnormal group, good correlation was found between U and D modes for SSS (Rho = 0.95, p = 0.0001) and SRS (Rho = 0.96 p = 0.0001), but the mean SSS (12.53 ± 7.54) and SRS (10.60 ± 7.08) values of D were significantly lower (p &lt; 0.05) than SSS (13.43 ± 6.81) and SRS (11.33 ± 6.97) of U mode. Function measurements presented good correlations, except for end-diastolic volume (p = 0.0001). Conclusion: although D mode appears to be more comfortable and presented a good correlation with U values of SSS and SRS, in abnormal pts, the extent and severity of defects can be underestimated. Considering clinical implications of an accurate perfusion measurement, the acquisition with the arms down should be avoided. <hr/> Objetivo: no estudo de perfusão miocárdica, apesar dos avanços tecnológicos, continuamos utilizando o desconfortável e às vezes impraticável posicionamento em decúbito dorsal com braços acima da cabeça (U). O objetivo do estudo foi investigar se os resultados da perfusão e da função cardíacas obtidos com a aquisição U são equivalentes ao de outra modalidade de posição: com braços para baixo nas laterais do tronco (D). Métodos e resultados: adquirida a aquisição U, na sequência foi realizada a aquisição D em 120 pacientes (pts) em um único dia (repouso e estresse sincronizado ao ECG), com 99mTc-sestamibi (370 MBq e 1110 MBq). As imagens foram processadas usando reconstrução iterativa (OSEM). Cada estudo foi quantificado usando o modelo de 17-segmentos ao repouso (R) e ao estresse (S). Os parâmetros funcionais (fração de ejeção do ventrículo esquerdo e volumes) foram obtidas automaticamente pelo programa gated SPECT quantitativa (QGS). De acordo com a dimensão da alteração perfusional no estresse na aquisição U, os pacientes foram classificados em dois subgrupos: 80 pts normais (SSS ≤ 3 ou &lt; 5%) e 40 pts anormais (SSS &gt; 3 ou ≥ 5%). Dor no ombro e/ou nas costas ocorreu em 23,3% dos pacientes de U e em 5% de D. Não houve diferenças significativas entre U e D quanto ao SSS (p = 0,82) e SRS (p = 0,74) no grupo normal. No grupo anormal, boa correlação foi encontrada entre U e D para SSS (Rho = 0,95, p = 0,0001) e SRS (Rho = 0,96 p = 0,0001), entretanto a média dos valores de SSS (12,53 ± 7,54) e SRS (10,60 ± 7,08 ) de D foram significativamente menores (p &lt; 0,05) que o SSS (13,43 ± 6,81) e SRS (11,33 ± 6,97) de U. As medidas de função apresentaram boas correlações, exceto para o volume diastólico final (p = 0,0001). Conclusão: embora o modo D pareça ser mais confortável e apresente boa correlação com valores de SSS e SRS do modo U, em pacientes anormais, a extensão e a gravidade dos defeitos podem ser subestimadas. Considerando as implicações clínicas da precisa avaliação da extensão de alterações na perfusão miocárdica, a aquisição com os braços para baixo deve ser evitada. <![CDATA[Um estudo de casal sobre o diabete tipo 2: ajustamento conjugal e morbilidade psicológica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400318&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objective: this study assessed dyadic adjustment and psychological morbidity in type 2 diabetic patients and their partners, focusing on the role of gender. Methods: 214 diabetic patients and their partners participated in the cross-sectional study and were assessed on psychological morbidity (HADS) and marital adjustment (RDAS). Data was analyzed using dyadic analysis, a statistical process that studies the patient/partner dyads simultaneously. Results: results revealed that the negative relationship between dyadic adjustment and psychological morbidity in female patients was stronger than in male diabetic patients or in partners of male diabetic patients. On the other hand, the relationship between dyadic adjustment and psychological morbidity in partners of diabetic men was stronger than the same relationship in partners of diabetic women. Conclusion: since gender is a moderator, it is important to attend to the different needs of female and male patients and the education of diabetic patients should be centered on the patient/partner dyad. <hr/> Objetivo: avaliar o ajustamento conjugal e a morbidade psicológica em pacientes diabéticos tipo 2 e seus parceiros, estudando o papel do gênero. Métodos: estudo transversal que incluiu uma amostra de 214 diabéticos e os respectivos parceiros, foram avaliados no nível da morbidade (HADS) e de ajustamento conjugal (RDAS). Os dados foram analisados por meio de um procedimento estatístico de análise diádica, que estuda simultaneamente os pares paciente/parceiro(a). Resultados: verificou-se que a relação negativa entre ajustamento conjugal e morbidade psicológica nas mulheres diabéticas era mais forte que nos homens diabéticos e suas parceiras. Por sua vez, a relação entre ajustamento conjugal e morbidade psicológica nas parceiras de homens diabéticos foi mais forte que a mesma relação nos parceiros de mulheres diabéticas. Conclusão: dado o gênero ser uma variável moderadora, é importante atender às necessidades específicas dos doentes femininos e masculinos e a educação do paciente diabético deve centrar-se na díada paciente/parceiro. <![CDATA[Abortamento: avaliação da percepção das mulheres relacionada às reações e às condutas do parceiro em duas cidades brasileiras]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400327&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objective: to analyze women's perception in relation to their partner's reaction and behavior during the abortion process in two Brazilian capitals, associating the variables from women who suffered a spontaneous abortion with those from women who induced it. Methods: semi-structured, questionnaire-based interviews were conducted with 285 women who underwent spontaneous abortion and 31 who reported having induced it. The data were analyzed using the thematic analysis technique, and, subsequently, by the IBM SPSS Statistics Standard Edition software program. The significance level was set at p &lt; 0.05. Results: in both capitals, the women who induced an abortion referred to the partner as the person who could not find out about the abortion (p&lt;0.01 in Natal; p = 0.02 in São Paulo-SP) and, simultaneously, as the one who could have avoided it (p &lt; 0.01 in Natal; p = 0.03 in São Paulo). In Natal-RN, induced abortion was associated with the partner's absence at the time pregnancy was confirmed (p = 0.02) and, in Sao Paulo-SP, with their negative reaction to news of the pregnancy (p = 0.04) and lack of participation in the abortion process (p &lt; 0.01). Conclusion: despite having achieved independence, women still regard male participation in the abortion process as an important factor. The specifics of each capital denote the influence of the geographic and cultural dimension, indicating the need to take into account the particulars of each region in Brazil while considering a holistic approach to women's health. <hr/> Objetivo: analisar a percepção das mulheres quanto às reações e às condutas do parceiro no processo do abortamento, associando as variáveis entre mulheres que sofreram abortamento espontâneo e que o provocaram, nas cidades de Natal (RN) e de São Paulo (SP). Métodos: foram realizadas entrevistas semidirigidas com 285 mulheres que sofreram abortamento espontâneo e 31 mulheres que referiram tê-lo provocado. Os dados foram analisados pela Técnica de Análise Temática e, posteriormente, utilizou-se o programa IBM SPSS. O nível de significância utilizado foi p &lt; 0,05. Resultados: em ambas as capitais, as mulheres que provocaram o abortamento referiram o parceiro como alguém que não poderia saber do abortamento (p &lt; 0,01 em Natal; p = 0,02 em São Paulo) e, ao mesmo tempo, como aquele que poderia tê-lo evitado (p &lt; 0,01 em Natal; p = 0,03 em São Paulo). Em Natal, o abortamento provocado foi associado à ausência do parceiro no momento da confirmação da gestação (p = 0,02) e, em São Paulo, a reações negativas quando noticiada a gravidez (p=0,04) e a não participação no processo do abortamento (p &lt; 0,01). Conclusão: apesar da independência feminina conquistada, os resultados obtidos indicam que as mulheres que provocaram o abortamento percebem a participação masculina como importante no processo. As particularidades de cada capital denotam influência da dimensão geográfica e cultural, demonstrando a necessidade de uma assistência integral à saúde da mulher que respeite as especificidades de cada região do Brasil. <![CDATA[Custo institucional e da família do paciente em diálise peritoneal ambulatorial contínua]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400335&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objective: to determine the cost of institutional and familial care for patients with chronic kidney disease replacement therapy with continuous ambulatory peritoneal dialysis. Methods: a study of the cost of care for patients with chronic kidney disease treated with continuous ambulatory peritoneal dialysis was undertaken. The sample size (151) was calculated with the formula of the averages for an infinite population. The institutional cost included the cost of outpatient consultation, emergencies, hospitalization, ambulance, pharmacy, medication, laboratory, x-rays and application of erythropoietin. The family cost included transportation cost for services, cost of food during care, as well as the cost of medication and treatment materials acquired by the family for home care. The analysis included averages, percentages and confidence intervals. Results: the average annual institutional cost is US$ 11,004.3. The average annual family cost is US$ 2,831.04. The average annual cost of patient care in continuous ambulatory peritoneal dialysis including institutional and family cost is US$ 13,835.35. Conclusion: the cost of chronic kidney disease requires a large amount of economic resources, and is becoming a serious problem for health services and families. It's also true that the form of patient management in continuous ambulatory peritoneal dialysis is the most efficient in the use of institutional resources and family. <hr/> Objetivo: determinar o custo da atenção institucional e familiar do paciente com doença renal crônica terminal em tratamento substitutivo com diálise peritoneal ambulatorial contínua. Métodos: foi desenvolvido um estudo de custo da atenção com pacientes com doença crônica renal em tratamento com diálise peritoneal ambulatorial contínua. A amostra foi de 151 pessoas, calculada com a fórmula das médias para população infinita. No custo institucional foi incluído o custo da consulta externa, urgências, internamento, ambulância, farmácia, medicamentos, laboratório, raios X e administração de eritropoetina. No custo da família foi considerado o custo do traslado para receber os serviços, o custo das refeições durante a atenção, além do custo dos medicamentos e do material para curativos comprados pela família no atendimento domiciliar. A análise foi com médias, porcentagens e intervalo de confiança. Resultados: o custo anual institucional é US$11.004,3. O custo anual da família foi em média de US$2.381,04. O custo anual, em média, da atenção do paciente com diálise peritoneal ambulatorial contínua, incluindo o custo institucional e familiar, é de US$13.835,35. Conclusão: o custo da doença renal crônica requer uma grande quantidade de recursos econômicos, convertendo-se em um sério problema para os serviços de saúde e a família. <![CDATA[Antecedentes de sífilis em mulheres com Aids e fatores de risco associados, São Paulo, Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400342&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objective: to describe the epidemiological profile, risk behaviors, frequency of prior history of syphilis in women living with AIDS and to investigate associated factors. Methods: a cross-sectional study conducted with women living with HIV attending at Reference Center for AIDS in São Paulo. Demographic, behavioral, and clinical data were analyzed based on medical records. Results: a total of 598 women were included in the study and the prevalence of previous syphilis was 6.2% (95% CI 4,3-8,1). Seventy-three percent of women were less than 40 years of age when diagnosed with AIDS and 49.6% had more than eight years of formal education. 67.2% were white and 65.9% were not married or living with a partner, 53.2% reported that their first sexual intercourse aged more than 15 years, 56.5% reported having only one partner in the last year and 13% reported drug use. Regarding laboratory data, 83.8% had CD4+ &lt;500 cells/ mm3 upon diagnosis of AIDS. Previous syphilis was associated with the use of crack cocaine [AOR = 6.8 (95% CI 1.7 - 27.5)], &gt;1 sexual partner in the last year [AOR = 6.6 (95% CI 1.2 - 37.1)], CD4 + &lt;500 cells/mm3 [AOR = 3.8 (women 1.1 - 13.6)], HIV diagnosis &gt; 8 years [AOR = 2.4 (95% CI 1.0 - 5.8)]. Conclusion: a high prevalence of previous syphilis was found in the population studied, and crack use was identified among the main associated risk factors. Interventions to reduce the risk of sexual transmission of HIV and syphilis must be strengthened, with the implementation of control actions, screening strategies, early diagnosis and treatment, preventing complications, reducing morbidity and improving sexual and reproductive health. <hr/> Objetivo: descrição de perfil epidemiológico, comportamentos de risco, frequência de antecedentes de sífilis em mulheres com Aids e investigar fatores associados. Métodos: estudo de corte transversal conduzido com mulheres com HIV/Aids atendidas em centro de referência para Aids em São Paulo. Dados demográficos, comportamentais e clínicos foram analisados a partir dos prontuários médicos. Resultados: foram incluídas 598 mulheres no estudo e a prevalência de antecedentes de sífilis foi 6,2% (IC 95%: 4,3 a 8,1). Um total de 73% das mulheres tinha menos de 40 anos de idade na época do diagnóstico da Aids e 49,6% alcançaram mais de 8 anos de escolaridade, sendo que 67,2% eram brancas e 65,9% não eram casadas nem viviam com parceiro, 53,2% alegaram primeiro coito com mais de 15 anos de idade, 56,5% referiram apenas um parceiro no último ano, 13% referiram uso de drogas e 83,8% apresentavam CD4+ &lt; 500 cél/mm3 no diagnóstico da Aids. Foram fatores associados à infecção por sífilis: uso de crack [ORaj = 6,8 (IC 95% 1,7 - 27,5)], mais de 1 parceiro sexual no último ano [ORaj = 6,6 (IC 95% 1,2 - 37,1)], CD4+ &lt; 500 cél/mm3 [ORaj = 3,8 (IC 95% 1,1 - 13,6)], diagnóstico do HIV &gt; 8 anos [ORaj = 2,4 (IC 95% 1,0 - 5,8)]. Conclusão: elevada prevalência de sífilis foi encontrada na população estudada e o uso de crack foi o principal fa-tor identificado dentre os fatores associados. É necessário reforçar as intervenções para a redução do risco de transmissão sexual do HIV e da sífilis, com implementação de ações para o seu controle e estratégias de rastreamento, diagnóstico e tratamento precoces, evitando complicações e diminuindo a morbidade com melhoria da saúde sexual e reprodutiva. <![CDATA[Avaliação imunoistoquímica de proliferação, apoptose e enzimas esteroidogênicas no ovário de ratas com síndrome dos ovários policísticos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400349&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objective: to evaluate the immunohistochemical expression of proliferative, apoptotic and steroidogenic enzyme markers in the ovaries of rats with polycystic ovary syndrome (PCOS). Methods: twenty rats were divided into two groups: GCtrl - estrous phase, and PCOS - with polycystic ovaries. The GCtrl animals were subjected to a lighting period from 7 am to 7 pm, while the animals with PCOS group remained with continuous lighting for 60 days. Subsequently, the animals were anesthetized, the ovaries were removed and fixed in 10% formaldehyde, prior to paraffin embedding. Sections were stained using H.E. or subjected to immunohistochemical methods for the detection of Ki-67, cleaved caspase-3, CYP11A1, CYP17A1 and CYP19A1. The results were analyzed using Student's t-test (p &lt; 0,05). Results: morphological results showed evidence of interstitial cells originating from the inner theca cells of degenerating ovarian cysts in PCOS. Immunoexpression of Ki-67 was higher in the granulosa cells in GCtrl, and the theca interna cells in PCOS, while cleaved caspase-3 was higher in granulosa cells of ovarian cysts from PCOS and in the theca interna cells of GCtrl. Immunoreactivity of CYP11A1 in the theca interna, granulosa and interstitial cells was similar between the two groups, while CYP17A1 and CYP19A1 were higher in the granulosa and interstitial cells in the PCOS group. Conclusion: the results indicate that the interstitial cells are derived from the theca interna and that enzymatic changes occur in the theca interna and interstitial cells in ovaries of rats with PCOS, responsible for the high levels of androgens and estradiol. <hr/> Objetivo: avaliar a expressão imunoistoquímica de marcadores de proliferação, apoptose e enzimas esteroidogênicas nos ovários de ratas com síndrome dos ovários policísticos (SOP). Métodos: vinte ratas foram divididas em dois grupos: controle (GCtrl), na fase de estro, e com síndrome dos ovários policísticos (GSOP). Os animais do GCtrl permaneceram com período de luz das 7 às 19 horas, e os do GSOP com iluminação contínua, durante 60 dias. Posteriormente, os animais foram anestesiados, os ovários removidos e fixados em formol a 10% para inclusão em parafina. Cortes histológicos foram corados pelo H.E. e outros submetidos a métodos imunoistoquímicos para detecção de Ki-67, caspase 3 clivada, CYP11A1, CYP17A1 e CYP19A1. Os resultados foram submetidos ao teste t de Student (p &lt; 0,05). Resultados: a morfologia mostrou evidências da origem das células intersticiais a partir das células da teca interna dos cistos ovarianos em degeneração no GSOP. A imunoexpressão do Ki-67 mostrou-se aumentada nas células da granulosa no GCtrl e na teca interna do GSOP, enquanto a caspase 3 clivada se mostrou aumentada nas células da granulosa dos cistos ovarianos do GSOP e na teca interna do GCtrl. A imunorreatividade da CYP11A1 nas células da teca interna, bem como da granulosa e intersticiais, mostrou-se semelhante entre os dois grupos. As CYP17A1 e CYP19A1 apresentaram-se aumentadas nas células da granulosa e intersticiais no grupo SOP. Conclusão: os resultados indicam que as células intersticiais são oriundas da teca interna e que ocorrem alterações enzimáticas nas células da teca interna e intersticiais do ovário de ratas com SOP, responsáveis pelos altos níveis de androgênios e de estradiol. <![CDATA[Prevalência de rinite em escolares de 6 e 7 anos de Fortaleza]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400357&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objective: to evaluate the prevalence of rhinitis symptoms among 6 and 7-year old schoolchildren in Fortaleza, Brazil. Methods: a cross-sectional study using the rhinitis module of the ISAAC (International Study of Asthma and Allergies in Childhood) questionnaire. The sample included 2,020 students from public and private schools, in 2010. Results: the prevalence of cumulative rhinitis, active rhinitis, allergic rhinoconjunctivitis and physician-diagnosed rhinitis was 49.9%, 42%, 15.4% and 28.1%, respectively, being significantly more prevalent among private school students (OR = 0.55, 95CI: 0.46 - 0.66, p &lt; 0.001; OR = 0.50, 95CI: 0.41 - 0.60, p &lt; 0.001; OR = 0.67, 95CI: 0.52 - 0.85, p &lt; 0.001; OR = 0.15, 95CI: 0.12 - 0.19, p &lt; 0.001, respectively), without differences between genders. Interference with daily activities was reported by 25.3%, while 5.7% reported to be moderately or severely affected, without a difference between genders. Conclusion: the prevalence of rhinitis symptoms and associated morbidity among 6-7-year old schoolchildren in Fortaleza was above the Brazilian average, with predominance among private school students, without difference between genders. It was observed that rhinitis was underdiagnosed in this population. <hr/> Objetivo: avaliar a prevalência de sintomas de rinite em crianças de 6 e 7 anos de idade, em Fortaleza. Métodos: foi aplicado o questionário ISAAC (International Study of Asthma and Allergies in Childhood), módulo rinite, em estudo de desenho transversal de base populacional, com amostragem probabilística de 2.020 escolares de escolas públicas e privadas, em 2010. Resultados: a prevalência de rinite cumulativa, rinite ativa, rinoconjuntivite alérgica e rinite diagnosticada foi, respectivamente, 49,9, 42, 15,4 e 28,1%, com predomínio de forma significativa entre as crianças das escolas particulares (RC = 0,55, IC95%: 0,46 a 0,66, p &lt; 0,001; RC = 0,50, IC95%: 0,41 a 0,60, p &lt; 0,001; RC = 0,67, IC95%: 0,52 a 0,85, p &lt; 0,001; RC = 0,15, IC95%: 0,12 a 0,19, p &lt; 0,001, respectivamente), e sem diferença entre os gêneros. Interferência dos sintomas com as atividades diárias foi relatada por 25,3% dos pesquisados, e 5,7% relataram ser moderada ou intensamente afetados, sem diferença entre os gêneros. Conclusão: a prevalência de sintomas de rinite e da morbidade associada, entre crianças de 6 e 7 anos de idade, em Fortaleza, mostrou-se acima da média nacional, com predomínio no grupo das escolas privadas, e sem diferença entre os gêneros. Observou-se também que rinite é subdiagnosticada entre as crianças de 6 e 7 anos de idade, em Fortaleza. <![CDATA[Prevalência e fatores associados às dislipidemias pós-transplante hepático]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400365&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objective: to determine the prevalence of abnormal total cholesterol (TC), low density lipoprotein (LDL), high density lipoprotein (HDL) and triglycerides in patients undergoing liver transplantation (LTx) and to identify predictors of these disorders. Methods: cross-sectional study to assess the prevalence of dyslipidemia in patients undergoing LTx. Demographic, socioeconomic, clinical, anthropometric and dietetic data were collected to determine the association with dyslipidemia using univariate and multivariate statistical analysis. Results: 136 patients were evaluated, 68.1% of which had at least one type of dyslipidemia. The triglyceride level was high in 32.4% of cases, with low HDL in 49.3% of patients and high LDL levels in only 8.8%. High total cholesterol was observed in 16.2% of the study population and was associated with the recommendation for transplantation due to ethanolic cirrhosis (OR = 2.7) and a greater number of hours slept per night (OR = 1.5). Conclusion: many patients presented dyslipidemia after transplantation, demonstrating the need for interventions in relation to modifiable factors associated with dyslipidemias that can mitigate or prevent these disorders. <hr/> Objetivo: determinar a prevalência de anormalidades de colesterol total (CT), lipoproteína de baixa densidade (LDL) e alta densidade (HDL) e triglicérides, e identificar fatores preditivos dessas desordens em pacientes submetidos ao transplante hepático (TxH). Métodos: estudo transversal de avaliação da prevalência de dislipidemias em pacientes submetidos ao TxH. Variáveis demográficas, socioeconômicas, clínicas, antropométricas e dietéticas foram coletadas para identificar os fatores associados utilizando análises estatísticas uni e multivariadas. Resultados: foram avaliados 136 pacientes, dos quais 68,1% apresentaram pelo menos um tipo de dislipidemia. O nível de triglicérides esteve elevado em 32,4% dos casos, a HDL reduzida em 49,3% dos pacientes e os níveis de LDL elevados em apenas 8,8%. Colesterol total elevado foi observado em 16,2% da população estudada e esteve associado à indicação de transplante por cirrose etanólica (OR = 2,7) e maior número de horas dormidas por noite (OR = 1,5). Conclusão: grande parte dos pacientes apresentou dislipidemia após o transplante, demonstrando a necessidade de intervenções em relação aos fatores modificáveis associados às dislipidemias que podem atenuar ou prevenir essas desordens. <![CDATA[O papel do otimismo na qualidade de vida de pessoas portuguesas com doenças crônicas: moderador/mediador?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400373&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objective: optimism is an important variable that has consistently been shown to affect adjustment to quality of life in chronic diseases. This study aims to clarify if dispositional optimism exerts a moderating or a mediating influence on the personality traits-quality of life association, in Portuguese chronic patients. Methods: multiple regression models were used to test the moderation and mediation effects of dispositional optimism in quality of life. A sample of 729 patients was recruited in Portugal's main hospitals and completed self-reported questionnaires assessing socio-demographic and clinical variables, personality, dispositional optimism, quality of life (QoL) and subjective well-being (SWB). Results: the results of the regression models showed that dispositional optimism did not moderate the relationships between personality traits and quality of life. After controlling for gender, age, education level and severity of disease perception, the effects of personality traits on QoL and in SWB were mediated by dispositional optimism (partially and completely), except for the links between neuroticism/openness to experience and physical health. Conclusion: dispositional optimism is more likely to play a mediating, rather than a moderating role in personality traits-quality of life pathway in Portuguese chronic patients, suggesting that "the expectation that good things will happen" contributes to a better quality of life and subjective well-being. <hr/> Objetivo: o otimismo tem sido demonstrado como uma variável importante no ajustamento da qualidade de vida de pessoas com doenças crônicas. O estudo tem como objetivo verificar se o otimismo exerce um efeito moderador ou mediador entre os traços de personalidade e a qualidade de vida, em portugueses com doenças crônicas. Métodos: os modelos de regressão linear múltipla foram usados para avaliar o efeito de moderação e mediação do otimismo na qualidade de vida. A amostra, constituída por 729 doentes, recrutados nos principais hospitais de Portugal responderam a questionários de autorresposta avaliando questões sócio-demográficas e clínicas, personalidade, otimismo disposicional, qualidade de vida e bem-estar subjetivo. Resultados: os resultados encontrados mostraram que o otimismo disposicional não exerce um papel moderador entre os traços de personalidade e a qualidade de vida. Controlando por idade, sexo, nível de escolaridade e percepção da severidade da doença, o efeito dos traços de personalidade na qualidade de vida e no bem-estar subjetivo foi mediado pelo otimismo (parcial e total), expecto para as associações, neuroticismo/abertura à experiência e à saúde física. Conclusão: o otimismo disposicional exerce apenas um papel mediador entre os traços de personalidade e qualidade de vida, em pessoas com doenças crônicas, sugerindo que 'a expectativa de que coisas boas vão acontecer' contribui para uma melhor qualidade de vida e melhor bem-estar subjetivo. <![CDATA[Comparação do escore APACHE II e três escores APACHE II abreviados para predizer desfecho entre pacientes traumatizados na emergência]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400381&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objective: to compare the ability of the APACHE II score and three different abbreviated APACHE II scores: simplified APACHE II (s-APACHE II), Rapid Acute Physiology score (RAPS) and Rapid Emergency Medicine score to evaluate in-hospital mortality of trauma patients at the emergency department (ED). Methods: retrospective analysis of a prospective cohort study. All patients' victims of trauma admitted to the ED, during a 5 months period. For all entries to the ED, APACHE II score was calculated. APACHE II system was abbreviated by excluding the laboratory data to calculate s-APACHE II score for each patient. Individual data were reanalyzed to calculate RAPS and REMS. APACHE II score and its subcomponents were collected, and in-hospital mortality was assessed. The area under the receiver operating characteristic (AUROC) curve was used to determine the predictive value of each score. Results: 163 patients were analyzed. In-hospital mortality rate was 10.4%. s-APACHE II, RAPS and REMS scores were correlated with APACHE II score (r2= 0.96, r2= 0.82, r2= 0.92; p &lt; 0.0001). Scores had similar accuracy in predicting mortality ([AUROC 0.777 [95% CI 0.705 to 0.838] for APACHE II, AUROC 0.788 [95% CI 0.717 to 0.848] for s-APACHE II, AUROC 0.806 [95% CI 0.737 to 0.864] for RAPS, AUROC 0.761 [95% CI 0.688 to 0.824] for REMS. Conclusion: abbreviated APACHE II scores have similar ability to evaluate in-hospital mortality of emergency trauma patients in comparison to APACHE II score. <hr/> Objetivo: escore Acute Physiologic and Chronic Health Evaluation (APACHE) II é considerado "inválido" e de difícil aplicação em pacientes traumatizados no departamento de emergência (DE). Objetivamos comparar a abilidade do escore APACHE II e três diferentes escores APACHE II abreviados: APACHE II simplificado (s-APACHE II), Rapid Acute Physiology score (RAPS) e Rapid Emergency Medicine score para avaliar a mortalidade hospitalar de pacientes truamatizados no DE. Métodos: análise retrospectiva de uma coorte prospectiva. Todos são pacientes vítimas de trauma admitidos no DE, durante 5 meses. Para todas as admissões, o escore APACHE II foi calculado. O escore APACHE II foi abreviado através da exclusão dos dados de laboratório para calcular o escore s-APACHE II. Dados individuais foram reanalisados para calcular RAPS e REMS. APACHE II e seus subcomponentes foram coletados, e a mortalidade hospitalar foi assessada. A área abaixo da curva ROC (receiver operating characteristic - AUROC) foi usada para determinar o valor preditivo de cada escore. Resultados: 163 pacientes foram analisados. A taxa de mortalidade hospitalar foi de 10,4%. s-APACHE II, RAPS e REMS escores se correlacionaram com o escore APACHE II (r2= 0.96, r2= 0.82, r2= 0.92; p &lt; 0.0001). Os escores tiveram acurácia similar para predizer a mortalidade: ([AUROC 0,777 [95% CI 0,705 a 0,838] para APACHE II; AUROC 0,788 [95% CI 0,717 a 0,848] para s-APACHE II; AUROC 0,806 [95% CI 0,737 a 0,864] para RAPS; AUROC 0,761 [95% CI 0,688 a 0,824] para REMS. Conclusão: escores APACHE II abreviados possuem habilidade similar para avaliar a mortalidade hospitalar de pacientes traumatizados na emergência quando compados ao escore APACHE II. <![CDATA[Câncer de mama feminino: análise da mortalidade no Brasil e regiões]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302014000400387&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objective: to analyze female breast cancer mortality trends in Brazil and its regions. Methods: female breast cancer mortality in Brazil and its regions was analyzed using mortality data from the Ministry of Health's Mortality Information System and the National Cancer Institute between 1991 and 2010. The variables analyzed were. proportional mortality from female breast cancer in relation to total deaths in women, mortality rates of the five primary locations of the neoplasms most common in women, and mortality rates for female breast cancer: Linear regression models were estimated to analyze mortality trends: Results: a growth in proportional mortality due to female breast cancer in Brazil and its regions was observed: In relation to the mortality rates for the five primary types of cancer, breast cancer persisted in first place in Brazil and its regions, except the North region, where cervical cancer was the most frequent: Rising female breast cancer mortality rates were observed for Brazil (p = 0.017), Northeastern (p &lt; 0.001), North (p &lt; 0.001) and the Mid-West (p = 0.001), regions, and declining rates for the Southeast region (p = 0.047), and stable rates for the South region. Conclusion: the results emphasize the importance of the disease in terms of public health in the country, reinforcing the need for early detection and appropriate treatment. <hr/> Objetivo: analisar a evolução da mortalidade por câncer de mama feminino nas regiões do Brasil. Métodos: foi analisada a mortalidade por câncer de mama feminino nas regiões do país, com dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade do Ministério da Saúde e do Instituto Nacional do Câncer, entre 1991 e 2010. As variáveis analisadas foram: mortalidade proporcional por câncer de mama feminino em relação ao total de óbitos em mulheres; taxas de mortalidade das cinco localizações primárias das neoplasias mais frequentes em mulheres; e taxas de mortalidade por câncer de mama feminino. Modelos de regressão linear foram estimados para analisar a tendência de mortalidade. Resultados: foi observado o crescimento da mortalidade proporcional por câncer de mama feminino para as regiões brasileiras. Com relação às taxas de mortalidade das cinco localizações primárias de câncer mais frequentes, o câncer de mama é o que persiste em primeiro lugar nas regiões e no Brasil, com exceção da região Norte, onde o câncer de colo do útero foi o mais frequente. Observou-se tendência significativa de aumento das taxas de mortalidade por câncer de mama no Brasil (p = 0,017) e nas regiões Nordeste (p &lt; 0,001), Norte (p &lt; 0,001) e Centro-Oeste (p = 0,001), de diminuição na região Sudeste (p = 0,047) e estacionária na região Sul. Conclusão: os resultados encontrados enfatizam a importância da doença em termos de saúde pública no país, reforçando a necessidade da detecção precoce e do tratamento adequado.