Scielo RSS <![CDATA[Revista da Associação Médica Brasileira]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0104-423020020002&lang=pt vol. 48 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>Terapia de reposição hormonal (TRH)</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Intolerância à glicose em jovens obesos</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Diagnóstico e tratamento da tuberculose anoperianal</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Custo-minimização e número de pessoas a serem tratadas na hipertensão não complicada</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Contracepção hormonal oral, HPV e risco de câncer cérvico-uterino</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Uso prolongado de corticóide na síndrome do desconforto respiratório agudo</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Efeitos do análogo da gonadotrofina sobre a altura na puberdade avançada</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Relatório mundial de saúde 2000 - sistemas de saúde</B>: <B>aprimorando a<I> performance</B></I>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Bioética e abuso sexual</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Estimulação vibro-acústica para facilitar os testes do bem-estar fetal</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Queixas urogenitais no climatério</B>: <B>o que fazer?</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Quando indicar o tratamento endovascular na dissecação aórtica tipo B ?</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Como avaliar o colo uterino numa ultra-sonografia obstétrica?</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Indicaria operação com base apenas em exame genético?</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>O que fazer na úlcera idiopática anal no doente HIV positivo?</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Quando indicar e qual o resultado da biópsia pulmonar a céu aberto?</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Por uma melhor relação médico-paciente</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Avaliação do casal infértil</B>: <B>uma análise racional</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Aspirina para prevenção cardiovascular primária</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200019&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Fluconazol ou anfotericina B no tratamento de candidemias em pacientes internados na UTI</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200020&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Carcinoma bem diferenciado da tireóide</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Tratamento da síndrome antifosfolípides na gestação</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200022&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Direito universal e política global</B>: <B>respostas internacionais ao combate à AIDS, Tuberculose e Malária</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200023&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Aspectos de segurança do hormônio de crescimento</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200024&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Cistatina C</B>: <B>um novo marcador de função renal em crianças</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200025&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <link>http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200026&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt</link> <description/> </item> <item> <title><![CDATA[<B>Pneumatoceles na criança</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200027&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Cisto ósseo aneurismático</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200028&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Câncer gástrico e hérnia inguinal no mesmo doente</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200029&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Radioterapia em adenocarcinoma de pâncreas</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200030&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Avaliar retrospectivamente a sobrevida dos pacientes portadores de adenocarcinoma de pâncreas tratados no Serviço de Radioterapia do Hospital Israelita Albert Einstein, comparando os resultados com a literatura, e apresentando proposta de conduta. MÉTODOS: Entre abril de 1993 e agosto de 1999, 40 pacientes com adenocarcinoma de pâncreas foram admitidos para radioterapia neste Serviço. Destes, 25 haviam sido submetidos a procedimento cirúrgico radical com ressecção do tumor e em 15 o tumor não havia sido ressecado (não operados, biopsiados apenas ou submetidos a intervenções cirúrgicas paliativas). RESULTADOS: A sobrevida actuarial mediana para toda amostra foi de 14,8 meses, sendo as probabilidades de sobrevida em 12 e 24 meses, 70% e 22,2%, respectivamente. A sobrevida actuarial mediana para o grupo de pacientes que tiveram o tumor ressecado foi de 21,4 meses e para o grupo de pacientes com tumor não ressecado, 16,1 meses, sendo a probabilidade de sobreviver 12 e 24 meses de 76% e 32% no primeiro grupo e 60% e 0% no segundo (p=0,0156). CONCLUSÕES: Os nossos resultados são semelhantes aos descritos na literatura médica atual. Há necessidade de introduzir novas drogas ativas para o tratamento destes tumores e a radioterapia intra-operatória tem que ser melhor explorada.<hr/>BACKGROUND: The pancreatic adenocarcinoma is an aggressive disease for which cure is only possible in less than 20% of the best cases. Adjuvant radiotherapy and chemotherapy so far have improved symptoms with little, but significant, increase in survival rates.METHODS: Retrospective assessment of 40 patients admitted at Department of Radiation Oncology of the Hospital Israelita Albert Einstein between April 1993 and August 1999 was done. Radical surgery with tumor resection was previously performed in 25 and palliative procedures or nothing in 15.RESULTS: Overall actuarial median survival was 14.8 months; and actuarial survival rates at 12 and 24 months were 70% and 22.2% respectively. Actuarial median survival for the group of patients with resected tumor was 21.4 and for the group of patients with non-resected tumor was 16.1 months. Expected survival rates at 12 and 24 months were 76% and 32% for the former group and 60% and 0% for the latter.CONCLUSIONS: Results were similar to other published series. Better drugs and more frequent intraoperative radiotherapy are necessary. <![CDATA[<B>Selecionar quem deve viver</B>: <B>um estudo bioético sobre critérios sociais para microalocação de recursos em emergências médicas</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200031&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OJETIVO: Estudo, de caráter exploratório, que trata de dilemas de natureza ética de microalocação de recursos escassos de saúde, objetivando-se, com base em referenciais bioéticos, deontológicos e utilitaristas, analisar critérios sociais considerados nas escolhas para seleção de pacientes no atendimento de emergências médicas por parte de parcela da opinião pública. MÉTODOS: Foram entrevistadas 395 pessoas, na cidade de Diadema/SP, que responderam a nove situações que versaram sobre os seguintes critérios sociais: idade, sexo, responsabilidade social, condição econômica e local de residência. RESULTADOS: Significativa parcela dos pesquisados parece aceitar que o uso de critérios sociais seja válido em situação de escassez de recursos. Mostrou a presença de elementos identificadores de correntes éticas deontológicas (justiça como eqüidade) como de correntes utilitaristas de tomada de decisão. CONCLUSÕES: Demonstrou-se uma expressiva opção pelas pessoas que se encontram em situação de "maior desfavorecimento", ou seja, se favorecem "os mais desafortunados", em detrimento de situações que pudessem levar a um maior custo/benefício social.<hr/>OBJECTIVE: To analyze ethical dilemmas about microallocation of health care scarce resources, based on deontological and utilitarian bioethical basis. It analyzes some criteria considered in the choices and justifications for patients selection in medical emergencies.METHODS: 395 subjects were interviewed in the city of Diadema/SP, about dilemmas among two people needing a place in a public hospital of emergency service. The presented situations dealed with the following social criteria: age, sex, social responsibility and economical condition.RESULTS: They pointed that significant portion of those researched seems to consider that the use of social criteria is valid and that the people lives can have unequal value in situations of scarce resources, accepting social variables to prioritize in situations of evidenced medical emergency.CONCLUSIONES: It could be evoked the coexistence of deontological orientations, defending the more "weak and vulnerable", and utilitarian positions, opting for the potential and life expectation as well as for the social responsibility. <![CDATA[<B>Capacidade reprodutiva de ratas aleitadas por mães que receberam levonorgestrel durante a lactação</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200032&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O levonorgestrel é um dos contraceptivos usados por mulheres durante a lactação. Estudos prévios mostraram que a administração de levonorgestrel a ratas lactando causou nas crias retardo de puberdade em machos e alterações no peso de oviduto e útero. OBJETIVO: Estudar a capacidade reprodutiva das fêmeas F1, de mães tratadas com levonorgestrel. MÉTODOS: Ratas Wistar foram tratadas com levonorgestrel (0.030 mg/1 ml de água destilada) do 7&ordm; ao 13&ordm; dia após o nascimento (dia 1 = nascimento). Aos 90 dias, as fêmeas F1 foram acasaladas com machos férteis e a inseminação comprovada pela presença de espermatozóides no esfregaço vaginal (primeiro dia de prenhez). As fêmeas inseminadas foram distribuídas em três lotes de 20 animais (10 F1 Controles e 10 F1 Tratadas). Os animais foram sacrificados no 2&ordm;, 4&ordm; e 5&ordm; dias após a inseminação, por excesso de inalação com éter, e os ovários, ovidutos e cornos uterinos foram removidos. Os ovários foram pesados e os corpos lúteos contados. Ovidutos e cornos uterinos foram lavados com solução fisiológica e os pré-embriões obtidos foram contados e examinados em cada um dos segmentos. RESULTADOS: O peso de ovários, número de corpos lúteos, número e fase de desenvolvimento de pré-embriões foram semelhantes nos dois grupos. CONCLUSÃO: No modelo experimental usado, o aleitamento de crias de ratas por mães tratadas com levonorgestrel não interfere com a capacidade reprodutiva de fêmeas F1.<hr/>Levonorgestrel is one of the contraceptives used by women during lactation. Previous studies have shown that the administration of levonorgestrel to lactating female rats has affected the offspring, causing puberty delay in males and alterations on uterus and oviduct weight.PURPOSE: To study the reproductive capacity of F1 females from rats treated with levonorgestrel.METHODS: Female Wistar rats were treated with levonorgestrel (0.030 mg/1 ml of distilled water) from day 7 to day 13 after birth (day 1 = birth). On day 90 F1 females were mated with fertile males and insemination was confirmed by the presence of spermatozoa in the vaginal smear (first day of pregnancy). Inseminated females were distributed in three groups of 20 animals each (10 F1 control and 10 F1 treated). The animals were killed on days 2, 4 and 5 after insemination by ether overdose inhalation and the ovaries, oviducts and uterine cornua were removed. The ovaries were weighed and the corpora lutea counted. Oviducts and corpora lutea were washed with saline solution and the pre-embryos were counted and examined in all segments.RESULTS: The ovaries weight, the number of corpora lutea, the number and development phase of the pre-embryos were similar in both groups.CONCLUSION: In the experimental model used, F1 females whose mothers were treated with levonorgestrel during lactation, did not show any alteration in their reproductive capacity. <![CDATA[<B>Avaliação da sensibilidade e especificidade dos exames citopatológico e colposcópico em relação ao exame histológico na identificação de lesões intra-epiteliais cervicais</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200033&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Este trabalho teve como objetivo avaliar a concordância dos exames citológico e colposcópico com o resultado da análise histológica, obtida a partir de biópsia colpodirigida. MÉTODOS: Foram selecionadas 80 pacientes do ambulatório de colposcopia do Hospital e Maternidade Santa Brígida de Curitiba, PR. As pacientes foram encaminhadas à colposcopia segundo os seguintes critérios: 1) exames citológicos prévios com resultado anormal, 2) dados clínicos indicativos de alteração ou 3) lesões suspeitas ao exame ginecológico. A análise da significância estatística entre os resultados dos exames foi realizada por meio do teste de Qui-quadrado e foram determinados os valores correspondentes à sensibilidade, especificidade, valor preditivo negativo e valor preditivo positivo de cada método. RESULTADOS: As pacientes apresentaram idade média de 30,2 anos (&plusmn;10,9). A capacidade de identificação da presença de lesão na citologia com relação à histologia foi de 50%. A especificidade da citologia foi de 77%, a sensibilidade de 41%, o valor preditivo positivo de 74% e o valor preditivo negativo de 45%. A capacidade da colposcopia em identificar a presença de lesão foi de 51%. A sensibilidade foi de 96%, a especificidade de 19%, o valor preditivo positivo de 65% e o valor preditivo negativo de 75%. A capacidade dos dois métodos associados de detectar a presença de lesões foi de 63%. CONCLUSÕES: A citologia mostrou-se um exame de alta especificidade, enquanto que a colposcopia das pacientes selecionadas apresentou alta sensibilidade. A associação de colposcopia ao screening feito pela citologia, em pacientes selecionadas, aumenta muito a acurácia do diagnóstico das lesões precursoras do carcinoma do colo uterino.<hr/>OBJECTIVE:To evaluate the correlation of cytopathological and colposcopycal diagnosis with the histopathological analysis from biopsy.METHODS: 80 patients from the colposcopy ambulatory of the Hospital e Maternidade Santa Brígida de Curitiba, PR, were selected. Those patients were sent to colposcopy under the following criteria: 1) previous abnormal cytopathological exams, 2) Indicative clinical data or, 3) Suspected lesions on gynecological exam. The statistical significance analysis of the results was done using the chi-square test. Sensibility, specificity, positive predictive value (PPV) and negative predictive value (NPV) were also determined.RESULTS: The patients' mean age was 30.2 (&plusmn;10.9). Cytopathological capability of identifying lesions was 50% when compared to histology. Its specificity was 77%, the sensibility 41%, the PPV 74%, and the NPV 45%. Colposcopy capability of identifying lesions was 50%. Its sensibility, specificity, PPV and NPV were 96%, 19%, 65% and 75% respectively. The two methods associated were capable of identifying 63% of the lesions.CONCLUSIONS: Cytopathology was a high specificity exam, while colposcopy from those selected patients had a high sensibility. Colposcopy association with cytopathological screening, on those selected patients, significantly raises the diagnostic accuracy of cervical cancer precursor lesions. <![CDATA[<B>Avaliação do crescimento linear de crianças e adolescentes com asma</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200034&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Estudar a influência da asma atópica sobre a estatura e a velocidade de crescimento em crianças e adolescentes brasileiros, considerando as condições socioeconômicas, a história natural da doença e o crescimento individual. MÉTODOS: Foram acompanhados 66 pacientes do Ambulatório de Imunologia, Alergia e Pneumologia do Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (HC/Unicamp), com idade entre 4 e 14 anos completos. A altura foi medida ao início do estudo e a cada três meses, e a idade óssea realizada uma vez durante o período de observação. Os pacientes foram divididos em dois grupos de acordo com o desenvolvimento puberal: pré-púbere e púbere. RESULTADOS: Nos 40 pacientes do grupo pré-púbere, com seguimento de 0,5 - 1,3 anos, a média dos escores z da altura/idade foi 0,028<FONT FACE=Symbol>&plusmn;</FONT>0,978 e a da velocidade de crescimento foi 0,045&plusmn;1,110. Os 26 pacientes do grupo púbere, com seguimento de 0,6 - 1,5 anos, tiveram a média dos escores z da altura/idade de -0,170<FONT FACE=Symbol>&plusmn;</FONT>1,209 e a da velocidade de crescimento de -0,042<FONT FACE=Symbol>&plusmn;</FONT>2,321. No grupo pré-púbere, os pacientes que tiveram uma ou mais pneumonias, apresentaram menor média do escore z da velocidade de crescimento (p=0,04), enquanto nos pacientes púberes, o mesmo se observou em relação ao uso de corticosteróides em dose alta (p=0,02). CONCLUSÕES: O manejo correto da asma, associado ao controle das infecções e à condições de vida favoráveis, permitem que as crianças e adolescentes cresçam normalmente, atingindo seu potencial genético pleno.<hr/>OBJETIVE: The aim was to assess the effect of atopic asthma on the stature and growth velocity of Brazilian adolescents and children, taking into consideration their socioeconomic conditions, natural disease history and individual growth .METHODS: 66 patients had been seen at the Pneumology, Immunology and Allergy Ambulatory, Unicamp, University Hospital. Their height and weight were measured every 3 months and the bone age was obtained once during this period. The patients were divided into two groups according to their puberal development: prepubertal and puberal .RESULTS: Prepuberal - 40 patients with 0.6 to 1.5 years (1.04±0.19) of follow-up. The mean height/age z-score was 0.028 ± 0.978 and the mean growth velocity z-score was 0.045 ± 1.11. Puberal - 26 patients with 0.5 to 1.3 years (0.99±1.722) of follow-up. The mean height/age z-score was 0.170 ± 1.209 and the mean growth velocity z-score was 0.042 ± 2.321. In the prepuberal group the patients who had one or more pneumonia during the follow-up had lower mean growth velocity z-score than the others (p=0.04).The high dose of glucocorticoids used by puberal patients was considered a risk factor for growth velocity (p=0.02).CONCLUSIONS: The children and adolescents suffering from asthma could grow normally and attain their full genetic potential by treating the disease correctly, controlling infections and having favorable living conditions. <![CDATA[<B>Perfil de pacientes diabéticos tipo 1</B>: <B>insulinoterapia e automonitorização</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200035&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Estudo realizado em Londrina - PR, com coorte local de pacientes do Estudo Brasileiro de Incidência de Diabetes Mellitus do tipo 1 (EBID). OBJETIVOS: Conhecer o tratamento insulínico e o esquema de automonitorização glicêmica utilizado por estes diabéticos; verificar o conhecimento quanto ao que consideram otimização destes parâmetros e limitações de uso.MÉTODO: Realizou-se aplicação de um inquérito com questões objetivas em 63 pacientes da coorte.RESULTADOS: A média de idade foi de 13 anos, sem predominância de gênero. Constatou-se que a maioria dos diabéticos 79,36% (n=50) realizava, no mínimo, duas aplicações diárias de insulina. Todos utilizavam insulina NPH em uma (n=13) ou duas (n=50) doses. O uso de insulina regular, em esquemas variáveis, estava associado ao de NPH em 41,27% (n=26) pacientes. O tipo de insulina mais utilizada foi a humana 53,97% (n=34). Dos pacientes que não faziam uso de insulina humana, 44,83% (n=13) consideravam-na de alto custo. Entretanto, 95,24% (n=60) fariam uso dela se fosse distribuída pelo Sistema Único de Saúde. Quanto à monitorização, 63,40% (n=40) realizavam testes até sete vezes semanais, 20,63% (n=13) de 15 a 21 e somente um paciente de 29 a 35 testes. O alto custo foi o motivo de 48,21% (n=27) para a não realização dos testes; 58,73% (n=37) os fariam no sangue e 33,33% (n=21) no sangue e na urina, caso ganhassem as tiras reagentes.CONCLUSÃO: Nesta coorte, embora já se adote a insulina humana como de uso preferencial, o esquema insulínico ainda é tradicional e a monitorização fica muito aquém do ideal.<hr/>OBJECTIVES: A study carried out in Londrina - PR, with the cohort of local patients from Brazilian Study on the incidence of Diabetes Mellitus Type 1 (EDID). To know the insulin treatment and the plan for glycemic self-monitoring used by these patients; to verify their knowledge as for what they consider the optimization of these parameters and limitations of use.METHODS: A survey was conducted with objective questions to 63 patients of the cohort.RESULTS: The average age was 13 years, without gender predominance. It was verified that most of the patients, 79.36%, (n=50) took at least 2 daily applications of insulin. All of them used insulin NPH in one (n=13) or two (n=50) doses. The use of regular insulin, in variable programs, was associated to the NPH in 41.27% (n=26) of the patients (The most frequent insulin type used was human 53.97% (n=34). Of the patients not making use of human insulin, 44.83% (n=13) considered it of high cost and 95.24% (n=60) would make use of it if it was distributed by the Government Unified Health System. As for the monitoring, 63.40% (n=40) took the tests up to 7 times a week, 20.63% (n=13) from 15 to 21 and only 1 patient from 29 to 35 tests. The high cost was the reason for 48.21% (n=27) not to take the tests; 58.73% (n=37) would take the test in the blood and 33.33% (n=21) either in the blood or in the urine if they were given the reactive ribbons.CONCLSION: In this cohort of patients, although the human insulin is already adopted as the use of choice, the outline insulin treatment plan is still traditional and the monitoring is far behind the ideal. <![CDATA[<B>O custo que envolve a retirada de múltiplos órgãos</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200036&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O processo que envolve a doação e retirada de órgãos é complexo e tem um custo elevado para os hospitais que o realizam. Neste artigo é estimado o custo médio total envolvido nesse processo, comparando-o com a remuneração paga pelo Sistema Único de Saúde. OBJETIVO: Levantar os gastos com captação, manutenção do doador e retirada de órgãos para transplante. MÉTODOS: É um estudo retrospectivo, baseado no levantamento dos prontuários de 32 doadores admitidos na Organização de Procura de Órgãos do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, São Paulo, no período de janeiro a dezembro de 1999. Os gastos levantados foram em relação aos seguinte itens: recursos humanos, material de consumo, utilidade pública, exames complementares, depreciação de equipamentos, material permanente e transporte. RESULTADOS: O estudo realizado encontrou o custo médio de R$ 2.883,34 para o processo de doação, captação e retirada de órgãos, desde a avaliação até a entrega do corpo a família. O valor pago pelo SUS é de R$ 1. 853,71. Este custo cobre 65% do custo médio real. CONCLUSÃO: O artigo demonstra a importância da realização de estudos de custos, de procedimentos, com o objetivo de orientar a definição/atualização das tabelas de remuneração de serviços.<hr/>The process of organ donation and retreat is complex and involves a high cost for hospitals that do it.PURPOSE: to survey the expenses with the process of donation and retreat of organs.METHODS: retrospective study based on medical records of 32 donors, admitted in the Search Organs Organisation do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, during the period from January to December of 1999.RESULTS: the process is complex and involves a special structure as well as 24 hours of activities, making it costly. Expenses were related with the following items: human resources, permanent material, public utilities, complementary examinations, depreciation of equipment and transportation. A comparison with the values reimbursed by the Single Health System (SUS) followed.CONCLUSION: the total cost was high than the reimbursement provided by SUS, showing the necessity of research about cost of procedures and the reinvestment margin. <![CDATA[<B>As medidas de segurança no trânsito e a morbimortalidade intra-hospitalar por traumatismo craniencefálico no Distrito Federal</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200037&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo busca analisar a efetividade das medidas de segurança no trânsito (cinto de segurança, dispositivos de redução de velocidade e faixa de pedestre), usando como parâmetro a diminuição da freqüência de casos ou da gravidade do traumatismo crâniencefálico (TCE). MÉTODOS: Estudo epidemiológico descritivo e analítico, baseado na avaliação dos dados secundários sobre trauma no Distrito Federal. Os dados foram analisados em dois períodos, um anterior (1992) e outro posterior (1997) a adoção das medidas de segurança no trânsito. RESULTADOS: No estudo comparam-se os índices (por 100.000 habitantes) de vítimas entre os dois períodos. Em 1992 houve 125,5 casos (grupo 1), enquanto que em 1997 houve 155,8 (grupo 2). Deste total, no Grupo 1 tivemos 26,2 casos de TCE com 5,2 óbitos pelo agravo, no Grupo 2 tivemos 62,1 casos com 4,1 óbitos, ou seja, o TCE foi responsável por 82,5% do óbitos no primeiro período e por 79,4% no segundo. Quanto à gravidade no grupo 1, tivemos 9,6 casos e no Grupo 2 foram 8,1 casos de TCE moderado e grave. CONCLUSÃO: Houve um aumento relativo e absoluto do número de casos de TCE devido a acidentes automobilísticos no período, contudo foi reduzida a morbimortalidade hospitalar do traumatismo, sugerindo que as medidas de segurança não foram efetivas para diminuir o número de casos, mas possam ter sido satisfatórias para reduzir a morbimortalidade decorrente deles.<hr/>BACKGROUND: The study analyzed the effectiveness of safety measures (seat belt, velocity control) in traffic. The parameters were the decrease in number and severity in head injury trauma (HIT).METHODS: Epidemiological study, based on the evaluation of secondary data about head injury. The data were analyzed between two periods, before (1992) and after (1997) measures implementation.RESULTS: We compared the indices (per 100.000 population) of victims in the two periods. In 1992 there were 125.5 victims, and in 1997 there were 155.8. From this total in group 1 we had 26.2 cases of HIT with 5.2 deaths, in 1997 we had 62.1 with 4.1 deaths. About severity: in the first period were 9.6 cases severe or moderate head injury, in group 2 there were 8.1 cases.CONCLUSIONS: There was an increase in the number of victims of HIT caused by automobile accidents in this period, however the severity of the trauma showed a small decrease, possibly security measures were not efficiently in reducing the number of cases but may have been successful in reducing deaths related to this accidents. <![CDATA[<B>Influência da hipertensão arterial na incidência de doença renal terminal em negros e mulatos portadores de glomerulonefrite</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200038&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Avaliar se a hipertensão arterial (HA) diagnosticada durante os primeiros dois meses de acompanhamento associa-se com a incidência de doença renal terminal (DRT) em negros e mulatos com glomerulonefrite, levando em consideração a idade, o sexo e o diagnóstico histológico. MÉTODOS: Estudo de coorte retrospectivo baseado em uma amostra de 120 pacientes negros e mulatos: 26 com glomerulonefrite membranoproliferativa (GNMP), 58 com glomeruloesclerose segmentar e focal (GSF) e 36 com outros tipos de glomerulonefrites (OTGN). HA foi considerada presente em pacientes usando anti-hipertensivos, em adultos apresentando média de três medidas de pressão arterial (PA) sistólica igual ou superior a 140 ou média das correspondentes medidas da PA diastólica igual ou superior a 90 mmHg. Para a faixa etária igual ou inferior a 18 anos foram utilizados os critérios da "Task Force on Blood Pressure in Children". RESULTADOS: HA no início do acompanhamento foi diagnosticada em 48 dos 120 pacientes (41,6%). A incidência de DRT foi aproximadamente 2,6 vezes maior em pacientes hipertensos (risco relativo (RR) = 2,62; intervalo de confiança (IC) 95% =1,01-7,03; p=0,031). A associação entre HA e aumento da incidência de DRT foi similar entre o grupo com idade menor ou igual a 18 anos e o grupo com idade superior a 18 anos. Mesmo após o ajuste para idade, sexo e tipo histológico, a incidência de DRT permaneceu maior (e marginalmente significante) em hipertensos que em normotensos (RR ajustado =2,15; IC 95%=0,86-5,39; p=0,07). CONCLUSÕES: De acordo com os resultados, detecção precoce de HA em negros e mulatos com glomerulonefrite ajuda a identificar pacientes com maior risco de DRT, independente da idade, do sexo e do tipo histológico. Outros trabalhos são necessários para determinar em que extensão a severidade e grau de controle da HA contribuem para o desenvolvimento de DRT em negros e mulatos com glomerulonefrite.<hr/>OJECTIVE: To assess whether hypertension diagnosed during the first two months of follow-up is associated with the incidence of end-stage renal disease (ESRD) in negroes and mulattoes with glomerulonephritis after taking into account age, gender and the histological diagnosis.METHODS: A retrospective cohort study based on a sample of' 120 negro and mulatto patients with glomerulonephritis, 26 with membranoproliferative glomerulonephritis (MPGN), 58 with focal segmental glomerulosclerosis (FSG) and 36 with other types of glomerulonephritis (OTGN). Hypertension was considered present if antihypertensive treatment was used, in adults (age >18 years) with a mean of the three first systolic blood pressures of 140 mmHg or a mean of the corresponding diastolic blood pressure of 90 mm Hg or greater. For ages equal to or below 18 years the criteria recommended by the "Task Force on Blood Pressure in Children" were used.RESULTS: Hypertension was diagnosed in 48 of the 120 patients (41.6%). The incidence of ESRD was approximately 2.6 times higher in hypertensive patients (relative risk(RR)=2.62; 95 % confidence interval (CI) =1.01-7.03, p=0.031). This association between hypertension and higher risk of ESRD was similar between the group younger than 19 and the group older than 18 years. Even after adjusting for age, gender and histologic type, the incidence of ESRD remained higher (and marginally significant) in the hypertensive than in the normotensive group (adjusted RR=2.15; IC 95%=0.86-5.39, p=0.07).CONCLUSIONS: According to the findings, early detection of hypertension in negroes and mulattoes with glomerulonephritis helps to identify patients with higher risk of ESRD, independently of age, gender and histologic type. Further research is needed to determine to what extent the severity of hypertension and the degree of blood pressure control contribute to the development of ESRD in negroes and mulattoes with glomerulonephritis. <![CDATA[<B>Responsabilidade Civil, Penal e Ética dos médicos</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000200039&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Nos últimos anos, os médicos têm sido alvo de processos indenizatórios, criminais e éticos com freqüência cada vez maior. A Medicina é uma profissão muito visada, não somente em razão dos riscos que comporta, mas também, em alguns casos, por uma visão equivocada do Poder Judiciário sobre as obrigações dos médicos. As decisões nos processos éticos dos Conselhos Regionais de Medicina repercutem na justiça comum, e por isso devem ser seguidas com bastante atenção. O objetivo desta revisão é dar uma visão ampla, do ponto de vista de um médico-advogado, dos processos envolvendo responsabilidade civil, penal e ética e tentar torná-los compreensíveis aos médicos.Após breve introdução histórica, são abordadas as causas de responsabilidade civil e os artigos legais que lhe dão base. As responsabilidades do médico, do hospital e dos planos de saúde são vistas separadamente, bem como os mecanismos de indenização. Os crimes possíveis de ocorrer no exercício da Medicina são descritos, suas penas e a relação direta existente entre crime e a indenização é demonstrada. É feita a descrição da natureza administrativa do processo ético, chamando a atenção para o fato do caráter legal de suas penas, que com freqüência, serve de base para as decisões da justiça comum.A prevenção ainda é o melhor remédio para fazer face ao problema; o bom exercício da Medicina e a boa relação médico-paciente ainda são as melhores soluções para minimizar as repercussões de tais ações. É conveniente que os médicos tenham noções dos mecanismos jurídicos de tais demandas, mas não devem nunca tomar iniciativas de defesa sem antes consultar um advogado.<hr/>In the last years doctors have been the target of a growing number of civil, criminal law suits, as well as ethical procedures. Medicine is a widely targeted career, not only owing to its inherent risks, but also owing to a mistaken approach of the Judiciary Power about the obligations of medical doctors. Decisions of the Medical Board in ethical procedures have an impact in civil and criminal justice and therefore should be followed closely. The purpose of this review is to provide a wide view from a doctor-lawyer perspective of cases involving civil, criminal liability of anesthesiologists as well as ethical procedures against them, in an effort to make them comprehensible to doctors.After a brief historical introduction civil liability foundations and legal articles are examined. Responsibilities of doctors, hospitals and health insurance providers are discussed separately, as well as reparation mechanisms. Crimes possible to occur during medical practice and respective penalties are described; the direct relationship between crime and civil reparation is demonstrated. The administrative nature of ethical procedure is described, emphasizing that the legal character of its penalties often serve as grounds for civil and criminal justice decisions.Prevention is still the best medicine. Good medical practice and a good medical-patient relationship are still the best ways to minimize lawsuits and their repercussions. Doctors should have some knowledge of juridical mechanisms in lawsuits and ethical procedures, but should not take defense initiatives without prior consultation of an attorney. Civil, criminal and ethical liability of physicians.