Scielo RSS <![CDATA[Revista da Associação Médica Brasileira]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0104-423020110002&lang=pt vol. 57 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Uma nova e estimulante parceria para a RAMB</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Atualização em doença de Crohn</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Fratura transtrocantérica</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Paquidermoperiostose associada à neoplasia gástrica</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Marked regression of tumor occupying almost the entire breast following chemotherapys</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Radioterapia e reconstrução mamária após cirurgia para tratamento do câncer de mama</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>A importância dos procedimentos operacionais padrão (POPs) para os centros de pesquisa clínica</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Qualquer e nenhum</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Estudo de caso de oferta induzindo a demanda</b>: <b>o caso da oferta de exames de imagem (tomografia axial computadorizada e ressonância magnética) na Unimed-Manaus</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Apresentar a experiência de uma operadora de plano de saúde (Unimed-Manaus) na cidade de Manaus, Estado do Amazonas, com o credenciamento de serviços de imagem e a indução de demanda pela oferta dos novos serviços (Lei de Roemer). MÉTODOS: Trata-se de uma pesquisa de caráter retrospectivo, com estudo de série temporal, abordando o período de janeiro de 1998 a junho de 2004, lapso de tempo em que ocorreu a implantação dos serviços de tomografia computadorizada e da ressonância magnética no âmbito dos serviços oferecidos por aquele plano de saúde. A análise estatística consistiu em uma parte descritiva e uma inferencial, sendo esta última utilizando teste paramétrico de média (teste t de Student e ANOVA) e o teste de correlação de Pearson. Foi adotado um alfa de 5% e um intervalo de confiança de 95%. RESULTADOS: Foi possível identificar na Unimed-Manaus que a oferta de novos serviços de imagem foi capaz de, por si só, gerar um aumento da demanda do serviço caracterizando o fenômeno descrito por Roemer. CONCLUSÃO: Os resultados deste trabalho ressaltam a necessidade de se estar atento ao fato de que a oferta de novos serviços no setor da saúde poderá acarretar, por si só, um aumento de sua utilização sem que haja uma demanda real.<hr/>OBJECTIVE: To present the experience of a health plan operator (Unimed-Manaus) in Manaus, Amazonas, Brazil, with the accreditation of imaging services and the demand induced by the supply of new services (Roemer's Law). METHODS: This is a retrospective work studying a time series covering the period from January 1998 to June 2004, in which the computed tomography and the magnetic resonance imaging services were implemented as part of the services offered by that health plan operator. Statistical analysis consisted of a descriptive and an inferential part, with the latter using a mean parametric test (Student T-test and ANOVA) and the Pearson correlation test. A 5% alpha and a 95% confidence interval were adopted. RESULTS: At Unimed-Manaus, the supply of new imaging services, by itself, was identified as capable of generating an increased service demand, thus characterizing the phenomenon described by Roemer. CONCLUSION: The results underscore the need to be aware of the fact that the supply of new health services could bring about their increased use without a real demand. <![CDATA[<b>Informação ao paciente com câncer</b>: <b>o olhar do oncologista</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Identificar o que os médicos-oncologistas informam aos seus pacientes, verificar o que levam em consideração no processo de informar, e averiguar a quem fornecem a informação. MÉTODOS: Os sujeitos da pesquisa foram oncologistas, recrutados dentre aqueles inscritos na Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC). Foi enviado para a sociedade, via correio, todo o material a ser encaminhado aos oncologistas. Os envelopes, selados previamente, continham: formulário para coleta de dados e informações para o preenchimento e termo de consentimento livre e esclarecido (TCLE). Os dados obtidos foram tratados estatisticamente obedecendo a um intervalo de confiança de 95%. RESULTADOS: Foram encaminhadas 876 correspondências (total de médicos associados à SBOC) e obteve-se um índice de 16,55% de resposta. Quanto ao que informam, 81% dos médicos responderam que informavam o diagnóstico, o tratamento e o prognóstico aos seus pacientes; entretanto, 73% relataram que, em grande parte dos casos, o paciente já tem conhecimento da sua doença. Por sua vez, a informação é fornecida ao paciente e à sua família por 81% dos médicos. Dentre os aspectos relevantes no processo de informar, destaca-se que o gênero do paciente pouco influencia na informação para 95% dos médicos. CONCLUSÃO: Diante dos resultados apresentados, conclui-se que na população estudada existe a preocupação em informar adequando-se ao perfil do paciente. Percebe-se, ainda, que os oncologistas tentam prover o paciente do que lhe é de direito - a verdade -, embora muitas vezes recorram à família para auxiliar no fornecimento das informações.<hr/>OBJECTIVE: To identify what information is provided to the patients by oncologists, assess what they take into account in the process of informing the patient, and to ascertain whom the information is provided to. METHODS: The study subjects were oncologists recruited among those registered at the Brazilian Society of Clinical Oncology - SBOC. All material was mailed to the Society, which was then forwarded to the participant oncologists. The previously stamped envelopes contained: a questionnaire, the questionnaire instructions, and the informed consent form to be signed. The data obtained was statistically treated, following a 95% confidence interval. RESULTS: 876 questionnaires were sent (total number of physicians registered at SBOC) and a 16.55% response rate was achieved. Regarding the information provided, 81% of the physicians responded they informed patients about diagnosis, treatment and prognosis; however, 73% reported that in most cases the patient is already aware of his/her disease. Nevertheless, the information is provided to the patient and his(her) family by 81% of doctors. Among the relevant aspects in the information process, the patient's gender has little influence on the information for 95% of doctors. CONCLUSION: Considering the results achieved, we conclude that in the study population, physicians are concerned about providing information according to the patient's profile. We could also notice that oncologists try to provide patients with the information they are entitled to - the truth, although they often resort to the family's assistance in providing that information. <![CDATA[<b>Composição química de alimentos</b>: <b>implicações na prevenção da aterosclerose</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Comparar a composição de ácidos graxos e colesterol de alimentos adquiridos no mercado brasileiro, com tabelas de referência mais usadas no Brasil. MÉTODOS: Foi analisada a composição de ácidos graxos e colesterol de 41 alimentos mais usados na alimentação em nosso meio e modos de preparo, utilizando-se metodologias específicas e comparadas com as informações das tabelas adotadas pela Unicamp e UNIFESP. RESULTADOS: O conteúdo de colesterol encontrado no queijo parmesão foi de 100,7 mg/100 g; já na tabela da UNIFESP foi de 68 mg/100 g (p < 0,05), ou seja, 48% a mais. Para o queijo tipo prato, a tabela deste estudo apresentou medida 31% menor de colesterol (94 mg/100 g versus 123 mg/100 g, p < 0,05). Para o leite integral, a variação é de 52% com relação ao colesterol, enquanto a gordura saturada variou de 1,4 g/100 g, na tabela da Unicamp, a 2,130 g/100 g, na tabela do estudo (p < 0,05). Para alguns alimentos, não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas entre as tabelas avaliadas. Entretanto, quando foi prescrita uma dieta de 1.800 calorias, as discrepâncias entre as tabelas e a falta de informações resultaram em diferenças clinicamente relevantes nas recomendações dietéticas. CONCLUSÃO: Existem importantes diferenças no teor das gorduras nos alimentos avaliados quando comparados com as tabelas mais usadas em nosso meio, o que pode comprometer as recomendações para a prevenção da aterosclerose. Uma das explicações seria o fato de a tabela da UNIFESP ser de origem americana.<hr/>OBJECTIVE: To compare the fatty acid and cholesterol content in food acquired in Brazil with the composition found in the most frequently used reference tables in the country. METHODS: The fatty acid and cholesterol content in 41 food items frequently used in our country and the various directions to prepare them were reviewed by using specific methodology and the information was compared to the tables adopted by Unicamp and UNIFESP. RESULTS: According to Unicamp table, the cholesterol content found in parmesan cheese was 100.7 mg/100 g, while it was 68 mg/100 g in UNIFESP table, that is, a 48% (p < 0.05), higher content in the former. This study table found a cholesterol content 31% lower (94 mg/100 g vs. 123 mg/100 g, p < 0.05) for yellow cheese. For whole milk, we found a 52% difference regarding cholesterol content, while the difference for saturated fat ranged from 1.4 g/100 g in Unicamp table to 2.130 g/100 g in our study table (p < 0.05). For some food items, no statistically significant differences were found among the tables. However, when a 1,800-calorie diet was prescribed, the discrepancies among the tables and lack of information resulted in clinically relevant differences in dietary recommendations. CONCLUSION: There are important differences in food fat content between the fatty acid and cholesterol content formally analyzed and the content shown on commonly used tables, and this can compromise our recommendations on preventing atherosclerosis. One possible explanation for the differences would be the fact that the UNIFESP table is American in origin. <![CDATA[<b>Fatores de risco para mortalidade na lesão renal aguda</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Este trabalho tem como objetivo avaliar a evolução de pacientes com lesão renal aguda (LRA) por Necrose Tubular Aguda internados no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP. MÉTODOS: Trata-se de estudo de coorte retrospectivo, no qual foram avaliados 477 pacientes maiores de 18 anos, no período de janeiro de 2001 a dezembro de 2008. LRA foi definida de acordo com os valores de creatinina sérica, conforme proposto pelo Acute Kidney Injury Network (AKIN). RESULTADOS: A média de idade da população estudada foi de 65,5 ± 16,2 anos, com predomínio de homens (62%) e com idade > 60 anos (65,2%). Diabetes mellitus ocorreu em 61,9%, hipertensão arterial em 44,4% e doença renal crônica em 21,9%. A mortalidade foi de 66%. Após análise multivariada, foram variáveis associadas ao óbito a necessidade de diálise, internação em UTI, idade > 60 anos e menor tempo de acompanhamento nefrológico. A recuperação renal entre os sobreviventes foi de 96,9%. CONCLUSÃO: Este trabalho mostra que a evolução dos pacientes com LRA provenientes de enfermarias clínica e cirúrgica é semelhante à literatura. Porém, a alta mortalidade do grupo mostra a necessidade da identificação de fatores de risco para o desenvolvimento de LRA nesses pacientes e capacitação da equipe assistente para o diagnóstico precoce dessa síndrome.<hr/>OBJECTIVE: This study aims to evaluate the outcome of AKI patients caused by acute tubular necrosis admitted in clinical and surgical units of Botucatu Medical School University Hospital - UNESP. METHODS: This is a retrospective cohort study with 477 adult patients were observed from January 2001 to December 2008. AKI was defined according to serum creatinine levels as proposed by Acute Kidney Injury Network (AKIN). RESULTS: The mean age was 65.5 ± 162 years. The majority of the patients were males (62%) older than 60 years (65.2%). Diabetes mellitus was diagnosed in 61.9%, high blood pressure in 44.4% and chronic kidney disease 21.8% of the patients. Death occurred 66% of dialysis requirement, critical care unit admission, age > 60 years and lower attendance time by nephrologists were significant and independently associated with death risk. The renal recorery among survivors was of 96.9%. CONCLUSION: This work shows that the evolution of AKI patients from clinical and surgical wards is similar to literature. However, the high mortality of the group shows the necessity of identifying risk factors for the development of AKI in these patients and training staff assistant for the early diagnosis of this syndrome. <![CDATA[<b>Tempo decorrido desde a última consulta</b>: <b>análise de um modelo estatístico aplicado ao caso das mulheres na Espanha</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Os objetivos deste artigo são dois: I) Desenvolver um modelo que caracterize a distribuição da variável "tempo decorrido desde a última consulta médica" e II) testar empiricamente esse modelo. MÉTODOS: Para desenvolver o modelo teórico, recorrerá a uma demonstração de natureza estatística. Para testar o modelo teórico serão usados os dados da "Encuesta Nacional de Espana" de 2006, referentes ao gênero feminino. RESULTADOS: Os resultados alcançados mostram que a distribuição do tempo decorrido desde a última consulta médica segue uma distribuição de Poisson. Empiricamente, foi validada essa conclusão e adicionalmente verificou-se que algumas condicionantes aumentam a probabilidade de uma mulher espanhola recorrer a consulta médica, nomeadamente, a situação de inatividade, a residência em lugares de menor densidade e idade superior. CONCLUSÃO: O trabalho conclui que o tempo decorrido desde a última consulta médica, seguindo uma distribuição de Poisson, revela implicitamente que a ida a uma consulta é ainda encarada como um fenômeno raro para as mulheres na Espanha. Cruzando esta evidência com os resultados, salienta-se que maior razão de clínicos por população, maior disponibilidade temporal de cada mulher (sobretudo em situações de inatividade laboral) e maior conhecimento pessoal poderão levar a maior uso das consultas médicas, diminuindo, assim, o tempo decorrido desde a última consulta.<hr/>OBJECTIVE: This study aims at two objectives: I) to develop a model capable of predicting the statistical distribution of the variable "time elapsed since the last medical visit"; II) to empirically test the theoretical model. METHODS: To develop the theoretical model, the author will use a demonstration that is statistical in nature. In order to test the theoretical distribution, the 2006 Encuesta Nacional de España data regarding females will be used. RESULTS: The results found show that the distribution of the time elapsed since the last medical visit follows a Poisson distribution. This conclusion was empirically validated, and additionally, a few determinants were found that increase the likelihood that Spanish women will resort to a doctor, namely, inactivity, residence in small places and being older. CONCLUSION: The study concluded that the time elapsed since the last medical visit follows a Poisson distribution; thus, going to a medical appointment is still seen as a rare phenomenon for Spanish women. By comparing this data with our results, we found that a higher ratio of physicians to population, a higher time availability for each woman (especially in a labor inactivity setting) and strong personal relationships can lead to a higher medical visit rate, thus reducing the time elapsed since the last visit. <![CDATA[<b>Manutenção do tabagismo e etilismo em pacientes tratados por câncer de cabeça e pescoço</b>: <b>influência do tipo de tratamento oncológico empregado</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Avaliar a taxa de manutenção do tabagismo e etilismo em pacientes tratados por carcinoma epidermoide da cabeça e pescoço e comparar o resultado observado com a modalidade do tratamento oncológico empregado. MÉTODOS: Foram incluídos 110 pacientes tratados por carcinoma epidermoide das vias aereodigestivas altas, divididos em grupo cirúrgico, tratado com cirurgia, e grupo clínico, tratado com quimioterapia e/ou radioterapia. Os pacientes foram entrevistados a fim de determinar se houve manutenção dos hábitos após o tratamento. Comparou-se a taxa de manutenção dos hábitos com a modalidade de tratamento empregada. Testou-se também a relação entre o status oncológico dos pacientes com as taxas de tabagismo e etilismo encontradas. RESULTADOS: Entre os tabagistas, 35% mantiveram este hábito após o tratamento. No grupo clínico, houve um percentual significativamente maior de pacientes que mantiveram o tabagismo com relação ao grupo cirúrgico (58,3% x 25%; p = 0,004). Entre os etilistas, 16,6% continuaram a ingerir bebidas alcoólicas, percentagem que também se mostrou maior no grupo clínico (23,8% x 13,3%), porém sem diferença estatisticamente significativa. O status oncológico dos pacientes não apresentou relação com a manutenção dos hábitos estudados. CONCLUSÃO: São altas as taxas de manutenção de tabagismo e etilismo após o tratamento do carcinoma epidermoide de cabeça e pescoço, especialmente se considerarmos o tabagismo nos pacientes tratados com quimioterapia e/ou radioterapia. Uma abordagem multidisciplinar mais efetiva é necessária com vista a obter melhores taxas de abandono do tabaco e do álcool, especialmente no grupo de pacientes submetidos a tratamentos não cirúrgicos.<hr/>OBJECTIVE: To assess the cigarette smoking and alcohol intake maintenance rate in patients treated for head and neck squamous cell carcinoma and to compare the observed outcome with the type of oncological treatment employed. METHODS: One hundred and ten patients treated for high aero-digestive tract squamous cell carcinoma were included and divided into a surgical group, treated with a surgery, and a medical group, treated with chemotherapy and/or radiation. The patients were interviewed to determine whether or not they had persisted with the smoking and drinking behavior after treatment. The habit maintenance rate was compared with the treatment modality employed. The relationship between the oncological status of the patients and the cigarette smoking and alcohol intake rates found was also tested. RESULTS: Among smokers, 35% maintained the habit after treatment. The medical group had a significantly higher percentage of patients maintaining smoking compared with the surgical group (58.3% vs 25.0%; p = 0.004). Among alcohol users, 16.6% kept drinking alcoholic beverages, with a percentage also shown higher for the medical group (23.8% vs 13,3%), but with no statistically significant difference. The oncological status of patients was not related to the maintenance of the habits studied. CONCLUSION: Smoking and alcoholism maintenance rates are high after head and neck squamous cell carcinoma is treated, especially if we consider smoking in patients treated with chemotherapy and/or radiation. A more effective multidisciplinary approach is required in order to obtain better rates of tobacco and alcohol quitting, especially in patients undergoing non-surgical treatments. <![CDATA[<b>Histomorfometria da mama de ratas tratadas com estrogênio e/ou progestagênio</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Avaliar as alterações histomorfométricas nas mamas de ratas tratadas com estrogênio e/ou progestagênio por curto período de tempo. MÉTODOS: Foram divididas em quatro grupos 40 ratas ooforectomizadas: GC-recebeu veículo; GE-recebeu benzoato de estradiol (37,6 µg/animal); GP-recebeu acetato de medroxiprogesterona (11,28 mg/animal) e, GEP-recebeu benzoato de estradiol (37,6 µg/animal) e acetato de medroxiprogesterona (11,28 mg/animal). No grupo GE, o estradiol foi administrado durante sete dias, por via subcutânea. Já no grupo EP o estradiol foi administrado nos primeiros sete dias e o progestagênio por mais 23 dias, por via subcutânea. Vinte e quatro horas após a última administração dos hormônios, os animais foram anestesiados e o primeiro par de mamas inguinais removido, imerso em formaldeído a 10% e processado para inclusão em parafina, sendo os cortes corados pela Hematoxilina-Eosina. Foram avaliadas a morfologia e a área ocupada pelo parênquima mamário, sendo os dados submetidos à análise de variância complementado pelo teste de Kruskal-Wallis (p < 0,05). RESULTADOS: As mamas no grupo-controle apresentaram-se atrofiadas, sendo que, nos animais dos grupos GE e GEP, nota-se a presença de alvéolos típicos contendo secreção no seu interior, já nos animais tratados somente com progestagênio (GP) notam-se alvéolos formados por células volumosas que ocupam praticamente todo o lúmen alveolar. A morfometria mostrou haver maior área de parênquima mamário nos animais tratados com hormônios (GE = GP &gt; GEP &gt; GC; p < 0,05) CONCLUSÃO: O estradiol e o progestagênio apresentaram efeito proliferativo no parênquima mamário. No entanto, a administração prévia de estradiol modifica a ação do progestagênio no tecido mamário da rata.<hr/>OBJECTIVE: To evaluate the breast histomorphometric changes in rats treated with estrogen and/or progestogen for a short period of time. METHODS: Forty oophorectomized rats were divided into four groups: GC, vehicle; GE, treated with estradiol benzoate (37.6 mg/animal); GP, treated with medroxyprogesterone acetate (11.2 mg/animal) and GEP, treated with estradiol benzoate (37.6 mg/animal) plus medroxyprogesterone acetate (11.28 mg/animal). In GE group, estradiol was administered subcutaneously for seven days; in GEP group, estradiol was administered once in a day for the first seven days and the progestogen over the next 23 days both subcutaneously. Twenty-four hours after the last hormone administration, the animals were killed upon deep anesthesia and the first inguinal breasts were removed, fixed in 10% formaldehyde and processed to be included in paraffin, with the sections being stained by hematoxylin-eosin. Morphology and the area occupied by mammary parenchyma were assessed, with the data undergoing analysis of variance followed by the Kruskal-Wallis test (p < 0.05). RESULTS: The control group breasts were found atrophic and, in GE and GEP group animals, typical alveoli with secretion inside are present; in progestogen-treated animals (GP), alveoli formed by large cells occupying almost the entire alveolar lumen are noted. Morphometric analysis showed a larger mammary parenchyma area in hormone-treated animals (GE = GP &gt; GEP &gt; GC; p < 0.05). CONCLUSION: Estradiol and progestogen had a proliferative effect on mammary parenchyma. However, prior estradiol administration changes the progestogen action on rat mammary tissue. <![CDATA[<b>Síndrome metabólica e seus componentes em portadores do HIV</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Avaliar a prevalência de síndrome metabólica e seus componentes em indivíduos portadores do vírus HIV assistidos em um centro de tratamento especializado em um município do litoral de Santa Catarina. MÉTODOS: Estudo transversal envolvendo 249 indivíduos (130 homens e 119 mulheres), com idades entre 18 e 73 anos. Para definir a síndrome metabólica, utilizaram-se os critérios do National Cholesterol Education Program, conforme recomendação da Sociedade Brasileira de Cardiologia. RESULTADOS: Dentre os avaliados, 20,9% tinham síndrome metabólica, sendo 18,5% dos homens e 23,5% das mulheres, sem associação estatística entre os sexos, sendo que 26,9% apresentavam dois dos componentes da síndrome. Os componentes de maior frequência foram aqueles relacionados ao perfil lipídico (HDL-colesterol inadequado e triglicerídeos elevados), seguidos pela medida da circunferência da cintura aumentada, alterações na pressão arterial e na glicemia de jejum. Encontrou-se associação estatisticamente significativa apenas para o sexo e a circunferência da cintura aumentada. CONCLUSÃO: A prevalência de síndrome metabólica encontrada no presente estudo possivelmente reflete a qualidade do serviço de saúde prestado. Destaca-se a importância da investigação da síndrome metabólica em populações infectadas pelo HIV, contribuindo, assim, para sua maior sobrevida.<hr/>OBJECTIVE: To assess the prevalence of metabolic syndrome and its components in HIV infected individuals assisted in a specialized health center in a municipality in the state of Santa Catarina, Brazil. METHODS: Cross-sectional study comprising 249 individuals (130 men and 119 women), aged 18 to 73 years. Metabolic syndrome was defined according to the National Cholesterol Education Program, as recommended by the Brazilian Society of Cardiology. RESULTS: Among the individuals who participated in the study, 20.9% had metabolic syndrome - 18.5% of the men and 23.5% of the women, with no statistical association between genders. Twenty seven percent of the individuals had two components of the syndrome. Components most frequently found were those related to lipid profile (low HDL cholesterol and high triglycerides), followed by elevated waist-circumference, altered blood pressure and altered fasting blood glucose. There was a significant association between gender and elevated waist-circumference. CONCLUSION: The prevalence of metabolic syndrome found in this study possibly reflects the quality of the health services delivered. We highlight the importance of investigating the presence of metabolic syndrome among HIV-infected populations, thus contributing for their survival. <![CDATA[<b>Estenose do enxerto de veia safena magna reversa em revascularização arterial infrainguinal</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Avaliar a prevalência de estenose hemodinamicamente significativa na revascularização infrainguinal realizada com a veia safena magna reversa. MÉTODOS: No período compreendido entre março de 2008 e março de 2009, foram realizadas 56 revascularizações infrainguinais com a veia safena magna reversa em 56 pacientes, dos quais 32 foram avaliados com ultrassonografia vascular no 30º dia de pós- operatório. Foi analisada a prevalência de estenoses significativas nos enxertos e sua relação com as características clínico-cirúrgicas dos pacientes. Os parâmetros avaliados foram a localização das estenoses ao longo do enxerto, fatores de risco associados e a relação existente entre a ultrassonografia vascular e o índice tornozelo-braço no diagnóstico de estenoses. RESULTADOS: Houve prevalência de 48,4% de estenoses significativas nos enxertos avaliados, com 19,4% de estenoses graves e 29% de estenoses leve a moderada. Não foram encontradas associações significativas entre sexo, diabetes mellitus, hipertensão arterial, hipercolesterolemia, diâmetro do enxerto, localização da anastomose distal, composição do enxerto e a constatação de estenoses significativas. Observou-se fraca correlação entre os métodos no diagnóstico das estenoses em geral (K = 0,30; IC95% 0,232-0,473; p = 0,018), mas razoável concordância no diagnóstico das estenoses graves (K = 0,75; IC95% 0,655-0,811; p = 0,0001). CONCLUSÃO: Este estudo demonstrou elevada prevalência de estenoses no 30º dia do pós-operatório, com localização predominante na metade proximal do enxerto. O índice tornozelo-braço e a ultrassonografia vascular apresentaram concordância, sobretudo no diagnóstico das estenoses graves, mas o índice tornozelo-braço, isoladamente, mostrou-se insuficiente na vigilância dos enxertos de veia safena magna reversa.<hr/>OBJECTIVE: The aim of this study was to evaluate the prevalence of hemodynamically significant infrainguinal bypasses stenosis using reverse great saphenous vein graft. METHODS: From March of 2008 to March of 2009, 56 infrainguinal bypasses were performed with reverse great saphenous vein graft in 56 patients. On the 30th post-operative day, 32 out of 56 patients were submitted to vascular ultrasonography. The prevalence of significant graft stenosis was determined. In addition, the diagnosis of stenosis was related to the clinical and surgical characteristics of the patients. The variables analyzed at the moment of diagnosis were the localization of the graft stenosis, the risk factors associated with stenosis and the association of vascular ultrasonography findings with ankle brachial pressure index (ABI). RESULTS: The overall prevalence of significant graft stenosis was 48.4%. Out of the total number of observed stenosis, 19.4% were considered severe, and 29% mild or moderate. There was no significant association between the presence of significant stenosis and the following variables: gender, diabetes, hypertension, smoking, hipercholesterolemia, graft diameter, site of the distal anastomosis, and graft composition. There was a weak agreement between ABI and vascular ultrasonography in detecting stenosis in general (K = 0.30; CL95% 0.232 - 0.473; p = 0.018). However, there was a substantial agreement in detecting severe stenosis (K = 0.75; CL95% 0.655 - 0.811; p = 0.0001). CONCLUSION: There was a high prevalence of stenosis on the 30th post-operative day, mostly localized in the proximal half of the vein graft. There was no significant association of stenosis with clinical and surgical factors analyzed. ABI and vascular ultrasonography had weak agreement with the diagnosis of stenosis in general and an important agreement for the diagnosis of severe stenosis. <![CDATA[<b>Carcinogênese de cabeça e pescoço</b>: <b>impacto do polimorfismo MTHFD1 G1958A</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Investigar o polimorfismo MTHFD1 G1958A envolvido no metabolismo do folato no risco para o câncer de cabeça e pescoço e verificar a associação entre esse polimorfismo com fatores de risco e características clínico-histopatológicas. MÉTODOS: Estudo retrospectivo que avaliou o polimorfismo MTHFD1 G1958A em 694 indivíduos (240 pacientes e 454 controles), por meio da técnica de análise de polimorfismo de comprimento de fragmento de restrição. Para análise estatística foram utilizados os testes de regressão logística múltipla e qui-quadrado. RESULTADOS: Tabagismo e idade superior a 42 anos foram preditores da doença (p < 0,05). Os genótipos MTHFD1 1958GA ou AA foram associados ao tabagismo (p = 0,04) e etilismo (p = 0,03) e estão presentes em maior proporção em tumores com estádios mais avançados (p = 0,04) e em pacientes com menor sobrevida (p = 0,03). CONCLUSÃO: A presença do polimorfismo MTHFD1 G1958A associada aos hábitos tabagista e etilista aumenta o risco para desenvolvimento de câncer de cabeça e pescoço.<hr/>OBJECTIVE: To investigate the MTHFD1 G1958A polymorphism involved in the folate metabolism as a risk for head and neck cancer, and to find the association of the polymorphism with the risk factors and clinical and histopathological characteristics. METHODS: Retrospective study investigating MTHFD1 G1958A polymorphism in 694 subjects (240 patients in the Case Group and 454 in the Control Group) by Restriction Fragment Length Polymorphism (RFLP) Analysis. Multiple logistic regression and chi-square tests were used in the statistical analysis. RESULTS: Multivariable analysis showed that smoking and age over 42 years were disease predictors (p < 0.05). MTHFD1 1958GA or AA genotypes were associated with smoking (p = 0.04) and alcoholism (p = 0.03) and were more often found in more advanced stage tumors (p = 0.04) and in patients with a shorter survival (p = 0.03). CONCLUSION: The presence of MTHFD1 G1948A polymorphism associated with smoking and alcoholism raises the head and neck cancer risk. <![CDATA[<b>Perfil e evolução dos pacientes com <i>diabetesmellitus</i> submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica em serviço de referência no sul do Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200019&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Descrever perfil/evolução de pacientes submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica (CRM) em centro de referência cardiológico. MÉTODOS: Estudo de coorte; avaliados todos os pacientes submetidos à CRM (janeiro/2004 e fevereiro/2006, n = 717) quanto às características clínicas/laboratoriais antes, durante e após a cirurgia (infecções, tempo de internação, óbitos). RESULTADOS: Os pacientes tinham 61,9 ± 11 anos, 67,1% homens, 29,6% diabéticos. No transoperatório, aqueles com diabetes usaram cateter venoso central por mais tempo (p < 0,001), mas tempo de circulação extra- corpórea, de clampeamento da aorta e cirúrgico foi semelhante versus os sem diabetes. Infecção ocorreu em 19,1% dos pacientes (40,1% vs. 10,3% nos com e sem diabetes, p < 0,001). Tempo de permanência no hospital foi maior nos pacientes com diabetes versus pacientes sem diabetes, mas não houve diferença no número de óbitos ocorridos entre os grupos (p = 0,797). CONCLUSÃO: Pacientes com diabetes submetidos a CRM desenvolvem mais infecções e permanecem mais tempo internados do que aqueles sem diabetes.<hr/>OBJECTIVE: To describe clinical/laboratory features of patients undergoing coronary artery bypass graft (CABG) in a cardiology reference center. METHODS: Cohort study; data from patients undergoing CABG (January 2004 to February 2006, n = 717) were evaluated for clinical/laboratory features before, during and after surgery (infections, duration of hospital stay, deaths). RESULTS: Patients were 61.9 ± 11 years old, 67.1% males, 29.6% diabetics. Intraoperatively, diabetics had a central venous catheter placed for a longer period (p < 0.001), but extracorporeal circulation, aortic clamping and total surgery times were similar to those for non-diabetics. Infection occurred in 19.1% of patients (40.1% diabetics vs. 10.3% non-diabetics, p < 0.001). The duration of hospital stay was longer for patients with diabetes vs. non-diabetic patients, but there was no difference in deaths between the two groups (p = 0.797). CONCLUSION: Patients with diabetes undergoing CABG develop more infectious diseases and stay longer in hospital than non-diabetics. <![CDATA[<b>Gêmeos unidos e autorização judicial para o aborto</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200020&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Descrever casos de gravidez de gêmeos unidos de acordo com a solicitação de autorização judicial para interrupção gravidez. MÉTODOS: Análise retrospectiva das gestações de gêmeos unidos, sem possibilidade de sobrevida extrauterina ou de separação cirúrgica pós-natal, atendidos em um hospital terciário, entre 1998 e 2010. RESULTADOS: Entre 30 casos observados durante o período do estudo, seis (20,0%) casais decidiram continuar com a gravidez, e, em cinco (16,7%) casos, a autorização para interrupção da gestação não foi solicitada devido à idade gestacional avançada (&gt; 25 semanas). A autorização para interromper a gravidez foi solicitada em 19 (63,3%) casos: a permissão foi concedida em 12 (63,2%), indeferida em cinco (26,3%), e não se teve a informação do resultado em dois (10,5%) casos. Nos casos submetidos à interrupção legal da gestação, o parto vaginal foi realizado em 83,3%, e no grupo em que a autorização não foi concedida, a cesárea foi realizada em todos os casos (p < 0,01). CONCLUSÃO: A solicitação da autorização judicial para o aborto é uma alternativa na gravidez de gêmeos unidos sem prognóstico de sobrevida pós-natal. Além disso, o sucesso de um parto vaginal pode ser obtido na maioria dos casos antes do terceiro trimestre, reduzindo os riscos à saúde da mulher e o sofrimento do casal.<hr/>OBJECTIVE: To describe pregnancies with conjoined twins according to the request for legal termination of pregnancy. METHODS: Retrospective review of pregnancies with conjoined twins, with no possibility of extrauterine survival or postnatal surgical separation, observed at a tertiary teaching hospital, between 1998 and 2010. RESULTS: Amongst 30 cases seen during the study period, six (20.0%) couples decided to continue with the pregnancy, termination of pregnancy was not requested due to advanced gestational age (&gt; 25weeks) in 5 cases (16.7%). Legal authorization to terminate the pregnancy was requested in 19 (63.3%) cases: permission was granted in 12 (63.2%), denied in five (26.3%) and information was missing in two (10.5%) cases. A successful vaginal delivery was performed in 83.3% of the cases undergoing termination of pregnancy and a cesarean section was performed in all the remaining cases (p < 0.01). CONCLUSION: In pregnancies with conjoined twins and without fetal prognosis, legal termination of the pregnancy is an alternative. Moreover, a successful vaginal delivery can be performed in most cases before the third trimester, further reducing maternal risks and parental suffering. <![CDATA[<b>Fadiga relacionada ao câncer</b>: <b>uma revisão</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A fadiga relacionada ao câncer (FRC) é um dos sintomas mais prevalentes em pacientes com câncer, sendo reportada por 50% a 90% dos pacientes durante o curso da doença ou do seu tratamento, impactando na qualidade de vida de forma severa além de diminuir a capacidade funcional diária dos pacientes. Uma abordagem ampla deve ser realizada com orientações gerais sobre fadiga, além da determinação de um plano individualizado de abordagem terapêutica. Pacientes com fadiga moderada ou severa devem se beneficiar de ambas as medidas farmacológicas e não farmacológicas a serem adotadas, enquanto pacientes que apresentem fadiga leve que não interfira na qualidade de vida podem ser tratados com medidas não farmacológicas como única medida terapêutica. O tratamento não farmacológico se mostra promissor com o uso de terapias cognitivas-comportamentais (conservação de energia e organização de atividades diárias realizadas, ECAM), exercícios físicos e talvez terapias do sono. O tratamento farmacológico tem mostrado resultados promissores que incluem o uso de psicoestimulantes tais como metilfenidato e dexmetilfenidato, modanafil (em pacientes com fadiga severa) e agentes estimuladores de eritropoietina em pacientes com anemia associada à quimioterapia e hemoglobina menor que 10 mg/dL. Além dessas drogas, o uso de Guaraná (Paullinia cupana) tem-se mostrado uma opção promissora, com efeitos benéficos no tratamento da fadiga física e mental relacionada ao câncer. Por ser uma opção sem efeitos colaterais significantes e uma planta nacional, torna-se atrativo considerando o fácil acesso a esta medicação por seu baixo custo e fácil adesão ao tratamento. O tratamento pode ser oferecido através de uma abordagem multimodal e multidisciplinar que individualize as opções terapêuticas dentro de um contexto que promova o diagnóstico acurado da FRC, além de um tratamento específico e adequado para cada paciente que apresente este sintoma tão importante e de grande impacto na qualidade de vida de pacientes com câncer.<hr/>Cancer-related fatigue is the most prevalent cancer symptom, reported in 50%-90% of patients and severely impacts quality of life and functional capacity. The condition remains underreported and often goes untreated. Guidelines suggest screening for fatigue at the initial visit, when the diagnosis of advanced disease is made, and at each chemotherapy session, as well as the identification of treatable contributing factors such as anemia, hypothyroidism, depression and sleep disorders. Brief assessment tools such as the Brief Fatigue Inventory or the Visual Analog Scale may be appropriate in the initial scoring of fatigue severity, but the initial approach to treatment usually requires a more comprehensive assessment, education, and the determination of an individualized treatment plan. Patients with moderate or severe fatigue may benefit from both pharmacological and non-pharmacological interventions, whereas mild fatigue that does not interfere with quality of life can be treated with non-pharmacological measures alone. Non-pharmacological measures that have shown to be promising include cognitive-behavioral interventions such as energy conservation and activity management (ECAM), exercise and perhaps sleep therapy. Many other modalities may be beneficial and can be used on an individual basis, but there is insufficient evidence to promote any single treatment. Pharmacological therapies that have shown to be promising include the psycho-stimulants methylphenidate and dexmethylphenidate, modafinil (in severely fatigued patients only), and erythropoietin-stimulating agents in patients with chemotherapy-associated anemia and hemoglobin levels < 10 g/dL. Recently, our group reported impressive results with the use of the dry extract of Guarana (Paullinia cupana), with no significant side effects and at low cost, for the treatment of physical and mental cancer-related fatigue. <![CDATA[<b>Avanços no tratamento cirúrgico das metástases hepáticas colorretais</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200022&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O câncer colorretal é o terceiro tumor mais frequente no ocidente. Cerca de 50% dos pacientes desenvolvem metástases hepáticas na evolução da doença, as quais são responsáveis por, no mínimo, dois terços das mortes1-6. O avanço nas técnicas cirúrgicas e a melhora dos esquemas quimioterápicos têm permitido oferecer tratamento com intuito curativo a um número cada vez maior de pacientes. Neste artigo, fazemos uma revisão dos avanços recentes do tratamento das metástases hepáticas, incluindo estratégias para aumentar as ressecções (por exemplo: embolização da veia porta, ablação por radiofrequência, hepatectomia em dois tempos, quimioterapia de conversão e estratégia inversa de tratamento) e hepatectomias na presença de doença extra-hepática. Por fim, mostramos brevemente o resultado do tratamento cirúrgico de metástases hepáticas no Hospital A.C. Camargo.<hr/>Colorectal cancer is the 3rd most common malignant neoplasm in the West. About 50% of patients develop liver metastases throughout the course of the disease. Those are responsible for at least two-thirds of deaths. Advances in surgical techniques and improvement in chemotherapy regimens have allowed offering treatment with curative intent to an increasing number of patients. This article reviews recent advances in the treatment of liver metastases, including strategies to increase resection (e.g., portal vein embolization, radiofrequency ablation, two-stage hepatectomy, conversion therapy and reverse treatment strategy) and hepatectomy in the presence of extrahepatic disease. Finally, the results of surgical treatment of liver metastases at the Hospital A.C. Camargo are briefly shown. <![CDATA[<b>Aspectos históricos da endocardite infecciosa</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200023&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A endocardite infecciosa era fatal até há três gerações. A evolução temporal do conhecimento da doença possibilitou avanços nas técnicas diagnósticas, especialmente na ecocardiografia, a possibilidade de se realizar a cirurgia cardíaca, mesmo com o processo infeccioso em atividade, e novas recomendações de profilaxia por antibióticos antes dos procedimentos de intervenção. Hoje a endocardite infecciosa é curável. Nesta revisão são abordados os aspectos históricos da endocardite, desde as observações de Osler, no século XIX, até a transformação de doença "clinicamente possível" em "clinicamente definida".<hr/>Infective endocarditis was a fatal disease three generations ago. Temporal evolution of knowledge made possible important advances in diagnostic techniques, especially in echocardiography, the possibility of cardiac surgery during the active infectious process and new guidelines for antibiotic prophylaxis before interventional procedures. Nowadays, infective endocarditis is curable. In this review, we describe historical aspects of endocarditis, from Osler´s observations in the 19th century to the change from a "clinically possible" to a "clinically defined" disease. <![CDATA[<b>Células glandulares atípicas e câncer de colo uterino</b>: <b>revisão sistemática</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200024&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Atipias de células glandulares em esfregaços cervicovaginais é um achado citológico na rotina de rastreamento do câncer cervical, que aumentou nas últimas décadas. Sua constatação é importante clinicamente, pois é alta a percentagem de casos associados com doença cervical e endometrial de alto grau e câncer. Este trabalho avaliou, por meio de uma revisão sistemática, estudos que investigaram o perfil das lesões de colo uterino em avaliações histológicas de seguimento de pacientes já diagnosticadas com células glandulares atípicas. Foram excluídos os estudos cuja investigação diagnóstica não incluísse o diagnóstico histopatológico. Realizou-se uma busca abrangente de publicações no período de 1966 a 2009, nas bases do LILACS, SciELO, PubMed/Medline e Old Medline. Os artigos omitidos na busca eletrônica também foram incluídos. Estavam de acordo com os critérios de inclusão 19 artigos, que foram selecionados. Este estudo tem como objetivo avaliar se a atipia celular glandular observada inicialmente na citologia relacionava-se histologicamente com a presença de lesões benignas, pré-neoplásicas ou neoplásicas. Dos 19 estudos selecionados, 11 mostraram maior correlação entre atipia glandular com patologias benignas e seis com lesões escamosas pré-malignas.<hr/>Atypical glandular cells are a common finding in cervical cytology in cervical cancer screening and its occurrence has increased in the last decades. The identification of these cells is clinically very important due to its association with cervical and endometrial dysplasic lesions and cancer. Using a systematic approach, this article reviewed studies investigating cervical lesions that are characteristic in patients previously diagnosed as having atypical glandular cells. Studies in which diagnostic investigation did not include histopathological diagnosis were excluded. A comprehensive search for available material in LILACS, SciELO, PubMed/ Medline and Old Medline databases, dated between 1966 and 2009 was performed. Articles omitted by the electronic database search were also included. Nineteen articles met the inclusion criteria and were selected. This report aims at evaluating whether atypical glandular cells, initially found in cervical cytology and subsequently identified at the histological analysis, are related to the presence of benign, pre-malignant and malignant lesions. Eleven out of 19 selected articles showed the highest correlation between atypical glandular cells with benign diseases and six with squamous pre-malignant lesions. <![CDATA[<b>Acreditação ou acreditações?</b> <b>Um estudo comparativo entre a acreditação na França, no Reino Unido e na Catalunha</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200025&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo analisa a dinâmica da acreditação em três realidades distintas - França, Reino Unido e Catalunha (Espanha) - e apresenta as diferenças significativas nos processos de acreditação implementados. O estudo consistiu na revisão documental e bibliográfica dos sistemas de saúde e dos modelos de acreditação nesses três países, analisando a organização do sistema de saúde, o financiamento, os modos de regulação do sistema de saúde e o processo de acreditação. Na análise da acreditação, buscou-se identificar aspectos relativos à institucionalidade e normatização da ação, as diretrizes, estratégias e resultados alcançados. O estudo revelou que a acreditação adquire distintos significados em função das relações e das propostas de política nos países. A acreditação não pode ser compreendida apenas como uma ferramenta de qualidade que se oferece à adesão voluntária de hospitais. Ela só pode ser compreendida no contexto das propostas políticas que delimitam sua aplicação em sistemas de saúde concretos, bem como em função das características do arranjo dos serviços de saúde nesses sistemas.<hr/>This article analyzes the dynamics and changes in the accreditation process in three different places - France, UK and Cataluña (Spain) - based on documents about their health systems organizations, funding sources and regulations. The objective was to find out about the relevant aspects of the strategies of these countries' institutions that adapted accreditation to national circumstances in the healthcare policy arena. Although there are similarities in the basic approaches and standards used, there are different models of accreditation. Setting standards raises the question of who should define them and how they should be monitored; accreditation's methodology cannot be seen only as a voluntary process for assessing quality in healthcare or perceived as tool for certification and regulation. Interests in accreditation can be driven by a number of different forces, which depend upon the model adopted. Therefore, it can only be understood in the policy arena of each country. <![CDATA[<b>Errata</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302011000200026&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo analisa a dinâmica da acreditação em três realidades distintas - França, Reino Unido e Catalunha (Espanha) - e apresenta as diferenças significativas nos processos de acreditação implementados. O estudo consistiu na revisão documental e bibliográfica dos sistemas de saúde e dos modelos de acreditação nesses três países, analisando a organização do sistema de saúde, o financiamento, os modos de regulação do sistema de saúde e o processo de acreditação. Na análise da acreditação, buscou-se identificar aspectos relativos à institucionalidade e normatização da ação, as diretrizes, estratégias e resultados alcançados. O estudo revelou que a acreditação adquire distintos significados em função das relações e das propostas de política nos países. A acreditação não pode ser compreendida apenas como uma ferramenta de qualidade que se oferece à adesão voluntária de hospitais. Ela só pode ser compreendida no contexto das propostas políticas que delimitam sua aplicação em sistemas de saúde concretos, bem como em função das características do arranjo dos serviços de saúde nesses sistemas.<hr/>This article analyzes the dynamics and changes in the accreditation process in three different places - France, UK and Cataluña (Spain) - based on documents about their health systems organizations, funding sources and regulations. The objective was to find out about the relevant aspects of the strategies of these countries' institutions that adapted accreditation to national circumstances in the healthcare policy arena. Although there are similarities in the basic approaches and standards used, there are different models of accreditation. Setting standards raises the question of who should define them and how they should be monitored; accreditation's methodology cannot be seen only as a voluntary process for assessing quality in healthcare or perceived as tool for certification and regulation. Interests in accreditation can be driven by a number of different forces, which depend upon the model adopted. Therefore, it can only be understood in the policy arena of each country.