Scielo RSS <![CDATA[Pró-Fono Revista de Atualização Científica]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0104-568720070004&lang=pt vol. 19 num. 4 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <link>http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-56872007000400001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt</link> <description/> </item> <item> <title/> <link>http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-56872007000400002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt</link> <description/> </item> <item> <title/> <link>http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-56872007000400003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt</link> <description/> </item> <item> <title><![CDATA[<B>Características do sistema estomatognático de crianças respiradoras orais</B>: <B>enfoque antroposcópico</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-56872007000400004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt TEMA: a utilização da antroposcopia na avaliação das características posturais e morfológicas do sistema estomatognático de crianças respiradoras orais. OBJETIVO: descrever as características posturais e morfológicas do sistema estomatognático de crianças respiradoras orais, segundo a idade. MÉTODO: Participaram 100 crianças, de ambos os sexos, com idades entre 7 anos e 11 anos e 11 meses, leucodermas, em dentição mista e com diagnóstico de respiração oral. As características posturais e morfológicas do sistema estomatognático pesquisadas foram posição habitual de lábios e de língua, possibilidade de vedamento labial, hiperfunção do músculo mentual durante a oclusão labial, mordida e morfologia do lábio inferior, das bochechas e do palato duro, por meio da antroposcopia. RESULTADOS: no que se refere à caracterização da população do estudo segundo o diagnóstico otorrinolaringológico principal, tem-se que foi mais freqüente o aumento de tonsila faríngea e de tonsilas palatinas. Não foi encontrada diferença estatisticamente significativa entre as porcentagens de cada diagnóstico otorrinolaringológico, de acordo com a idade. Os resultados relativos às características do sistema estomatognático indicaram que os aspectos mais comuns na amostra foram posição habitual de lábios entreaberta, posição habitual de língua no assoalho oral, possibilidade de vedamento labial, hiperfunção do músculo mentual durante a oclusão dos lábios, mordida alterada, lábio inferior com eversão, simetria de bochechas e palato duro alterado, sendo que todas as características estudadas apresentaram a mesma freqüência com o avançar da idade, não havendo diferença estatisticamente significativa de acordo com essa variável. CONCLUSÃO: as crianças respiradoras orais apresentaram adaptações patológicas das características posturais e morfológicas do sistema estomatognático, sugerindo a importância do diagnóstico precoce como forma de evitar alterações orofaciais.<hr/>BACKGROUND: the use of anthroposcopy in the assessment of posture and morphology of the stomatognathic system of mouth breathing children. AIM: to describe the postural and morphologic characteristics of the stomatognathic system of mouth breathing children, according to age. METHOD: participants were 100 children, of both genders, with ages ranging from 7 to 11 years and 11 months, leukoderms, in mixed dentition and with the diagnosis of mouth breathing. The investigated postural and morphologic characteristics of the stomatognathic system were labial and lingual resting position, possibility of labial occlusion, hyperfunction of the mentalis muscle during labial occlusion, bite and morphology of the lower lip, cheeks and hard palate, using the anthroposcopy methodology. RESULTS: the results referring to the characterization of the studied population, according to the most frequent otorhinolaryngologic diagnosis, was of enlarged pharyngeal and palatine tonsils. A statistically significant difference was found between the percentages of each otorhinolaryngologic diagnosis, according to age. The results of the characteristics of the stomatognathic system indicated that the most common aspects in the studied sample were: half-open lips when in the resting position, tongue lowered on the mouth's floor in the resting position, possibility of labial occlusion, hyperfunction of the mentalis muscle during labial occlusion, alterations of bite, labioverted, symmetry of the cheeks and alteration of the hard palate. All of the studied characteristics presented the same frequency with the increase in age, with no statistically significant difference. CONCLUSION: mouth breathing children presented pathologic adaptations in the postural and morphological characteristics of the stomatognathic system. This suggests the importance of early diagnosis in order to avoid orofacial alterations. <![CDATA[<B>Potenciais evocados auditivos de longa latência em adultos com HIV/Aids</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-56872007000400005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt TEMA: potenciais evocados auditivos de longa latência. OBJETIVO: caracterizar os potenciais evocados auditivos de longa latência (Peall) de indivíduos com HIV/Aids comparando com os obtidos no grupo controle. MÉTODO: a casuística foi composta por 21 indivíduos com HIV/Aids pertencentes ao grupo pesquisa (14 do gênero masculino e sete do gênero feminino) com idade entre 31 e 48 anos e 21 indivíduos saudáveis pertencentes ao grupo controle (cinco do gênero masculino e 16 do gênero feminino) com idade entre 19 e 36 anos. Foram analisados os valores de latência e amplitude da onda P300, latência das ondas N1 e P2 e amplitude N1-P2. Os eletrodos foram colocados nas posições A1, A2, Cz e Fpz. RESULTADOS: no P300 observou-se que o grupo com HIV/Aids apresentou maiores valores de latência (p-valor = 0,010) e menores de amplitude (p-valor = 0,021) quando comparados com o grupo controle. Na análise do complexo N1-P2, ao comparar os grupos, verificou-se que o grupo pesquisa apresentou maiores valores de latência tanto para a onda N1 (p-valor = 0,035) como para a onda P2, porém esta última sem diferença estatisticamente significante. Com relação à análise da amplitude N1-P2, verificou-se que o grupo controle apresentou maiores valores, sendo esta diferença estatisticamente significante quando comparada ao grupo pesquisa. CONCLUSÃO: os achados do presente estudo mostraram que indivíduos com HIV/Aids apresentam alterações nos Peall, sugerindo comprometimento nas áreas corticais do sistema auditivo e mostrando a importância destes testes na avaliação audiológica de indivíduos com HIV/Aids.<hr/>BACKGROUND: Long Latency Auditory Evoked Potentials. AIM: to characterize the Long Latency Auditory Evoked Potentials (LLAEP) in individuals with HIV/AIDS in comparison to a control group. METHOD: the research sample was composed by 21 individuals with HIV/AIDS - research group (14 male and 7 female), with ages ranging from 31 to 48 years, and 21 healthy individuals - control group (5 male and 16 female), with ages ranging from 19 to 36 years. The latency and amplitude values of the P300 wave were analyzed; latency of N1 and P2 waves, and amplitude N1-P2. The electrodes were placed on the following positions: A1, A2, Cz and Fpz. RESULTS: the T-student test was used to analyze the results and the adopted significance level was of 5%. In the analyzes of P300 it was observed that the group with HIV/AIDS presented greater latency values (p-value = 0,010) and lower amplitude values (p-value = 0,021) when compared to the control group. The analysis of the N1-P2 complex revealed that the research group presented higher latency values for both, N1 wave (p-value = 0,035) and P2 wave, however for this last one, there was no significant statistical difference when compared to the control group. Concerning the amplitude analysis of the N1-P2 complex, it was verified that the control group presented significantly higher values when compared to the research group. CONCLUSION: the findings of this study indicates that individuals with HIV/AIDS present alterations in the Long Latency Auditory Evoked Potentials (higher latencies and lower amplitudes of N1, P2 and P300 waves), suggesting a disorder in the cortical regions of the auditory pathway, and therefore stressing the importance of such tests in the evaluation of these individuals. <![CDATA[<B>Leucomalácia periventricular e diplegia espástica</B>: <B>implicações nas habilidades psicolingüísticas</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-56872007000400006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt TEMA: a paralisia cerebral espástica do tipo diplégica (PC-D) é freqüentemente relacionada à Leucomalácia Periventricular (LPV), a qual geralmente afeta fibras motoras descendentes do córtex de associação e fibras de associação das funções visuais, auditivas e somestésicas. OBJETIVO: verificar o desempenho de crianças com PC-D quanto às habilidades psicolingüísticas. MÉTODO: participaram deste estudo oito indivíduos de ambos os sexos e idade cronológica variando de quatro a seis anos, diagnosticados como PC-D, confirmadas na ressonância magnética a lesão tipo LPV. Foram avaliados por meio do Teste de Illinois de Habilidades Psicolinguísticas (TIHP), Teste de Vocabulário por Imagens Peabody (TVIP), considerando o desempenho cognitivo, o grau de distúrbio motor e o desempenho nos subtestes auditivos e visuais do TIHP. RESULTADOS: os resultados apontaram correlação significante entre desempenho cognitivo e TVIP e a mesma correlação foi confirmada entre o desempenho do TVIP e o subteste de recepção auditiva do TIHP, considerando a idade psicolingüística. Na comparação entre as habilidades auditivas e visuais, os participantes tiveram melhor desempenho nas atividades que envolviam habilidades visuais, confirmando a correlação significante no subteste de associação. Houve correlação estatisticamente significante entre o grau de distúrbio motor e o desempenho psicolingüístico, confirmando a influência do distúrbio motor nestas atividades. CONCLUSÃO: as crianças com PC-D e sinais sugestivos de LPV apresentaram prejuízo nas habilidades psicolingüísticas, justificando a necessidade de estudos adicionais nesta área com o intuito de conhecer melhor o desenvolvimento destas habilidades.<hr/>BACKGROUND: spastic diplegic cerebral palsy (D-CP) is frequently related to periventricular leukomalacia (PVL), which usually affects the descending motor fibers of the association cortex and association fibers of the visual, auditory and somesthesic functions. AIM: to verify the performance of children with D-CP regarding their psycholinguistic skills. METHOD: participants were eight individuals of both genders and with chronological ages varying from four to six years, diagnosed with D-CP, having PVL confirmed through magnetic resonance. These children were evaluated through the Illinois Test of Psycholinguistic Abilities (ITPA) and the Peabody Picture Vocabulary Test (PPVT), considering the cognitive performance, the level of motor impairment and the performance in the auditory and visual subtests of the ITPA. RESULTS: the results pointed to a significant correlation between the cognitive performance and the PPVT. The same correlation was confirmed between the PPVT and the subtest of auditory reception of the ITPA, when considering the psycholinguistic age. In the comparison between the auditory and visual abilities, the participants demonstrated a better performance in the activities that involved visual abilities, indicating a significant correlation in the association subtest. There was a statistically significant correlation between the level of motor impairment and the psycholinguistic performance, confirming the influence of the motor impairment in these activities. CONCLUSION: the children with D-CP and with suggestive signs of PVL presented deficits in the psycholinguistics abilities, justifying the need of additional studies in this area in order to investigate the development of these abilities. <![CDATA[<B>Memória de curto-prazo visual em crianças com distúrbio específico de linguagem</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-56872007000400007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt TEMA: relação entre o Distúrbio Específico de Linguagem (DEL) e a memória de curto-prazo visual. OBJETIVO: comparar o desempenho de crianças com DEL e de crianças em desenvolvimento normal de linguagem em tarefas envolvendo a memória de curto-prazo visual. MÉTODO: foram avaliadas 20 crianças com DEL (faixa etária de 3:0 a 5:11), e 29 crianças em desenvolvimento normal (faixa etária 2:0 a 4:11) por meio de tarefas de memória de curto-prazo visual envolvendo a identificação através de fotos e a evocação da localização de objetos previamente manipulados pelo examinador. Como o diagnóstico de DEL implica em idade lingüística pelo menos um ano inferior ao esperado para a idade cronológica, o grupo controle foi constituído por crianças em desenvolvimento normal de linguagem também mais novas. RESULTADOS: as crianças com DEL apresentaram desempenho inferior quando comparadas a seus pares de mesma idade, semelhante ao de crianças mais novas ou ainda inferior ao do grupo mais jovem. Conclusão: as crianças com DEL apresentaram déficits em tarefas envolvendo memória de curto-prazo visual, os quais devem ser discutidos tanto para a compreensão da natureza do quadro, como para os processos de intervenção fonoaudiológica.<hr/>BACKGROUND: relationship between Specific Language Impairment (SLI) and visual short-term memory. AIM: to compare the performance of children with SLI to a control group of children with normal language development in tasks involving visual short-term memory. METHOD: subjects were 20 SLI children (ages 3;0 to 5;11), and 29 children with normal language development (ages 2;0 to 4;11), assessed in tasks of visual short-term memory involving picture recognition and localization recall of objects previously manipulated by the examiner. As the diagnosis of SLI implies in the linguistic age being at least one year below the expected for the chronological age, the control group was also constituted by younger children with normal language development. RESULTS: SLI children presented an inferior performance when compared to their pairs of the same age, similar to the younger children or below the younger age group. CONCLUSION: SLI children presented deficits in tasks involving visual short-term memory, which must be discussed in order to understand the nature of the disorder and also in terms of speech-language intervention. <![CDATA[<B>Scan</B>: <B>perfil de desempenho em crianças de sete e oito anos</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-56872007000400008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt TEMA: avaliar o processamento auditivo é um procedimento muito útil para detectarmos alguma alteração no processo não apenas de recepção, mas também análise e organização da mensagem sonora, e também para trazer um norteador para o processo terapêutico fonoaudiológico que visa à maximização da efetividade da comunicação. OBJETIVO: caracterizar o padrão de normalidade da pontuação em teste de triagem de processamento auditivo, aplicado em quarenta crianças de sete e oito anos e comparar os achados do presente estudo com a literatura nacional. MÉTODO: foram avaliadas quarenta crianças portadoras de audição normal, sem indicativos de distúrbio do processamento auditivo e pertencentes à rede regular de ensino de Bauru-SP. RESULTADOS: a pontuação média obtida na idade de sete anos nos sub-testes fala filtrada, fala no ruído e palavras competitivas foi de 33,35; 32,5 e 71,8 respectivamente, e nas crianças de oito anos foi de 33,5; 34,5 e 79,9. CONCLUSÃO: as diferenças estatisticamente significantes encontradas entre os estudos analisados mostram a necessidade de um trabalho que avalie um maior número de crianças de regiões geográficas e sociais diferentes.<hr/>BACKGROUND: the assessment of the auditory processing is a useful procedure to detect deficits not only related to sound reception but also to the analysis and organization of sound information, which in turn leads to a therapeutic process that aims at the maximization of communication. AIM: to characterize normal score patterns in a auditory processing screening test, applied in 40 children with ages varying from seven to eight years and to compare the results of the present study to those in the national literature. METHOD: 40 normal hearing children, students of regular schools of Bauru-SP, who presented no signs of auditory processing disorder, were evaluated. RESULTS: the average scores obtained for children with seven years of age in the subtests of filtered speech, speech in noise and competing words were of 33.35, 32.5, and 71.8 respectively, and for children with eight years of age the scores were of 33.5, 34.5 and 79.9. CONCLUSION: the significant statistical differences found between the analyzed studies indicate the need of studies involving a larger number of children of different geographic and social areas. <![CDATA[<B>Desempenho em consciência fonológica, memória operacional, leitura e escrita na dislexia familial</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-56872007000400009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt TEMA: dislexia familial. OBJETIVO: caracterizar o desempenho em consciência fonológica, memória operacional, leitura e escrita do probando com dislexia e de seus familiares afetados. MÉTODO: participaram deste estudo 10 núcleos familiais de parentesco natural de indivíduos com queixa específica de problemas de leitura e compreensão. Foram selecionadas famílias de probandos naturais e residentes na região do oeste do estado de São Paulo. Os requisitos de inclusão dos probandos foram: ser falante nativo do Português Brasileiro, ter idade acima de oito anos, apresentar histórico familial positivo para os problemas de aprendizagem, ou seja, apresentar no mínimo um outro parente com dificuldade para aprender em três gerações. Os critérios de exclusão para o grupo de probandos foram: apresentar qualquer distúrbio neurológico-genético tais como distonia, doenças extras piramidais, deficiência mental, epilepsia, transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH); sintomas ou condições psiquiátricas; ou outras condições pertinentes que poderiam gerar erros no diagnóstico. Para o diagnóstico de dislexia do desenvolvimento foram coletados dados de antecedente familial na histórica clínica com os pais das crianças e adolescentes para realização do heredograma. Foram realizadas avaliações neurológica, fonoaudiológica, psicológica e de desempenho escolar nos probandos e em seus parentes. RESULTADOS: os resultados deste estudo sugeriram que os probandos e seus familiares com dislexia apresentaram desempenho inferior ao grupo controle quanto à nomeação rápida, leitura, escrita e consciência fonológica. CONCLUSÃO: alterações em consciência fonológica, memória de trabalho, leitura e escrita tem susceptibilidade genética que possivelmente em interação com o meio ambiente determinam o quadro de dislexia.<hr/>BACKGROUND: familial dyslexia. AIM: to characterize and compare the phonological awareness, working memory, reading and writing abilities of individuals whose family members are also affected. METHOD: in this study 10 familial nuclei of natural family relationship of individuals with dyslexia were analyzed. Families of natural individuals living in the west region of the state of São Paulo were selected. Inclusion criteria were: to be a native speaker of the Brazilian Portuguese language, to have 8 years of age or more, to present positive familial history for learning disabilities, that is, to present at least one relative with difficulties in learning. Exclusion criteria were: to present any neurological disorder genetically caused or not, in any of the family members, such as dystonia, extra pyramidal diseases, mental disorder, epilepsy, attention deficit and hyperactivity disorder (ADHA); psychiatric symptoms or conditions; or any other pertinent conditions that could cause errors in the diagnosis. As for the diagnosis of developmental dyslexia, information about the familial history of the adolescents and children was gathered with the parents, so that a detailed pedigree could be delineated. Neurological, psychological, speech-language, and school performance evaluations were made with the individuals and their families. RESULTS: the results of this study suggest that the dyslexic individuals and their respective relatives, also with dyslexia, presented lower performances than the control group in terms of rapid automatic naming, reading, writing and phonological awareness. CONCLUSION: deficits in phonological awareness, working memory, reading and writing seem to have genetic susceptibility that possibly determine, when in interaction with the environment, the manifestation of dyslexia. <![CDATA[<B>Análise vocal (auditiva e acústica) nas disartrias</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-56872007000400010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt TEMA: as disfonias neurológicas são comuns nas disartrias e desempenham um importante papel no diagnóstico diferencial. A análise acústica da voz é importante para o entendimento dos distúrbios motores presentes nas disartrias. OBJETIVO: descrever auditiva e acusticamente a voz nos diferentes tipos de disartria. MÉTODO: 42 pacientes disártricos, 21 do sexo masculino e 21 do sexo feminino foram submetidos à análise perceptual-auditiva e acústica. Todos os pacientes foram submetidos à gravação da voz, tendo sido avaliados, na análise auditiva, tipo de voz, ressonância (equilibrada, hipernasal ou laringo-faríngea), loudness (adequado, diminuído ou aumentado), pitch (adequado, grave, agudo) ataque vocal (isocrônico, brusco ou soproso), e estabilidade (estável ou instável). Para a análise acústica foram utilizados os programas GRAM 5.1.7 para a análise da qualidade vocal e comportamento dos harmônicos na espectrografia e o Programa Vox Metria, para a obtenção das medidas objetivas. RESULTADOS: na análise auditiva os dados indicam que a voz rouca e soprosa foi a qualidade vocal mais presente, ressonância laringo-faríngea e instabilidade na emissão. Na acústica: traçado espectrográfico instável, ausência dos harmônicos superiores e presença de ruído entre os harmônicos e tempos máximos de fonação diminuídos. As medidas de Jitter, Shimmer e Glottal to Noise Excitation Ratio foram alteradas em todas disartrias. CONCLUSÃO: a análise acústica, complementar à perceptual-auditiva, auxilia no diagnóstico clínico das disartrias.<hr/>BACKGROUND: neurological dysphonias are normally associated to dysarthrias and play an important role when determining the correct diagnosis. The acoustic analysis of the voice is important for understanding the speech motor disorders present in dysarthric patients. AIM: to describe the acoustic and auditory-perceptual characteristics of the voice of the different types of dysarthria. METHOD: 42 patients with well defined neurological diagnosis of dysarthria, 21 male and 21 female, were evaluated according to auditory-perceptual parameters and acoustic measures. All patients had their voices recorded. Auditory-perceptual voice analysis included: type of voice, resonance (balanced, hypernasal or laryngeal-pharyngeal), loudness (adequate, reduced, increased), pitch (adequate, low, high), and voice onset (isochronic, abrupt or breathy). For the acoustic analysis the following programs were used: GRAM 5.1.7. for the analysis of vocal quality and spectrographic tracing; and Vox Metria to obtain the objective measures. RESULTS: data obtained in the auditory-perceptual analysis indicate that the most present vocal quality was the harsh and breathy voice, laryngeal-pharyngeal resonance and instability on vocal onset. In the acoustic analysis the following was observed: instability in the spectrogram, absence of the upper sub harmonics, presence of noise between the harmonics and reduced maximum phonatory time. Jitter, Shimmer and Glottal to Noise Excitation Ratio were altered in all dysarthrias. CONCLUSION: the acoustic analysis, associated to the auditory- perceptual assessments, is of assistance in the clinical diagnosis of dysarthrias. <![CDATA[<B>A emergência da comunicação expressiva na criança com síndrome de Down</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-56872007000400011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt TEMA: a comunicação expressiva na criança com síndrome de Down (SD). OBJETIVO: este trabalho teve por objetivo o estudo qualitativo e quantitativo das diferentes formas de expressões comunicativas em crianças com SD; a emergência da sua expressão oral e sua relação com os gestos; a evolução dos gestos e a sua qualificação. Também se pesquisou a efetividade da terapia fonoaudiológica na criança com SD segundo o método dialético-didático, fundamentado no método clínico de Piaget. MÉTODO: participaram deste estudo oito crianças com SD (faixa etária entre trinta e três e cinqüenta e dois meses, no início da pesquisa), quatro constituindo o grupo pesquisa (GP) e quatro o grupo controle 1 (GC1); e quatro com desenvolvimento típico (DT) (faixa etárias entre quatorze e dezesseis meses, no início da pesquisa), ou grupo controle 2 (GC2). Todas apresentavam desenvolvimento cognitivo entre o final do período sensório-motor e início do pré-operatório, e foram avaliadas três vezes: inicial, após seis meses e após doze meses. As avaliações foram filmadas e transcritas. Os materiais utilizados foram brinquedos apropriados para a fase de desenvolvimento cognitivo apresentado pelas crianças. O processo terapêutico, apenas para o GP, constou de quarenta sessões terapêuticas, com materiais semelhantes aos das avaliações. RESULTADOS: verificou-se que GP teve melhor evolução que GC1. Os sujeitos que melhor conseguiram se expressar foram os que apresentaram melhor evolução no desenvolvimento cognitivo. CONCLUSÃO: foi possível confirmar a eficácia do método dialético-didático como processo terapêutico, demonstrada na evolução do desenvolvimento da linguagem do GP em relação ao GC1.<hr/>BACKGROUND: expressive communication in the child with Down syndrome (DS). AIM: this study had as a purpose the qualitative and quantitative analyses of the different forms of communication in children with DS; the emergence of oral expression and its relationship with the use of gestures; the development of gestures and their qualification; the effectiveness of the dialectic-didactic method, based on the clinical method proposed by Piaget, as a form of speech-language intervention. METHOD: participants of this study were eight children with DS (ages between 33 and 52 months at the beginning of the research) - four composing the research group (RG) and four composing the control group one (CG1); and four children with normal development ND (ages between 14 and 16 months at the beginning of the research) - control group number two (CG2). All children presented cognitive development classified between the final sensory motor stage and the beginning of the pre-operational stage, and were assessed three times during a period of 12 months: initial, after six months and after twelve months. All assessments were recorded and transcribed. Toys, appropriate to the cognitive stage of the children, were used as materials during the assessments. The therapeutic process, exclusively for the RG, consisted of 40 therapy sessions, using similar materials to those used at during the assessments. RESULTS: children in the RG developed better than children in CG1. Children who expressed themselves better were those who presented a better cognitive development. CONCLUSION: it was possible to confirm the effectiveness of the dialectic-didactic method as a therapy method, shown through the language development of the RG when compared to GC1. <![CDATA[<B>Processamento auditivo em criança com doença cerebrovascular</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-56872007000400012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt TEMA: na infância a doença cerebrovascular (DCV) constitui condição rara em que a evolução a curto, médio e longo prazo tem merecido esclarecimentos. Neste sentido, a aplicação de técnicas comportamentais pode possibilitar melhor caracterização clínica, visando o planejamento e controle terapêutico eficientes. OBJETIVO: descrever em uma criança com DCV as manifestações audiológicas em dois momentos distintos da evolução clínica. MÉTODO: a criança, com diagnóstico comprovado de episódio único e unilateral de DCV, apresentando habilidades de linguagem e cognição satisfatórias, foi submetida a conjunto de testes convencionais e de processamento auditivo, incluindo a avaliação simplificada e as categorias de testes monóticos, dicóticos e de processamento temporal. Os dados obtidos foram pareados com criança normal destra, de mesmo sexo, idade e nível sócio-cultural. RESULTADOS: foi constatado comprometimento nas habilidades de memória auditiva e atenção seletiva em tarefas de integração e separação binaural para estímulos verbais e não-verbais. CONCLUSÃO: a evolução, embora favorável, se mostrou abaixo do esperado para a idade, quando comparado com seu par. A avaliação prospectiva da criança acometida por DCV possibilitou caracterizar o comportamento auditivo, definir seus parâmetros e a evolução do quadro audiológico.<hr/>BACKGROUND: cerebrovascular disease (CVD) during childhood is a rare condition; its short, medium and long-term characteristics deserve further investigation. The application of behavioral techniques may improve clinical characterization, thus rendering more efficient therapeutic planning and control. AIM: to describe the audiological manifestations in a child with CVD in two distinct moments of clinical follow-up. METHOD: the child, with a confirmed diagnosis of a single and unilateral episode of CVD, presenting satisfactory cognition and language skills, was submitted to a battery of conventional and auditory processing tests, which included a simplified evaluation as well as monotic, dichotic, and temporal processing tests. The obtained data was paired with those of a normal right-handed child, of the same gender, age and socio-cultural level. RESULTS: results indicate impairments in auditory memory as well as in selective attention during binaural separation and integration tasks for verbal and non-verbal stimuli. CONCLUSION: clinical development, although favorable, was below the average expected for the same age when compared to the control. The prospective evaluation of a child with DCV permitted the characterization of the auditory behavior, the definition of its parameters as well as the development of the audiological characteristics. <![CDATA[<B>Potenciais evocados auditivos pré e pós-tratamento em indivíduos gagos</B>: <B>estudo piloto</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-56872007000400013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt TEMA: os potenciais auditivos evocados têm sido utilizados como instrumento para determinar o diagnóstico de diversas desordens, assim como para avaliar os resultados de processos terapêuticos. OBJETIVO: investigar a relação entre a melhora da gagueira e a atividade cerebral. MÉTODO: foram investigados os potenciais auditivos evocados pré e pós-tratamento de três indivíduos do sexo masculino, todos com gagueira e idades entre 20 e 31 anos, verificando mudanças na amplitude do sinal e na latência entre ondas. RESULTADOS: os resultados indicam uma correlação positiva entre a redução da porcentagem de sílabas gaguejadas e a melhora na amplitude de onda para a orelha direita. CONCLUSÃO: indivíduos gagos podem exibir diferentes padrões de atividade inter-hemisférica em tarefa com o P300 após serem submetidos a um programa de promoção da fluência.<hr/>BACKGROUND: P300 event-related potential has been used as an instrument to establish the diagnosis of several disorders as well as to assess therapeutic outcomes. AIM: to investigate the relationship between stuttering amelioration and cerebral activity. METHOD: P300 event-related potentials were obtained in three adult males, all stutterers, aged 20 to 31 years, pre and post-treatment, verifying changes in wave amplitude and latency between waves. RESULTS: results indicate a significant positive correlation between the reduction in the percentage of stuttered syllables and the improvement in wave amplitude for the right ear. CONCLUSION: stutterers can exhibit different patterns of interhemispheric activity with a tonal P300 task after undergoing a fluency-enhancing program. <![CDATA[<B>Emerging issues on the education of SLPs around the globe - different models</B>: <B>Brazil</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-56872007000400014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt TEMA: os potenciais auditivos evocados têm sido utilizados como instrumento para determinar o diagnóstico de diversas desordens, assim como para avaliar os resultados de processos terapêuticos. OBJETIVO: investigar a relação entre a melhora da gagueira e a atividade cerebral. MÉTODO: foram investigados os potenciais auditivos evocados pré e pós-tratamento de três indivíduos do sexo masculino, todos com gagueira e idades entre 20 e 31 anos, verificando mudanças na amplitude do sinal e na latência entre ondas. RESULTADOS: os resultados indicam uma correlação positiva entre a redução da porcentagem de sílabas gaguejadas e a melhora na amplitude de onda para a orelha direita. CONCLUSÃO: indivíduos gagos podem exibir diferentes padrões de atividade inter-hemisférica em tarefa com o P300 após serem submetidos a um programa de promoção da fluência.<hr/>BACKGROUND: P300 event-related potential has been used as an instrument to establish the diagnosis of several disorders as well as to assess therapeutic outcomes. AIM: to investigate the relationship between stuttering amelioration and cerebral activity. METHOD: P300 event-related potentials were obtained in three adult males, all stutterers, aged 20 to 31 years, pre and post-treatment, verifying changes in wave amplitude and latency between waves. RESULTS: results indicate a significant positive correlation between the reduction in the percentage of stuttered syllables and the improvement in wave amplitude for the right ear. CONCLUSION: stutterers can exhibit different patterns of interhemispheric activity with a tonal P300 task after undergoing a fluency-enhancing program. <![CDATA[<B>Oral language of children with five years of experience using cochlear implant</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-56872007000400015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt TEMA: os potenciais auditivos evocados têm sido utilizados como instrumento para determinar o diagnóstico de diversas desordens, assim como para avaliar os resultados de processos terapêuticos. OBJETIVO: investigar a relação entre a melhora da gagueira e a atividade cerebral. MÉTODO: foram investigados os potenciais auditivos evocados pré e pós-tratamento de três indivíduos do sexo masculino, todos com gagueira e idades entre 20 e 31 anos, verificando mudanças na amplitude do sinal e na latência entre ondas. RESULTADOS: os resultados indicam uma correlação positiva entre a redução da porcentagem de sílabas gaguejadas e a melhora na amplitude de onda para a orelha direita. CONCLUSÃO: indivíduos gagos podem exibir diferentes padrões de atividade inter-hemisférica em tarefa com o P300 após serem submetidos a um programa de promoção da fluência.<hr/>BACKGROUND: P300 event-related potential has been used as an instrument to establish the diagnosis of several disorders as well as to assess therapeutic outcomes. AIM: to investigate the relationship between stuttering amelioration and cerebral activity. METHOD: P300 event-related potentials were obtained in three adult males, all stutterers, aged 20 to 31 years, pre and post-treatment, verifying changes in wave amplitude and latency between waves. RESULTS: results indicate a significant positive correlation between the reduction in the percentage of stuttered syllables and the improvement in wave amplitude for the right ear. CONCLUSION: stutterers can exhibit different patterns of interhemispheric activity with a tonal P300 task after undergoing a fluency-enhancing program.