Scielo RSS <![CDATA[História, Ciências, Saúde-Manguinhos]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0104-597020170002&lang=pt vol. 24 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[CARTA DOS EDITORES]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200287&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[The cholera epidemic as condenser of meanings: urban cultures, clinical narratives, and hygiene policies in Rosario, Argentina, 1886-1887]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200295&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumen Este trabajo se propone investigar cómo la epidemia de cólera de 1886-1887 en Rosario, Argentina, puso en marcha una discriminación de espacios dentro de la ciudad, asociados a los focos, la producción de ciertas imágenes socio-morales sobre los sectores más afectados y la formación de prácticas de una clínica de emergencia. A partir de un análisis de los significantes utilizados para definir las áreas de segregación, se busca identificar el habitar popular como uno de los problemas más acuciantes del despliegue urbano, las tensiones entre la aplicación de medidas higiénicas y el desalojo o desposesión de los sectores populares y los desplazamientos en la definición de los espacios periféricos.<hr/>Abstract This article investigates how the 1886-1887 cholera epidemic in Rosario, Argentina led to discrimination among city spaces associated with foci, the production of certain socio-moral images about the sectors most affected, and the development of emergency clinical practices. Based on analysis of the signifiers used to define areas of segregation, I seek to show how working-class living conditions were one of the most pressing problems of urban expansion, to identify tensions between the application of hygiene measures and the evacuation or eviction of working-class sectors and to examine the role of displacement in the definition of suburban spaces. <![CDATA[“Guerra aos envenenadores do povo!” Os inícios da regulação de alimentos em São Paulo e no Rio de Janeiro, 1889-1930]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200313&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Para o Brasil urbano, a Primeira Guerra Mundial foi o disparador de uma dramática crise alimentar que trouxe consigo um aumento massivo de falsificações, gerando enorme celeuma em meio ao grande público. No alvo das críticas estavam as autoridades sanitárias, evidentemente incapazes de reprimir a fraude. O texto abrange o período da Primeira República e demostra que desde a sua proclamação a questão da regulação do comércio alimentar fazia parte das políticas sanitárias, mas que sua institucionalização foi seguidas vezes postergada em razão da existência de outras prioridades. Isso mudou apenas com as reformas sanitárias dos anos 1920, o que permite identificar a crise alimentar da Primeira Guerra Mundial como ponto decisivo para a responsabilização do Estado brasileiro nesse âmbito.<hr/>Abstract For urban Brazil, the First World War triggered a dramatic food crisis that brought with it a massive increase in falsified goods and led to an uproar among the general public. Critics targeted the health authorities, who were evidently unable to suppress these frauds. This text spans the First Republic period and shows that since its proclamation the issue of regulating the food trade was part of health policies, but implementation was repeatedly delayed because of other priorities. This situation only changed with the health reforms of the early 1920s, which allows us to identify the First World War food crisis as a decisive point for the Brazilian state to take responsibility in this area. <![CDATA[Ideologia, ciência e povo em Amílcar Cabral]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200333&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O artigo contribui para o debate em torno do modo de historiadores e cientistas sociais entenderem as relações entre ideologia e ciência, frequentemente consideradas domínios de reinos rivais. Após, num primeiro momento, analisar e posicionar-se criticamente diante dos estudos cabralianos, o artigo focará o modo como os estudiosos de Cabral configuraram sua atividade agronómica. E, finalmente, submeterá o conceito cabraliano de “povo” a uma análise genealógica, propondo que a emergência de tal conceito no discurso de Amílcar Cabral deve ser entendida como resultado da interseção entre o desenvolvimento do pensamento nacionalista anticolonial no antigo Império português e o desenvolvimento dos estudos agrários no Portugal metropolitano.<hr/>Abstract The present article contributes to the debate on how historians and social scientists perceive and understand relations between ideology and science, which are often seen as realms belonging to rival kingdoms. Following an analysis and critical positioning vis-à-vis Cabralian studies, the text examines how scholars of Cabral have portrayed his agronomic activities. It then undertakes a genealogical analysis of the Cabralian concept of people and suggests that the emergence of this concept in Cabral’s discourse derives from the intersection of the development of anti-colonial nationalist thought in the former Portuguese Empire and the development of agrarian studies in metropolitan Portugal. <![CDATA[Documentários médico-científicos coloniais e a legitimação de um estado ideal na Espanha pós-guerra]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200349&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract This paper explores the role of film and medical-health practices and discourses in the building and legitimating strategies of Franco’s fascist regime in Spain. The analysis of five medical-colonial documentary films produced during the 1940s explores the relationship between mass media communication practices and techno-scientific knowledge production, circulation and management processes. These films portray a non-problematic colonial space where social order is articulated through scientific-medical practices and discourses that match the regime’s need to consolidate and legitimize itself while asserting the inclusion-exclusion dynamics involved in the definition of social prototypes through processes of medicalization.<hr/>Resumo O artigo explora o papel de práticas e discursos em saúde e cinema na construção e legitimação das estratégias do regime fascista de Franco na Espanha. A análise de cinco documentários médicos coloniais produzidos na década de 1940 explora a relação entre as práticas de comunicação de massa e os processos de produção, circulação e administração do conhecimento técnico-científico. Tais filmes retratam um espaço colonial não problemático onde a ordem social é articulada por meio de práticas e discursos médico-científicos que atendem à necessidade de consolidar e legitimar o regime, validando a dinâmica de inclusão-exclusão envolvida na representação de protótipos sociais por meio de processos de medicalização. <![CDATA[Internato rural na Amazônia: aspectos históricos, contexto atual e principais desafios]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200371&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O artigo faz uma análise histórica de experiências de internato rural na Amazônia, a partir de dados levantados em pesquisa empírica sobre a contribuição dessas experiências para a formação médica na região Norte. Embora influenciadas pelas mesmas ações, as escolas atuais têm desenhos diferentes, revelando cenários heterogêneos dos estágios em municípios e áreas rurais da região amazônica. O internato rural, no entanto, tem proporcionado aos estudantes oportunidades singulares, como atendimento clínico, ações educativas e de saúde, vivências do cotidiano local. São experiências importantes para a formação médica, embora ainda existam desafios para sua consolidação, como logística, preceptoria e modelo pedagógico. <![CDATA[Da ética ambiental à bioética ambiental: antecedentes, trajetórias e perspectivas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200391&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A relação entre humano e ambiente torna-se problema ético no século XX, quando a aceleração do desenvolvimento econômico e científico acompanhou profundas alterações nos sistemas ecológicos globais. A ética ambiental reivindicou limites na relação dicotômica homem/natureza. Em 1970, Van Potter propôs a bioética como espaço interdisciplinar para o estudo da “sobrevivência humana”. Nos anos seguintes, a disciplina restringiu-se a conflitos clínicos e hospitalares, afastando-se das questões da ética ambiental. Este artigo analisa o conceito de “bioética ambiental” como perspectiva teórica que acompanha um processo de resgate histórico da abordagem de Van Potter da bioética, caracterizado pela perspectiva das dimensões interpessoais, socioeconômicas e políticas dos dilemas éticos ambientais.<hr/>Abstract The relationship between humans and the environment became an ethical problem in the twentieth century, when accelerated economic and scientific development was accompanied by profound alterations in global ecological systems. In response, environmental ethics called for limits in the dichotomous relationship between man and nature. In 1970, Van Potter proposed bioethics as the interdisciplinary study of “human survival.” Subsequently, the discipline focused on clinical and hospital conflicts. Environmental bioethics is analyzed in this article as a theoretical perspective that has historically drawn on Van Potter’s approach to bioethics, marked by the interpersonal, socioeconomic, and political dimensions of environmental ethical dilemmas. <![CDATA[Assistência médica da Alemanha Oriental à Nicarágua: a política de solidariedade entre a biomedicina e a atenção primária à saúde]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200411&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Between 1979 and 1989 the government of the German Democratic Republic provided health assistance to Sandinista Nicaragua. After initial relief aid, the Sandinista embrace of a primary health care-based health system made East German health support difficult. The non-convertible currency, the repressive quality of the East German leadership, and the lack of experience with primary health care processes all limited its potential to provide support. After 1985, when implementation of this system stalled, East German health assistance was revitalized with the donation of the Hospital Carlos Marx. Providing medical services to three hundred thousand people, it combined elements of a strictly East German institution, using German personnel and equipment, with some integration into local systems.<hr/>Resumo Entre 1979 e 1989, o governo da República Democrática Alemã (RDA) prestou assistência médica à Nicarágua sandinista. Após a ajuda emergencial inicial, os sandinistas adotaram um sistema de saúde baseado na atenção primária à saúde (APS), o que dificultou o apoio da RDA. A moeda não conversível, o caráter repressivo da liderança da RDA e a falta de experiência com os processos de APS limitaram o auxílio da RDA ao estabelecimento do novo sistema de saúde. Após 1985, com a paralisação do sistema, a assistência da RDA foi revitalizada com a doação do Hospital Carlos Marx. Prestando serviços a 300 mil pessoas, combinou pessoal e equipamento de uma instituição estritamente alemã-oriental com alguma integração com os sistemas locais. <![CDATA[A gripe espanhola em Sorocaba e o caso da fábrica Santa Rosália, 1918: contribuições da história local ao estudo das epidemias no Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200429&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Investigam-se as tensões surgidas durante a epidemia de gripe espanhola na cidade de Sorocaba, ocorrida entre os meses de outubro e dezembro de 1918. São utilizadas como fontes privilegiadas e inéditas as narrativas repercutidas pela imprensa local, tomando como estudo de caso a fábrica Santa Rosália, envolvida na recusa de seu proprietário em manter a interrupção dos trabalhos no auge da crise epidêmica, mesmo sob pedidos do poder municipal. Busca-se contribuir com os estudos sobre as epidemias nos municípios do interior do país, ressaltando as colaborações da história local às investigações sobre a história das doenças no Brasil.<hr/>Abstract An investigation is presented of the tensions that emerged during the Spanish flu epidemic in the city of Sorocaba, Brazil, between October and December 1918. It draws on previously unused primary sources, namely the narratives contained in the local press, taking the Santa Rosália factory as a case study, particularly its owner’s refusal to maintain the work stoppage at the height of the epidemic, even when requested to by the municipal authority. This research contributes to the study of epidemics in Brazil’s inland municipalities, emphasizing how local history can contribute to investigations of the history of disease in the country. <![CDATA[Agência material recíproca: uma ecologia para os estudos de ciência]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200447&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Há dicotomias consolidadas na historiografia das ciências que impedem um melhor desenvolvimento das pesquisas. As rupturas mental-material, sujeito-objeto e natureza-sociedade são os obstáculos. Há ainda o embaraço do conflito entre o relativismo e o realismo que acirra essas dicotomias e nelas se fundamenta. O objetivo deste artigo é enfrentar essas querelas e delas se desfazer, ultrapassando-as. A solução apresentada é a consideração do agenciamento das coisas materiais ao lado da ação dos sujeitos humanos. Um estorvo a essa proposta é a orientação de Latour que simula esse resultado por meio de uma retórica hilozoísta. Mostra-se aqui uma alternativa a Latour, desprovida de qualquer animismo, que evidencia a maneira concreta como a agência material dos objetos participa do fazer científico ao lado dos humanos.<hr/>Abstract In the historiography of the sciences there are consolidated dichotomies that can hinder better research. Fissures include mental-material, subject-object and nature-society, and the bitter conflict between relativism and realism that draws on these dichotomies and can block research. The aim of this article is to tackle these disputes, to unravel them and to move on. The proposed solution is to give consideration to the agency of material things alongside the actions of human subjects. One obstacle is presented by Latour who simulates this result by means of hylozoistic rhetoric. Here, an alternative to Latour is presented, containing no elements of animism, which gives evidence of the concrete way in which the material agency of objects participates in the doing of science, alongside humans. <![CDATA[História das ideias, história das ciências humanas e sociologia do conhecimento]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200465&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O artigo procura apurar a ascendência recíproca entre sociologia do conhecimento e história das ideias no domínio da história das ciências humanas. Acessoriamente, pretende deixar esboçado um programa de pesquisa preliminar para o domínio em questão que integre os contributos pertinentes das ciências sociais e da história, de modo a contribuir para o diálogo entre programas de pesquisa desenvolvidos de forma paralela, para o desenvolvimento articulado da história da ciência e da história das ciências humanas e para a prossecução de uma sociologia do conhecimento que atenta ao enquadramento político e económico das práticas epistémicas sobre as quais se debruça, sem reduzi-las a processos ou a discursos extrínsecos ou às intenções subjectivas dos agentes em causa.<hr/>Abstract This article seeks to determine the mutual influence between the sociology of knowledge and the history of ideas within the history of the social sciences. In addition, it intends to outline a preliminary research program for the area in question which integrates relevant contributions from the social sciences and history to contribute to the dialog between parallel research programs for connected development in the history of science and the history of the social sciences, as well as to pursue a sociology of knowledge which is attentive to the political and economic framework of epistemic practices on which it focuses, without reducing these practices to extrinsic discourses or to the subjective intentions of the causal agents. <![CDATA[A desflorestação no Mato Grosso no livro Viagem ao redor do Brasil 1875-1878, do médico João Severiano da Fonseca]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200483&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Tecem-se considerações sobre a produção científica gerada pela Comissão de Demarcação de Limites das Fronteiras do Império com a Bolívia no que diz respeito à devastação ambiental no Mato Grosso, relatadas em Viagem ao redor do Brasil 1875-1878 , de João Severiano da Fonseca, que constatou o desmatamento nas margens do rio Paraguai e cobrou medidas do governo mato-grossense. O autor vislumbrava o desenvolvimento do Mato Grosso pelo melhor aproveitamento dos recursos naturais, pela exportação de matérias-primas e pela promoção da industrialização da região. Como metodologia, estabeleceu-se uma interface entre história ambiental e história das ciências.<hr/>Abstract This presents reflections on scientific production issued by the Commission for the Demarcation of the Empire’s Border Limits with Bolivia, with a focus on the environmental destruction of Mato Grosso state, as reported in João Severiano da Fonseca’s book, Journey around Brazil 1875-1878. Fonseca reported severe deforestation on the banks of the river Paraguay and advocated for protectionist measures from the state government. He set out a vision for Mato Grosso’s development that involved better use of the state’s natural resources, raw materials exports, and regional industrialization support. The methodology created an interface between environmental history and history of the sciences. <![CDATA[Quando os paradigmas mudam na saúde pública: o que muda na história?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200499&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Trata-se de ensaio conceitual sobre a ideia de ruptura paradigmática e sua implicação na leitura histórica da saúde pública/coletiva, campo em que se confundem as dimensões política e científica. Um argumento inicial serve para esclarecer o caráter polissêmico e pré-conceitual de “paradigma”, atento às implicações conceituais, mas reafirmando sua utilidade semântica. Segue com a discussão de rupturas essenciais e cumulativas, aplicada ao confronto da ruptura epistêmica promovida pelos centros de saúde distritais e idealização do movimento de reforma sanitária. Conclui pela dificuldade do paradigma “saúde coletiva” em sustentar sua independência discursiva, de modo que a difusão planetária da matriz discursiva dos centros de saúde pela Fundação Rockefeller ainda se configura como a última ruptura paradigmática holística da saúde pública brasileira.<hr/>Abstract This conceptual essay investigates the idea of paradigmatic rupture and its implications in historical interpretations of public/collective health, where the dimensions of politics and science intermingle. The polysemic and pre-conceptual nature of “paradigm” is clarified, taking account of the conceptual implications, while reaffirming their semantic usefulness. Essential and cumulative ruptures are discussed and applied to the confrontation of the epistemic rupture brought about by district health centers and the goals of the public health reform movement. The difficulty of the collective health paradigm in maintaining its discursive independence is presented, such that the global spread of the discursive matrix of health centers by the Rockefeller Foundation still constitutes the most recent holistic paradigmatic rupture in Brazilian public health. <![CDATA[Evidências da circulação de conhecimento filosófico-natural sobre o Brasil em um manuscrito de 1763 de António Nunes Ribeiro Sanches]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200519&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O médico português António Nunes Ribeiro Sanches foi autor de vários trabalhos sobre educação e ciência em Portugal e em seu Império. Muitos dos textos que escreveu circularam em sua extensa rede de contatos e foram importantes para a formação e consolidação de diversas políticas públicas, principalmente a partir do governo do marquês de Pombal. Neste artigo, exponho algumas das ideias de Ribeiro Sanches sobre o reconhecimento dos recursos naturais brasileiros e sua exploração para o comércio e a medicina em um manuscrito, até então inédito, escrito em 1763.<hr/>Abstract António Nunes Ribeiro Sanches was a Portuguese physician and the author of several works about education and science in Portugal and its Empire. Many of these texts circulated and were made public through letters written by him and sent to other intellectuals. This article sheds light on an unpublished manuscript written by Sanches in 1763, in which he argued for the recognition of Brazilian natural resources and their exploitation for trade and medicine. <![CDATA[Smallpox in Mexico: a history of continuities and ruptures in its control, prevention and eradication, 1870-1950]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200535&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O médico português António Nunes Ribeiro Sanches foi autor de vários trabalhos sobre educação e ciência em Portugal e em seu Império. Muitos dos textos que escreveu circularam em sua extensa rede de contatos e foram importantes para a formação e consolidação de diversas políticas públicas, principalmente a partir do governo do marquês de Pombal. Neste artigo, exponho algumas das ideias de Ribeiro Sanches sobre o reconhecimento dos recursos naturais brasileiros e sua exploração para o comércio e a medicina em um manuscrito, até então inédito, escrito em 1763.<hr/>Abstract António Nunes Ribeiro Sanches was a Portuguese physician and the author of several works about education and science in Portugal and its Empire. Many of these texts circulated and were made public through letters written by him and sent to other intellectuals. This article sheds light on an unpublished manuscript written by Sanches in 1763, in which he argued for the recognition of Brazilian natural resources and their exploitation for trade and medicine. <![CDATA[A globalização e as universidades latino-americanas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200538&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O médico português António Nunes Ribeiro Sanches foi autor de vários trabalhos sobre educação e ciência em Portugal e em seu Império. Muitos dos textos que escreveu circularam em sua extensa rede de contatos e foram importantes para a formação e consolidação de diversas políticas públicas, principalmente a partir do governo do marquês de Pombal. Neste artigo, exponho algumas das ideias de Ribeiro Sanches sobre o reconhecimento dos recursos naturais brasileiros e sua exploração para o comércio e a medicina em um manuscrito, até então inédito, escrito em 1763.<hr/>Abstract António Nunes Ribeiro Sanches was a Portuguese physician and the author of several works about education and science in Portugal and its Empire. Many of these texts circulated and were made public through letters written by him and sent to other intellectuals. This article sheds light on an unpublished manuscript written by Sanches in 1763, in which he argued for the recognition of Brazilian natural resources and their exploitation for trade and medicine. <![CDATA[O papel do Sesp nas políticas de saúde do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200541&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O médico português António Nunes Ribeiro Sanches foi autor de vários trabalhos sobre educação e ciência em Portugal e em seu Império. Muitos dos textos que escreveu circularam em sua extensa rede de contatos e foram importantes para a formação e consolidação de diversas políticas públicas, principalmente a partir do governo do marquês de Pombal. Neste artigo, exponho algumas das ideias de Ribeiro Sanches sobre o reconhecimento dos recursos naturais brasileiros e sua exploração para o comércio e a medicina em um manuscrito, até então inédito, escrito em 1763.<hr/>Abstract António Nunes Ribeiro Sanches was a Portuguese physician and the author of several works about education and science in Portugal and its Empire. Many of these texts circulated and were made public through letters written by him and sent to other intellectuals. This article sheds light on an unpublished manuscript written by Sanches in 1763, in which he argued for the recognition of Brazilian natural resources and their exploitation for trade and medicine. <![CDATA[A história das ciências e os saberes tradicionais]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200544&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O médico português António Nunes Ribeiro Sanches foi autor de vários trabalhos sobre educação e ciência em Portugal e em seu Império. Muitos dos textos que escreveu circularam em sua extensa rede de contatos e foram importantes para a formação e consolidação de diversas políticas públicas, principalmente a partir do governo do marquês de Pombal. Neste artigo, exponho algumas das ideias de Ribeiro Sanches sobre o reconhecimento dos recursos naturais brasileiros e sua exploração para o comércio e a medicina em um manuscrito, até então inédito, escrito em 1763.<hr/>Abstract António Nunes Ribeiro Sanches was a Portuguese physician and the author of several works about education and science in Portugal and its Empire. Many of these texts circulated and were made public through letters written by him and sent to other intellectuals. This article sheds light on an unpublished manuscript written by Sanches in 1763, in which he argued for the recognition of Brazilian natural resources and their exploitation for trade and medicine. <![CDATA[Seguindo as pegadas do caminho do ouro: um começo para as pesquisas sobre a experiência norte-americana na ilha de Santa Catarina]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702017000200547&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O médico português António Nunes Ribeiro Sanches foi autor de vários trabalhos sobre educação e ciência em Portugal e em seu Império. Muitos dos textos que escreveu circularam em sua extensa rede de contatos e foram importantes para a formação e consolidação de diversas políticas públicas, principalmente a partir do governo do marquês de Pombal. Neste artigo, exponho algumas das ideias de Ribeiro Sanches sobre o reconhecimento dos recursos naturais brasileiros e sua exploração para o comércio e a medicina em um manuscrito, até então inédito, escrito em 1763.<hr/>Abstract António Nunes Ribeiro Sanches was a Portuguese physician and the author of several works about education and science in Portugal and its Empire. Many of these texts circulated and were made public through letters written by him and sent to other intellectuals. This article sheds light on an unpublished manuscript written by Sanches in 1763, in which he argued for the recognition of Brazilian natural resources and their exploitation for trade and medicine.