Scielo RSS <![CDATA[Horizontes Antropológicos]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0104-718320130002&lang=pt vol. 19 num. 40 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Apresentação</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>O Brasil no horizonte dos megaeventos esportivos de 2014 e 2016</b>: <b>sua cara, seus sócios e seus negócios</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo tem como objeto os significados da realização, no Brasil, da Copa do Mundo de Futebol de 2014 e das Olimpíadas de 2016. Dada a extensão desses megaeventos, seus significados são diversificados e controversos. Como não é possível dar conta de todas as possibilidades analíticas que eles nos oferecem, foca-mos nosso olhar em dois aspectos principais. Um deles trata das representações de brasilidade atualizadas por ocasião dos cerimoniais oficiais, e o fato tomado como referência é o anúncio do Rio de Janeiro como sede das Olimpíadas de 2016. O outro aspecto é mais difuso e fragmentado, atinente às controvérsias em torno dos usos de recursos públicos empenhados pelo Estado na organização da Copa de 2014. Nesse caso nos valemos de fontes diversas, incluindo-se narrativas oficiais, relatórios de gastos, postagens jornalísticas, entre outras. Nosso objetivo não é promover uma síntese acerca do significado dos megaeventos para os brasileiros, mas mostrar como o país vive um momento singular, de enunciação, justificação e tensionamento da própria identidade nacional e do Estado.<hr/>This article analyzes the meanings for Brazil of hosting the World Soccer Cup of 2014 and the Olympic Games of 2016. Considering the dimensions of these two mega events, their meanings are diverse and controversial. Since it is not possible to come to terms with all the analytic possibilities they offer us, we have chosen to focus our gaze on two main aspects. One of them deals with the representations of "Brazilianess" which are updated brought up in official ceremonies and the announcement of Rio de Janeiro as the seat of the Olympic Games is taken as a reference of this process. The other aspect is more diffuse and fragmented and has to do with the controversies involving the use of public resources by the State for the organization of the World Cup of 2014. In this case we used different sources of information, including, among others, official narratives, accounts of expenses, and internet media postings. Our objective is not to provide a synthesis of the meanings of mega events for Brazilians but to show how the country experiences a singular moment of enunciation, justification and tension of its national identity and of the State. <![CDATA[<b>A disputa pelo legado em megaeventos esportivos no Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Desde que o Brasil foi escolhido sede da Copa do Mundo de Futebol de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016 o tema megaeventos esportivos é um dos principais temas em pauta no Brasil. Por causa dessas competições há um investimento pesado em várias áreas como transporte, infraestrutura e principalmente a construção de vários novos estádios no país inteiro. Essas obras são parte de um projeto maior que obedece a normas internacionais e interfere gravemente na vida dos cidadãos brasileiros. Por isso, há uma grande discussão sobre usos e abusos, significado internacional e tendências globais de megaeventos esportivos. Em geral, a discussão gira em torno daquilo que é chamado de "legado". O presente artigo propõe analisar com a ajuda dos conceitos "torneio de valor" e os "panoramas dos fluxos globalizados" de Appadurai a disputa por esse legado.<hr/>The issue sports mega-events is one of the most important in in Brazil since the country was elected to host the football world cup 2014 and the Summer Olimpics 2016. There is a heavy investment in several areas like transport, infrastructure and especially a number of new stadiums because of these tournaments. These constructions are part of a nationwide project which obeys international norms and interferes seriously in the daily life of the Brazilian citizens. That's the reason why there is happening a strong discussion about the utility, abuses, international meaning and global tendencies of sports mega-events. Normally this discussion is about that what is called "legacy". The present article proposes to analyze with the help of the concepts "tournament of value" and the "scapes of global fluxes" by Appadurai the dispute for this legacy. <![CDATA[<b>O "legado" dos megaeventos esportivos</b>: <b>a reatualização da remoção de favelas no Rio de Janeiro</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo busca apresentar parte das reflexões realizadas em minha tese de doutorado, em que analiso os significados da reatualização de práticas e discursos sobre a "remoção" de favelas atualmente no Rio de Janeiro. Neste trabalho discutirei uma das dimensões constituintes do que chamo de "repertório da remoção": o "legado" que deixará a realização dos megaeventos esportivos que a cidade sediará (Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016). As intervenções urbanísticas em curso vêm implicando alterações significativas nos fluxos e usos do espaço da cidade, provocando, inclusive, o deslocamento de moradores de algumas favelas. Esse processo tem sido traduzido pelas autoridades públicas envolvidas, bem como em relação a outras intervenções, como um "legado" permitido pela concretização desses megaeventos. Essa configuração representa uma inflexão importante na conformação do "problema favela" na atual conjuntura.<hr/>This article seeks to present part of the reflections made in my doctoral thesis, in which I analyze the meanings of the revival of practices and discourses about the "removal" of favelas in Rio de Janeiro today. This paper will discuss one of the constituent dimensions of what I call "repertoire of removing" the "legacy" that will achieve the mega sports events that the city will host (the 2014 World Cup and 2016 Olympics). The current urban interventions are resulting in significant changes in the flows and uses of city space, causing even the displacement of some residents of slums. This process has been translated by the public authorities involved, as well as in relation to other interventions, such as a "legacy" allowed for achieving these mega events. This configuration represents an important alteration in the conformation of the "slum problem" at this conjuncture. <![CDATA[<b>Megaeventos esportivos e <i>modernização tecnológica</i></b>: <b>planos e discursos sobre o <i>legado</i> em segurança pública</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo trata dos preparativos de segurança para os megaeventos esportivos a serem realizados no Brasil nos próximos anos, dando ênfase especial à cidade do Rio de Janeiro, e aos processos relacionados à modernização tecnológica. Sendo assim, o planejamento estratégico oficial brasileiro para a Copa do Mundo de 2014 é tomado como objeto privilegiado de análise, assim como a construção de um prédio na região central da cidade, o Centro Integrado de Comando e Controle, apresentado como principal pilar do programa securitário dos megaeventos. A partir disso serão traçadas considerações sobre a desejada e propalada integração institucional, que seria proporcionada pela construção em questão, e constituiria o principal legado em segurança pública a ser deixado pelos megaeventos.<hr/>The article focuses on security preparations for the sporting mega events to be held in Brazil in the coming years, giving special emphasis to the city of Rio de Janeiro, and to some procedures related to technological modernization. Thus, the official Brazilian strategic planning for the 2014 World Cup is taken as the privileged object of analysis, as well as the construction of a building at downtown, the Integrated Command and Control Centre, presented as the main pillar of mega event's security policies. From this analysis, will be drawn some considerations upon the desired and vaunted institutional integration, which would be provided by the building in question, and would be the main legacy in public safety to be left by mega events. <![CDATA[<b>Quase lá</b>: <b>a copa do mundo no Itaquerão e os impactos de um megaevento na socialidade torcedora</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Em meio às controvérsias políticas e esportivas locais, ampliadas no nível global por ocasião do megaevento da Copa do Mundo de futebol está sendo erguido em Itaquera, zona leste da capital paulistana, o estádio-sede do Sport Club Corinthians Paulista, arena escolhida para a abertura do grande evento em 2014. Este artigo tem por finalidade apresentar os primeiros resultados da pesquisa de campo que venho realizando no entorno da construção do referido estádio e o ponto de vista privilegiado é perceber o modo como os torcedores produzem e constroem os alicerces simbólicos sobre a edificação monumental. Meu enfoque é retomar as dinâmicas do torcer numa metrópole como São Paulo, onde o exercício contrastivo torcedor captura um momento em que um megaevento orienta em boa medida as disputas pelos espaços da cidade e as redefinições de uma forma de torcer denominada corintianismo.<hr/>Under local sporting and political controversies, amplified at the global level for the mega event of FIFA's World Cup, is being constructed in Itaquera, a neighborhood at the east side of São Paulo, the home-stadium of the Sport Club Corinthians Paulista, arena chosen for opening the big event in 2014. This article aims to present the first results of the fieldwork I have been doing at the surrounds of the construction of this stadium, and assuming the vantage point to understand how the fans produce and build the symbolic foundations of this monumental building. My aim here is to resume the dynamics of football fans in a city as São Paulo, where the contrast between different club supporters captures a single moment in which a mega event yields disputes and feuds for the city spaces and resets a way to support the team called corintianismo. <![CDATA[<b>O fato social total brasileiro</b>: <b>uma perspectiva etnográfica sobre a recepção pública da copa do mundo no Brasil</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este trabalho apresenta resultados de investigações etnográficas realizadas durante as Copas do Mundo de 2006 e 2010, em diferentes cidades brasileiras. As pesquisas de campo e gravação das imagens e vídeo foram realizadas por uma ampla equipe de pesquisadores de diferentes instituições, e resultaram em dois vídeos etnográficos: Ritos da nação (2007) e Uma tarde de junho no país do futebol (2010). Neste artigo, utilizo dados dessas duas pesquisas para explorar a noção maussiana de "fato social total" tal como se manifesta no momento ritualizado da recepção pública do "jogo do Brasil" durante uma Copa do Mundo, bem como algumas relações entre esses fenômenos interacionais e os campos da economia, da política e da midiatização.<hr/>This paper presents results of two ethnographic studies held during the FIFA World Cup Finals in 2006 and 2010, in different Brazilian cities. Ethnographic fieldwork and video recordings were done by a team of researchers from several Brazilian Universitues, and resulted in two ethnographic videos, Ritos da nação (2007) and Uma tarde de junho no país do futebol (2010). In this paper, I analyze some data of these researches in order to explore the Maussian notion of "total social fact" as it manifests itself on the ritualized situation of common watching to the Brazilian team's World Cup Finals match, as well as some relations between these interactional phenomena and the fields of economy, politics and mass-media. <![CDATA[<b>O papel da FIFA Fan Fest<sup>TM</sup> na copa do mundo da África do Sul</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Em 2010, pela segunda vez a FIFA promoveu o evento FIFA Fan FestTM no país que sediou a Copa do Mundo, e pela primeira vez criou uma versão internacional do evento em grandes cidades ao redor do mundo. O presente trabalho faz uma descrição das FIFA Fan FestsTM, tendo em conta a sua forma organização, a interação do público, a International Fan FestTM e formas alternativas do mesmo evento. Essa descrição é feita colocando o evento dentro do quadro teórico dos megaeventos esportivos e as transformações nas quais estão inseridos.<hr/>In 2010, for the second time FIFA organized the FIFA Fan FestTM in the country that hosted the World Cup, and for the first time created a international version of the event in big cities over the world. The present paper describes the FIFA Fan FestTM, taking account their organization model, the public interaction, the International Fan FestTM and the alternatives forms of the same event. This description is done framing the event with mega-events theoretical approach and the cultural changes within they are. <![CDATA[<b>Etnoargumentos y discursos comunes en torno a un megaevento deportivo</b>: <b>La 32ª America's Cup vista por la sociedad anfitriona</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Entre 2004 y 2007, se celebró en Valencia, España, la 32ª edición de la America's Cup, el evento deportivo más antiguo, el más prestigioso del mundo de la vela y uno de los de mayor impacto económico y mediático que existe en la actualidad a escala internacional. Aunque era la primera vez en que tal evento se celebraba en Europa los resultados fueron unánimemente considerados como un éxito de organización, asistencia y audiencias. Este artículo aborda un aspecto menos explorado de los megaeventos deportivos: las percepciones que sobre el mismo elaboraron los propios residentes. Para ello se realizó una investigación cualitativa -consistente en veinte entrevistas- que ha permitido identificar los argumentos y discursos en torno a esta edición de la America's Cup.<hr/>Between 2004 and 2007, it was celebrated at the city of Valencia, Spain, the 32nd edition of the America's Cup, the oldest sport event, the most prestigious in sailing world and one of those of major economic and media impact that exists nowadays at international level. Although it was the first time in which such event was celebrated in Europe, the outcomes were unanimously considered to be a success of organization, attendance and audiences. This article addresses one of the less explored aspects of sport mega-events, which is the residents' perception about their influence and consequences in the host society. For that it has been carried out a qualitative research -consisting in twenty interviews-, that has contributed to identify the arguments and discourses regarding this edition of the America's Cup. <![CDATA[<b>Les expositions universelles et internationales comme des méga-événements</b>: <b>une incarnation éphémère d'un fait social total?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Les métropoles mondiales diversifient leur politique urbaine en organisant des méga-événements permettant la création, promotion et valorisation de complexe de foire. Les Expositions découlent de cette logique au même titre que les Jeux olympiques de 2016 à Rio de Janeiro et les mondiaux de football de 2014 au Brésil. Quels sont les effets durables d'un événement éphémère? À partir de la notion de fait social total selon Marcel Mauss, associée à une enquête de terrain pour Saragosse 2008 Expo et d'une analyse du dossier de candidature de São Paulo 2020 Expo, ces méga-événements incarnent à la fois un message humaniste tronqué dans le fait de rassembler le monde entier à travers un tourisme de masse réducteur, mais aussi un moyen de communication et de diffusion d'une culture nationale et d'un savoir-faire technique à l'échelle mondiale. La puissance de l'événement et sa propagande amplifie les critiques de ces utopies contrariées.<hr/>As metrópoles mundiais diversificam suas políticas urbanas organizando megaeventos através da criação, promoção e valorização de um conjunto de feiras. As Exposições Internacionais resultam dessa lógica, assim como os Jogos Olímpicos que serão realizados no Rio de Janeiro em 2016 e a Copa do Mundo de 2014. Quais são os efeitos duráveis desses eventos efêmeros? A partir da noção de fato social total de Marcel Mauss, associada a uma pesquisa realizada durante a Saragoça 2008 Expo e da análise do dossiê 2008 da candidatura de São Paulo 2020 Expo, pode-se aferir que esses megaeventos encarnam tanto uma mensagem humanista, truncada pelo fato de reunir pessoas do mundo inteiro através de uma modalidade de turismo de massa, quanto um meio de comunicação e de difusão de uma cultura nacional e de um saber técnico em escala mundial. A potência do megaevento e sua propaganda amplificam as críticas dessas utopias frustradas. <![CDATA[<b>Além dos humanos</b>: <b>reflexões sobre o processo de incorporação dos direitos ambientais como direitos humanos nas conferências das Nações Unidas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Desde 1972 a Organização das Nações Unidas (ONU) promove reuniões globais para discutir questões relacionadas ao meio ambiente. A permanência desta temática na agenda política da ONU, contudo, não significa que o que seja meio ambiente, natureza e ecologia tenha permanecido inabalável desde então. Neste artigo refletimos sobre a produção da ideia de direitos ambientais enquanto direitos humanos a partir da análise de materiais resultantes de algumas das conferências das Nações Unidas sobre meio ambiente e também das conferências nacionais sobre direitos humanos. A partir da análise do princípio de "defesa da vida", da ideia de justiça ambiental e, por fim, do surgimento de alguns mecanismos burocráticos de denúncia de crimes ambientais, apresentamos algumas das principais articulações entre direitos humanos e direitos ambientais no Brasil.<hr/>Since 1972 the United Nations (UN) promotes global meetings to discuss issues related to the environment. The permanence of this issue on the political agenda of the UN, however, does not mean that the notions of the environment, nature and ecology have remained the same. In this article we reflect on the production of the idea of environmental rights as human rights. We analyse materials from some of the United Nations Conferences on the Environment and also of national conferences on human rights. After discussing the principle of "defense of life", the idea of environmental justice and, finally, the emergence of some bureaucratic mechanisms for reporting environmental crimes, we establish some of the key linkages between human rights and environmental rights in Brazil. <![CDATA[<b>Em busca de um novo horizonte</b>: <b>o encontro de artes e tradição gaúcha e a universalização do tradicionalismo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O artigo se inspira no livro A parte e o todo: a diversidade cultural no Brasil-nação em que Oliven (2006), no capítulo intitulado "Em busca do tempo perdido: o Movimento Tradicionalista Gaúcho" aborda sua constituição histórica e dimensões antropológicas. Ao igualmente ressaltar seu caráter mítico de invenção das tradições gaúchas pelos tradicionalistas como diferenciador dessa produção de identidades regionais, com relação ao Brasil objetiva-se dialogar com a análise do autor, e com o campo inaugurado por Hobsbawm e Ranger (1984). Apresenta seus desdobramentos através da análise do Encontro de Artes e Tradição Gaúcha, enfocando as novas dinâmicas encontradas pelos tradicionalistas para sua expansão como movimento cultural. O Enart é aqui apresentado através de um paralelo entre dados etnográficos das edições de 2001 e de 2012. O evento, na 27ª edição, é um concurso de arte tradicionalista de grandes proporções que acontece em três fases, anualmente. Sua fase final, que alcança proporções de megaevento, ocorre em novembro, na cidade de Santa Cruz do Sul (RS). Reúne artistas amadores que representam Centros de Tradições Gaúchas (CTGs) em diversas modalidades, tais como danças tradicionais, declamação, canto, instrumentos musicais, etc. Essas manifestações são relacionadas ao gauchismo e organizadas pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG). Deseja-se demonstrar que o MTG vem produzindo estratégias pedagógicas de reinvenção do local nas quais se inscreve o Enart. Uma das propostas do artigo é relacioná-lo ao desejo de expansão e universalização do tradicionalismo gaúcho, que busca um novo horizonte como movimento cultural e suas repercussões.<hr/>The article is based on the book A parte e o todo: a diversidade cultural no Brasil-nação where Oliven (2006) in the chapter entitled "Em busca do tempo perdido: o Movimento Tradicionalista Gaúcho" discusses their historical constitution and anthropological dimensions. When also emphasize your mythical character invention of gaucho traditions by traditionalists as a differentiator in this production of regional identities, in relation to Brazil aims to engage with the author's analysis, and the field opened by Hobsbawm and Ranger (1984). Presents its developments by analyzing the Encontro de Artes e Tradição Gaúcha, focusing on the new dynamics found by traditionalists for its expansion as a cultural movement. The Enart is presented here through a parallel between ethnographic data of editions 2001 and 2012. The event, at the 27th editing is an art competition traditionalist major happens in three phases, each year. Their final phase, which reaches mega proportions, occurs in November in the city of Santa Cruz do Sul. Meets amateur artists representing centers Gaucho Traditions (CTGs) in various forms, such as traditional dances, recitation, singing, musical instruments, etc. Such manifestations are related to gauchismo and organized by Gaucho Traditionalist Movement (MTG). Want to demonstrate that MTG has been producing pedagogical strategies of re-invention of the site on which is inscribed Enart. Article one of the proposals is to relate it to the desire for expansion and universalization of traditionalism gaucho, seeking a new horizon as a cultural movement and its repercussions. <![CDATA[<b>Prosperidad y espiritualismo para todos</b>: <b>un análisis sobre la noción de emprendedor en eventos masivos de Buenos Aires</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artículo pretende contribuir al análisis del valor del emprendedurismo en las sociedades modernas contemporáneas. A partir del retrato etnográfico de grandes eventos públicos realizados en la ciudad de Buenos Aires vinculados con el emprendedurismo empresarial y las espiritualidades alternativas, se enfatizan aquí dos dimensiones específicas: los valores de la realización personal, concentrados en la búsqueda de prosperidad, y el modo en que los grandes eventos promueven formas novedosas de socialidad entre colectivos identificados con las clases medias.<hr/>This article discusses the value of entrepreneurship in contemporary modern societies. From an ethnographic portrait of big public events in the city of Buenos Aires associated with business entrepreneurship and alternative spirituality. We emphasize two particular dimensions: the values of self-realization, focused on finding prosperity, and the way in which big events promote new forms of sociality among groups identified with urban middle classes. <![CDATA[<b>As touradas nas festividades reais do Rio de Janeiro colonial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Na literatura nacional, já existem muitas discussões sobre as festividades reais promovidas no Brasil colonial. Este artigo tem por objetivo analisar uma das atividades que mais comumente e com maior popularidade integrava a programação desses eventos: as touradas. Que espaços ocupavam nesses festejos? Que símbolos cercavam sua realização? Como eram organizadas? Para responder tais questões, o artigo se debruça sobre as corridas de touros promovidas no Rio de Janeiro, a cidade que se tornara sucessivamente a capital do Vice-Reinado (1763), do Império português (1808), do Reino do Brasil (1815) e do Brasil independente (1822).<hr/>In the national literature, there are many discussions about the royal festivities promoted in colonial Brazil. This article aims to analyze one of the activities that most commonly, with higher popularity, are integrated in the program of these events: bullfighting. What space it occupied in these festivities? What kind of symbols surrounding its achievement? How were organized? To answer these questions, we analyze bullfighting promoted in Rio de Janeiro, the city that became successively the capital of the Vice Royalty (1763), of the Portuguese Empire (1808), of the Kingdom of Brazil (1815) and of the independent Brazil (1822). <![CDATA[<b>Do mundano ao sagrado</b>: <b>o papel da efervescência na teoria moral durkheimiana</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Meu objetivo neste artigo é discutir o significado do conceito de efervescência na obra durkheimiana e apontar o papel que esse processo desempenha em relação à sua teoria moral. De modo geral, a argumentação versa em torno da articulação de três pressupostos estruturais da teoria moral durkheimiana, quais sejam, 1) a vinculação entre sagrado e ideal moral, 2) a concepção acerca da natureza humana como sendo essencialmente dual e 3) a proposta normativa de Durkheim de institucionalização de uma moralidade laica. Ao final, proponho ao leitor uma reflexão sobre a pertinência de sua defesa de um "sagrado laico" a partir dos desafios morais que caracterizam o mundo contemporâneo.<hr/>My main purpose in this paper is to argue on the meaning of the concept of effervescence within durkheimian work, pointing to the role played by this process in the general scenario of his moral theory. Roughly speaking, the argumentation is grounded on the articulation between three structural premises of Durkheimian moral theory, namely: 1) the attachment between the sacred and the moral ideal; 2) his conception about human nature as essential dual and 3) Durkheim's normative defence of institutionalization of secular morality. Towards the end I incite the reader to think about the pertinence of his defence of a "secular sacred", in the light of the moral challenges in contemporary world. <![CDATA[<b>O debate sobre a representação da diferença e o significado da guerra na Bósnia-Herzegóvina</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo apresenta o desencontro de vozes que percebi durante a pesquisa de campo na Bósnia em relação à representação da diferença e o significado da guerra. Em Sarajevo, nota-se um inconformismo em relação à situação da Bósnia hoje. Sarajevo sempre foi visto como símbolo da tolerância. O acordo de paz colocou fim ao conflito, dividindo o território em duas entidades - Federação e Republika Srpska -, mas teria, deste modo, institucionalizado as diferenças nacionais e se constituído como um prêmio aos "agressores" e a sua política de limpeza étnica e genocídio. Na Republika Srpska, esse mesmo acordo colocou fim ao conflito, instituindo uma entidade autônoma sérvia na Bósnia. Diferente de "prêmio aos agressores", ele teria sido consequência de uma guerra civil, que de outro modo não poderia ter chegado ao fim. A partir de interpretações distintas a respeito do significado da guerra, histórias e verdades vêm sendo criadas.<hr/>This article presents the disagreements I've noticed during the field research conducted in Bosnia regarding the representation of the difference and the meaning of the war. In Sarajevo, it's possible to notice a nonconformist view about the current situation in Bosnia. Sarajevo has always been perceived as a symbol of tolerance. The Agreement for peace stopped the war by dividing the territory into two entities - the Federation and the Republika Srpska. It's considered that this agreement have institutionalized national differences, serving as an award to the "aggressors" and to their ethnic cleansing and genocidal policy. At Republika Srpska, this same agreement established an autonomous Serbian entity within the Bosnia. Unlike of an "award to the aggressors", here it's been considered as a consequence of a civil war which couldn't end in another way. Following the different interpretations concerning the meaning of the war, different histories and truths have been created. <![CDATA[<b>Infancias</b>: <b>políticas y saberes en Argentina y Brasil, siglos XIX y XX</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo apresenta o desencontro de vozes que percebi durante a pesquisa de campo na Bósnia em relação à representação da diferença e o significado da guerra. Em Sarajevo, nota-se um inconformismo em relação à situação da Bósnia hoje. Sarajevo sempre foi visto como símbolo da tolerância. O acordo de paz colocou fim ao conflito, dividindo o território em duas entidades - Federação e Republika Srpska -, mas teria, deste modo, institucionalizado as diferenças nacionais e se constituído como um prêmio aos "agressores" e a sua política de limpeza étnica e genocídio. Na Republika Srpska, esse mesmo acordo colocou fim ao conflito, instituindo uma entidade autônoma sérvia na Bósnia. Diferente de "prêmio aos agressores", ele teria sido consequência de uma guerra civil, que de outro modo não poderia ter chegado ao fim. A partir de interpretações distintas a respeito do significado da guerra, histórias e verdades vêm sendo criadas.<hr/>This article presents the disagreements I've noticed during the field research conducted in Bosnia regarding the representation of the difference and the meaning of the war. In Sarajevo, it's possible to notice a nonconformist view about the current situation in Bosnia. Sarajevo has always been perceived as a symbol of tolerance. The Agreement for peace stopped the war by dividing the territory into two entities - the Federation and the Republika Srpska. It's considered that this agreement have institutionalized national differences, serving as an award to the "aggressors" and to their ethnic cleansing and genocidal policy. At Republika Srpska, this same agreement established an autonomous Serbian entity within the Bosnia. Unlike of an "award to the aggressors", here it's been considered as a consequence of a civil war which couldn't end in another way. Following the different interpretations concerning the meaning of the war, different histories and truths have been created. <![CDATA[<b>O artífice</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo apresenta o desencontro de vozes que percebi durante a pesquisa de campo na Bósnia em relação à representação da diferença e o significado da guerra. Em Sarajevo, nota-se um inconformismo em relação à situação da Bósnia hoje. Sarajevo sempre foi visto como símbolo da tolerância. O acordo de paz colocou fim ao conflito, dividindo o território em duas entidades - Federação e Republika Srpska -, mas teria, deste modo, institucionalizado as diferenças nacionais e se constituído como um prêmio aos "agressores" e a sua política de limpeza étnica e genocídio. Na Republika Srpska, esse mesmo acordo colocou fim ao conflito, instituindo uma entidade autônoma sérvia na Bósnia. Diferente de "prêmio aos agressores", ele teria sido consequência de uma guerra civil, que de outro modo não poderia ter chegado ao fim. A partir de interpretações distintas a respeito do significado da guerra, histórias e verdades vêm sendo criadas.<hr/>This article presents the disagreements I've noticed during the field research conducted in Bosnia regarding the representation of the difference and the meaning of the war. In Sarajevo, it's possible to notice a nonconformist view about the current situation in Bosnia. Sarajevo has always been perceived as a symbol of tolerance. The Agreement for peace stopped the war by dividing the territory into two entities - the Federation and the Republika Srpska. It's considered that this agreement have institutionalized national differences, serving as an award to the "aggressors" and to their ethnic cleansing and genocidal policy. At Republika Srpska, this same agreement established an autonomous Serbian entity within the Bosnia. Unlike of an "award to the aggressors", here it's been considered as a consequence of a civil war which couldn't end in another way. Following the different interpretations concerning the meaning of the war, different histories and truths have been created. <![CDATA[<b>Religiosidades nómadas</b>: <b>creencias y prácticas heterodoxas en Guadalajara</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200019&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo apresenta o desencontro de vozes que percebi durante a pesquisa de campo na Bósnia em relação à representação da diferença e o significado da guerra. Em Sarajevo, nota-se um inconformismo em relação à situação da Bósnia hoje. Sarajevo sempre foi visto como símbolo da tolerância. O acordo de paz colocou fim ao conflito, dividindo o território em duas entidades - Federação e Republika Srpska -, mas teria, deste modo, institucionalizado as diferenças nacionais e se constituído como um prêmio aos "agressores" e a sua política de limpeza étnica e genocídio. Na Republika Srpska, esse mesmo acordo colocou fim ao conflito, instituindo uma entidade autônoma sérvia na Bósnia. Diferente de "prêmio aos agressores", ele teria sido consequência de uma guerra civil, que de outro modo não poderia ter chegado ao fim. A partir de interpretações distintas a respeito do significado da guerra, histórias e verdades vêm sendo criadas.<hr/>This article presents the disagreements I've noticed during the field research conducted in Bosnia regarding the representation of the difference and the meaning of the war. In Sarajevo, it's possible to notice a nonconformist view about the current situation in Bosnia. Sarajevo has always been perceived as a symbol of tolerance. The Agreement for peace stopped the war by dividing the territory into two entities - the Federation and the Republika Srpska. It's considered that this agreement have institutionalized national differences, serving as an award to the "aggressors" and to their ethnic cleansing and genocidal policy. At Republika Srpska, this same agreement established an autonomous Serbian entity within the Bosnia. Unlike of an "award to the aggressors", here it's been considered as a consequence of a civil war which couldn't end in another way. Following the different interpretations concerning the meaning of the war, different histories and truths have been created. <![CDATA[<b>Os mortos e os vivos</b>: <b> uma introdução ao espiritismo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200020&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo apresenta o desencontro de vozes que percebi durante a pesquisa de campo na Bósnia em relação à representação da diferença e o significado da guerra. Em Sarajevo, nota-se um inconformismo em relação à situação da Bósnia hoje. Sarajevo sempre foi visto como símbolo da tolerância. O acordo de paz colocou fim ao conflito, dividindo o território em duas entidades - Federação e Republika Srpska -, mas teria, deste modo, institucionalizado as diferenças nacionais e se constituído como um prêmio aos "agressores" e a sua política de limpeza étnica e genocídio. Na Republika Srpska, esse mesmo acordo colocou fim ao conflito, instituindo uma entidade autônoma sérvia na Bósnia. Diferente de "prêmio aos agressores", ele teria sido consequência de uma guerra civil, que de outro modo não poderia ter chegado ao fim. A partir de interpretações distintas a respeito do significado da guerra, histórias e verdades vêm sendo criadas.<hr/>This article presents the disagreements I've noticed during the field research conducted in Bosnia regarding the representation of the difference and the meaning of the war. In Sarajevo, it's possible to notice a nonconformist view about the current situation in Bosnia. Sarajevo has always been perceived as a symbol of tolerance. The Agreement for peace stopped the war by dividing the territory into two entities - the Federation and the Republika Srpska. It's considered that this agreement have institutionalized national differences, serving as an award to the "aggressors" and to their ethnic cleansing and genocidal policy. At Republika Srpska, this same agreement established an autonomous Serbian entity within the Bosnia. Unlike of an "award to the aggressors", here it's been considered as a consequence of a civil war which couldn't end in another way. Following the different interpretations concerning the meaning of the war, different histories and truths have been created. <![CDATA[<b>Novas abordagens para casais sorodiferentes</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo apresenta o desencontro de vozes que percebi durante a pesquisa de campo na Bósnia em relação à representação da diferença e o significado da guerra. Em Sarajevo, nota-se um inconformismo em relação à situação da Bósnia hoje. Sarajevo sempre foi visto como símbolo da tolerância. O acordo de paz colocou fim ao conflito, dividindo o território em duas entidades - Federação e Republika Srpska -, mas teria, deste modo, institucionalizado as diferenças nacionais e se constituído como um prêmio aos "agressores" e a sua política de limpeza étnica e genocídio. Na Republika Srpska, esse mesmo acordo colocou fim ao conflito, instituindo uma entidade autônoma sérvia na Bósnia. Diferente de "prêmio aos agressores", ele teria sido consequência de uma guerra civil, que de outro modo não poderia ter chegado ao fim. A partir de interpretações distintas a respeito do significado da guerra, histórias e verdades vêm sendo criadas.<hr/>This article presents the disagreements I've noticed during the field research conducted in Bosnia regarding the representation of the difference and the meaning of the war. In Sarajevo, it's possible to notice a nonconformist view about the current situation in Bosnia. Sarajevo has always been perceived as a symbol of tolerance. The Agreement for peace stopped the war by dividing the territory into two entities - the Federation and the Republika Srpska. It's considered that this agreement have institutionalized national differences, serving as an award to the "aggressors" and to their ethnic cleansing and genocidal policy. At Republika Srpska, this same agreement established an autonomous Serbian entity within the Bosnia. Unlike of an "award to the aggressors", here it's been considered as a consequence of a civil war which couldn't end in another way. Following the different interpretations concerning the meaning of the war, different histories and truths have been created. <![CDATA[<b>Ser em cena - flor ao vento</b>: <b>etnografia de olhares híbridos</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200022&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo apresenta o desencontro de vozes que percebi durante a pesquisa de campo na Bósnia em relação à representação da diferença e o significado da guerra. Em Sarajevo, nota-se um inconformismo em relação à situação da Bósnia hoje. Sarajevo sempre foi visto como símbolo da tolerância. O acordo de paz colocou fim ao conflito, dividindo o território em duas entidades - Federação e Republika Srpska -, mas teria, deste modo, institucionalizado as diferenças nacionais e se constituído como um prêmio aos "agressores" e a sua política de limpeza étnica e genocídio. Na Republika Srpska, esse mesmo acordo colocou fim ao conflito, instituindo uma entidade autônoma sérvia na Bósnia. Diferente de "prêmio aos agressores", ele teria sido consequência de uma guerra civil, que de outro modo não poderia ter chegado ao fim. A partir de interpretações distintas a respeito do significado da guerra, histórias e verdades vêm sendo criadas.<hr/>This article presents the disagreements I've noticed during the field research conducted in Bosnia regarding the representation of the difference and the meaning of the war. In Sarajevo, it's possible to notice a nonconformist view about the current situation in Bosnia. Sarajevo has always been perceived as a symbol of tolerance. The Agreement for peace stopped the war by dividing the territory into two entities - the Federation and the Republika Srpska. It's considered that this agreement have institutionalized national differences, serving as an award to the "aggressors" and to their ethnic cleansing and genocidal policy. At Republika Srpska, this same agreement established an autonomous Serbian entity within the Bosnia. Unlike of an "award to the aggressors", here it's been considered as a consequence of a civil war which couldn't end in another way. Following the different interpretations concerning the meaning of the war, different histories and truths have been created. <![CDATA[<b>Romantismo e messianismo</b>: <b>ensaios sobre Lukács e Walter Benjamin</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71832013000200023&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo apresenta o desencontro de vozes que percebi durante a pesquisa de campo na Bósnia em relação à representação da diferença e o significado da guerra. Em Sarajevo, nota-se um inconformismo em relação à situação da Bósnia hoje. Sarajevo sempre foi visto como símbolo da tolerância. O acordo de paz colocou fim ao conflito, dividindo o território em duas entidades - Federação e Republika Srpska -, mas teria, deste modo, institucionalizado as diferenças nacionais e se constituído como um prêmio aos "agressores" e a sua política de limpeza étnica e genocídio. Na Republika Srpska, esse mesmo acordo colocou fim ao conflito, instituindo uma entidade autônoma sérvia na Bósnia. Diferente de "prêmio aos agressores", ele teria sido consequência de uma guerra civil, que de outro modo não poderia ter chegado ao fim. A partir de interpretações distintas a respeito do significado da guerra, histórias e verdades vêm sendo criadas.<hr/>This article presents the disagreements I've noticed during the field research conducted in Bosnia regarding the representation of the difference and the meaning of the war. In Sarajevo, it's possible to notice a nonconformist view about the current situation in Bosnia. Sarajevo has always been perceived as a symbol of tolerance. The Agreement for peace stopped the war by dividing the territory into two entities - the Federation and the Republika Srpska. It's considered that this agreement have institutionalized national differences, serving as an award to the "aggressors" and to their ethnic cleansing and genocidal policy. At Republika Srpska, this same agreement established an autonomous Serbian entity within the Bosnia. Unlike of an "award to the aggressors", here it's been considered as a consequence of a civil war which couldn't end in another way. Following the different interpretations concerning the meaning of the war, different histories and truths have been created.