Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Saúde Ocupacional]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0303-765720150001&lang=es vol. 40 num. 131 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Developments of Ergonomic Work Analysis in Brazil in the context of 'disorganization of work']]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0303-76572015000100005&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[About Ergonomic Work Analysis or EWA]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0303-76572015000100008&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[Ergonomic Work Analysis in Brazil: a successful technological transfer?]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0303-76572015000100012&lng=es&nrm=iso&tlng=es Objetivo: analisar o desenvolvimento da Análise Ergonômica do Trabalho (AET) no Brasil. Métodos: considerando-se a AET como tecnologia social, foi feita análise do processo de transferência tecnológica, comparando-se as características de seu emprego e de seu desenvolvimento na França e no Brasil. Resultados: a Ergonomia da Atividade foi introduzida no Brasil para enfrentar os problemas de condições de trabalho decorrentes do desenvolvimento industrial nos anos de 1970. No caso da França, a representação dos trabalhadores nas empresas assegura as condições sociais necessárias para a produção de conhecimentos sobre o trabalho real baseado no olhar etnográfico. No Brasil, embora prescrita na legislação, a prática da AET não está respaldada em construção social que permita a produção e o controle do uso dos conhecimentos sobre as atividades de trabalho. Observam-se, todavia, desenvolvimentos em diversas áreas, tais como no serviço público ou na indústria estatal de petróleo, e de novas metodologias a serviço da ação pública. Conclusão: embora as condições sociais para o emprego da AET sejam diferentes, a AET no Brasil tem contribuído com o campo da Saúde do Trabalhador, mas seu futuro depende de novos arranjos sociais para sustentar a prática baseada na etnografia.<hr/>Objective: to analyze the development of Ergonomic Work Analysis (EWA) in Brazil. Methods: considering the EWA as a social technology, an analysis of the technology transfer process was undertaken by comparing the characteristics of its employment and development in France and in Brazil. Results: Activity Ergonomics was introduced in Brazil to address working conditions problems arising from the industrial development in the 1970s. In France, the representation of employees in companies ensures the social conditions necessary for the production of knowledge at the actual work based on ethnographic approach. In Brazil, although prescribed by law, the practice of EWA is not supported by a social construction that allows the production and control of working activities knowledge. The development of new methodologies to frame the public action can be observed in several areas, such as public service or oil state industry. Conclusion: although social conditions for the EWA employment are different, EWA in Brazil has contributed to the Occupational Health field, but its future depends on the adoption of new social arrangements to support the ethnography based practice . <![CDATA[Activity-Centered Ergonomics applied to Quality of Life at Work: role, importance, and contribution of the Ergonomic Work Analysis (EWA)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0303-76572015000100018&lng=es&nrm=iso&tlng=es Introdução: o método clássico da Ergonomia da Atividade, a Análise Ergonômica do Trabalho (AET), consolidou-se no campo das ciências do trabalho como um instrumento eficaz para operacionalizar a perspectiva de compreender o trabalho para transformá-lo. Objetivo: o artigo relata uma experiência de uso heterodoxo da AET situando seu papel instrumental no nível analítico microergonômico da abordagem intitulada “Ergonomia da Atividade Aplicada à Qualidade de Vida no Trabalho (EAA_QVT)”. Método: a análise de demanda específica – ponto de partida da AET –, proveniente de dirigentes, gestores e técnicos no contexto do serviço público brasileiro, está na gênese da construção dessa abordagem que articula a Ergonomia da Atividade e a Qualidade de Vida no Trabalho (QVT). Resultados: com base na apresentação panorâmica dos fundamentos teóricos e metodológicos da EAA_QVT, busca-se ilustrar a aplicação singular da AET, situando o seu lugar, a sua importância e sua contribuição como recurso instrumental imprescindível para uma avaliação mais profunda dos fatores que impactam na QVT nas organizações. Conclusão: os resultados produzidos pela aplicação da EAA_QVT possibilitam gerar recomendações para as atividades de vigilância, assistência e promoção da saúde e segurança no trabalho.<hr/>Background: the classical method of activity-centered ergonomics, the Ergonomic Work Analysis (EWA), is now consolidated in the labor sciences field as an effective tool to operationalize the perspective of understanding labor in order to transform it. Objective: this study reports the heterodox use of EWA, specifying its instrumental role at the micro-ergonomic analytical level of the following approach: “Activity-Centered Ergonomics Applied to Quality of Life at Work (AEA_QLW)”. Methods: the specific demand analysis, the starting point of EWA, originated from managers, directors and technicians in the Brazilian public service, is the origin of this approach, which articulates Activity-Centered Ergonomics and Quality of Life at Work. Results: based on the overall view of the theoretical and methodological principles of AEA_QLW, this study illustrates the unique application of EWA, specifying its role, the importance, and the contribution as essential instrumental resource for a deeper assessment of the factors that impact QLW in organizations. Conclusion: the results produced by the application of AEA_QLW have generated recommendations for the surveillance, care and promotion of occupational health and safety activities inside organizations. <![CDATA[Pressure for production and risks production: the dangerous ‘marathon’ of sugar cane manual cutting]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0303-76572015000100030&lng=es&nrm=iso&tlng=es Introdução: o setor sucroalcooleiro vem apresentando franca expansão no país nos últimos anos, contando com cerca de 400 usinas processadoras, mais de 1 mil indústrias de suporte e gerando 1 milhão de empregos diretos. Objetivo: compreender, no trabalho dos cortadores de cana-de-açúcar, os determinantes organizacionais que intensificam a carga de trabalho e afetam a saúde dos trabalhadores. Métodos: utilizou-se a Análise Ergonômica do Trabalho, integrada com a avaliação de aspectos fisiológicos e ambientais. Foram avaliados 40 trabalhadores de uma turma de cortadores escolhida por conveniência. A sobrecarga térmica foi monitorada, bem como a frequência cardíaca e a produção diária de cada trabalhador. Resultados: o corte manual da cana durou em média 8 horas diárias de trabalho, com ritmos intensos, alta frequência de movimentos repetitivos e exigências posturais inadequadas, associadas a condições insalubres. Conclusão: o efeito nocivo das variáveis fisiológicas e do aumento da carga cardiovascular foi demonstrado. O ritmo de trabalho é acelerado por medidas gerenciais e organizacionais, com destaque para o pagamento por produção, responsável pelo aumento do desgaste físico dos trabalhadores, ultrapassando seus limites fisiológicos. Recomenda-se, dentre outras medidas, a alteração na forma de remuneração do trabalho no corte manual de cana.<hr/>Background: the sugar-cane sector is quickly expanding in Brazil in the recent years accounting for about 400 processing plants, more than a thousand support industries and generating one million direct jobs. Objective: to understand the organizational determinants that lead to the intensification of the workload and affect the health of manual sugar-cane cutters. Methods: we performed the Work Ergonomic Analysis integrated into the assessment of physiological and environmental aspects. A team of 40 sugar-cane cutters was chosen by convenience. Each worker was assessed for thermal overload, as well as the heart rate and daily production. Results: the findings showed that sugar cane manual cutting consists on average of 8 hours of daily activity, with intense work rhythms, high frequency of repetitive movements and inadequate postural requirements associated with unhealthy working conditions. Conclusion: The harmful effect of the physiological variables and the increase of cardiovascular load were demonstrated. The work pace is accelerated by managerial and organizational measures, especially the payment by production, responsible for increasing the physical exhaustion of workers and inducing them to exceed their physiological limits. It is recommended, among other measures, an alteration in the form of remuneration of the sugar-cane cutters. <![CDATA[The work activity of ambulance drivers from the ergological point of view]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0303-76572015000100049&lng=es&nrm=iso&tlng=es Objetivo: analisar a atividade dos motoristas de ambulância do Serviço Móvel de Urgência (SAMU). Métodos: foi empregada a perspectiva ergológica, que se opera a partir da concepção de vida-saúde-doença postulada por George Canguilhem, e a Ergonomia da Atividade. Foram realizadas onze entrevistas dialógicas com motoristas da Unidade de Terapia Intensiva Móvel, em 2010, no estado da Paraíba. Resultados: os motoristas atribuem as principais dificuldades para realizar o trabalho ao modo de organização prescrita do trabalho no SAMU, à gestão temporal da atividade, à atividade no trânsito, à relação com a população usuária e ao risco de contrair doenças. Em contraposição, os motoristas adquirem sentido no trabalho ao salvarem vidas, em uma conjunção de valores – solidariedade, confiança e cooperação – em relação aos socorridos e aos seus acompanhantes. Quando essa possibilidade não se concretiza, o coletivo de trabalho serve de apoio para que permaneçam na profissão, apesar das frustrações. Conclusão: evidenciou-se que, mesmo diante das variabilidades cotidianas da atividade de trabalho, os motoristas de ambulâncias produzem modos operatórios para dar conta das situações de trabalho, cooperando para solução dos problemas e/ou manejando as imprevisibilidades no trabalho em equipe.<hr/>Objective: to analyze the work activity of ambulance drivers of the Urgent Medical Aid Service (SAMU). Methods: an ergology-based study which operates according to the conception of life-health-disease postulated by Georges Canguilhem and Activity Ergonomics was carried out. Eleven dialogical interviews were conducted with drivers from the Mobile Intensive Care Unit of Paraíba state, Brazil, in 2010. Results: according to the drivers interviewed, the main difficulties to realize their work result from the organizational way in which the work is prescribed by SAMU, the management of time during the activity, the traffic intensity, the relationship with the service users, and the risk of being contaminated by diseases. In contrast, ambulance drivers acquire meaning to their work when they are able to save lives, within a combination of factors – solidarity, trust and cooperation. When these possibilities are missing, the working group serves as a support for those ambulance drivers who want to remain in their profession despite their frustration. Conclusion: it was possible to observe that, even facing the daily variability of work, ambulance drivers develop operating ways to handle their work situations, cooperating to the solution of problems and/or adjusting to the unpredictability within the teamwork. <![CDATA[Work study in Family Health Support Centers (NASF), São Paulo, Brazil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0303-76572015000100059&lng=es&nrm=iso&tlng=es Objetivo: buscou-se identificar as principais tarefas realizadas em dois Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASFs) de uma região da cidade de São Paulo e conhecer como os seus profissionais desenvolviam suas atividades para atingir os seus objetivos. Métodos: estudo de caso, inspirado na Ergonomia da Atividade e no método da Análise Ergonômica do Trabalho (AET). Resultados: constatou-se que o trabalho do NASF é caracterizado pela variabilidade de tarefas que são compartilhadas entre as equipes envolvidas. São adotados distintos arranjos organizacionais, caracterizados pelos espaços de reunião, participação em comissões e grupos, além da subdivisão da equipe para representação do Núcleo nesses espaços. Os indicadores de produtividade utilizados não contemplam a especificidade do trabalho. Os recursos físicos e materiais são insuficientes para a realização das tarefas. Conclusões: o NASF e as equipes da Estratégia Saúde da Família devem trabalhar juntas, porém há diferenças significativas que interferem nessa parceria: prioridades, ferramentas de trabalho, modelos de gestão e de atuação. Os resultados evidenciam potencialidades e desafios enfrentados no cotidiano de trabalho e permitem aprofundar o conhecimento sobre a realidade da operacionalização de ações relacionadas a políticas públicas na atenção primária à saúde.<hr/>Objective: the purpose was to identify the key tasks performed at two Family Health Support Centers (NASF) in São Paulo city, Brazil, and to understand how their professionals performed their activities to achieve their goals. Methods: this case study was inspired by the Activity Ergonomics and the method of Ergonomic Work Analysis (EWA). Results: The findings show that the work at the NASF is characterized by variable tasks that are shared among the teams involved. Different organizational arrangements are adopted according to available resources as meeting space, participation in committees and groups, as well subgroups to represent the Center in these spaces. Productivity indicators used did not contemplate the tasks specificity. The financial and material resources are scarce to perform the tasks. Conclusions: the NASF and the Family Health Team have to work together; however, there are significant differences that interfere with this partnership: priorities, work instruments, and management and activity models. The results demonstrate potentialities and challenges faced in the daily work and enable deeper knowledge on the reality of actions implementation related to public policies on primary health care. <![CDATA[Healthcare Workers’ Work Conditions: a perspective on technicians and midlevel workers]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0303-76572015000100075&lng=es&nrm=iso&tlng=es Objetivo: analisar as percepções sobre as condições de trabalho do pessoal técnico de nível médio das Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Fortaleza, Ceará. Métodos: o percurso metodológico incluiu observação de postos de trabalho e entrevistas semiestruturadas com 25 profissionais auxiliares ou técnicos administrativos, auxiliares ou técnicos em saúde bucal e auxiliares ou técnicos de enfermagem, de 12 UBS do Sistema Único de Saúde (SUS) da cidade de Fortaleza, no ano de 2012. Resultados: os resultados mostraram que as condições de trabalho e, como consequência, as condições do atendimento aos usuários são precárias tanto no que se refere à infraestrutura das unidades quanto em relação à organização das tarefas e das atividades dos técnicos. Conclusão: os custos desse trabalho, realizado em condições precárias, refletem-se sobre a saúde desses profissionais, que se mostram exaustos física e emocionalmente, além de repercutirem na precariedade da atenção à saúde dos usuários do SUS.<hr/>Objective: to analyze the perceptions on working conditions of midlevel technical staff from UBS (Basic Health Units) of Fortaleza, Ceará, Brazil. Methods: work places observation and semi structured interviews with 25 midlevel technical professionals - administrative, dental health and nursing assistants - of 12 UBS of the public health system of Fortaleza, during 2012. Results: the results showed that the working conditions and, therefore, user care, are precarious regarding both units’ infrastructure and organization of the midlevel technicians’ tasks and activities. Conclusion: the costs of such work, conducted in precarious conditions, are reflected on the professionals’ health that reveal themselves physically and emotionally exhausted and ultimately reflect the precariousness of the Public Health System (SUS). <![CDATA[The Ergonomic Work Analysis (EWA) applied to agricultural work: experiences and reflections]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0303-76572015000100088&lng=es&nrm=iso&tlng=es Objetivo: este trabalho resume a experiência do Grupo de Pesquisa em Ergonomia, Trabalho e Agricultura, do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Engenharia Agrícola da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), sobre a análise do trabalho agrícola com a utilização da Análise Ergonômica do Trabalho (AET). Método: reflexão circunstanciada com base no referencial teórico-metodológico da AET. Resultados: apresentam-se reflexões sobre a utilização da AET em um contexto de pesquisa acadêmica, focado no estudo do trabalho na agricultura, por meio de estudos sobre o trabalho na fruticultura e horticultura orgânica, na colheita manual da cana-de-açúcar, na avicultura de corte, em unidades de beneficiamento de tomates e na colheita florestal. Conclusões: a AET mostrou-se apropriada como um meio de aproximação ao objeto da pesquisa e sua utilização auxiliou na lapidação das hipóteses iniciais e no detalhamento dos procedimentos metodológicos.<hr/>Objective: this paper summarizes the experience of the Research Group on Ergonomics, Work and Agriculture, within the graduate program of the College of Agricultural Engineering at Campinas State University, on the analysis of agricultural labor using the Ergonomic Work Analysis (EWA) method. Method: detailed reflection based on the theoretical and methodological EWA reference. Results: Reflections are shown on the EWA use in an academic research context focused on the study of agricultural work using studies on organic fruitculture and horticulture, sugar cane manual harvesting, in poultry production, in tomatoes packing houses and in forest harvesting. Conclusions: EWA was adequate as means of approaching the research object and its use helped to develop the initial hypotheses and set the methodological procedures details. <![CDATA[Engagement at work, organizational impediments and illness: the contribution of Activity-centered Ergonomics in the Brazilian public sector]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0303-76572015000100098&lng=es&nrm=iso&tlng=es Objetivo: analisar e discutir a contribuição da pesquisa e da prática da Ergonomia da Atividade para compreender os problemas de saúde dos servidores e para transformar o trabalho realizado nos serviços públicos no Brasil nos últimos 20 anos. Métodos: foi realizada análise a partir da pesquisa brasileira disponível na literatura científica. O critério adotado para escolha dos textos foi a utilização, como referencial metodológico, da análise ergonômica do trabalho. Resultados e discussão: as pesquisas mostram a importância do engajamento do trabalho nos serviços, o que contraria a imagem negativa, difundida socialmente, sobre os servidores, que seriam privilegiados e que ‘não trabalham’. Todavia, uma série de impedimentos ao engajamento individual e coletivo, de natureza organizacional, se apresenta, tornando-o inócuo e colocando em risco a saúde dos servidores, fator evidenciado pela Ergonomia da Atividade no Brasil. Discute-se a contradição dos novos métodos de gestão que afirmam buscar maior qualidade e eficiência, mas não enfrentam os critérios políticos para a nomeação de cargos, a falta de recursos e a baixa capacidade de atendimento. Conclusão: a Ergonomia da Atividade no Brasil evidenciou a associação entre possibilidade de prestar serviços públicos e a saúde dos trabalhadores públicos. Argumenta-se pela necessidade de sua integração no desenho das políticas públicas.<hr/>Objective: to analyze and discuss the contribution of Activity-centered Ergonomics research and its practice to understand the health problems of civil servants and to transform the work in public services in Brazil in the last 20 years. Method: an analysis was conducted on the Brazilian research available in the scientific literature. The criterion adopted to choose the studies was the utilization of ergonomic work analysis as the methodological framework. Results and discussion: the studies show the importance of engagement at work, which contradicts the widespread negative image about civil servants, that of being privileged and not working. However, there are many impediments to individual and social engagement, making the work ineffective and endangering the health of civil servants. It discusses the contradiction of new management methods that claim to seek greater quality and efficiency, but do not face the political criteria for the appointment of positions, lack of resources, and low capacity of attendance. Conclusion: activity-centered Ergonomics research in Brazil has shown the association between the possibility to provide public services and the health of civil servants. The need to integrate Ergonomics to the design of public policies is discussed.