Scielo RSS <![CDATA[Anais Brasileiros de Dermatologia]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0365-059620030004&lang=en vol. 78 num. 4 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Pseudo-cancer. Pre-cancerous lesions. Carcinoma <i>in situ</i></b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0365-05962003000400001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Cicatrization</b>: <b>current concepts and auxiliary resources - Part I</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0365-05962003000400002&lng=en&nrm=iso&tlng=en - O estudo da cicatrização da pele envolve uma enorme gama de eventos e de situações especiais. Exige conhecimentos básicos de anatomia, histologia, bioquímica, imunologia, farmacologia, entre outras ciências. O artigo faz revisão dos conceitos de cicatrização, em seus diversos aspectos, e ressalta a importância da atuação multidisciplinar na abordagem das feridas, bem como a percepção do paciente como um todo. São abordados os aspectos econômicos que representam as feridas agudas e crônicas. Apresenta ainda os recursos que podem auxiliar o processo de cicatrização, bem como os diversos tipos de curativos disponíveis.<hr/>The study of cicatrization of the skin involves an enormous gamut of events and special situations. It requires a basic knowledge of anatomy, histology, biochemistry, immunology, pharmacology and many other sciences. This article offers a revision of the concepts of cicatrization, in its diverse aspects, and underscores the importance of a team with practitioners from various fields for the wound management as well as a global perception of the patient. The economic aspects of acute and chronic wounds are considered. Furthermore, the resources which can be used to aid the healing process and the various types of curatives available are also presented. <![CDATA[<b>Allocation of leprosy patients for multidrugtherapy</b>: <b>correlation between the classification according to number of skin lesions and the skin smears examination</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0365-05962003000400003&lng=en&nrm=iso&tlng=en FUNDAMENTOS: A integração das ações de controle da hanseníase às estratégias dos Programas de Saúde da Família e Agentes Comunitários de Saúde, na conformidade do processo de reorganização da atenção básica, fundamentou a atualização das normas da legislação sobre o controle da doença no Brasil. A classificação operacional adotada, para alocação do paciente na poliquimioterapia, foi adaptada da sugerida pela Organização Mundial de Saúde, essencialmente clínica, baseada no número de lesões cutâneas. De acordo com essa recomendação, são considerados paucibacilares (PB) os casos com até cinco lesões e multibacilares (MB) os com mais de cinco lesões cutâneas.O que se discute é a validade desse método de classificação, que toma como referência apenas aspectos clínicos. OBJETIVOS: Avaliar o método clínico de classificação baseado no número de lesões cutâneas correlacionando-o com os resultados dos exames baciloscópicos de esfregaços da pele. MÉTODOS: A fonte de informações foi o banco de dados no qual são registradas informações clínicas, epidemiológicas e laboratoriais dos pacientes. Foram selecionados 837 registros do período de 1986 a 1999, e os critérios avaliados foram o número de lesões cutâneas e o resultado do exame baciloscópico, ambos no momento do diagnóstico. Estabeleceu-se a comparação e calcularam-se a sensibilidade e especificidade relativa e os valores preditivo positivo e negativo do critério lesão cutânea e determinou-se a concordância entre o número de lesões e a baciloscopia por meio do cálculo do índice Kappa (k). RESULTADOS: Dos 837 casos avaliados, 652 apresentavam baciloscopias positivas, e 185, negativas. Dos positivos, 68 (11.4%) apresentavam menos de cinco lesões, e dos negativos 30 (16.0%) apresentavam mais de cinco lesões cutâneas. A sensibilidade e a especificidade do critério clínico foram de 89.6% e de 83.8% respectivamente, e o valor preditivo positivo de 95.1%, e o negativo de 69.5%. CONCLUSÃO: o método clínico baseado no número de lesões cutâneas para classificação dos pacientes hansenianos apresenta limitações que não invalidam sua operacionalidade, porém novos critérios devem ser desenvolvidos possibilitando uma melhor acurácia na alocação dos pacientes nos esquemas poliquimioterápicos.<hr/>BACKGROUND: The integration of leprosy control programs into the basic health system led to the updating of norms in legislation regarding control of the disease. The operational classification adopted for allocating patients for an appropriate multidrug therapy is the one recommended by the World Health Organization (WHO); it is essentially clinical, based on the number of skin lesions. Cases with up to 5 skin lesions are considered paucibacillary (PB) and with more than 5 skin lesions are multibacillary (MB). OBJETIVES: The results of skin smears were correlated to the number of skin lesions, with the objective of evaluating the clinical method of classification. METHODS: The source of information was the data bank where detailed epidemiological, clinical and laboratory information on patients is kept. Data referring to the skin smears of 837 cases from 1986 to 1999 were collected. The criteria were to analyze, using the standard reference method, the number of lesions compared to the results of the skin smear exams. From this comparison, a calculation was made of the relative sensitivity and specificity as well as the positive and negative predictive values using the criterion of cutaneous lesions to evaluate the agreement between the number of lesions and the skin smear calculated by means of the kappa index (k). RESULTS: Of the 837 cases evaluated, 652 presented positive skin smears and 185 negative. Thirty (16.0%) of the patients with negative skin smears presented more than 5 skin lesions. Among the 652 patients with positive skin smears, 68 (11.4%) presented less than 5 skin lesions. Regarding sensitivity and specificity of the clinical method, we found the negative predictive value was 69.5% while the positive predictive value was 95.1%. CONCLUSION: The clinical method based on the number of skin lesions presents limitations that do not invalidate its usefulness, although there is a need for new criteria that allow more accuracy in the allocation of patients to multidrug regimens. <![CDATA[<b>Study of age-related changes in human skin using histomorphometric and autofluorescence approaches</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0365-05962003000400004&lng=en&nrm=iso&tlng=en FUNDAMENTOS: O processo de envelhecimento tecidual é evidente nas modificações visíveis na pele, resultando em importantes implicações psicológicas para o indivíduo e crescente interesse científico. OBJETIVOS: O presente trabalho objetivou analisar as alterações da pele normal com o envelhecimento mediante estratégias de histomorfometria e autofluorescência. MÉTODOS: Foram coletadas amostras de pele do abdômen de 18 cadáveres, incluindo cinco indivíduos jovens (menos de 20 anos), sete indivíduos com idade intermediária (20-60 anos) e seis indivíduos idosos (mais de 60 anos). Foram feitos cortes histológicos em parafina seguidos de coloração pela Hematoxilina-Eosina (H&E) e pelo tricrômio de Van Gieson-elastina. Avaliaram-se a espessura da epiderme e derme, e a superfície de contato epidermo-dérmica. Investigaram-se ainda as modificações qualitativas do aparelho colágeno-elástico, considerando sua disposição espacial na derme. Espécimes corados em H&E também foram utilizados para autofluorescência. RESULTADOS: A espessura da epiderme e derme do grupo idoso foi significativamente diminuída (p<0,05) em relação aos demais grupos. Os grupos idoso e intermediário exibiram acentuada redução na superfície de contato epiderme-derme (p<0,05). Detectaram-se a perda da distribuição em rede das fibras elásticas com sua progressiva fragmentação, alterações da compactação do colágeno e espessamento da membrana basal com o envelhecimento. CONCLUSÃO: O envelhecimento leva à redução da espessura da derme e epiderme, bem como ao aplanamento da junção dermo-epidérmica. As mudanças da pele ao longo da vida nem sempre seguem um perfil linear, mostrando drásticas alterações nas últimas décadas de vida. O método de autofluorescência mostrou-se um instrumento valioso no estudo da complexa relação espacial das fibras elásticas e colágenas.<hr/>BACKGROUND: Age-related changes are easily recognized by examining the skin and lead to important psychological implications, motivating increased scientific interest. OBJECTIVES: This study aimed to analyze, by histomorphometric and autofluorescence approaches, the aged-related alterations in normal human skin. METHODS: Normal abdominal skin samples were taken from eighteen cadavers, including five young subjects (below 20 years old), seven subjects with intermediate age (20-60 years old) and six elderly subjects (over 60 years old). Paraffin-embedded sections were prepared and stained by Hematoxylin and Eosin (H&E) and Van Gieson-elastin trichrome. Afterwards, the H&E specimens were also used for autofluorescence technique. RESULTS: The thickness of elderly epidermis and dermis was reduced compared to middle-aged and young age groups (p<0.05). The elderly and middle-aged groups also showed a marked reduction in the epidermal-dermal contact surface (p<0.05) in comparison to the young group. In addition, we detected a loss of the distribution in the elastic fiber network in the elderly with progressive fragmentation, as demonstrated by Weigert's stain for elastin and poor fluorescent contrast. CONCLUSION: The thickness of the epidermis, dermis, and epidermal-dermal interface contact surface decreased in the aged skin. The changes throughout life in the normal skin did not follow a continuous linear profile, showing drastic alterations especially in the last decades. Autofluorescence approach proved to be an important additional tool for studying the complex relation-ship between the elastic and collagen fibers. <![CDATA[<b>Retrospective study of 288 liposuctions carried out at the dermatology service of the "Hospital do Servidor Publico Municipal de </b><b>São Paulo</b><b>"</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0365-05962003000400005&lng=en&nrm=iso&tlng=en RESUMO FUNDAMENTOS: A lipoaspiração ou lipossucção consiste na remoção cirúrgica de gordura subcutânea. Inicialmente foram realizadas pelo método "seco", sem nenhuma infiltração local de solução anestésica com sérias complicações pós-operatórias. Após a introdução da técnica "tumescente" com a utilização da solução de Klein tornou-se possível realizar cirurgias de lipoaspiração de forma segura. OBJETIVO: Analisar as cirurgias de lipoaspiração pela técnica tumescente quanto a sexo, idade, localização, volume aspirado, quantidade de gordura retirada, volume de solução anestésica de Klein utilizado e possíveis complicações. MATERIAL E MÉTODOS:Trata-se de estudo retrospectivo, desenvolvido no período de 1994 a 2000, de 288 cirurgias de lipoaspiração realizadas em 266 pacientes, no ambulatório na Clínica de Dermatologia do Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo. RESULTADOS: Houve nítido predomínio do sexo feminino em relação ao sexo masculino, sendo a faixa etária mais freqüente a de 30-50 anos de idade. As regiões mais freqüentemente lipoaspiradas foram: abdômen, região trocantérica e flancos. A quantidade de gordura aspirada e o volume da solução de Klein injetado variaram conforme a região operada. Não foram observadas complicações no trans e pós-operatório. CONCLUSÃO: A cirurgia é segura, podendo ser realizada em ambulatório. A solução de Klein permite realizar a cirurgia com anestesia local oferecendo suficiente analgesia intra e pós-operatória, com rápida recuperação. Quando a lipoaspiração é realizada com anestesia tumescente, obedecendo a uma seleção criteriosa dos pacientes, os riscos cirúrgicos são extremamente raros.<hr/>BACKGROUND: Liposuction consists in the surgical removal of subcutaneous fat. Initially, liposuction used to be performed by the "dry" method, without the local infiltration of any anesthetic solution, which led to serious postoperative complications. The introduction of the tumescent technique through the use of Klein solution made it possible to perform safe surgical liposuction. OBJECTIVE: To analyze liposuction surgery performed through the tumescent technique regarding sex, age, body regions operated upon, quantity of suctioned fat, quantity of removed fat, volume of Klein anesthetic solution injected, and eventual complications. MATERIAL AND METHOD: This is a retrospective study of 288 liposuction surgeries performed on 266 patients from 1994 to 2000. The surgeries were performed in the ambulatory surgical center of the Dermatology Clinic of Hospital do Servidor Publico Municipal de São Paulo. RESULTS: Patients' age ranged from ages 20 to 50, and female patients clearly outnumbered male patients. The abdomen (including flanks) and trochanteric region were the most liposuctioned body sites. The quantity of excised fat and the volume of Klein solution injected varied according to the body region operated upon. No complications were observed during intraoperative and postoperative phases. CONCLUSION: Liposuction is a safe surgical procedure that can be performed in ambulatories. Klein solution permits local anesthesia, providing sufficient anesthesia during intraoperative and postoperative phases as well as quick recovery. When liposuction is performed with the use of tumescent anesthetic upon carefully selected patients, surgical risks are extremely rare. <![CDATA[<b>Onychomycosis caused by emergent fungi</b>: <b>clinical analysis, diagnosis and revision</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0365-05962003000400006&lng=en&nrm=iso&tlng=en FUNDAMENTOS: As dermatomicoses causadas por fungos emergentes são entidades clínicas raras, à exceção das onicomicoses. Como certos fungos e leveduras podem residir na pele, a positividade em culturas de escamas ungueais deve ser interpretada obrigatoriamente em concordância com os respectivos dados clínicos, exames diretos das amostras, quantificação das colônias isoladas em relação aos pontos de inoculação e, principalmente, deve a positividade ser mantida após a repetição dos cultivos. A invasão da unha por fungos não dermatofíticos (nondermatophytic molds, NDM) em diferentes estudos varia de 1,45% a 17,6%. OBJETIVOS: Os objetivos do trabalho são mostrar a ocorrência e realçar a importância dos fungos emergentes como causadores de onicomicose. MÉTODOS: As unhas dos pacientes atendidos nos consultórios dos dermatologistas foram examinadas, e, caso houvesse suspeita clínica de onicomicose, coletavam-se amostras que eram enviadas para exame micológico no laboratório. RESULTADOS: Neste estudo, foram avaliados 2.271 pacientes e diagnosticada onicomicose em 400 deles, sendo 264 com acometimento das unhas do pé, e 136 das unhas da mão. O agente etiológico foi confirmado pelo exame micológico direto e crescimento em cultura. A onicomicose por fungos emergentes representou 4,5% de todas as infecções de unha. Foram detectadas as leveduras do gênero Candida (49%) como agentes etiológicos mais freqüentes de onicomicoses nas unhas das mãos e em mulheres. Em contraste, os dermatófitos foram os mais freqüentes de todas as onicomicoses dos pés, no total de 186 (46,5%). CONCLUSÃO: Ao contrário da rotina diagnóstica hoje utilizada, concluiu-se que o diagnóstico correto do agente etiológico da onicomicose não dermatofítica deve obedecer a determinados critérios, dos quais se destaca o conjunto formado pela positividade no exame direto, na cultura, com comprovação na repetição do exame.<hr/>BACKGROUND: Dermatomycoses caused by emergent fungi are rare clinical entities, except in onychomycosis. As certain fungi and yeasts can be resident in the skin, the positivity in cultures of ungual samples should be interpreted in accordance with respective clinical data, direct exams of the samples, quantification of isolated colonies in relation to the inoculation points and persistent positivity after multiple cultures. The invasion of fingernails by nondermatophytic fungi (NDF) is rare and in various studies the prevalence ranges from 1.45% to 17.6%. OBJETIVES: The objectives of this work were to describe the occurrence and underscore the importance of emergent fungi as causes of onychomycosis. METHODS: The finger and toenails of patients presenting at dermatologists' consulting rooms were examined. Whenever there was clinical suspicion of onychomycosis, nail samples were obtained for mycological examination at a central laboratory. RESULTS: In this study, 400 of 2271 patients with onychomycosis were followed-up, 264 and 136 with involvement of the toenails and fingernails, respectively. The etiological agent was confirmed by means of a direct mycological exam and growth in culture. In the present work, yeasts of the Candida genus (49%) were detected as the most frequent etiological agents of fingernail onychomycosis, occurring more often in women. In contrast, the dermatophytes were the most frequent pathogen in toenails, in 186 patients (46.5%). Onychomycosis by emergent fungi represented 4.5% of all nail infections. CONCLUSION: The authors consider that a correct diagnosis of the etiological agent of non-dermatophytic onychomycosis should follow certain criteria, among which the positivity of direct exam, in the culture and its confirmation by means of repeated exams. <![CDATA[<b>Albopapuloid epidermolysis bullosa (Pasini's variant)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0365-05962003000400007&lng=en&nrm=iso&tlng=en A epidermólise bolhosa albopapulóide é doença rara, de caráter autossômico dominante, também conhecida como epidermólise bolhosa distrófica albopapulóide de Pasini. Os autores relatam o caso de uma paciente de 37 anos de idade, com início do quadro aos sete anos, com lesões bolhosas e milia nas áreas de traumatismo, além de máculas hipocrômicas e atróficas (lesões albopapulóides) no corpo. A paciente também apresenta pele apergaminhada, xerótica, e distrofia ungueal dos pés. A histopatologia da lesão bolhosa revelou clivagem subepidérmica, compatível com o diagnóstico clínico.<hr/>Albopapuloid epidermolysis bullosa (Pasini's variant) is a rare, autosomal dominant inherited disorder. The authors report the case of a 37-year-old female patient with blisters on trauma areas, atrophic macules (albopapuloid lesions) and milia, with onset of disease at age seven. The histopathological exam of the blister reveals a subepidermal cleavage. <![CDATA[<b>Eccrine angiomatous hamartoma</b>: <b>a painful tumor</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0365-05962003000400008&lng=en&nrm=iso&tlng=en O hamartoma angiomatoso écrino (HAE) é lesão benigna, em geral, congênita. Apresenta-se na maioria dos casos como nódulo ou placa cor da pele ou eritematosa associada ou não à hiperidrose focal e dor. Localiza-se preferencialmente nos membros inferiores, próximo aos joelhos ou nos artelhos, mas lesões na face, região cervical, sacra e tronco foram descritas. O principal diagnóstico diferencial deve ser feito com o tumor glômico. Em geral, o HAE tem evolução benigna, havendo relatos de remissão espontânea da dor, sem necessidade de remoção. Contudo, foram descritos casos em que a dor levou à exérese da lesão e mesmo à amputação do membro afetado. Os autores relatam um caso de hamartoma angiomatoso écrino de aparecimento tardio, com sintomatologia exuberante e de difícil tratamento.<hr/>Eccrine angiomatous hamartoma (EAH) is a benign lesion usually present at birth. In most cases it presents as a flesh-colored or erythematous nodule or patch. It may or may not be associated with focal hyperhydrosis and pain. It is most commonly located in the lower extremities, near the knee or on the toes, but lesions on the face, sacral and cervical region and trunk have been described. The main differential diagnosis should be made with a glomus tumor. In general, EAH shows benign behavior, and spontaneous remission of pain has been described. Cases have been reported in which the pain led to excision and even to amputation of the affected member. The authors present a case of late onset EAH, with exuberant symptoms, which was difficult to treat. <![CDATA[<b>Mosaic epidermolytic hyperkeratosis</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0365-05962003000400009&lng=en&nrm=iso&tlng=en A hiperceratose epidermolítica é doença genética da queratinização e inicialmente foi descrita sob a sinonímia de eritrodermia ictiosiforme congênita bolhosa. Caracteriza-se por apresentar herança autossômica dominante, podendo ocorrer mutação espontânea em 50% dos casos. Usualmente apresenta-se ao nascimento com bolhas, eritema e descamação, evoluindo para hiperceratose com ou sem eritrodermia associada. A histopatologia é típica, destacando-se camada córnea intensamente espessada, com degeneração vacuolar na porção superior da epiderme. Têm sido relatados casos esporádicos por mutação pós-zigótica durante a embriogênese, caracterizando o padrão em mosaico do envolvimento cutâneo, com áreas de hiperceratose alternando com pele sã, seguindo as linhas de Blaschko. As mutações têm sido relatadas nos genes das citoqueratinas 1 e 10. Os autores apresentam o caso de um adolescente de 15 anos de idade, que aos 10 meses de vida apresentou vesículas e bolhas que evoluíram para lesões hiperceratósicas acometendo os membros, o tronco e a região cervical. Tais lesões seguem as linhas de Blaschko e se alternam com pele sã. O exame histopatológico foi compatível com hiperceratose epidermolítica. O paciente recebeu tratamento com acitretin, obtendo boa resposta.<hr/>Epidermolytic Hyperkeratosis is a genetic disorder of keratinization, initially described as bullous ichthyotic erythroderma. It is transmitted as an autosomal dominant trait, although 50% of cases may occur as spontaneous mutations. This disease frequently presents with blistering, redness and peeling at birth. With time it may develop into generalized hyperkeratosis with or without erythroderma. It has a distinctive histopathologic feature of vacuolar degeneration of the upper epidermis and associated thick stratum corneum. Sporadic epidermolytic hyperkeratosis due to postzygotic, spontaneous mutation during embryogenesis may appear in a mosaic pattern of skin involvement showing areas of hyperkeratosis distributed in streaks along Blaschko's lines, and alternating with normal skin. Mutations occur in either keratin 1 and 10. The authors present the case of a 15 year-old adolescent, who since the age of ten has presented vesico-bullous lesions that gradually became hyperkeratotic. They affected the limbs, the body and the cervical region following Blaschko's lines, and alternating with normal skin. The histopathologic study was compatible with epidermolytic hyperkeratosis. He was treated with acitretin, which obtained a good response. <![CDATA[<b>Neuropeptides in the skin</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0365-05962003000400010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Há evidências crescentes de que a inervação cutânea é capaz de modular uma variedade de fenômenos cutâneos agudos e crônicos, interagindo com as células da pele e seus componentes imunes. Essa forma de sinalização local entre tecido nervoso e tecido cutâneo ocorre especialmente por meio dos neuropeptídeos, uma numerosa família de neurotransmissores de natureza química comum e nomenclatura heterogênea presentes em todo o sistema nervoso e secretados pelas fibras nervosas cutâneas. São alvo desta revisão os neuropeptídeos substância P (SP), o peptídeo relacionado ao gene da calcitonina (CGRP), o peptídeo vasoativo intestinal (VIP), o peptídeo ativador da adenilato-ciclase pituitária (PACAP), o neuropeptídeo Y (NPY) e a somatostatina (SOM). Serão discutidas suas ações sobre as células da pele e sistema imune, bem como estudos recentes que sugerem a participação dos neuropeptídeos nas respostas inflamatórias cutâneas, nas reações de hipersensibilidade e em dermatoses humanas, notadamente na psoríase, dermatite atópica, hanseníase e alopecia.<hr/>There is increasing evidence that cutaneous nerve fibers play a modulatory role in a variety of acute and chronic skin processes. Local interactions between skin cells, skin immune components and neuronal tissues occur specially through neuropeptides, a large family of chemically-related neurotransmitters exhibiting a heterogeneous nomenclature. Neuropeptides are ubiquitous in central and peripheral nervous systems, being directly released in skin by cutaneous nerve fibers. This review is focused on the actions of substance P (SP), calcitonin gene-related peptide (CGRP), vasointestinal peptide (VIP), pituitary adenylate cyclase-activating polypeptide (PACAP), neuropeptide Y (NPY) and somatostatin (SOM). Neuropeptide-related functions on skin and immune cells are also discussed, as well as recent findings implicating nerve fibers in cutaneous inflammatory responses, hypersensitivity reactions and dermatoses, namely psoriasis, atopic dermatitis, leprosy and alopecia. <![CDATA[<b>Peutz-Jeghers Syndrome</b>: <b>treatment of oral lentiginosis with Alexandrite laser</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0365-05962003000400011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Descreve-se o caso de uma paciente de 10 anos de idade, com síndrome de Peutz-Jeghers, que há oito anos apresentava manchas escuras nos lábios. As lesões da mucosa oral foram tratadas com laser de Alexandrita 755 nm, de pulso longo(3ms),com bons resultados estéticos.<hr/>We describe the case of a 10-year-old patient with Peutz-Jeghers Syndrome associated with brown melanin spots on the lips and onset 8 years previously. The oral lesions were treated using a long-pulse (3ms) Alexandrite 755 nm laser, with good results. <link>http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0365-05962003000400012&lng=en&nrm=iso&tlng=en</link> <description/> </item> </channel> </rss> <!--transformed by PHP 11:12:03 21-12-2014-->