Scielo RSS <![CDATA[Rem: Revista Escola de Minas]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=0370-446720040004&lang=en vol. 57 num. 4 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <link>http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0370-44672004000400001&lng=en&nrm=iso&tlng=en</link> <description/> </item> <item> <title/> <link>http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0370-44672004000400002&lng=en&nrm=iso&tlng=en</link> <description/> </item> <item> <title><![CDATA[<B>Utilização de reagentes auxiliares na filtragem</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0370-44672004000400003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Esse trabalho teve como objetivo estudar o efeito de auxiliares químicos de filtragem na formação e desaguamento de tortas de produtos de finos de minérios de ferro. Foram utilizados um floculante fracamente aniônico e dois surfatantes aniônicos. Empregou-se uma montagem de laboratório que inclui uma balança interligada a um microcomputador. A tensão superficial foi medida por meio de tensiômetro, usando o método da lâmina. A adição do floculante reduziu significativamente o tempo de formação da torta, aspecto da maior relevância para a operação industrial, porém causou ligeiro aumento na umidade final da torta. A adição de surfatantes propiciou um abaixamento na tensão superficial do filtrado, entretanto não levou ao esperado abaixamento significativo da umidade final da torta.<hr/>The purpose of this study was to investigate the effect of chemical filter aids on the formation and dewatering of cakes of fine iron ore products. A weakly anionic flocculant and two anionic surfactants were utilized. The filtration apparatus employed includes a balance interfaced with a microcomputer. The surface tension was measured by means of a tensiometer, using the plate method. The addition of flocculant caused a significant reduction of the cake formation time, an aspect of major relevance for industrial operation, but a slight increase in the final cake moisture was observed. Both surfactants decreased the values of the surface tension, however the expected significant decrease of the final cake moisture was not achieved. <![CDATA[<B>Movimentos em encostas de Ouro Preto, MG </B>: <B>o caso da Vila São José</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0370-44672004000400004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Esse trabalho discute os movimentos em encostas de Ouro Preto, a partir de um exemplo envolvendo um escorregamento em talude no Morro do Curral, localizado na Vila São José. Alerta-se acerca dos riscos de movimentos devido à inadequada ocupação urbana na base da encosta, enfatizando o problema da ação antrópica e suas conseqüências na reincidência de movimentos. A ação do intemperismo químico no comportamento do material rochoso é discutida. Um levantamento preciso do escorregamento em campo é apresentado, mostrando a geometria da superfície de ruptura. O levantamento de campo permitiu a exata reconstituição da superfície de ruptura.<hr/>In this work the landslides in Ouro Preto have been discussed through an example involving a landslide in a slope at Morro do Curral, situated in Vila São José. The risks of landslides due to the inadequate urban expansion at the base of the hill have been presented, pointing out the problem of the comeback of movements. The effect of chemical weathering on the rock mass behavior has been discussed. A precise field survey of the landslide has been presented, showing the geometry of the failure surface. The field survey allowed the exact reconstitution of the failure surface. <![CDATA[<B>Fundamentos para simulação dos desmontes de rocha por explosivos</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0370-44672004000400005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Esse artigo apresenta alguns resultados do trabalho de pesquisa realizado para preparação da tese de doutorado sobre a utilização da simulação da fragmentação no processo de desmonte de rochas por explosivos. É apresentado um programa de computador denominado SIMBLAST que utiliza a linguagem de programação Visual Basic. O programa foi desenvolvido com base nos modelos Kuz-Ram e TCM - Two Components Model, descritos nesse artigo. Os dados para teste do simulador foram levantados nas detonações de hematita dura (HD) e hematita mole (HM), nas minas de minério de ferro de Carajás, da Companhia Vale do Rio Doce, localizadas no sul do Estado do Pará, com a finalidade de comparação dos resultados da curva granulométrica gerada pelos dois modelos.<hr/>This article shows some results of the doutorate thesis about blast simulation. It's looked for the development of blast simulation estabilished in Kuz-Ram and TCM (Two Components Model) models. For that was developed a software called SIMBLAST. The data for this test of simulate was took in the iron mine in Carajás owned by CVRD - Companhia Vale do Rio Doce, located in the south of Para State. The simulator was tested firstly in blasting of hard hematite (HD) and soft hematite (HM) with the intention of compararison of the models <![CDATA[<B>Diagnóstico dos garimpos de topázio imperial no Alto Maracujá, Sub-bacia do rio das Velhas, MG</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0370-44672004000400006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Esse estudo apresenta um diagnóstico dos garimpos de topázio imperial na cabeceira do rio Maracujá, denominada Alto Maracujá, em Cachoeira do Campo, distrito de Ouro Preto, Minas Gerais. Há muitos anos atuante na região, o garimpo é acusado de afetar seriamente a infra-estrutura e o meio ambiente da região, com destaque para os impactos na drenagem e nas matas ciliares. Para realização do diagnóstico ambiental da atividade garimpeira na região, utilizaram-se técnicas de avaliação de impacto ambiental, visitas a campo, entrevistas, levantamento da literatura técnica e histórica da região e localização dos garimpos via GPS. O estudo apresenta os efeitos no meio ambiente e infra-estrutura, bem como a interação sócio-econômica da atividade na região.<hr/>This study presents a diagnosis of the imperial topaz artisanal mining (garimpo) at the head of Maracujá river, called high Maracujá, Cachoeira do Campo, district of Ouro Preto, Minas Gerais. Operating in this region for a long time, the garimpo is accused of seriously affecting the infrastructure and the environment of the region with emphasis on natural drainage and levee's forest impacts. To conduct the environmental diagnosis of the garimpos activity in the region it was used environmental assessment techniques, field trips, interviews, historic literature research and GPS survey of the garimpos. This study presents the effects on the environment and infrastructure as well as the socioeconomic interaction of this activity in the region. <![CDATA[<B>Caracterização mineralógica de azulejos de Salvador e Belém dos séculos XVI, XVII e XIX</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0370-44672004000400007&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo trata da caracterização da composição mineralógica de azulejos antigos pertencentes aos séculos XVI, XVII e XIX, coletados em Salvador e Belém, visando à identificação da sua provável matéria-prima e a possível temperatura de queima. Quartzo foi identificado em todas as amostras. As demais fases cristalinas encontradas foram: mullita, cristobalita, calcita, anortita, hematita, gehlenita, diopsídio e wollastonita. Foi possível dividir as amostras em três grupos, em função da possível matéria-prima e temperatura de queima: grupo 1 - caulinita e quartzo, T entre 1200º e 1728º C; grupo 2 - quartzo, caulinita, calcita e/ou dolomita e óxido ou hidróxido de ferro, T entre 900º e 1200ºC; grupo 3 - quartzo, argilominerais (provavelmente caulinita), calcita e/ou dolomita e hidróxido ou óxido de ferro, T entre 1200º e 1565º C.<hr/>The present article is a study about the mineralogical composition of ancient tiles from centuries XVI, XVII and XIX, found in Belém and Salvador, in order to interpret the possible raw material and burning temperature. Quartz was identified in all samples. Other crystalline phases found are mullite, cristobalite, calcite, anorthite, hematite, gehlenite, diopside and wollastonite. Based on the probable raw material and probable burning temperature it was possible to organize the samples into three groups: group 1 - kaolinite and quartz, T between 1200º and 1728º C; group 2 - kaolinite, calcite and/or dolomite and iron oxide or hydroxide, T between 900º e 1200ºC; group 3 - quartz, clay minerals (probably kaolinite), calcite and/or dolomite, iron oxide or hydroxide, and T between 1200º e 1565º C. <![CDATA[<B>A turquesa de Itacupim, Pará</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0370-44672004000400008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Na ilha de Itacupim, localizada na região costeira do nordeste do Pará, foram encontrados veios de fosfatos de alumínio contendo turquesa, além de quartzo e argilominerais. A ilha é sustentada por espesso perfil laterítico maturo desenvolvido sobre complexo alcalino-ultramáfico mineralizado em apatita. Os veios e vênulas são de espessura centimétrica, normalmente constituídos de wavellita fibro-radial, onde pode ser observada turquesa verde-azulada, em massas subesferolíticas, microcristalinas, intercrescidas com caulinita e oxi-hidróxidos de Mn, além de quartzo. A identificação mineral foi realizada por DRX, microscopia óptica, análises químicas de rocha total, MEV/SED. Os teores de CuO são inferiores aos das turquesas em geral, compensados por Fe2O3 e ZnO. Os subesferolitos de turquesa contêm inúmeras inclusões micrométricas de goyazita ou svanbergita. A ocorrência da turquesa, na forma de veios e vênulas, seu aspecto porcelanado e a conhecida relação desse mineral com ambiente hidrotermal sugerem que a turquesa de Itacupim também seja de origem hidrotermal, reforçada pela sua associação com wavellita, goyazita ou svanbergita, quartzo e argilominerais. Ela não foi encontrada no perfil laterítico. Seu aspecto compacto e sua cor esverdeada abrem perspectivas para seu uso como mineral de gema.<hr/>Veins and veinlets of aluminum phosphates with turquoise occur at the Itacupim Island in the coastal plain northeast the state of Pará. A thick mature lateritic iron crust rich in aluminum phosphates developed an apatite-bearing alkaline-ultramafic complex which constitutes the Island. The veins and veinlets are cm-thick, usually constituted by wavellite, fibrous to radialfibrous, with bony or porcelaneous aspect, and can turquoise. Pebbles of these phosphates inside of apatite-bearing ultramafic rocks are very common at the base of the hang wall, and locally form expressive agglomerates. Turquoise forms half spheroids and is bluish-green, microcrystalline, and is intergrown with kaolinite and Mn oxy-hydroxides. The mineral identification was carried out by XRD optic microscopy, chemical analyses by wet methods and by SEM/EDS. The lower CuO values, in comparison to turquoise elsewhere, are compensated by the higher Fe2O3 and ZnO. The spheroids display countless inclusions of micrometric goyazite or svanbergite. The turquoise relation to veins and veinlets with wavellite, goyazite or svanbergite, quartz and clay minerals, its porcelaneous aspect and well-known occurrence of turquoise in hydrothermal environment indicate that the Itacupim turquoise was formed by the same mechanism. It doesn't display any clear relationship to laterite profile. The color and compact aspect of this turquoise make it suitable for use as gems. <![CDATA[<B>Diamantes do médio rio Jequitinhonha, Minas Gerais</B>: <B>qualificação gemológica e análise granulométrica</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0370-44672004000400009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Os depósitos aluvionares da bacia do Rio Jequitinhonha, em Minas Gerais, constituíram a fonte da maior parte dos diamantes produzidos no Brasil desde 1714 até meados da década de 1980. Essa importância histórica e econômica motivou a apresentação dos dados quanto à granulometria e qualificação gemológica dos diamantes nas áreas de concessão das mineradoras Tejucana e Rio Novo. Em adição, a amostragem adquirida em 14 pontos ao longo do rio é instrumental para a composição de um banco de dados, tendo em vista a identificação da origem de populações de diamantes. No mega-lote estudado, constituído por 186.052 pedras (17.689 ct), merece ser destacada a grande proporção (82,2%) de diamantes gemológicos.<hr/>The Jequitinhonha River basin alluvial deposits, in Minas Gerais, were the source of most of the Brazilian diamond production since 1714 until the last middle eighties. This historical and economical importance is in itself a reason to publish grain-size and gemological quality data concerning the diamonds of the Tejucana and Rio Novo mining companies concession areas. In addition, extensive sampling (186,052 stones or 17,689 ct) on 14 locations along the river can contribute to create an important database to identify the origin of different diamond populations. Among other observations, the high proportion (82,2%) of gem diamonds should be stressed. <![CDATA[<B>Avaliação da densidade <I>in situ</I> de barragens de rejeitos com o penetrologger</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0370-44672004000400010&lng=en&nrm=iso&tlng=en As diferenças nas características granulométricas e nos processos de disposição dos resíduos de mineração tendem a afetar, de forma significativa, o comportamento geotécnico das estruturas responsáveis pela sua contenção. Nesse sentido, algumas metodologias de controle da fase construtiva dos alteamentos foram propostas baseando-se em correlações entre as densidades e os parâmetros de resistência dos rejeitos. Entretanto essas metodologias apresentam limitações relacionadas à obtenção de amostras representativas, particularmente nos rejeitos granulares. Nesse contexto, o objetivo desse trabalho consistiu na proposição de uma metodologia alternativa para determinação da densidade in situ de rejeitos de minério de ferro com a utilização de um equipamento de penetração estática de pequeno porte denominado penetrologger. A realização conjunta de ensaios com o cilindro biselado e o penetrologger nas barragens de rejeitos do Quadrilátero Ferrífero permitiu atestar a aplicabilidade do equipamento.<hr/>The differences in the characteristics and the placement processes during the waste disposal tend to affect the geotechnical behaviour of tailings dams. Some methodologies of quality control during the construction phase have been proposed, which are based on the correlation between densities and strength parameters. Considering these methodologies, it is possible from field density analyses, to verify changes in the geotechnical parameters during construction phase. However, it has been observed that the field density measurements tend to present some problems due to the difficulties in obtaining representative samples, particularly for granular tailings. In this context, the proposal of this investigation was to evaluate an alternative methodology based on the static penetration equipment (penetrologger test). Some tests have been carried out on a tailings dam in the Minas Gerais State, Brazil, in the mining region known as "Quadrilátero Ferrífero". The tests were made during the construction phase using the penetrologger to evaluate field densities. <![CDATA[<B>Provas de carga em estacas pré-moldadas ensaiadas em areias porosas</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0370-44672004000400011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Os solos porosos arenosos colapsíveis ocorrem na região central do Brasil, representando 5% da área do país. Esses coluviões porosos alcançam espessuras de até 15 metros. Nesse trabalho, foram construídas estacas pré-moldadas de concreto, instrumentadas, especialmente confeccionadas para essa pesquisa. Essas estacas foram cravadas em solo arenoso de alta porosidade, colapsível, situado na região oeste do Estado de São Paulo. Diversas provas de carga axiais, estáticas, foram efetuadas em seis estacas (por ensaios de compressão, tração e carregamento horizontal). Foram realizados, ainda, ensaios geotécnicos laboratoriais e de campo nesses solos, com o intuito de melhor caracterizar o campo experimental estudado.<hr/>Collapsibles porous sands are found to a large extent of Brazil, representing 5% of the country. In the layers of those soils the thickness are of to 15 meters. Precast-concrete piles were build, with instrumentation, made to that research. The piles were drive in soil sandy porous collapsible, found in the state of São Paulo (Brazil). Vertical static load tests were made in six piles (compression, uplift forces and horizontal loading). There were performed field tests and laboratory in samples obtained from the subsoil, aiming geotechnical characterization of the place. <![CDATA[<B>Software para a simulação do comportamento de barras de aço sujeita a esforços</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0370-44672004000400012&lng=en&nrm=iso&tlng=en Observa-se que atualmente o dimensionamento de barras de aço sujeitas à ação de esforços é feito, na maioria das vezes, utilizando-se programas computacionais ou uma seqüência de fórmulas, sem que ocorra um entendimento do comportamento da estrutura. O não entendimento desse comportamento dificulta a aplicação do formulário ou dos softwares em problemas novos e menos comuns. Será apresentado, nesse trabalho, um programa computacional que simula o comportamento de peças de aço submetidas a esforços. Nesse programa é mostrado, através de animações gráficas 3D, o comportamento de peças tracionadas, comprimidas, fletidas, sujeitas a tensões combinadas e vigas mistas. Será apresentado, também, um software que monitora o dimensionamento de peças de aço submetidas a esforços. O programa possui um banco de dados com as fórmulas e tabelas necessárias para efetuar os cálculos. O usuário deverá trazer essas fórmulas para o seu ambiente de trabalho, que é a página em que está trabalhando, e, posteriormente, especificar os valores adotados para cada um dos seus parâmetros. O programa monitora o cálculo e aponta os erros cometidos. O software permite que o calculista utilize a seqüência de fórmulas que desejar e monitora a resolução de um grande número de problemas.<hr/>We observed that actually the dimension of steel bars submits to efforts action is done, most of time, using computer programs or a sequence of formulas without happening an understanding of the structure behaviour. The no understanding of this behaviour difficults the aplication of the formulary or of the softwares in new and less common problems. It will be introduced, in this work, a computer program that simulates the behavior of steel pieces submited to efforts. It will be showed, through animations, the behaviour of tensioned bars, compressed bars, beams, bars subject to combined tensions and mixed beams. We intend to introduce, also,a software that monitors the dimension of steel bars submited to efforts. The program has a data bank with the formulas and necessary tables. The calculist should bring this formulas to his work surroundings, that's the page in wich he is working, and later specify the values adopted for each one of his parameters. The program controls and points out the mistakes that has been done. The software allows the calculist to use the sequence of formulas that he wants and monitors the resolution of a big number of problems. <![CDATA[<B>Eletroquímica da pirita e da arsenopirita na presença de amil xantato de potássio</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0370-44672004000400013&lng=en&nrm=iso&tlng=en O ouro é encontrado freqüentemente na natureza associado a sulfetos, como pirita e arsenopirita. Geralmente, tais sulfetos são concentrados por flotação para posterior tratamento hidrometalúrgico. A flotabilidade dos sulfetos minerais depende do balanço hidrofílico/hidrofóbico, que é induzido, respectivamente, pelos produtos de oxidação formados nas superfícies minerais e pelo processo de adsorção do coletor, que, por sua vez, não pode ser completamente interrompido pela presença da camada de produtos de oxidação. No presente trabalho, foram tomadas medidas de potencial de repouso de pirita e de arsenopirita, indicando que tais minerais, após adição de solução de H2O2 10 % v/v a 1 mL/min, são oxidados a Fe(OH)3 e FeOOH, respectivamente. As voltametrias cíclicas indicaram que, tanto para a pirita, quanto para a arsenopirita, as espécies responsáveis por conferir hidrofobicidade aos sulfetos (xantato férrico e dixantógeno, respectivamente) se formam em potenciais mais elevados, na presença de produtos de oxidação em suas superfícies. Medidas de potencial de repouso indicaram que a pirita sofre oxidação com formação de Fe(OH)3, entretanto, ao ser interligada à arsenopirita, torna-se catodicamente protegida e, portanto, menos suscetível à oxidação. Quando nitrogênio foi borbulhado na solução, o potencial de repouso da arsenopirita, ao ser interligada à pirita, atingiu valores mais elevados, sugerindo que nessa interação ela se comporta anodicamente.<hr/>Gold is frequently found in nature associated with sulfides, as pyrite and arsenopyrite. Usually, these sulfides are concentrated by flotation and submitted to posterior hydrometallurgical treatment. The flotability of the sulfide minerals depends on the hydrophilic/hydrophobic balance, which is induced respectively by the oxidation products formed on the minerals surface and by the collector adsorption that can not be completely interrupted by the presence of oxidation products. In the present work, rest potentials measurements for pyrite and arsenopyrite indicated that after the addition of hydrogen peroxide solution 10 % v/v in a 1 mL/min rate, these minerals were oxidized to Fe(OH)3 and FeOOH, respectively. Cyclic voltammetries indicated that ferric xanthate and dixanthogen are the species responsible for the hydrophobicity of pyrite and arsenopyrite respectively. Furthermore, the minerals oxidation leads to the formation of those species at more elevated potentials. Rest potentials measurements indicated that the formation of Fe(OH)3 on the pyrite surface due its oxidation is inhibited when this mineral is connected to arsenopyrite. The rest potential of arsenopyrite in the presence of nitrogen bubbling is more elevated when connected to pyrite, indicating its anodic behavior. <![CDATA[<B>Effects of deformation on the microstructure of a Ti-V microalloyed steel in the phase transition region</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0370-44672004000400014&lng=en&nrm=iso&tlng=en Os aços microligados são usados em peças automotivas forjadas, tais como girabrequins e bielas. Essas peças são trabalhadas a quente em uma seqüência de estágios, que inclui o aquecimento até a temperatura de encharque, seguido por vários passes de forjamento, e, finalmente, há um resfriamento controlado para definir a microestrutura e propriedades mecânicas. Nesse trabalho, foram investigados o comportamento termomecânico e a evolução microestrutural de um aço microligado Ti-V na região de transição de fase. Os testes de torção foram feitos em múltiplos passos com deformação verdadeira de 0,26 em cada passo. Após cada passo de torção, as mostras foram resfriadas continuamente por 15 segundos para simular as condições de forjamento a quente. Esses testes forneceram resultados da temperatura de início de transformação de fase e permitiram analisar as mudanças de microestrutura. Foram, também, realizados os testes de trabalhabilidade para analisar a evolução microestrutural por microscopia ótica e eletrônica de varredura. Os resultados dos testes de torção mostraram que a temperatura de início de transformação de fase está em torno de 700ºC. Os testes de trabalhabilidade feitos a 700ºC seguidos por resfriamento em água apresentaram microestruturas com características distintas: regiões encruadas e de recristalização estática e dinâmica. Os testes de trabalhabilidade de 700ºC seguidos por resfriamento ao ar mostraram uma complexa microestrutura de ferrita, bainita e martensita, enquanto que os testes feitos em 650 e 600ºC seguidos por resfriamento em água apresentaram uma microestrutura com ferrita alotriomórfica presente nos contornos de grão da austenita.<hr/>Microalloyed steels are used in the forging of many automotive parts like crankshafts and connecting rods. They are hot worked in a sequence of stages that includes the heating to the soaking temperature, followed by forging steps, and finally the controlled cooling to define the microstructure and mechanical properties. In this work it was investigated the thermomechanical behavior and the microstructural evolution of a Ti-V microalloyed steel in the phase transition region. Torsion tests were done with multiple steps with true strain equal to 0.26 in each step. After each torsion step the samples were continuous cooled for 15 seconds to simulate hot forging conditions. These tests provided results for the temperature at the beginning of the phase transformation, and allowed to analyze the microstructural changes. Also, workability tests were held to analyze the microstructural evolution by optical and scanning electron microscopy. Results from the torsion tests showed that the temperature for the beginning of phase transformation is about 700 ºC. Workability tests held at 700 ºC followed by water-cooling presented microstructures with different regions: strain hardened, and static and dynamic recrystallized. Workability tests at 700 ºC followed by air-cooling showed a complex microstructure with ferrite, bainite and martensite, while tests at 650 and 600 ºC followed by water-cooling showed a microstructure with allotriomorphic ferrite present in the grain boundaries of the previous austenite.