Scielo RSS <![CDATA[Brazilian Journal of Physical Therapy]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1413-355520080005&lang=pt vol. 12 num. 5 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Revista Brasileira de Fisioterapia</b>: <b>uma história de dedicação, trabalho e sucesso</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-35552008000500001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Percepção baseada nos músculos</b>: <b>teoria, pesquisa e implicações na reabilitação</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-35552008000500002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt BACKGROUND: Muscle-based perception of the spatial properties of limbs constrains the patterning, timing and magnitude of muscle forces while performing motor activities. The centrality of muscle-based perception to both ordinary and skilled actions warrants attention from the rehabilitation community, since deficits in its functioning would be related to important functional limitations. In this overview, we summarize a body of research that may be used to guide the development of effective assessment tools and rehabilitation programs that are specifically directed towards such deficits. OBJECTIVES: There were four specific aims: first, to present an information-based approach to muscle-based perception that is grounded in physical laws; second to identify central principles underlying muscle-based perception that have been revealed and supported by empirical work; third, to summarize reports that have investigated whether the principles identified can be generalized to muscle-based perception in individuals with sensory-motor impairments; and fourth to provide a preliminary discussion of the potential implications of the research presented here for issues relating to rehabilitation.<hr/>INTRODUÇÃO: A percepção muscular das propriedades espaciais dos membros restringe o padrão, período e magnitude das forças exercidas durante a execução de atividades motoras. A importância central da percepção muscular, tanto para ações rotineiras quanto para ações especializadas, merece atenção da comunidade envolvida na área de reabilitação, uma vez que alterações em suas funções podem estar relacionadas a importantes limitações funcionais. Nesta revisão, os autores apresentam um resumo da pesquisa que pode ser utilizada para guiar o desenvolvimento de ferramentas de avaliação eficazes bem como programas de reabilitação que sejam especificamente direcionados para estas disfunções. OBJETIVOS: Quatro pontos específicos foram incluídos: primeiro, a apresentação da abordagem com base em informações relativas à percepção muscular de acordo com as leis da física; segundo, a identificação dos princípios centrais determinantes da percepção muscular que vem sendo revelada e apoiada por trabalhos empíricos; terceiro, um resumo dos relatos que investigaram e se os princípios identificados poderiam ser generalizados para a percepção muscular dos indivíduos com alterações motoras e sensitivas; e quarto, uma discussão preliminar sobre as implicações potenciais da pesquisa aqui apresentada, no tocante aos assuntos relacionados à reabilitação. <![CDATA[<b>Mensuração de área de cicatrização por planimetria após aplicação do ultra-som de baixa intensidade em pele de rato</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-35552008000500003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt CONTEXTUALIZAÇÃO: A planimetria é um método utilizado para avaliar a evolução da cicatrização de feridas. A planimetria computacional é um método ainda em experimentação, mas cujas vantagens têm sido demonstradas em várias investigações. OBJETIVOS: Avaliar os efeitos do ultra-som pulsado de baixa intensidade sobre a cicatrização de lesão cutânea produzida na região dorsal de ratos, por meio da planimetria computacional. MATERIAIS E MÉTODOS: Utilizou-se 60 ratos machos Wistar (peso médio de 300g) divididos em dois grupos com 30 animais cada, de acordo com o tratamento: 1) irradiação simulada (controle); 2) irradiação efetiva (Freqüência fundamental de 1,5MHz, freqüência de repetição de pulsos de 1KHz, largura de pulso de 200µs, intensidade de 30mW/cm² SATA, dez minutos de aplicação em dias alternados). Cada grupo foi subdividido em três grupos, de acordo com o período de irradiação ultra-sônica, de três, sete e 14 dias, respectivamente, e a cicatrização foi avaliada por meio da planimetria, um decalque da lesão sendo obtido em papel especial, digitalizado e medido ao computador por meio de um programa gráfico. Análise estatística pelo método não-paramétrico de Mann-Whitney. RESULTADOS: Houve aumento significante (p<0,05) da área cicatrizada no grupo 2 (141,88±18,50mm²) em relação ao grupo 1 (117,38±15,14mm²), no 14º dia. Não houve diferenças significantes entre os grupos nos demais períodos. CONCLUSÕES: O ultra-som pulsado de baixa intensidade estimula a cicatrização cutânea por segunda intenção em condições experimentais. A planimetria computacional mostrou-se um recurso de baixo custo, fácil manuseio e de aplicabilidade clínica.<hr/>BACKGROUND: Planimetry is a method used to evaluate the progression of skin wound healing. Computerized planimetry is still an experimental method, but its advantages have been demonstrated in several investigations. OBJECTIVE: To evaluate the effects of low-intensity pulsed ultrasound on the healing of a skin lesion produced on the dorsal region of rats, by means of computerized planimetry. METHODS: Sixty male Wistar rats of mean weight 300g were used. They were divided into two groups according to the treatment applied: 1) simulated irradiation (control); 2) effective irradiation (fundamental frequency 1.5MHz, pulse repetition frequency 1KHz, pulse width 200µs, SATA intensity 30mW/cm² and application for ten minutes on alternate days). Each group was divided into three subgroups according to the length of time for which ultrasound irradiation was applied of three, seven and 14 days, respectively, and healing was evaluated by means of planimetry; a tracing of the wound was obtained on special paper and this was digitized and measured by means of a graphing software. Statistical analysis was performed using the Mann-Whitney non-parametric method. RESULTS: The healed area was significantly greater (p<0.05) in group 2 (141.88±18.50mm²) than in group 1 (117.38±15.14mm²) on the 14th day. There were no significant differences between the subgroups for the other experimental periods. CONCLUSIONS: Low-intensity pulsed ultrasound irradiation stimulated secondary skin healing under these experimental conditions. Computerized planimetry was shown to be a low cost method that was easy to use and present clinical applicability. <![CDATA[<b>Preditores espaço-temporais do andar para testes de capacidade funcional em pacientes com doença de Parkinson</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-35552008000500004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVOS: Determinar quais parâmetros espaço-temporais são preditores do andar de indivíduos com doença de Parkinson idiopática para os testes de resistência aeróbia e agilidade, propostos pela bateria de testes da American Alliance for Health, Physical Education, Recreation and Dance (AAHPERD). MATERIAIS E MÉTODOS: Foram selecionados seis homens e seis mulheres com comprometimento e estágio da doença em níveis leve e moderado, que realizaram os testes de agilidade e resistência aeróbia, conforme o protocolo da AAHPERD, e andaram 8m sobre uma passarela. Uma câmera digital registrou uma passada central. Marcadores foram fixados no quinto metatarso e na face lateral do calcâneo do membro inferior direito e no primeiro metatarso e na face medial do calcâneo do membro inferior esquerdo. As variáveis dependentes selecionadas foram: tempo nos testes de agilidade e resistência e as variáveis cinemáticas (comprimento da passada - CP, cadência - CAD, duração da passada - DP, duração da fase de duplo suporte - DDS, duração do suporte simples - SS, duração da fase de balanço - DB e velocidade da passada - VP). RESULTADOS: Para agilidade, o teste de Pearson apontou correlação estatisticamente significativa entre as variáveis CP (r=-0,70; p<0,05), CAD (r=-0,72; p<0,01), VP (r=-0,83; p<0,01), DP (r=0,71; p<0,01) e DDS (r=0,90; p<0,01). Para resistência, houve correlação com as variáveis CP (r=-0,67; p<0,05), CAD (r=-0,72; p<0,01), VP (r=-0,82; p<0,01), DP (r=0,71; p<0,01) e DDS (r=0,90; p<0,01). A análise de regressão múltipla revelou que a DDS foi a única variável preditora dos testes de agilidade (R²=0,82; p<0,01) e resistência (R²=0,81; p<0,01). CONCLUSÕES: Observou-se o uso potencial da DDS como parâmetro espaço-temporal do andar preditor do desempenho dos testes de resistência aeróbia e agilidade em pacientes com doença de Parkinson idiopática.<hr/>OBJECTIVE: To determine which spatial and temporal parameters are predictors of the gait pattern of individuals with idiopathic Parkinson's disease, for the aerobic endurance and agility tests included in the battery of tests of the AAHPERD protocol. METHODS: Six men and six women with mild and moderate impairment and disease stage were selected. They performed agility and aerobic endurance test in accordance with the AAHPERD protocol, and walked 8 m on a walkway. A digital video camera recorded one central stride. Markers were attached to the fifth metatarsal and lateral face of the calcaneus of the right leg and to the first metatarsal and medial face of the calcaneus of the left leg. The dependent variables selected were the time taken in the agility and endurance tests and the kinematic variables: stride length (SL), cadence (CAD), stride time (ST), double support time (DS), single support time (SS), swing time (SW) and stride velocity (SV). RESULTS: For agility, Pearson's test showed statistically significant correlations with SL (r=-0.70; p<0.05), CAD (r=-0.72; p<0.01), SV (r=-0.83; p<0.01), ST (r=0.71; p<0.01) and DS (r=0.90; p<0.01). For endurance, there were correlations with SL (r=-0.67; p<0.05), CAD (r=-0.72; p<0.01), SV (r=-0.82; p<0.01), ST (r=0.71; p<0.01), and DS (r=0.90; p<0.01). Multiple regression analysis revealed that DS was the only variable that predicted performance in both the agility (R²=0.82; p<0.01) and the endurance (R²=0.81; p<0.01) tests. CONCLUSIONS: It was observed that DS measure has a potential use as a kinematic parameter of gait that predicts the performance in agility and aerobic endurance tests in patients with idiopathic Parkinson's disease. <![CDATA[<b>Deformação relativa e frouxidão do tendão calcanear durante mobilização articular passiva através de ultra-sonografia por imagem</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-35552008000500005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt CONTEXTUALIZAÇÃO: O estudo do comportamento das propriedades mecânicas do tendão in vivo pode trazer avanços na avaliação do impacto de programas de intervenção para flexibilidade e força, nas áreas clínica e desportiva. OBJETIVO: O objetivo deste trabalho foi quantificar a deformação (strain) e a frouxidão (slackness) relativas do tendão calcanear, durante mobilização passiva para quatro ângulos articulares do tornozelo e dois do joelho. MATERIAIS E MÉTODOS: O deslocamento da junção miotendínea foi quantificado através de imagens ultra-sonográficas capturadas durante a mobilização passiva do tornozelo, com o auxílio de um eletrogoniômetro e um eletromiógrafo, para garantir as angulações requeridas e a inatividade muscular, respectivamente. RESULTADOS: Os valores de deformação relativa encontrados variaram de 4,28±2,37 a -0,94±1,58% para o joelho estendido e de 2,38±1,63 a -2,32±2,16% para o joelho fletido. CONCLUSÕES: Os valores encontrados ratificam os da literatura, demonstrando a participação do tendão calcanear na variação do comprimento da unidade músculo-tendão, durante movimentação passiva. Estes resultados sugerem que as propriedades mecânicas dos tecidos tendinosos afetam a relação entre o comprimento das fibras e o ângulo articular, até mesmo nesse tipo de movimento.<hr/>BACKGROUND: In vivo study of the mechanical behavior of tendons may bring advances in evaluating the impact of intervention programs for flexibility and strength, in clinical practice and sports. OBJECTIVE: The aim of this study was to quantify the relative strain and slackness of achilles tendons during passive mobilization, for four ankle joint angles and two knee angles. METHODS: The displacement of the muscle-tendon junction was quantified by means of ultrasound images acquired during passive ankle mobilization, with the aid of an electrogoniometer and an electromyograph to ensure the achievement of the required angles and muscle inactivity, respectively. RESULTS: The strain values ranged from 4.28%±2.37 to -0.94%±1.58 for the fully extended knee, and from 2.38%±1.63 to -2.32%±2.16% for the flexed knee. CONCLUSIONS: The values found in this study confirm those in the literature and demonstrate how the Achilles tendon participates in length changes in the muscle-tendon unit during passive movement. These results suggest that the mechanical properties of tendinous tissues affect the relationship between the length of muscle fibers and the joint angle, even during this type of movement. <![CDATA[<b>Influência da estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS) associada ao alongamento muscular no ganho de flexibilidade</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-35552008000500006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt CONTEXTUALIZAÇÃO: O aumento da tolerância à dor provocada pelo alongamento é um fator importante no ganho de flexibilidade. A Estimulação Elétrica Nervosa Transcutânea (TENS) é uma importante terapia no tratamento da dor, porém seu uso durante alongamento não foi investigado. OBJETIVO: Avaliar o efeito da associação alongamento e TENS nos músculos isquiotibiais de mulheres saudáveis sobre ganho de flexibilidade. MATERIAIS E MÉTODOS: Trinta mulheres foram aleatoriamente distribuídas em três grupos (n=10): controle (C) e grupos de alongamento (Al e Al+TENS). Estes últimos foram submetidos a alongamento estático (três repetições de 30 segundos) por duas semanas, sendo um deles (Al+TENS) submetido à aplicação de TENS por dez minutos (100hz; 40µs) antes da manobra, com estimulação presente durante a mesma. A flexibilidade foi avaliada pela extensão passiva do joelho antes e após cada sessão, sendo retiradas fotografias para análise pelo software AUTOCAD. A dor percebida foi avaliada com uma Escala Numérica de 0 a 10 pontos. Os dados foram analisados mediante o teste t de Student, para amostras independentes e análise de variância, considerando nível de significância estatística o valor de p<0,05. RESULTADOS: Os grupos Al e Al+TENS tiveram aumento da ADM em relação ao C, mas nenhuma diferença foi encontrada entre os dois primeiros quanto: ganho de flexibilidade após duas semanas (Al+TENS: 17,53º±9,25/Al: 12,76º±8,75); ganho diário de flexibilidade (Al+TENS: 6,00º±1,79/Al: 5,20º±3,17); e dor percebida durante alongamento (mediana de cinco para ambos). CONCLUSÕES: O uso da TENS associada ao alongamento não promove maior ganho de flexibilidade muscular, em relação ao alongamento isolado.<hr/>BACKGROUND: Increased pain tolerance caused by stretching is an important factor in flexibility gains. Transcutaneous Electrical Nerve Stimulation (TENS) is therapeutic method for pain treatment, but its use during stretching has not been investigated. OBJECTIVE: To evaluate the effect of associating TENS with stretching to achieve flexibility gains for the hamstring muscles of healthy women. METHODS: Thirty women were randomized into three groups (n=10): one control (C) and two stretching groups (St and St+TENS). The stretching groups underwent static stretching (three repetitions of 30 seconds) for two weeks, and the other (St+TENS) underwent TENS application for ten minutes (100hz, 40µs) before the stretching, with the stimulation also being administered during the stretching. Flexibility was evaluated according to the passive knee extension before and after each session, and photographs were taken for analysis using the AUTOCAD software. Pain perception was evaluated on a numerical scale from 0 to 10 points. The data were analyzed using Student's t test for independent samples and analysis of variance, considering p<0.05 as the statistical significance level. RESULTS: The St and St+TENS groups increased their range of motion in relation to C, but there were no differences between these two groups, with regard to flexibility gain after two weeks (St+TENS: 17.53º±9.25; St: 12.76º±8.75); daily flexibility gain (St+TENS: 6.00º±1.79; St: 5.20º±3.17); and pain perception during stretching (median of five for both groups). CONCLUSIONS: The use of TENS associated with stretching did not provide extra gains in muscle flexibility, in relation to stretching alone. <![CDATA[<b>Postura da mão e imagética motora</b>: <b>um estudo sobre reconhecimento de partes do corpo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-35552008000500007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVOS: Assim como a imagética motora, o reconhecimento de partes do corpo aciona representações somatosensoriais específicas. Essas representações são ativadas implicitamente para comparar o corpo com o estímulo. No presente estudo, investigou-se a influência da informação proprioceptiva da postura no reconhecimento de partes do corpo (mãos) e propõe-se a utilização dessa tarefa na reabilitação de pacientes neurológicos. MATERIAIS E MÉTODOS: Dez voluntários destros participaram do experimento. A tarefa era reconhecer a lateralidade de figuras da mão apresentada, em várias perspectivas e em vários ângulos de orientação. Para a figura da mão direita, o voluntário pressionava a tecla direita e para a figura da mão esquerda, a tecla esquerda. Os voluntários realizavam duas sessões: uma com as mãos na postura prona e outra com as mãos na postura supina. RESULTADOS: Os tempos de reação manual (TRM) eram maiores para as vistas e orientações, nas quais é difícil realizar o movimento real, mostrando que durante a tarefa, existe um acionamento de representações motoras para comparar o corpo com o estímulo. Além disso, existe uma influência da postura do sujeito em vistas e ângulos específicos. CONCLUSÕES: Estes resultados mostram que representações motoras são ativadas para comparar o corpo com o estímulo e que a postura da mão influencia esta ressonância entre estímulo e parte do corpo.<hr/>OBJECTIVE: Recognition of body parts activates specific somatosensory representations in a way that is similar to motor imagery. These representations are implicitly activated to compare the body with the stimulus. In the present study, we investigate the influence of proprioceptive information relating to body posture on the recognition of body parts (hands). It proposes that this task could be used for rehabilitation of neurological patients. METHODS: Ten right-handed volunteers participated in this experiment. The task was to recognize the handedness of drawings of a hand that were presented in different perspectives and several orientations. For drawings of a right hand, the volunteers pressed the right key, and for drawings of a left hand, they pressed the left key. The volunteers underwent two sessions: one with their hands in a prone posture and the other with their hands in a supine posture. RESULTS: The manual reaction time was longer for perspectives and orientations for which the real movement was difficult to achieve. This showed that, during the task, motor representations were activated to compare the body with the stimulus. Furthermore, the subject's posture had an influence in relation to specific perspectives and orientations. CONCLUSIONS: These results showed that motor representations are activated to compare the body with the stimulus, and that the position of the hand influences this resonance between the stimulus and the body part. <![CDATA[<b>Análise postural qualitativa entre meninos e meninas de sete a dez anos de idade</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-35552008000500008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt BACKGROUND: Postural abnormalities are often found in children. At this stage of life, posture undergoes many adjustments and adaptations due to body changes. Objective: To qualitatively identify the postural abnormalities which occur most frequently among children aged OBJECTIVE: Reven and ten years, comparing boys and girls, and to evaluate these subjects' lumbar flexibility. METHODS: One hundred and ninety-one children were photographed in the sagittal and frontal planes. The variables analyzed were: ankle (valgus and varus), tibiotarsal angle (opened and closed), knee (hyperextension and semiflexion, valgus and varus), pelvis (anteversion and retroversion; lateral pelvic inclination), trunk (antepulsion and retropulsion), lumbar spine (hyperlordosis and rectification), thoracic spine (hyperkyphosis and rectification), cervical spine (hyperlordosis and rectification), scoliosis, shoulder (imbalance and protraction), scapula (winged, abducted and adducted) and head (tilt and protraction). The lumbar flexibility was assessed using Schöber's index. RESULTS: The boys had greater incidence of winged scapula, shoulder imbalance, protraction of shoulders and head and cervical hyperlordosis than the girls did. Conversely, the girls had greater incidence of head tilt and larger Schöber index values. CONCLUSIONS: There were abnormalities in children's postural development that are probably related to muscle, skeletal and flexibility differences between the genders. These differences may influence each child's postural pattern during growth.<hr/>CONTEXTUALIZAÇÃO: Alterações posturais são freqüentemente encontradas em crianças. Nessa fase, a postura sofre uma série de ajustes e adaptações às mudanças no próprio corpo. OBJETIVO: Identificar, de maneira qualitativa, quais as alterações posturais mais freqüentes em crianças entre sete e dez anos, comparando meninos e meninas, e avaliar a flexibilidade lombar desses sujeitos. MATERIAIS E MÉTODOS: Cento e noventa e uma crianças foram fotografadas nos planos frontal e sagital. As variáveis analisadas foram: tornozelo (valgo e varo), ângulo tíbio-társico (aberto e fechado), joelho (hiperextensão e semiflexão, valgo e varo), pelve (anteversão e retroversão, inclinação pélvica lateral), tronco (antepulsão e retropulsão), lombar (hiperlordose e retificação), torácica (hipercifose e retificação), cervical (hiperlordose e retificação), escoliose, ombro (desnível e protração), escápula (alada, abduzida e aduzida) e cabeça (inclinada e protraída). A flexibilidade da coluna lombar foi avaliada pelo índice de Schöber. RESULTADOS: Os meninos mostraram maior incidência de escápula alada, desnível de ombros, protração de ombros e cabeça e hiperlordose cervical do que as meninas. Por sua vez, as meninas apresentaram maior incidência de inclinação de cabeça e maior valor para o índice de Schöber. CONCLUSÕES: Existem alterações no desenvolvimento postural das crianças que podem estar relacionadas a diferenças, entre os sexos, no sistema muscular, esquelético e na flexibilidade. Estas diferenças podem influenciar o padrão postural do indivíduo durante o crescimento. <![CDATA[<b>Respostas cardiovasculares a mudança postural e capacidade aeróbia em homens e mulheres de meia-idade antes e após treinamento físico aeróbio</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-35552008000500009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Comparar respostas cardiovasculares a Manobra Postural Passiva (Tilt Test) e capacidade cardiorrespiratória em homens e mulheres de meia-idade antes e após treinamento físico aeróbio. MATERIAIS E MÉTODOS: Sete homens - GH (44,6±2,1 anos) e sete mulheres - GM (51,7±4,8 anos), participaram de treinamento físico aeróbio por 12 semanas. Foi realizado protocolo de Tilt Test (cinco minutos supino, dez minutos inclinado 70º, cinco minutos supino), com monitoração da pressão arterial e freqüência cardíaca. Para mensuração da capacidade cardiorrespiratória foi realizado protocolo em cicloergômetro. RESULTADOS: Na condição sedentária, GH mostrou maior influência parassimpática no controle da freqüência cardíaca evidenciada por maior intervalo RR (iRR) durante Tilt Test. Na condição treinada, os valores de iRR de ambos os grupos se assemelham, tendo as mulheres iRR maior em supino, mas na inclinação os homens mantêm iRR mais elevado. Para pressão arterial, as mulheres permanecem com valores superiores após treino, mas a freqüência cardíaca tende a se assemelhar em ambos. Já na capacidade cardiorrespiratória, homens e mulheres têm um padrão de comportamento semelhante após treino. Com exceção dos valores absolutos da freqüência cardíaca, sem diferenças entre os grupos, para todas as outras variáveis os homens obtiveram valores superiores aos das mulheres. Observa-se ainda que, após o treinamento, houve redução significativa dos valores de pressão arterial no GM, mesmo continuando superiores aos dos homens. CONCLUSÃO: O treinamento parece ter reduzido os níveis pressóricos nas mulheres, além de serem observadas melhorias na capacidade cardiorrespiratória de ambos os grupos, permanecendo os homens com melhor desempenho do que as mulheres.<hr/>OBJECTIVE: To compare the cardiovascular responses to passive postural maneuvers (tilt test) and the cardiorespiratory capacity in middle-aged men and women, before and after aerobic physical training. METHODS: Seven men (44.6±2.1 years old) and seven women (51.7±4.8 years old) participated in aerobic physical training for 12 weeks. The tilt test protocol (five minutes supine, ten minutes tilted at 70º and five minutes supine) was followed, with arterial blood pressure and heart rate monitoring. A cycle ergometer protocol was used to measure cardiorespiratory capacity. RESULTS: In the sedentary condition, men showed greater parasympathetic influence in heart rate control, as demonstrated by their higher RR interval (iRR) during the tilt test. After training, the iRR values became more similar in the two groups, although the women had higher iRR in the supine position and the men continued to present higher iRR under tilted conditions. The women's blood pressures continued to be higher after training, but heart rate tended to become similar in the two groups. The cardiorespiratory capacity patterns in the two groups were similar after training. Except for absolute heart rate values, for which there were no differences between the groups, the men's values were higher than those of the women for all other variables. It was also observed that, after the training, the women's blood pressures were significantly lower, even though their pressures remained higher than the men's. CONCLUSIONS: The training seemed to reduce the women's arterial blood pressure levels and improve both groups' cardiorespiratory capacity, but the men continued to present better performance than the women. <![CDATA[<b>Avaliação da satisfação dos usuários de serviços de Fisioterapia</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-35552008000500010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVO: Caracterizar o perfil sociodemográfico e avaliar a satisfação dos usuários de serviços de Fisioterapia em Teresina (PI), com relação à agilidade para agendamento da consulta e atendimento, acolhimento, confiança, ambiência, humanização, acessibilidade, eficácia e expectativa sobre os serviços recebidos. MATERIAIS E MÉTODOS: A amostra foi constituída por 376 pacientes selecionados em três clínicas de fisioterapia da rede particular, municipal e estadual. Utilizou-se um questionário contendo dados sociodemográficos, de acesso ao serviço e informações relativas à satisfação dos usuários. Foram calculadas médias para variáveis contínuas por meio do teste de Kruskal-Wallis e do teste de Student-Newman-Keuls. RESULTADOS: Os usuários, na sua maioria, eram mulheres (62,5%), com uma média de idade de 49,5 anos (p<0,01), casados, analfabetos, com renda familiar entre um e três salários mínimos e SUS-dependentes. Consideraram fácil o acesso aos serviços; o meio de transporte mais utilizado foi o coletivo, e gastaram uma média de tempo de 28,8 minutos (p<0,01) para chegar ao local de atendimento. Relataram não ter tido nenhuma dificuldade no atendimento, porém 14% referiram a marcação de consulta e o tempo de espera como os problemas enfrentados nos serviços das redes municipal e estadual. A indicação médica foi o motivo principal da escolha do serviço, confiavam no atendimento recebido e os resultados do tratamento foram alcançados. CONCLUSÕES: A despeito da insatisfação apontada, a maior parte tem satisfação (75,5%) com o tratamento recebido e indicariam os serviços a terceiros.<hr/>OBJECTIVE: To evaluate user satisfaction about Physical Therapy services in the city of Teresina, State of Piauí, Brazil, and to characterize users' sociodemographic profile and evaluate their satisfaction regarding the time required to setting up appointments and to provide services, reception, trust, ambiance, humanization, accessibility, effectiveness and expectations relating to the services received. METHODS: The sample was comprised of 376 patients who were selected at three physical therapy clinics in the private, municipal and state networks. A questionnaire on sociodemographic characteristics, access to services and user satisfaction was administered. Averages for continuous variables were compared by means of Kruskal-Wallis and Student-Mewman-Keuls tests. RESULTS: Most of the users were women (62.5%), with a mean age of 49.5 years. They were married and illiterate, had family income between one and three minimum wages and were dependent on the national health system. They considered that they had easy access to the services. The means of transportation most used was buses, and it took them on average 28.8 minutes to arrive at the service location. The services users indicated that they did not have any difficulty with the service, but 14% mentioned that setting up appointments and waiting times were problems they faced in the municipal and state services. Medical indication was the main reason for choosing the service. They trusted the service they received, and the expected treatment results were achieved. CONCLUSIONS: Despite the dissatisfaction shown, the majority (75.5%) were satisfied with the treatment they received and they said they would recommend the services to other users. <![CDATA[<b>Classificação da função motora e do desempenho funcional de crianças com paralisia cerebral</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-35552008000500011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt OBJETIVOS: Classificar crianças com paralisia cerebral (PC) utilizando sistemas de classificação de mobilidade e de função manual; comparar os grupos de crianças com PC nos desfechos de função motora grossa e de desempenho funcional; avaliar a associação entre as classificações funcionais e os escores obtidos nos desfechos investigados. MATERIAL E MÉTODOS: Trinta crianças com PC foram classificadas pelos sistemas Gross Motor Function Classification System (GMFCS) e Manual Abilities Classification System (MACS) e divididas em três grupos, de acordo com a sua classificação em cada um destes sistemas em leve, moderado e grave. A função motora grossa foi documentada pelo teste Gross Motor Function Measure (GMFM-66), e as habilidades funcionais e assistência do cuidador em autocuidado e em mobilidade, pelo teste Pediatric Evaluation of Disability Inventory (PEDI). RESULTADOS: O teste one-way ANOVA demonstrou diferenças significativas entre os grupos nos resultados do GMFM-66 e do teste PEDI. Testes de comparação post-hoc (Scheffé) revelaram que crianças com comprometimento moderado (GMFCS) apresentaram habilidades funcionais e receberam assistência do cuidador semelhantes às crianças leves. Entretanto, crianças moderadas (MACS) assemelharam-se às graves. Índices de correlação de Spearman rank demonstraram associação inversa, significativa e de magnitude forte entre as classificações funcionais e os resultados dos testes PEDI e GMFM-66. CONCLUSÕES: Os resultados sugerem que as classificações funcionais MACS e GMFCS são bons indicadores da função manual e da mobilidade de crianças com PC, podendo ser úteis nos processos de avaliação e planejamento de intervenção.<hr/>OBJECTIVE: To classify children with cerebral palsy (CP) using classification systems for mobility and manual function; to compare groups of children with CP regarding gross motor function and functional performance outcomes; and to evaluate associations between the functional classifications and the scores obtained in the outcomes that were investigated. METHODS: Thirty children with CP were classified using the Gross Motor Function Classification System (GMFCS) and the Manual Abilities Classification System (MACS), and were divided into three groups, based on their classification (mild, moderate or severe) in each of these systems. Gross motor function was documented using the Gross Motor Function Measure (GMFM-66) test, while functional abilities and the caregiver's assistance regarding self-care and mobility were documented using the Pediatric Evaluation of Disability Inventory (PEDI). RESULTS: One-way ANOVA showed that the groups were significantly different regarding the GMFM-66 and PEDI results. Post-hoc comparison tests (Scheffé) revealed that the children with moderate impairment (GMFCS) had functional abilities and caregiver support that were similar to those of the mildly impaired children. However, the moderate children (MACS) were not different from the severe children. Spearman rank correlations showed strong and significant inverse associations between the functional classifications and the results from the PEDI and GMFM-66 tests. CONCLUSIONS: The results suggest that the MACS and GMFCS functional classifications are good indicators of the manual function and mobility of children with CP. These classifications may be useful in the processes of evaluation and intervention planning. <![CDATA[<b>Medida da função motora</b>: <b>versão da escala para o português e estudo de confiabilidade</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-35552008000500012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt CONTEXTUALIZAÇÃO: Instrumentos de avaliação funcional de pacientes com doenças neuromusculares são escassos. A escala Medida da Função Motora (MFM) está disponível no original francês e nas versões inglesa e espanhola. OBJETIVOS: Realizar a versão da escala para o português e identificar a confiabilidade de sua aplicação intra e interexaminador. MATERIAIS E MÉTODOS: Duas traduções da MFM de 2004 foram realizadas em separado, por neurologistas proficientes na língua francesa, resultando em texto consensual, após avaliação dos autores. A escala em português foi aplicada em 58 pacientes de seis a 61 anos, com diagnósticos clínico-laboratoriais de variados tipos de distrofias musculares e miopatias congênitas, documentados em vídeo. O primeiro autor realizou o teste e reteste e outros três fisioterapeutas analisaram os mesmos vídeos para confiabilidade interexaminador. Para análises estatísticas foram utilizados os coeficientes de Kendall, Kappa e Pearson. RESULTADOS: Apresenta-se a escala em seus 32 itens e três dimensões. Os coeficientes de concordância de Kendall para a análise interexaminador e os coeficientes Kappa e de Pearson para o teste e reteste foram estatisticamente significativos (p-valor<0,0001) nos 32 itens da escala e no escore total. CONCLUSÕES: A versão portuguesa da MFM mostrou confiabilidade e mínima variabilidade na sua aplicação, podendo ser utilizada como instrumento de diagnóstico clínico e seguimento das doenças neuromusculares. A alta confiabilidade na aplicação da MFM permitirá incluir pacientes brasileiros em ensaios clínicos internacionais que utilizarão a escala.<hr/>BACKGROUND: Functional evaluation instruments for patients with neuromuscular disorders are rare. The Motor Function Measure (MFM) scale is available in the original French and in English and Spanish translations. OBJECTIVE: To make a Portuguese translation of the MFM and to identify its intra and inter-examiner reliability. METHODS: Two translations of the 2004 MFM were produced separately by neurologists who were proficient in French. This procedure resulted in a consensual text after evaluation by the authors. The MFM in Portuguese was applied to 58 patients aged six to 61 years, with clinical and laboratory diagnoses of various types of muscular dystrophy and congenital myopathy that were documented on video. The first author performed the test and retest and another three physical therapists analyzed the same videos to assess the inter-examiner reliability. Statistical analyses were performed using the Kendall, kappa and Pearson coefficients. RESULTS: The scale is presented with its 32 items and three dimensions. The Kendall concordance coefficients for inter-examiner analysis and the kappa and Pearson coefficients for the test-retest comparison were statistically significant (p-value<0.0001) for the 32 items on the scale and for the total score. CONCLUSIONS: The Portuguese version of the MFM showed high reliability and minimal variability when it was applied. It can be used as an instrument for clinical diagnosis and follow-up of neuromuscular disorders. The high reliability in applying the MFM will allow Brazilian patients to be included in international clinical trials that use this scale. <![CDATA[<b>Dois métodos diferentes para análise cinemática dos movimentos de cabeça durante a coordenação viso-cefálica de lactentes</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-35552008000500013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt CONTEXTUALIZAÇÃO: A análise cinemática é um método de avaliação quantitativa empregada em diferentes áreas de estudo. Na área do desenvolvimento motor, essa análise pode proporcionar uma melhor compreensão da aquisição e do desenvolvimento das habilidades motoras. OBJETIVOS: Desenvolver e comparar dois arranjos experimentais para análise cinemática dos movimentos de cabeça durante a coordenação viso-cefálica (CVC) em lactentes. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram testados dois arranjos experimentais (A e B) que diferiam quanto ao número e posicionamento das câmeras, bem como quanto ao volume do sistema de calibração. RESULTADOS: A acurácia dos dois arranjos experimentais foi de 2,47mm, indicando que ambos podem fornecer uma reconstrução verossímil do movimento. As três câmeras usadas no arranjo B favoreceram a visualização de toda a amplitude do movimento por pelo menos uma das câmeras. Isso levou à melhora da análise qualitativa e à redução do tempo de processamento dos dados quantitativos, reduzindo-o em 33% quando comparado ao arranjo A. Além disso, o arranjo B apresentou melhor relação custo-benefício. CONCLUSÕES: Ambos os arranjos são adequados para a análise cinemática dos movimentos de cabeça durante a CVC de lactentes, entretanto, o arranjo B é mais vantajoso. A metodologia do arranjo B pode ser empregada em estudos que investigam o movimento de cabeça de lactentes, sejam eles típicos ou atípicos. Os resultados de tais estudos poderão ser empregados para complementar a avaliação de lactentes de risco e, conseqüentemente, auxiliar na intervenção precoce destes.<hr/>BACKGROUND: Kinematic analysis is a method for quantitative assessment applied in different fields of study. In the field of motor development, this analysis may promote better understanding of the acquisition and development of motor skills. OBJECTIVE: To develop and compare two experimental set-ups for kinematic analysis of head movements relating to eye-head coordination (EHC) in infants. METHODS: Two experimental set-ups (A and B) were tested. They differed from each other regarding the numbers and locations of the cameras, and regarding the volume of the calibration system. RESULTS: The accuracy of the two experimental set-ups was 2.47mm, thus indicating that both can provide realistic reconstructions of the movement. The three cameras used in set-up B made it possible to view the full range of motion with at least one of the cameras. This led to improvement of the qualitative analysis and reduction of the time taken to process quantitative data, which was 33% shorter than seen with set-up A. In addition, set-up B presented a better cost-benefit relationship. CONCLUSIONS: Although both set-ups were adequate for kinematic analysis of head movements relating to EHC in infants, set-up B is more advantageous. The methodology for set-up B can be used in studies investigating head movements in either typical or atypical infants. The results from such studies could be used to complement assessments on at-risk infants and consequently could assist in implementing early interventions. <![CDATA[<b>Fisioterapia baseada em evidência</b>: <b>uma nova perspectiva</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-35552008000500014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt CONTEXTUALIZAÇÃO: A análise cinemática é um método de avaliação quantitativa empregada em diferentes áreas de estudo. Na área do desenvolvimento motor, essa análise pode proporcionar uma melhor compreensão da aquisição e do desenvolvimento das habilidades motoras. OBJETIVOS: Desenvolver e comparar dois arranjos experimentais para análise cinemática dos movimentos de cabeça durante a coordenação viso-cefálica (CVC) em lactentes. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram testados dois arranjos experimentais (A e B) que diferiam quanto ao número e posicionamento das câmeras, bem como quanto ao volume do sistema de calibração. RESULTADOS: A acurácia dos dois arranjos experimentais foi de 2,47mm, indicando que ambos podem fornecer uma reconstrução verossímil do movimento. As três câmeras usadas no arranjo B favoreceram a visualização de toda a amplitude do movimento por pelo menos uma das câmeras. Isso levou à melhora da análise qualitativa e à redução do tempo de processamento dos dados quantitativos, reduzindo-o em 33% quando comparado ao arranjo A. Além disso, o arranjo B apresentou melhor relação custo-benefício. CONCLUSÕES: Ambos os arranjos são adequados para a análise cinemática dos movimentos de cabeça durante a CVC de lactentes, entretanto, o arranjo B é mais vantajoso. A metodologia do arranjo B pode ser empregada em estudos que investigam o movimento de cabeça de lactentes, sejam eles típicos ou atípicos. Os resultados de tais estudos poderão ser empregados para complementar a avaliação de lactentes de risco e, conseqüentemente, auxiliar na intervenção precoce destes.<hr/>BACKGROUND: Kinematic analysis is a method for quantitative assessment applied in different fields of study. In the field of motor development, this analysis may promote better understanding of the acquisition and development of motor skills. OBJECTIVE: To develop and compare two experimental set-ups for kinematic analysis of head movements relating to eye-head coordination (EHC) in infants. METHODS: Two experimental set-ups (A and B) were tested. They differed from each other regarding the numbers and locations of the cameras, and regarding the volume of the calibration system. RESULTS: The accuracy of the two experimental set-ups was 2.47mm, thus indicating that both can provide realistic reconstructions of the movement. The three cameras used in set-up B made it possible to view the full range of motion with at least one of the cameras. This led to improvement of the qualitative analysis and reduction of the time taken to process quantitative data, which was 33% shorter than seen with set-up A. In addition, set-up B presented a better cost-benefit relationship. CONCLUSIONS: Although both set-ups were adequate for kinematic analysis of head movements relating to EHC in infants, set-up B is more advantageous. The methodology for set-up B can be used in studies investigating head movements in either typical or atypical infants. The results from such studies could be used to complement assessments on at-risk infants and consequently could assist in implementing early interventions.