Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Educação Especial]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1413-653820130004&lang=en vol. 19 num. 4 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382013000400001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Inclusion of children with special educational needs in early childhood education</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382013000400002&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo discute a importância da inclusão nas instituições de educação pré-escolar. Todas as crianças têm direito à educação em classes do ensino regular, em escolas abertas à comunidade, onde se ofereça um ambiente educativo de qualidade e se vá ao encontro das necessidades pedagógicas e terapêuticas de cada criança. Numa filosofia de educação pré-escolar inclusiva, todos os intervenientes no processo educativo, crianças, educadores, terapeutas e órgãos de gestão trabalham de forma cooperativa na tarefa de ensinar e aprender, proporcionando experiências significativas para todas as crianças. Este artigo destaca alguns fatores que consideramos fundamentais para uma plena inclusão de crianças com Necessidades Educativas Especiais na Educação pré-escolar.<hr/>This article discusses the importance of inclusion in preschool education institutions. All children have the right to education in regular classes, in schools open to the community, providing a quality educational environment that addresses each child's needs for education and therapy. When following a philosophy of inclusive preschool education, all those involved in the educational process-children, educators, therapists and school- board-must work collaboratively to address the task of teaching and learning, providing meaningful experiences to all children. This article highlights several vital factors for full inclusion of children with Special Educational Needs in preschool education. <![CDATA[<b>Brazilian sign language instruction for deaf and hearing children in early childhood education</b>: <b>considerations based on cultural-historical psychology</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382013000400003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo objetiva expor considerações teóricas a respeito do ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras) na educação infantil como recurso na mediação entre crianças ouvintes e surdas, considerando a importância do mesmo para a inclusão, e discutir seu impacto sobre o desenvolvimento humano, sob a perspectiva da Psicologia Histórico-Cultural (PHC). O conteúdo resulta de investigação bibliográfico-conceitual desenvolvida no período de 2011-2012. Entendemos que o ensino de Libras pode favorecer a aprendizagem e o desenvolvimento de crianças surdas e ouvintes, permitindo, sobretudo, àquelas multiplicar o número de interlocutores. A Libras oportuniza trocas linguísticas efetivas entre os pares surdos e ouvintes, e às crianças ouvintes oferta o acesso a um universo cultural desconhecido. Estudos de fontes primárias (publicações soviéticas) e secundárias (publicações mais recentes sobre a defectologia vygotskiana, o ensino da Libras e a linguagem) apontam a possibilidade de desenvolvimento de crianças ouvintes e surdas no que concerne à linguagem, sendo importante o ensino da Libras como segunda língua, enquanto recurso para crianças ouvintes. Podemos concluir quanto é necessário incrementar o ensino da Libras, e para isso a legislação regulamentada deve ser de fato cumprida. A Libras, ao estar presente nos espaços da educação escolar, não é privilégio, mas constitui-se em conteúdo fundante ao surdo e elemento agregador para o ouvinte em seu processo de formação genérica, de homem cultural.<hr/>Considering the importance of sign language for inclusion, this article aims to address theoretical issues regarding the teaching of Brazilian Sign Language (Libras) in early childhood education as a mediation resource between deaf and hearing children. Furthermore, the aim is to discuss the impact of sign language instruction on human development from the perspective of Cultural-Historical Psychology (CHP). The article is the outcome of a conceptual bibliographic study (2011-2012). We understand that Libras teaching can promote learning and development of deaf and hearing children, by enabling them to increase their communication partners. Libras provides opportunities for effective linguistic exchanges between deaf and hearing peers; for hearing children, it offers access to a cultural universe to which they are unfamiliar. Studies of primary (Soviet publications) and secondary sources (recent publications on Vygotskian Defectology, language and Libras teaching) indicate the possibility of language development for deaf and hearing children, since teaching Libras as a second language can be seen as a significant resource for hearing children. In conclusion, the study points out the need for further improvement in Libras instruction; to this end, policies that regulate the matter should be enforced. As it is gains recognition within schools, Libras should not be deemed a privilege, but rather it must be understood as fundamental for deaf students, and as an additional element for hearing students during their general upbringing as cultural beings. <![CDATA[<b>Chronobiolügy and educational inclusion of persons with blindness</b>: <b>from the biological to the social</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382013000400004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Estudos sobre inclusão educacional têm apontado alguns caminhos para garantir a inserção da pessoa com deficiência no espaço regular de ensino. Entretanto, pouco se tem falado a respeito das implicações do ritmo circadiano na inclusão da pessoa totalmente cega nesse espaço. Assim, o presente artigo teve como objetivo descrever como o ritmo circadiano pode influenciar na inclusão educacional do aluno com deficiência visual. A partir da revisão literária foram apresentadas as ideias fundamentais a respeito da cronobiologia, ciência que estuda a capacidade dos seres vivos em expressar de forma recorrente e periódica o seu comportamento e a sua fisiologia. Uma de suas expressões tem uma duração próxima há 24 horas, conhecido como ritmo circadiano. Esse ritmo é regido pelo relógio biológico que é controlado pela luz. Entretanto, na ausência da luz, caso de pessoas totalmente cegas, quem passa a reger os ritmos circadianos é apenas o relógio biológico. Nessa condição, conhecida como livrecurso, as pessoas totalmente cegas podem apresentar uma queda no desempenho acadêmico de tempos em tempos por causa da sonolência excessiva durante as horas de estudo, além de distúrbio no humor, no alerta e na atenção. Neste contexto, se faz necessário a divulgação desse conhecimento para que sejam reconhecidas as condições de déficit de atenção, irritabilidade, isolamento social e/ou sonolência excessiva durante o dia, oriundas do livre-curso afim de respeitar a individualidade dos alunos totalmente cegos e garantir o acesso à inclusão educacional em sua completude.<hr/>Studies of educational inclusion have indicated pathways meant to ensure the inclusion of people with disabilities within regular schools. Nevertheless, little has been mentioned about the implications of circadian rhythm regarding the inclusion of totally blind students in school. This article aims to describe how the circadian rhythm might influence educational inclusion of students with visual impairments. Based on a review of the literature, we present the main concepts of chronobiology-the science that studies the ability of living organisms to express their behavior and physiology recurrently over time. One of these expressions-known as the circadian rhythm-lasts for a period of 24 hours. This rhythm is regulated by a person's biological clock which is in turn regulated by daylight. However, in the absence of light, which is the case for those who are totally blind, it is up to the biological clock to regulate circadian rhythms. In this condition, known as free course, people who are totally blind may present reduced academic performance from time to time due to excessive drowsiness during study hours, not to speak of mood disturbances, lack of alertness and attention. Given such a context, this information should be divulged in order for conditions of attention deficit disorder, irritability, social isolation and/or drowsiness during daytime resulting from free course to be recognized, so as to respect the individual needs of students who are totally blind, ensuring them full access to educational inclusion. <![CDATA[<b>Rereading concepts related to astronomy in Brazilian sign language dictionaries</b>: <b>implications for translation/ interpretation</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382013000400005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Após 10 anos da promulgação da Lei nº 10.436/2002, constata-se que a presença de alunos surdos nas salas de aula comuns já é uma realidade. Com a regulamentação do Decreto Federal nº 5.626/2005, notam-se avanços no que concerne ao acesso e à inclusão dos alunos surdos nos ambientes educacionais, consolidando lutas históricas da comunidade surda. Nesse sentido, a busca por novas estratégias de ensino e de avaliação da aprendizagem faz-se necessária. No entanto, percebe-se que muitos tradutores/intérpretes de língua de sinais (TILS) possuem dificuldades para interpretar os conceitos científicos, muitas vezes distantes da sua formação. O objetivo deste trabalho é fornecer aos professores e TILS, das séries iniciais do Ensino Fundamental, subsídios para o ensino dos conceitos relacionados à astronomia. Para isso, foi realizada uma pesquisa de levantamento dos sinais relacionados à astronomia, indicados pelos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), presentes em dois principais dicionários de Libras em circulação no país e em um dicionário especializado em Astronomia. Por meio desse levantamento, foram analisados 49 conceitos e suas definições, fazendo uma releitura e indicando uma definição mais adequada para os TILS e professores. Constatouse que as definições de alguns sinais presentes nos dicionários possuem distorções, redundâncias e conteúdos que demandam uma formação mais específica para sua abordagem. A releitura permitiu a construção de uma redação mais simples e ofereceu a possibilidade da sugestão de conceitos ainda não constituídos na Libras.<hr/>Ten years after the enactment of the 10.436/2002 law, it is clear that the presence of deaf students in regular classrooms has become a reality. After the regulation of the Federal decree nº 5.626/2005, advances can be noted regarding access and inclusion of deaf students in educational environments, consolidating historical efforts by the deaf community. As a result, there is a demand for pursuing new strategies for teaching and for learning assessment. However, we have noticed that many sign language translators/interpreters (TILS) have problems interpreting scientific concepts, with which they are often unfamiliar. The aim of this study is to provide teachers and TILS working in first year elementary level classes with assistance for teaching concepts related to astronomy. To this end, we conducted a survey of signs related to astronomy, according to vocabulary indicated in the Brazilian National Curriculum Parameters (PCN). The signs were available in the two main Libras dictionaries used in the country, as well as in a dictionary specialized in Astronomy. This survey enabled us to analyze 49 concepts and their definitions, by means of which we conducted a rereading of same and indicated more adequate definitions for TILS and teachers. We found that definitions of some signs presented in the dictionaries were distorted and redundant, requiring greater specificity in the explanations. This revision enabled us to produce simpler entries and allowed us to suggest concepts that have not as yet been coined in Libras. <![CDATA[<b>Socialization Goals and strategies for deaf children that their mothers value for their children</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382013000400006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Estudos sobre desenvolvimento infantil destacam não apenas o papel do ambiente físico e social da criança, como também das cognições parentais, compartilhadas em determinado contexto e momento histórico. Pesquisas no Brasil apontam a prevalência de modelos de criação distintos, em virtude do contexto cultural, são eles: interdependente, independente e autônomorelacional. Sendo assim, objetivou-se conhecer as metas de socialização e expectativas de mães de crianças surdas sobre o futuro dos seus filhos. Foram entrevistadas 13 mães de crianças surdas matriculadas em uma unidade especializada na educação de surdos, no município de Belém, a partir da aplicação de um roteiro semiestruturado, composto por questões, validadas no Brasil, sobre metas e estratégias de socialização. O grupo entrevistado caracterizou-se por: mães residentes em contexto urbano, em sua maioria de baixa renda, com pouca escolaridade, na fixa etária entre 31 e 40 anos. Foram relatadas 20 metas de socialização, concentradas nas seguintes categorias, expectativas sociais, bom comportamento e autoaperfeiçoamento, em ordem decrescente, indicando uma tendência à dimensão sociocêntrica. O modelo de criação predominante foi o interdependente. Em relação às estratégias de socialização, foram descritas 37, entre elas a categoria centrada em si obteve maior escore, com destaque para o aspecto cognitivo. Compreende-se que embora o modelo de criação seja interdependente, as estratégias concentraram-se na figura da mãe. Uma análise possível é a barreira linguística decorrente da surdez que impede que a criança e o contexto sejam considerados pelas mães como mediadores de qualidades para seus filhos.<hr/>Research in Brazil has drawn attention to the prevalence of distinct models for creativity that arise from the social background, which are as follows: interdependent, independent and autonomous-relational. In light of this, the purpose of this study is to uncover the socialization goals and expectations of mothers of deaf children with regard to the future of their children. Interviews were conducted with 13 mothers of deaf children enrolled in a deaf public school; the study was carried out using a semi-structured questionnaire (officially recognized in Brazil) comprising questions about the goals and strategies of socialization. The group of participants consisted of the following: low-income mothers residing in an urban environment, with little formal education and aged between 31 and 40. The study reported 20 socialization goals that were divided into the following categories: social expectations, good behavior and self-improvement-in descending order-which suggests a tendency towards a 'sociocentric' dimension. The interdependent category was the predominant model of creativity. With regard to strategies of socialization, 37 were described, one of which (the category centered on itself) obtained the highest score with stress being laid on its cognitive features. It should be understood that although the model of creativity is independent, the strategies were concentrated on the figure of the mother. One possible analytical approach is to examine the linguistic barriers that are caused by deafness and which prevent the child and the environment from being taken into account by mothers as mediators of the children. <![CDATA[<b>Parental involvement from the point of view of parents and teachers of students with special educational needs</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382013000400007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Em tempos em que a inclusão escolar de crianças com necessidades educacionais especiais vem ocorrendo com maior frequência em idade pré-escolar, produzir dados sobre estes alunos possibilita uma atuação preventiva junto às famílias e às escolas. Além disso, existem evidências científicas de que uma relação parental próxima à escola seja efetiva para a construção de práticas de ensino adequadas a promoção do desenvolvimento da criança de modo geral. O objetivo deste estudo foi identificar a percepção dos participantes sobre a relação família-escola, considerando o processo de inclusão. Participaram do estudo 60 pais e 54 professores de crianças NEE, matriculados na pré-escola de uma cidade do interior do estado de São Paulo. Os dados foram coletados por meio de questionários, e analisados utilizando métodos descritivos e análise de conteúdo. Os dados indicam que os fatores importantes ao sucesso do aluno segundo professores seriam o apoio do profissional especializado, e o auxílio aos pais em tudo que envolvesse o desenvolvimento da criança; enquanto pais indicaram a importância de auxiliar alunos e professores na tarefa de casa. Os participantes afirmaram que uma boa relação família-escola seria aquela em que comunicação fosse eficiente. No que diz respeito à promoção da relação, professores afirmam a necessidade da escola ser mais atrativa e pais entendem a necessidade desta oferecer orientações sobre como participar. Embora os participantes compreendam a importância de uma relação parental próxima, existem lacunas sobre a melhor forma de realizar esse envolvimento, indicando a necessidade de ações que promovam o envolvimento parental.<hr/>At a time when inclusion of children with special educational needs has been occurring most frequently at the early childhood education level, producing data on these students enables preventive measures to be taken with families and schools. There is scientific evidence that a close relationship between parents and school is effective for constructing appropriate teaching practices, so as to promote the conditions necessary for child development. The aim of this study was to identify the participants' perceptions about the family-school relationship, considering the inclusion process. The study included 60 parents and 54 teachers of children with special educational needs enrolled in preschool in a city in the state of São Paulo. Data were collected through questionnaires and analyzed using content analysis and descriptive methods. The data indicate that the important factors to student success in the opinion of teachers were the support of expert professionals, and assistance of parents in everything involving the child's development; the parents, in turn, stressed the importance of helping their children and the teachers with homework issues. The participants reported that a good family-school relationship would be one in which communication was efficient. Regarding improvement of the relationship, teachers stated that the school should be made more attractive, while parents suggested that the school needed to offer more guidance on how they could participate more fully. Although the participants understand the importance of a close parental relationship, there are gaps on the best way to accomplish this involvement, indicating the need for programs that promote parental involvement. <![CDATA[<b>Sexuality of persons with blindness</b>: <b>from perception to expression</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382013000400008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo teve por objetivo apreender como as pessoas com cegueira congênita percebem e expressam sua sexualidade. Participaram 11 pessoas ambos os gêneros, com idades entre 22 e 54 anos com nível educacional desde o fundamental até o superior incompleto. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas e sessões de grupo focal, com uso de gravador. As entrevistas e as sessões de grupo focal foram transcritas na íntegra e analisadas qualitativamente, através da técnica de análise de conteúdo, buscando uma articulação entre os dados empíricos e os referenciais teóricos. Emergiram duas categorias: Sexualidade: percepção da pessoa com cegueira; Expressão da sexualidade da pessoa com cegueira: obstáculos e perspectivas. Os depoimentos e as sessões grupais evidenciaram que as pessoas com cegueira percebem a sexualidade como algo importante, que envolve doação, intimidade, afirmação de gênero, podendo propiciar situações positivas em suas vidas. Para expressá-la se utilizam, em primeira instância, da voz, da fala, seguidos do toque, do cheiro, entre outros. Porém, foram apontados obstáculos, como o preconceito e a falta de informação sobre sexualidade direcionada para os cegos. Alguns dos participantes demonstraram otimismo em relação às perspectivas de mudanças, porém outros não vislumbram muitas mudanças, principalmente em relação ao preconceito. Consideramos que as questões sociais são os principais obstáculos para as pessoas com cegueira manifestarem seus sentimentos em relação à sexualidade, e que através da educação sexual poderemos minimizar muitos dos preconceitos em relação à expressão da sexualidade dessas pessoas.<hr/>The aim of this study was to understand how people with congenital blindness perceive and express their sexuality. Eleven (11) blind people of both genders, aged between 22 and 54 years old participated in the study. Their educational level varied form Elementary to incomplete Higher Education. Semi-structured interviews and focus group sessions were conducted, using a tape recorder. The interviews and focus group sessions were fully transcribed and qualitative analysis was conducted, using content analysis technique, in order to look for articulations between empirical data and theoretical references. Two categories emerged: sexuality: how the person with blindness perceives it; expression of sexuality by the person with blindness: obstacles and prospects. The interviews and group sessions revealed that the participants perceive sexuality as important, involving giving, intimacy, gender self-affirmation and that it can provide positive experiences in their lives. In order to express their sexuality, first off they use their voice, speech, followed by touching, smell and other means. However, they pointed out challenges as well, such as prejudice and lack of information about sexuality preparing people with blindness in this domain. Some participants expressed optimism about prospects for change, but others did not envision many changes, especially regarding prejudice. We consider that social issues are the main obstacles preventing people with blindness from expressing their feelings regarding sexuality; sex education can be a channel for reducing the impact of prejudice related to the expression of sexuality by this group of people. <![CDATA[<b>Physiotherapy guidelines for mothers of adolescents with cerebral palsy</b>: <b>educational approach to care</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382013000400009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo teve como objetivo verificar os efeitos de um programa de orientações fisioterápicas na qualidade de vida (QV) e nas habilidades de mães de adolescentes com paralisia cerebral (PC) quanto aos cuidados dos seus filhos. O estudo envolveu três adolescentes com PC, GMFCS IV e V, suas mães e três fisioterapeutas. Foram utilizados instrumentos a fim de avaliar a QV das mães, suas dificuldades relacionadas aos cuidados dos filhos com PC e a acessibilidade domiciliar. Os dados nortearam a intervenção que envolveu orientações e treinamento de habilidades específicas sobre cuidados com os filhos e consigo próprias; fornecimento de adaptações e material ilustrado. Houve boa adesão das mães à proposta. Ao final, apenas uma mãe apresentou melhora na pontuação do questionário sobre QV, embora todas tenham avaliado positivamente a intervenção. As mães destacaram a necessidade de mais tempo durante os encontros para realizarem seus exercícios de autoalongamento e relaxamento; e indicaram melhora das habilidades relacionadas aos cuidados dos filhos, com persistência de dificuldades em algumas manobras terapêuticas, atividades de transferências e banho. A dificuldade na execução dessas atividades pode ser devida à complexidade e/ou por serem extenuantes, principalmente, na ausência de recursos de tecnologia assistiva ou de alguém para auxiliá-las. A existência de dúvidas e dificuldades reforça a importância de orientações e treinamento de habilidades das mães de adolescentes gravemente comprometidos, a partir da análise de suas necessidades na rotina diária a fim de contribuir para sua capacitação quanto aos cuidados de si e dos filhos.<hr/>The aim of this study was to assess the effects of a physiotherapy guidelines program on quality of life (QoL) and on skills of mothers of adolescents with cerebral palsy (CP) regarding child care. This study involved three adolescents with CP, levels IV and V of the GMFCS, their mothers and three physiotherapists. Several instruments were used to evaluate the mothers' QoL, their difficulties related to the adolescents with CP's care and home accessibility. The data guided the intervention that involved supervision and specific skills training regarding taking care of their children and themselves; providing adjustments and illustrated handouts. The mothers fully adhered to the proposal. In the end, although only one mother presented improvement in the questionnaire scores for QoL, all mothers gave positive evaluations for the intervention. They pointed out that more time should be allotted for self-stretching and relaxation exercises for mothers during the sessions. They indicated improvement on skills related to child care, with persistent difficulties in some therapeutic maneuvers, transfer activities and bathing. The problems they reported in performing such activities may have been due to the complex and strenuous nature of the tasks, especially in the absence of resources for assistive technology or someone to assist them. The doubts and difficulties they expressed reinforce the importance of supervision and skill training for mothers of adolescents who have serious impairments based on the analysis of their daily routine needs in order to contribute to their training in caring for themselves and their children. <![CDATA[<b>Hospital classroom</b>: <b>production of health and education knowledge</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382013000400010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Realizamos uma revisão integrativa da literatura cujo objetivo foi analisar a produção científica sobre classe hospitalar, a fim de descrever a temática e os aspectos abordados nos estudos publicados. Realizou-se uma revisão referente à produção do conhecimento da saúde e da educação no campo da escolarização de crianças e adolescentes hospitalizados, em bases de dados indexadas utilizando as palavras chave: criança hospitalizada, educação especial, adolescente hospitalizado, classe hospitalar e educação e saúde. Posteriormente, foi feita leitura flutuante dos títulos, resumos e textos na íntegra, e os artigos que compreendiam o objeto do estudo foram selecionados totalizando 13 estudos. Para análise, primeiramente fez-se uma caracterização das publicações com a finalidade de identificar os autores, o ano, a área de atuação e o percurso metodológico. Posteriormente, realizou-se leituras exaustivas dos artigos de modo a abstrair seus conteúdos comuns e agrupá-los em três Abordagens Temáticas: Classe Hospitalar e Aspectos Administrativos Institucionais, Classe Hospitalar e Processo de Hospitalização, e Prática Pedagógica na Classe Hospitalar. Apesar da produção do conhecimento nesta área apresentar-se ainda tímida em periódicos indexados, as pesquisas confirmam que a classe hospitalar se configura numa estratégia pedagógica que possibilita o atendimento educacional especializado que contribui para o retorno e continuidade da escolarização formal e para o desenvolvimento infantil. Ainda são poucos os profissionais qualificados para atuar na classe hospitalar devido à inexistência de uma formação específica nesta área. Identificamos lacunas importantes em relação às informações oficiais sobre classes hospitalares, inviabilizando conhecer a real dimensão e distribuição dessas atividades no Brasil e no mundo.<hr/>We conducted an integrative literature review that aimed to analyze the scientific literature about hospital classrooms in order to describe the theme and the issues addressed in published studies. We conducted a review regarding the health and education literature in the area of education for hospitalized children and teenagers in indexed databases using the keywords: hospitalized child, special education, hospitalized teenager, hospital classroom and education and health. A brief reading of the titles, abstracts and full texts followed, and then the articles that addressed the research topic were selected, adding up to 13 studies. For the analysis, the first step was to characterize the publications in order to identify authors, year, study area and methodological approach. Next, the articles were thoroughly read in order to absorb common contents and group them into three Thematic Approaches: Hospital Classroom and Institutional Administrative Aspects, Hospital Classroom and Hospitalization Process, and Pedagogical Practice in Hospital Classroom. Although the production of knowledge in this area is still modest in indexed journals, research confirms that hospital classroom is a pedagogical strategy that enables specialized education and promotes the return and continuity of formal education and child development. There are still few qualified professionals working in hospital classroom due to the lack of specific education in this area. Important gaps were identified due to the lack of official information on hospital classrooms, preventing the understanding of the full dimension and distribution of these activities in Brazil and worldwide. <![CDATA[<b>Review of studies on the Picture Exchange Communication System (PECS) for teaching language to individuals with autism and other speech difficulties</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382013000400011&lng=en&nrm=iso&tlng=en O Picture Exchange Communication System (PECS) é um sistema de comunicação frequentemente utilizado em indivíduos com autismo e/ou pouca fala funcional. Até a data, nenhuma revisão sobre intervenções com o PECS foi publicada no Brasil. Assim, os objetivos deste estudo foram revisar as literaturas brasileira e estrangeira sobre o estado da arte do PECS como um instrumento de ensino de linguagem a indivíduos com autismo e dificuldades de fala, apontar o que tem sido pesquisado, os resultados mais encontrados e direções para novos estudos, principalmente para a literatura brasileira. Quatro artigos foram encontrados na literatura estrangeira e seis na literatura brasileira. Dados referentes ao número de participantes, delineamento de pesquisa, duração do estudo, setting, fases implementadas, resultados encontrados, fidedignidade inter-observador e de procedimento, validade social, manutenção e generalização foram sumarizados. Os estudos revisados mostraram que, em consonância com a literatura, o PECS parece ser efetivo no ensino da comunicação a indivíduos com autismo ou com pouca fala funcional, apesar de o pequeno número de participantes de cada estudo indicar que o PECS é uma estratégia de ensino individual.<hr/>The Picture Exchange Communication System (PECS) is a communication system frequently used with people with autism and/or with little functional speech. To date, no review has been published on PECS interventions in the Brazilian literature. Thus, the aims of this study were to review Brazilian and foreign literature on the state of art of PECS as a language teaching instrument for individuals with autism and speech difficulties, and to point out what has been researched, the main results and directions for further research, especially regarding Brazilian literature. Four articles were found in foreign literature and six in the Brazilian one. Data on the number of participants, research design, study duration, setting, implemented phases, main outcomes, inter-observer reliability and procedure data, social validity, generalization and maintenance data were summarized. In consonance with the existing literature, the reviewed studies show that PECS seems to be effective in teaching communication to individuals with autism or little functional speech, despite the small number of participants in each study, suggesting that PECS is an individual teaching strategy.