Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Educação Especial]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1413-653820150002&lang=es vol. 21 num. 2 lang. es <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Editorial]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382015000200183&lng=es&nrm=iso&tlng=es <![CDATA[Resilience and Protective Processes of Adolescents with Physical Disabilities and Deafness Included in Regular Schools]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382015000200185&lng=es&nrm=iso&tlng=es <p>O artigo apresenta os resultados de uma pesquisa, realizada em duas cidades de médio porte do estado de São Paulo, cujo objetivo foi identificar e analisar processos protetivos associados à resiliência. Os participantes foram 16 adolescentes, de faixa etária entre 14 e 17 anos, expostos a adversidades. Neste trabalho são apresentados os resultados referentes a quatro adolescentes com deficiência física ou auditiva incluídos em escolas regulares. Foi realizado um estudo exploratório, incluindo entrevistas semiestruturadas e métodos visuais (fotografias e filmagens do cotidiano), os quais foram analisados segundo a Teoria Fundamentada nos Dados (TFD). Foram identificados diversos aspectos relativos: 1) aos processos de resiliência dos participantes, associados à qualidade dos relacionamentos interpessoais estabelecidos entre eles, colegas e profissionais da educação, com destaque para os professores intérpretes; 2) ao uso das tecnologias e mídias sociais no favorecimento da comunicação entre eles, amigos e familiares sem deficiência, e 2) às estratégias de enfrentamento da dor e das limitações físicas visando ao bem-estar a médio prazo. Ressalta-se a necessidade de trabalhar em prol do fortalecimento dos adolescentes com deficiência e de auxiliá-los na promoção de seu caminho em direção à inclusão escolar e social, por meio de reflexões sobre o lugar ocupado pelas escolas em suas vidas, o que pode favorecer os processos de resiliência.</p><hr/><p>The paper presents the results of a survey conducted in two medium sized cities in the state of São Paulo, aimeing to identify and analyze protective processes associated with resilience. The participants were 16 teenagers, aged 14 to 17 years, who were exposed to adversities. This paper presents the results related to 4 adolescents with physical disabilities or deafness who are included in regular schools. An exploratory study was carried out, using semi-structured interviews and visual methods (photographs and videotaped recordings of daily life), which were analyzed according to Grounded Theory. Several aspects were identified regarding: 1) the participants' resilience processes associated to the quality of interpersonal relationships established among themselves, their peers and education professionals, underscoring the teacher interpreters; 2) the use of technology and social media in fostering communication between these students, their friends and family members without disabilities, and 3) the use of coping strategies to deal with pain and physical limitations, aiming for medium term well-being. The paper highlights the importance of working towards promoting a strengthening process for young people with disabilities in order to provide them with a pathway towards educational and social inclusion through reflections on the role played by schools in their lives, so as to promote resilience processes.</p> <![CDATA[Assessment of Children with Spastic Diparesis According to the International Classification of Functioning, Disability and Health - ICFDH]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382015000200199&lng=es&nrm=iso&tlng=es <p>As disfunções decorrentes da paralisia cerebral (PC), associadas à falta de adaptações ambientais podem resultar tanto no agravo da incapacidade e/ou das limitações da criança em desempenhar atividades funcionais, quanto em restrições à sua participação. Por isso, faz-se necessária a avaliação da funcionalidade dessa criança para melhor conhecer as atividades realizadas, bem como as condições de participação em contextos significativos ao seu desenvolvimento. Este estudo teve por objetivos avaliar a funcionalidade, classificar o desempenho e a capacidade e investigar a participação de crianças com PC do tipo diparesia espástica. O estudo envolveu três crianças com diagnóstico de PC do tipo diparesia espástica, deambuladoras, idade entre nove e treze anos, e suas mães. Os dados foram coletados por meio de entrevistas dos participantes mediante roteiro estruturado; e avaliação funcional das crianças, utilizando-se um instrumento fundamentado na Classificação Internacional de Funcionalidade (CIF). Os resultados obtidos revelaram importantes limitações relacionadas principalmente às atividades de mobilidade e autocuidado das crianças com GMFCS II e III; e evidenciaram leve aumento da dificuldade no desempenho quando comparado à capacidade dos participantes. O instrumento fundamentado na CIF revelou-se útil e eficaz para investigar a funcionalidade de crianças com PC do tipo diparesia espástica em idade escolar, pois permitiu avaliar a capacidade e o desempenho e identificar tanto limitações na realização de atividades pelas crianças, como algumas restrições à sua participação.</p><hr/><p>Disabilities arising from CP, associated with the lack of environmental adaptations, may result in both aggravation of the disability and / or the child's limitations in performing functional activities, as well as in restrictions to their participation. Therefore it is necessary to assess functionality in order to better understand the activities that will be carried out, as well as the conditions for participation in meaningful contexts for the child's development. The objectives of this study consisted of assessing the functioning, classifying performance and capacity, and investigating the participation of children with spastic diparesis CP. The study involved three ambulatory children diagnosed with spastic diparesis CP, aged nine to thirteen years, and their mothers. The data were collected through interviews with the participants based on a structured script, and functioning assessment of children, using an instrument based on ICFDH. The results revealed important limitations related mostly to the mobility activities and self-care of children with GMFCS II and III; and showed slight increase in performance difficulty when compared to the capacity of the participants. The instrument based on ICFDH was shown to be useful and efficient for investigating the function of school-age children with spastic diparesis CP, because it allowed for assessing capacity and performance and enabled the identification of limitations in carrying out activities as well as some restrictions to the children's participation.</p> <![CDATA[Nonverbal Cognitive Abilities Profile in Children with Down Syndrome]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382015000200213&lng=es&nrm=iso&tlng=es <p>A Síndrome de Down (SD) é uma das causas mais conhecidas da deficiência intelectual e o baixo funcionamento cognitivo está associado a déficits no comportamento adaptativo. Parte do conhecimento em relação às habilidades cognitivas na SD pauta-se na comparação entre tarefas verbais e não-verbais. No entanto, dificuldades relacionadas à linguagem podem comprometer a avaliação com testes tradicionais. Este estudo objetivou verificar o desempenho de crianças com SD na Escala Internacional de Inteligência Leiter-R, comparando-as a um grupo de crianças com desenvolvimento típico, bem como os próprios desempenhos nos diferentes subtestes. Participaram 30 crianças com SD entre três e oito anos de idade (M=4,57; DP=1,40) pareadas ao grupo controle por idade, sexo e tipo de escola. Os resultados mostraram desempenho inferior ao grupo controle em tarefas que avaliam processamento visual e raciocínio fluido. Houve diferenças de gênero somente no subteste que avalia raciocínio indutivo, com melhor desempenho das meninas. Análises intragrupo mostraram maior facilidade de crianças com SD em tarefas de síntese visual, raciocínio sequencial e indutivo em relação a habilidades de discriminação visual. A partir da Leiter-R foi possível realizar uma avaliação não-verbal de distintas habilidades cognitivas, bem como compreender o perfil cognitivo a partir do desempenho nos subtestes.</p><hr/><p>Down syndrome (DS) is one of the best known causes of intellectual disability, and low cognitive functioning is associated with deficits in adaptive and functional behavior. Part of the knowledge regarding cognitive abilities in DS is based on comparisons between verbal and nonverbal tasks. However, difficulties related to language may compromise the assessment of individuals with DS in traditional intelligence tests. The present study aimed to verify the performance of children with DS in the Leiter International Performance Scale-Revised, comparing them to a group of typically developing children, as well as comparing their own performance in different subtests. The participants were thirty children with DS between 3 and 8 years (M = 4.57, SD = 1.40) matched with control group by age, sex and school. The results showed lower scores in the DS group than controls in subtests that assess visual processing and fluid reasoning performance. There were gender differences only in the subtest that evaluated inductive reasoning, with best performance by girls. Intra-group analyses showed greater ease of DS children in tasks of visual synthesis, sequential and inductive reasoning in relation to visual discrimination skills. The results showed that the Leiter-R can be used to carry out non-verbal assessments of various cognitive skills in children with DS, as well as providing understanding of their cognitive profile from performance on different subtests.</p> <![CDATA[Teaching Practices for Students with Down Syndrome and Childhood Education: a Focus on Motor Development]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382015000200229&lng=es&nrm=iso&tlng=es <p>A presente pesquisa tem como objetivos: identificar qual o nível de desenvolvimento motor de uma criança com Síndrome de Down (SD) no contexto educacional, intervir com estratégias de ensino necessárias para responder às necessidades de seu desenvolvimento e avaliar os avanços no seu desenvolvimento após a intervenção. O método utilizado foi o estudo de caso para analisar o fenômeno em seu contexto real. Como participante foi escolhido um aluno com SD de três anos de idade matriculado em uma escola de educação infantil de uma cidade de médio porte do interior do estado de São Paulo. O procedimento para a coleta de dados foi realizado em três etapas: 1) pré-teste, 2) intervenção e 3) pós-teste. Na fase do pré-teste foi aplicado o Inventário Portage Operacionalizado na área de desenvolvimento motor. Ao identificar as necessidades de aprendizagem do aluno foi elaborado e aplicado um plano de intervenção. Depois da etapa de intervenção, no pós-teste, o inventário foi novamente aplicado para mensurar os avanços no desenvolvimento do aluno comparando-o com o pré-teste. Como resultado constatou-se que o aluno avançou em relação à faixa etária inicial referente ao período de um a dois anos para a idade entre dois a três anos em seu desenvolvimento.</p><hr/><p>This study aims to: identify the motor development level of a child with Down Syndrome (DS) in the educational context, intervene with teaching strategies necessary to meet the needs of their development and assess progress in development after intervention. The method used was the case study in order to examine the phenomenon in its real context. The research participant was a three year old nursery school student with Down Syndrome from a medium sized city in the state of São Paulo. The procedure for data collection was conducted in three stages: pre-test, intervention and post-test. At the pre-test stage the Operational Portage was applied to assess the motor development area​​. After identifying the learning needs of student an action plan related to the school routine was developed and implemented. After the intervention phase, at the post-test phase, the inventory was again used to measure the progress in the student's development by comparing it to the pre-test. As a result it was found that the student had advanced in relation to the initial age group of one to two years to the age of two to three years in his development.</p> <![CDATA[Oral History: a Method for Investigating Physics Education of Blind Students]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382015000200245&lng=es&nrm=iso&tlng=es <p>Neste artigo procura-se evidenciar o papel da história oral na pesquisa qualitativa como um instrumento fundamental na coleta de depoimentos de estudantes cegos ou professores de estudantes cegos, particularmente sobre o processo de ensino e aprendizagem de Física na Educação Básica. Tal procedimento metodológico permite, mediante a narrativa do entrevistado, seja este estudante ou professor, compreender quais são os problemas e os desafios no processo de ensino e aprendizagem e sua correlação com a história de vida dos estudantes. Entende-se, com esse trabalho, que a análise das narrativas de alunos cegos, nas vertentes temática e de vida, fornecem dados que orientam os passos que os pesquisadores devem seguir na elaboração de estratégias e materiais didáticos específicos para estudantes cegos, além de proporcionar uma compreensão mais profunda acerca do desempenho destes estudantes durante a aplicação dos testes. Assim, aponta-se para a utilização dessa metodologia e o que ela tem possibilitado no que se refere a pesquisas na área de física com estudantes cegos.</p><hr/><p>In this paper, we discuss the role of oral history in qualitative research, as an essential tool for collecting data from blind students or their teachers, specifically about their experience in learning or teaching physics in middle and high school. This methodological procedure, based on the interviewee's narrative (be he/she a student or teacher), allows one to understand the problems and challenges involved in the teaching/learning process and how they are correlated to the students' experience. The analysis of the blind students' narratives provides data that indicate the best choices the researcher should make when elaborating strategies and didactic materials appropriate to blind students, besides providing a better understanding of these students' performance during the application of tests. Thus, we suggest using this methodology through the discussion of possibilities brought into investigations related to physics education of blind students.</p> <![CDATA[Virtual Reality as Intervention in Down Syndrome: a Perspective of Action for Health and Education Interface]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382015000200259&lng=es&nrm=iso&tlng=es <p>O presente estudo teve por objetivo avaliar os resultados de intervenções com uso da Realidade Virtual perante as necessidades psicomotoras de uma criança com Síndrome de Down (SD). Para tanto, foram utilizados como instrumento de avaliação a Escala de Desenvolvimento Motor na forma de teste pré e pós-intervenção e como recurso de intervenção o videogame Xbox 360 com sensor kinect. Os resultados alcançados após 20 sessões de intervenção revelaram uma melhora nas habilidades de motricidade global, equilíbrio, esquema corporal e organização espacial, entretanto o desenvolvimento da motricidade fina e linguagem/organização temporal se mantiveram estáveis. Todas estas seis áreas básicas da motricidade humana são fundamentais para o processo de alfabetização e, consequentemente, para o ensino e aprendizagem de conteúdos escolares. As intervenções clínicas realizadas com o uso da Realidade Virtual, em uma abordagem na interface saúde e educação, contribuíram para o desenvolvimento psicomotor do participante da pesquisa, podendo-se inferir sobre os desdobramentos do aperfeiçoamento destas habilidades e seus respectivos benefícios para o desempenho escolar, sobretudo nas atividades de leitura e escrita.</p><hr/><p>This study aimed to assess the results of Virtual Reality interventions in treating psychomotor needs of a child with Down Syndrome (DS). The evaluation instrument was the Motor Development Scale, used as a pre-intervention and post-intervention test. An Xbox 360 game console with kinect sensor was used as an intervention resource. The results after 20 intervention sessions showed an improvement in overall motor skills, balance, body schema and spatial organization, however the development of fine motor skills and language / temporal organization remained stable. All these six basic areas of human motricity are fundamental to the process of literacy and consequently for learning school subjects. Clinical intervention using Virtual Reality as a health and education approach contributed to the psychomotor development of participants and enabled inferences about the consequences of the improvement of these skills and their benefits to school performance, especially in reading and writing activities.</p> <![CDATA[Consequences of Late Acquisition of Brazilian Sign Language on Reading Comprehension of the Portuguese Language as a Second Language for Deaf People]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382015000200275&lng=es&nrm=iso&tlng=es <p>Este artigo investigou sobre as consequências da aquisição da língua de sinais tardiamente na compreensão leitora em língua portuguesa como segunda língua por parte de surdos sinalizantes da língua brasileira de sinais. Para visualizar tais consequências, aplicou-se um teste de compreensão de língua de sinais, retirado do material Instrumento de Avaliação da Língua de Sinais (IALS), e um teste de compreensão leitora de língua portuguesa adaptado do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA). Participaram deste estudo cinco surdos de nascença do sexo masculino, com idades de 19 a 41 anos e com diferentes idades de aquisição da língua de sinais. Os resultados apontaram como principal consequência a falta de estratégias para identificar a ideia principal do texto. Demonstraram também que apesar do fator idade de aquisição da língua de sinais interferir bastante na compreensão leitora da língua portuguesa, há outros fatores a considerar como: o contato com outros surdos que sejam fluentes, o apoio e motivação por parte da família no uso das duas línguas (Libras e Língua Portuguesa), a presença da língua de sinais durante a trajetória escolar, bem como metodologias de ensino de língua portuguesa que auxiliem os surdos a descobrir suas próprias estratégias de construção de sentido e ainda os fazerem detectar as diferenças de modalidade das línguas produzidas, bem como as particularidades de cada língua envolvida e ainda, o que é comum a ambas as línguas.</p><hr/><p>This paper investigated the consequences of late acquisition of sign language on reading comprehension of the Portuguese language as a second language by deaf who sign in Brazilian Sign Language. In order to look at the consequences, we applied a sign language comprehension test, taken from the Assessment Instrument materials of sign language (IALS), and Portuguese reading comprehension test adapted from the Portuguese Program for International Student Assessment (PISA). The participants were five people who were deaf from birth, males aged 19-41 years, who had acquired sign language at different ages. The results showed that the main consequence was a lack of strategies for identifying the main idea of the text. The results also showed that despite the factor of age of acquisition of sign language greatly interfering reading comprehension of Portuguese, there are other factors to consider, such as: contact with other deaf people who are fluent, support and motivation from family in the use of the two languages (Libras and Portuguese), the presence of sign language during school life. Another consideration are methodologies for teaching the Portuguese language in order to assist deaf people in discovering their own strategies for constructing meaning as well as showing them how to detect differences that occur in different language modes, and the singularities of each language involved and what is common to both languages.</p> <![CDATA[Oral Health Education Targeting People With Visual Impairments]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382015000200289&lng=es&nrm=iso&tlng=es <p>O objetivo deste estudo foi revisar na literatura estudos que abordem formas de realização de promoção de saúde e prevenção de doenças bucais para pacientes com deficiência visual. Foi realizada revisão sistemática da literatura nas bases de dados <italic>PubMed Central</italic>, Biblioteca Virtual de Saúde (BVS) e Scopus, sem limite de data de publicação. Foram incluídos ensaios clínicos nas línguas inglesa, portuguesa e espanhola, com algum tipo de intervenção de promoção de saúde bucal voltada para deficientes visuais totais ou parciais. Os artigos foram selecionados e os dados extraídos pelos autores. A busca resultou em 688 artigos dos sites <italic>PubMed,</italic>BVS e <italic>Scopus</italic>. Foram eliminados 303 artigos repetidos e, dentre os demais, selecionados nove que abordavam o tema desta revisão. As datas de publicação dos estudos variaram de 1991 a 2013. O total de deficientes visuais participantes destes estudos foi de 431 com idades entre seis e 49 anos. Todas as intervenções educativas foram efetivas e realizadas por odontólogos. A orientação verbal foi o recurso educativo mais utilizado Os resultados encontrados nos estudos deixam clara a necessidade e importância da implantação de estratégias de educação em saúde bucal para essa população. Programas de orientação de higiene bucal envolvendo recursos adaptados e comunicação verbal são efetivos no estabelecimento de uma rotina de higiene adequada, agregando conhecimento aos pacientes e seus familiares e resultando em melhora nos índices de saúde bucal.</p><hr/><p>The aim of this study was to review the literature about oral health promotion and oral disease prevention for patients with visual impairment. A systematic literature review was conducted using <italic>PubMed Central</italic>, BVS (Virtual Health Library) and Scopus without restriction for publication date. Clinical trials in English, Portuguese and Spanish that presented any oral health promotion intervention targeting people with visual impairments were included. The articles were selected and data extracted by author. The search resulted in 688 articles from the PubMed, BVS and Scopus websites. Three hundred and three repeated items were eliminated and, among the others, 9 that addressed the topic of this review were selected. The publication dates of the studies ranged from 1991 to 2013. The total number of visually impaired participants of these studies was 431, aged 6 to 49 years. All educational interventions were effective and performed by dentists. The verbal guidance was the most used educational resource. The results demonstrated the need and importance of implementing strategies for oral health education for this population. Oral hygiene orientation programs involving tailored resources and verbal communication are effective in establishing a routine for proper hygiene, providing knowledge to patients and their families, with improvement in oral health indices.</p> <![CDATA[Analysis of the Theses and Dissertations from PPGEES/UFSCar Regarding the Interface Between Physical Education and Special Education]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382015000200299&lng=es&nrm=iso&tlng=es <p>A interface entre as áreas de Educação Física e de Educação Especial permite multiplicar as possibilidades de intervenção e investigação relacionadas às condições de acesso a cultura corporal, a inclusão social e escolar de pessoas com necessidades educacionais especiais. A intersecção da produção do conhecimento entre Educação Física e Educação Especial tem sido evidenciada, sobretudo, nas pesquisas realizadas nos Programas de Pós-Graduação. Buscando mapear o que tem sido produzido nas respectivas áreas, este estudo teve por objetivo analisar a produção discente (dissertações e teses) do Programa de Pós-Graduação em Educação Especial (PPGEEs) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) na interface Educação Física e Educação Especial. O método de investigação pautou-se em pesquisa bibliográfica, sendo que os dados foram tratados por meio de análise de conteúdo. Os resultados encontrados apontaram que o PPGEEs/UFSCar tem contribuído significativamente na busca de novos saberes relacionados à interface entre Educação Física e Educação Especial, sobretudo quanto a conceitos, procedimentos, estratégias, adaptações e novas reflexões sobre teorias e práticas relacionadas à cultura corporal, inclusão social e escolar de crianças, jovens, adultos e idosos com necessidades educacionais especiais.</p><hr/><p>The overlap between the fields of Physical Education and Special Education allows multiplying possibilities of intervention and investigation related to body culture, social inclusion and inclusive education of people with special needs. The intersection of production of knowledge between Physical Education and Special Education has been demonstrated, especially in research conducted in Graduate Programs. In order to map academic production involving these two areas, this study aimed to examine student production (theses and dissertations) of the Graduate Program in Special Education (PPGEEs) at the Federal University of São Carlos (UFSCar), considering the interface between Physical Education and Special Education. The method was a literature review, and the treatment of the data was based on content analysis. The results indicated that the PPGEEs/UFSCar has contributed significantly in the pursuit of new knowledge regarding the interface between Physical Education and Special Education, mainly related to concepts, procedures, strategies, adaptations and new reflections on theory and practice related to body culture, social inclusion and education of children, youth, adults and seniors with special needs.</p> <![CDATA[Assessment of the Effects of Intervention Programs of Physical Activity in Individuals with Autism Spectrum Disorder]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382015000200319&lng=es&nrm=iso&tlng=es <p>A prática regular de atividade física influencia a saúde e o bem-estar, com papel importante na prevenção de várias doenças crônicas, como doenças cardiovasculares, acidente vascular cerebral, hipertensão, obesidade, diabetes, osteoporose, dentre outras. As vantagens da prática de exercício físico por pessoas com deficiências de desenvolvimento, especificamente de pessoas com transtorno do espetro do autismo (TEA), têm sido estudadas, mas dados as diferentes metodologias e abordagens presentes na literatura, há necessidade de fazer uma compilação das diferentes investigações existentes que permitam concluir quais os efeitos de diferentes tipos de exercício em pessoas com TEA. O objetivo deste artigo é reunir os principais estudos que foram realizados nos últimos anos no âmbito da atividade física em indivíduos com (TEA) e retirar as conclusões acerca dos mesmos. São apresentados 18 estudos, num total de 140 crianças e adultos com várias variantes desta síndrome e que participaram em atividades individualmente ou em grupo. Foram realizadas diversas atividades tais como jogos, natação, corrida, passeios terapêuticos, hidroginástica. As intervenções pretenderam estudar a influência das atividades propostas no comportamento agressivo e estereotipado, funcionamento social, resistência, qualidade de vida e stress, aptidão física e resistência. Os programas de intervenção revelaram melhorias significativas, mostrando as potencialidades do exercício em pessoas com TEA.</p><hr/><p>Regular physical activity influences health and well-being, with an important role in the prevention of several chronic diseases, such as cardiovascular disease, stroke, hypertension, obesity, diabetes, osteoporosis. The advantages of physical exercise for people with developmental disabilities, specifically people with autism-spectrum disorder (ASD) have been studied, but given the different methodologies and approaches in the literature, there is the need to make a compilation of the different existing research that might allow us to conclude which are the effects of the different types of exercise in people with ASD. The purpose of this article is to bring together the main studies that have been conducted in the latest years in the context of physical activity in individuals with ASD and draw conclusions about them. Eighteen studies are presented, with a total of 140 children and adults with various variants of this syndrome, who participated in individual activities or in groups. Various activities, such as games, swimming, jogging, therapeutic walks, aerobics were performed. Interventions intended to study the influence of the activities proposed in aggressive and stereotyped behavior, social functioning, strength, quality of life and stress, physical fitness and endurance. Intervention programs revealed significant improvement, showing the benefits of exercise for people with ASD.</p>