Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Educação Especial]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1413-653820140003&lang=pt vol. 20 num. 3 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382014000300001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Reform, life stories and professional identity in special education</b>: <b>an approach from the voices of special educators in Medellin (Colombia)</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382014000300002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt El artículo presenta los resultados de una investigación biográfico narrativo sobre las conexiones, relacionamientos y entrecruzamientos entre relatos de vida de maestros y maestras especiales y los procesos de reforma educativa a la educación especial en una ciudad de Colombia. Parte del reconocimiento de las historias de la educación especial en Colombia y América Latina, pero señalando la ausencia de investigaciones desde las voces y vivencias de los educadores especiales en el tiempo reciente, lo cual se corresponde con lo encontrado en el estado del arte. Posteriormente, se presentan parte de los resultados sobre el análisis de la identidad profesional docente especial y unas reflexiones para pensar el presente del educador especial/diferencial en América Latina.<hr/>The article presents the results of a narrative biographical study on the connections, relationships and crosslinks between life stories of special teachers and educational special education reform process carried out in a city of Colombia . The paper first acknowledges the history of special education in Colombia and Latin America , while pointing out the lack of research on the voices and experiences of special educators in recent times, which corresponds with what is found in current studies. Next, partial results are presented: the analysis of special teacher professional identities and some reflections to enable us to think about special/differential educators in Latin America . <![CDATA[<b>Inclusão escolar, formação de professores e a assessoria baseada em habilidades sociais educativas </b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382014000300003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Com a democratização do ensino, a escolas brasileiras vêm sendo desafiadas a se reorganizarem em favor do processo de escolarização de todos os alunos, considerando os desafios da inclusão de crianças com necessidades educacionais especiais (NEE) no ensino regular. Este ensaio apresenta uma visão geral da história e da legislação sobre inclusão e as inovações que vêm sendo propostas por educadores e agências governamentais. Focaliza também as necessidades de formação do professor, em particular suas habilidades para inovar e melhorar interações com todos os alunos. Nesse contexto, destaca-se o papel de suas habilidades sociais educativas (HSE) e são apresentados estudos sobre o impacto das habilidades sociais do professor no desempenho escolar dos alunos. Defende-se duas alternativas de assessoria do especialista junto ao professor para instrumentalizá-lo em HSE voltadas para a promoção da inclusão escolar de alunos com NEE.<hr/>With greater availability of schooling for all, Brazilian schools are being challenged to reorganize themselves in favor of providing schooling for all students, responding to the challenges of including children with special educational needs (SEN) in the mainstream education process. This paper presents an overview of the history and legislation on inclusion and the innovations that have been proposed by educators and government agencies. It also focuses on the needs of teacher education, in particular their ability to innovate and improve interaction with all students. In this context, we highlight the role of their educational social skills (ESS), presenting studies on the impact of teacher's social skills in students' scholastic achievement. We defend the provision of two alternatives for specialist support for teachers in order to promote development of their ESS, the aim of which reverts towards promoting school inclusion of students with SEN. <![CDATA[<b>Esportes de raquete para deficientes intelectuais leves</b>: <b>uma proposta fundamentada na pedagogia do esporte</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382014000300004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt a prática dos esportes de raquetes ainda parece ser inexistente em diferentes instituições brasileiras de ensino, formais e não formais, e não são oportunizadas para pessoas com necessidades especiais. Assim, o objetivo deste trabalho é ofertar uma proposta pedagógica para a vivência destes esportes para alunos com deficiência intelectual leve. A proposta fundamentou-se em princípios como normalização, socialização e da diminuição do sentimento de preconceito. Ela está composta por itens descritos no manuscrito, que ser referem desde a apresentação desse esporte para os alunos até a consecução das atividades a serem desenvolvidas. Conclui-se que a proposta pedagógica é uma aproximação entre os esportes de raquete e alunos com deficiência intelectual, e que está alicerçada nas prerrogativas da Pedagogia do Esporte.<hr/>The practice of racket sports still seems to be nonexistent in various Brazilian educational institutions, both formally and informally, and they are not provided for people with special needs. The objective of this work is to offer a pedagogical proposal for experiencing such sports for students with mild intellectual disabilities. The proposal was based on principles such as standardization, socialization and decreased feelings of discrimination. The proposal is made up of items described in the manuscript, beginning with presenting the sport to the students and going on to carrying out various activities needed for proficiency. We conclude that the pedagogical proposal is a means to bring together racquet sports and students with intellectual disabilities, and this is based on the prerogatives of Sport Pedagogy. <![CDATA[<b>Capacitação de agentes educacionais</b>: <b>proposta de desenvolvimento de estratégias inclusivas</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382014000300005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A inclusão escolar tem demonstrado a importância de criar condições para favorecer o envolvimento dos agentes educacionais (professor da sala de aula regular, professor de educação especial e os pais dos aprendizes), visando maximizar a aprendizagem acadêmica dos alunos. O presente estudo teve como objetivo operacionalizar e avaliar uma capacitação destinada aos professores da sala de aula regular, da educação especial e pais, de modo a criar condições que vislumbrassem o ensino compartilhado de leitura e escrita para alunos com deficiência intelectual e autismo, incluídos na escola regular. Participaram cinco mães, quatro professores da sala de aula e dois professores da Educação Especial. Todos os agentes educacionais participaram de uma capacitação geral baseada na orientação sobre a intervenção a ser aplicada em cada contexto de atuação (residência, sala de aula e sala de educação especial) e incluiu um tópico sobre as habilidades sociais educativas. Após a capacitação geral foram empregadas supervisões individualizadas, com cada agente, durante a qual era utilizado um protocolo de registros do comportamento de cada agente. A análise dos comportamentos previu três medidas: aplicação conforme planejamento, dicas fornecidas ao aprendiz e encaminhamentos. Ainda que principiante, a capacitação criou condições para desenvolver estratégias inclusivas, de modo a operacionalizar as orientações descritas nos documentos vigentes em relação à inclusão escolar, a partir do envolvimento de agentes educacionais.<hr/>The process of school inclusion has shown that opportunities must be created to enable three educational agents to interact (the regular teacher, the special teacher and the student's parents), in order to further students' academic learning opportunities. The present study aimed to put into practice and assess the professional development of regular teachers, special teachers and parents in order to create conditions for shared teaching of reading and writing for students with intellectual impairment and autism included in regular schools. Five mothers, four regular teachers and two special teachers participated in the study. All the educational agents participated of a general capacitation based on orientations on the intervention that would be applied in each natural context (classroom, special teaching room and at home) and included a topic about educational social abilities. After the general training, individual supervision sessions with each educational agent using a recorded behavior protocol were carried out. The behavioral analysis was based on three measures: application of intervention according to plan, cues addressed to the student and follow-up. Even though it was newly tried out, training enabled inclusive strategies to develop so that strategies that are described in official documents addressing school inclusion could be put into practice through the engagement of educational agents. <![CDATA[<b>Inclusão de alunos com deficiência na aula de educação física</b>: <b>identificando dificuldades, ações e conteúdos para prover a formação do professor</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382014000300006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O transcorrer habitual das aulas de Educação Física não parece tranquilo quando o professor defronta-se com alunos com deficiência, principalmente no ensino regular. Nesse sentido, objetivou-se identificar as dificuldades encontradas por professores de Educação Física para incluir alunos com deficiência e sugerir ações e conteúdos a partir dessas dificuldades com a intenção de promover a formação dos professores. Participaram da pesquisa 17 professores de Educação Física que atuavam em escolas, do 1° ao 5° ano, divididos em dois grupos: manhã e tarde. Três encontros para cada grupo de professores foram realizados. Em dois encontros foram coletadas informações por meio de Grupo Focal e, no outro encontro, as informações foram apresentadas aos participantes. Realizou-se uma análise de conteúdo do tipo categorial. Dessa análise emergiram oito categorias de dificuldades atribuídas: 1) à Formação; 2) à questão Administrativo-escolar; 3) ao Aluno; 4) ao Diagnóstico; 5) à Família; 6) ao Recurso Pedagógico; 7) à Estratégia de ensino; 8) à Educação Física. Diante dos resultados foram sugeridas ações e conteúdos para promover a formação dos professores. Conclui-se que, ao propor uma formação para professores de Educação Física, com foco na inclusão educacional, é preciso identificar e assumir as dificuldades encontradas, uma vez que os professores relataram que a dificuldade não era, somente, saber o que fazer para incluir, ou qual recurso selecionar, mas que havia outras questões, como, as administrativas, as familiares e as decorrentes da estrutura escolar.<hr/>When teachers are faced with students with disabilities in regular schools, their physical education classes do not run smoothly.Thus, this study aimed to identify the difficulties faced by physical education teachers as they include students with disabilities, and suggest actions and content based on these difficulties intending to promote teacher development. Seventeen physical education teachers who worked in schools from 1st to 5th grade participated in the study. They were divided into two groups: morning and afternoon. Three meetings for each group of teachers were conducted. In two of these meetings, information was collected through Focus Groups, and in another meeting, information was presented to the participants. Content analysis of the categorical type was carried out. From this analysis, categories emerged related to difficulties regarding: 1) training, 2) school administration issues, 3) the student 4) diagnosis; 5) family; 6) teaching resources; 7) teaching strategies; 8) Physical Education. Given the results, several proposals were suggested and content to improve the teachers' development. We concluded that when suggesting a program for training teachers of Physical Education focusing on inclusion, one must identify and acknowledge the difficulties that emerge, since the teachers reported that it was not enough to know what to do in order to include or to know what resources to select. There were other issues to consider, such as administrative issues, family issues or aspects related to how the school was structured. <![CDATA[<b>Relatos de músicos cegos</b>: <b>subsídios para o ensino de música para alunos com deficiência visual</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382014000300007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo de natureza qualitativa teve como objetivo compreender as problemáticas enfrentadas por músicos com cegueira quanto ao acesso à aprendizagem da música. Em entrevistas semiestruturadas, procurou-se conhecer suas vivências e processos de formação no campo da música. Os resultados apontam o papel-chave da família na introdução ao mundo da música, além de mostrar que faltam, aos professores de música, conhecimentos básicos sobre as necessidades do aluno com cegueira. O artigo pretende evidenciar especificidades da aprendizagem musical do aluno com cegueira e subsidiar a prática profissional dos responsáveis pelo seu ensino no contexto da rede regular de ensino, servindo também para nortear a formação de professores de música que possam vir a ter alunos com deficiência visual.<hr/>This qualitative study aimed to understand significant issues regarding access to music learning faced by blind musicians. Using semi-structured interviews, we sought to learn about their musical experiences and vocational training processes in the field. The results suggest that families play a major role in enabling initial musical development. The data also indicates that music teachers lack basic knowledge about their students with blindness' specific needs. The article intends to reveal music learning characteristics and needs of students with visual impairments, so as to improve music teachers' professional practice within the regular school context, as well as to discuss implications for teacher certification in university courses for future teachers of students with visual impairments. <![CDATA[<b>Relações familiares na perspectiva de pais, irmãos e crianças com deficiência</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382014000300008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O desenvolvimento das crianças com deficiência é influenciado pelas relações familiares, sobretudo pelo modo como os pais lidam com a criança e a deficiência. No entanto, apesar de sua importância, pouco é conhecido sobre o funcionamento global dessas famílias. Assim, este estudo teve como objetivo investigar as características das relações familiares de crianças com deficiência (auditiva, intelectual, física, múltipla e visual) na perspectiva das mães (n=16), dos pais (n=12), dos irmãos (n=10) e das próprias crianças com deficiência (n=16), priorizando as relações nos subsistemas parental, conjugal e fraterno. Foi realizada uma entrevista semiestruturada com cada um dos participantes, individualmente, em suas respectivas residências, e foi aplicado um questionário de caracterização do sistema familiar com um dos genitores. Os resultados mostram que as práticas parentais são percebidas como coercitivas, mesmo havendo harmonia, diálogo e compartilhamento nos cuidados com os filhos. As relações conjugais são vistas como predominantemente satisfatórias, embora existam conflitos. Já sobre as relações fraternas, foram frequentes os relatos sobre conflito, harmonia, cuidado/proteção e coesão/união entre os irmãos. A percepção das relações familiares varia em função do tipo de deficiência da criança no que tange às práticas educativas parentais, aos valores/crenças presentes na educação dos filhos e aos conflitos conjugais e entre irmãos. Os resultados indicam a necessidade urgente de investigar os padrões de comunicação em famílias com crianças com diferentes tipos de deficiência, visando à elaboração de propostas de educação e reeducação voltadas ao funcionamento típico de cada tipologia de família.<hr/>The development of disabled children is influenced by family relationships, especially by the way parents deal with the child and the disability. Nonetheless, despite its importance, little is known about the overall functioning of these families. Thus, this study aimed to investigate the characteristics of family relationships of children with disabilities (hearing, intellectual, physical, multiple, and visual) from the perspective of mothers (n=16), parents (n=12), siblings (n=10) and the children with disabilities themselves (n=16), focusing mainly on the relationships in the parental, conjugal and fraternal subsystems. A semi-structured interview was carried out with each participant individually in their homes, and one parent replied a questionnaire to characterize the family system. The results show that parenting practices are perceived as coercive, even if there is harmony, dialogue and sharing the care of children. Conjugal relations are seen as predominantly satisfactory, although there are conflicts. In the sibling relations, there were frequent reports about conflict, harmony, care/protection and cohesion/unity among siblings. The perception of family relationships vary in function of the type of disability of the child in relation to parenting educational practices, values​​/beliefs present in the children's education, marital conflicts and conflicts among siblings. The results indicate an urgent need to investigate the communication patterns in families with children with different disabilities, aiming at the elaboration of proposals for education and re-education related to the typical functioning of each type of family. <![CDATA[<b>Caracterização das ações motoras de crianças com baixa visão e visão normal durante o brincar</b>: <b>cubos com e sem estímulo luminoso ou alto contraste</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382014000300009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O brincar de crianças com baixa visão deve ser estimulado a fim de aprimorar os sentidos, adquirir habilidades com uso das mãos/corpo, reconhecer as características dos objetos e explorar o ambiente. O objetivo desse estudo foi identificar e descrever as ações motoras de crianças com baixa visão e visão normal durante o brincar com cubos com e sem estímulo luminoso ou alto contraste. Foram avaliadas seis crianças com baixa visão (43 meses; ±2) e sete com visão normal (42,3 meses; ±2,9). Para a avaliação, utilizaram-se quatro cubos: luminoso, alto contraste, transparente e preto. Cada avaliação foi filmada para possibilitar a identificação e descrição das ações motoras realizadas. Cada cubo foi apresentado à criança por 1 minuto, com intervalo de 15 segundos entre eles. A ordem de entrega dos cubos foi randomizada. As ações motoras identificadas foram: alcance (unimanual, bimanual ou com os pés), deslizar as mãos/dedos, afastar o cubo, bater no cubo, bater com o cubo, girar, agitar, aproximar os olhos e jogar o cubo para cima. As duas últimas ações foram realizadas somente por crianças com baixa visão. Essas realizaram 11 ações motoras nos cubos sem estímulo visual e nove nos cubos com estímulo visual. As crianças com visão normal realizaram oito ações motoras nos cubos de alto contraste, transparente e preto. Concluiu-se que crianças com baixa visão realizam maior variedade de ações motoras em todos os cubos do que crianças com visão normal, em especial nos cubos sem estímulo visual.<hr/>The act of playing in children with low vision should be stimulated in order to enhance the senses, enable skill acquisition with hands/body, promote recognizing characteristics of objects and exploration of the environment. This study was aimed at identifying and describing the motor actions of children with low vision and normal vision during the act of playing with cubes with and without luminous or high contrast stimulation. Six children with low vision (43 months; ±2) and seven with normal vision (42.3 months; ±2.9) were assessed. Four cubes were used for assessment: luminous, high contrast, transparent and black. Each assessment was recorded and it was possible to identify and describe the motor actions performed. Each child received a cube for one minute with 15 seconds interval between them. The process of giving different cubes to children was random. The motor actions identified were reaching with one hand, bimanual reach, reaching with feet, sliding with hands/fingers, turning the cube away, hitting the cube, banging on the cube, rotating, shaking, approaching the eyes and throwing the cube in the air. Approaching the eyes and throwing the cube were performed only by children with low vision. They performed 11 motor actions with cubes without visual stimulation and nine with cubes with visual stimulation. The children with normal vision performed eight motor actions with high contrast, transparent and black cubes. In conclusion, children with low vision performed a greater variety of motor actions with all cubes than children with normal vision. The children with low vision performed more motor actions with cubes without visual stimulation. <![CDATA[<b>Interações entre o aluno com surdez, o professor e o intérprete em aulas de física</b>: <b>uma perspectiva Vygotskiana</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382014000300010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O estudo apresenta uma análise das interações entre o aluno com surdez, o professor e o intérprete em sala de aula, além do papel desses sujeitos no processo de inclusão do aluno surdo. Trata-se de uma pesquisa qualitativa realizada em 10 escolas públicas de Ensino Médio de Campo Grande-MS que receberam 24 alunos com surdez. Nessa análise utilizamos a abordagem histórico cultural de Vygotsky. Os resultados evidenciaram que apenas o intérprete interage efetivamente com esses alunos e pouco colabora para que eles interajam com pessoas que não dominam a Língua Brasileira de Sinais. Em sala de aula, o professor transfere ao intérprete a responsabilidade pelo ensino e a aprendizagem desses alunos.<hr/>This study presents an analysis of classroom interactions between the deaf student, teacher and interpreter, and the role of these actors in the integration of deaf students. This is a qualitative study conducted in public high schools Campo Grande-MS, where these students were enrolled. In this analysis we used a Vygotskian sociocultural approach. The results showed that only the interpreter interacted effectively with these students and also that the interpreter did contribute to promoting their interactions with others who were not fluent in Brazilian sign language (Libras) The teacher transferred the responsibility of the process of teaching and learning to the interpreter. <![CDATA[<b>Revisão sistemática acerca das políticas de educação inclusiva para a formação de professores</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382014000300011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A análise das políticas públicas de formação docente é bastante referenciada nas discussões e pesquisas acadêmicas. Há muitas implicações destes estudos no processo de adaptação das políticas e de práticas pedagógicas, as quais são amplamente discutidas em forma de artigos, teses e dissertações. Este estudo apresenta uma análise bibliográfica sobre o tema, do ano de 2008 até os dias atuais, incluídos alguns estudos com datas anteriores, os quais julgamos imprescindíveis para a discussão. A busca foi realizada com critérios específicos, no site de periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Os descritores, bem como o número de artigos analisados a partir de cada um destes descritores foram: Políticas de formação docente (cinco artigos); Políticas da formação de professores (três artigos); Políticas de educação inclusiva (um artigo); Educação inclusiva (dois artigos); Formação docente (três artigos) e Legislação educacional (dois artigos). Após a seleção destes textos, foi realizada uma análise de conteúdo minuciosa, levando em consideração seus aspectos metodológicos, problemática discutida e implicações para a prática pedagógica como suporte para a educação inclusiva. Os resultados indicaram um total de 2146 artigos, dos quais foram selecionados, inicialmente pelos resumos, 140 artigos e, finalmente, tomados 16 para leitura e análise de conteúdo. Nessa análise observou-se a necessidade de disseminação desse tema perante a sociedade, com vistas à importância da atuação docente nessa busca de pressupostos para uma educação inclusiva. Isso confirmou afirmações contundentes de pesquisadores nacionais ao pontuarem que, embora as políticas públicas para essa educação estejam postas, elas ainda não conseguiram atingir as práticas pedagógicas e a formação de professores.<hr/>The analysis of public policies for teacher education is often referenced in academic discussions and research. There are many implications regarding these studies relevant to adapting policies and pedagogical practices, which are widely discussed in the form of articles, theses and dissertations process. This study presents a literature review on the topic, from 2008 to the present day, also including a few earlier studies, which we found to be essential to our discussion. The search was performed using specific criteria drawing from the Coordination of Improvement of Higher Education Personnel (CAPES) journal site. Descriptors as well as the number of articles analyzed from each of these descriptors were: teacher certification policies (five items); teacher training policies (three articles ); inclusive education policies (one article) ; inclusive education (three articles); teacher training (two articles) and educational legislation (two article) . After selecting these texts, detailed content analysis was performed, taking into account methodological aspects, the problems discussed and implications for pedagogical practice as support for inclusive education. The results indicated a total of 2146 articles, from which 140 were selected initially from the abstracts, and, in turn, 16 were selected, read and submitted to content analysis. This analysis gave evidence for the need to divulge this issue to society, having in mind the importance of teaching practices for seeking the epistemological bases for inclusive education. This study confirmed overwhelming assertions of national researchers about the failure to achieve successful pedagogical practices and teacher education, despite the existence of public policy supporting inclusive education.