Scielo RSS <![CDATA[Revista Brasileira de Educação Especial]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1413-653820120002&lang=en vol. 18 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382012000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Temple Grandin and autism</b>: <b>the film review</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382012000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en o presente artigo trata de uma análise do filme Temple Grandin o qual apresenta um panorama do autismo a partir da experiência singular de vida da protagonista. É apresentada uma breve sinopse do filme que descreve a trajetória de uma pessoa com autismo no enfrentamento de barreiras cotidianas em uma época em que esta condição ainda era muito pouco conhecida. A análise retoma alguns recortes do filme e apóia-se em dados atuais da literatura para discutir pontos referentes ao autismo. Entre outras, discutem-se as especificidades e perspectivas futuras dos diagnósticos categóricos e dimensionais no autismo, bem como as persistentes confusões com nomenclaturas. É revista a noção historicamente construída da pessoa com autismo como extremamente inteligente, propondo desconstruir este estereótipo a partir do entendimento destas habilidades sob o escopo de teorias cognitivas que as definem como partes de um estilo cognitivo diferente. Também são abordadas brevemente as alterações sensoriais presentes no autismo, as quais impulsionam Temple a desenvolver a máquina do abraço para auxiliar pessoas como ela a lidar com dificuldades interpessoais, que muitas vezes são confundidas com inexpressão afetiva. Por fim, são retomadas as correlações outrora sugeridas entre a qualidade da parentalidade e o autismo, conforme ilustrada no filme. Não se pretende aqui esgotar o assunto em uma análise extensa e profunda, mas oferecer uma compreensão teórica sobre a obra.<hr/>This article presents an analysis of the film Temple Grandin which provides an overview of autism from the unique life experience of Temple Grandin. A brief synopsis is present describing the trajectory of a person with autism in coping with everyday obstacles at a time when this condition was still very little known. The analysis takes some scenes from the movie film to discuss aspects related to autism, based upon the literature. Specificities and future perspectives on categorical and dimensional diagnosis of autism are discussed, as well as confusion related to classification issues. The historical notion that people with autism are always highly intelligent is reviewed, proposing deconstruction of this stereotype by understanding the presence of special abilities within the scope of what cognitive theorists call different cognitive styles. Sensory disturbance in autism is also addressed, such as those that drive Temple to develop the hug machine to help other autistic people to deal with interpersonal difficulties, which were often mistaken for lack of affective expression. Finally, the correlations between quality of parenting and autism are discussed, based upon scenes in the film. The aim is not to exhaust the subject in a thorough and extensive analysis, but rather to provide theoretical understanding of the work. <![CDATA[<b>Family interactions</b>: <b>observation of different subsystems in a family with a child with Down Syndrome</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382012000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en estudos sobre as interações familiares de crianças com Síndrome de Down (SD) são escassos e enfatizam, quase exclusivamente, interações da mãe com a criança, apesar de a literatura ressaltar a importância de se incluir vários subsistemas familiares para um entendimento mais amplo da dinâmica familiar. Adicionalmente, são diversos os fatores que podem alterar a dinâmica de funcionamento da família e a qualidade das interações entre seus membros ao se considerar o impacto gerado pela chegada de um membro com deficiência na família. Diante disso, esta pesquisa teve como objetivos: descrever os padrões da interação entre uma criança com SD e seus familiares (pai, mãe, avó materna, irmã) em função dos subsistemas diádicos, triádicos e poliádicos; e caracterizar alguns fatores que possivelmente têm influência sobre os padrões de interação: nível socioeconômico, níveis de estresse, rede de apoio e ajustamento marital. Foram utilizados instrumentos de relato e realizadas sessões de observação das interações entre os familiares em situações de livre escolha. Os resultados indicam que membros da família são as principais fontes de apoio social, os familiares possuem baixos índices de stress e um bom ajustamento marital. As interações ocorreram predominantemente em 'Grupo', com 'Amistosidade', 'Sincronia' e 'Supervisão', sendo a maior parte das atividades 'Lúdicas', seguidas por 'Conversar'.<hr/>Research on family interactions of children with Down syndrome are rare and highlight almost exclusively the mother-child interaction. However, the literature indicates that it is necessary to include various family subsystems in order to understand the families' dynamic more fully. Additionally, factors that can alter the family's dynamic are quite diverse considering the impact generated by a disabled child. This study aimed to describe interaction patterns between a child with Down syndrome and his or her family members (father, mother, maternal grandmother, sister) considering subsystems with two, three or more than three members; and to characterize factors that can exert impact upon interaction patterns: socioeconomic level, stress levels, support network, marital adjustment. Several instruments were used to register the reports; direct observation sessions of family interaction in situations chosen by the participants were conducted. The results indicate that family members are the main sources of social support, and that the family members showed low stress levels and good marital adjustment. The interactions occurred mainly in the following categories: 'Group', 'Friendliness', 'Synchronicity' and 'Supervision'. The majority of the chosen activities came under the heading of 'Play', followed by 'Conversation'. <![CDATA[<b>A study about accessibility conditions in pre-schools</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382012000200004&lng=en&nrm=iso&tlng=en A utilização de um instrumento específico é imprescindível para que educadores consigam analisar as condições de acessibilidade física das suas escolas. Objetiva-se, com este trabalho, apresentar os resultados obtidos pela aplicação de um protocolo para avaliação da acessibilidade física, em seis escolas da Educação Infantil de uma cidade do interior paulista. Esse protocolo está constituído por oito rotas utilizadas por alunos, ao se locomoverem e, também, por itens que devem ser avaliados pelo educador, ao transitarem pelas rotas estabelecidas. Os critérios usados para escolha das seis escolas avaliadas foram: 1) ano de construção das escolas; 2) região; e 3) atender a alunos com deficiência física ou visual e/ou deficiência múltipla. A avaliação das escolas possibilitou a análise das condições de acessibilidade, de acordo com: tipos de portão, porta, piso, obstáculos, largura de corredores, desníveis; quadra de esportes; tanque de areia; campo de futebol; bebedouro; e banheiro. Os resultados demonstraram ser possível comparar e distinguir as condições de acessibilidade de cada item do protocolo, para cada uma das seis escolas avaliadas. O protocolo elaborado permite que os profissionais do atendimento educacional especializado cumpram com umas das suas funções, que é de identificar, elaborar e organizar recursos pedagógicos e de acessibilidade.<hr/>The use of a specific instrument is essential for educators to be able to analyze the conditions of physical accessibility of their schools. This paper aims to present results obtained by applying a protocol for assessing the physical accessibility in six pre-schools in a city in the the interior of the state of São Paulo. This protocol is composed by eight routes used by students circulating inside the pre-school and also for items regarding the established routes that should be evaluated by the educators . The criteria used to select the six schools that were evaluated were: 1) year the school was constructed , 2) region, and 3) availability of educational services for students with physical disabilities or visual and/or multiple disabilities. The evaluation of the schools enabled the analysis of accessibility conditions according to: types of entrance gates, doors, floor/pavement, obstacles, width of corridors, pathway inclination, sports court, sand box, soccer field, water fountain, and bathroom. The results showed that it was possible to compare and distinguish conditions of accessibility of each item of the protocol for each of the six assessed schools. The protocol that was developed enables professionals in specialized educational services to perform their tasks, that is, to identify, develop and organize pedagogical and accessibility resources. <![CDATA[<b>Numerical counting in students with fragile X and Prader-Willi Syndromes</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382012000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en as dificuldades de aprendizagem matemática constituem um campo bastante complexo e ainda relativamente pouco explorado. Pesquisas com síndromes associadas ao baixo desempenho matemático indicam que há diferentes perfis cognitivos subjacentes às dificuldades na matemática e nos mostram que nem toda dificuldade de aprendizagem matemática é originada da mesma maneira. Este estudo teve como objetivo investigar as características dos princípios da contagem numérica em dois estudantes: um com síndrome do X-Frágil (SXF) e outro com síndrome de Prader-Willi (SPW). Foram feitas observações em sala de aula e no espaço escolar e investigaram-se os princípios numéricos em cinco situações matemáticas diferentes com intenção de observar os seguintes princípios numéricos: correspondência um a um, ordem constante, cardinalidade, abstração e irrelevância da ordem. Concluiu-se que o princípio da correspondência um a um (termo a termo) mostra-se em desenvolvimento mais lento do que nas crianças da mesma faixa etária, enquanto que os princípios da abstração e irrelevância da ordem são os menos desenvolvidos nas duas crianças estudadas. Crianças com estas síndromes estão em salas de aulas regulares e o conhecimento sobre suas habilidades cognitivas e sua apropriação de conceitos e conteúdos matemáticos se torna necessário para garantir uma inclusão que favoreça o sucesso matemático.<hr/>Difficulties in learning mathematics are a complex issue that is still relatively unexplored. Research into syndromes associated with low mathematical performance indicate that different cognitive profiles underlie learning difficulties in math and show that not all such difficulties have the same origins. This study aimed to investigate characteristics of the principles of numerical counting in two students: one with Fragile X syndrome (FXS) and another with Prader-Willi syndrome (PWS). Observations were made in the classroom and on the school playground. Five different mathematical situations were used to investigate five numerical principles: one to one correspondence, constant order, cardinality, abstraction and irrelevance of order. It was concluded that the principle of one to one correspondence in these children appears later than in their peers, and the principles of abstraction and irrelevance of order are the least developed in these children. There are children with syndromes such as these enrolled in regular classrooms. In order to ensure inclusion that encourages mathematical success, it is important to gain knowledge about their cognitive abilities and how they appropriate concepts and mathematical content. <![CDATA[<b>A study on the profile of disabled employees in an organization</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382012000200006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Baseado na premissa de que todo processo inclusivo, seja este educacional, social ou laboral, precisa partir de uma apropriação do contexto sociocultural dos diferentes atores envolvidos - no caso desta pesquisa: empregadores, pessoas com deficiência e empresa, o presente estudo tem como objetivo identificar o perfil dos empregados com deficiência em uma organização de grande porte do ramo da alimentação. Procuramos discutir o contexto social no qual os trabalhadores com deficiência estão inseridos através de um recorte quantitativo dos resultados de uma pesquisa desenvolvida sobre o processo de inclusão em uma organização. O estudo foi desenvolvido por meio dos documentos disponibilizados pela empresa, bem como de documentos nacionais. Os resultados revelam uma cartografia das pessoas com deficiência inseridas na organização através de informações sobre escolaridade, idade, salário, funções e tipos de deficiência, comparando-os aos dados nacionais disponíveis sobre as pessoas com deficiência. Por fim, discutimos alguns resultados obtidos com o estudo. Em que pese a importância das políticas públicas, propomos uma reflexão acerca de mecanismos como o Benefício da Prestação Continuada (BPC), para o favorecimento desta relação entre trabalho e deficiência. Entendemos, finalmente, que é urgente educar e qualificar as pessoas com deficiência, mas não é suficiente, pois também são necessárias ações estruturantes da sociedade para o sucesso do processo de inclusão.<hr/>based on the premise that all inclusive processes, be they educational, social or occupational, require an appropriation of the sociocultural context of the different actors involved - in the case of this research: employers, disabled people and company, the aim of this study is to identify the profile of employees with disabilities in a large food industry company. We attempted to discuss the social context in which workers with disabilities are part of the work force by looking at a sample of the quantitative results of a survey conducted on the inclusion process in an organization. Documents provided by the company were analyzed, as were national policies. The results revealed a cartography of people with disabilities included in the organization based on data on education, age, salary, duties and types of disabilities, which were then compared to national data on people with disabilities. We discussed some results obtained during the study. Despite the importance of public policies, we propose a reflection on mechanisms such as the Benefício da Prestação Continuada (BPC) for encouraging positive relations between work and disability. Finally, we believe that promoting education and skills for people with disabled people is essential, though not sufficient. Society must also provide for structured actions in order to assure success in the process of inclusion. <![CDATA[<b>Informative program about mental retardation and inclusion</b>: <b>adjustment in social attitudes of children without disabilities</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382012000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=en a educação inclusiva depende de um ambiente escolar acolhedor e adequado às necessidades de todos. Assim, as investigações das atitudes sociais na escola e das intervenções para modificá-las são fundamentais. Os objetivos desta pesquisa foram analisar concepções, sentimentos e atitudes de crianças não-deficientes sobre a deficiência mental e a inclusão e avaliar os efeitos de um programa informativo que trata da temática. Participaram do estudo quarenta crianças de duas salas de primeira série de uma escola estadual de Marília-SP. Uma das salas participou como grupo controle. Todas as crianças passaram por um pré e um pós-teste, na forma de entrevistas individuais sobre o tema e de aplicação de uma escala infantil de atitudes sociais em relação à inclusão. O grupo experimental participou do programa informativo, composto por treze encontros semanais, nos quais foram discutidas as limitações e as possibilidades das pessoas com deficiência mental, o atendimento especializado, sua escolarização e aspectos familiares e sociais, utilizando estratégias lúdicas e educacionais variadas. Os dados coletados nas entrevistas foram categorizados e analisados em seu conteúdo. Com a escala, foram obtidos escores individuais. Foram realizados cálculos estatísticos para verificar a significância das diferenças entre os grupos. Neste trabalho são discutidos os dados obtidos com a escala e o cruzamento destes com dados das entrevistas. Os resultados das entrevistas e da escala indicaram diversas mudanças nas atitudes das crianças em relação à inclusão, porém as relações entre vários destes dados não puderam ser afirmadas estatisticamente. Tendo em vista esses resultados, permanece a necessidade de ampliação das pesquisas sobre as relações entre os fenômenos apresentados.<hr/>This article presents part of a study that analyzed the concepts, feelings and attitudes of children without disabilities about mental retardation and inclusion and evaluated the effects of an informative program that deals with the issue. The study included forty children from two first grade classrooms in a public school in Marília-SP. One classroom participated as a control group. All children underwent pre and post tests in the form of interviews on the subject and a scale of children's social attitudes towards inclusion was applied. The experimental group participated in the informative program, composed of thirteen weekly meetings, in which the limitations and possibilities of people with mental retardation, specialized care, their schooling and family and social aspects, were discussed, using various educational and recreational strategies. The data collected in the interviews were categorized and content analysis was conducted. With the scale, individual scores were obtained. Statistical calculations were performed to verify the significance of differences between groups. In this paper we discuss the data obtained with the scale which were crossed with interview data. The results of the interviews and the scale indicated several changes in children's attitudes towards inclusion, but relations between many of these data could not be statistically confirmed. These results indicate the importance of expanding the research on the relationship between the phenomena presented. <![CDATA[<b>Maternal conceptions concerning the development of children with visual impairment</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382012000200008&lng=en&nrm=iso&tlng=en este estudo teve por objetivo apreender as concepções maternas sobre o desenvolvimento de crianças deficientes visuais (cegueira e baixa visão severa), na faixa etária dos dois aos sete anos de idade. Participaram dez mães, com idades entre 22 e 39 anos e com nível educacional igual ou superior ao ensino fundamental completo. Foram realizadas entrevistas estruturadas com uso de um gravador digital e de um roteiro de perguntas com questões sobre o desenvolvimento da criança bem como sobre a percepção materna a respeito do momento do diagnóstico e suas implicações. As entrevistas foram transcritas integralmente e analisadas à luz da análise de conteúdo categorial temática, com categorias que foram definidas a partir do objetivo do estudo e dos discursos maternos. Quatro categorias foram elaboradas: detecção da deficiência visual; reações frente à descoberta da deficiência visual; avaliação das características da criança, a partir das subcategorias: motor, linguística e das relações sociais e a percepção do desenvolvimento atual da criança deficiente visual. As verbalizações maternas evidenciaram que o atendimento especializado desde cedo é importante para lidar com as possíveis expectativas em relação ao desenvolvimento infantil. Considera-se, portanto, que o acesso às concepções maternas é relevante, haja vista que estas concepções podem revelar o modo como as mães interagem com os filhos. Sugere-se que novos estudos sejam realizados e que contemplem tanto as concepções maternas sobre o desenvolvimento infantil, mas que também analisem a interação mãe-criança com deficiência visual, para subsidiar a elaboração de programas de intervenção.<hr/>In order to understand maternal conceptions about child development, this paper studies the concepts mothers have of the development of children (two to seven years) with visual impairments (blindness and severe low vision). The study was conducted with a total of ten mothers aged between 22 and 39 years, with schooling equal to or higher than elementary education. To this end, structured interviews were conducted using a digital recorder and a guideline of questions concerning both child development and mothers' perception of the impairment diagnosis and the implications thereof. The interviews were carefully transcribed and analyzed using content analysis of thematic categories, defined according to the objectives of the study and maternal discourse. Four categories were defined: detection of visual impairment; reactions to the discovery of visual impairment; evaluation of children's characteristics through the subcategories: motor, language and social relations; and current development perceptions of visually impaired children. Maternal reports showed that early specialized care is important in dealing with the possible expectations of child development. We considered that understanding maternal conceptions is relevant, because these concepts can reveal how mothers interact with their children. In order to contribute to the development of intervention programs, further studies are in order, related to both maternal conceptions of child development and analysis of mother-child interaction, dealing with visual impairment. <![CDATA[<b>Students with low vision</b>: <b>perception about visual dificulties, opinions on relations with the school community and use of assistive technology resources in daily activities</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382012000200009&lng=en&nrm=iso&tlng=en este trabalho teve como objetivos conhecer a percepção de escolares com baixa visão (visão subnormal) em relação à suas dificuldades visuais, suas opiniões sobre a relação com a comunidade escolar e o uso de recursos de Tecnologia Assistiva nas atividades cotidianas. Realizou-se pesquisa quantitativa, tipo transversal, utilizandose roteiro estruturado aplicado por entrevista, no ano de 2010, a 19 escolares que situavam-se na faixa etária entre 12 e 17 anos, que eram frequentadores dos serviços de Habilitação e ou Reabilitação Visual nos municípios de Campinas e Ribeirão Preto e que estavam matriculados no Ensino Fundamental II e Médio. Verificou-se que 94,7% dos entrevistados apresentavam baixa visão congênita e 5,3% a adquirida, sendo 52,6% do sexo feminino e 47,4% do sexo masculino. Os resultados demonstraram que 94,7% declararam ter dificuldades visuais na escola destacando-se as dificuldades para enxergar a lousa (33,3%), ler dicionário (22,2%) e realizar leitura de livros (16,7%). Enfatizando as relações com a comunidade escolar, a maioria dos escolares (79,0%) afirmou ter bom relacionamento com os professores, 68,4% indicaram possuir boa relação colaborativa com os colegas de classe e 52,4% informaram não possuir relacionamento com a direção, coordenação e outros professores. Sobre o uso de recursos de Tecnologia Assistiva, prevaleceu a informática, sendo que 76,7% utilizam recursos específicos para baixa visão. Verificou-se que a maioria dos alunos possui bom relacionamento com professores e colegas de classe. Em relação a autopercepção das dificuldades visuais, sobressaíram as dificuldades acadêmicas, dificuldades de locomoção e de lazer como assistir televisão.<hr/>the major goals of this study were to learn about low vision students' perception about their visual difficulties, their opinion about their relationship with the school community and the use of Assistive Technology resources in daily activities. A quantitative cross-sectional survey was performed through a structured interview in 2010, applied to 19 students between 12 and 17 years enrolled in junior high and high school who used to attend visual intervention and rehabilitation programs in Campinas and Ribeirão Preto. It was noted that 94.7% of the participants presented congenital low vision and 5.3% presented acquired low vision problems, considering that 52.6% were female students and 47.4% were male. The results showed that 94.7% had visual difficulties at school, especially related to seeing the blackboard (33.3%), reading dictionaries (22.2%) and book reading (16.7%). Regarding relations with the school community, most of the students (79.0%) stated that they had positive relationship with their teachers, 68.4% demonstrated they maintained good collaborative relations with their classmates and most (52.4%) said they had no contact with directors, supervisors and other teachers from the school. As to the use of Assistive Technology, computer resources were the major resources mentioned and 76.7% of the participants in the study declared they used specific resources for low vision. It was verified that most of the students had positive relationships with teachers and classmates. Regarding self perception of vision problems, they emphasized academic issues, locomotion and leisure difficulties, such as watching TV. <![CDATA[<b>Teacher education through collaborative research toward the inclusion of students with intellectual disabilities</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382012000200010&lng=en&nrm=iso&tlng=en este estudo teve o objetivo de investigar a eficácia de um programa de formação de professores numa Escola Estadual de Ensino Fundamental II do Estado do Paraná, com vistas a favorecer o processo de inclusão de alunos com deficiência intelectual (DI). Os pressupostos teóricos se pautaram nos fundamentos do movimento de inclusão educacional, especialmente em relação às práticas pedagógicas inclusivas. O método utilizado seguiu a sistematização da pesquisa colaborativa. Foram participantes duas professoras, cada uma com um aluno com diagnóstico de DI, em uma das turmas em que lecionavam. Os procedimentos para coleta dos dados ocorreram em três fases: 1ª) levantamento junto às professoras participantes sobre seus conhecimentos acerca do processo de inclusão de alunos com DI e observações em sala de aula de suas práticas; 2ª) desenvolvimento de procedimentos de intervenção - ciclos de estudos sobre o processo de inclusão educacional, análises reflexivas sobre as práticas pedagógicas desenvolvidas durante as aulas e participação da pesquisadora em sala de aula, auxiliando no atendimento aos alunos com DI -, baseados na pesquisa colaborativa; 3ª) entrevista junto às participantes com o objetivo de avaliar os procedimentos desenvolvidos. Os resultados evidenciaram melhoria da qualidade do processo de inclusão dos alunos com DI e ampliação dos conhecimentos teóricos e práticos acerca da educação inclusiva pelos professores. Comprovou-se, também, que o trabalho colaborativo desenvolvido entre professores do ensino regular e professor especialista em Educação Especial é efetivo para favorecer o processo de inclusão de alunos com DI.<hr/>This study aimed to investigate the effectiveness of a training program for teachers in State School of Basic Education II of the State of Paraná, in order to facilitate the process of inclusion of students with intellectual disabilities (ID). Theoretical assumptions were based on the fundamentals of the inclusion movement, especially in relation to inclusive teaching practices. The method was based on the systematization of collaborative research. The participants were two teachers each with a student diagnosed with ID in one of the classes they taught. The procedures for data collection were conducted in three phases: 1) The teachers were asked about their knowledge about the process of including students with ID and observations of classroom practices were performed. 2) Intervention procedures were developed (seminars on the process of educational inclusion; reflexive analysis of pedagogical practices developed during class; and researcher participation in the classroom, helping out with students with ID). 3) An interview with the participants was conducted to evaluate the procedures that had been developed. The results showed improvements in the quality of inclusion of students with ID and expansion of theoretical and practical knowledge about inclusive education for the teachers. It was also shown that collaborative work between regular teachers and specialist teachers in special education is effective in promoting the process of including students with ID. <![CDATA[<b>Home accessibility assessment of children with physical disabilities</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382012000200011&lng=en&nrm=iso&tlng=en a abordagem biopsicossocial de deficiência considera que a incapacidade resulta tanto da interação entre disfunção, limitação das atividades e restrição na participação social do indivíduo, quanto dos fatores ambientais. A ausência de adaptações ambientais apropriadas prejudica a acessibilidade, desempenho e participação de indivíduos com deficiência física (DF). O principal objetivo deste estudo consistiu em avaliar a acessibilidade domiciliar de crianças com DF. Foi utilizado um checklist construído pelas pesquisadoras, que investigou desde barreiras arquitetônicas e adaptações no domicílio até necessidades de apoio dessas crianças. O preenchimento do checklist se deu por meio de visitas nas residências de cinco crianças participantes que apresentavam dificuldade de locomoção e usavam cadeira de rodas ou andador. As avaliações duraram em média 50 minutos e permitiram conhecer as condições de acessibilidade e participação das crianças em casa. Identificou-se carência de mobiliário e/ou recursos adaptados para as crianças, apesar da frequente indicação de necessidade de auxílio para a locomoção, higiene e vestuário. Dentre as barreiras universais avaliadas, predominou desníveis, aclives e pisos lisos nas rotas de acesso, inadequação da largura de portas de banheiros e apenas em uma residência o espaço de circulação era adequado em todos os cômodos. O conhecimento das condições de acessibilidade e participação das crianças possibilitou às pesquisadoras propor modificações/adaptações ambientais pertinentes. Embora a literatura destaque a estreita relação entre acessibilidade, funcionalidade, participação e qualidade de vida de pessoas com deficiência física, o estudo identificou precariedade de pesquisas e de instrumentos específicos de avaliação relacionados à acessibilidade do ambiente domiciliar.<hr/>A bio psychosocial approach to disabilities considers that failure results both from the interaction between dysfunction, limitation of activities and the individual's social participation constraints as environmental factors. The absence of appropriate environmental adjustments affects accessibility, performance and participation of individuals with physical disabilities (PD). The main objective of this study consisted in evaluating the home accessibility of children with PD. A checklist elaborated by the researchers was used in order to investigate architectural barriers, adaptations in the home and the children's needs for support. The checklist was filled in upon visits to the homes of five children who had limited mobility and used a wheelchair or walker. The reviews took an average of 50 minutes and enabled the researchers to see the children's accessibility and participation conditions at home. An absence of furniture and/or features adapted for children was identified, despite frequent indications of need for aid for locomotion, hygiene and clothing. Among the universal barriers that were evaluated, the predominant issues included uneven walkways, upward pathways and slick walking surfaces on the access routes, and inadequate door width to the bathroom. There was only one house in which circulation space was appropriate in all rooms. The knowledge of accessibility conditions and participation of the children enabled the researchers to propose relevant modifications/adaptations to those environments. Although the literature highlights the close relationship between accessibility, functionality, participation and life quality of people with physical disabilities, the study revealed the lack of surveys and specific instruments of evaluation related to accessibility of the home environment.