Scielo RSS <![CDATA[Tempo]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1413-770420190001&lang= vol. 25 num. 1 lang. <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[The Discurso and the Noticia: manuscripts on the revolt of 1720 attributed to Pedro Miguel de Almeida, 3rd Earl of Assumar]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-77042019000100001&lng=&nrm=iso&tlng= Resumo: Os exames material, visual e textual de documentos postos em comparação podem esclarecer a produção e os destinos de manuscritos sobre a revolta de Vila Rica atribuídos a Pedro Miguel de Almeida Portugal, 3o conde de Assumar: os códices Discurso historico, e político sobre a soblevação que nas Minas houve no anno de 1720, depositado no Arquivo Público Mineiro, em Belo Horizonte (APM), e Noticia da sublevação que nas minas do Ouro Preto houve no anno de 1720, do acervo do Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo (IEB-USP). O artigo realiza um balanço historiográfico acerca dos objetos de pesquisa com atenção aos primeiros tempos de suas divulgações, contextualiza as tipologias de seus textos e expõe resultados de análises em torno da materialidade dos códices.<hr/>Abstract: The material, visual and textual examinations of documents placed in comparison may clarify the production and destiny of manuscripts on the revolt of Vila Rica attributed to Pedro Miguel de Almeida Portugal, 3rd Count of Assumar: the codices Discurso historico, e político sobre a soblevação que nas Minas houve no anno de 1720, deposited in the Arquivo Público Mineiro, in Belo Horizonte (APM), and Noticia da sublevação que nas minas do Ouro Preto houve no anno de 1720, from the collection of the Instituto de Estudos Brasileiros of the Universidade de São Paulo (IEB-USP). The article carries out a historiographic balance on the objects of research - aiming to the early times of its disclosures -, contextualizes the typologies of their texts, and exposes results of analyses around their materiality. <![CDATA[In the Empire’s antechamber: land right and the debate over property in the ideas of José Bonifácio de Andrada e Silva (1819-1822)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-77042019000100026&lng=&nrm=iso&tlng= Resumo: O artigo discute a noção de propriedade e direitos à terra no pensamento de José Bonifácio de Andrada e Silva a partir da problematização e análise de dois manuscritos da Coleção José Bonifácio do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro: “O governo deriva da propriedade” e “Apontamentos sobre as sesmarias do Brasil”. Tais escritos foram produzidos durante o processo de Independência e integram seu programa de reformas para o Brasil naquele contexto. Para tanto, analisam-se as sesmarias e as regras para sua limitação; a formação de pequenas e médias propriedades rurais; e o papel desempenhado pela agricultura como fonte de riqueza. Por fim, o artigo contribui para a desconstrução do mito Bonifácio, de um homem à frente de seu tempo, situando o diálogo que ele estabeleceu com o pensamento econômico do século XVIII.<hr/>Abstract: The article discusses the idea of property and land rights in the thought of José Bonifácio de Andrada e Silva with the problematization and the analysis of two José Bonifácio Collection of the Brazilian Historical and Geographical Institute’s manuscripts: “O governo deriva da propriedade” and “Apontamentos sobre as sesmarias do Brasil”. These writings were produced during the Independence process and are part of its reform program for Brazil in such context. In order to do so, we evaluate themes related to the role of sesmarias and the creation of rules for their limitation; the formation of small and medium-sized rural properties; and the role played by agriculture as a source of wealth. Finally, the article contributes to the deconstruction of the Bonifácio myth of a man ahead of his time by situating the dialogue he established with the economic thought of the 18th century. <![CDATA[The presence of popularizers of science in the press: Sciencia para o Povo (1881) and its editor Felix Ferreira]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-77042019000100046&lng=&nrm=iso&tlng= Resumo: Este artigo procura explorar os fascículos Sciencia para o Povo como um empreendimento de vulgarização das ciências no Brasil no fim do século XIX. Seu editor, Felix Ferreira, escreveu livros didáticos para o ensino de meninas e meninos que foram utilizados no Liceu de Artes e Ofícios e adotados pela Instrução Pública da Corte. Defensor do ensino das ciências como base da educação popular, Ferreira foi um “vulgarizador das ciências”. Por meio da publicação Sciencia para o Povo, é possível acompanhar algumas das estratégias dos vulgarizadores para adquirirem um espaço no mercado de impressos do momento e em meio aos debates sobre educação.<hr/>Abstract: This article seeks to explore the fascicles Sciencia para o Povo (Science for the People) as a publication of popularization of science in late nineteenth - century Brazil through the writings of Felix Ferreira. Editor, journalist and writer, Felix Ferreira wrote textbooks for the education of girls and boys used in the Lyceum of Arts and Crafts of Rio de Janeiro and adopted by the Court’s Public Instruction. He was also editor of the fascicles Sciencia para o Povo. As a missionary of scientific instruction as the basis of popular education, Ferreira was a popularizer of the sciences (vulgarizador das ciências). Through the publication Sciencia para o Povo, it is possible to follow some of the strategies of the popularizers of the period to acquire a space in the market of prints and in the educational debates. <![CDATA[La lucha por la patria atraviesa fronteras: pasquines sediciosos y difusión de ideas revolucionarias en Cerro de Pasco, Perú (1812)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-77042019000100072&lng=&nrm=iso&tlng= Resumen: Dentro del contexto de la guerra en el Alto Perú y la difusión de los ideales revolucionarios en los diferentes ámbitos pertenecientes al espacio rioplatense y del aún vigente virreinato del Perú, la intención de este trabajo se basa en el análisis, a partir de un caso judicial particular, del contexto de la guerra generado entre realistas y revolucionarios por la recuperación del territorio altoperuano y la lucha a favor o en contra de la continuidad del orden colonial en América.<hr/>Resumo: No âmbito da guerra no Alto Peru e da difusão de ideais revolucionários nas diferentes regiões pertencentes à área do rio da prata e ao vice-reinado ainda prevalecente do Peru, a intenção deste trabalho é analisar, com base num processo judicial em particular, o contexto da guerra gerada entre realistas e revolucionários pela recuperação do território do Alto Peru e pela luta a favor ou contra a continuidade da ordem colonial na América. <![CDATA[Two Neapolitan canonizations? Thomas Aquinas and Louis of Anjou (1308-1323)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-77042019000100088&lng=&nrm=iso&tlng= Resumo: O tema central deste artigo é a participação de homens não religiosos nos processos de canonização de Luís de Anjou e Tomás de Aquino, ocorridos entre 1308 e 1323. Trinta e três depoimentos no primeiro caso e 43 no segundo produziram um corpus de catorze interrogatórios. Apontam-se características comuns a esse corpus e a excepcionalidade do depoimento de Bartolomeu de Cápua, principal funcionário da administração régia no processo de Tomás de Aquino. Trabalhou-se com conceitos de beata stirps e tempo de palavra. A conclusão aponta para os usos políticos das canonizações pelos angevinos no Reino de Nápoles.<hr/>Abstract: This article is about the non-religious men in Louis of Anjou and Thomas Aquinas’s canonization processes between 1308-1323. Thirty-three testimonials in the first case and forty-tree in the second produced a corpus of fourteen hearings. We pointed what those hearings have in common and why Bartolomeo da Capua testimony are exceptional among the others, in the Aquinas process. We used beata stirps and time of word concepts. We concluded that these two processes were used for political benefits by the Angevins in the Kingdom of Naples. <![CDATA[The appropriation of fascist corporatism in Oliveira Vianna’s “instrumental authoritarianism”]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-77042019000100110&lng=&nrm=iso&tlng= Resumo O objetivo deste estudo é apresentar novos elementos de reflexão sobre a complexa relação entre corporativismo fascista e “autoritarismo instrumental” no pensamento de Oliveira Vianna, para entender de forma mais satisfatória como ele se apropriou do modelo corporativo fascista para organizar o desenvolvimento nacional durante a Era Vargas.<hr/>Abstract The objective of this study is to provide new elements of reflection about the complex relationship between fascism corporatism and “instrumental authoritarianism” in the thought of Oliveira Vianna, in order to explain in a more satisfactory way how he organized in the Thirties the appropriation of the fascist corporate model to organize the national development during Vargas Era. <![CDATA[Repensando la comunidad política en momentos de incertidumbre: ideas políticas en la prensa peruana durante la ocupación chilena (1881-1884)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-77042019000100132&lng=&nrm=iso&tlng= Resumen: A fines del siglo XIX, mientras se efectuaba la ocupación militar por las fuerzas chilenas en algunos sectores del territorio peruano, varias facciones políticas de ese país debatían en torno a la definición del camino para salir de la crisis. Para la solución de dicha crisis política y social, se presentan dos alternativas ideacionales a elegir: la “guerra a muerte” o la búsqueda de la “paz”. Esta elección forzaría a los actores a redefinir su idea de comunidad política. De ahí que este artículo busca reabrir este debate, colocando especial énfasis en las ideas políticas como mapas orientadores para los actores políticos en momentos de incertidumbre, considerando que este periodo se caracteriza por su escenario dinámico y cambiante, uno en el que los actores contaban con información parcial y contradictoria, y en el que una “estabilidad contingente” y frágil es el fundamento de su construcción. Para esta investigación se utilizaron periódicos que circularon durante este breve periodo como fuente de información. Finalmente, se concluye que la idea de búsqueda de la “paz” logró imponerse sobre la idea de “guerra a muerte”, la que se construyó sobre un pensamiento republicano.<hr/>Resumo: No fim do século XIX, enquanto a ocupação militar era feita por forças chilenas em alguns setores do território peruano, várias facções políticas do país discutiam um caminho para sair da crise. Como solução dessa crise política e social, são apresentadas duas alternativas ideais: a guerra à morte ou a busca pela paz. Essa opção significaria forçar os atores a redefinirem a ideia de comunidade política. Este artigo, portanto, visa rever esse debate, dando especial ênfase às ideias políticas como mapas para os atores políticos em tempos de incerteza, considerando que o período foi caracterizado pelo cenário dinâmico e mutável, em que os atores tinham informações parciais e contraditórias, e no qual uma frágil “estabilidade contingente” fundamenta sua construção. Para esta pesquisa, foram utilizados jornais que circularam durante esse breve período como fonte de informação. Por fim, conclui-se que a ideia de buscar a paz conseguiu se impor à de guerra até a morte, construída sob um pensamento republicano. <![CDATA[The historical-sociological matrix and ethos at the heart and strength of MPLA’s modern Angola]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-77042019000100153&lng=&nrm=iso&tlng= Abstract: Proximate to a Weberian perspective, this article argues that the resilience of the Angolan regime is mainly owed to an ethos structured on top of a specific socio-cultural historical matrix (minority at start), evolving since the 16th century. Such matrix was structured on a prevailing Weltanschauung (world and national vision), that has been progressively self-presented, self-assumed, imposed/assimilated as national and modern within a project of identity and power hegemony, even though still and constantly ridden by several internal contradictions and tensions. Dynamics of this process is central to understand the intricacies of the relationship between rulers and ruled, evolving identities as well as the still significant social support to the party in power after more than four decades in the government. The regime’s resilience lays on such ethos in support of hegemonic power and identity project, above and beyond the president and all his political management abilities, beyond the central instrumentality of the national oil company (SONANGOL), beyond the media spotlight on influential names surrounding the presidency, including the president’s men, generals, and beyond authoritarianism.<hr/>Resumo: Próximo a uma perspectiva Weberiana, o presente artigo propõe que a resiliência do regime angolano se deve sobretudo a um ethos estruturado no topo de uma histórica matriz sociocultural (minoritária, de início), evoluindo desde o século XVI. Esta matriz foi estruturada em uma prevalente weltanschauung (visão nacional e mundial), que tem sido progressivamente autoapresentada, autoassumida, imposta/assimilada como nacional e moderna dentro de um projeto de identidade e de um poder hegemônico, ainda que constantemente marcada por diversas tensões e contradições internas. A dinâmica desse processo é central para que se possa entender as complexidades da relação entre governantes e governados, identidades em evolução, bem como a ainda significativa base social de apoio ao partido político no poder, mesmo depois de mais de quatro décadas no governo. A resiliência do regime se encontra nesse ethos em suporte ao poder hegemônico e ao projeto de identidade, acima e além da figura do presidente e de todas as suas habilidades políticas, além da instrumentalidade central da companhia nacional de petróleo (SONANGOL), além do autoritarismo, e além do foco midiático nos nomes de influência que circundam a presidência, incluindo os homens do presidente, generais e o autoritarismo. <![CDATA[Corporatism: historical experiences and their representations in the 20th century]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-77042019000100174&lng=&nrm=iso&tlng= Resumo: O corporativismo é um fenômeno histórico que afetou a agenda social, econômica e política de vários países, na Europa e na América Latina, ao longo do século XX. Levando em conta esse contexto, esta apresentação tenta sublinhar o caráter multifacetado e transnacional do corporativismo apresentando os artigos que compõem este número da revista Tempo.<hr/>Abstract: Corporatism is a historical phenomenon which influenced the socio-economic and political agenda of multiple countries in Europe and Latin America during the 20th century. Taking that context into account, this introduction aims to highlight the multifaceted and transnational characteristic of Corporatism by presenting the articles gathered in this special issue of Tempo. <![CDATA[Governing modern society: The business-corporatist representation in the project of the British Joint Industrial Councils during the inter-war years]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-77042019000100179&lng=&nrm=iso&tlng= Resumo: Este artigo analisa o debate intelectual inglês sobre uma reorganização institucional de tipo corporativo que teve lugar na Grã-Bretanha durante os últimos anos da Primeira Guerra Mundial. Após analisar alguns projetos promovidos no período 1915-1916, o artigo foca-se no Reconstruction Committee, com particular atenção à proposta final elaborada pela subcomissão para o estudo das relações entre empregadores e empregados, dirigida por John H. Whitley, que propusera a instituição dos conselhos industriais conjuntos. Afirmando a necessidade de construir uma sociedade ordenada e harmônica para resolver o conflito social e aumentar a eficiência econômica, a subcomissão recomendara a criação desses conselhos como uma primeira medida para a construção de uma representação corporativa dos interesses organizados, imaginada para promover sua participação no processo legislativo.<hr/>Abstract: The article explores the intellectual debate for a corporatist institutional reorganisation occurred in Great Britain during the last years of the Great War. After analysing various projects prompt up between 1915-1916, the essay focuses on the emergence of the Reconstruction Committee, especially investigating the final report of the Sub-Committee for the Study of the Relations between Employers and Employed, chaired by John H. Whitley, for the institution of the Joint Industrial Councils. Claiming the necessity of building a harmoniously ordered society in order to overcome the social conflict and increase economic efficiency, the sub-commission proposed these councils as the first step towards a corporatist representation of the organised interests, envisaged to promote their active participation in the decision-making process. <![CDATA[The strong moment of corporatism: Estado Novo and liberal professions]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-77042019000100198&lng=&nrm=iso&tlng= Resumo: O Estado que se formou com a vitória da Revolução de 1930 precisou, para sua afirmação, transacionar apoio dos grupos sociais. A negociação com os profissionais liberais envolveu a expansão dos postos públicos, a regulamentação profissional e a representação de interesses de tipo corporativista. Este artigo dedica-se a perscrutar o último ponto. O mecanismo corporativo criou um canal direto e permanente de apresentação de demandas das profissões liberais ao Estado, concretizado nas entidades sindicais e nos conselhos profissionais. Ao mesmo tempo, permitiu ao Estado controlar este grupo social, especialmente a partir da ditadura instaurada em fins de 1937. No entanto, o controle necessitava de contínua atualização pelo regime e enfraqueceu-se quando este entrou em crise, o que deu margem a que parte do aparato corporativo, como a OAB e o Sindicato dos Advogados, fosse tomada por forças oposicionistas.<hr/>Abstract: The state that was formed after the victory of the 1930 Revolution needed to attract the support of social groups to affirm itself. Negotiations with liberal professions involved the expansion of public positions, professional regulations, and a corporatist type of representation of interests. This article is concerned with investigating the latter point. The corporatist mechanism created a direct and permanent channel for the presentation of the demands of the professions to the State, concretized in union entities and professional councils. At the same time, it allowed the State to control this social group, especially after the dictatorship established at the end of 1937. Nevertheless, this control needed continuous updating on the part of the regime and was weakened when the latter entered into crisis, which opened space for part of the corporate apparatus, such as the OAB (the Bar Association) and the Trade Union of Lawyers, to be taken over by opposition forces. <![CDATA[An inconvenient legacy: corporatism and Catholic culture from Fascism to the Republic]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-77042019000100219&lng=&nrm=iso&tlng= Abstract: In the Italian Republic of the late 1940s, the corporatist experience was something of an antimodel. However, some political and legal currents in Italy reflected on the corporatist legacy and on the possibility to make it democratic. Certain Catholic exponents were especially sensitive to the new version of corporatism. Our analysis of the legacy of corporatist thinking in Catholic culture during the early Republican age will be fourfold: reflection on the Constituent Assembly as a potential development away from corporatism; analysis of the main social-economic documents of contemporary political Catholicism; the evolution of some leading Christian Democrats’ theoretical ideas; the debate on “democratic corporatism” in Italian Catholic circles spanning the late 1940s and early 1950s.<hr/>Resumo: Na República italiana do final dos anos 40, a experiência corporativista era vista como um antimodelo. No entanto, algumas correntes jurídicas e políticas na Itália refletiam sobre o legado corporativista e a possibilidade de torná-lo democrático. Alguns expoentes católicos eram especialmente sensíveis à nova versão de corporativismo. O presente trabalho analisa o legado do pensamento corporativista na cultura católica durante os primeiros anos da era republicana em quatro etapas: uma reflexão sobre a Assembleia Constituinte como um desenvolvimento potencial à parte do corporativismo; uma análise do principais documentos socioeconômicos do Catolicismo político contemporâneo; a evolução de algumas das principais ideias teóricas de Democratas Cristãos; o debate sobre “corporativismo democrático” nos círculos católicos italianos no final dos anos 40 e no início dos anos 50. <![CDATA[From corporatism to the “foundation of labour”: notes on political cultures across Fascist and Republican Italy]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-77042019000100239&lng=&nrm=iso&tlng= Abstract: Until the mid-1930s, corporatism represented the main vehicle of self-representation that fascism gave to its own resolution of the crisis of the modern state; the investment in corporatism involved not only the attempt to build a new institutional architecture that regulated the relations between the State, the individual and society, but also the legal, economic and political debate. However, while the importance of corporatism decreased in the last years of the regime, the labour issue to which it was genetically linked found new impetus. After Liberation Day, the labour issue was not abandoned along with corporatism, but it was laid down in Article 1 of the Constitution. The aim of this paper is to acknowledge the political cultures that in interwar years faced the above-mentioned processes, with particular reference to the fascist “left”, the reformist socialists and, above all, Catholics of different orientations, in order to examine some features of the relationship between the labour issue and statehood across the 20th century.<hr/>Resumo: Até meados de 1930, o corporativismo representou o veículo principal de ego-representação que o Fascismo apresentou para a sua própria resolução da crise do estado moderno; o investimento em corporativismo não só envolveu a tentativa de construir uma arquitetura institucional nova que regulava as relações entre o Estado, o indivíduo e a sociedade, mas também envolveu o debate legal, econômico e político. Porém, enquanto a importância do corporativismo desapareceu nos últimos anos do regime, o trabalho, assunto com o qual estava geneticamente ligado, encontrou um novo ímpeto. Depois do Dia da Libertação, a questão do trabalho não foi abandonada junto com o corporativismo; ela foi colocada no Artigo 1° da Constituição. O objetivo deste trabalho é o reconhecimento das culturas políticas que, nos anos entreguerras, enfrentaram os processos supracitados, com referência particular para a “esquerda” fascista, para os socialistas reformistas e, acima de tudo, para os Católicos de diferentes orientações, examinando algumas características da relação entre a questão trabalhista e o Estado em todo século XX. <![CDATA[The construction of the corporatist system in Portugal (1933-1974)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-77042019000100256&lng=&nrm=iso&tlng= Resumo: Neste artigo apresentam-se alguns dos resultados de pesquisas recentes sobre o sistema corporativo estabelecido em Portugal durante o Estado Novo (1933-1974). Uma nova base de dados permite, pela primeira vez, proceder a análises mais detalhadas da distribuição cronológica, geográfica e funcional dos milhares de organismos que constituíram o sistema corporativo português. Observa-se que, ao contrário do que tem sido afirmado em diversos estudos, o sistema não surgiu de forma casuística ou desordenada. Verifica-se antes que a densa rede de organismos foi sendo construída seguindo critérios consistentes com os objetivos políticos de cada uma das fases do regime. Identificar a abrangência e os impactos territoriais, políticos e sociais da rede corporativa é indispensável para aprofundar as explicações sobre o funcionamento e a longevidade da ditadura.<hr/>Abstract: In this article, we present some of the results of recent research on the corporatist system established in Portugal during the Estado Novo regime (1933-1974). A new database allows, for the first time, to carry out more detailed analysis of the chronological, geographical and functional distribution of the thousands of organisms that shaped the Portuguese corporatist system. It is observing that, contrary to what has been stated in several studies, the system did not arise in a casuistic or disordered way. In fact, the dense network of organisms was built on criteria consistent with the political objectives of each phase of the regime. Identifying the territorial, political and social impacts of the corporatist network is essential to deepen the explanations about the performance and longevity of the dictatorship. <![CDATA[Iberoconceitos, história conceitual, teoria da história, Entrevista a Javier Fernández Sebastián (Parte II)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-77042019000100277&lng=&nrm=iso&tlng= Resumo: Segunda e última parte da entrevista com o historiador espanhol Javier Fernández Sebastián.<hr/>Resumen: La segunda y última parte de la entrevista con el historiador español Javier Fernández Sebastián. <![CDATA[Canções escravas, atlantic musical traffic and racism in the Americas]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-77042019000100287&lng=&nrm=iso&tlng= Resumo: O artigo destina-se a resenhar o livro Da senzala ao palco: canções escravas e racismo nas Américas, de autoria de Martha Abreu.<hr/>Abstract: This article aims to review the book Da senzala ao palco: canções escravas e racism nas Américas by Martha Abreu. <![CDATA[The first Spanish experience with Absolutism]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-77042019000100293&lng=&nrm=iso&tlng= Resumo: A Guerra da Sucessão da Espanha teve um grande impacto na história política do país ibérico. Tratou-se de um processo traumático, com desdobramentos bem atuais, como se verificou recentemente na Catalunha. O livro aqui resenhado explora o início desse processo, centrando-se na atividade política e na vida deMelchor Macanaz , um dos principais ministros de Felipe V. O autor de iniciativas que enfraqueciam autonomias e reforçavam o poder o rei fez muitos inimigos, que o afastaram do poder e mesmo do território espanhol. A sua imagem seria, mais tarde, recuperada e instrumentalizada em função de conveniências políticas.<hr/>Abstract: The War of Spanish Succession had a profound impact on the political history of the Iberian country. It was a traumatic process, with ongoing effects, as we could see recently in Catalonia. The book reviewed here explores the beginning of this process, focusing on the political activity and life ofMelchor Macanaz , one of the leading ministers of Philip V. As the author of several initiatives that weakened regional autonomies and strengthened royal power, Macanaz made multiple enemies, who overthrew him from power and drove him away from Spain. His memory would later be retrieved and politically used.