Scielo RSS <![CDATA[Ciência & Saúde Coletiva]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1413-812320170210&lang=pt vol. 22 num. 10 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Vigilância em Saúde: direito social à promoção e proteção da saúde]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003134&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Vigilância em Saúde brasileira: reflexões e contribuição ao debate da 1<sup>a</sup> Conferência Nacional de Vigilância em Saúde]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003137&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Trata-se de pesquisa sobre os desafios da Vigilância em Saúde, considerando suas teorias e práticas. Procedeu-se ampla revisão da literatura internacional e nacional, e de documentos institucionais; alguns dos autores participaram na formulação do documento orientador elaborado pela Comissão de Formulação e Relatoria da 1a Conferência Nacional de Vigilância em Saúde. A complexidade da realidade brasileira impõe que a Vigilância em Saúde se oriente de forma universal, integrada, participativa e territorial, tendo como protagonistas a sociedade e os trabalhadores do SUS. Discute a necessidade de conceber um sistema de vigilância estruturado a partir das dinâmicas de produção, consumo e formas de viver das comunidades. A Política Nacional de Vigilância em Saúde deve incorporar, em seu núcleo central, as categorias e os valores da determinação social da saúde, da responsabilidade do Estado na regulação sanitária, da integralidade, do território, da participação da sociedade e do direito à informação.<hr/>Abstract This is a research on the challenges of Health Surveillance, considering its theories and practices. We performed a comprehensive review of international and national literature and institutional documents. Some of the authors also participated in the formulation of the guideline document prepared by the Formulation and Reporting Committee of the First National Conference on Health Surveillance. The complex Brazilian reality imposes that Health Surveillance be guided in a universal, integrated, participatory and territorial manner, where society and SUS workers play a leading role. It points out the need to design a structured surveillance system based on the dynamics of production, consumption and ways of living of the communities. The National Health Surveillance Policy should harbor in its core the categories and values of health social determination, the State’s health regulatory responsibility, integrality, territory, participation of society and right to information. <![CDATA[Pode a Vigilância em Saúde ser emancipatória? Um pensamento alternativo de alternativas em tempos de crise]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003149&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo, na forma de ensaio, é um convite à reflexão sobre o caráter emancipatório da vigilância em/da saúde, um debate interrompido na década de 1990. Em tempos de grave crise política e institucional no Brasil e no ano da 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde (1ª CNVS), é estratégico renovar as discussões teóricas e epistemológicas críticas que fundamentaram a trajetória da medicina social latino-americana e da saúde coletiva nos últimos 40 anos. Para isso, baseamo-nos nos pensamentos críticos da modernidade que articulam o capitalismo, o colonialismo (ou a colonialidade) e o patriarcalismo como os três pilares da dominação, segundo o sociólogo português Boaventura de Sousa Santos. Em um contexto de crise civilizatória, repensar a emancipação significa atualizar o significado das lutas sociais em seu relacionamento com o conhecimento e as epistemologias desprezadas pela civilização moderna e ainda presentes no Sul Global, seja nos espaços indígenas e camponeses ou nas periferias urbanas.<hr/>Abstract This article in essay form is an invitation to reflect upon the emancipatory character of health surveillance, a debate that was interrupted in the 1990s. In these times of grave political and institutional crisis in Brazil and in the year of the first National Conference on Health Surveillance (1ª CNVS, acronym in Portuguese), it is particularly appropriate to revive the critical theoretical and epistemological discussions that have grounded the trajectory of Latin American social medicine and public health over the last 40 years. To this end, I draw on aspects of critical thinking on modernity devised by the Portuguese sociologist Boaventura de Sousa Santos, who postulates three pillars of domination: capitalism, colonialism (or coloniality), and patriarchy. In the current context of a crisis of civilization, rethinking emancipation requires us to refresh our understanding of the meaning of social struggles in terms of their relationship with the knowledges and epistemologies undermined by modern civilization and still present in the Global South, whether in spaces occupied by indigenous peoples and poor farmers or in urban peripheries. <![CDATA[Solidariedade: uma perspectiva inovadora na gestão e organização das ações de Vigilância Sanitária]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003161&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Ensaio teórico sobre o desenvolvimento do conceito de solidariedade, palavra que vem sendo utilizada no marco normativo e nas propostas políticas de reorientação da gestão do SUS. A metodologia consistiu no mapeamento de autores que abordaram aspectos da ação humana relacionados a esta temática a partir da tradição durkheimiana, conectando-os a seus seguidores, como Marcel Mauss e autores do Movimento Antiutilitarista nas Ciências Sociais. Destaca-se que a solidariedade é uma das formas de expressão da dádiva, do dom e apresenta-se como ação multidimensional, onde obrigação e liberdade; interesse instrumental e desinteresse se interpõem e entrelaçam. Discute-se que o planejamento, programação e execução das ações de Vigilância sanitária (Visa) demandam a compreensão de formas de organização e gestão de relações solidárias entre agentes envolvidos no controle do risco sanitário, superando-se o caráter fortemente normativo das ações expressas no predomínio das ações de fiscalização e sugere-se o desenvolvimento de ações associativas envolvendo profissionais de Visa, agentes econômicos e consumidores objetivando o compartilhamento de responsabilidades no controle do risco sanitário de produtos, serviços e ambientes sujeitos ao controle da Visa.<hr/>Abstract This is a theoretical essay about the development of the concept of solidarity, a word used in the regulatory framework and in political proposals to reorient the Brazilian Unified Health System (SUS). The methodology consisted of mapping authors addressing human action aspects related to this theme from Durkheim’s tradition, linking them to his followers, like Marcel Mauss and authors from the “anti-utilitarianism” movement in social sciences. Solidarity is one way to express a “gift” and appears as a multidimensional action, where duty and freedom, instrumental interest and disinterest interpose and interlace. The planning and execution of sanitary surveillance (VISA) actions requires comprehension of organizational forms and solidary relationship management among agents involved in health risk control, transcending the strongly normative aspect of the prevailing supervision actions. The development of associative actions involving sanitary surveillance professionals, economic agents and consumers, aiming to share the responsibilities in the health risk control of products, services and environments subjected to Sanitary Surveillance action is suggested. <![CDATA[O lugar da vigilância no SUS – entre os saberes e as práticas de mobilização social]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003173&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A Vigilância em Saúde pressupõe olhar atento sobre a situação de saúde de populações, de modo que se compreenda a saúde, a doença e o cuidado como manifestações indissociáveis da existência humana. Considerando esta perspectiva, o artigo se propõe a examinar as práticas de saúde a partir de alguns de seus processos comunicacionais, estes marcados por uma lógica profissional-centrada, que privilegia o discurso cientificista, vertical e autoritário, predominante nos espaços do Sistema Único de Saúde. No território, o processo de comunicação é determinante. Por seu intermédio se dá a interação social e o fazer cotidiano que reterritorializam os elementos da totalidade social: homens, empresas, instituições são redimensionadas na lógica: a do localmente vivido, abrindo espaço para uma comunicação mais horizontalizada e democrática.<hr/>Abstract Supervision of a health system presupposes keeping an attentive eye on the health situation of populations, so as to understand health, illness and healthcare as indissociable manifestations of human existence. Taking this point of view, this article examines health practices from the basis of some of their processes of communication. These are markedly professional-centered in their logic, with their emphasis on scientific, vertical and authoritarian discourse, predominantly in the spaces of the Unified Health System (SUS). In the territory, the process of communication is determinant. As a result of social interaction in daily life, the communication process reterritorializes the elements of the social totality: people, companies, institutions are re-dimensioned in the logic. It is a characteristic space for activities that aim for a more horizontal and democratic flow of communication. <![CDATA[Caminhos possíveis para a avaliação das práticas da Vigilância em Saúde]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003183&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Trata-se de pesquisa avaliativa, qualitativa que se propôs investigar a autoavaliação como dispositivo de análise das práticas da Vigilância em Saúde, valendo-se de questionário construído pelos pesquisadores, adaptado da Autovaliação da Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (AMAQ) e disponibilizado na plataforma FORMSUS. Quarenta e um trabalhadores e gestores da Vigilância em Saúde de um município de grande porte do estado de São Paulo avaliaram as dimensões da “gestão” e “trabalho da equipe” e suas respectivas subdimensões. Criaram-se duas categorias de análise dos resultados: “Gestão” e “Equipe”, em diálogo com referenciais da Gestão, Avaliação e Vigilância em Saúde. A maior parte das subdimensões da “gestão” e “trabalho da equipe” foram avaliadas como satisfatórias. A autoavaliação, mediante o instrumento aplicado, mostrou-se potente para a análise das práticas da Vigilância em Saúde, em conjunto com outros dispositivos adotados no SUS. Diferentemente dos processos habituais de avaliação, pautados em indicadores quantitativos, este processo autoavaliativo incluiu os sujeitos e trouxe a possibilidade de incorporar aos modos de fazer da Vigilância em Saúde o olhar para si e sustentar futuros contratos de gestão entre trabalhadores e gestores.<hr/>Abstract This is an evaluative and qualitative study that proposes to investigate self-assessment evaluation as a device to analyze Health Surveillance practices through a questionnaire built by researchers, adapted from the Self-Assessment of Improved Access and Primary Care Quality (AMAQ) and available on the FORMSUS platform. Forty-one Health Surveillance workers and managers of a large municipality from São Paulo State evaluated the realms of “management”, “teamwork” and their respective sub-realms. Two categories were created to analyze the results: “Management” and “Team” in dialogue with references from Management, Evaluation and Health Surveillance. Most “management” and “teamwork” sub-realms were deemed satisfactory. Self-assessment evaluation through an applied evaluation tool was shown to be a powerful resource for the analysis of Health Surveillance practices in combination with other devices adopted by the Unified Health System (SUS). Unlike usual evaluation processes guided by quantitative markers, this self-assessable evaluative process included subjects and enabled the possibility of incorporating a new look at itself to the way Health Surveillance is carried out and support future management contracts between workers and managers. <![CDATA[Adequação das informações de mortalidade e correção dos óbitos informados a partir da Pesquisa de Busca Ativa]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003193&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O objetivo deste artigo é propor indicadores de adequação e estimar fatores de correção para os óbitos informados ao SIM. Em 2014, foi realizada uma Pesquisa de Busca Ativa para captar óbitos ocorridos no ano de 2012 em uma amostra de municípios das regiões Norte e Nordeste, e dos estados de Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás. Para caracterizar a cobertura das informações de óbitos, foram propostos indicadores de adequação por município. Os fatores de correção foram estimados para indivíduos com um ano ou mais de idade e para crianças menores de 1 ano. Entre os óbitos de 1 ano ou mais, as coberturas são superiores a 90% em 12 estados. Já para óbitos infantis, a cobertura foi inferior a 80% em 7 estados. Os resultados dos modelos de regressão mostraram associação entre os fatores de correção estimados e os indicadores de adequação propostos. Verificou-se grande precariedade das informações em 227 municípios, para os quais o número informado de óbitos infantis, mesmo corrigido, não conseguiu atingir o mínimo esperado. Embora os avanços conseguidos na informação dos dados vitais no Brasil sejam reconhecidos, os resultados mostram que o nosso maior desafio está em alcançar municípios rurais e remotos, que ainda não dispõem de informações vitais adequadas.<hr/>Abstract The aim of this paper is to propose indicators of adequacy and to estimate correction factors for deaths reported to SIM. In 2014, we carried out a Proactive Search to capture deaths that occurred in 2012 in a sample of municipalities in the regions North and Northeast, and the states of Minas Gerais, Mato Grosso and Goiás. To characterize the coverage of deaths information, we proposed indicators of adequacy by municipality. Correction factors were estimated for individuals one year of age or older and younger than 1 year old. Among the deaths of people aged one year or more, the coverage was above 90% in 12 states. As for infant deaths, the coverage was less than 80% in 7 states. The results of the regression models showed association between the correction factors estimated and the proposed indicators of adequacy. We found very poor death information in 227 municipalities, for which the reported number of infant deaths even after correction, could not reach the minimum expected. Although the progress made in information of vital data in Brazil is recognized, the results show that our greatest challenge is to reach rural and remote municipalities, which do not yet have adequate vital information. <![CDATA[Avaliação de Impactos à Saúde (AIS): análises e desafios para a Vigilância em Saúde do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003205&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O presente artigo tem como objetivo discutir sobre a Avaliação de Impacto à Saúde (AIS), apontando as principais iniciativas do setor saúde, desafios e perspectivas para a sua aplicação no Brasil. A AIS é uma metodologia preconizada pela OMS já bastante difundida em diversos países, mas com poucas iniciativas no Brasil. As questões de saúde no âmbito dos grandes empreendimentos no país são comumente realizadas de forma pontual nos processos de licenciamento ambiental, diferentemente da AIS que traz uma abordagem integrada, com a participação dos atores sociais no território desde o início do projeto. Trata-se de uma pesquisa de natureza analítica e exploratória. Para tanto, realizou-se uma revisão sistemática sobre o tema, bem como o levantamento de documentos governamentais das principais iniciativas já realizadas pelo Ministério da Saúde, no âmbito da Vigilância em Saúde Ambiental, nos processos de licenciamento de empreendimentos. Buscou-se analisar os principais marcos conceituais, apontando possibilidades para sua aplicação no Brasil, assim como novas perspectivas para atuação do campo da Vigilância em Saúde nessa temática, permitindo que a variável saúde seja avaliada durante as diferentes intervenções de uma política, programa ou projeto.<hr/>Abstract This study aims to discuss the Health Impact Assessment (HIA), pointing out the main initiatives of the health sector, challenges and perspectives for its implementation in Brazil. HIA is a methodology recommended by the WHO and is widely used in several countries, but with few initiatives in Brazil. Health issues in the context of large projects are commonly conducted on a timely basis within the environmental licensing processes, unlike HIA, which proposes an integrated approach, with the involvement of social stakeholders in the territory since the beginning of the project. This is an analytical and exploratory research and, thus, a systematic review on the subject was carried out, as well as a survey of government documents on the main initiatives already conducted by the Ministry of Health within Environmental Health Surveillance in the environmental licensing processes of large projects. We sought to analyze the main conceptual frameworks, pointing out possibilities for their implementation in Brazil, as well as new perspectives for Health Surveillance in this area, allowing the health variable to be evaluated during several interventions of a policy, program or project. <![CDATA[Saberes sociais e a construção da preferência pela água de consumo humano]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003215&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A territorialização em Vigilância em Saúde e o cotidiano como categorias analíticas nortearam o delineamento do presente estudo, que procurou, a partir do referencial metodológico da pesquisa qualitativa, compreender fatores imbricados na utilização de soluções de abastecimento individual como fonte de água para consumo humano. Realizamos entrevistas semiestruturadas com moradores de 22 domicílios, de um município da Zona da Mata Mineira. Os depoimentos foram integralmente transcritos, tratados pela análise de conteúdo e interpretados com base na teoria psicossocial das representações sociais. Foi possível apreender os componentes social e afetivo das representações sociais. O componente social, revelado pela representação da água proveniente de soluções de abastecimento individual (SAI)como limpa e de boa qualidade, pareceu conduzir ou justificar a “resistência” dos indivíduos em usar a água do abastecimento público. O componente afetivo esteve relacionado ao uso da água proveniente de SAI como retorno e defesa das origens, como forma de reforçar a identidade dos sujeitos. Os resultados sinalizaram que percepções e demandas da população podem nortear ações que visem estimular a confiança na água proveniente do sistema público e a opção por essa fonte de abastecimento contribuindo com a proteção da saúde.<hr/>Abstract The analytical categories of Health Surveillance territorialization and daily life guided the design of this study, which aimed to understand from the methodological framework of qualitative research the factors involved in the use of individual supply solutions (ISS) as drinking water sources. We conducted semi-structured interviews with residents of 22 households set at a municipality in the Zona da Mata Mineira. Statements were fully transcribed, processed through content analysis and interpreted based on the psychosocial theory of social representations. It was possible to apprehend the social and affective components of social representations. The social component characterized by the representation of water from IWSS ISS water as clean and of good quality seemed to drive or justify the “resistance” of individuals to use water from public supply. The affective component referred to the use of IWSS water from ISS as a return to and protection of individuals’ origins, a way to strengthen respondents’ identity. The results pointed out that people’s perceptions and demands might guide actions aimed to stimulate trust in the use of public system water and the choice of this source of supply, contributing to health protection. <![CDATA[Proteção à saúde no Brasil: o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003225&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Neste ensaio se apresenta o singular arranjo denominado Vigilância em Saúde no Brasil e as especificidades das vigilâncias que o compõem: Vigilância Sanitária, Vigilância Epidemiológica Ampliada, Vigilância em Saúde do Trabalhador e Vigilância Ambiental em Saúde, bem como a determinação constitucional de realização das ações de Vigilância Sanitária e Epidemiológica e de Saúde do Trabalhador. São discutidos os dois sistemas nacionais de proteção da saúde - Sistema Nacional de Vigilância em Saúde e Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, ressaltando-se a regulação sanitária efetuada por este último e alguns constrangimentos à sua ação pelo Poder Legislativo. Reafirma-se o dever constitucional do Estado brasileiro na proteção da saúde, provendo meios para o adequado funcionamento dos dois sistemas, tendo em vista que a defesa dos interesses sanitários representa o enfrentamento de interesses econômicos transnacionais oligopolizados. O argumento da crise financeira do Estado brasileiro não pode prevalecer sobre direitos da cidadania, na vigência do subfinanciamento público da saúde no Brasil.<hr/>Abstract This essay presents the singular arrangement named Health Surveillance in Brazil and the specificities of its components: public Health Surveillance, Worker’s Surveillance, Environmental Surveillance, Sanitary Surveillance, as well as the constitutional determination to carry out the actions of sanitary and epidemiological surveillance and Worker’s Surveillance. The two national systems of protection and promote health are also presented - National Public Health Surveillance System and National Sanitary Surveillance System, with an emphasis on the regulatory issues in health made by the latter and some constraints to its action by the Legislative Branch. It reaffirms the Brazilian State’s constitutional duty to protect health, and to provide the means for adequate functioning of the two systems, bearing in mind that defense of the public interest in health products and services means confronting oligopolies of transnational economic interests. This paper states the opinion that the financial constraints facing the Brazilian State from time to time cannot be allowed to prevail over the rights of citizenship, independently of the public underfunding of health in Brazil. <![CDATA[Vigilância em Saúde Mental e Trabalho no Brasil: características, dificuldades e desafios]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003235&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo aborda as dificuldades e os desafios da Vigilância em Saúde Mental Relacionada ao Trabalho (SMRT) no Brasil, com base em levantamento de produção bibliográfica. Busca-se, a partir da compilação da produção identificada, fomentar reflexões sobre o panorama atual em que se encontram as ações em Vigilância nesse campo, seus principais entraves e possibilidades de avanços. Efetuou-se levantamento de publicações nacionais nas bases do Scielo, Lilacs e PubMed, de 2002 a 2017. A sistematização dos dados permitiu a sua estruturação nas seguintes temáticas: Epidemiologia da SMRT no Brasil; Políticas para a SMRT e a VISAT; Organização do Trabalho e Saúde Mental; e, Ações e Intervenções em VISAT e SMRT. As ações para Vigilância encontram-se, ainda, em estado incipiente, porém há esforços para o fortalecimento da RENAST, materializado na construção de protocolos e na promoção de encontros nacionais que visam à reflexão e à construção de um novo modelo de Vigilância em Saúde do Trabalhador. Registra-se a busca por novos modelos e concepções de adoecimento mental, de redefinição do foco de atenção, de modos de intervenção com destaque para o papel ativo dos trabalhadores, protagonistas imprescindíveis ao enfrentamento dos desafios nesse campo.<hr/>Abstract This paper addresses the challenges and difficulties in Work-related Mental Health (WMH) Surveillance in Brazil, based on a review of the bibliographic literature. From the compilation of identified academic research, it seeks to foster reflections about the current landscape of surveillance actions, its main obstacles, and possibilities for improvement. A survey of national publications was carried out using Scielo, Lilacs and PUBMED databases from 2002 until 2017. Systematizing the results allows us to group the following themes: Epidemiology of WMH in Brazil; Policies for WMH and VISAT; Work Environment for Mental Health; and, Actions and Interventions in the VISAT and WMH. The surveillance actions are still in the early stages; however, there is an effort to strengthen the RENAST, materialized in the creation of protocols and the promotion of national meetings which reflect the construction of a new surveillance model for worker health. We noted a search for new conceptual models of mental illness, a redefinition of the focus of care, and of intervention approaches highlighting the active role of workers, who are essential players in facing the challenges in this area. <![CDATA[Tecnovigilância no Brasil: panorama das notificações de eventos adversos e queixas técnicas de cateteres vasculares]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003247&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O objetivo deste artigo é identificar, quantificar e categorizar a ocorrência de notificações de eventos adversos e queixas técnicas relacionados ao uso de cateter vascular recebidas pelo sistema NOTIVISA no período de janeiro de 2007 a junho de 2016. Estudo descritivo, retrospectivo, documental, com abordagem quantitativa. Os dados solicitados e fornecidos pela Anvisa foram analisados e apresentados na forma de gráficos e tabelas. Fizeram parte do estudo 4682 notificações de queixas técnicas e 671 de eventos adversos. Houve aumento progressivo das notificações no período estudado. Quanto ao tipo de queixa técnica, a maioria delas se referiu a ‘produto com suspeita de desvio de qualidade’ sendo em maior quantidade o motivo ‘rompimento do cateter durante o procedimento’. O evento adverso mais notificado foi ‘Cateter rompeu na veia e migrou para outra parte do corpo’. Destaca-se que no período estudado ocorreram 4 notificações de óbitos, a forma mais grave de evento adverso. O estudo permitiu visualizar a importância da vigilância pós-comercialização dos cateteres vasculares além de fornecer um panorama de seu uso, o que pode apoiar ações de Tecnovigilância e subsidiar as políticas públicas voltadas a esse produto.<hr/>Abstract This article identifies, quantifies and categorizes adverse event notifications and technical complaints related to the use of vascular catheters, received by the Notivisa system in the period from January 2007 to June 2016. It is a descriptive, retrospective, documental study with a quantitative approach. Data requested and supplied by Anvisa were analyzed and presented in the form of charts and tables. The study covered 4,682 notifications of technical complaints, and 671 adverse events. There was a progressive increase in notifications during the period studied. As to the type of technical complaint, the majority referred to ‘suspected quality failings’, the largest component being due to ‘catheter rupture during procedure’. The adverse event most notified was ‘catheter broke in the vein and migrated to another part of the body’. In the period studied there were four notifications of deaths, the most severe level of adverse event. The study made it possible to visualize the importance of after-sales surveillance of vascular catheters, as well as supplying a wide-ranging overview of their use. Provision of this overview could support technical surveillance activities and serve as input for public policies relating to this product. <![CDATA[Metodologia participativa como instrumento para a territorialização das ações da Vigilância em Saúde Ambiental]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003259&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O objetivo deste artigo é apresentar uma metodologia de territorialização em saúde construída a partir das experiências dos agentes de controle de endemias e saúde ambiental na Região Metropolitana do Recife (RMR). Foram realizadas dez oficinas de trabalho com a participação de trezentos agentes e supervisores de Vigilância em Saúde que atuam em municípios da RMR. Utilizou-se de técnicas como aplicação de questionários, entrevistas e discussões dirigidas. Os resultados apontam que é incipiente a incorporação de conceitos geográficos para consolidar as ações de campo da Vigilância em Saúde. Adota-se predominantemente o território numa perspectiva administrava e a territorialização é usada como a simples divisão do território para o desenvolvimento das ações. Entretanto, há um entendimento e consenso da necessidade de compreensão dos conhecimentos geográficos, fato que ficou expresso pela rica construção coletiva de um modelo de territorialização participativa que deve envolver uma gama de atores sociais. Concluiu-se que, na prática, os agentes de vigilância possuem habilidades significativas para participarem da gestão do território e do processo de territorialização, não apenas coletando dados, mas principalmente intervindo em prol do bem estar coletivo.<hr/>Abstract This paper aims to show a health territorialization methodology built from the experiences of endemic control and environmental health agents in the Metropolitan Region of Recife (RMR). Ten workshops were held with the participation of three hundred Health Surveillance agents and supervisors working in four municipalities of the RMR. Techniques such as the application of questionnaires, interviews and directed discussions were used. Results indicate that the incorporation of geographical concepts to consolidate Health Surveillance field actions is incipient. The territory is predominantly adopted from an administrative perspective, and territorialization is used as a simple territorial division for the development of actions. However, there is an understanding and consensus of the need to understand the geographic knowledge, a fact that was expressed by the rich collective construction of a participatory territorialization model that should involve a range of social stakeholders. We concluded that, in practice, surveillance agents have significant abilities to participate in the territorial management and territorialization process, not only collecting data, but also mainly intervening for the collective well-being. <![CDATA[Presença de agrotóxicos na atmosfera e risco à saúde humana: uma discussão para a Vigilância em Saúde Ambiental]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003269&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O Brasil é o principal consumidor de agrotóxicos do mundo. O uso em larga escala destes produtos é capaz de contaminar os principais compartimentos ambientais e expor um maior número de pessoas a seus efeitos tóxicos. Portanto, realizou-se esta revisão de literatura com o objetivo de buscar subsídios para uma discussão qualificada sobre a atuação da Vigilância em Saúde Ambiental (VSA) no âmbito do Sistema Único de Saúde relacionada com a contaminação atmosférica por agrotóxicos e riscos à saúde. Doze artigos foram selecionados e analisados nesta revisão de literatura. Destes, apenas um foi publicado em periódico especializado na área da saúde pública. Apesar disso, dois estudos epidemiológicos publicados na área das ciências ambientais investigaram a associação entre o ar contaminado por agrotóxicos e desfechos específicos como, linfoma não Hodgkin (LNH) e esclerose lateral amiotrófica (ELA). Nossos achados refletem a carência de estudos abordando o tema pela saúde pública. A discussão sobre a contaminação atmosférica por agrotóxicos e riscos potenciais à saúde humana deve ser ampliada pela ciência brasileira, a fim de aprofundar o conhecimento sobre o assunto e respaldar a capacidade de atuação da VSA.<hr/>Abstract Brazil is the main consumer of pesticides in the world. Large-scale use of these products is likely to contaminate major environmental compartments and expose more people to their toxic effects. Therefore, this literature review was carried out to seek supporting elements for a qualified discussion about the performance of Environmental Surveillance (HS) within the Brazilian Unified Health System (SUS) related to air contamination by pesticides and health risks. Twelve papers were selected and analyzed in this literature review. Of these, only one was published in a specialized public health journal. Notwithstanding this, two epidemiological studies published in the field of environmental sciences investigated the association between air contaminated by pesticides and specific outcomes such as non-Hodgkin’s lymphoma (NHL) and amyotrophic lateral sclerosis (ALS). Our findings reflect the lack of studies addressing such issue by public health. The discussion on air contamination by pesticides and potential risks to human health should be expanded by Brazilian science in order to further increase knowledge on the subject and support the HS performance capacity. <![CDATA[Distribuição espacial do uso de agrotóxicos no Brasil: uma ferramenta para a Vigilância em Saúde]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003281&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O uso de agrotóxicos na agricultura brasileira é um problema de saúde pública, dadas as contaminações no ambiente, em alimentos e as intoxicações na saúde humana. Objetivou-se apresentar a distribuição espacial da área plantada de lavouras, consumo de agrotóxicos e agravos à saúde relacionados, como estratégia de Vigilância em Saúde. Obteve-se dados de área plantada de 21 culturas predominantes, indicadores de consumo de agrotóxicos por hectare para cada cultura e agravos à saúde. Espacializou-se o consumo de agrotóxicos nos municípios brasileiros e correlacionou-se às incidências de intoxicações por agrotóxicos: aguda, subaguda e crônica. Constatou-se predomínio dos cultivos de soja, milho e cana, que juntos corresponderam a 76% da área plantada no Brasil em 2015. Pulverizou-se 899 milhões de litros de agrotóxicos nessas lavouras, com Mato Grosso, Paraná e Rio Grande Sul tendo utilizado as maiores quantidades. Os agravos à saúde apresentaram correlações positivas e significativas com o uso de agrotóxicos. A estratégia metodológica possibilitou identificar municípios prioritários para a Vigilância em Saúde e o desenvolvimento de ações intersetoriais de prevenção e mitigação dos impactos dos agrotóxicos na saúde e ambiente.<hr/>Abstract The intensive use of pesticides in Brazilian agriculture is a public health issue due to contamination of the environment, food and human health poisoning. The study aimed to show the spatial distribution of the planted area of agricultural crops, the use of pesticides and related health problems, as a Health Surveillance strategy. We obtained data from the planted area of 21 predominant crops, indicators of the consumption of pesticides per hectare for each crop and health problems. The amount of pesticides used in the Brazilian municipalities was spatially distributed and correlated with the incidence of pesticides poisoning: acute, sub-acute and chronic. There was a predominance of soybean, corn and sugar cane crops, which together accounted for 76% of the area planted in Brazil in 2015. Some 899 million liters of pesticides were sprayed in these crops, and Mato Grosso, Paraná and Rio Grande Sul used the largest quantities, respectively. The health problems showed positive and significant correlations with pesticide use. The methodological strategy facilitated the identification of priority municipalities for Health Surveillance and the development of intersectoral actions to prevent and mitigate the impacts of pesticides on health and the environment. <![CDATA[Financiamento federal da Vigilância Sanitária no Brasil de 2005 a 2012: análise da distribuição dos recursos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003295&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A Vigilância Sanitária realiza um conjunto de ações de prevenção de riscos à saúde relacionados ao consumo de produtos e à prestação de serviços no âmbito do Sistema Único de Saúde. A realização das ações de Vigilância Sanitária depende fortemente da política de financiamento federal, que é indutora da sua descentralização. O objetivo deste texto é analisar o financiamento federal da Vigilância Sanitária para estados e municípios, a partir dos repasses programados, no período entre 2005-2012. Entre os principais resultados estão o aumento nos valores per capita, com manutenção em torno do valor médio de R$ 1,25/hab/ano; o aumento no número de municípios que pactuaram a realização de ações estratégicas; e uma tendência de estabilização nos percentuais atinentes a cada ente federado em torno de 50% aos Municípios, 25% aos entes federados Estado e 20% aos Laboratórios Centrais de Saúde Pública. Os resultados evidenciam que a adoção de valores per capita unificados para todo o país provocou distorções que indicam iniquidade entre territórios estaduais, apontando a necessidade de tornar mais preciso o conceito de equidade no financiamento no âmbito do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária e de ampliar a discussão sobre os critérios de alocação atualmente utilizados.<hr/>Abstract Health Surveillance carries out a set of actions to prevent health risks related to the consumption of products and the provision of services under the Unified Health System (SUS). The implementation of Health Surveillance actions relies heavily on the federal funding policy, which induces its decentralization. This text aims to analyze the federal funding of Health Surveillance to States and Municipalities from the scheduled onlendings in the period 2005-2012. Among the main results are the increase of per capita values, steady at around the mean value of R$ 1.25/inhabitant/year; the increased number of municipalities that agreed to carry out strategic actions; and a stable trend in the proportions of each federated entity at around 50% to Municipalities, 25% to state federated entities and 20% to the Central Public Health Laboratories (LACENs). Results show that the adoption of unified nationwide per capita values caused distortions that indicate inequity among state territories, pointing to the need to clarify the concept of equity in financing under the National Health Surveillance System and to broaden the discussion on the currently used allocation criteria. <![CDATA[Avaliação da qualidade dos dados, oportunidade e aceitabilidade da vigilância da tuberculose nas microrregiões do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003307&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Objetivou-se avaliar a qualidade dos dados, a aceitabilidade e a oportunidade do sistema de vigilância da tuberculose nas microrregiões do Brasil. Foi realizado estudo ecológico transversal, após etapa qualitativa para seleção de indicadores, tendo como unidades de análise as 558 microrregiões. Foram utilizados dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), de 2012 a 2014, para cálculo de 14 indicadores referentes a 4 atributos: completitude, consistência, oportunidade e aceitabilidade. Foi empregada análise de cluster para agrupar as microrregiões quanto à aceitabilidade e à oportunidade. Dentre as 473 microrregiões com completitude ótima ou regular (70% a 100%) e número de notificações superior a 5, foram identificados 3 clusters. O cluster 1 (n = 109) apresentou oportunidades médias de notificação e de tratamento iguais a 62,8% e 24,9%, respectivamente. O cluster 2 (n = 143) teve o percentual médio de casos testados para HIV igual a 55,9%. O cluster 3 (n = 221) apresentou o melhor desempenho nos indicadores da tuberculose. Os resultados sugerem áreas prioritárias para aprimoramento da vigilância da tuberculose, predominantemente no centro-norte do país. Também apontam a necessidade de aumento da oportunidade do tratamento e do percentual de casos testados para HIV.<hr/>Abstract This study aimed to evaluate quality, acceptability and timeliness of the data in the tuberculosis surveillance system in Brazilian micro-regions. An ecological cross-sectional study was carried out, after a qualitative stage for selecting indicators. All 558 Brazilian micro-regions were used as units of analysis. Data available in the National Notifiable Diseases Information System (SINAN), from 2012 to 2014, were used to calculate 14 indicators relating to four attributes: completeness, consistency, timeliness and acceptability. The study made use of cluster analysis to group micro-regions according to acceptability and timeliness. Three clusters were identified among the 473 micro-regions with optimal or regular completeness (70% to 100%) and with over five notifications. Cluster 1 (n = 109) presented mean timeliness of notification and treatment equal to 62.8% and 24.9%, respectively. Cluster 2 (n = 143) had a mean percentage of cases tested for HIV equal to 55.9%. Cluster 3 (n = 221) had the best performing tuberculosis indicators. Results suggest priority areas for improving surveillance of tuberculosis, predominantly in the central-north part of the country. They also point to the need to increase the timeliness of treatment and the percentage of cases tested for HIV. <![CDATA[Análise de indivíduos com leucemia: limitações do sistema de vigilância de câncer]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003321&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O câncer é a segunda causa de morte no mundo com grande impacto na saúde pública e as leucemias são cânceres hematológicos relacionados a diferentes exposições no trabalho. O objetivo deste estudo foi descrever o perfil ocupacional de indivíduos diagnosticados com leucemia. Trata-se de um estudo transversal de casos cadastrados entre 2007 e 2011 no banco de dados do IntegradorRHC. Foram incluídos indivíduos de 26 estados brasileiros, com 20 anos ou mais. Do total de 7807 casos de leucemia, Minas Gerais registrou a maior ocorrência (1351). Em apenas 52% dos casos havia informações sobre a ocupação. As ocupações com maior número de casos de leucemias foram: trabalhadores agropecuários, florestais e da pesca; de serviços, vendedores do comércio em lojas e mercados e da produção de bens e serviços industriais. Tais ocupações apresentam exposição a substâncias consideradas pela literatura como agentes cancinogênicos para humanos. Observou-se elevado subregistro de dados referentes à ocupação comprometendo a qualidade da informação e, por conseguinte, a efetividade do sistema de vigilância em saúde no Brasil. O RHC também não fornece informações sobre o agente utilizado durante a jornada de trabalho, o tempo de exposição no decorrer de sua vida laboral, bem como dados de ocupações prévias.<hr/>Abstract Cancer is the second leading cause of death in the world with great impact on public health and leukemia is a hematological cancer directly related to different exposures at work. This study aimed to describe the occupational profile of individuals diagnosed with leukemia. This is a cross-sectional study of cases registered between 2007 and 2011 in the Integrador RHC database. Individuals from 26 Brazilian states, aged 20 years or older, were included. Of the 7,807 cases of leukemia, Minas Gerais recorded the highest occurrence (1,351). Only 52% of the cases had information on occupation. Occupations with the greatest number of cases of leukemia were agricultural, forestry and fishing workers; services, stores and markets vendors; and workers in the production of industrial goods and services. These occupations are exposed to substances considered by literature as carcinogenic agents to humans. There was a high underreporting of occupational data, compromising the quality of information and, therefore, the effectiveness of the Brazilian health surveillance system. The RHC also does not provide information about the agent used during the working day, the exposure time during working life and data from previous occupations. <![CDATA[Uso de sementes geneticamente modificadas e agrotóxicos no Brasil: cultivando perigos]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003333&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Abstract Genetically modified (GM) crops were officially authorized in Brazil in 2003. In this documentary study, we aimed to identify possible changes in the patterns of pesticide use after the adoption of this technology over a span of 13 years (2000 to 2012). The following variables were analyzed: Pesticide use (kg), Pesticide use per capita (kg/inhab), Pesticide and herbicide use per area (kg/ha) and productivity (kg/ha). Contrary to the initial expectations of decreasing pesticide use following the adoption of GM crops, overall pesticide use in Brazil increased 1.6-fold between the years 2000 and 2012. During the same period, pesticide use for soybean increased 3-fold. This study shows that the adoption of GM crops in Brazil has led to an increase in pesticide use with possible increases in environmental and human exposure and associated negative impacts.<hr/>Resumo Culturas geneticamente modificadas (GM) foram oficialmente autorizadas no Brasil em 2003. O presente estudo documental buscou identificar possíveis alterações no padrão de uso de agrotóxicos a partir da adoção dessa tecnologia, considerando um período de 13 anos (2000 a 2012). Foram avaliadas as variáveis: uso de agrotóxicos (kg), uso de agrotóxicos per capita (kg/habitante), uso de agrotóxicos e uso de herbicidas por área plantada (kg/ha) e produtividade (kg/ha). Contrariando as expectativas iniciais de diminuição do uso de agrotóxicos após a introdução de culturas GM, observou-se que o uso total de agrotóxicos no Brasil aumentou 1,6 vezes entre os anos de 2000 e 2012. No mesmo período, destacou-se o uso de agrotóxicos na cultura de soja, aumentando em mais de 3 vezes. As análises estatísticas reforçam baixa correlação entre o consumo de agrotóxicos e herbicidas e a produtividade da soja. Sugere-se que a introdução de culturas GM levou ao aumento no uso de agrotóxicos, com a possibilidade de aumento da exposição humana e ambiental e, consequentemente, aos impactos negativos associados a essas substâncias. <![CDATA[Estado nutricional de menores de 5 anos de idade no Brasil: evidências da polarização epidemiológica nutricional]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003341&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Objetivou-se avaliar o estado nutricional de crianças menores de 5 anos no Brasil no ano de 2009, o associando aos fatores sociais e demográficos. Utilizou-se dados da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF 2008/2009), cujo perfil nutricional foi avaliado segundo os índices Peso-para-idade, Estatura-para-idade e Peso-para-estatura (n = 14.569). A associação foi estimada aplicando-se o teste de associação de Pearson, regressões logísticas e análises de correspondência. A análise de correspondência revelou maior associação da magreza com as crianças das regiões Norte e Nordeste, em famílias com menores níveis de renda e de cor/raça preta. O sobrepeso e a obesidade demonstraram maior relação com as crianças residentes nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, do sexo masculino, da zona urbana, de cor/raça branca, com 3 anos de idade e de famílias com faixas de renda intermediárias. O sobrepeso e a obesidade demonstraram distribuição heterogênea quanto a sua espacialização dentre as Unidades da Federação. Aponta-se para uma polarização epidemiológica nutricional, sendo um grande desafio para a saúde coletiva reduzir as carências nutricionais e promover hábitos alimentares saudáveis desde a infância.<hr/>Abstract The objective of this study was to evaluate the nutritional status of children under 5 years of age in Brazil in 2009 and its association with social and demographic factors. Data from the Household Budget Survey (Pesquisa de Orçamento Familiar - POF 2008-2009) were used, in which the nutritional profile was evaluated according to the weight-for-age (W/A), height-for-age (H/A) and weight-for-height (W/H) indices (n = 14,569). The association was estimated by applying the Pearson association test, a logistic regression and a correspondence analysis. The correspondence analysis showed a higher association of thinness with children in the North and Northeast regions, in families with lower levels of income and in those of black colour/race. Overweight and obesity had a stronger relationship with children living in the South, Southeast and Central-West, in males, in those from urban areas, in those of Caucasian colour/race, in those aged 3 years and in those from families with intermediate income ranges. Overweight and obesity showed a heterogeneous spatial distribution amongst Brazilian states. A nutritional epidemiological polarisation that presents a major challenge for public health is indicated: we must reduce nutritional deficiencies and promote healthy eating habits from childhood to improve the nutritional and epidemiological profiles and mortality of the population. <![CDATA[Insegurança alimentar moderada e grave em famílias integradas por pessoas vivendo com HIV/Aids: validação da escala e fatores associados]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003353&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Grupos populacionais vulneráveis, como pessoas vivendo com HIV/Aids (PVHA), podem ter alta prevalência de Insegurança Alimentar (IA). Estudo seccional avaliou a validade interna da escala EBIA e mediu a prevalência de IA em amostra de 796 PVHA em João Pessoa (PB). A validação foi feita por análise de Rasch. Testou-se a associação da insegurança alimentar com características sociodemográficas e clínicas com o teste qui-quadrado. Variáveis associadas foram incluídas em um modelo de regressão múltipla de Poisson. EBIA apresentou validade em PVHA com ajuste dentro dos limites esperados e severidade dos itens respeitando o modelo teórico e identificou 66,5% de IA na amostra (30,8% IA leve, 18,1% IA moderada e 17,6% IA grave). Insegurança alimentar moderada ou grave estiveram associadas à idade menor que 43 anos (RP = 1,49; IC95%: 1,14 – 1,86), escolaridade fundamental (RP = 1,64; IC95%: 1,24 – 2,17), renda per capita menor que ½ salário mínimo (RP = 1,83; IC95%: 1,37 – 2,44), falta de ocupação (RP = 1,59; IC95%: 1,16 – 2,19) e domicílios compostos somente por adultos com a pessoa de referência do sexo feminino (RP = 2,19; IC95%: 1,45 – 3,31). As PVHA estudadas apresentam alta prevalência de IA piorando suas condições de vida podendo agravar os problemas de saúde vivenciados por este grupo.<hr/>Abstract Vulnerable population groups, including people living with HIV/Aids (PLHA), may have a high prevalence of food insecurity (FI). A cross-sectional study evaluated the internal validity of the Brazilian Food Insecurity Scale (Escala Brasileira de Insegurança Alimentar – EBIA) and measured the prevalence of FI in a sample of 796 PLHA in João Pessoa, Paraíba State (PB). The validation was performed using a Rasch analysis. The association of FI with sociodemographic and clinical characteristics was assessed using the chi-square test. Associated variables were included in a Poisson multiple regression model. The EBIA was valid for PLHA with fit values within the expected limits and item severity conforming to the theoretical model. The EBIA identified 66.5% of PLHA with FI in the sample (30.8% mild FI, 18.1% moderate FI and 17.6% severe FI). Moderate FI and severe FI were associated with an age younger than 43 years (prevalence ratio (PR) = 1.49; 95% confidence interval (CI): 1.14-1.86), primary education (PR=1.64; 95% CI: 1.24-2.17), income per capita lower than ½ minimum wage (MW) (PR=1.83; 95% CI: 1.37-2.44), lack of occupation (PR=1.59; 95% CI: 1.16-2.19) and adult-only households with a female reference person (PR=2.19; 95% CI: 1.45-3.31). The PLHA in this study had a high prevalence of FI, worsening their living conditions and potentially exacerbating their health problems. <![CDATA[Três décadas de epidemiologia hospitalar e o desafio da integração da Vigilância em Saúde: reflexões a partir de um caso]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003365&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este estudo propõe uma reflexão sobre os usos e as perspectivas da vigilância em saúde hospitalar a partir do relato de uma experiência pioneira em epidemiologia hospitalar, o Serviço de Epidemiologia/HFSE, que serviu de base para a criação dos núcleos de vigilância epidemiológica (VE) dos hospitais municipais e estaduais do Rio de Janeiro. O serviço integra ações de VE, educação continuada, capacitação, treinamento em serviço, pesquisa e avaliação de serviços desde 1986. Participa ativamente da rede nacional de VE, tendo notificado 55.747 casos de 1986 a 2016, a maioria por busca ativa. A integração dos vários níveis da vigilância e assistência agiliza as atividades clássicas de controle das doenças de notificação compulsória e fornece instrumentos de avaliação da qualidade. O importante papel na capacitação e formação de recursos humanos é evidenciado através do treinamento de 1.835 internos de medicina e 78 residentes até 2016; e pelo fato de que esta experiência tem servido de base para a implantação de diversos outros núcleos hospitalares. Entre os desafios que se impõem atualmente está a articulação com as demais comissões que compõem o Núcleo de Vigilância Hospitalar e o Núcleo de Segurança do Paciente.<hr/>Abstract This study proposes a reflection on the uses and future prospects of hospital-based health surveillance based on the account of a pioneering experience in hospital epidemiology, the epidemiology service at the Hospital Federal dos Servidores do Estado - HFSE, which served as the basis for the creation of epidemiologic surveillance units in municipal and state hospitals in Rio de Janeiro, Brazil. The epidemiology service has combined epidemiological surveillance, continuing education, in-service training, research, and health service evaluation since 1986. The service is part of the national epidemiological surveillance network and was responsible for the notification of 55,747 cases between 1986 and 2016, most of which were the result of active search. The integration of various levels of health surveillance and health care makes classical control activities more agile and provides instruments for measuring. The important role played by the service in human resources training is evident in the training of 1,835 medical interns and 78 residents up to 2016. In addition, this experience has served as the basis for the implantation of several other hospital epidemiological surveillance units. Current challenges include the promotion of effective communication and coordination among the other health surveillance committees. <![CDATA[Tendência da mortalidade por intoxicação medicamentosa entre gêneros e faixas etárias no Estado de São Paulo, Brasil, 1996-2012]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003381&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O estudo verificou a tendência da mortalidade por intoxicação medicamentosa por faixas etárias, sexo e intenção, na população do estado de São Paulo. A série temporal de mortalidade por intoxicação medicamentosa ajustada foi construída a partir de dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade do DATASUS (1996 a 2012). Foram verificadas a magnitude e a tendência para as variáveis estudadas. Observou-se tendência crescente de mortalidade ajustada a partir de 2005, que se acentuou a partir de 2009, o que foi confirmado pelo valor do IC95% para a taxa de variação anual média. Tal tendência não foi verificada para a mortalidade geral para o estado (TVAM = -0,22%; IC95% = -1,12 – 0,69), para a mortalidade específica por causas externas (TVAM = -3,14%; IC95% = -4,75 – -1,49) e para a mortalidade por intoxicação medicamentosa acidental (TVAM = +9,76%, IC95% = -12,16 – 37,14). A autointoxicação medicamentosa intencional foi a que mais cresceu no período (TVAM = +10,64%, IC95% = 6,92 – 14,49), assim como a mortalidade entre os mais jovens (maior magnitude). A tendência observada para a mortalidade por intoxicação medicamentosa no estado de São Paulo, a relevância da componente intencional e da mortalidade entre as faixas etárias mais jovens ressaltam a necessidade de implementação de medidas de controle.<hr/>Abstract This study looked into mortality due to medicinal drug poisoning by age, gender and intent among the population of the state of São Paulo. The adjusted time sequence of mortality due to drug poisoning was developed based on data available in the DATASUS Mortality Data System for 1996 to 2012. We checked the variables for magnitude and trends. We found an increase in adjusted mortality starting in 2005, and more so as of 2009, confirmed by a 95% CI for the average annual rate of change. (AARC) We did not find the same trend in overall mortality in the state (AARC = -0.22%, 95% CI = -1.12 - 0.69) for specific, external cause mortality (AARC = -3.14%, 95% CI = -4.75 - -1.49) and for mortality due to accidental drug poisoning (AARC=+9,76%, 95% IC = -12.16 – 37.14). The largest increase was found in intentional self-poisoning with medicinal drugs (AARC = +10.64%, 95% CI = 6.92 - 14.40), and among the younger subjects (largest magnitude). The trend in mortality due to drug poisoning in the State of São Paulo, the importance of intent and mortality among the younger population reiterate the need to implement control measures. <![CDATA[Vigilância dos acidentes de trabalho em unidades sentinela em saúde do trabalhador no município de Fortaleza, nordeste do Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003393&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O artigo analisa os fatores associados à notificação de Acidentes de Trabalho (AT) em unidades sentinelas do município de Fortaleza, nordeste do Brasil. Estudo transversal, analítico, realizado em cinco unidades sentinela para acidentes de trabalho graves e fatais. Foram aplicados 354 questionários em profissionais responsáveis pelas notificações dos AT. Utilizou-se a Razão de Prevalência, com intervalo de confiança de 95% e os testes de Qui-quadrado de Pearson e/ou exato de Fischer. Após essa etapa, utilizou-se a análise estratificada e análise múltipla através da Regressão de Poisson adotando o método Stepwise Forward. No modelo final, foram mantidas as variáveis que apresentaram nível de significância menor ou igual a 0,05. Foram associados significativamente à maior chance de notificação dos AT as variáveis: tempo de atuação na área, ter participado pelo menos de três cursos, ter conhecimento sobre as portarias e a legislação relacionadas aos AT, sobre a ficha do SINAN, saber que os AT são eventos de notificação compulsória e discutir esse tema com a equipe de trabalho. Ações de capacitação contribuem para a sensibilização dos profissionais.<hr/>Abstract This article examines the factors associated with the notification of occupational accidents by sentinel workers’ health centers in the municipality of Fortaleza in the northeast of Brazil. An analytical cross-sectional study was conducted of five sentinel workers’ health centers for serious and fatal occupational accidents. A total of 354 interviews were conducted with professionals responsible for notifying occupational accidents. Bivariate analysis was conducted using Pearson’s chi-square test and/or Fisher’s exact test using prevalence ratios and 95% confidence intervals, followed by stratified analysis and multivariate Poisson regression adopting the stepwise forward method. Variables that obtained a p-value of less than or equal to the chosen significance level (0.05) were maintained in the final model. Professionals who had a greater number of years of work experience, had undertaken three training courses, had knowledge of policy directives concerning occupational accidents, were familiar with the SINAN notification form, were aware that occupational accidents are reportable, and discussed the theme of occupational accidents in the workplace were statistically more likely to notify occupational accidents. Education and training helps raise awareness among health professionals. <![CDATA[Vigilância em Saúde do Trabalhador na Atenção Básica: aprendizagens com as equipes de Saúde da Família de João Pessoa, Paraíba, Brasil]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003403&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O estudo analisa ações de Vigilância em Saúde do Trabalhador desenvolvidas por equipes de Saúde da Família, a partir da percepção de médicos e enfermeiros no município de João Pessoa. Utilizou-se questionário com 30 questões organizadas em quatro blocos: identificação do profissional; práticas de atenção à saúde dos trabalhadores com ênfase no perfil produtivo e epidemiológico e apoio matricial e institucional às equipes. Participaram 179 profissionais; 82% mulheres; 46% com 50 anos ou mais e 60% com atuação há mais de 10 anos na atividade. Os resultados evidenciam que ações de Vigilância em Saúde do Trabalhador não estão incorporadas no cotidiano de trabalho das equipes: 53% realizam mapeamento das atividades produtivas e 30% correlacionam-nas com situações de riscos para a saúde. Referem ações para eliminar/mitigar a exposição a situações de riscos e vulnerabilidade, 24%. O apoio às equipes de Saúde da Família pelo Centro de Referência em Saúde do Trabalhador foi referido por 45% dos participantes, menor que pela Vigilância em Saúde do Trabalhador (32%). A participação em processos de qualificação em saúde do trabalhador foi mencionada por 24% dos profissionais. Os resultados sugerem necessidade de ampliar e fortalecer os processos de educação permanente e apoio técnico às equipes.<hr/>Abstract This study analyzed the Worker’s Surveillance activities of Family Health teams, based on the perceptions of physicians and nurses in the city of João Pessoa. We used a 30-question questionnaire split into four blocks: data on the professional, occupational healthcare practices focusing on the production and epidemiological profile, and matrix and institutional support to the teams. A total of 179 professionals participated, 82% of them were female, and 46% aged 50 or more; 60% had worked in the area for more than 10 years. Results show that Worker’s Surveillance activities are not part of team day-to-day activities: 53% mapped productive activities and 30% related them to health hazards. Twenty-four percent mentioned activities to eliminate/mitigate exposure to risk and vulnerabilities. The support of Family Health teams by the Reference Center for Occupational Health was mentioned by 45% of the participants, less than the number reported for Worker’s Surveillance. Involvement in occupational health training was mentioned by 24% of the professionals. Results suggest the need to expand and strengthen continued education and team support. <![CDATA[Um olhar sobre a vigilância dos óbitos fetais do Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco, Brasil, em 2014]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003415&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este estudo teve por objetivo avaliar a completitude das fichas de investigação, os principais indicadores da Vigilância do óbito fetal do Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco, e suas contribuições para o Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM). A população de estudo consistiu em todos os óbitos fetais ocorridos no ano de 2014, de residentes. Os dados foram obtidos das fichas de investigação do óbito e do banco do SIM. Foi analisada a completitude das fichas de 68 óbitos fetais e de 13 variáveis da Declaração de Óbitos (DO) antes e após a investigação. Em 2014, a taxa de mortalidade fetal foi de 10,3‰. Dos 102 óbitos, 86,3% (88) foram investigados, 67% (59) foram investigados antes de 120 dias. Apenas nove (10,2% dos óbitos investigados) foram discutidos. A ficha hospitalar foi a mais frequente e a síntese com maior completitude, e com pior preenchimento a ambulatorial. Houve retificações das 13 variáveis estudadas da DO. Os resultados mostraram que a vigilância do óbito fetal no Jaboatão dos Guararapes apresentou deficiências e dificuldades operacionais. Por outro lado, revelou a contribuição do processo investigativo na qualificação do SIM.<hr/>Abstract This study aimed to achieve a complete evaluation of the records of investigation, and the principal indicators of fetal death surveillance of Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco State, and their contributions Mortality Information System (Sistema de Informações sobre Mortalidade – SIM). The population of the study comprised all fetal deaths taking place in the year 2014, of people resident in the town. The data were obtained from death investigation records and the databank of the SIM. The completeness of the report forms of 68 fetal deaths, and 13 variables in the death certificates, before and after the investigation, was analyzed. In 2014 the rate of fetal mortality was 10.3‰. Of the 102 deaths, 86.3% (88) were investigated, and 67% (59) were investigated within a period of 120 days. Only nine (10.2% of the deaths investigated) were the subject of a final discussion to complete investigation. The Hospital Form was the most frequently filled in, and the Summary Form was the form most completely filled in. The Outpatient Form was the least well filled-in. In the death certificates, there were rectifications made in the 13 variables studied. The results showed deficiencies and operational difficulties in Fetal Death Surveillance in Jaboatão dos Guararapes. Conversely, the study revealed the contribution of the investigation process in qualifying of the SIM. <![CDATA[Identificação das Regiões de Saúde do Rio Grande do Sul, Brasil, prioritárias para ações de Vigilância em Saúde]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003429&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O presente artigo identifica as Regiões de Saúde do Rio Grande do Sul (RS) prioritárias com vistas a implementar ações para o fortalecimento da Vigilância em Saúde. Estudo descritivo com dados da série histórica de 11 (onze) indicadores de Vigilância em Saúde do Caderno de Diretrizes, Objetivos, Metas e Indicadores 2016, do Ministério da Saúde pactuados pela Comissão Intergestores Bipartite/RS. Os indicadores selecionados são sintetizados para produzir um Indicador Composto de Avaliação da Vigilância em Saúde (ICAVES) para cada uma das 30 Regiões de Saúde do estado, criando valores que variam de 0 (pior) a 1 (melhor), tendo como método de cálculo o utilizado para a construção do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Os menores índices do indicador composto estão nas Regiões de Saúde: 20-Rota da Produção e 19-Região do Botucaraí. As Regiões de Saúde 20 e 19 são prioritárias para o fortalecimento das ações de âmbito coletivo da Vigilância em Saúde e o gerenciamento de riscos e agravos à saúde considerando a equidade horizontal como diretriz do Sistema Único de Saúde.<hr/>Abstract This paper aimed to identify the priority Health Regions of Rio Grande do Sul (RS) to implement Health Surveillance strengthening actions. This is a descriptive study with data from time series of 11 (eleven) Health Surveillance indicators of the Ministry of Health’s 2016 Guidelines, Objectives, Targets and Indicators Journal agreed by the Bipartite Interagency Committee/RS. The selected indicators are synthesized to produce a Composite Health Surveillance Assessment Indicator (ICAVES) for each of the 30 Health Regions of the state, creating values ranging from zero (worst) to 1 (best), using the Human Development Index (HDI) construction calculation method. The lowest rates of the composite indicator are found in the Health Regions “20-Rota da Produção” and “19-Região do Botucaraí”. These two Health Regions are priorities for the strengthening of collective Health Surveillance actions and the management of health risks and diseases, considering horizontal equity as guideline of the Unified Health System. <![CDATA[Avaliação da Vigilância em Saúde na Zona da Mata Mineira, Brasil: das normas à prática]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003439&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A Vigilância em Saúde é de suma importância ao se defrontar com o atual cenário epidemiológico do Brasil. Objetiva-se avaliar o grau de atuação da Vigilância em Saúde da Zona da Mata Mineira. Trata-se de um estudo avaliativo. A coleta de dados ocorreu no primeiro semestre de 2016. O universo da pesquisa foi composto por sete municípios polo da Zona da Mata Mineira. Os municípios foram selecionados tendo como referência a presença e a atuação das vigilâncias: epidemiológica, ambiental e sanitária. Os sujeitos em análise foram os coordenadores das vigilâncias (n = 21), coordenadores de Vigilância em Saúde (n = 7) e secretários de saúde (n = 7). Foram realizadas entrevistas utilizando-se um questionário semiestruturado e elaborado baseado na tríade de Donabedian: Estrutura, Processo e Resultado. A fim de obter a classificação da atuação, da dimensão e subdimensões foi criado um sistema de escores, no qual se atribuiu pontuação para cada critério. Para classificação do grau de atuação da Vigilância em Saúde, os pontos de corte utilizados foram: incipiente, intermediário ou avançado, se obtiver até 5,99 pontos; entre 6,0 e 7,99 pontos e entre 8 e 10 pontos, respectivamente. O grau de atuação da Vigilância em Saúde em âmbito regional foi classificado como intermediário.<hr/>Abstract Health Surveillance is of paramount importance when confronted with the current Brazilian epidemiological setting. This study aims to evaluate the level of Health Surveillance in the Zona da Mata Mineira region. This is an evaluative study, and data were collected in the first half of 2016. The research universe consisted of seven municipalities in the Zona da Mata Mineira complex. Municipalities were selected with reference to available operational epidemiological, environmental and sanitary surveillance. The subjects under analysis were the Surveillance coordinators (n = 21), Health Surveillance coordinators (n = 7) and Health secretaries (n = 7). We conducted interviews using a semi-structured and elaborated questionnaire based on the Donabedian triad: Structure, Process and Outcome. A score system was established in order to obtain the classification of performance, realm and sub-realms, in which a score was assigned for each criterion. We used incipient, intermediate or advanced cutoff points to classify the level of Health Surveillance of scores were below 5.99 points, between 6.0 and 7.99 points and between 8 and 10 points, respectively. The level of regional Health Surveillance performance level was classified as an intermediate. <![CDATA[Vigilância do óbito como indicador da qualidade da atenção à saúde da mulher e da criança]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003457&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Objetivamos avaliar a implementação de uma rede regional de vigilância do óbito, refletindo sobre desafios e potencialidades de atuação enquanto observatório da violência contra a mulher. A pesquisa envolveu nove municípios de uma região de saúde da Zona da Mata de Minas Gerais. Acompanhamos reuniões do comitê regional de vigilância do óbito e realizamos entrevistas semiestruturadas com seus profissionais e com gestores municipais de saúde. Também analisamos informações sobre investigações realizadas e, para um município, analisamos de forma integrada notificações de óbito e de casos de violência contra a mulher. Os resultados apontam dificuldades como: falta de reconhecimento da atividade de vigilância do óbito; sobrecarga de trabalho; comunicação falha entre instituições e precariedade de recursos, infraestrutura e capacitação profissional. Também foram relatados avanços: maior interação entre municípios, crescimento das investigações e conscientização da importância da vigilância do óbito entre os/as trabalhadores/as. Identificamos, com as investigações dos óbitos, casos de violência doméstica, obstétrica e institucional. A vivência enquanto comitê regional amplia o fortalecimento da vigilância dos óbitos e da rede de atenção às mulheres em situação de violência.<hr/>Abstract The study aimed to evaluate the implementation of a regional death surveillance network, reflecting on challenges and potentialities of performance as observatory of violence against women. The research involved nine municipalities of a health region set at the Zona da Mata, Minas Gerais, Brazil. We followed the meetings of the regional death surveillance committee and conducted semi-structured interviews with professional members of the committee and municipal health managers. Furthermore, we analyzed information concerning investigations conducted and, in one municipality, we analyzed the notifications of deaths and cases of violence against women. The results point to some difficulties: lack of recognition of the death surveillance activity; work overload; failure in communication between institutions and poor resources, infrastructure and professional training. There were also improvements, namely: greater interaction between municipalities; increased investigations and greater awareness of the importance of death surveillance among workers. We identified cases of domestic, obstetric and institutional violence through the investigation of deaths. The experience as a regional committee reinforces the strategy of strengthening death surveillance and the network of care for women in situation of violence. <![CDATA[Sobre a Residência Integrada em Saúde com ênfase em Vigilância em Saúde]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003467&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A atuação dos profissionais na Vigilância em Saúde, considerando as quatro áreas que a compõe (ambiental, epidemiológica, sanitária e de saúde do trabalhador), requer um amplo e complexo conjunto de saberes oriundos de muitos setores do conhecimento, inclusive daqueles que não são classificados como da área da saúde. Considerando a necessidade de preparar profissionais para atuarem na Vigilância em Saúde no SUS, integrando as quatro áreas do conhecimento, a Escola de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (ESP/RS) e as vigilâncias do município de Porto Alegre e do estado do Rio Grande do Sul criaram uma nova ênfase na tradicional residência da ESP/RS. O trabalho aqui apresentado, usando o método descritivo de relato de experiência, fala das atividades dos residentes no percurso formativo do primeiro ano da quarta turma desta experiência de ensino em serviço e faz um balanço dos resultados de seus primeiros anos.<hr/>Abstract Taking into account the four underpinning areas of Health Surveillance (environmental, epidemiological, health and worker’s health), the performance of professionals in this area requires a broad and complex set of information from many fields of knowledge, including that which is not classified as health. Considering the need to prepare professionals to work in Health Surveillance in the Unified Health System (SUS), integrating the four fields of knowledge, the Public Health School of Rio Grande do Sul (ESP/RS) and the surveillance areas of the municipality of Porto Alegre and Rio Grande do Sul State have established a new emphasis in the traditional residency of ESP/RS. This work uses the experience report descriptive method. It shows the activities of residents in the formation course of the first year, fourth class of this in-service education experience and takes stock of results of residency freshmen. <![CDATA[A trajetória de Virgínia Schall: integrando Saúde, Educação, Ciência e Literatura]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003473&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo apresenta a trajetória profissional de Virgínia Schall, interrompida precocemente, destacando sua atuação na integração dos campos da Saúde, da Educação e da Divulgação Científica no Brasil. A contextualização da sua produção acadêmica e literária como pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz permite demonstrar a contribuição de Virginia para o fortalecimento da instituição e para a formação de dezenas de pesquisadores e alunos. Com abordagem marcadamente inter e multidisciplinar, Virgínia foi pioneira no campo da Educação em Saúde, Ensino de Ciências e Divulgação Científica, tendo participado da implantação de dois cursos de pós-graduação e atuado regularmente como consultora ad hoc do CNPq, CAPES, SVS/MS e MEC, consolidando políticas públicas nacionais nas áreas referidas. Além de autora de diversos livros infanto-juvenis e informativos/materiais educativos sobre saúde, ambiente e ciência, Virginia concebeu o Museu da Vida na Fiocruz-RJ, como um espaço de integração entre ciência, cultura e sociedade, voltada para informação, educação em ciência, saúde e tecnologia. Foi também poetisa, integrante da Academia Feminina Mineira de Letras, produzindo diversificada e premiada obra literária em prosa e poesia.<hr/>Abstract This article presents Virgínia Schall’s professional career, interrupted very early. It highlights her major role in the integration of the fields of Health, Education and Scientific Dissemination in Brazil. The contextualization of her academic and literary production as a researcher at the Oswaldo Cruz Foundation, demonstrates Virgínia’s contribution in strengthening the institution and in the teaching of dozens of researchers and students. With a strong inter- and multidisciplinary approach, she was a pioneer in the field of Health Education, Science Education, and Science Dissemination. Virgínia participated in the implementation of two post graduate courses and regularly worked as consultant for CNPq, CAPES, SVS/MS and the Ministry of Education, consolidating national policies in these areas. Besides being the author of several children’s books and educational resources about health, environment and science, Virgínia conceived the Life Museum at Fiocruz-RJ, as a space for integrating science, culture, and society, with focus on science, health, and technology information and education. She was also a poet, member of the Women’s Academy of Letters in Minas Gerais, and produced diverse and award-winning poetry and prose literary pieces. <![CDATA[Moreira T. The transformations of contemporary health care: the Market, the Laboratory and the Forum. New York: Routledge; 2012. (Coleção Routledge Studies in Health and Social Welfare).]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003481&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo apresenta a trajetória profissional de Virgínia Schall, interrompida precocemente, destacando sua atuação na integração dos campos da Saúde, da Educação e da Divulgação Científica no Brasil. A contextualização da sua produção acadêmica e literária como pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz permite demonstrar a contribuição de Virginia para o fortalecimento da instituição e para a formação de dezenas de pesquisadores e alunos. Com abordagem marcadamente inter e multidisciplinar, Virgínia foi pioneira no campo da Educação em Saúde, Ensino de Ciências e Divulgação Científica, tendo participado da implantação de dois cursos de pós-graduação e atuado regularmente como consultora ad hoc do CNPq, CAPES, SVS/MS e MEC, consolidando políticas públicas nacionais nas áreas referidas. Além de autora de diversos livros infanto-juvenis e informativos/materiais educativos sobre saúde, ambiente e ciência, Virginia concebeu o Museu da Vida na Fiocruz-RJ, como um espaço de integração entre ciência, cultura e sociedade, voltada para informação, educação em ciência, saúde e tecnologia. Foi também poetisa, integrante da Academia Feminina Mineira de Letras, produzindo diversificada e premiada obra literária em prosa e poesia.<hr/>Abstract This article presents Virgínia Schall’s professional career, interrupted very early. It highlights her major role in the integration of the fields of Health, Education and Scientific Dissemination in Brazil. The contextualization of her academic and literary production as a researcher at the Oswaldo Cruz Foundation, demonstrates Virgínia’s contribution in strengthening the institution and in the teaching of dozens of researchers and students. With a strong inter- and multidisciplinary approach, she was a pioneer in the field of Health Education, Science Education, and Science Dissemination. Virgínia participated in the implementation of two post graduate courses and regularly worked as consultant for CNPq, CAPES, SVS/MS and the Ministry of Education, consolidating national policies in these areas. Besides being the author of several children’s books and educational resources about health, environment and science, Virgínia conceived the Life Museum at Fiocruz-RJ, as a space for integrating science, culture, and society, with focus on science, health, and technology information and education. She was also a poet, member of the Women’s Academy of Letters in Minas Gerais, and produced diverse and award-winning poetry and prose literary pieces. <![CDATA[Informação sobre saúde na Internet e dengue]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017021003483&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo apresenta a trajetória profissional de Virgínia Schall, interrompida precocemente, destacando sua atuação na integração dos campos da Saúde, da Educação e da Divulgação Científica no Brasil. A contextualização da sua produção acadêmica e literária como pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz permite demonstrar a contribuição de Virginia para o fortalecimento da instituição e para a formação de dezenas de pesquisadores e alunos. Com abordagem marcadamente inter e multidisciplinar, Virgínia foi pioneira no campo da Educação em Saúde, Ensino de Ciências e Divulgação Científica, tendo participado da implantação de dois cursos de pós-graduação e atuado regularmente como consultora ad hoc do CNPq, CAPES, SVS/MS e MEC, consolidando políticas públicas nacionais nas áreas referidas. Além de autora de diversos livros infanto-juvenis e informativos/materiais educativos sobre saúde, ambiente e ciência, Virginia concebeu o Museu da Vida na Fiocruz-RJ, como um espaço de integração entre ciência, cultura e sociedade, voltada para informação, educação em ciência, saúde e tecnologia. Foi também poetisa, integrante da Academia Feminina Mineira de Letras, produzindo diversificada e premiada obra literária em prosa e poesia.<hr/>Abstract This article presents Virgínia Schall’s professional career, interrupted very early. It highlights her major role in the integration of the fields of Health, Education and Scientific Dissemination in Brazil. The contextualization of her academic and literary production as a researcher at the Oswaldo Cruz Foundation, demonstrates Virgínia’s contribution in strengthening the institution and in the teaching of dozens of researchers and students. With a strong inter- and multidisciplinary approach, she was a pioneer in the field of Health Education, Science Education, and Science Dissemination. Virgínia participated in the implementation of two post graduate courses and regularly worked as consultant for CNPq, CAPES, SVS/MS and the Ministry of Education, consolidating national policies in these areas. Besides being the author of several children’s books and educational resources about health, environment and science, Virgínia conceived the Life Museum at Fiocruz-RJ, as a space for integrating science, culture, and society, with focus on science, health, and technology information and education. She was also a poet, member of the Women’s Academy of Letters in Minas Gerais, and produced diverse and award-winning poetry and prose literary pieces.