Scielo RSS <![CDATA[Perspectivas em Ciência da Informação]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1413-993620170006&lang=pt vol. 22 num. SPE lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[Apresentação]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362017000600002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[O enigma do abismo bibliográfico: um convite [Sobre o percurso teórico-histórico do Seminário Internacional Arte da Bibliografia]]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362017000600004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Para além da falha digital: as duas perspectivas da bibliografia]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362017000600007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A partir de uma abordagem teórica, o artigo discute a materialidade do livro, a bibliofilia em tempos de ‘devices’ digitais e as implicações de (não) definirmos o que seja um livro no contexto contemporâneo. Nesse sentido, são trabalhados o valor no cenário de livros digitais e impressos, a condição da coleção de livros no espaço-tempo e as estantes virtuais do bibliófilo evanescente.<hr/>Abstract From a theoretical approach, the article discusses the materiality of the book, the bibliophilia in times of digital ‘devices’ and the implications of (not) defining what a book is in the current context. In this sense, value is worked out in the scenario of digital and printed books, the condition of the collection of books in the space-tepo and the virtual shelves of the evanescent bibliophile. <![CDATA[Narrativa como gesto bibliográfico: Gabriel Naudé entre erudição e política]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362017000600021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O artigo propõe a contextualização de Gabriel Naudé como bibliotecário e pensador em um tempo, o século do desenvolvimento absolutista na França, e em um ambiente, o da libertinagem erudita francesa e das bibliotecas em fase de modernização. Consideramos que uma revisão dentro da condição sócio histórica das atividades de Naudé como bibliotecário e intelectual podem auxiliar em uma maior compreensão de sua produção bibliográfica. Para tanto, realizamos uma releitura historicamente contextualizada do tratado Advis pour dresser une bibliothèque, de 1627 e de sua Bibliographie Politique, obra de 1633, caracterizada por inaugurar o termo bibliografia e, ao mesmo tempo, por representar uma tipologia específica de bibliografia, a chamada história literária. O percurso considerou a leitura das fontes como ponto de partida para o entendimento dos textos, apoiada na literatura crítica.<hr/>Abstract The article proposes the contextualization of Gabriel Naudé as a librarian and thinker in his time, the century of absolutist development in France, and in an environment, that of French scholarly libertinism and libraries in the process of modernization. We consider that a contextualization of the activities of Naudé as a librarian and intellectual can help in a greater understanding of his bibliographic production. To achieve this, we have developed a brief analysis of the treaty Advis pour dresser une bibliothèque (1627), ando f his Bibliographia Politica (1633), characterized by the inauguration of the term bibliography and, at the same time, because it represents a specific typology of bibliography, the so-called literary history. Our path considered the reading of the sources as a starting point for the understanding of the texts, supported by a review of the bibliography. <![CDATA[O papel da bibliografia na construção do conhecimento em Ciência da Informação: o caso da Escola de Ciência da Informação da UFMG]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362017000600036&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O objetivo deste estudo é caracterizar o papel da Bibliografia enquanto disciplina do campo da Ciência da Informação tomando como fonte de referência o modo como tal disciplina foi apropriada pela Escola de Ciência da Informação/UFMG, desde os primeiros anos do Curso de Biblioteconomia, em 1950, até os dias atuais. Primeiramente será apresentada uma sistematização conceitual sobre o tema com a finalidade de colocar em discussão as imprecisões ligadas à noção de “bibliográfico”. Em seguida é apresentado um relato de experiência acadêmica procurando mostrar o processo evolutivo da disciplina Bibliografia na história da Escola de Ciência da Informação/UFMG: dos anos iniciais do curso à estruturação em departamentos; da transposição didática de conteúdos da matéria do curso de graduação em Biblioteconomia ao curso de pós-graduação em Ciência da Informação; e da significativa produção científica de alunos e professores pesquisadores à desvalorização da disciplina como campo teórico na esteira de uma tendência mundial. Como conclusão, enfatiza-se a importância da Bibliografia como disciplina estrita, como também de estudos sobre o sistema bibliográfico na perspectiva de dispositivo elaborado para funcionar como proposta de percurso cognitivo sobre documentos, com o fim de contribuir para fomentar o uso qualificado da informação, promovendo a inserção cultural do sujeito no mundo informacional.<hr/>Abstract This paper aims at characterizing the role of Bibliography as a discipline in Information Science having as reference how this subject was appropriated by the School of Information Science/UFMG, since the beginning of the Librarianship course, in the beginning of 1950 up to the present day. Firstly, this paper brings a conceptual systematization on this topic with the purpose of putting into question the inaccuracies linked to the notion of "bibliographic". Then it presents a report of academic experience in order to show the evolutionary process of the course Bibliography in the history of the School of Information Science/UFMG: from the initial years to the organization in departments; from the didactic transposition of contents of Bibliography in the undergraduate course in Librarianship to the postgraduate course in Information Science; from the significant scientific production of students and research professors to the devaluation of that course as a theoretical field, in the wake of a worldwide trend. As a conclusion, the importance of Bibliography as a strict course is emphasized, as well as studies about the bibliographic system as a device designed to function as a cognitive path on documents so as to contribute to foster the qualified use of information, promoting the cultural insertion of the subject in the informational world. <![CDATA[Os 500 anos do pai da Bibliografia: da celebração ao gesto bibliográfico de Conrad Gesner (2016-1516)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362017000600065&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Parte da narrativa sobre as comemorações em torno dos 500 anos de nascimento de Conrad Gesner (1516-1565), com ênfase nas experiências vividas no International Congress Conrad Gessner, realizado em junho de 2016 em Zurique, Suíça. No contexto deste fórum de especialistas, identifica o perfil dos Estudos Gesnerianos, com destaque para as pesquisas ligadas à faceta bibliográfica do polímata suíço. A partir das celebrações de 2016, realiza um percurso histórico-retrospectivo ao Séc. XVI para situar e discutir, de forma preliminar, dois aspectos subjacentes ao gesto bibliográfico Gesneriano: método e implicações epistemológicas. Conclui que dimensão histórico-interpretativa da informação, que perpassa pelo gesto e método bibliográfico Gesneriano, não pode ser negligenciada para uma compreensão retrospectiva, crítica e ao mesmo tempo atual do campo informacional.<hr/>Abstract The article begins with the narrative about the celebrations around Conrad Gesner's 500th birthday (1516-1565), with emphasis on the experiences of the International Congress Conrad Gessner, held in June 2016 in Zurich, Switzerland. In the context of this forum of experts, it identifies the profile of the Gesnerian Studies, with emphasis on the researches related to the bibliographic facet of the Swiss polymath. From the celebrations of 2016, it presents a historical-retrospective trajectory to 16th century to locate and discuss, in a preliminary way, two aspects underlying Gesner's bibliographic gesture: method and epistemological implications. It concludes that the historical-interpretative dimension of information, that permeates the gesture and Gesnerian bibliographic method, can not be neglected for a retrospective, critical and at the same time current understanding of the informational field. <![CDATA[Os sistemas bibliográficos em Gabriel Peignot: uma metabibliografia científica]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362017000600096&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A reflexão epistemológico-histórica estabelece uma relação entre o pensamento de Gabriel Peignot, o repertório de sistemas bibliográficos mapeado pelo bibliógrafo em sua obra Dictionnaire Raisonné de Bibliologie e os potenciais analítico-discursivos que emergem a partir das cartografias de ciências e saberes anteriores ao século XIX. Como estudo teórico-exploratório, busca-se identificar as influências de Peignot (como Bacon, Diderot, D’Alembert e Condillac) e dos sistemas por ele abarcados, conduzindo-nos à elaboração e à repercussão histórica de classificações bibliográficas. As conclusões apontam para um conjunto de abordagens que permitem o reconhecimento de fontes para a história da ciência e para uma cartografia epistemológica distinta em uma historiografia das classificações, bem como das próprias vertentes epistemológicas e suas institucionalizações que antecederam o Oitocentos.<hr/>Abstract The epistemological-historical reflection establishes a relation between Gabriel Peignot’s thought, the repertoire of bibliographic systems mapped by the bibliographer in his work Dictionnaire Raisonné de Bibliologie, and the analytic-discursive potentials that emerge from the cartographies of sciences before the 19th century. As a theoretical-exploratory study, the aim was to identify the influences of Peignot (such as Bacon, Diderot, D'Alembert and Condillac) and the systems covered by it, leading to the elaboration and historical repercussion of bibliographic classifications. The conclusions pointed to a set of approaches that allow the recognition of sources for the history of science and for a distinct epistemological cartography for a historiography of the classifications, as well as of the epistemological aspects themselves and their institutionalizations that preceded the nineteenth century. <![CDATA[O bibliógrafo digital: questões sobre a materialidade do livro no século XXI]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362017000600120&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Este artigo discute as materialidades do livro e a bibliofilia em tempos de devices digitais. Oferecendo mais questionamentos do que respostas, tratamos aqui, com base em ocorrências do presente quanto ao livro literário, das implicações de (não) definirmos o que seja um livro, assim como do valor no cenário de livros digitais e impressos. A coleção de livros, espaço e tempo, as estantes virtuais do bibliófilo evanescente fazem parte deste cenário no século XXI. Colocamos em pauta a figura do bibliógrafo digital, um leitor ainda por se conhecer.<hr/>Abstract This paper discusses the bibliophily and the materialities of the book in digital devices age. Giving more questions than answers and based in real ocurrencies about literary books, here we discuss the implications of (in)definitions about what is a book, as well as the symbolic value of digital and pressed books. Book colections, space and time, the virtual bookcases of evanescent bibliophile are part of this scenario in the 21th century. We design and focuse the digital bibliographer, yet an unknown type of reader. <![CDATA[Os conceitos no tratamento da informação arquivística: unidade basilar para a compreensão do conteúdo documental]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362017000600131&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo A relevância de Paul Otlet e consequentemente da Bibliografia e Documentação na Ciência da Informação evidencia-se a partir do Tratado da Documentação, que desenvolveu a análise do conteúdo dos documentos por meio da extração de termos representativos, que hoje associamos aos conceitos. A importância da identificação de conceitos para o tratamento intelectual da informação consolida-se a cada dia, expandindo seu uso para outras áreas, conforme percebe-se pela aproximação verificada entre Arquivística e Ciência da Informação nos atuais estudos sobre Tratamento Temático da Informação em Arquivos. O objetivo foi evidenciar a relação dos estudos bibliográficos para a representação de conceitos no tratamento intelectual da informação no âmbito da Arquivística. A metodologia utilizada foi a pesquisa exploratória e teve como procedimento metodológico o estudo bibliográfico. Nos resultados verificou-se que atividades de tratamento intelectual da informação na Biblioteconomia e na Arquivística são contempladas pelo Tratamento Temático da Informação, na medida em que são beneficiadas por suas teorias e propostas de tratamento documental, com vistas à recuperação da informação, por meio da identificação e representação de conceitos, considerados aqui como unidades do conhecimento e como base do Tratamento Temático da Informação. Nas considerações finais evidenciou-se a importância dos estudos bibliográficos durante o desenvolvimento da Organização e Representação do Conhecimento, quando Paul Otlet menciona que para transmitir uma ideia é necessário identificar os conceitos. Tal visão permanece atual e se fortalece, conforme demonstrado pela associação dos conceitos de classificação e descrição na Arquivística aos processos de Organização e Representação do Conhecimento.<hr/>Abstract The relevancy of Paul Otlet and consequently of Bibliography and Documentation in Information Science is emphasized on the Treaty of Documentation, that developed the content analysis of the documents through the extraction of representative terms which are currently related to concepts. The importance of identify concepts for intellectual treatment of information consolidate itself each day expanding its use to other fields, as it is identified by the approaching of Archival Science and Information Science by conducting studies on Subject Treatment of Information in archives and their application in archival environment. The objective of the present study was emphasizing the relation of bibliographical studies for the representation of concepts in intellectual treatment of information in the scope of Archival Science. The employed methodology was an exploratory research and its methodological proceeds consist in a bibliographical study. It was verified that activities involving intellectual treatment of information in Library Science and Archival Science are deliberated by Subject Treatment of Information. Insofar as they benefit by its theories and documental treatment proposals in order to retrieve information through identification and concepts representation, thus they are considered as knowledge units and base of Subject Treatment of Information. In It was also emphasized the importance of bibliographical studies during the development of Knowledge Organization and Representation, when Paul Otlet mentions that it is necessary identify concepts before convey an idea. Such perspective remains current and reinforce itself as it is demonstrated by the relation of classification concepts and description in Archival Science to the processes in Knowledge Organization and Representation. <![CDATA[A cidade e os livros: ou como formar uma biblioteca?:notas históricas sobre a primeira Biblioteca Pública de São Paulo (1825 - 1887)]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362017000600152&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O presente artigo propõe uma história da primeira Biblioteca Pública da cidade de São Paulo através da leitura de seus catálogos bibliográficos. O primeiro registro da coleção dessa instituição data de 1826 e consiste em um inventário dos livros antes pertencentes ao convento de S. Francisco, ao qual se somaram os volumes conformavam a biblioteca do bispo D. Mateus de Abreu Pereira, falecido em 1824. Em 1827, a biblioteca será anexada à Faculdade de Direito. A partir desse momento, interessa observar como se deu a conformação de um novo acervo, voltado para a literatura jurídica e, ao mesmo tempo, investiga-se a relação da Biblioteca com as livrarias da cidade. O estudo se encerra em 1887, quando da publicação do primeiro catálogo impresso dos livros da biblioteca da Faculdade de Direito.<hr/>Abstract The present article proposes a history of the first Public Library of the city of São Paulo through the reading of its bibliographic catalogs. The first record of the collection of this institution dates from 1826 and consists of an inventory of books previously belonging to the convent of St. Francis, to which were added the volumes conformed the library of Bishop Mateus de Abreu Pereira, who died in 1824. In 1827, the library will be attached to the Faculty of Law. From that moment on, it is interesting to observe how a new collection was developed, focused on legal literature and, at the same time, investigated the relationship between the Library and the city's bookstores. The study ends in 1887, when the first printed catalog of the books of the library of the Faculty of Law was published. <![CDATA[Bibliografias setecentistas e os conceitos de livro raro]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362017000600168&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo O presente artigo aborda a Bibliofilia na Europa, sobretudo a partir da era moderna e o papel das bibliografias especializadas em livros raros na formação de bibliotecas particulares. A Bibliofilia e a Bibliografia são abordadas a partir da História Cultural e desse modo a análise das bibliografias distanciam-se da função prática-operacional do uso de repertórios bibliográficos, a saber, aquela apenas ligada ao uso restrito para localizar informações sobre determinado documento. Essa perspectiva visa compreender, para além dos itens arrolados, os possíveis vestígios das práticas e representações da Bibliofilia acionados para a construção dos conceitos do livro raro, no século XVIII, que podem constituir-se nas primeiras sistematizações da “Teoria da Raridade”. A bibliografia analisada foi o Catalogvs historico-criticvs librarvm rariorvm, do alemão Johannis Vogt, em função de suas práticas de compilação de conceitos do livro raro veiculados em bibliografias na Europa durante o século XVIII.<hr/>Abstract This article deals with Bibliophilia in Europe, especially since the modern era and the role of bibliographies specialized in rare books in the formation of private libraries. Bibliophilia and Bibliography are approached from Cultural History and thus the analysis of bibliographies distances themselves from the practical-operational function of the use of bibliographic repertoires, that is, only related to the restricted use to locate information about a particular document. This perspective aims to understand, in addition to the items listed, the possible vestiges of the practices and representations of Bibliophilia that are used to construct the concepts of the rare book, in the eighteenth century, which may constitute the first systematizations of the "Theory of Rarity". The bibliography analyzed was the Catalogvs historico-critiques librarvm rariorvm, by the German Johannis Vogt, due to his practices of compilation of rare book concepts published in bibliographies in Europe during the eighteenth century. <![CDATA[Livros de artista e livros raros: aproximações]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362017000600185&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Neste trabalho são estabelecidos diálogos e cruzamentos entre a Enciclopédia visual, iniciada em 1974 por Wlademir Dias-Pino, a Encyclopédie (1751-1772), de Diderot e d’Alembert, e a Encyclopedia, Contemporary Art in the World, with www.google.com/ language_tools (2010), de Jean-Benoît Lallemand. Enquanto a Enciclopédia visual e a Encyclopédie são obras com características utópicas, que buscam o conhecimento enciclopédico tendendo para um conhecimento universal, a Encyclopedia, Contemporary Art in the World questiona a possibilidade de apreensão do conhecimento total ou universal. A partir da aproximação entre as obras analisadas, nota-se que o enciclopedismo é um tema atual, que perpassa a arte e a cultura, e que em alguns casos são reforçados os princípios do “conhecimento total” da Encyclopédie, enquanto em outros casos essa possibilidade de um saber universal é contestada ou subvertida, pois, apesar da facilidade de acesso à informação na época atual, muitas vezes ela não é absoluta, dependendo do contexto em que é recebida.<hr/>Abstract This work establishes dialogues and cross-referencing between artists’ books, such as the Visual Encyclopaedia, started in 1974 by Wlademir Dias-Pino, the Encyclopédie of Diderot and d’Alembert and the Encyclopedia, Contemporary Art in the World, with www.google.com/language_tools (2010), by Jean-Benoît Lallemand. While the Visual Encyclopaedia and the Encyclopedie are works with utopian characteristics, which seek encyclopedic knowledge tending towards universal knowledge, the Encyclopedia, Contemporary Art in the World questions the possibility of apprehending total or universal knowledge. From the approximation of the works analyzed, it can be seen that encyclopedism is a current theme, which runs through art and culture, and in some cases the principles of the "total knowledge" of the Encyclopedie are reinforced and in other cases this possibility of a universal knowledge is contested or subverted, for, despite the ease of access to information in the present time, it is often not absolute, depending on the context in which it is received. <![CDATA[A bibliografia como ciência [Tradução do artigo de GUILD, Reuben A. Bibliography as science. <em>American Library Journal,</em> v. 1, n. 2-3, p. 67-69, nov. 1876.]]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362017000600199&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Resumo Neste trabalho são estabelecidos diálogos e cruzamentos entre a Enciclopédia visual, iniciada em 1974 por Wlademir Dias-Pino, a Encyclopédie (1751-1772), de Diderot e d’Alembert, e a Encyclopedia, Contemporary Art in the World, with www.google.com/ language_tools (2010), de Jean-Benoît Lallemand. Enquanto a Enciclopédia visual e a Encyclopédie são obras com características utópicas, que buscam o conhecimento enciclopédico tendendo para um conhecimento universal, a Encyclopedia, Contemporary Art in the World questiona a possibilidade de apreensão do conhecimento total ou universal. A partir da aproximação entre as obras analisadas, nota-se que o enciclopedismo é um tema atual, que perpassa a arte e a cultura, e que em alguns casos são reforçados os princípios do “conhecimento total” da Encyclopédie, enquanto em outros casos essa possibilidade de um saber universal é contestada ou subvertida, pois, apesar da facilidade de acesso à informação na época atual, muitas vezes ela não é absoluta, dependendo do contexto em que é recebida.<hr/>Abstract This work establishes dialogues and cross-referencing between artists’ books, such as the Visual Encyclopaedia, started in 1974 by Wlademir Dias-Pino, the Encyclopédie of Diderot and d’Alembert and the Encyclopedia, Contemporary Art in the World, with www.google.com/language_tools (2010), by Jean-Benoît Lallemand. While the Visual Encyclopaedia and the Encyclopedie are works with utopian characteristics, which seek encyclopedic knowledge tending towards universal knowledge, the Encyclopedia, Contemporary Art in the World questions the possibility of apprehending total or universal knowledge. From the approximation of the works analyzed, it can be seen that encyclopedism is a current theme, which runs through art and culture, and in some cases the principles of the "total knowledge" of the Encyclopedie are reinforced and in other cases this possibility of a universal knowledge is contested or subverted, for, despite the ease of access to information in the present time, it is often not absolute, depending on the context in which it is received.