Scielo RSS <![CDATA[Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas)]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1414-407720140003&lang=en vol. 19 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772014000300001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>The university in a knowledge society</b>: <b>toward a model of transfer of knowledge production and learning</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772014000300002&lng=en&nrm=iso&tlng=en En este trabajo se argumenta sobre la urgente transformación de las políticas públicas y universitarias, de la investigación científica y tecnológica, en el contexto de una sociedad del conocimiento, con el fin de propiciar procesos sustentables de cognición, que pongan en el centro el desarrollo de capacidades para la investigación desde el contexto de su aplicación, y que haga posible dar un salto de calidad para transitar del actual modelo de educación y de universidad Modo 1, de tipo disciplinar, profesionalizante, lineal, centrado en la difusión de un conocimiento reiterado y repetitivo, hacia uno en donde la multiplicación de medios de aprendizaje hagan posible la indagación y el aprendizaje que construye soluciones centrado en la producción de conocimientos.<hr/>This paper argues the urgent transformation of public and university policies, scientific and technological research in the context of a knowledge society, in order to provide sustainable processes of cognition, that place at its center the development of research capacity, and that makes it possible to promote a qualitative leap to move from the current model of education and Mode 1 university, of the disciplinary type -- professional, linear, focused on dissemination of repeated and repeatable knowledge -- to one in which the multiplication of means of learning enable the inquiry and learning that builds solutions in knowledge production.<hr/>Neste trabalho argumenta-se sobre a urgente transformação das políticas públicas e universitárias, da investigação científica e tecnológica, no contexto de uma sociedade do conhecimento, com o fim de propiciar processos sustentáveis de cognição, que ponham no centro o desenvolvimento de capacidades para a investigação a partir do contexto de aplicação, e que torne possível dar um salto de qualidade para transitar do atual modelo de educação e de universidade Modo 1, de tipo disciplinar, profissionalizante, linear, centrado na difusão de conhecimento reiterado e repetitivo, para um em que a multiplicação de meios de aprendizagem possibilitem a indagação e a aprendizagem que constrói soluções na produção de conhecimentos. <![CDATA[<b>Technoscience, thought and higher education learning</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772014000300003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este ensaio tem o propósito de refletir sobre a relação entre conhecimento, pensamento e formação, no contexto da educação superior. Ponto de partida é a relevância do uso intensivo da ciência e tecnologia para a vida social, política e econômica na sociedade contemporânea. Dentre as principais instituições encarregadas de desenvolver e difundir conhecimento e tecnologia encontram-se aquelas da área de educação superior. Elas assumem cada vez mais o discurso do conhecimento instrumental, útil e mercadológico, sem considerar seu lado controverso e obscuro, em termos sociais e históricos. Neste mesmo movimento, relegam a um segundo plano sua tarefa crítico-reflexiva e formativa das novas gerações. Pretendo chamar a atenção para esta realidade, defendendo a tese de que o pensamento crítico-transgressor é essencial ao processo formativo. E, em termos práticos, fundamental, também, da formação de docentes e estudantes.<hr/>This essay aims to reflect on the relationship between knowledge, thought and training in the context of higher education. The starting point is the relevance of the intensive use of science and technology for social, political and economic life in contemporary society. Among the main institutions responsible for developing and disseminating knowledge and technology are those in the area of higher education. They are increasingly taking the discourse of instrumental, useful and marketable knowledge, without regard to its controversial and obscure side, in social and historical terms. In this same movement, they relegate to the background its critical-reflective task of educating the new generations. I intend to draw attention to this reality, defending the thesis that critical-transgressive thinking is essential to the educational process. And in practical terms, also fundamental to the training of teachers and students. <![CDATA[<b>The knowledge "forms" when it is known "deformed" by the soil that we live on</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772014000300004&lng=en&nrm=iso&tlng=en La tesis que sostiene este trabajo es que la formación es una cultura que busca su sujeto, para lo cual se intenta una breve genealogia del concepto, para delinear luego una presentación narrativa de su sentido hoy. La relación del conocimiento aparece así como resistencia al pensamiento único y a la pretensión de una sola forma de entender el sujeto cognoscente y la verdad.<hr/>The thesis that supports this work is that educating is a culture that looks for its subject, searching for a brief genealogy of the concept to delineate a narrative presentation of its sense today. The relation of knowledge appears therefore as resistance to a single thought and to the pretension of one single form of understanding the knowing subject and the truth.<hr/>A tese que sustenta este trabalho é que a formação é uma cultura que busca seu sujeito, iniciando com uma breve genealogia do conceito, para em seguida delinear uma apresentação narrativa de seu sentido atual. A relação do conhecimento aparece assim como resistência ao pensamento único e à pretensão de uma única forma de entender o sujeito cognoscente e a verdade. <![CDATA[<b>Knowledge and formation</b>: <b>philosophical and sociological perspectives</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772014000300005&lng=en&nrm=iso&tlng=en O sistema de educação superior no Brasil vem conhecendo grandes deslocamentos e mudanças desde os anos noventa do milênio passado. A legislação federal, mais flexível do que antes, estabeleceu critérios módicos para a abertura de instituições de ensino superior. Ao mesmo tempo, as políticas educacionais depuseram na avaliação de desempenho dos estudantes toda confiança em uma regulamentação das instituições. A publicização de tais resultados mais o mercado sinalizariam a qualidade. Assim, entre 1998 e 2004, a expansão das instituições privadas de ensino superior foi enorme. A legislação posterior buscou regular este processo, sem grande sucesso, já que as instituições privadas passaram a se reger por processos de financeirização e oligopolização, resultando em enormes conglomerados financeiros mais do que educacionais. Paralelamente, houve uma modesta expansão do ensino público e mesmo o apoio do governo para a ocupação de vagas no sistema privado. O impacto sobre a solidez dos conhecimentos e das práticas que deveriam fazer jus aos princípios estabelecidos na legislação cede o passo para uma mercadorização preocupante.<hr/>The higher education system in Brazil has known great changes and displacements since the Nineties of the past millennium. Our national education law, more flexible than previously, fixed moderated standards to open higher education institutions. At the same time, the educational policies put all the trust in the institutional evaluation and in the performance of the students as form of regulation. The public character of these evaluations and the market would show the institution´s quality. So between 1998 and 2004, the increase of the private institutions was enormous. Even a new law of evaluation wasn´t able to stop this process. Later legislation tried to regulate this process, since private institutions moved toward oligopolization and opened their capital to stock market investment, resulting in huge conglomerates, more financial than educational in nature. Meanwhile, a modest expansion of public education and governmental support for the occupation of places in the private sector occurred. The impact on the strengthening of knowledge and practices which sustain the principles established in the legislation is subdued by a worrisome commodification. <![CDATA[<b>The ICTS , the process of knowledge and the teaching skills</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772014000300006&lng=en&nrm=iso&tlng=en En el marco del Seminario Internacional "Formación y conocimiento" organizado por la Universidad de Sorocaba presentamos un análisis de los efectos de las TICs en los procesos del conocimiento. Tratamos de demostrar que esos efectos se producen en varias direcciones: cambios en la visión de la realidad, de la subjetividad, del lenguaje, de los paradigmas, de las relaciones sociales. Propone fortalecer competencias adecuadas al cambio de paradigma, como la capacidad para seleccionar e interpretar informaciones, la capacidad para pensar científicamente, la capacidad para comunicar, la capacidad para convivir, la capacidad para dominar varios lenguajes.<hr/>In the framework of the International Seminar "Teacher Training and Knowledge" (oct.2014) organized by the University of Sorocaba we present an analysis of the impact of ICTS in the processes of knowledge. We try to demonstrate that these effects are produced in several directions: changes in the perception of reality, of subjectivity, in the use of language, on the paradigms and on social relations. We propose to improve suitable skills for the change of paradigm, i.e. the ability to search and interpret information; the ability to think scientifically, the ability to communicate, the ability to live together, the ability to learn languages.<hr/>No marco do Seminário Internacional "Formação e Conhecimento" organizado pela Universidade de Sorocaba apresentamos una análise dos efeitos das TICs nos processos do conhecimento. Tratamos de demonstrar que esses efeitos se produzem em várias direções: mudanças na visão da realidade, da subjetividade, da linguagem, dos paradigmas, das relações sociais. Propõe fortalecer competências adequadas à mudança de paradigma, como a capacidade para selecionar e interpretar informações, a capacidade para pensar cientificamente, a capacidade para comunicar, a capacidade para conviver, a capacidade para dominar várias linguagens. <![CDATA[<b>University and news modes of production, circulation and application of knowledge</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772014000300007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Nunca antes na história o desenvolvimento da sociedade mundial dependera tanto do conhecimento e da informação. Portanto, é plausível reconhecer a enorme importância da universidade atual no mundo todo. Ela sofre e alimenta algumas das graves contradições e dilemas deste período de crises de sentidos e de espetaculares transformações. Como locus e ator, acolhe e fomenta as contradições e o hibridismo de modos distintos de produção, circulação e usos do conhecimento: o tradicional "modo 1", fechado e monodisciplinar, e o novo "modo 2", aberto, transdisciplinar, de uso intensivo e extensivo dos meios informáticos. A produção de conhecimentos cresce exponencialmente com a globalização da conectividade. A questão não é apenas formal e quantitativa. Discutir a universidade e os processos de produção e utilização dos conhecimentos impõe refletir sobre os seus significados para a existência concreta dos homens e mulheres na construção da vida pessoal, social e para a humanidade em geral. Por inserir-se na sociedade global, a universidade valoriza prevalentemente o "capitalismo acadêmico" próprio de uma "economia do conhecimento". Mas a universidade atual também tem incomensuráveis possibilidades de contribuir para os processos de construção de uma "sociedade democrática do conhecimento" e de recuperar sua missão histórica no processo civilizatório.<hr/>Never before has the development of the world society depended so much on knowledge and information. Thus, it is plausible to recognize the enormous importance of universities throughout the world. The university feeds and is fed by some of the grave contradictions and dilemmas of this period of crisis of meanings and of spectacular changes. As locus and actor, it embraces and stimulates the contradictions and hybridism of different modes of production, circulation and uses of knowledge: the traditional "mode 1", closed and disciplinary, and the new "mode 2", open, transdisciplinary, intensive and extensive on the uses it makes of information technologies. Knowledge production increases exponentially with the globalization of connectivity. The question is not only formal and quantitative. To discuss the role of universities and the process of knowledge production it is necessary to ponder on their meanings to the concrete existence of men and women on shaping their personal and social lives. Being a part of global society, universities tend to value "academic capitalism", typical of "knowledge economies". But they also hold the potential to contribute to the processes of building "democratic knowledge societies" and to recover their historic mission of promoting a civilizatory process. <![CDATA[<b>University, society and knowledge</b>: <b>thoughts for debate</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772014000300008&lng=en&nrm=iso&tlng=en El artículo presenta algunas reflexiones sobre la relación actual entre universidad, sociedad y políticas del conocimiento en Latinoamérica. Para ello, parte de considerar la situación pasada y presente de la educación superior en la región pero a la vez plantea sus interrogantes mirando hacia el futuro de los niños y jóvenes que hoy transitan las aulas de los sistemas educativos. Se consideran 4 ejes de análisis: "la Universidad que América Latina hubiese tenido", "la Universidad que tenemos", "Universidad y sociedad: su democratización" y "Universidad y conocimiento: la innovación". A través de ellos, y partiendo de un diagnóstico de la situación actual de los sistemas educativos en la región, sus mandatos fundacionales y sus promesas aún no cumplidas, se postula la necesidad de innovar. A modo de ejemplo, se plantea una reflexión a partir de los primeros resultados de una investigación desarrollada por el NIFEDE (UNTREF) sobre la innovación en las universidades públicas en Argentina. El artículo concluye con algunas propuestas para una nueva Universidad en América Latina que se plantean en dos dimensiones. En primer lugar, una serie de desafíos que deben enfrentar las políticas para la educación superior en la región y en segundo lugar los desafíos que deben enfrentar las propias instituciones de nivel superior para que esas políticas logren los resultados que la Sociedad del Conocimiento hoy demanda a la Universidad.<hr/>O artigo apresenta algumas reflexões sobre a relação entre a universidade, a sociedade e a política do conhecimento na América Latina. Para fazê-lo, considera a situação passada e presente do ensino superior na região, mas também coloca questões referentes ao futuro das crianças e jovens que hoje frequentam os sistemas de educação. Quatro eixos de análise são considerados: "a Universidade que a América Latina poderia ter tido", "a Universidade que temos", "Universidade e sociedade: sua democratização" e "Universidade e conhecimento: Inovação" Através destes, e com base em um diagnóstico da situação atual dos sistemas de ensino da região, seus mandatos fundadores e as promesas ainda não cumpridas, a necessidade de inovar é postulada. Por exemplo, uma reflexão a partir dos primeiros resultados de uma pesquisa realizada pela NIFEDE (UNTREF) sobre inovação nas universidades públicas na Argentina surge. O artigo conclui com algumas propostas para uma nova universidade na América Latina com base em duas dimensões. Em primeiro lugar, uma série de desafios que enfrentam as políticas para a educação superior na região e em segundo lugar os os desafios que as próprias instituições de nível superior devem enfrentar para que essas políticas alcancem os resultados que a Sociedade do Conhecimento exige da Universidade.<hr/>The article presents some reflections on the relationship between university, society and knowledge policy in Latin America. To do so, the past and present situation of higher education in the región are considered, along with questions regarding the future of children and youth who are currently attending the education systems. Four axes of analysis are considered: "the University that Latin America could have had", "the University we do have", "University and society: democratization" and "University and Knowledge: Innovation". Through these, and based on a diagnosis of the current situation of the education systems of the region, its founding mandates and promises yet to be fulfilled, the need to innovate is postulated. For example, a reflection based on the first results of a survey conducted by NIFEDE (UNTREF) on innovation in public universities in Argentina emerges. The paper concludes with some proposals for a new university in Latin America based on two dimensions. Firstly, a number of challenges facing policies for higher education in the region and secondly the challenges that institutions of higher education must face so that these policies achieve the results that the Knowledge Society requires from the University. <![CDATA[<b>The state of the university</b>: <b>held in a sarcophagus or in the Bed of Procrustes?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772014000300009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este ensaio chama a atenção para a grave doença que atingiu a Universidade nos nossos dias. O recurso à metáfora do 'sarcófago' e do 'Leito de Procrustes' visa: acentuar o facto de que a Universidade está a abandonar a sua missão tradicional e a sofrer transformações perigosas; expressar a esperança de que ela se liberte das forças que a constrangem e consiga ressuscitar numa forma nova. Com efeito, a Universidade está sendo capturada pela ideologia, pelo pensamento, pela terminologia e pelos interesses do neoliberalismo e do mercado. Consequentemente, ela perde autonomia e voz e deixa de ter identidade, linguagem e pensamento próprios. Em vez de ser uma instituição ao serviço da Humanidade, da sociedade, da cultura, da democracia e da liberdade, a Universidade torna-se um fator e instrumento de propagação das doutrinas e receitas dos potentados financeiros e 'mercadológicos'. Tudo isto é bem visível no 'reformismo' e nas orientações da sua reorganização e governação, na oferta e no perfil dos seus cursos. Tal como o mercado, a Universidade já não oferece nada; só vende. Assim, a Universidade é cúmplice e corresponsável pela crise civilizacional, cultural, ética, moral e social que grassa no mundo. Em conclusão, a Universidade está a tornar-se uma instituição humana e socialmente irrelevante, sem capacidade de irradiar influências exemplares e positivas. Para reverter a situação, os protagonistas da Universidade têm que a tirar do 'sarcófago' ou do 'Leito de Procrustes', no qual, por ação ou omissão, a deixaram aprisionar.<hr/>This essay calls our attention to the serious disease that has affected University nowadays. The 'sarcophagus' metaphor as well as the 'Bed of Procrustes' fulfils the purpose of: emphasize the fact that University is forsaking its traditional mission and suffering dangerous transformations; hope for University sets free from all its constrained forces, by allowing a new rebirth. University is being captured by ideology, by reason, by terminology and by neoliberalism and market interests. Consequently, it is losing autonomy and voice and has no longer identity, language and own thinking. Instead of being an institution that works for Humanity, society, culture, democracy and liberty, University is becoming a factor and an instrument for spreading the financial and 'mercantile' rulers' doctrines and revenues. As a piece of evidence this can be seen through the 'reformism' and guidelines on University's reorganization and management, on offers and courses profile. As markets, University no longer offers only sells. Thus, University joins and shares responsibility upon the civilizational, cultural, ethical, moral and social crisis that is spreading throughout the world. University is becoming a human and social irrelevant institution, without the capacity to transmit archetypal and positive influences. In order to reverse the situation, the University's main leading characters must take it off from the 'sarcophagus' or from the 'Bed of Procrustes', where, by action or omission, have held it captive. <![CDATA[<b>The new profile of the Brazilian campus</b>: <b>an analysis of the socioeconomic profile of undergraduate students</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772014000300010&lng=en&nrm=iso&tlng=en O texto discute até que ponto políticas como o Programa Universidade para Todos (Prouni) , o Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento das Instituições de Ensino Superior (Proies), o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação das Universidades Federais (REUNI), o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o novo Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES), a Lei das Cotas nas Instituições Federais, o Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES), a criação de novas universidades e novos campi das universidades federais, a política de interiorização e a criação dos Institutos Federais de Educação, entre outras, começam a alterar o perfil socioeconômico do estudante de graduação do campus brasileiro. A principal fonte de informações utilizada é o questionário socioeconômico do Exame Nacional de Desempenho do Estudante (Enade) referente aos três primeiros ciclos completos do Enade.<hr/>The text discusses the extent to which national educational policies, materialized in programs such as the university for all program (Prouni), the restructuring program of private institutions (Proies), the restructuring program of federal institutions (REUNI), the national unified admission of students program (Sisu), the renewed student loan program (FIES), the law of quotas in the federal higher education institutions, the national student assistance program (PNAES), the creation of new federal universities and campuses, the higher education interiorization programs, the creation of Federal Technological Institutes, among others, have started to alter the socio-economic profile of Brazilian undergraduate students. The major source of information is the socio-economic questionnaire applied to students during the three complete cycles of the national student examination (Enade). <![CDATA[<b>Brazil, land of contrasts</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772014000300011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo analisa os contrastes que marcam a sociedade brasileira no seu evoluir histórico. Desde os contrastes resultantes do meio natural até os contrastes sócio econômicos e culturais, o artigo destaca a educação, em todos os seus níveis, enquanto uma das dimensões constitutivas da sociedade brasileira excludente desde os seus primórdios; as relações entre a universidade e a educação básica, bem como a formação de professores são aqui tratadas. O artigo vincula o processo social excludente às formas de poder no âmbito do estado brasileiro, em que as políticas se apresentam mais como políticas de governo do que políticas de estado, descontínuas.<hr/>This article analyzes the contrasts that mark the Brazilian society in its historical trend. From the resulting contrasts of the natural environment to the socio economic and cultural contrasts, the article highlights education in all its levels as one of the constitutive dimensions of Brazilian society that excludes since its beginnings; relations between University and basic education, as well as how teachers training are carried out here. The article links the exclusive social process to ways of power within the Brazilian State, in which the policies are more like government policies than State policies, discontinuous. <![CDATA[<b>Knowledge in education</b>: <b>a view from the study of scientific research and collaboration networks or the shoes of education</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772014000300012&lng=en&nrm=iso&tlng=en Os grupos de pesquisa acadêmicos formam redes que conectam pessoas, instituições, agências, empresas, cujas relações partilhadas em um período de tempo têm a finalidade de produzir conhecimento. Assim, produzir conhecimento em colaboração, escrever e publicar em coautoria são parte das atividades dos pesquisadores que trabalham em redes originadas em um ou mais grupos de pesquisa acadêmicos. Tal atividade vem sendo perscrutada através da análise de redes sociais (ARS), uma área de estudos e uma técnica de investigação, um conjunto de teorias, modelos e aplicações seriamente envolvido com a alteração de padrões nas formas de produzir conhecimentos e consequentemente com as interações e inter-relações que afetam as pessoas ao produzirem conhecimentos em rede. Ao estudar avaliação de redes de pesquisa e colaboração, pesquisa apoiada pelo CNPq, algumas peculiaridades sobre a produção de conhecimento em Educação, vista em contraste com outras áreas de conhecimento, foram detectadas e são apresentadas e discutidas neste texto.<hr/>Research academic groups form nets that connect persons, institutions, agencies, enterprises, whose shared relations have the scope to produce knowledge. In that way, to produce knowledge in collaboration, to write and to publish in co-authoship, is a part of researchers' activity when working in nets given rise from one or more academic groups of inquiry. Such an activity was scrutinized through social networks analysis (SNA), an area of studies and a technique of investigation, a set of theories, models and applications seriously wrapped with the alteration of standards in the forms of producing knowledge and consequently with the interactions and inter-relations that affect the persons while producing knowledge in networks. While studying research networks evaluation, inquiry supported by the Brazilian National Council of Research, CNPQ, some peculiarities on the production of knowledge in Education seen in contrast with other areas of knowledge were detected and are presented and discussed in this text. <![CDATA[<b>Learning teaching in institutional spaces</b>: <b>is it possible to make advance the teacher education field?</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772014000300013&lng=en&nrm=iso&tlng=en A formação de professores tem sido um tema universalmente recorrente de estudos e reflexões. Talvez sejam dos temas mais abordados nas pesquisas do campo das ciências da educação. Constitui-se numa possibilidade inesgotável e sempre revisitada, dado que acompanha as visões e transformações sociais, culturais e econômicas da sociedade. Como a docência se caracteriza como uma profissão aninhada socialmente e atingida por valores políticos e culturais, se produz na dependência das compreensões que orientam os projetos educativos contextualizados. Há algum tempo, dada a fragilidade dos formatos tradicionais, caracterizados pela perspectiva exógena, a formação de professores vem reivindicando sua volta para o seio da profissão, valorizando a relação educação e trabalho e a potencialização da experiência dos sujeitos na sua própria formação, característica básica da aprendizagem dos adultos. Não mais vista apenas como um processo individual, movimentos e proposições se instalam assumindo a base do trabalho como espaço/lugar da formação. Ou seja, reivindicam a perspectiva das organizações aprendentes. O sujeito aprende quando se insere em espaços laborais que assumem para si essa condição. Essa é a posição defendida nesse ensaio afirmando que a formação de adultos se valoriza quando as modalidades nessa direção favorecem a capacidade dos atores, nas organizações, de produzirem seus próprios conhecimentos e esse é o caso dos professores.<hr/>The training of teachers has been, universally, a recurring theme of study and reflection. Perhaps the most discussed topics in the research field of educational sciences. It constitutes an inexhaustible possibility and often revisited, given that accompanies the visions and social changes, cultural and economic in society. As teaching is characterized as a socially nested profession and affected by political and cultural values, is produced in dependence on understandings that guide contextual educational projects. For some time, given the weakness of traditional formats, characterized by exogenous perspective, teacher education has been demanding his return to the bosom of the profession, valuing the relationship education and work and the potentiation the experience of the subjects in their own training, basic characteristic of adult learning. No longer seen only as an individual process, movements and propositions are established assuming the basis of the work as a space / place of training. In other words, claim the prospect of learning organizations. The subject learns when inserting in work spaces that assume to themselves this condition. This is the position advocated in this essay affirming that adult education is valued when the modalities into this direction favor the capacity of actors in organizations, to produce their own knowledge and that is the case of teachers.