Scielo RSS <![CDATA[Revista Katálysis]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1414-498020070003&lang=pt vol. 10 num. SPE lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<B>Revista Katálysis comemora dez anos</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802007000300001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Pesquisa e produção de conhecimento no campo do Serviço Social</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802007000300002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo trata dos caminhos da pesquisa na área do Serviço Social. Parte da polêmica quanto à possibilidade/capacidade do Serviço Social como prática social produzir conhecimentos. Resgata nesse debate a 'guerra das ciências' travada entre físicos e matemáticos com analistas do social, desconsiderando a dimensão científica da pesquisa no âmbito social. Analisa o crescimento da produção científica no Serviço Social através das dissertações e teses dos Programas de Pós-Graduação em Serviço Social, para tanto comenta análises de Iamamoto, Silva e Silva e Carvalho, indica a necessidade da constituição de política de pesquisa a orientar a comunidade epistêmica em Serviço Social, que deve se articular em rede de núcleos de pesquisa.<hr/>This article concerns research paths in the field of Social Work. It begins with the polemic concerning the potential and ability of Social Work as a social practice to produce knowledge. It revives the debate concerning the "war of the sciences" between physicists and mathematicians with social analysts, in which the later do not recognize the scientific dimension of research in the social realm. It analyzes the growth of scientific production in Social Work through dissertations and theses in the Graduate Social Work Program. To do so it comments on the analyses of Iamamoto, Silva and Silva and Carvalho and indicates the need to establish a research policy, orient the epistemic community in Social Work and organize a network of researchers centers. <![CDATA[<B>Problemas de <I>realismo</I> e <I>teoricismo</I> na pesquisa social e no Serviço Social</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802007000300003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artículo reflexiona acerca de problemas de la investigación social en el Trabajo Social. Discute la postura ingenua que lleva a suponer que la intervención profesional es inmediata 'en la realidad de los problemas'; y aquella que pone por delante una teoría como portadora del conocimiento verdadero 'sobre la realidad', como si ésta precediera a todo conocimiento. Define a la investigación como la práctica social que tiene como razón de ser producir conocimientos, al tiempo que se inscribe en, y alimenta, los procesos político-culturales de producción de problemas sociales. Por eso, para el Trabajo Social, no es equiparable al diagnóstico social, sino que debería ser un proceso continuo que acompaña el desarrollo de cualquier proyecto social y práctica profesional. Esto exige la disposición a aprender el oficio (esto es, dominio teórico, manejo metodológico-técnico y actitud de duda) y a prevenirse de los riesgos de la naturalización de los problemas para los que se reclama su intervención, que pueden provenir tanto del realismo ingenuo como del teoricismo.<hr/>Este artigo reflexiona acerca de problemas da pesquisa social no Serviço Social. Discute a postura ingênua que leva a supor que a intervenção profissional é imediata na 'realidade dos problemas'; e a que antepõe uma teoria como portadora do conhecimento verdadeiro 'sobre a realidade', como se esta precedesse a todo conhecimento. Define a pesquisa como a prática social que tem como razão de ser a produção de conhecimentos, ao tempo que se inscreve nos processos político-culturais de produção de problemas sociais, e os alimenta. Por isso, para o Serviço Social, a pesquisa não é equiparável ao diagnóstico social, e sim deveria ser um processo contínuo que acompanhe o desenvolvimento de qualquer projeto social e prática profissional. Isto exige disposição para aprender o ofício (ou seja, domínio teórico, manejo metodológico-técnico e atitude de dúvida) e para prevenir-se dos riscos da naturalização dos problemas, para os quais é requerida a sua intervenção, que podem provir tanto do realismo ingênuo quanto do teoricismo.<hr/>This article analyzes the problems of social research in Social Work. It discusses the naive position that leads to the supposition that professional intervention is immediate 'in the reality of problems'; and that which understands that theory possesses a true knowledge 'about reality', as if this would precede all knowledge. It defines research as social practice that has as its raison d'état the production of knowledge, while it inscribes itself in and feeds the political-cultural processes of production of social problems. For this reason, for Social Work, research is not equivalent to social diagnosis, but should be a continuous process that accompanies the development of any social project and professional practice. This requires a willingness to learn the profession (theoretical command, methodological-technical management and a questioning attitude), and to protect against the risks of the naturalization of the problems in which it is required to intervene, which can be caused by either a naive realism or theorization. <![CDATA[<B>Procedimentos metodológicos na construção do conhecimento científico</B>: <B>a pesquisa bibliográfica</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802007000300004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo trata da pesquisa bibliográfica no contexto da produção do conhecimento. Apresenta a pesquisa bilbiográfica como um procedimento metodológico que se oferece ao pesquisador como uma possibilidade na busca de soluções para seu problema de pesquisa. Para tanto, parte da necessidade de exposição do método científico escolhido pelo pesquisador; expõe as formas de construção do desenho metodológico e a escolha dos procedimentos; e demonstra como se configura a apresentação e análise dos dados obtidos. Apresenta, também, um desenho metodológico de aproximações sucessivas, considerando que a flexibilidade na apreensão dos dados garante o movimento dialético no qual o objeto de estudo pode ser constantemente revisto. Enfim, postula que trabalhar com a pesquisa bibliográfica significa realizar um movimento incansável de apreensão dos objetivos, de observância das etapas, de leitura, de questionamentos e de interlocução crítica com o material bibliográfico, e que isso exige vigilância epistemológica.<hr/>This article concerns bibliographic research in the context of production of knowledge, as a methodological procedure that offers the researcher the possibility of seeking solutions to a research problem. It recognizes the need to present the scientific method chosen by the researcher; to present the forms of construction of the methodological design and the choice of procedures; and demonstrates how the presentation and analysis of the data obtained is configured. It also presents a methodological design of successive approximations, considering that the flexibility in the apprehension of data guarantees the dialectical movement in which the object of study can be constantly revised. That is, it postulates that bibliographic research involves conducting a tireless movement of apprehension of objectives, observance of steps, reading, questioning and critical interlocution with the bibliographic material and this demands epistemological vigilance. <![CDATA[<B>A particularidade histórica da pesquisa no Serviço Social</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802007000300005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo deste estudo<A HREF="#nt01">1</A> é trazer uma reflexão sobre a particularidade histórica da pesquisa no Serviço Social, bem como sobre os desafios decorrentes desse conjunto especial de circunstâncias que se apresentam no contexto contemporâneo. O estudo percorre e se apóia em três pilares, os quais são trabalhados a partir da particularidade da pesquisa para o Serviço Social; da centralidade ocupada pelos sujeitos que participam das referidas pesquisas e do retorno e do alcance social procedentes desses estudos, para transformações materiais nas condições de existência dos envolvidos, nas ações dos profissionais e nas organizações sociais. O estudo conclui na reafirmação de que a pesquisa é constitutiva e constituinte da prática profissional do Serviço Social, sendo determinada pela sua natureza interventiva e pela sua inserção histórica na divisão sociotécnica do trabalho.<hr/>The objective of this study is to reflect on the historic particularity of Social Work research and of the challenges related to the special set of circumstances that are presented in the contemporary context. The study is supported by and considers three pillars, which are analyzed from the particularity of Social Work research. They include: the centrality occupied by the subjects that participate in the referred to research; the return and social scope of these studies; and the material transformations in the conditions of those involved, in the actions of the professionals and in social organizations. The study concludes by reaffirming that research is constitutive and constituent of the professional practice of Social Work, being determined by its intervening nature and by its historic insertion in the social technical division of labor. <![CDATA[<B>Tessitura investigativa</B>: <B>a pesquisa científica no campo humano-social</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802007000300006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo contextualiza sobre o significado da pesquisa compreensiva para o campo investigativo das ciências humano-sociais. Enfatiza, em específico, os procedimentos necessários para o desenvolvimento da pesquisa científica, considerando determinados aspectos e desdobramentos, como requisitos importantes para o êxito na produção de conhecimento. Aborda, de forma sumária, o uso de fontes quali-quantitativas na captação de dados e o suporte filosófico. A posse do conhecimento sobre processos de pesquisa, além de condição primária e essencial para o desenvolvimento de atividades investigativas científicas, é o pressuposto para planejar, elaborar e desenvolver um trabalho investigativo, que se constitua na produção de um determinado saber válido perante a comunidade científica e a sociedade. O conhecimento sobre pesquisa possibilita ao pesquisador desvelar as práticas sociais que constrói e outras que atravessam o seu fazer profissional, arraigando a cidadania, em cujos horizontes se contemplam a democracia, os direitos e a construção da paz.<hr/>This article analyzes the significance of comprehensive research for the human-social sciences. It specifically emphasizes the procedures needed for the development of scientific research, considering certain factors and consequences as important requisites for success in the production of knowledge. It briefly addresses the use of qualitative and quantitative sources in capturing data and establishing philosophic support. The possession of knowledge about research processes, in addition to being a primary and essential condition for the development of scientific research activities, is necessary for planning, preparing and undertaking research, which is constituted in the production of a certain knowledge considered valid by the scientific community and society. Knowledge about research allows the researcher to unveil the social practices that construct and interact with her professional activity, which is rooted to citizenship, and which contemplates democracy, rights and the construction of peace. <![CDATA[<B>Desafios à pesquisa no Serviço Social</B>: <B>da formação acadêmica à prática profissional</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802007000300007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As reflexões contidas neste ensaio objetivam chamar a atenção dos profissionais, professores e alunos de Serviço Social para a importância da pesquisa nos diferentes contextos de atuação nesta área, apesar dos desafios e dificuldades apresentados a sua realização. Apresentam-se possibilidades de operacionalização da pesquisa para uma intervenção profissional crítica, condizente com a realidade concreta - contexto da prática profissional; a sua importância para um fazer-se histórico do Serviço Social centrado em posturas teórico-metodológicas que dêem conta da riqueza, complexidade e essência da realidade, rompendo com a pseudoconcreticidade, com a práxis utilitária, manipuladora e construída na dimensão da 'consciência comum'. Apesar da importância atribuída à pesquisa, procura-se evitar que esta seja vista deslocada da realidade humano-social, já que é neste contexto que ela adquire significado, atinge a sua acepção e dá conta das necessidades do Serviço Social como profissão histórica.<hr/>The reflections contained in this essay seek to the call attention of professionals, professors and students of Social Work to the importance of research in the various contexts of activity in this field, despite the challenges and difficulties presented in its realization. It offers possibilities for conducting research from a critical professional intervention, in keeping with the concrete reality - the context of professional practice. It also highlights the importance for the preparation of a history of Social Work based on theoretical-methodological postures that consider the wealth, complexity and essence of reality, breaking with the 'pseudoconcreticity', with the utilitarian, manipulative praxis that is constructed in the dimension of a 'common consciousness'. Despite the importance attributed to research, it sought to avoid separating it from human-social reality, given that it is in this context that research acquires meaning, becomes accepted and considers the needs of Social Work as a historic profession. <![CDATA[<B>Pesquisa e Serviço Social</B>: <B>da concepção burguesa de ciências sociais à perspectiva ontológica</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802007000300008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo tem como objetivos questionar a concepção burguesa de ciências sociais, apresentar um breve histórico da pesquisa em Serviço Social e expor os primeiros passos da 'perspectiva ontológica' enquanto referência teórico-metodológica, com enfoque na produção do conhecimento no mundo acadêmico atual. As considerações alertam que a pesquisa e o esclarecimento teórico para os assistentes sociais, na atual conjuntura, tornaram-se seus principais meios de trabalho, pois é a partir da sistematização da realidade social que o profissional tem condições de agir com mais segurança e dar possíveis respostas que sejam aceitas pela objetividade social. O ponto de partida é situar o Serviço Social como profissão que vem assegurando o seu espaço no âmbito da pesquisa, principalmente, no que diz respeito aos estudos sobre as expressões da questão social. Destarte, acredita-se que os objetos de investigação do Serviço Social emergem de uma realidade concreta e estabelecem suas mediações numa sociedade que se produz e reproduz por meio de contradições inconciliáveis.<hr/>The purpose of this article is to question the bourgeois concept of social sciences, to present a brief history of research in Social Work and to present the first steps of the 'ontologic perspective' as a theoretical-methodological reference, with a focus on the production of knowledge in the current academic world. The considerations warn that research and theoretical clarification for social assistants in the current situation become their principal means of work, because it is from the systematization of the social reality that the professional has the ability to act with greater security and to give possible responses that would be accepted by the social objectivity. The study begins by locating Social Work as a profession that has been guaranteeing its space in the realm of research, principally in relation to studies about expressions of social issues. Thus, it maintains that the objects of social science research emerge from a concrete reality and establish their mediations in a society that produces and reproduces by means of unreconcilable contradictions. <![CDATA[<B>Sobre o método da história oral em sua modalidade trajetórias de vida</B>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802007000300009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo<A HREF="#nt01">1</A> busca explorar o potencial da pesquisa qualitativa, apresentando o método da história oral na sua modalidade trajetórias de vida, com o propósito de discutir a possibilidade de sua utilização em investigações científicas na profissão de Serviço Social. Situa os fundamentos epistemológicos da história oral, conferindo-lhe o caráter científico. Apresenta a modalidade trajetórias de vida como um constructo histórico e social que utiliza diferentes técnicas de entrevista para dar voz aos sujeitos até então invisíveis, anunciando as principais etapas dos procedimentos metodológicos utilizados nesta abordagem. Destaca, nas conclusões, a importância da construção desse modelo, sua projeção como uma proposta investigativa que implica um processo de compreender e analisar os universos sociais contextualizados e interconectados à luz da realidade das trajetórias de vida dos sujeitos pesquisados.<hr/>This article seeks to explore the potential of qualitative research. It presents the life trajectory modality of the oral history method, to discuss the possibility of its utilization in scientific research in the Social Work profession. The epistemological foundations of oral history are discussed to establish its scientific character. The life trajectories modality is presented as a historic and social construction that utilizes different interview techniques to give voice to previously invisible subjects, indicating the principal phases of the methodological procedures used in this approach. The conclusions highlight the importance of the construction of this model and its projection as a research proposal that implies a process of understanding and analyzing the social universes that are contextualized and interconnected, considering the realities of the life trajectories of the subjects studied.