Scielo RSS <![CDATA[Revista Katálysis]]> http://www.scielo.br/rss.php?pid=1414-498020120001&lang=en vol. 15 num. 1 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.br/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.br <![CDATA[<b>From the margins to the center</b>: <b>challenges to social work presented by the socio-</b><strong>environmental question</strong>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802012000100001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Ideological design of the IADB</b>: <b>administrative model for the Promaben project in Belém, Pará</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802012000100002&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo discute o modelo de gestão de cidades difundido pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para a América Latina e o Caribe, tendo como exemplo o Programa de Saneamento da Bacia da Estrada Nova (Promaben), no município de Belém, no estado do Pará. Com base no referencial da teoria social marxiana, foram pesquisados, em documentos do BID, disponíveis on-line, os projetos aprovados pelo banco em 26 países da América Latina e do Caribe, entre 1960 e 2011. Aponta a construção do desenho ideológico do BID, interligado às questões de financiamento, pobreza e meio ambiente. Recupera estudos sobre ideologia e modelo de gestão de cidades e compara analiticamente os objetivos do BID com os projetos aprovados na América Latina e no Caribe. Analisa os recursos destinados ao Promaben e reflete, que sob a aparência da diminuição da pobreza e atenção ao tema do meio ambiente, o BID prioriza os setores de projetos de infraestrutura física da cidade e projetos econômicos.<hr/>This article discusses the administrative model for cities promoted by the Inter-American Development Bank (IADB) for Latin America and the Caribbean, using as an example the Sanitation Program for the Estrada Nova watershed (Promaben), in the municipality of Belém, in Pará State. Based on Marxist social theory, IADB documents available on line related to projects approved by the bank in 26 Latin American and Caribbean countries from 1960 - 2011 were studied. The paper indicates the construction of an ideological design by IADB, related to the issues of financing, poverty and the environment. It reviews studies about ideology and the administrative model for cities and compares the IADB's stated objectives with the projects approved in Latin America and the Caribbean. It analyzes the resources destined to Promaben and reflects that under the appearance of decreasing poverty and attention to the environment, the IADB gives priority to physical infrastructure projects for cities and economic projects. <![CDATA[<b>Management of disasters and social assistance policy</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802012000100003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Neste artigo reflete-se sobre o sistema de gestão de risco no município de Blumenau, em Santa Catarina, através das ações desenvolvidas pela Política de Assistência Social. Usou-se uma abordagem plural que articulou a análise documentária a técnicas qualitativas, como a observação participante. Foram examinados estudos já realizados sobre o risco como um processo construído que contribui com a intensificação dos desastres socioambientais na região. Constatou-se que a falta de um planejamento integrado e participativo resulta em fragmentação das ações, ausência de interdisciplinaridade e descompasso entre gestores, técnicos e afetados.<hr/>This article reflects on the risk management system in the municipality of Blumenau, Santa Catarina, through actions undertaken by the Social Assistance Policy. It used a plural approach that articulated document analysis to qualitative techniques, such as participant observation. Previously conducted studies about risk were examined as a constructed process that contributed to the intensification of socio-environmental disasters in the region. It found that the lack of integrated and participative planning results in fragmentation of actions, an absence of interdisciplinarity and a gap between administrators, technicians and those affected. <![CDATA[<b>Marxist criticism of (un)sustainable development</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802012000100004&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo tem como objetivo apresentar as implicações teóricas e os desdobramentos da concepção de desenvolvimento sustentável, com ênfase na elucidação das diferenças na sua compreensão e utilização. A partir da revisão bibliográfica, inicialmente, recupera-se a apreensão de Marx sobre a relação homem, natureza e capitalismo. Na sequência, apresentam-se abordagens marxianas críticas à concepção do desenvolvimento sustentável, a qual, embora usual, é ambígua e motivo de muitas controvérsias. Finalmente, evidenciam-se os aspectos para um novo tratamento às questões ambientais face à insustentabilidade, inerente ao modo de produção capitalista e à destrutividade que o acompanha.<hr/>The purpose of this article is to present the theoretical implications and consequences of the concept of sustainable development, with an emphasis on the elucidation of differences in their understanding and use. Based on a bibliographic review, the paper first reviews Marx's understanding about the relationship between man, nature and capitalism. It then presents Marxist approaches that are critical of the concept of sustainable development, which, although commonly used, is ambiguous and the motive of considerable controversy. Finally, factors are present for a new approach to environmental issues considering the unsustainability inherent to the capitalist mode of production and the destruction that accompanies it. <![CDATA[<b>Educator state</b>: <b>a new pedagogy of hegemony in extractive reserves</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802012000100005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo analisa o papel desempenhado por um projeto de cooperação internacional (Projeto Resex) na implementação das Reservas Extrativistas na década de 1990. Através da análise dos documentos e relatórios referentes à negociação e execução da primeira fase do Projeto, no período de 1995-1999, demonstra-se a contraposição dos princípios contidos nos sujeitos coletivos que originaram as Reservas Extrativistas e aqueles produzidos, transmitidos e difundidos através do Projeto Resex. Discute-se a presença do Estado, em uma pedagogia da hegemonia, operando na desconstrução das conquistas objetivadas pelos seringueiros nas décadas de 1970-1980, e utilizando, para isso, o Projeto Resex como um espaço pedagógico privilegiado.<hr/>This article analyzes the role performed by an international cooperation project (Projeto Resex) in the implementation of Extractive Reserves in the 1990s. Through the analysis of documents and reports referring to the negotiation and execution of the first phase of the Project in 1995-1999, the paper demonstrates the conflicting principles held by the collective subjects that participated in the formation of the Extractive Reserves and those produced, transmitted and promoted through the Projeto Resex. The presence of the state is discussed, found in a pedagogy of hegemony, operating in the deconstruction of the conquests sought by the rubber tappers in the 1970s and 1980s, and using Project Resex as a special pedagogic space. <![CDATA[<b>Social vulnerabilities and youth in the water catchment areas of the southern zone of the city of São Paulo</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802012000100006&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo é um produto parcial da pesquisa "Reflexos da Vulnerabilidade Socioambiental nas Manifestações Musicais dos Jovens Paulistanos da Periferia", identificando como recorte geográfico a periferia da Zona Sul da cidade de São Paulo. Trata-se de uma região que começou a se formar devido à ocupação populacional desordenada em áreas de manancial, onde a vulnerabilidade social é agravada por situações de risco e degradação ambiental, dado o adensamento das áreas de favelas, configurando um processo de exclusão ambiental e urbana. Temporalmente, a pesquisa parte da década de 1980, quando se expande o padrão de extensão da periferia e surgem as manifestações culturais nas periferias dos grandes centros urbanos. Nesta reflexão, a relação entre política e cultura é apresentada através da análise dos mecanismos de sociabilidade que articulam os jovens afrodescendentes das periferias em torno de intervenções culturais coletivas, como formas de criação e reprodução da sua realidade social.<hr/>This article is a partial product of the study "Reflexes of the Socio-environmental Vulnerability in the Musical Manifestations of Paulista Youth from the Periphery," which focuses on the Southern Zone of the city of São Paulo. This is a region that took shape through the unordered occupation of water catchment areas, where social vulnerability is aggravated by situations of risk and environmental degradation, given the increased density of favela regions, establishing a process of environmental and urban exclusion. The study begins in the 1980s, when the pattern of extension of the periphery expanded and cultural manifestations arose in the peripheries of the large urban centers. In this reflection, the relationship between politics and culture is presented through the analysis of the mechanisms of sociability that articulate Afro-descendent youth from the periphery around collective cultural interventions, as forms of creation and reproduction of their social reality. <![CDATA[<b>The environmental question and the condition of poverty</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802012000100007&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo traz reflexões sobre a questão ambiental no que se refere ao o aquecimento global, tomando-o como sua mais atual e impactante manifestação. Situa tanto a questão social quanto a ambiental na raiz de um sistema que, em seu modo de produzir, ao mercantilizar o homem e a terra produz desigualdade pobreza e depredação. Procura desvendar, a partir de leituras críticas ao sistema, as contradições nele ínsitas, à medida que se apropria, de forma privada, tanto dos bens produzidos pelo homem quanto pela natureza. Estimula a compreensão e a tomada de consciência desta questão para formar resistências e, assim, inscrever na agenda política uma situação mais favorável à vida no planeta.<hr/>This article presents reflections on the environmental question in relation to global warming, considering it to be the most current manifestation of the issue and that with the strongest impact. It situates both the social and environmental questions at the root of a system that through its mode of production, by commodifying man and earth, produces inequality, poverty and depredation. The paper conducts critical readings of the system to reveal its inherent contradictions, based on the fact that it appropriates, for private purposes, goods produced by man and nature. It stimulates understanding and awareness of these issues to establish resistances and thus inscribe in the political agenda a situation more favorable to life on the planet. <![CDATA[<b>The technical solution to environmental problems</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802012000100008&lng=en&nrm=iso&tlng=en En este ensayo se argumenta que la discusión ambiental ha sido reducida a una cuestión técnica. Y que esta supuesta reducción implica considerar a la tecnología como neutra y no incorporar las tendencias derivadas de las relaciones sociales. Se concluye con los límites que las relaciones capitalistas implican para solucionar los grandes problemas ambientales.<hr/>Neste ensaio, argumenta-se que a discussão ambiental tem sido reduzida a uma questão técnica. E que esta dita redução implica em considerar a tecnologia como neutra e não em considerar as tendências derivadas das relações sociais. Conclui-se com os limites que as relações capitalistas supõem para solucionar os grandes problemas ambientais.<hr/>This essay argues that the environmental discussion has been reduced to a technical question. This implies envisioning technology as neutral and does not consider social relations. It concludes by indicating limits to resolving the great environmental problems implied by capitalist relations. <![CDATA[<b>A theoretical reflection on the relationship between nature and capitalism</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802012000100009&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objectivo deste artigo passa por dar conta da articulação que se estabelece entre a esfera natural e a esfera social global da contemporaneidade, em termos genéricos, o modo de produção capitalista. Partindo de uma análise dos mecanismos de apropriação do meio natural pela engrenagem social da acumulação de capital, procura identificar algumas das formas de mercadorização contemporâneas da natureza. Com efeito, essas expressões mercadorizadas do meio natural revelam uma ligação com as dinâmicas de crise estrutural do capitalismo. Em termos metodológicos, privilegia uma perspectiva de totalidade na abordagem ao objecto de estudo em causa, sem com isso reduzir o substrato empírico do mesmo a uma entidade homogeneizante. Por conseguinte, a processualidade estabelecida entre natureza e capitalismo encontra respaldo num conjunto de influências mútuas, de mediações desniveladas de causalidade e de contradições.<hr/>The purpose of this article is to recognize the articulation between the natural and contemporary global social sphere, in generic terms, the capitalist mode of production. Based on an analysis of the mechanisms of appropriation of nature by the social engendering of the accumulation of capital, it seeks to identify some of the forms of the contemporary commodification of nature. These commodified expressions of nature are connected to the dynamics of the structural crisis of capitalism. In methodological terms, it emphasizes a perspective of totality in the approach to the object of study, without reducing the empiric substrate to a homogenized entity. Therefore, the interactive process between nature and capitalism finds support in a set of mutual influences, of unequaled mediations of causality and contradictions. <![CDATA[<b>"Conscious consumption"</b>: <b>ecocapitalism</b><b> as ideology</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802012000100010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este texto tem como objetivo oferecer um conjunto de problematizações acerca do "consumo consciente". Trata-se de um ensaio de natureza bibliográfica cuja tese central consiste em afirmar que, sob a prevalência do mundo mercantil, não se institui, de fato, o consumo consciente como afirmação do princípio da sustentabilidade socioambiental. Procura-se revelar o caráter ideológico desta formulação, que associa o consumismo e a possibilidade de sua superação apenas à necessidade de mudanças comportamentais sem que se explicitem suas dimensões socioeconômicas e sua funcionalidade como mecanismo de reprodução da lógica destrutiva do capital.<hr/>The purpose of this article is to raise a set of questions about "conscious consumption." It is an essay of a bibliographic nature whose central thesis consists in affirming that in a capitalist society conscious consumption cannot be instituted as an affirmation of the principle of socioenvironmental sustainability. The paper presents the ideological nature of this formulation, which associates consumerism and the possibility of overcoming it only to the need for behavioral changes, without explaining its socioeconomic dimensions and its functionality as a mechanism for the reproduction of the destructive logic of capital. <![CDATA[<b>Public administration of the environmental issue and the contextures of Brazilian cities</b>: <b>preliminary notes</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802012000100011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este artigo propõe-se a uma reflexão sobre a gestão pública da questão ambiental nas cidades brasileiras. A temática é esboçada através da abordagem de dois temas-chave: os fundamentos da constituição do urbano e seus nexos com a ação destrutiva do meio-ambiente e os contornos, (im)possibilidades e desafios da gestão pública da questão ambiental no território da cidade. Parte-se de questionamentos sobre a articulação entre as teses da sustentabilidade e da insustentabilidade e de pistas definidoras da configuração da administração das cidades. Relacionam-se elementos teóricos e históricos, enfatizando particularidades pertinentes à sociedade brasileira. Conclui-se pela impossibilidade da contribuição efetiva da gestão pública de feição empresarial para a reversão plena da crise ambiental urbana no Brasil, uma vez que essa forma de gestão é compelida a favorecer o modo predatório de exploração do meio ambiente no contexto das determinações do modo de produção capitalista.<hr/>This article reflects on the public administration of the environmental issue in Brazilian cities. The theme is approached through two key themes: the foundations of the constitution of urban space and its relations with the destructive action of the environment and surroundings, the (im)possibilities, and challenges of public administration of the environmental issue in the territory of the city. This is based on questions about the articulation between the theses of sustainability and unsustainability and of the elements that define the configuration of the administration of cities. Theoretical and historic elements are related, emphasizing particularities pertinent to Brazilian society. It concludes that it is impossible for public administration of a corporate style to effectively contribute to a complete reversal of the urban environmental crisis in Brazil, given that this form of management is compelled to favor predatory environmental exploitation because of the nature of the capitalist mode of production. <![CDATA[<b>Capital, social control and autonomous participation of workers in capitalism in crisis</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802012000100012&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo deste artigo é discutir a concepção de autonomia (fábricas ocupadas) e de controle social (participação nas instâncias do Estado) dos/pelos trabalhadores, depois de décadas de experimentos sociais, a partir dos anos 1990. Observa-se que tais experiências ao invés de fortalecerem a luta pela emancipação do trabalho tem-no levado à crescente subordinação aos interesses do capital e à perda de vantagens parciais antes adquiridas. Tal quadro agrava-se com a crise estrutural e a produção destrutiva que caracterizam o sistema do capital, colocando em cheque os fundamentos das concepções de autonomia, de controle e de participação social democrática que as orientam. A autodeterminação dos trabalhadores e, portanto, a real autonomia e a participação social, de acordo com a discussão proposta pelo artigo, são irrealizáveis nos marcos do sistema dominante.<hr/>The purpose of this article is to discuss the concept of autonomy (occupied factories) and social control (participation in the State apparatus) of and by workers, after decades of social experiments, since the 1990s. It notes that these experiences, instead of strengthening the struggle for the emancipation of work, have led to a growing subordination of workers to the interests of capital and to the loss of previously acquired partial advantages. This situation is aggravated with the destructive structural and production crisis that characterizes the capitalist system, questioning the foundations of the concepts of autonomy, control and democratic social participation that guide them. Self-determination of workers therefore involves true autonomy and social participation, and according to the discussion proposed by the article, these cannot be achieved under the dominant system. <![CDATA[<b>Corporate social responsibility and human rights</b>: <b>discourses and realities</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802012000100013&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo realiza uma análise, a partir de uma perspectiva crítica, sobre o processo de criação e consolidação dos parâmetros mundiais sobre Responsabilidade Social Corporativa (RSC) na relação com os direitos humanos, na Europa e no Brasil, no atual estágio do capitalismo globalizado. Como recurso teórico-metodológico fundamenta-se, no plano internacional, em um conjunto de normas jurídicas existentes sobre a responsabilidade social corporativa e os direitos humanos nas empresas transnacionais. No plano nacional, a pesquisa tem como referencial teórico-metodológico um levantamento bibliográfico concernente ao conceito de RSC nos novos padrões de capitalismo periférico, inseridos no contexto da globalização.<hr/>This article conducts a critical analysis of the creation and consolidation of global parameters for Corporate Social Responsibility (CSR) in relation to human rights in Europe and Brazil, in the current stage of globalized capitalism. As a methodological-theoretical resource, it is based, on the international level, on a set of legal norms about corporate social responsibility and human rights at transnational companies. On a national level, the study uses as a theoretical-methodological reference a bibliographic survey of the concept of CSR in new standards of peripheral capitalism, inserted in the context of globalization. <![CDATA[<b>Technology, society and digital networks: new dimensions for public policies</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802012000100014&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo realiza uma análise, a partir de uma perspectiva crítica, sobre o processo de criação e consolidação dos parâmetros mundiais sobre Responsabilidade Social Corporativa (RSC) na relação com os direitos humanos, na Europa e no Brasil, no atual estágio do capitalismo globalizado. Como recurso teórico-metodológico fundamenta-se, no plano internacional, em um conjunto de normas jurídicas existentes sobre a responsabilidade social corporativa e os direitos humanos nas empresas transnacionais. No plano nacional, a pesquisa tem como referencial teórico-metodológico um levantamento bibliográfico concernente ao conceito de RSC nos novos padrões de capitalismo periférico, inseridos no contexto da globalização.<hr/>This article conducts a critical analysis of the creation and consolidation of global parameters for Corporate Social Responsibility (CSR) in relation to human rights in Europe and Brazil, in the current stage of globalized capitalism. As a methodological-theoretical resource, it is based, on the international level, on a set of legal norms about corporate social responsibility and human rights at transnational companies. On a national level, the study uses as a theoretical-methodological reference a bibliographic survey of the concept of CSR in new standards of peripheral capitalism, inserted in the context of globalization. <![CDATA[<b>Contemporary issues for planning and development</b>]]> http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-49802012000100015&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo realiza uma análise, a partir de uma perspectiva crítica, sobre o processo de criação e consolidação dos parâmetros mundiais sobre Responsabilidade Social Corporativa (RSC) na relação com os direitos humanos, na Europa e no Brasil, no atual estágio do capitalismo globalizado. Como recurso teórico-metodológico fundamenta-se, no plano internacional, em um conjunto de normas jurídicas existentes sobre a responsabilidade social corporativa e os direitos humanos nas empresas transnacionais. No plano nacional, a pesquisa tem como referencial teórico-metodológico um levantamento bibliográfico concernente ao conceito de RSC nos novos padrões de capitalismo periférico, inseridos no contexto da globalização.<hr/>This article conducts a critical analysis of the creation and consolidation of global parameters for Corporate Social Responsibility (CSR) in relation to human rights in Europe and Brazil, in the current stage of globalized capitalism. As a methodological-theoretical resource, it is based, on the international level, on a set of legal norms about corporate social responsibility and human rights at transnational companies. On a national level, the study uses as a theoretical-methodological reference a bibliographic survey of the concept of CSR in new standards of peripheral capitalism, inserted in the context of globalization.